Cabana da Forjaria

Novo Tópico   Responder ao tópico

Página 5 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5

Ir em baixo

Cólera-de-Balder - Pantaneiro

Mensagem por NarraDiva em Sab Dez 02, 2017 2:14 pm

Com uma careta de quem está desdenhando da informação que acabou de receber, Siegfried apenas fala:

'- Proibidos de beber? Que porra de caretice é essa. Tão acabando com o que há de melhor nas tradições da sua tribo... vocês deviam derrubar a líder por ferir as tradições mais antigas do seu povo com uma medida dessas.'

O Fenris começa a mexer nos vidros de hidromel e para em um:

'- Olha isso, Forte como um Touro... deve ser bom.'

Ele pega a garrafa de Hidromel e começa a beber no gargalo mesmo enquanto olha para o Fianna que acende um baseado:

'- Cara... você não devia fumar essa porra... isso aí te deixa lesado e você já é lento... aliás, falar sobre nosso combate... Fianna... se o seu oponente deixa claro que tá esperando seu ataque, pense bem em qual será seu ataque... é óbvio que eu ia vencer de qualquer jeito, mas você vindo como uma preguiça bêbada de guarda aberta facilitou muito meu trabalho. Tú parece ser fortinho, deve dar um caldo se bem orientado, mas precisa resolver sua velocidade. Seus ataques são lentos como uma lesma paralítica...'

Ouve os comentários sobre Victor e pergunta curioso:

'- Mas como assim largou vocês no meio da missão? Ele fugiu como um covarde? Isso e inaceitável...'

Parecia muito incomodado com a ideia, mas por algum motivo começa a olhar seus próprios músculos com curiosidade enquanto bebe mais do hidromel de Bardo-Forjador.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 2315
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Todos no Caern

Mensagem por NarraDiva em Sab Dez 02, 2017 9:03 pm

O uivo de Alef ecoa por todo Caern:

'- Alma-da-Bruxa, Sussurros-Solitários, Legado-do-Trovão, Coração-da-Tempestade e Guardião-Ancestral retornando ao Caern.'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 2315
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pantaneiro (glabro) - Siegfried

Mensagem por Yorick MacAlister em Dom Dez 03, 2017 2:24 pm

- Eu não culparia Estrela-da-Manhã de uma liderança careta ou por essa medida preventiva. Infelizmente a proibição para Cliath e Fostetns dessa bebida foi a atitude que ela teve que tomar depois dos pais da Impura Perfeita violarem a litânia e colocar a culpa nesse hidromel batizado do Bardo-Forjado como desculpa... - de repente nota Siegfried admirando seus próprios músculos após ter bebido no gárgalo a bebida - ... que esse hidromel aumenta a libido, o prazer e deixa os desejos Garou aflorados e fora do controle é verdade, mas colocar a culpa na bebida é algo totalmente desprezível.

Responde Pantaneiro já um pouco preocupado com o Fenris bebendo aquilo e se deliciando. Já previa que em poucos minutos teria problema se o desgraçado não se controlasse. Era capaz de culpa-lo de leva-lo para beber.

" Esse fíduma égua tá bebendo essa porra ai e depois ou quere dá pra mim ou vai querer me comer... e nenhuma dessas duas opções vai da bom... vai da merda... puta que pariu..."

Completou:

- Agora quem avisa amigo é... Para de beber essa porra aí porque se não jájá você vai sair correndo de pau duro pelo Caern atrás de um cu perdido. Todos vão rirem de você, é perigoso a gente ser punido e depois não venha dizer que não avisei. E isso já aconteceu antes pelo que fiquei sabendo.

Deu uma tragada bem atento com a movimentação do Fenris. Avaliava pra ver se conseguiria se controlar ou não enquanto ia falando:

- Quanto à mim e o nosso combate, cê tem razão. Dei mole demais, mas calma. Não me julgue ainda. Tive uma noite difícil e vamo ter nossa revanche logo mais.


Deu mais uma tragada longa e soltando a fumaça finalizou:

- E quanto ao Victor, sim, no meio da missão ele virou de costas, saiu andando e ainda mostrou o dedinho mandando a gente se foder, exatamente como um covarde. Mas ele já fez isso antes, inclusive no meio de todos e pegou muito mal pra nossa matilha. Tô começando achar que é um hábito dele. Ele tem algumas qualidades, mas como te disse é instável e pouco confiável. Se fosse em uma situação de vida ou morte em um combate, pode ter certeza que eu morreria tentando te ajudar... já ele é do tipo que te deixa morrer para se salvar.

E Pantaneiro tinha todos os motivos para acreditar que o Senhor das Sombras era assim, no entanto, nesse momento o que mais preocupava o Fianna era como o Fenris iria se comportar diante do hidromel ingerido.

- Nossa matilha chegou. Bora?

Pantaneiro levanta, pega mais dois baseados prontos e coloca em seu bolso.
"Graças a Gaia... chegaram na hora certa..."
avatar
Yorick MacAlister

Mensagens : 483
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cólera-de-Balder - Pantaneiro

Mensagem por NarraDiva em Dom Dez 03, 2017 4:28 pm

'- Tú é burro demais até mesmo para um Fianna, heim! Caramba! Qual parte do Forte como um Touro que você não entendeu? Essa porra tá fazendo com que eu me sinta mais forte, não com tesão, fica tranquilo que suas pregas estão garantidas. Se é que elas ainda existem...' - diz em meio a risos enquanto provocava o Ahroun que tinha medo de ser enrabado pelo Fenris que o havia nocauteado.

O Ahroun toma mais um gole e comenta:

'- Desprezível é o ato de punir toda uma seita por conta do erro de dois imbecis. Isso é fraqueza. Ela quer se mostrar forte punindo a todos mas na verdade foi fraca para punir de verdade e dar a lição merecida a quem precisava dela. Sei que ela é da sua tribo, mas essa punição escrota não faz o menor dos sentidos. Nada mais comum do que alguém colocar a culpa da merda que fez na bebida, nada mais bizarro do que punir todo mundo que nada teve a ver com isso por conta desse fato.'

O Fenris toma mais um gole e fala agora sobre o delicado tema do juiz:

'- Abandonar os companheiros de matilha no meio de uma missão é covardia. E eu não suporto covardia. Você pode ter certeza que minha entrada na matilha vai servir para colocar esse Philodox na linha. Na primeira mijada fora do penico que ele der, perde todos os dentes. Na segunda, perde o maxilar. E é bom pra ele não chegar a haver uma terceira. Não aceito e não tolero covardias.'

O tom de voz do Fenris era realmente irritado. Covardia era algo completamente intolerável para o Ahroun. O uivo da matilha avisava que tinha chego. O Cria de Fenris coloca a garrafa - pela metade - onde havia encontrado e diz:

'- Simbora conhecer os fracotes que vão correr conosco...'

O Ahroun parecia muito mais confiante e não parava de admirar seus próprios músculos que, até mesmo para Pantaneiro, pareciam um pouco maiores.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 2315
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pantaneiro ( Glabro ) - Siegfried

Mensagem por Yorick MacAlister em Dom Dez 03, 2017 10:09 pm

- Hahahaha! Vai saber se depois não tem um efeito reverso e você solta as frangas ai! E com as pregas, é você que devia ficar preocupado com as suas! As minhas estão intactas. Hahaha...
Dizia Pantaneiro rindo levando na esportiva os comentários do Fenris. Aquele poderia ser um inicio de uma amizade sincera. Não havia se atentado no momento que a bebida realmente tinha um contexto diferente da anterior e parecia até que Siegfried estava mais forte, mais confiante. Completou sobre a punição da Estrela-da-Manhã:
- E não foi uma punição pra Seita toda, foi só pros Cliaths e Fosterns. Foi uma proibição temporária pra ninguém mais cometer o mesmo erro, pra servir de exemplo mesmo. Ela não é fraca, apenas se encontrou numa situação delicada, que inclusive é o momento que vive como Líder dessa Seita, mas acredite, é uma líder boa e vai se reorganizar. Já desafiaram ela outras vezes e ainda assim continuou. Com o tempo você talvez vá ver isso. E outra, houveram punições mais severas pros envolvidos no ato.

Disse isso notando que o Fenris havia colocado a garrafa no lugar e continuou:

- E quanto ao Victor, conto com sua ajuda. Essa postura que está me dizendo, deve fazer ele repensar melhor os próprios atos. No nosso mundo não existe espaço para covardes, e os que são, merecem aprender uma dura lição.


 e finalizou:

- Bora.
Seguiu pelas trilhas que iam até a Clareira Central acompanhando o Fenris.
_____________________
OFF GAME:
Continua na Clareira Central.



Última edição por Yorick MacAlister em Seg Dez 04, 2017 5:34 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Yorick MacAlister

Mensagens : 483
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cólera-de-Balder - Pantaneiro

Mensagem por NarraDiva em Seg Dez 04, 2017 12:18 pm

O Fenris apenas balança a cabeça em negativo, deixando claro que não concordava com a visão do Fianna sobre a situação, mas, sabendo que a defesa tribal era algo natural nem se estende em tentar abrir os olhos (ou o olho) de Pantaneiro e segue com ele para encontrar a matilha.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 2315
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

FIM DA 2ª NOITE

Mensagem por NarraDiva em Seg Jan 01, 2018 10:08 pm

avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 2315
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabana da Forjaria

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 5 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum