Cabana da Forjaria

Novo Tópico   Responder ao tópico

Página 4 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ir em baixo

Re: Cabana da Forjaria

Mensagem por Victor Montenegro em Seg Nov 20, 2017 5:43 pm

Victor ri do comentário de Bardo Forjador sobre a bunda de Luke. Acreditava que o fianna podia ser meio doido e gostava de brincar com fogo, mas não que quebraria a Litania e por isso leva bem na brincadeira. As palavras eram jocosas, mas o assunto era tenso e o Philodox nao esquecia disso por um segundo sequer. Se permite o riso, a ocasional brincadeira, mas sem nunca desfocar do cerne da questão.

O Senhor das Sombras traga seu cigarro enquanto escuta as alcunhas tecidas para cada um dos membros, mas seu semblante não endurece e sua voz permanece tranquila e amigável quando responde:

- Falam mal hoje, falam bem amanha, nao sabe ler placa pergunta a direção e mas vale um braço no chão do dois voando...o pobre do burro a gente deixa pastar. - Victor da um riso meio bobo de quem sabe que fez uma piada ruim e continua de forma mais séria:

- Eu agradeço o conselho. Nós não tentaremos defender o indefensável.

Dá mais um trago e continua:

- Quanto à liderança da matilha, bem... contanto que não caia com o Papa-Capim, qualquer um dos outros, independente de seus defeitos ou limitações individuais, tem minimas condições de levar a matilha de volta ao prumo.
avatar
Victor Montenegro

Mensagens : 436
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 32
Localização : Rio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pantaneiro - Victor / Camilo e Bardo-Forjador

Mensagem por Yorick MacAlister em Seg Nov 20, 2017 10:42 pm

Pantaneiro se aproxima da forjoaria e não demora para escutar algumas vozes. Ao chegar mais perto consegue ver que dentro da cabana estava Victor, Camilo e o Bardo-Forjador conversando, bebendo e fumando.

"O que esses dois tão aprontando por aqui... preciso ficar de olho bem aberto..."

Os três conversando era no mínimo curioso. Já o fato do Bardo-Forjador estar nu, não era nenhuma novidade. Ao chegar mais perto entrando no assunto de fato, diz cumprimentando:

- Boa noite, meu povo. É aqui que tem alguma bebida forte pros desafortunados da noite?

Abre um pequeno sorriso da sua própria brincadeira e aguarda a resposta de alguém.
avatar
Yorick MacAlister

Mensagens : 364
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Bardo-Forjador - Skullhead | Justiça-do-Predador | Pantaneiro

Mensagem por NarraDiva em Ter Nov 21, 2017 8:49 am

O Fianna ouve as primeiras palavras do seu irmão de tribo que havia acabado de chegar e naturalmente não iria continuar a conversa na frente dele. Bardo-Forjador não era burro e Pantaneiro ainda não tinha a confiança do Fianna de maior destaque na Seita (especialmente após os relatos de Alef). O Ragabash estava sentado, nu, em uma cadeira e olha para o Ahroun e diz:

'- Na verdade o que tá rolando aqui é que os dois já chuparam minhas bolas e só falta você cair de boca agora.'

Diz em tom sério, olhando pro Ahroun e esperando a resposta dele. A convicção com que ele falou foi tão verdadeira que, se não soubessem que era mentira, até mesmo Skullhead e Justiça-do-Predador teriam acreditado.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 1612
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pantaneiro (crinos) - Victor / Camilo / Bardo-Forjador

Mensagem por Yorick MacAlister em Ter Nov 21, 2017 10:10 am

A resposta do Bardo-Forjador faz Pantaneiro arregalar o olho e abrir um meio sorriso.

"Olha que safadinhos... gostam de chupar bolas nas horas vagas..."

Pelo tom e expressão que o Ragabash tinha falado, tinha plenas convicções que seus irmãos tinham realmente chupado as bolas dele. Yorick ri um pouco e comenta logo depois para Bardo-Forjador:

- Oxi! E porque pararam então? - olhou para victor, camilo e depois para martel novamente ainda incrédulo - Se tivessem continuado talvez um deles teria virado de costas pra você... e aí quem sabe poderia ter terminado o serviço!

Ainda mantinha um sorriso no rosto. Não podia negar que aquilo era cômico e nunca tinha duvidado da coragem do Andarilho e do Senhor das Sombras de fazer aquilo. 
avatar
Yorick MacAlister

Mensagens : 364
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabana da Forjaria

Mensagem por Victor Montenegro em Ter Nov 21, 2017 11:16 am

Victor olha absolutamente sério para Pantaneiro sem entender o motivo da chacota perpetrada por aquele imbecil. Dá mais um trago do seu cigarro e fala de forma reta e dura:

- E o imbecilzinho vai continuar com o sorrisinho desrespeitando a ordem de um garou de posto mais elevado ou vai logo se ajoelhar e chupar antes que isso também entre contra a gente no julgamento da matilha?


OFF: Victor obteve 5 sucessos e a manipulação está encantada com persuasão. Pantakid tem que obter 6 ou mais sucessos para nao ser imediatamente convencido de que deve praticar o ato.
avatar
Victor Montenegro

Mensagens : 436
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 32
Localização : Rio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Skull-head (Hominídeo) - Justiça-do-Predador e Bardo-Forjador | Pantaneiro

Mensagem por Skull-Head em Ter Nov 21, 2017 12:11 pm

O Ragabash tira onda com a questão do hidromel, mas foda-se, ele não seria idiota de acreditar que o hidromel não estava batizado. Além disso, eles ainda estavam proibidos de consumir bebidas alcoólicas especiais. O líder dos Fiannas continua com o papo de que só o "todo-poderoso-Will" poderia retomar a matilha nos eixos, aproveitano mais uma vez para citar o bumbum guloso do Alpha.

*Eu não acredito que eu vivi para ver um Alpha virar boneco inflável de outro Garou... Puta que pariu! Esse mundo tá indo pro brejo mesmo!*

O Philodox mantem a conversa, insistindo que qualquer uma das outras opções, tirando o próprio Pantaneiro, poderiam ser justificadas lembrando a ele que não defenderiam o Alpha das acusações que seriam levantadas aquela noite. A bunda do Alpha estaria com um alvo e o Bardo-Forjador com certeza adoraria ser quem acertaria o centro.

*Eu não acredito que esse tipo de analogia está vindo a minha mente, caralho!*

Ele balança a cabeça tentando afastar aqueles pensamentos esquisitos, ouvindo uma voz conhecida de suas primeiras noites ali. Pantaneiro adentrava a Forjaria. Aparentemente ele já havia terminado com Estrela-da-Manhã.

*Eu espero que essa anta não tenha arruinado de vez com o que resta dessa matilha também!*

Pantaneiro entra como se a noite tivesse sido maravilhosa, tirando sarro e tudo. Aquela reação deixava o Theurge meio temeroso com a conversa que havia se desenrolado entre ele e a liderança. O Bardo-Forjador faz uma brincadeira sobre chupar bolas mais uma vez e Pantaneiro entra na mesma, aproveitando para soltar farpas para Victor. O Theurge olha para ele com cara de poucos amigos.

*A gente conversa com esses caras e parece que eles não escutam! Eles vão mesmo começar uma briguinha aqui, agora?*

Mas não é apenas isso!

Victor decide retrucar a brincadeira e aquilo emputece o Andarilho. Aqueles dois não tinham mais respeito mútuo e não haveria trégua que seguraria a língua de nenhum dos dois. Ele olha irado para o Philodox e fala:

'- Caralho, Victor! Isso é realmente necessário, porra? Por Gaia! Vocês vão ficar de onda um com outro até quando?' - ele agora olha para Pantaneiro e continua: '- E, porra, Yorick! Você chama o Philodox de criança e me vem com uma tirada dessa? Tá de sacanagem, né? Tu não entendeu nada do que eu te falei no caminho, foi?'

O Theurge tenta se interpor entre os dois, num sinal claramente suicida, afinal era um aleijado tentando conter dois homens mais fortes do que ele e com mais braços do que ele!
avatar
Skull-Head

Mensagens : 313
Data de inscrição : 02/07/2017
Idade : 23
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabana da Forjaria

Mensagem por Victor Montenegro em Ter Nov 21, 2017 12:28 pm

Vendo que Camillo se irritara, Victor decide terminar a brincadeira. Nao deixaria o Fianna ir até o fim, claro. Mas riria bastante em vê-lo se ajoelhar.

O Philodox solta o breve riso e comenta ja novamente em tom amigável:

- Haha, tudo bem, tudo bem. Foi mal pela brincadeira.

Da um trago do cigarro e fala:

- Bom, Bardo, acho melhor deixar você e Pantaneiro conversarem. Ele teve uma conversa com Estrela da Manhã e se está aqui pra falar com você agora deve ser sobre algo que diz respeito à tribo. Tem como tu arranjar um baseadinho desses pra mim e pro Caveira pra gente ter uns minutos de paz enquanto o resto da matilha nao chega?!
avatar
Victor Montenegro

Mensagens : 436
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 32
Localização : Rio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Bardo-Forjador - Skullhead | Justiça-do-Predador | Pantaneiro

Mensagem por NarraDiva em Ter Nov 21, 2017 12:51 pm

Bardo-Forjador se divertia com a situação e Victor ganhava alguns pontos com ele com a peça em Pantaneiro, mas Skullhead bota tudo a perder e o Fianna, enquanto fumava seu baseado, fala pro Andarilho:

'- Primeiro, você, feioso da tatuagem feita para esconder a cara que deve ser ainda mais feia, seu nome deveria ser Chato-Pra-Caralho. Não tem um pingo de senso de humor. Como quem avisa não pega de surpresa, pode ter certeza que não gosto de você.'

Em seguida, ouve as palavras de Victor e diz, para Pantaneiro:

'- E quanto a você, não precisa me chupar mesmo não. Eu tô de olho é na bundinha do seu alfa que é bem redondinha e gostosa... mas diga lá, o que te traz aqui?'

Depois de indagar o Ahroun, volta-se para Victor e diz:
 
'- Baseado pro chato? Nem fodendo! Caretas merecem permanecer caretas.'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 1612
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Skull-head (Hominídeo) - Bardo-Forjador | Justiça-do-Predador e Pantaneiro

Mensagem por Skull-Head em Ter Nov 21, 2017 2:52 pm

Victor pede desculpas pela brincadeira, o que aparentemente aborrece o líder dos Fiannas. Ele ofende o Andarilho chamando-o de feioso e toda essas coisas que Camilo havia ouvido a vida toda.

*É sério que ele vai me humilhar me chamando de feio e chato? Eu pensei que ele seria mais original...*

Skull-head não liga. A falta de respeito já estava grande entre aqueles dois, alimentar as ofensas só dificultaria mais a convivência. Victor ainda tenta arranjar um baseado, mas o bardo faz questão de chamá-los de careta. O Andarilho apenas segue para a entrada, falando, como se o piti do Ragabash não tivesse rolado.

'- De toda forma, agradecemos os conselhos, Bardo-Forjador. Lembraremos deles.'

E dizendo isso, olha pra Victor e diz:

'- Bora!'

Ele sai da Forjaria, dando uma última fitada para o Ahroun. Estava irritado com a forma como aqueles dois estavam levando as coisas, aquilo não acabaria bem.
avatar
Skull-Head

Mensagens : 313
Data de inscrição : 02/07/2017
Idade : 23
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Jéssica - Pantaneiro - Skullhead - Victor - Bardo Forjador

Mensagem por Angelique T. Albrecht em Ter Nov 21, 2017 3:00 pm

Assim que chega na forjaria, ela vê Pantaneiro e se pergunta se ele já não sabia que Justiça do Predador e Skullhead estavam lá. Olha para Bardo Forjador e sorri para ele, cumprimentando-o:

-Boa noite Bardo Forjador. Espero não estar atrapalhando...muito.

E agora para Victor e Camilo:

-Vocês dois devem ser o Skullhead e Justiça do Predador...vim me apresentar. Fui designada para a matilha de vocês sob orientação de Estrela da Manhã.

A Ragabash fala com Pantaneiro de novo:


-Oi de novo Pantaneiro.

E sorri. Antes de seguir em sua apresentação ela aguarda os dois membros de sua nova matilha se pronunciarem ou algum outro presente.
avatar
Angelique T. Albrecht

Mensagens : 177
Data de inscrição : 25/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabana da Forjaria

Mensagem por Victor Montenegro em Ter Nov 21, 2017 3:12 pm

Victor dá de ombros e faz uma cara de "que é que eu posso fazer?" diante das ultimas palavras do Ragabash. Escuta a chamada de Camillo e responde em tom sereno:

- Sim, de fato. Obrigado Bardo-Forjador. Vou deixar vocês conversarem em paz..

O Philodox da um tapa amigável no ombro de Pantaneiro e ja se vira pra sair quando a Roedora que conhecera na primeira noite adentra a forjaria dizendo que seria a nova integrante da matilha. O Senhor das Sombras sorri de forma amistosa e fala e tom calmo:

- Mas olha só! Podia jurar que cê tava na missão com a Asas da Esperança e as outras matilhas. Bom, vamo pegar um lugar em baixo de uma árvore ali na clareira e conversar que os dois fiannas aqui devem ter coisas a tratar. - Dito isso, o Philodox faz um aceno educado para o bardo, acende um cigarro e vai seguindo para a Clareira Central esperando que os outros o sigam.

avatar
Victor Montenegro

Mensagens : 436
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 32
Localização : Rio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Skull-head (Hominídeo) - Trio-do-Lambe-bolas | 99-centavos

Mensagem por Skull-Head em Ter Nov 21, 2017 3:23 pm

Uma nova pessoa se junta a Forjaria, era uma das Ragabash da Asas da Esperança... ou melhor dizendo, ex-Ragabash da matilha, pois ela havia sido designada para a Olhos da Tempestade. Era bom novos ares para a matilha, principalmente depois de tudo o que ocorreu aquela noite. 

Victor convida ela a acompanharem. Skull-head a cumprimenta com um balançar de cabeça, seguindo atrás do Philodox para fora da Forjaria.
avatar
Skull-Head

Mensagens : 313
Data de inscrição : 02/07/2017
Idade : 23
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Jéssica - Pantaneiro - Skullhead - Victor - Bardo Forjador

Mensagem por Angelique T. Albrecht em Ter Nov 21, 2017 3:37 pm

Jéssica gosta da recepção amigável de Camilo e Victor. Assente, concordando em seguir os dois para conversarem.

Volta para Bardo Forjador e Pantaneiro, dizendo:

-Bem...foi um encontro muito rápido. Com licença Bardo Forjador, Pantaneiro.

E segue o Senhor das Sombras e o Andarilho do Asfalto de volta à Clareira Central.
avatar
Angelique T. Albrecht

Mensagens : 177
Data de inscrição : 25/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Bardo-Forjador - Pantaneiro

Mensagem por NarraDiva em Ter Nov 21, 2017 6:39 pm

Bardo-Forjador espera que todos saiam e, somente quando não ouve mais pássaros ou respirações próximas, começa a falar:

'- Bom, estamos sós, fotocópia do capeta... pela sua cara péssima e seu olho ausente veio aqui pedir um olho de vidro, né? Tú acreditou mesmo que eu ia querer que um cara feio, queimado, deformado e caolho me chupasse? Por Gaia, que mente doentia. Eu tenho critérios...'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 1612
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pantaneiro - Bardo-Forjador

Mensagem por Yorick MacAlister em Qua Nov 22, 2017 12:58 am

Victor dá uma resposta que faz o encarar por alguns segundos perguntando se estava dizendo a verdade ou não, mas Camilo logo aparece dando lição de moral dizendo pra parar com aquela tiração de onda e Pantaneiro cai na risada. Agradecia mentalmente o Theurge por ter interferido no momento certo porque se não, não haveria boas maneiras de terminar aquilo, entre elas um pau chupado e um pescoço arrancado, provavelmente o do Senhor das Sombras.

Bardo-Forjador não fica feliz com o Theurge por isso nega o baseado e de quebra já diz que tinha interesse em comer, talvez, literalmente o rabo de Luke.

"Devem ter alinhado as coisas entre ele e a Estrela-da-Manhã..."

Jéssica chega logo atrás, responde o cumprimento da Roedora e faz um sinal que não sabia que seus irmãos estavam ali. Entre um papo e outro Victor já se liga que queria conversar a sós com Bardo-Forjador e saem dali com Jéssica. Foca então nas últimas palavras do melhor Ragabash daquela Seita enquanto ria dos adjetivos usados por ele e diz:

- Humn... um olho de vidro não seria uma ideia ruim, se quisesse me dar de presente, eu até ia gostar. Agora quanto a cara feia, queimado, deformado e caolho isso não tem como mudar. Agora é permanente e isso é triste. Foi graças à um raio por tabela que Victor soltou de forma imprudente e pegou em mim, talvez algum dom dado pelo Avô Trovão. Nessa brincadeira perdi meus fetiches e só não morri porque a vontade de Gaia em me deixar vivo era maior. E o olho perdido foi pelo Caveira que não conseguiu acertar a cara de um fomor a 1 metro distância que quase me matou pela segunda vez porque não conseguia me mexer por causa da porra do raio e acabou acertando a minha cara me arrancando o olho, mas enfim, não os culpo por isso. Até porque se eu tivesse sido forte, não teria permitido chegar nesse ponto. Me chamam de imbecil, mas com toda certeza depois dessa noite vão ter que se calar porque provaram não ser diferentes de mim. Ou quem sabe até piores.

Olha para o Bardo-Forjador e completa:

- E quanto a bundinha redondinha e gostosa do nosso Alpha? O que tem em mente? Porque vou desafia-lo à pedido da Estrela-da-manhã daqui a pouco e nada me tira da cabeça que essa ideia foi sua. Até porque depois do que houve hoje, estamos perdidos se continuarmos nesse caminho. Acertei?


Diz Pantaneiro enquanto senta, tira o chapéu colocando-o sobre o joelho e esticando as pernas.
avatar
Yorick MacAlister

Mensagens : 364
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Bardo-Forjador - Pantaneiro

Mensagem por NarraDiva em Qua Nov 22, 2017 9:18 am

Bardo ouvia o relato de Pantaneiro enquanto tomava seu hidromel, mas ao ouvir que o Fianna iria desafiar o Alfa por orientação de Estrela-da-Manhã ele acaba cuspindo todo o hidromel com o espanto e indaga:

'- Como assim?! Aquela vadia tá usando drogas e esqueceu que o líder dessa tribo sou eu e não ela? De onde ela tira uma ideia dessas? Por Gaia!!! Pantaneiro, isso só vai te expor, cara... é cilada! Estrela-da-Manhã está louca!!! Ela não pode fazer isso com você, ela tá te usando!'

O Fianna não acredita. Ele torna a acender o baseado porque precisava de uma boa onda para lidar com aquela notícia bombástica. Ele queria a liderança dos Fiannas, mas ouvira os relatos de Alef sobre Pantaneiro e a fama do Ahroun não era das melhores na seita. O Ahroun pega um olho de vidro, entrega para o Ahroun e diz:

'- Cara, não me leve a mal. Eu sou líder da tribo. Parte do meu trabalho é conhecer cada um de vocês e pensar no melhor caminho para vocês se desenvolverem e servirem para a Glória do grandioso Cervo. Você ainda não viveu seus melhores dias nessa seita. Entrar numa liderança sem ter a confiança da sua matilha e da seita como um todo é um péssimo caminho. Qualquer erro será supervalorizado, qualquer falha será culpa sua, isso pode acabar com as chances de recuperação o teu nome, da tua glória e da tua honra. É claro que eu não posso passar por cima de uma decisão da líder da Seita, mas como líder dos Fiannas eu surigo que mande Estrela-da-Manhã chupar um canavial de rola e não tome no cu por conta da incompetência dela.'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 1612
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabana da Forjaria

Mensagem por Yorick MacAlister em Qua Nov 22, 2017 2:38 pm

"Puta que pariu... olha a sucuri entrando no meu cu de novo..."

Pensa Pantaneiro ao escutar as primeiras palavras de Bardo-Forjador, que também aceita o olho de vidro de bom grado e agradece.

- Obrigado pelo olho, vai ajudar a dar uma disfarçada e depois do que você falou, preciso de uma bebida... e também de uma tragada nesse beck, porque tá foda agora.

Faz uma cara de surpresa e de certa indignação pela situação. A falta de sincronização de objetivos da Estrela-da-Manhã e Bardo-Forjador havia lhe colocado em uma situação difícil e a verdade era que o Ragabash tinha total razão em suas palavras. Outra verdade é que isso comprovava que os Fiannas por si só não estavam se entendendo, o que deixava Pantaneiro preocupado por ser um mero e simples coadjuvante naquilo tudo. Depois de uma respirada fundo, disse então para Bardo-Forjador:

- Martell, você tem toda razão e concordo plenamente com o que tá dizendo. Suas palavras são as mais sensatas. Mas veja minha situação, ela é Líder da Seita, me pediu isso e tive que aceitar la na hora, até porque não tinha justificativa até então para recusar e não ia desobedecer um pedido pessoal dela. O problema é que agora fiquei numa posição muito ruim e preciso da sua ajuda porque não faço ideia de como sair dessa situação e eu não quero prejudicar minha matilha, muito menos a minha tribo e muito menos ainda a minha pessoa que já tá mais suja que pau de galinheiro. Entende?

Ergue os braços sinalizando que estava entre a cruz e a espada e completa:

- Quando Estrela-da-Manhã me fez esse pedido, eu imaginei que você e ela estariam alinhados e em sincronia com esse objetivo por algum motivo maior pelos Fiannas ou talvez pela Seita, agora honestamente nem sei o que dizer.

Cruzou os braços insatisfeito pela posição que havia se metido e continuou:

- No entanto, por outro lado, se eu fosse Alpha a Seita e consequentemente os Fiannas teria um controle maior da Olhos da Tempestade, porque eu seria um aliado e não tomaria decisões equivocadas. Realmente ainda não vivi meus melhores dias, mas quem sabe posso viver daqui pra frente. Não tenho a confiança da matilha ou da Seita, mas talvez como Alpha posso conquistar. Meus erros serem supervalorizados à ponto de me tornar um inútil irreversível vai me dar a oportunidade de não errar novamente e melhorar daqui pra frente, caso contrário seria literalmente o meu fim.

Descruzou os braços e jogou o chapéu no chão.

- É uma faca de dois gumes, Bardo-Forjador. Tô em uma posição que não gostaria de estar. Estou nadando em um mar de merda fazem dois dias e se eu não tomar cuidado, seja desafiando Luke pela liderança que Estrela-da-Manhã considera fraca ou não, pode ser que eu não saia mais.


Olha sério para Bardo-Forjador enquanto ainda pensava tudo aquilo. Estava vivendo um dilema e logo mais teria que tomar uma decisão. Para isso contava que Martell fosse mais preciso ou estaria morto, sendo Alpha ou não.
avatar
Yorick MacAlister

Mensagens : 364
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Bardo-Forjador - Pantaneiro

Mensagem por NarraDiva em Qui Nov 23, 2017 9:32 am

O Fianna pega uma das canecas de hidromel abandonadas pelos irmãos de matilha frouxos de Yorick e estende para ele. Pega a segunda caneca e começa a beber enquanto passa o baseado para o Ahroun e diz:

'- Eu não sei o que acontece com Estrela-da-Manhã. Sua liderança começou promissora. Admito, eu era quem dava a linha para ela e juntos conduzíamos essa seita, mas de tempos para cá ela parece ter sido tomada por uma sede de poder que nem mesmo os Filhos de Avô Trovão possuem. E isso a conduziu a erros. E com erros, ela procura culpados. E ela elegeu os teatrais Senhores das Sombras da sua matilha como alvo. Ela acredita numa conspiração contra ela, quando, na real, eles apenas são cliaths que fazem merda. Como todo cliath acaba fazendo. O caminho deveria ser outro, mas ela não me ouve.'

Faz uma pausa e segue falando:

'- Você vai ter que desafiar pelo que relata, mas precisa vencer? Vai dar tudo de si para ganhar e liderar uma matilha que vai lhe virar as costas e sabotar sua liderança a cada segundo por não confiar nas suas capacidades? É justo querer ser alfa Yorick, você tem potencial. Mas não é sendo líder que ganhará a confiança da sua matilha. Primeiro você ganha a confiança deles, depois sim poderá liderá-los. Se você vencer e se tornar líder você terá uma liderança sem que seus liderados confiem em suas decisões e pode ser um atalho para sua total desgraça. Imagina, falhar nas primeiras noites, assumir a liderança e falhar como líder... como se recuperar disso? É o caminho pra desgraçar de vez sua própria história... é muito irresponsável da parte de Estrela-da-Manhã lhe colocar numa situação dessas. Ela está lhe usando e irmãos Fiannas não usam uns aos outros.'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 1612
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabana da Forjaria

Mensagem por Yorick MacAlister em Qui Nov 23, 2017 8:15 pm

 - Entendi o que você disse, Bardo-Forjador e mais uma vez é sensato e acertivo com suas palavras. Não posso ir contra o pedido pessoal da Líder da Seita e se eu ganhar, é provável que eu me foda mais ainda como Alpha. Dada as circunstância, estou numa sinuca de bico e atolado na merda da cabeça aos pés. Enfim, não queria estar nessa posição e só me resta rezar para que Gaia me guie para o melhor caminho, que aparentemente é o meio termo.

Pega o hidromel oferecido pelo Fianna e o mata em um gole só. Se tivesse mais, beberia mais, quem sabe até uma garrafa. Eis que então o Ahroun completa:

- E quanto aos Senhores das Sombras, depois do que Gaia me fez ver com os próprios olhos agora pouco, não culpo Estrela-da-Manhã por achar que são alvos ou estão tramando alguma conspiração contra nós.

Deu mais uma tragada violenta no beck e entregou novamente para Martell ao passo que também poupava o Ragabash da pergunta e dava prosseguimento com seu comentário:

- Depois que Victor abandonou a gente ainda em missão, eu e Skull-Head tava voltando a pé pro Caern quando do nada, nos deparamos com a cidade inteira destruída, gritos, horror, terror, morte e a Wyrm por todos os lados profanando e corrompendo tudo. Inicialmente nóis se assustou, mas encontramos uma Garou que disse que a gente estava em 2030 e em guerra por estar à beira Apocalipse. Disse também que caímos em uma fenda temporal e que já esperavam por isso porque um oráculo já tinha informado. Esse Oráculo disse também que às vésperas do começo da última grande guerra contra a Wyrm nóis ia começar a atravessar a barreira do tempo de forma temporária e essa era a nova chance de fazer nóis não cometer os mesmos erros do passado, parecia que Gaia queria que nóis desse o recado de como será o futuro e se prevenisse para que isso não acontecesse.


Pegou o terceiro copo de hidromel da mesa e continuou:

- Quando eu disse que era Fianna, ela disse que depois que os Senhores das Sombras venceram a guerra causada pelo assassinato dos pais da Impura Perfeita cometido por Justiça-do-Predador, todos sabiam que a tribo Fianna havia sido completamente extinta no final de 2002. Nós travamos uma guerra árdua dentro da nação com os Senhores das Sombras. Inclusive disse que eu morro pelas próprias mãos de Legado-do-Trovão amanhã, segundo o relato de uma máquina da Weaver que ela tinha quando foi conferir minha real existência. Os Andarilhos dos Asfalto e os Roedores de Ossos ficaram no fogo cruzado e também foram extintos.


Respirou e continuou.

- Segundo essa garou, o começo do fim foi com a Olhos da Tempestade liderada por Legado-do-Trovão, na sede de buscar resultados e glória, abandonou seu território e não conseguiu avisar os demais o grande ataque de Vampiros que aconteceu na região. Essa noite ficou conhecida como a noite do abandono e uma onda de mau agouro começou levando a sucessivas derrotas para o Caern, que ainda não tinha pistas para desvendar o segredo das 7 Jóias da Coroa de Gaia. Ela disse também que essa noite foi fundamental para que o segredo fosse colocado em segundo plano, para que a vida no Caern fosse mantida de forma ilusória e para que a derrota, assim sendo, se consumasse. Ela começou dizendo também sobre que um fator importante foi a questão que envolveu a paternidade do Legado-do-Trovão... e infelizmente nesse momento eu e Skull-Head aparecemos novamente nas ruas desertas e escuras do Rio de Janeiro.


Após ter contado sua visão para Bardo-Forjador, olhou sério para o Ragabash deixando pesar a importância do que tinha visto. Precisavam tomar providências e isso tinha que partir primeiramente de Bardo-Forjador, que era um grande articulador. Finalizou:

- Bom, se não estou enganado, hoje é a noite do abandono, Bardo-Forjador. Decidi te contar isso porque é nosso líder tribal e saberá o que fazer, visto que nossa existência está em jogo.


avatar
Yorick MacAlister

Mensagens : 364
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Bardo-Forjador - Pantaneiro

Mensagem por NarraDiva em Sex Nov 24, 2017 12:46 am

'- Que estranho... algumas coisas fazem sentido, mas nós jamais perderíamos para os Senhores das Sombras. Nunca. Alguma coisa a mais aconteceu. Eles se acham muito mas não são isso tudo que acham...' - comenta Bardo-Forjador assim que o Ahroun termina de cotar sua longa história. Se Pantaneiro não fosse um Fianna, seria estranho um Ahroun tão contador de histórias, mas que Fianna não era meio Galliard?


Bardo sorri com seu devaneio que era uma pequena distração para pensar em tudo que ouvira e fala:


'- Vida ilusória, extinção de tribos, mortes, máquina da Weaver...  máquinas da Weaver nunca são confiáveis... são muitos elementos e muitos enigmas... mas de todo modo não é algo a ser espalhado por aí. Segure essa informação consigo e não seja responsável por espalhar o pânico. Temos que pensar em uma coisa de cada vez e o que me parece mais urgente é por fim a esse mau agouro... e, claro, que você tome vergonha nessa cara e busque um jeito de não ser assassinado por um frango que se diz senhor de alguma coisa...'


O Fianna se levanta aperta um baseado para si, deixando o outro com Pantaneiro. Fumar ajudava Bardo-Forjador a pensar e ele comenta:

'- Vou falar com os Uktenas. Eles devem saber de algo para reverter o mau agouro que sua matilha trouxe para nossas existências. Tem mais algo que você tenha que me dizer? Qualquer detalhe pode ser importante.'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 1612
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabana da Forjaria

Mensagem por Yorick MacAlister em Sex Nov 24, 2017 3:24 pm

- Concordo, isso também me chamou a atenção. Eles jamais ganharia de nós, mas segundo essa visão do nosso futuro, por A ou mais B, conseguiram chegar nesse fim. Só não podemos subestimar os resultados desse futuro. Esse mau agouro não pode pairar sobre nossas cabeças ou estaremos fadados ao fracasso. Espero de coração que os Uktena saiba de algo que possa ajudar nóis.

Comenta sobre as primeiras palavras do Fianna e depois segue adianta na resposta:

- E pra Luke me matar só se ele tivesse três coco e fosse macho o suficiente pra pegar uma onça na unha igual eu. Como eu sei que ele não é, to tranquilão.

Dizia isso rindo um pouco da própria piada mostrando pro Fianna que aquilo seria impossível. Completou então:

- E no momento eu já falei tudo que tinha pra falar, se eu lembrar de algum outro detalhe, te aviso sem falta.


Levantou pegando o chapéu do chão, colocando na cabeça e finalizou:

- Bom, vô voltar pra minha matilha. Jajá Luke deve estar chegando. Obrigado, Bardo-Forjador pela prosa e espero ter contribuído de alguma forma para evitar que o pior aconteça pra nossa tribo.

Acenou positivamente para o Ragabash e se não tivesse mais nada a dizer, seguiria seu caminho e voltaria onde estava os outros membros da sua matilha.
avatar
Yorick MacAlister

Mensagens : 364
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Bardo-Forjador - Pantaneiro

Mensagem por NarraDiva em Sex Nov 24, 2017 6:01 pm

O Fianna nada diz e deixa que Pantaneiro parta. Ele tinha muito o que pensar.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 1612
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabana da Forjaria

Mensagem por Yorick MacAlister em Sex Dez 01, 2017 5:32 pm

Pantaneiro seguia caminhando com o Fenris e antes de chegar na cabana, diz

- O que mais sabe sobre a Olhos da Tempestade, Siegfried? É a primeira vez que vem pro Rio de Janeiro?
Puxava assunto com o Ahroun antes de se aproximar da Forjoaria.
avatar
Yorick MacAlister

Mensagens : 364
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cólera-de-Balder - Pantaneiro

Mensagem por NarraDiva em Sex Dez 01, 2017 6:03 pm

O Fenris já chega entrando na forjaria (que não tinha porta). Bardo-Forjador não estava mais ali. Havia uma enorme prateleira com várias jarras diferentes com distintos tipos de Hidromel. O Ahroun para diante da prateleira e diz:

'- Rapaz, sei pouco. Eu só ouvi a líder da seita falando mau do Juiz e tive que dar uma pilhada nele. Sabe como é, nós, Luas Cheias, temos que respeitar as decisões dos juízes, mas antes, a gente precisa ensinar eles que se eles não fizeram o trabalho deles direitos, nós arrebentamos a cara deles. É um processo educativo. O juiz, julga, o Ahroun educa pela força pro juiz ter medo de fazer besteira.'

Faz uma pausa analisando as garrafas e pergunta:

'- Qual desses aqui é mais forte? Tem ideia ou vamos ter que testar um por um?'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 1612
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pantaneiro (glabro) - Siegfried

Mensagem por Yorick MacAlister em Sex Dez 01, 2017 8:13 pm

O Fianna escuta tudo que é dito pelo Fenris e tinha que concordar. Aquilo era a mais pura verdade. Pelo visto Siegfried não era um só uma montanha de músculos desenbestada, tinha raciocínio lógico coberto de razão quando necessário.

"Ele não é bobo... tá preparando o próprio terreno onde pisa..."

Focou responder primeiro sobre as bebidas, já que parecia que ia beber qualquer uma e isso seria um problema se bebesse. Não queria nem imaginar esse maldito beber o elixir do prazer e querer praticar o coito consigo. Ou correr pelado. Por sorte havia maconha espalhada em todo canto.

- O mais forte é o hidromel batizado que Bardo-Forjador faz, mas esse tá proibido pela Líder da Seita. O hidromel humano e bebidas comuns tá liberada, mas saber qual é qual nessa prateleira, só o Bardo-Forjador mesmo. Se quiser arriscar, aí é contigo. Eu não sou careta e nem cagueta, mas se optar pelo batizado já aviso que ele aumenta seu prazer. Eu vou preferir fumar um...

Pega uma das maconhas do Martell e já vai apertando um baseado enquanto continua:

- Quanto ao Victor, Estrela-da-Manhã fez bem em alerta-lo. É instável como irmão de matilha e pouco confiável apesar de parecer ser sempre prestativo. Fez bem em dar uma prensa nele e particularmente gostei do que fez. Ele merecia. Pelo menos ele agora ele vai te respeitar e vai pensar duas vezes antes de fazer outra besteira. Ele tava precisando disso depois de ter abandonado eu e o caveira pra trás em missão.

Enrolou mais um baseado e ofereceu à Siegfried. Acendeu o outro sentando em uma cadeira e dando uma tragada violenta. Esperaria pra ver entre o que o Fenris decidiria: beber ou fumar.
avatar
Yorick MacAlister

Mensagens : 364
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cabana da Forjaria

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum