[Vargem Grande] Sítio Rio Verde

Novo Tópico   Responder ao tópico

Página 1 de 10 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Ir em baixo

[Vargem Grande] Sítio Rio Verde

Mensagem por NarraDiva em Sab Jul 01, 2017 4:17 pm

Um grande sítio com área florestal com lago natural e nascente de rio, com um casarão com 10 suítes e 3 grandes ambientes de área comum mantido pelos Andarilhos do Asfalto e deixado à disposição da matilha que cuidar do território para a Seita. Parentes dos Andarilhos do Asfalto cuidam da manutenção das áreas comuns. Há uma grande lavanderia no porão. A cozinha é coletiva. O sítio é equipado com internet de alta velocidade e antena parabólica. Os níveis de tecnologia do Sítio são do ano de 2001, ano em que se passa nossa história. Há 2 Fords EcoSports pretos na garagem com documentação regular.


O Sítio é localizado em uma das estradas de terra que cortam o bairro de Vargem Grande.





avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3219
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Vargem Grande] Sítio Rio Verde

Mensagem por olhosdegaia em Sex Set 15, 2017 2:13 pm

O sítio parecia calmo no final da tarde, começava a noite e os últimos pássaros davam seus cantos, quando um movimento rápido surge por cima da elevação que havia de um dos lados do sítio, elevação essa que de cima um lobo fitava a casa central.



Em suas mandíbulas trazia um bolo de pele e pelos que analisado atentamente, podia-se notar que era um coelho. O lobo começa a se mexer, suas patas graciosa e silenciosamente acariciam a grama e o lobo se sente vivo.

Ele inspira profundamente e expira o Hálito de Gaia, sentindo o ar quente e a brisa levíssima do verão brasileiro, estava acostumado com esse clima, mas ele não o fazia desejar menos se deliciar com um córrego de água geladinha das montanhas.

Olhos-de-Gaia chega as escadas da entrada da casa, nota, inclusive, que parecia haver atividade dentro, talvez todos estivessem ali e sua apresentação seria mais fácil, uivar é o que vem a sua mente, queria se anunciar, porém, decide não seguir as tradições naquele momento.

Sobe os poucos degraus ainda em 4 patas, sem deixar cair o coelho, bate com uma de suas patas na porta, raspando as garras e fazendo um barulho que poderia surpreender os mais desatentos de dentro. Assim que termina de bater, solta um pequeno latido, ainda segurando o coelho, sua caça, na mandíbula.
avatar
olhosdegaia

Mensagens : 245
Data de inscrição : 11/09/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Henker - Olhos de Gaia

Mensagem por Convidado em Sex Set 15, 2017 3:07 pm

O garou chega ao ponto de encontro em uma moto. Retira o capacete e olha ao redor analisando aquele local, se atentando aos pontos de entrada, às áreas mais funeraveis e as mais seguras. 
 
Começa a ponderar de onde um grupo poderia atacar, e por onde sua matilha poderia se retirar.
 
Tudo está muito organizado e limpo e aquilo trás um sentimento de satisfação ao ahroun.
 
Ele então desce da moto ao tempo de ouvir um latido e identifica que alí havia um garou. Deixa o capacete na moto e segue em direção ao irmão gaiano.
*Parece que somos os primeiros a chegar.*
  
- Prazer, Sou Henker Von Fenrirsulfr, hominídeo como você pode ver, cliath da Mão de Tyr dos Crias de Fenris e ahroun da Asas da Esperança, honrado pelo Uirapuru.
 
E fica aguardando a resposta. Seu rosto era sério, não de forma agressiva, mas de uma grande e profunda tristeza mesclada a uma fúria imensa.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Âmago-de-Gunnr - Algoz-de-Einherjar | Olhos-de-Gaia

Mensagem por NarraDiva em Sex Set 15, 2017 4:21 pm

Sarah vinha de carro logo atrás de Henker. Vinha direto da reunião de tribo para encontrar os membros da matilha. A Fenris se mantém ao lado do seu irmão de tribo e se apresenta também ao lupino:

'- Sarah Brumhilde, Âmago-de-Gunnr. Hominídea, Philodox, Forsten dos Crias de Fenris.'





Aparência 3, Raça Pura 2, Fúria 5
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3219
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Vargem Grande] Sítio Rio Verde

Mensagem por olhosdegaia em Sex Set 15, 2017 4:58 pm

OLHOS DE GAIA - HENKER

O Lupino escuta a moto a distância, mal tinha batido na porta e escutava o barulho infernal daquela máquina, ele até gostava de algumas invenções humanas, livros o fascinavam, por mais que ainda não lesse nem um pouco bem, artesanato, arte... mas veículos faziam muita sujeira, sonora e física.

Ele abaixa levemente as orelhas até Henker desligar a moto. Aquele hominídeo alto e forte tinha muita Fúria nele, podia sentir o lobo, ele se apresenta como um Ahroun, e Cria de Fenris ainda, tinha ouvido falar que eles eram fanáticos pela guerra e pela morte. Todos os Garous eram guerreiros, mas precisavam de mais guerreiros, ele admirava os Fenris, mas fora informado para tomar cuidado com não ofendê-los, o que podia ser muito fácil.

Então, mudando sua garganta rapidamente para conseguir falar a língua Garou mesmo na forma Lupina, Olhos-de-Gaia responde, derrubando o coelho aos seus pés.

"- Meu nome é Olhos-de-Gaia, Lupino da tribo dos Filhos de Gaia,
nascido sob a Lua Crescente."


A apresentação da maior parte dos hominídeos em forma humana parece completamente formal e estática, porém, Henker nota que mesmo dizendo as mesmas palavras, tinha um quê animal na fala do lobo, ele falava mais com o corpo do que com as palavras.

Sua tez não revelava nenhum medo ou desconforto com o desconhecido, estava ali de plena confiança, mais tranquilo ainda por Henker ser um Garou.

Com mais um latido rápido, inquere.

"- Sou novo. Prazer. O alfa?"

Faz a pergunta apontando com a cabeça para a porta.

Logo depois mais uma mulher chega e se apresenta, uma juíza dos Crias também. O Lupino repete exatamente a mesma saudação que fizera a Henker e espera alguém abrir finalmente a porta.
avatar
olhosdegaia

Mensagens : 245
Data de inscrição : 11/09/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tarek - Matilha Asas da Esperança

Mensagem por Convidado em Sex Set 15, 2017 5:26 pm

Ficar saltando e correndo pelo Caern tinha cansado Tarek. Após retornar ao ponto de encontro, tomou um banho e cama. Não arrumou nada no quarto destinado a si. Suas coisas estavam na mochila ainda. 
 Num dado momento ouviu barulhos na porta de algo raspando e logo barulho de motor.
 "- Oh saco..."
 Levanta ali com cara amassada, cabelo bagunçado e segue para fora do quarto, parando há alguns passos da porta do quarto e retorna para colocar alguma roupa, estava apenas de cueca e provável que iriam reclamar se o vissem assim. Pega na mochila uma bermuda e uma camiseta, veste e aí segue para porta, dando de cara com Sarah, Henker, um lobo e um coelho morto.
 "- Boa tarde, boa noite... Nem sei..."
 Cobre a boca com a mão num bocejo. Parecendo depois estar mais acordado e olha os 3.
 "- Apareceu o sumido! Bem ai cara? Oi Sarah! E... Quem é esse? Amigo de vocês?"
 Olha o lobo e recorda do canto do Uirapuru balançando um pouco a cabeça em positivo.
 "- Apresentações, né? Sou Thiago Daoud, Tarek, Sussurro-da-Noite, homenideo, Peregrino Silencioso, Galliard... e você? Aliás, creio q o Alfa vai apreciar seu presentinho e lanchinho..."
 Dá um breve sorriso ali, entre gentil e brincalhão, já imaginando que seria divertido o lobo deixar o coelho na cama de Kiba e ver a cara do Presa de Prata ao acordar e dar de cara com o presentinho. Abre espaço para todos os três entrarem.
 "- Fiquem a vontade... Casa é de vocês... Eu acho que preciso de um tempo anda sozinho... Logo devem.surgir os outros..."
 Faz um breve reverência, se vira e volta ao quarto. Fechando a porta removendo de novo a camiseta e bermuda porque a cidade era muito quente e se sentando na cama. Cruza as pernas sobre ela, respira fundo, tomando para si o hálito de Gaia já que tinha ali no sítio natureza por perto, se concentrando, e tentando meditar um pouco.
 *Mente, corpo, alma... São um, um.com o mundo... Ma'at...*

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Âmago-de-Gunnr - Algoz-de-Einherjar | Olhos-de-Gaia | Sussurro-da-Noite

Mensagem por NarraDiva em Sex Set 15, 2017 6:20 pm

A Fenris se choca com o Galliard e exclama em autoridade:

'- Tarek, volte aqui imediatamente e cumpra suas funções de Augúrio.'

Não havia espaço para privacidade do Galliard, legítimo augúrio diplomata e de relações públicas da Nação, sair diante de um Garou que ainda era um mistério às portas do ponto de encontro da matilha.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3219
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Olhos de Gaia - Henker/Tarek/Sarah

Mensagem por olhosdegaia em Sex Set 15, 2017 7:13 pm

O lobo prestes a não ser mais solitário percebe a porta se abrindo e o hominídeo que surge detrás dela. Então, Olhos-de-Gaia mantém o olhar fixo em Tarek, que se apresenta, um Peregrino Silencioso, escutara histórias contadas por eles, eram muito interessantes, ainda mais este era um Galliard, ele devia ser um poço de informações, a mente Lupina do Garou podia estar apenas farejando o ar de quem acabara de acordar, seu bafo da "manhã" e sua cara de sono, mas aprendera a pouco que não só de instinto vivia, então pensava, quando o Galliard comentou sobre o coelho.

Quem disse que é um presente. Podia ser apenas minha janta.. Fome.

Logo em seguida, sem mais delongas, o Garou que abrira a porta se retira, e não mais que um segundo depois toma uma senhora bronca da Philodox que acabara de chegar também. Ao menos alguém era tão novato e cuca fresca como ele.

Pretendia entrar e descansar, talvez morder aquele coelho que tinha matado sem estraçalhar, para fazer um presente bonito. Mas decide ficar apenas sentado na porta, olhando Tarek de costas e se ele reagiria a bronca da Philodox.

Vira a cabeça para Sarah e apenas diz.

"- Vim ver o Alpha. Nova matilha." Olha para Henker também, repetindo o silencioso inquérito se ele ou Sarah sabiam onde estava o Alpha.
avatar
olhosdegaia

Mensagens : 245
Data de inscrição : 11/09/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue-dos-Quatro-Ventos (hominídeo) - Asas da Esperança

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em Sex Set 15, 2017 7:16 pm

Deganawida estava do lado de fora do sítio, perto da janela onde Tarek falou que ia dormir. Ele mesmo já havia dormido e acordado um pouco mais cedo e havia feito um círculo delimitando uma área onde, na visão do Wendigo, um bom Tipi* das tribos das planícies poderia ser erguido. 

Eu vou dispensar meu quarto assim que tiver feito o tipi. Não é exatamente como o dos Oneida, mas ainda é uma boa tenda, com uma abertura em cima, para que eu possa comungar com os espíritos, contemplar o céu noturno e meditar... Será bom manter a cultura viva, mesmo tão longe...

Degan estava começando a fazer as contas quando ele nota o barulho da porta e de Tarek se levantando. O Alfa só acordava mais tarde, quem poderia ser? Se fazendo essas perguntas o índio apenas dá a volta e entra na casa. Ele consegue ouvir o Peregrino se apresentar, não distingue uma das outras vozes e então chega à sala no exato momento em que o Galliard se preparava para ir ao seu quarto... Ele, literalmente, o pega no pulo quando a Fenris manda que fique. 

Olhando pela sala, há um lobo, novato, provavelmente, o previsto pelo Uirapuru. Além dele, parece que o outro Fenris também havia retornado. Degan estava usando o colete de ossos de seu povo e calças de couro limpas, com um sapato mocassim tradicional. Ele mantinha as tranças em seu cabelo. 

Tsc. Eu sei que o Peregrino me disse que precisava meditar e eu também. Mas com novos integrantes e com os acontecimentos do jeito que foram, ele deve ficar. 

" - Saudações"

Ele diz, solene. E caminha até mais perto do grupo, enquanto olha para o lobo, que tinha um coelho à sua frente.

" - Sou Sangue-dos-Quatro-Ventos, nascido dos humanos, meia-lua de segundo posto, filho do Grande Wendigo e Beta da Asas-da-Esperança."

Era bom ter um lupino na matilha, para variar. Os Wendigo tinham uma grande população de lupinos comparando com as outras tribos, e os Irmãos Mais Novos dos Puros haviam criado até mesmo uma tradição para instruir os nascidos em duas patas para que entrassem em harmonia com seu lado lobo, a Cabana de Myeengun. O Aro Sagrado nutria grande apreço pela tradição, e boa parte dos Wendigo serem chamados de "Puros" se devia a eles. 

Ele passa os olhos pelos demais, com um breve aceno em cumprimento à juíza, para demonstrar que havia concordado com a ordem. 

Degan estende o braço e abre a porta do quarto do Peregrino, bradando:

" - Venha logo, Peregrino. Seu Augúrio vem antes de suas necessidades pessoais."

Tomara que Cordas-Trêmulas chegasse logo. O próprio Wendigo precisava de meditação, mas não deixaria seus companheiros daquela forma. 

OFF: Tipi são as cabanas e tendas em formato de cone, característicos de tribos das planícies no norte.
avatar
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 389
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 42

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tomás - Olhos-de-Gaia, Henker, Sarah, Degan e Tarek.

Mensagem por Convidado em Sex Set 15, 2017 7:36 pm

A esquizofrenia é um distúrbio que altera a percepção da realidade para o individuo, ele se torna desorganizado, confuso, paranoico e geralmente muito agitado, a situação piora a partir do momento que possa ter delírios, quando surge uma sensação crescente no esquizofrênico de estar sendo ouvido, seguido... de conspirarem contra eles, diferente do que muitos acham, alucinação e delírio não são a mesma coisa, alucinação tem um formato muito mais grave, é você ver algo, ouvir algo, literalmente, sem que esta "coisa" seja vista ou ouvida por outros, não existe, você sabe que não existe, mas esta lá. 
  
Eu nunca pensei que passaria por isto, alucinação induzida, esquizofrênico por um momento, eu nunca havia tomado alucinógenos ou algo parecido e privação de sono ou fome também não fazem parte da minha realidade, mas eu sei que não foi real, não era concreto, não era existente, aquilo ocorreu apenas na percepção gerada pelo meu encéfalo manipulado por aquela criatura, o mundo não estava me consumindo em meio a berros e gritos tão altos que doíam minha cabeça, não haviam cores e luzes e os meus sentidos não estavam sendo explorados ao máximo da capacidade humana, eu não estava sendo espancado, humilhado, não estava sendo abandonado numa caixa claustrofóbica cheia de fétidos peixes mortos e meu pai não estava lá, me olhando com escarnio, não... meu pai não estava lá, meu pai esta morto e aquilo foi simplesmente... uma alucinação.

Brilho-dos-Sonhos havia ido treinar após os eventos na Umbra com a Matilha, era a unica maneira que ele encontrou para se sentir útil e refletir sobre os eventos estranhos que haviam ocorrido, após um bom banho gelado Tomás partiu com sua bicicleta para o sitio fornecido como base para sua matilha. Como o Ragabash possuía um apartamento, não via motivos em residir no sitio com os outros garous, inclusive por prezar muito a sua privacidade. 

Vestindo uma regata turquesa e uma bermuda preta até altura do joelho com um tênis marrom escuro, Tomás estava simples, novamente sua bolsa lateral estava com ele cruzando a faixa em seu peito, dentro havia sua carteira e celular, uma camiseta reserva, desodorante, lenços umedecidos, sua pistola e o coldre dela e mais alguns itens, preso dando voltas em seu tronco estava um longo chicote, uma arma que o Andarilho havia passado a treinar com frequência e tornando-se bastante hábil, não havia usado na noite anterior preferindo não expor todas as suas habilidades para sua matilha na primeira noite, mas agora a sua realidade estava alterada, não era mais motivo para esconder estes tipos de detalhes. 

O calor do Rio de Janeiro maltratava o paulista, tanto que havia pego o costume de dormir na forma lupina numa área limpa de sua geladeira que geralmente ficava bastante vazia. Ao chegar no sitio, o rapaz deixa sua bicicleta perto da entrada da casa e fica realmente surpreso com toda a estrutura e beleza do local, ele julga o "todo" ali como bonito, parecia calmo, quieto e em paz, coisas que ele sabia apreciar, ele também estava esperando algo mais simples quando soube que sua matilha teria uma base disponível.  

* Por que será que o Uirapuru disse aquilo? Eu? Alguma relevância? Não faz sentido, nada depende de mim aqui.* Este pensamento não abandonava o Ragabash facilmente, mas se silenciou assim que o Andarilho percebeu Henker e um lupino no sitio próximo de Sarah, Tarek abre a porta, o cumprimenta e se retira e logo Degan também o cumprimenta e logo depois ambos os juízes vão dar uma bronca no Galliard, Tomás parece calmo e não se expressa diante do atrito entre os três, no fundo ele achava uma relação divertida entre eles. Direcionando-se para o lobo que carregava um coelho na boca, apresentou-se. "Brilho-dos-Sonhos, Tomás von Ludwig, sou um Ragabash dos Andarilhos do Asfalto, Cliath e Hominídeo."

Tomás fala baixo, calmo, parece tristonho ou um pouco "ausente", mas esboça um sorriso de canto de boca, Lupinos são fofos, pelo menos os que não são Garras-Vermelhas e Brilho-dos-Sonhos tende a gostar deles, mesmo que o oposto não ocorra.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Grace - Todos

Mensagem por Grace Tavares Conney em Sex Set 15, 2017 8:27 pm

Grace desperta de um sono que só tivera por puro cansaço. Sua mente pesava pelos acontecimentos das horas passadas, que remoera na cama até não aguentar mais. Havia tido pesadelos, envolvendo Kiba, sua filha, e as ilusões do Drattosi, que ainda levavam lágrimas aos olhos da Galliard, abraçando o travesseiro, desejando companhia...

Acorda de mau humor, com a Fúria queimando em seu peito muito mais que o habitual. Se não podia amar, então queria guerrear.
Toma um banho para se limpar e para tentar se acalmar. Só consegue uma das coisas. Veste-se com uma roupa parecida com a da noite anterior. Regata e calça pretas. A cor era para ser discreta na missão, mas acabava ganhando mais um significado.

“Parece que estou de luto… por mim mesma talvez...”

Abre a porta do quarto e olha nos corredores, tentando identificar quem já havia acordado. Guardara onde era a porta do quarto de Kiba, que estava fechada. Pretendia usar seu tempo livre para praticar com o violoncelo, mas escuta um burburinho meio tenso e resolve verificar.
“Esse pessoal mal acordou e já está brigando"

Chegando, ela encontra Deganawida, Sarah, Tarek e Tomás, acompanhados por Henker e um lupino que ela não conhecia. Lembra-se então que Uirapuru falara sobre ele, mas não achou que ele chegaria tão rápido.
- Boa noite. Tudo bem com vocês? - olha para os que conhecia antes de observar o recém-chegado. Há um ar de melancolia e uma certa dureza vazia em seu semblante. Esperaria a pegunta ser respondida antes de se apresentar. Porém, como o lupino era o desconhecido no territorio dela, achava que o mais correto era ele se apresentar primeiro.
avatar
Grace Tavares Conney

Mensagens : 484
Data de inscrição : 26/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tarek - Matilha Asas da Esperança

Mensagem por Convidado em Sex Set 15, 2017 9:49 pm

* Por que não me deixam em paz? Depois eu cutuco e eu que sou o ruim...*
 Dá um grito vindo do quarto.
 "- Só um minuto!"
 Rapidamente bota a roupa de novo a roupa, corre no banheiro e lavando o rosto, passando uma água na boca e arrumando o cabelo e volta até a sala encontrando todos.
 "- Mais apresentável agora... Melhor..."
 Dá um sorriso ali a todos os presentes. Vendo quemais gente havia chegado ali. Limpa um pouco a garganta.
 "- Seja bem vindo ao refúgio da matilha Asas da Esperança responsável por proteger tal região da cidade do Rio de Janeiro. Creio que seja o Lupino que viria em nosso auxílio. Seja bem vindo e que aqui seja também seu lar. Fique a vontade."
 Olha para Grace e de novo para o lobo.
 "- Além dos que já se apresentaram, está aqui é Grace, Cordas-Trêmulas, galliard homenídea dos Fianna. Além disso a matilha também conta com Zvanna, a Olhos-do-Caos homenídea theurge Foster dos Senhores das Sombras, Jéssica, 99 Centavos, ragabash homenídea dos Roedores de Ossos, Helena, Fúria-Justa-de-Edteno, homenídea, Ahroun, Fúria Negra."
 Respira um pouco ali.
 "- E por fim, nosso Alfa, Kiba, Asa-Solitária, Presa de Prata, homenideo, Ahroun. No momento os falados e não presentes, ainda se encontram em repouso ou estão no caern. O Alfa está em repouso. Peço desculpas, tivemos um dia bastante cheio e atribulado. Mas talvez possa tratar com Deganawiga o nosso Beta. Ou ficar a vontade aqui conosco até seu despertar. Sinta-se em casa."
 Nunca gostou muito de ter que fazer sala. Ainda mais para um lupino em um casa que passará agora a ser sua. Era estranho. Mas era seu trabalho. Infelizmente.
 Dá um sorriso ali ao lupino de forma gentil tentando passar a ele algum conforto e se sentir bem recebido. 
 *Devia passar a mão nele e coçar a ele? Dar um osso? O que eu faço pra distrair ele?*
 Olha para Grace, se aproxima dela e fala baixo para ela.
 "- Um pouco de música para ele?"

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Âmago-de-Gunnr | Fúria-Justa-de-Esteno | Olhos-do-Caos - Matilha Asas da Esperança

Mensagem por NarraDiva em Sex Set 15, 2017 10:19 pm

Zvanna e Helenna chegam ao ponto de encontro juntas. A Senhor das Sombras olha para Henker e para o Lupino sem maiores emoções e, então, cumprimenta a todos:


'- Boa noite...'


Helenna cumprimenta a todos também. Ambas estavam com trajes casuais. Sarah comenta com todos ali:

'- As apresentações ficam aos Galliards, aos que ainda não uniram os pontos, esse provavelmente é o lobo cujo o Uirapuru falava. Kiba ainda dorme?'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3219
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Vargem Grande] Sítio Rio Verde

Mensagem por Convidado em Sex Set 15, 2017 11:21 pm

Assim que percebe a presença de Sarah ele se limita a fazer um aceno com a cabeça, já estivera com ela mais cedo e já falara o que tinham que falar.
 
Tomas chega mudo, se limita a falar com o filho de gaia e fica em silêncio, em relação à ele e Sarah e o ahroun não se importa.
 
Em seguida a porta se abre e o violado pela wyrm é quem os recebe, mas Henker não fala nada, nota a falta em relação ao novo garou que se apresentara mas não precisara falar nada, sua forseti já havia mostrado à ele o que deveria fazer. 
  
*Essa falta de disciplina terá que mudar.* 
 
Em seguida o wendigo se apresenta, agora beta, agora fostern e finalmente Grace. Não consegue evitar olhar para o seu ventre por um tempo maior do que ele queria, mas não se preocupa muito com isso também.
 
Decide se jogar em um sofá, no mesmo momento em que a fúria e a senhor das sombras chegava e ficava alí sentado olhando as mensagens em seu celular para saber se havia alguma nova informação enquanto ficava esperando pela chegada do alpha. 
Por ele, gritaria logo o nome de Kiba, despertando-o de vez e começaria logo... mas a ordem foi a de não entrar em conflito... 

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Grace - Todos

Mensagem por Grace Tavares Conney em Sex Set 15, 2017 11:49 pm

Grace esperava pela apresentação do lupino quando Tarek chega, fazendo uma fala geral sobre toda a Matilha. Não entendeu por que ele havia ido, voltado, e só estava fazendo aquilo agora, mas o irmão de Augúrio lhe pareceu meio nervoso com aquilo.

Sorriu para o recém-chegado quando foi apresentada a ele, e parece se agradar com a ideia de tocar uma música, mas antes que ela ou alguém se manifeste sobre isso, Helenna e Zvana chegam ao refúgio. A presença de sua protetora é um alívo. Cumprimenta gentilmente as duas. 

Percebe o olhar que Henker direciona à barriga dela. Com certeza ele sabia. Capaz até do lupino saber também. De qualquer maneira, formalidades eram necessárias, e quando Sarah cobra que os Galliards cumpram seu augúrio, ela resolve falar dessa vez, apontando cada Garou com a cabeça.
- Essas que acabaram de chegar são Olhos do Caos e Fúria Justa de Esteno, de quem Sussurros da Noite falou em sua apresentação. Eu sou Cordas-Trêmulas, Grace Tavares Conney. Nascida sob duas patas. Fianna Galliard, como meu irmão já disse, e grávida de uma impura. 

Deixa, por um instante, que ele absorva a informação, cruzando os braços como quem espera um reação hostil. Apresentar-se como grávida havia sido uma exigencia de Sarah, mas além disso, o futuro irmão de Matiha tambem deveria saber. Não se apressa em dizer que sua filha seria a Impura Perfeita. Um choque de cada vez, se é que isso seria uma surpresa...
Sobre Kiba, não responde nada. Tudo o que sabia era que a porta do quarto dele estava fechada, e não ia expôr aos juízes que havia procurado saber.

Apenas pergunta ao recém-chegado.
- Você é...?
avatar
Grace Tavares Conney

Mensagens : 484
Data de inscrição : 26/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Vargem Grande] Sítio Rio Verde

Mensagem por Convidado em Sab Set 16, 2017 1:46 am

O ahroun se limita a escutar a apresentação da ex-beta. O final da frase dela quase extrai simpatia do ahroun, afinal, sabia bem como sua tribo tratava impuros, e ela mesma estava alí gestando um.

Decide por não se importar... e continua esperando a chegada do alpha.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Tarek - Matilha Asas da Esperança

Mensagem por Convidado em Sab Set 16, 2017 3:23 am

 * Galliard, função: contar as histórias e manter viva a memória dos garous, e ficar de mordomo abrindo porta e apresentando os outros que tem preguiça de falar... Sério? É tão difícil assim falar: Oi, prazer meu nome é esse e eu faço isso ? Que saco... Achei que pelo menos aqui não ia precisar de tanta pompa e formalidade e quinze mil apresentações e títulos...*
 Apesar de manter o sorriso gentil, especialmente ao lobo recém-chegado para o fazer sentir bem recebido, era isso que pensava. Talvez estivesse mais irritado do que devia. Mas nunca funcionava bem logo após acordar aindaas quando queria estar fazendo outra coisa.
 Logo ouve questionarem sobre Kiba e ninguém responde.
 *Tão com medo? Está bem eu falo...*
 "- Kiba, o alfa, creio que ainda dorme. Talvez seja bom o deixar dormir se não for questão de urgência. Mas tal prioridade é decidida pelo nosso Beta Deganawiga. Se ele o deve acordar agora, ou é possível esperar e lidar..."
 * Querem brincar com isso de papéis? Beleza, agora chupa essaanga Degan.*
 Ouve ali Grace questionar sobre quem era o Lupino e espera a fala dele ali um pouco curioso.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Âmago-de-Gunnr | Olhos-do-Caos | Fúria-Justa-de-Esteno - Matilha Asas da Esperança

Mensagem por NarraDiva em Sab Set 16, 2017 7:15 am

Sarah imediatamente comenta após Tarek:


'- A missão da tarde foi um pouco desgastante, deixem ele dormir mais um pouco. Degan assume o lugar dele até que ele acorde. É melhor termos um alfa que acorda um pouco mais tarde no começo da noite do que um alfa que falta reuniões importantes...'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3219
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tomás - Asas da Esperança

Mensagem por Convidado em Sab Set 16, 2017 12:32 pm

É uma função particularmente estranha que acabam impondo ao Galliard, Tomás não sabia que apresentar todos da Matilha ou o local era de fato a obrigação do Augúrio, mas talvez fosse de seu cargo como Mestre de Cerimonias, neste caso simplesmente Tarek não parece saber tudo que abrange sua função, além de ficar basicamente desagradado em ter que fazer isto. 

Segundo Thiago, o Alfa se fazia ausente, estava descansando, o que era completamente normal neste cotidiano noturno que a vida garou se tornaria, Tomás se lembra das implicações de um sono ruim e constantemente interrompido, que naturalmente um individuo deveria dormir de uma unica vez pelo menos 6 horas seguidas. *Vamos todos morrer por dormirmos mal, péssima situação.* 

Tomás achou particularmente curioso o fato de que cada vez mais Tarek se acentuava numa função peculiar. *Thiago esta se tornando um tipo de "ajudante do Kiba", o Robin de um Batman decadente, foi o primeiro a se enfiar em baixo do braço do Alfa para ajuda-lo quando este sofreu sua punição, as vezes tem um momento de rebeldia, mas qual Robin não teve? Agora ele serviu num papel de "Secretario", isto é... curioso, talvez exista uma ausência numa figura paterna? Talvez uma carência emocional e afetiva? Se Kiba for inteligente e maquiavélico, tornará Tarek num capataz eficiente, o que eu duvido muito porque ele não se mostrou inteligente até agora... nem propositalmente maquiavélico, tenho a sensação de que no fim isto não vai render nada no final, mas pode ser interessante de ver.* 

Depois Tomás passa os olhos por Grace, olhando-a superficialmente, mas pensando. *Será que Grace vai finalmente conseguir amadurecer e superar esta ideia estupida de romance com Kiba? Se conheceram numa noite, fizeram sexo e agora ela acha que vai ser namorada dele? Esposa? Que se amam? Eu nunca entendi como certas pessoas acreditam que contato pênis-vagina é algum tipo de declaração de amor ou afeto, tudo que eles fizeram juntos foram um bebê que eu sou capaz de deduzir que ela odiou mais do que qualquer coisa na sua vida ao imaginar que teria tal criatura se formando em seu ventre. Me desagrada profundamente que Kiba deixaria todos de sua Matilha morrerem caso isto salve Grace de alguma coisa, isto mesmo depois que ela já tiver parido a menina, espero que isto pare, mas eu já entendi que minhas expectativas sempre acabam frustradas.* 

No fim Tomás se vê pensando em possibilidades passadas, talvez se ele mesmo fosse um Phillodox responsável pelo julgamento de Kiba, poderia castra-lo. Acabaria de vez com as suas quebras da Litania, inclusive porque se Grace e ele se relacionarem, é nítido que eventualmente quebrariam a lei de novo... e de novo... e de novo, será que somente o Uirapuru foi capaz de ver que se um casal de garous se forma eles quebram a Litania com frequência?

Esperar Kiba é tedioso, então o Ragabash passa a visualizar o interior da casa entendendo e conhecendo o local, vai então até a cozinha, bebe um copo de água e verifica o celular percebendo que tinha sinal nele, com isto Tomás sai novamente da casa e se afasta um pouco do grupo, encosta numa parede e faz uma ligação para Gregório Campos ou, mais conhecido nas festas noturnas como Penélope Pancake, colega e quase uma "amiga" de Tomás. O telefone toca enquanto Tomás aguarda.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Deganawida (hominídeo) - Asas da Esperança

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em Sab Set 16, 2017 3:27 pm

O Wendigo estava de braços cruzados enquanto esperava a resposta do novo integrante da matilha. O Peregrino parecia estar exercendo suas funções até que com presteza, embora de maneira... Boa demais? Enfim, as outras integrantes da matilha acabavam de chegar no lugar, e isso incluía Cordas-Trêmulas. Logo não demoraria até que estivessem todos ali, faltavam apenas a Roedor e o próprio Asa Solitária.

A meditação vai ter de esperar pelo visto... Tsc. 

O clima ali parecia bem despojado, e o Philodox não acha isso ruim. Quando indagado sobre acordar o Presa de Prata, Degan se limita a balançar negativamente enquanto Âmago-de-Gunnr fala. Ele completa logo em seguida:

" - Nós vamos lutar contra muitos lacaios da Wyrm mais tarde. É melhor que nossos Lua Cheia estejam descansados e inteiros. A reunião com as outras Matilhas no Caern vai ser apenas às 10. Deixe que ele descanse."

Por mais que Degan preferisse começar logo os trabalhos, ele sabe que todo preparo seria pouco frente a uma ameaça séria, como a invasão ao território inimigo. Mas se havia como adiantar alguma coisa, talvez fosse o ideal fazê-lo. Ele não parece ter objeções quando o Andarilho se afasta um pouco dos demais companheiros. Como ele dizia, o lugar estava despojado e não iriam repassar nenhum plano.

" - Por enquanto, vamos ouvir a apresentação do novo integrante da Matilha e chamar o Uirapuru para que ele faça seu juramento."

Degan então se vira novamente para o lupino. Ele não iria repetir a pergunta sobre quem ele era, já havia se apresentado e a Fianna já havia lhe perguntado quem era. Também seria importante que soubessem um pouco sobre a razão pela qual havia chegado. 

E, claro, haveria muito trabalho explicando para ele sobre o Impuro Perfeito, a chegada do Apocalipse e o fato de que provavelmente aquela seria a última Matilha de sua vida...

Pelo menos ele não parece ser outro Fenris...

O Wendigo permanecia sério com a mesma expressão.
avatar
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 389
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 42

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Olhos-de-Gaia - Asas da Esperança

Mensagem por olhosdegaia em Sab Set 16, 2017 5:01 pm

Olhos de Gaia estava num impasse de sua nova matilha, mas aguardava o que aconteceria, até que o que se apresentara como Sussurro-da-Noite retornava. Nesse meio tempo, mais e mais pessoas chegavam e se apresentavam, ninguem era o Alpha.

Quando Degan, o Wendigo se apresenta, o Lupino acena com a cabeça para este, ele era o Beta, mas ele saira rápido para chamar Tarek, logo em seguida um Andarilho do Asfalto com um nome muito interessante, Brilho dos Sonhos vem falando em voz baixa e triste. *Talvez seus sonhos não estejam tão brilhantes* pensara. Um momento depois, outra Garou chegara, perguntando se estava tudo bem, talvez a gritaria com o Galliard tivesse começado a chamar atenção, ou eles eram sempre tão barulhentos assim?

Sussurro da Noite retorna, e apresenta formalmente a todos, o Alfa estava dormindo, mas todos o olhavam de uma forma estranha, pareciam não estar nem por um segundo surpresos por ele estar ali, parecia que esperavam por isso. As falas de Sussurros parecem comprovar isso, mas não entendia como. Outras duas mulheres chegam, de sopetão, e falam que o Uirapuru previra sua chegada, entendia menos ainda.

A próxima a falar tinha sido Cordas-Trêmulas, e no minuto que ela termina sua fala o olhar de Olhos de Gaia se foca imediatamente em seu ventre, ele lentamente se move para o centro da sala, deixando o coelho apoiado num canto, ele se aproxima de Grace, olha para ela ainda em quatro patas, fareja o ar, a observa de cima a baixo. Finalmente, depois de deixar seu instinto animal checar aquela informação, ele balança a cabeça lentamente e se transforma em Hominídeo. Era um jovem magro e esbelto, não muito atraente, mas com um olhar profundo e curioso, roupas dedicadas surgem quando ele se transforma, vestia um shorts curto azul e uma camiseta listrada horizontal vermelha e branca, seus cabelos tendendo ao ruivo estavam bagunçados, e ainda lembravam sua pelagem Lupina.

"- Todos em Duas-Patas... me apresento em Duas-Patas."

Seu português era bem pronunciado, ainda que lento e não perfeito, mas notava-se que o Lupino não se esforçava para fala-lo, o que ele se esforçava é com a perda de sentidos que tinha na forma Hominídea, nunca se acostumaria a não conseguir sentir o cheiro das árvores lá fora estando dentro da casa. Então continua.

"- Sou Olhos de Gaia, lua crescente, nascido em quatro patas, cliath dos Filhos de Gaia."

Ele falava olhando para todos, revezando os olhares, e parando atentamente naqueles que tinham se referido a o Uirapuru ter previsto sua chegada. Olha finalmente para Helenna que lhe dissera exatamente o motivo de ser esperado, então prossegue.

"- Curioso... Uirapuru achou importante minha chegada... Fico honrado."

Então, ainda com um olhar curioso mas um pouco envergonhado por todos estarem olhando para ele continua.

"- Deixem o Alfa dormir. Não se incomodem por mim. Vim para ajudar. No que for necessário."

Olha uma última vez para todos depositando seu olhar no final de tudo em Grace, com um leve sorriso, e então se retira do centro da sala, indo até onde havia deixado o coelho.
avatar
olhosdegaia

Mensagens : 245
Data de inscrição : 11/09/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Grace - Todos

Mensagem por Grace Tavares Conney em Sab Set 16, 2017 5:37 pm

"Sério, já não nos foderam o suficiente?" pensa Grace quando se cogita acordarem Kiba. Felizmente essa ideia é logo descartada com sensatez. Sarah comenta algo sobre um alpha ter faltado ás reuniões, o que faz ela erguer as sobrancelhas curiosa, mas não pergunta nada. 

O lupino começa a se aproximar dela o que deixa a Fianna tensa, recuando um passo. Esperava que ele rosnasse para ela, latisse, talvez até a atacasse. Violadores da Litania sempre eram vistos com intolerância. Porém o lobo apenas... a cheira.
Olha-o confusa por um instante, mas logo entende que o que ele estava fazendo, que era apenas uma forma instintiva de reconhecimento, e volta a relaxar. 

O Garou começa a passar para a forma hominídea, revelando alguém de feições um tanto delicadas. Quando ele explica o motivo de sua transformação, ela acena tranquilamente.
- Pode ficar na forma que se sentir melhor.

Faz um ar de compreensão com a forma pausada com que ele fala o portugês, e ao ouvir que ele era um theurge dos filhos de Gaia ela dá um sorriso satisfeito. Já não dependeriam mais apenas de Zvanna para os assuntos espirituais da Matilha e a Tribo dele tinha a simpatia e o respeito da Galliard. 
- Seja bem vindo, Olhos de Gaia. Seja bem vindo de volta também, Algoz de Einherjar - acena com a cabeça para os dois, sorrindo. Nenhum deles haviam feito comentários desagradáveis para ela, o que aumentava sua consideração por eles. O Filho de Gaia até lhe sorrira, apesar do que ela havia contado, e Grace retribui, acreditando que iam se dar bem.

- Sim, nosso Totem, o Uirapuru, nos falou sobre vocês e fez profecias sobre o destino de todos nós, em uma bela canção que eu ficaria contente em tentar reproduzir, mesmo que minha memória não seja tão boa quanto de meu irmão de Augúrio - lança um olhar reconhecido para Tarek, com algo em mente, e em seguida olha para Deganawida mais séria - antes de chamarmos nosso nobre Uirapuru, acho que deveríamos contar aos nossos novo irmãos sobr o que se passou em nossa Matilha, o que enfrentamos e o que vamos enfrentar, para que a escolha deles em se juntar a nós seja consciente, e eles não sejam pegos de surpresa. Se me permite, gostaria de fazer isso.
avatar
Grace Tavares Conney

Mensagens : 484
Data de inscrição : 26/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Gregório Campos (Penélope Pancake) - Brilho-dos-Sonhos

Mensagem por NarraDiva em Sab Set 16, 2017 6:34 pm

Com a voz animada, Gregório fala:


'- Oiii Tomás!!!'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3219
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Âmago-de-Gunnr | Olhos-do-Caos | Fúria-Justa-de-Esteno - Matilha Asas da Esperança

Mensagem por NarraDiva em Sab Set 16, 2017 6:46 pm

A Fenris responde:


'- Concordo com Cordas-Trêmulas. Um dos Galliards devia se dedicar a isso.'


Ela se vira para o Lupino e fala:


'- Seja bem-vindo irmão lobo, é bom ter um irmão lupino na matilha. Temos uma irmã Roedora de Ossos que está punida com a tarefa de se manter na forma de Lobo sempre que possível e caçar o próprio alimento para se unir mais ao Lobo que tem dentro de nós. Ela com certeza se beneficiará muito do aprendizado e do convívio com você.'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3219
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Vargem Grande] Sítio Rio Verde

Mensagem por Convidado em Sab Set 16, 2017 11:21 pm

Gregório sempre foi do tipo de pessoa bastante animada com a mania de usar uma voz aguda marcante, tinha o costume de contratar Tomás em alguns eventos, mesmo que tivessem outros no seu ramo que eram mais próximos de Brilho-dos-Sonhos, a questão é que o dito-cujo estava planejando uma festa no clube dele com as "amigas" o que envolve MUITA gente e Tomás estava cotado para participar dublando e como DJ, o Andarilho entraria a Meia-Noite e isto se arrastaria até o amanhecer, mas o dono da festa não havia confirmado ainda se havia escolhido Brilho-dos-Sonhos para reger a noite.

Gregório é absurdamente rico, herdeiro de um fortuna deixado por uma tia que gostava dele muito mais do que os pais do individuo, o homem que já esta chegando aos quarenta anos é um grande organizador de festas e dono de uma das casas de show que Tomás costuma se apresentar.  

Naturalmente Brilho-dos-Sonhos já é considerado um prodígio no que se refere ao talento estético para as vestimentas, as apresentações, performances e como DJ, a combinação disto fez o garoto se tornar reconhecido muito cedo, sendo uma das Drag Queens mais jovens do Rio de Janeiro a estar lucrando tão bem com as festas que participa, seu autismo estranhamente proporcionou a ele um foco incrível em expor sua performance sem ser fortemente influenciado por fatores externos como o barulho e as vezes a presença do público, sendo assim Tomás foca na sua apresentação sem medo da multidão, pois eles ficam parcialmente além da percepção dele na apresentação.

LeBlanc Dreams (Nome DRAG de Tomás) é tido como uma jovem rainha esnobe que não presta atenção nos outros com manias estranhas como ter uma extrema pontualidade pré-definida de quando vai entrar e sair do show, não interagir muito com as outras rainhas (somente o necessário) e ficar muito quieto no camarim, a partir do momento que estes comportamentos foram notados também serviram como um fator positivo já que algumas pessoas passaram a ver na "esquisitice" de Brilho-dos-Sonhos uma figura exótica um tanto robótica que traz algum status de curiosidade ao show. 

- Oi Gregório, liguei apenas para confirmar se vai querer que eu vá me apresentar no Sábado para o Domingo? Meia-Noite até as Seis? -

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Vargem Grande] Sítio Rio Verde

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 10 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum