Cemitério - Lar dos Ancestrais

Novo Tópico   Responder ao tópico

Página 11 de 13 Anterior  1, 2, 3 ... 10, 11, 12, 13  Seguinte

Ir em baixo

Voz-dos-Espíritos (Glabro) - Pantaneiro

Mensagem por Voz-dos-Espíritos em Sex Jun 22, 2018 3:42 pm

O lupino acata a decisão do Alfa da matilha. Apesar de a infiltrada ter sido membro da FdG, Pantaneiro preferia deixar a responsabilidade de investigar os Espadas de Heimdall para os Fenris.

Ouve Hagen falar sobre aprender o idioma local e se lembra de que também precisa falar com Aedo-Campeão.

"Pantaneiro. Também preciso aprender. Permissão para ver Aedo-Campeão?"

Não seria um fardo para a matilha por conta do idioma. Sabia que se precisasse agir no mundo dos homens, estaria em apuros.
avatar
Voz-dos-Espíritos

Mensagens : 39
Data de inscrição : 11/06/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mija-na-Wyrm (Glabro) | Flor-de-Lótus (Glabro) - Matilha Fortaleza de Gaia

Mensagem por NarraDiva em Sex Jun 22, 2018 4:21 pm

Bit-Coins olha para a direção do Theurge de Pantaneiro sem levar muita fé que ele poderia ajudar. Não apenas pelo posto, mas pela tribo, não acreditava muito na capacidade dos Crias de Fenris. Os Fenris, em geral, tinham a mesma opinião dos Andarilhos do Asfalto. Spyware e Bit-Coins se retiram do cemitério após Pantaneiro concordar com o trabalho em equipe. Falariam com ele em outro momento. Jukebox pega o corpo de Siggy e vai se livrar do mesmo.

Flor-de-Lótus lembra a todos:

'- Ainda temos o julgamento de Ira-Desoladora-do-Grande-Fenris.'

Mija-na-Wyrm esperava a resposta de Pantaneiro próxima à Portadora da Luz Interior.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3220
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Hagen Bernhardt em Sex Jun 22, 2018 6:45 pm

Hagen pega a mochila que pÓrunn lhe joga e coloca o restante  dentro dela. Flor-de-Lótus lembra do julgamento do Fenrir, Hagen então aguarda  e cruza  oa braços, prioridades primeiro.
avatar
Hagen Bernhardt

Mensagens : 256
Data de inscrição : 23/04/2018
Idade : 33
Localização : Noruega, Høvringen

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voz-dos-Espíritos (Glabro) - Fortaleza de Gaia

Mensagem por Voz-dos-Espíritos em Sab Jun 23, 2018 11:18 am

Aaron ouve o que Flor-de-Lótus diz e entende que ainda havia outra obrigação a cumprir antes de poder buscar seus objetivos. Apesar de saber que se continuasse não entendendo o idioma local acabaria se tornando um fardo para seus irmãos, entendia que não poderia colocar o aperfeiçoamento pessoal acima das obrigações para com a Matilha.

Sabendo disso, aguarda a indicação do início dos ritos do julgamento de Pórunn.
avatar
Voz-dos-Espíritos

Mensagens : 39
Data de inscrição : 11/06/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Ira-Desoladora-de-Fenris em Sab Jun 23, 2018 4:44 pm

Pórunn apenas aguarda a decisão que revelaria que tipo de punição ele receberia.
avatar
Ira-Desoladora-de-Fenris

Mensagens : 92
Data de inscrição : 20/05/2018
Localização : Skarsvåg, Noruega

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pantaneiro ( Glabro) - Fortaleza de Gaia / Padmatavi / Antonio e Aaron

Mensagem por Yorick MacAlister em Sab Jun 23, 2018 5:09 pm

Tudo caminhava bem e cada um ia seguindo seu caminho. Hagen até cogita que essa história de filho da Siggy era uma mentira somente para poder arquitetar seus planos diabólicos. Pantaneiro escuta aquilo e deixa gravado em sua mente, até que Hagen o cobra sobre estar livres para irem falar com o Aedo-Campeão. Quem precisava aprender também era Aaron. Iria liberar os três, mas a lembrança de Padmatavi refresca a cabeça do Fianna que era necessário o julgamento de Pórunn e então diz:

- Ainda temos o julgamento de Ira-Desoladora-do-Grande-Fenris e isso será feito agora antes de cêis irem ver o Aedo-Campeão.


Completou olhando para Antônio e Aaron.

- Antes preciso passar um recado importante. Em nossa reunião com os Alphas da Zona Oeste formamos uma aliança. Uma aliança que ficará responsável pela defesa dos nossos territórios como um todo, e justamente por isso, vamos se unir, se proteger e atacar os malditos da Wyrm que estiverem lá. Faremos um levante de investigação com o apoio de nossa Ragabash, junto com o Ragasbh da Olhos da Tempestade e também com Sem-Nome, Ragabash da Renascidos pelo Fogo onde colherão informações sobre os Vampiros, localização, etc. Essa é uma parte, que inclusive já até passei pra Luna. A outra é que Antonio e Aaron devem encontrar Sussurros-Solitários, Alpha da Olhos da Tempestade, quando o sol estiver se pondo, isso é mais ou menos 16 horas. Se encontrarão na lagoa verde da entrada oeste nossa aqui do Caern. O intuito do cêis Theurges se reunirem é pra verem como vão fazer uma rede espiritual de defesa. Como cêis vão contribuir eu não sei, mais estejam nesse horário e ajudem como puder. Combinado?


Olha para Padmatavi e completa.

- Se não se importar que esse julgamento seja feito aqui, Padmatavi. Pode começar. 


Aguardava a manifestação da Juíza, mas de quebra passava as informações da reunião e do procedimento que ia ser adotado pela Aliança da Zona Oeste. Dizia no idioma Garou para que todos entendessem.
avatar
Yorick MacAlister

Mensagens : 633
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Antonio Xavier em Sab Jun 23, 2018 5:21 pm

Antonio Xavier estava a espera das ações que se seguiriam, ele queria tentar falar ainda naquela noite com o líder dos Portadores da luz sobre o fetiche que havia recebido de Pantaneiro.

Flor-de-lótus chama atenção para o julgamento de Porunn e Sereno-trovão aguarda as ordens do Alpha, que logo se direciona a ele e Aaron sobre uma reunião dos theurges da zona oeste. Antonio iria contribuir o tanto quanto fosse necessário e fala rapidamente para Yorick:

"- Tudo bem, Pantaneiro. Às 16h, estarei junto aos outros theurges da zona oeste contribuindo com o meu melhor".
avatar
Antonio Xavier

Mensagens : 185
Data de inscrição : 24/03/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voz-dos-Espíritos (Glabro) - Pantaneiro - Antônio

Mensagem por Voz-dos-Espíritos em Sab Jun 23, 2018 5:32 pm

Aaron ergue uma sobrancelha ao ouvir que havia uma aliança para localizar e matar vampiros. Ele sabia da existência de alguns poucos próximos ao seu antigo Caern, mas não sabia com que frequência se aproximavam de Caerns maiores. Sabia que o mais prudente seria juntar a maior quantidade possível de informações sobre eles antes de um ataque direto e a criação de uma rede espiritual de defesa parecia prudente e inteligente.

Ele possuía alguns contatos entre os Gafflings canídeos e já se perguntava como poderia envolvê-los nessa tarefa. Se os demais Godis da aliança pudessem fazer o mesmo, seriam capazes de formar uma rede relativamente eficiente.

"Lagoa Verde, Entrada Oeste. 16h. Não esquecer."
avatar
Voz-dos-Espíritos

Mensagens : 39
Data de inscrição : 11/06/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mija-na-Wyrm (Glabro) | Flor-de-Lótus (Glabro) - Matilha Fortaleza de Gaia

Mensagem por NarraDiva em Sab Jun 23, 2018 8:01 pm

Flor-de-Lótus recebe o aval para o julgamento e, assim que Pantaneiro termina de dar os avisos, olha para todos ali presentes e diz, com um tom bem sério, no idioma Garou:

'- Eu estou há poucas horas nessa matilha e já vou ter que emitir meu segundo veredicto. Diferente do primeiro caso no entanto, eu, nascida sob a meia-lua, presencial as faltas. Presenciei como a Húbris lhe grita mais alto na alma. Presenciei como seu orgulho se sobrepõe ao seu senso de matilha e não tenho como não lhe punir com severidade por desafiar teu líder em tempos de Guerra. No momento em que estamos em combate, a guerra chega até nós e qualquer questionamento, qualquer ação que vá contra as ordens do líder é uma violação da litania.'

A Portadora da Luz Interior olha para Pórunn e Sentencia:

'- Em teu nome está estampado a sua húbris e dela deve se afastar. A partir de agora se chamará apenas Ira-Desoladora-de-Fenris. Pois todos os totens são igualmente importantes para a criação e a sua húbris não deve ser alimentada pois é um risco a ti mesmo e a tua matilha. Se cair novamente no egoísmo da busca por glória pessoal será punido em dois pontos da sua sabedoria. E toda punição em sabedoria que receber até conquistar um ponto permanente desse renome também irá recair sobre a sua glória. Sua evolução enquanto Garou está, a partir de agora, diretamente ligada à superação de sua húbris e ao fim de qualquer ato de insubordinação.'

A Portadora da Luz Interior olha para Pantaneiro e diz:

'- O Veredicto está dado e o julgamento está encerrado.'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3220
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Hagen Bernhardt em Sab Jun 23, 2018 8:21 pm

Hagen escuta atentamente o julgamento, a juíza estava agindo e a hora da punição era chegada. As palavras eram proferidas e como todo veredicto garou, nunca eram brandas.

"Praticamente Pórunn é obrigado a segurar seu ímpeto... se não o fizer, ficará mais distante de postos elevados. "

Hagen permanecia do mesmo jeito, sem emitir nenhuma expressão. Iria esperar as ordens de Pantaneiro, para qualquer ação.

"Espero que comecemos a ter uma matilha forte e digna..."

avatar
Hagen Bernhardt

Mensagens : 256
Data de inscrição : 23/04/2018
Idade : 33
Localização : Noruega, Høvringen

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voz-dos-Espíritos (Glabro) - Hagen

Mensagem por Voz-dos-Espíritos em Dom Jun 24, 2018 12:13 am

A punição de Pórunn é proferida por Flor-de-Lótus. O Lupino entende que a mudança do nome Garou é algo significativo para um membro e também entende a "coleira" que foi colocada em Ira-Desoladora-de-Fenris. 

Ele já havia visto como o Modi era impetuoso e atirado, além de perceber que o mesmo não era de poupar palavras quando achava que estava certo, mas não eram assim todos os Lua Cheia? Aaron não havia visto o que ocorrera enquanto estava na umbra, mas julgava ser algo desrespeitoso, já que Pórunn fora punido de tal forma.

Nunca era agradável para ele ver um irmão punido, mas sabia que os Philodox eram justos em suas punições.

Agora que o julgamento do irmão de Matilha estava terminado e que já havia recebido sua missão por parte do Alfa da matilha, se via livre das obrigações e liberado para falar com Aedo-Campeão.

"Hagen. Obrigações terminaram. Podemos ver Aedo-Campeão. Você vir?"
avatar
Voz-dos-Espíritos

Mensagens : 39
Data de inscrição : 11/06/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ira-Desoladora-de-Fenris - Matilha Fortaleza de Gaia

Mensagem por Ira-Desoladora-de-Fenris em Dom Jun 24, 2018 1:20 am

O nome de um garou é a sua marca registrada e representa aquilo que ele é para a sociedade. Seu nome deve sempre ser carregado como um estandarte de armas, sendo exibido com orgulho para o seu portador. Assim era Ira-Desoladora-do-Grande-Fenris. Era... Pois após o julgamento, a ira desoladora do Grande-Lobo-Pai Fenris, motivo de orgulho para o Pórunn, agora se tornara pequena. E era tão pequena quanto um rato.

A verdade é que poucos instantes após o veredito ele já não conseguia mais se reconhecer por seu novo nome. Sua fúria, paixão, devoção ao Pai, enfim, todo o seu cerne parecia ter sido cortado ao meio. Pior, tirado dele por completo! Por fora o Modi, com seus enormes braços cruzados, ele ainda era uma enorme montanha de gelo: frio, impávido e inabalável. Enquanto isso, por dentro, ele se dissolvia no amargo poço da desonra mesmo não tendo sido penalizado com a perda de renome.

Sentia que seu ato deliberado havia reduziu a grandeza com a qual seu Pai deveria sempre ser reconhecido. Agora, aonde quer que fosse, ao se apresentasse, as pessoas não ouviriam o quão grande Fenris é. Com seu julgamento, Flor-de-Lótus havia tirado mais que um palavra do nome. Ela havia tirado o orgulho daquele garou fazendo ele se sentir tão incompleto quanto Pantaneiro sem seu braço.
avatar
Ira-Desoladora-de-Fenris

Mensagens : 92
Data de inscrição : 20/05/2018
Localização : Skarsvåg, Noruega

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Hagen Bernhardt em Dom Jun 24, 2018 10:12 am

Hagen assente com a cabeça para Voz-dos-Espíritos e se posiciona ao lafo do garou, se dirige para Pantaneiro e fala sucintamente:

' - Peço Permissão, alfa.'

Com o aval de Pantaneiro, Hagen iria em busca de sua maior deficiência.
avatar
Hagen Bernhardt

Mensagens : 256
Data de inscrição : 23/04/2018
Idade : 33
Localização : Noruega, Høvringen

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Antonio Xavier em Dom Jun 24, 2018 10:14 am

Flor-de-lótus é justa e sábia, apesar da dureza punitiva, típica do mundo Garou, a juíza mostrou exatamente onde estava o erro de Porunn. Muitas vezes é duro e difícil ser punido, mas havia nitidamente um intuito educador, um intuito docente naquela ação.

Sereno-trovão acreditava na educação e na vida como um meio para nos tornarmos uma versão melhor de nós mesmos. 

"Espero que Porunn aproveite a oportunidade e não desperdice o aprendizado"

Pensando em crescimento e aprendizado, o Portador da luz espera que Pantaneiro os libere para que possa falar com Equilíbrio-da-vida.
avatar
Antonio Xavier

Mensagens : 185
Data de inscrição : 24/03/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mija-na-Wyrm (Glabro) | Flor-de-Lótus (Glabro) - Matilha Fortaleza de Gaia

Mensagem por NarraDiva em Dom Jun 24, 2018 12:30 pm

Mija-na-Wyrm e Flor-de-Lótus aguardam alguma reação ou orientação de Pantaneiro.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3220
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pantaneiro (hominideo ) - Fortaleza de Gaia / Todos

Mensagem por Yorick MacAlister em Dom Jun 24, 2018 6:49 pm

Os dois Theurges confirmam estar no local indicado conforme havia pedido. Esse encontro com Sussurros-Solitários seria importante. Sem perder tempo, Padmatavi, direta e dura como a espalmada que havia dado no ThunderWyrm, explana seu julgamento e dá o veredito. Aquilo realmente ia de acordo com o que Pórunn havia se mostrado. Era necessário ter humildade em suas ações e controlar seu ímpeto era necessidade.

"Isso vai ajudar esse Fenris se acalmar..."

A partir de agora passaria a se chamar somente Ira-desoladora-de-Fenris e ainda assim o nome continuaria cumprido. A promessa de uma punição maior caso viesse a cometer novamente o mesmo erro era dura. Sentiria em seu renome na próxima vez, mas naquela apelas seu ego e seu nome foram feridos. Pantaneiro esperava que aquilo fosse o suficiente. Aaron então puxa o assunto para ir ver Aedo-Campeão. Hagen pedia permissão e Pantaneiro apenas diz de forma respeitosa.

- Liberados. Façam o possível pro cêis aprender o português logo.


Diz na língua Garou e então volta para sua forma humana se sentindo mais confortável assim. Restaria para ficar ali Pórunn, Kiba, Padmatavi, Antonio e Luna. Toma a palavra e completa:

- Senhores, vou aproveitar esse breve momento pra atualizar o cêis das nossas missões. Eu falei com o Luke, dividimos as missões e na nossa responsabilidade ficou as missões do Reino Cibernético por causa do problema do finado Ronaldo, matar o cara que comanda as queimadas no Rio de Janeiro, que é simplesmente descobrir quem é e matar. Temo que descobrir e achar esse safado, porque a única informação que tenho é que ele mora num apartamento ou uma casa na Barra da Tijuca, que é nosso lugar agora. Outra é descobrir onde tem um Urso aqui na cidade que tá sofrendo maus tratos e libertar ele. Levando em consideração que o Urso é nosso Totem, essa missão é importante. 


Então pega o envelope que estava em seu bolso. Já tinha aberto. Lendo o mesmo, continua dizendo.

- Durante a Assembléia nóis recebeu essa missão, que tá aqui recortado essas notícias de jornais, onde uma houve  uma série de desaparecimento de operários de uma obra próxima a uma das grandes avenidas da Barra da Tijuca. Nenhum corpo foi encontrado e já são seis homens desaparecidos. E a outra missão era queimar 40 corpos pra matilha, sendo assim, já fizemos nossa parte.


Pantaneiro guarda o envelope da missão e então continua.

- Antes que eu me esqueça, eu posso ter cometido um erro... Kiba, essa missão de purificar um rio que fica no território dos Lobos Incansáveis na verdade não é uma missão, neh? É uma punição sua, certo? Porque se for isso mesmo, eu acabei passando pro Luke e vai ser necessário avisar ele que isso é coisa sua. Eles tamém vão ficar com a missão de cumprir o dogma da Dragonesa e tamém de vingar o peregrino caído.


Tomou ar e completou.

- Pois bem, xômanos. To repassando tudo isso porque como cêis pode ver, temo coisa pra cacete pra fazer e precisamo ser efetivo. Com relação à missão do Reino Cibernético eu vou ter que ir falar com Saggittarius. O cara foi gente boa com nóis e agora sem o Tyler fica impossível realizar essa missão.
- Olha pro Kiba e completa. - Xômano, eu gostaria que cê fosse comigo trocar essa ideia com ele e vamos ver que que podemos fazer. Do resto, tamém temos que ver que fim levou o corpo de Tyler.

Continuou.

- Precisamos estabelecer prioridades com as nossa missões. Com qual missão nóis vai começar primeiro? Temos que investigar sobre o Urso, sobre o cara das queimadas, sobre esses operários desaparecidos, pra ver como vamo agir.
 


Olha para Luna, depois Padmatvi, Kiba, Antonio, Pórunn e finaliza.

- Luna, como cê pode ajudar nóis nessas investigações e como nóis pode te ajudar? E o restante, alguma ideia de como vamos proceder? Esse é o momento de definirmos nossos caminhos e prioridades.


Era muita coisa pra por em andamento e Pantaneiro sabia que talvez seria necessário dividir a equipe pra colocar essas missões em dias.
avatar
Yorick MacAlister

Mensagens : 633
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Antonio Xavier em Dom Jun 24, 2018 7:47 pm

Sereno-trovão ouve as palavras do Alpha, reflete um pouco sobre cada missão. Eram muitas missões, era preciso trabalhar com afinco e responsabilidade.

O Portador pede a palavra e diz:

"- Acho que devemos ter um parâmetro de avaliação das missões, classificando-as pelo nível de urgência. Desculpe a intromissão, Pantaneiro, mas não sei se nos separar seria uma boa opção. Acredito que devemos ter foco e responsabilidade, não tentar resolver tudo rápido demais. A pressa certamente nos levará ao erro. Acredito que devemos privar pela qualidade e não pela quantidade. Qual seria a missão mais urgente? Aquela que causa maia danos imediatos?"
avatar
Antonio Xavier

Mensagens : 185
Data de inscrição : 24/03/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voz-dos-Espíritos (Glabro) - Pantaneiro - Hagen

Mensagem por Voz-dos-Espíritos em Dom Jun 24, 2018 10:23 pm

Com a permissão de Pantaneiro para buscarem a tutela de Aedo-Campeão, Aaron e Hagen estavam liberados para procurar aperfeiçoamento pessoal. O Lupino, então, dirige-se ao irmão de Matilha.

"Última vez Aedo-Campeão estava na clareira. Começar procurar por lá?"


Apesar de conhecer o caminho de volta, Voz-dos-Espíritos preferia esperar por Hagen, assim poderiam falar juntos com Aedo-Campeão, poupando tempo para todos os três.
avatar
Voz-dos-Espíritos

Mensagens : 39
Data de inscrição : 11/06/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ira-Desoladora-de-Fenris (Crinos) – Fortaleza de Gaia

Mensagem por Ira-Desoladora-de-Fenris em Seg Jun 25, 2018 10:31 am

'- A melhor coisa é... '


Como quem leva um choque, Pórunn interrompe sua fala. Ele lembra que estava prestes a ser arrogante novamente emitindo sua opinião como uma máxima a ser seguida. Ninguém muda de uma hora pra outra, isso era fato. No entanto, reconhecendo que estava prestes a persistir em seu erro, Ira-Desoladora-de-Fenris já demonstrava estar se colocando no lugar onde toda sua matilha esperava que ele se posicionasse: entre os humildes.


'- Sereno-trovão e Pantaneiro, acredito que antes de distribuirmos objetivos ou definirmos níveis de prioridades para cada missões que temos, o melhor seria termos um brífingue das capacidades e habilidades individuais da matilha. Não só as qualidades como também nossas limitações. Cada garou aqui deve ser bom e deficiente em algo.'


Pórunn apesar da enorme fúria, raça pura alta, sembrante sempre ameaçador, físico impressionante e uma voz que emanava uma aura de agressividade tremenda fazendo com que parecesse uma besta assassina sem controle, o Lua-Cheia já demonstrava tentar controlar suas palavras afim de não ofender com suas colocações. Não era lá um excelente orador, mas tentava apartir de suas limitações sociais dizer o que pensava sem escancarar sua hubris.


Então, olhando para os demais membros, ele conclui:



'- Irmãos, este tipo de introrsamento ajudaria o alfa na hora de distribuir melhor cada membro para determinadas missões. Além disso, conhecendo um ao outro, a Fortaleza de Gaia ficará ainda mais sólida. Como uma verdadeira parede de escudos!'
avatar
Ira-Desoladora-de-Fenris

Mensagens : 92
Data de inscrição : 20/05/2018
Localização : Skarsvåg, Noruega

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Glabro | FDG

Mensagem por Hagen Bernhardt em Seg Jun 25, 2018 12:21 pm

Hagen se vira para o irmão theurge e começa a caminhar em direção a clareira.

'- Isso, ele estava na clareira, vamos lá procurá-lo.

"Tomara que esse aprendizado seja rápido, não quero ser um fardo..."

Hagen  estava acompanhando o theurge e preferia conversar mais calmamente com o Fenris depois.


OFF COntinua na clareira.
avatar
Hagen Bernhardt

Mensagens : 256
Data de inscrição : 23/04/2018
Idade : 33
Localização : Noruega, Høvringen

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Voz-dos-Espíritos em Seg Jun 25, 2018 12:44 pm

Vendo seu irmão de tribo começar o caminho de volta para a clareira, Aaron o segue.

OFF: continua na clareira
avatar
Voz-dos-Espíritos

Mensagens : 39
Data de inscrição : 11/06/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mija-na-Wyrm (Glabro) | Flor-de-Lótus (Glabro) - Matilha Fortaleza de Gaia

Mensagem por NarraDiva em Ter Jun 26, 2018 8:15 am

Padmatavi balança a cabeça negativamente quando Pantaneiro libera os membros da matilha e acha ainda mais surreal a liberação quando o assunto das missões começa a ser passado. Ouve o comentário de Pórunn e, após a fala dele, a Juíza comenta:

'- Pantaneiro, me desculpe, mas eu sou obrigada a chamar sua atenção. Olhe o que você acabou de fazer. Dispensou dois Fenris para irem buscar seu crescimento pessoal enquanto nós discutimos temas da matilha. Temas que eles tinham que estar presentes na discussão. Crescimento pessoal deve se buscar nos momentos que não são em matilha. Essa liberação estimula comportamentos equivocados como o que acabei de punir. Fique mais atento a isso.'

Seu tom não era de esporro, falava com tranquilidade e concordando com as palavras de Antônio. Mija-na-Wyrm, no entanto, era mais ácida:

'- A juíza tá certa, cabaço total heim Alfa...'

Logo em seguida, a Ragabash responde ao Fenris que havia ficado:

'- Eu acho que todo mundo é bom no seu augúrio. Nossos augúrios falam por nós e discursos prontos não irão fazer com que nos conheçamos melhor. Iremos no conhecer de verdade no dia-a-dia... mas se quiserem brincar de apresentação de escola primária, não me oponho...'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3220
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ira-Desoladora-de-Fenris (Crinos) – Fortaleza de Gaia

Mensagem por Ira-Desoladora-de-Fenris em Ter Jun 26, 2018 10:54 am

’Não serás um fardo’, recordava deste mandamento da Litania antes de proferir as palavras seguintes. O Fenris leva sua mão ao queixo e o coça, buscando selecionar as palavras certas para ser fazer claro no que pretendia.


Em parts, a colocação da roedora Luna estava certa: frases prontas não serviriam de nada. Só que a questão não era reforçar os ‘laços de amizades’. A questão real era evitar que limitações individuais não prejudicassem a matilha. E isso era o que estava acontecendo naquele momento.


Aquela pequena reunião havia sido prejudicada com a liberação dos dois garous Fenris. Pantaneiro tinha culpa por não sentar a bunda daqueles dois no chão, mas foi a obsessão deles em superar suas limitações de idioma, um problema de preparo segundo o entendimento de Pórunn, que causou toda aquela celeuma resultando na desaprovação do alfa por Padmatavi.


Ira-Desoladora-de-Fenris queria evitar que aspirações pessoais, como a que ele havia tido há pouco, voltassem a acontecer num futuro próximo colocando as missões daquela matilha em xeque. Mas não teve tempo. Quando havia fechado sua boca seus irmãos haviam dado inicio a um efeito dominó que desabou em cima do Fianna líder da matilha.


Após pensar um pouco mais quase chegou a desistir de falar. Mas diante da ocorrência do que ele queria inicialmente evitar, reuniu forças, demonstrou paciência diante da provocação irônica de Luna, afinal aquele era o augurio dela, e disse:



‘- Mija-Na-Wirm, dentre todos, os seus olhos são os mais afiados para identificar pontos fracos. Você acabou de testemunhar como limitação pessoais podem atrapalhar e prejudicar os trabalhos da Fortaleza. Há pouco fui protagonista de um, agora sou espectador de outro.’
avatar
Ira-Desoladora-de-Fenris

Mensagens : 92
Data de inscrição : 20/05/2018
Localização : Skarsvåg, Noruega

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pantaneiro (hominideo) - Fortaleza de Gaia / Todos

Mensagem por Yorick MacAlister em Ter Jun 26, 2018 6:05 pm

Os dois Fenris partem e o primeiro a se manifestar era Antonio e suas palavras eram carregadas de sabedoria que precisava ser seguida. A ideia de classificar a urgência era necessária. Depois Pórunn também se manifesta com a mesma ideia, porém com o diferencial de explicitar as qualidades de cada um ali. Pantaneiro não via muito utilidade daquilo uma vez que cada augúrio por si só já era auto-explicativo, mas fica feliz pelo Ahroun se mostrar pro ativo unido e pensando pela matilha.

Por fim, Padmatavi toma a palavra e dá uma comida de rabo. Aquela forma tranquila de falar que doía na alma. A Portadora sem precisar alterar o tom de voz dava uma verdadeira aula de como um Alpha deveria se portar sendo mais imponente sem desmoralizar a juíza. Luna depois completa sendo sarcástica e ácida.

Pantaneiro logo diz para Padmatavi.

- Desculpe, Juíza. Cê tem toda razão, xômana. Cabaçei mesmo. - olha para Luna e ergue os braços concordando com humildade - Não devia ter dispensado eles pra resolver assuntos pessoais quando o assunto é de matilha. Em todo caso, eu mesmo repasso pra eles o que ficar definido aqui. Que pelo menos eles resolvam logo esse negócio de aprender o português.

Continuou.

- Quanto os nossos pontos fracos e fortes, concordo com Luna. Não é necessário por hora. Cada augúrio tem sua finalidade e é nela que vamo trabaia. Que as limitações e fraquezas tratem de ser excluídas ou anuladas. Não temos mais chances ou espaços para ser fracos. Aprenderemos com nossos erros, mais não seremos fracos. Vamo fazer a lição de casa bem feita. Vamo fazer o feijão com arroz e cumprir as obrigações que nos impõem e nossa imagem com essa Seita melhorará
.

Continuam.

- Agora um ponto importante que Antonio indagou é a questão das urgência. Se a gente for pegar por esse lado, a missão do Reino Cibernética é de maior importância a ser cumprida com a máxima urgência porque comprometeu o Véu. As outras restantes requerem uma investigação pra que a gente possa definir em qual vamos atuar primeiro. Sobre não dividir a matilha, eu concordo. Não dividiremos, mais se houver necessidade de nóis atuar em duas frentes, faremos. Confio na capacidade de todos aqui. Agora vamos organizar nossa estratégia dessas missão.

Olhou para a Ragabash e disse.

- Luna preciso que cê investigue e veja que que cê pode descobrir sobre esse Urso que tá sofrendo maus tratos que precisamo libertar, sobre esse cara responsável pelas queimadas no Rio de Janeiro que precisamo matar e sobre esses desaparecimento desses seis operários dessa obra próximo a uma das grandes grandes avenidas da Barra da Tijuca. Posso contar com o cê? E o que que cê precisa que nóis te ajuda pra conseguir essas informação ou o cê se garante sozinha?

Depois olhou para Kiba e completou.

- E nóis dois vamo falar com o Saggittarius jájá pra ver que que vamo fazer sobre o Reino Cibernético. Fechado, meu beta?

Olhando pra toda matilha finalizou, parando o olhar em Padmatavi.

- Alguma sugestão pra nóis ser mais práticos com essas missões? Essa é hora, moçada. Vamo lá... vamo pensar junto.

Disse isso aguardando respostas.
avatar
Yorick MacAlister

Mensagens : 633
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Antonio Xavier em Ter Jun 26, 2018 11:37 pm

Antonio Xavier ouve seus companheiros de matilha e espera uma resposta de Kiba sobre a missão do rio e pergunta de Pantaneiro, o Portador não queria passar por cima do Beta, mas devido ao pedido final do Alpha para que sugestões fossem feitas, Antonio percebeu que havia um padrão investigativo nas missões, então pediu a palavra:

"- Pantaneiro, acredito que eu possa ir com Voz-dos-espíritos até a Umbra para conversar com o Urso e pedir a informação sobre a localização do urso que está sendo maltratado. Em relação ao homem das queimadas e aos assassinatos, se eu obtiver algum objeto ou alguma pista física tanto das vítimas quanto do bandido que está queimando a floresta, posso executar um ritual caçador e obter uma prévia da localização deles. Seria isso possível?"
avatar
Antonio Xavier

Mensagens : 185
Data de inscrição : 24/03/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 11 de 13 Anterior  1, 2, 3 ... 10, 11, 12, 13  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum