As Montanhas do Caern

Novo Tópico   Responder ao tópico

Página 13 de 15 Anterior  1 ... 8 ... 12, 13, 14, 15  Seguinte

Ir em baixo

Pantaneiro ( hominideo) - ADE / Kiba

Mensagem por Yorick MacAlister em Sex Mar 16, 2018 9:06 pm

Quando as coisas pareciam ter se acalmado, Pantaneiro sente sua ligação muito fraca com o Totem da matilha. Rapidamente o lobo age e se faz a presença do totem surgir. Em sinal de respeito, Pantaneiro se curva abaixando sua cabeça, porém por causa da sua punição, não se transforma em Crinos como gostaria. É então que o Uirapuru é muito claro e sentia a decepção do Totem. Não havia como negar todos os fatos e o enfraquecimento do pássaro pela culpa da Asas da Esperança. Chegava doer ver um Totem tão forte, tão fraco por causa de tanta desonra. Pantaneiro havia colaborado com essa desonra, porém não de uma força tão agressiva como Asa-Solitária, Grace e os demais.

Grace até tenta reverter um pouco dessa situação pedindo um tempo. Degan também tenta com duras palavras fazer com que algo de grande valor fosse extraído do Uirapuru e também o Lobo em um belo discurso procura um diálogo verdadeiro, mas o que acontece, é um aviso de uma renúncia tribal de Kiba. Aquilo deixa Pantaneiro em choque e mais uma vez, pela terceira vez, incrédulo.

"Não acredito... Todos tentando manter o Uirapuru por causa da desonra e olha a novidade? Mais desonra da mesma fonte..."

Pantaneiro balança a cabeça e aquilo realmente era o fim. Fim do Uirapuru que anuncia sua saída e com ela, Degan, Grace e o Lobo também. Parte do espírito dos mesmos são doados para o Totem não morrer de desgosto e Pantaneiro simplesmente decide agir. Estava de cabeça baixa, triste e pensativo, quando pediu a palavra.

- Infelizmente não dá mais. Sinto muito.


Pantaneiro em um tom de voz pesado e para todos. Volta sua atenção para Kiba e completa:

- Asa-Solitária, dentro de pouco tempo vi essa matilha se despedaçar como um pedaço de papel molhado tornando problemas simples em atos irreversíveis e isso é inaceitável. Quando cheguei o nome Asas da Esperança carregava esperança de melhora e agora, carrega uma desgraça sem fim em sua história. Dois irmãos nos abandonaram, mais três e agora nosso totem, o que torna sua liderança insustentável por causa de seus erros que por você mesmo já foi confessado. Posso ter contribuído minimamente com tal desonra, mas como saiu de sua boca, toda desonra, ainda que diretamente ou indiretamente, foi culpa sua visto que é até então o Alpha dessa matilha.


Se aproximou de Kiba olhando-o nos olhos e completou:

- Sua posição como Alpha se tornou fraca e débil para essa matilha e praticamente causou a morte dela. Para que você não a enterre de vez, eu, Yorick MacAllister, "Pantaneiro", Cliath Ahroun Fianna da Irmandade de Herne, te desafio pelo posto de Alpha da Asas da Esperança por acreditar em uma milagre divino de Gaia que ainda podemos ter a esperança, que carregamos em nosso nome, de ser uma matilha melhor sem sua governabilidade. 

Pantaneiro no final estava de cabeça erguida. Não era ingrato. Tinha gratidão por Kiba tê-lo aceitado e também por tê-lo defendido pouco tempo atrás. Acreditava que o próprio Presas de Prata reconhecia que seu fim como Alpha havia chegado e para o bem de todos, antes que restasse uma matilha de apenas dois Garous, gostaria que aceitasse o desafio de forma honrada.
avatar
Yorick MacAlister

Mensagens : 633
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Uirapuru - Matilha Asas da Esperança | Nova Matilha

Mensagem por NarraDiva em Sab Mar 17, 2018 6:59 am

Olhos-de-Gaia era o primeiro a anunciar a partida e o Uirapuru vê, diante de si, o começo do racha. A matilha que havia lhe escolhido iria se dividir em duas. Metade seguiria com o Legado da Asas da Esperança, metade começaria uma nova história em sua honra. Degan era o segundo a anunciar sua partida, junto com isso doa um ponto permanente de Gnose que o espírito recebe de muito bom grado. Olhos-de-Gaia segue o mesmo processo e o espírito cresce um pouco diante daquela doação permanente. Cordas-Trêmulas também se manifesta e, Uirapuru lança um breve olhar sobre Legado-do-Trovão, dizendo:

'- Uirapuru não querer dividir, mas Uirapuru precisar de matilha... Uirapuru aceitar Sangue-dos-Quatro-Ventos, Olhos-de-Gaia e Cordas-Trêmulas. Uirapuru sentir que Legado-do-Trovão também querer vir e, também aceitar novo filho em suas fileiras. Uirapuru desejar sorte à Asas da Esperança. Os quatro que querer seguir com Uirapuru, encontrar Uirapuru, agora, em Templo da Coroa de Fogo.'

Asa-Solitária, Pantaneiro e Spybot sentem o fim do vínculo com o Uirapuru. Grito-de-Guerra não fora abençoado pelo Totem e não sente nada. O Uirapuru bate asas e sobrevoa o Caern rumo ao Templo da Coroa de Fogo, onde esperaria pela sua nova matilha. A Asas da Esperança havia perdido mais da metade dos seus membros. Seria a hora de recomeçar, para todos.

Logo após o Totem partir,Pantaneiro desafiava Asa-Solitária, mas isso não era mais assunto para o Totem.

Like a Star @ heaven Cordas-Trêmulas, Sangue-dos-Quatro-Ventos, Olhos-de-Gaia e Legado-do-Trovão, assim que saírem das montanhas e forem ao encontro do Uirapuru, devem postar no Templo da Coroa de Fogo.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3220
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Montanhas do Caern

Mensagem por Derek Spencer em Sab Mar 17, 2018 10:02 am

Spybot (Hominídeo -> Crinos) - Todos

Derek estava um pouco mais tranquilo, achava que finalmente as coisas iriam começar a andar, achou errado otário, quando tudo começou a desandar de maneira incontrolável e surpreendente. Kiba parecia ter adquirido algum juízo até que simplesmente resolve abrir mão de sua tribo, abrir mão do totem da tribo, abrir mão da honra. Não que os Roedor de Ossos não fossem honrados, todos os garous sabiam quais eram os preceitos da honra mas o Totem dos Presas era um totem de honra assim como o Totem da matilha e abrir mão dele era o mesmo que cuspir na cara do nosso totem.

O Ragabash não sabia onde enfiar sua cara, mas o que esperar de um Garou com um currículo vitae tão cheio de merdas e falhas como aquele que eles chamavam de Alpha? Kiba renuncia e com isso vem a renuncia do totem, a renuncia de Olhos de Gaia, a Renuncia de Degan e a de Grace, chegava ali o fim da Asas da Esperança original e os que restavam ali teriam que reerguer o nome da matilha.

Uirapuru ainda fala com Luke sobre ele seguir junto, com certeza o Senhor das Sombras iria, então restavam Pantaneiro, Ronaldo e Kiba, uma matilha de Cliaths e filhotes para conseguir fazer grandes feitos. O Ragabash observava Kiba, seu humor havia piorado e sua cara era de poucos amigos, quando Uirapuru vai embora sente que seu elo com os outros foi desfeito, Pantaneiro havia desafiado o Ahroun e antes que
o mesmo respondesse, nitidamente puto, Derek diz:


-"Na moral, não sei o que passa pela sua cabeça, tá de sacanagem?? Renunciar a uma tribo com totem de honra na cara de outro totem de honra, que por acaso abençoa a sua matilha???? O mínimo que você pode fazer agora, por essa matilha, e pelo mínimo de respeito que você por ventura tenha por você, é renunciar essa liderança nesse momento e nos poupar de ter mais trabalhos, pq já teremos um enorme trabalho a cumprir pela frente."
avatar
Derek Spencer

Mensagens : 296
Data de inscrição : 27/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kiba Valentine (Hominídeo) - Asas da Esperança

Mensagem por Kiba Valentine em Sab Mar 17, 2018 12:34 pm

Tudo que acontece em seguida era algo que, em seu íntimo, já era esperado por Kiba. O Ahroun sabia que aquilo partiria a matilha, mas sinceramente era o melhor.

“Para que alguns sobrevivam, alguns tem que cair...”

Kiba não encara ninguém, nem mesmo Grace quando ela fala a frase que Justiça Ancestral havia lhe ensinado. Aquilo doía como a mais afiada das facas, mas talvez algum dia algum deles entendesse o sacrifício feito ali. Até lá, ele seria odiado e aceitaria aquele fardo se fosse necessário.

Kiba sente o laço com o Uirapuru se partir e se despede do Totem em silencio. Pantaneiro e Dereck são os únicos a se manifestar em seguida, mas ele sabia que sua liderança era insustentável depois do que ocorreu. Com um longo suspiro, mas sentindo que tinha feito a coisa certa, ele olha para seus irmãos e diz:

- Eu abdico a liderança da matilha em seu nome Pantaneiro. Te desejo toda a sorte possível para nos guiar e me submeto a sua vontade no que precisar. Só te peço que assim que terminarmos, que me libere para ir até os Roedores de Ossos para pedir a benção do Rato e realizar o ritual de renuncia.
avatar
Kiba Valentine

Mensagens : 529
Data de inscrição : 26/06/2017
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Montanhas do Caern

Mensagem por olhosdegaia em Sab Mar 17, 2018 1:15 pm

Forma - Hominídea, Lupina

O Garou escuta as palavras do Totem que aceitava quatro dos membros ali como seus filhos, então pede para que o encontre no Templo da Coroa, o Lupino ainda não conhecia o Caern todo, mas já ouvira falar dessa parte, e encontra seu Totem lá seria relevador, ele imagina.

Se volta para seus três companheiros de matilha e diz.

"- Filhos do Uirapuru, vamos? Degan, Grace, talvez Helenna queira nos acompanhar."


Ele fala para os seguidores do pássaro, já virando Lupino novamente para caminhar até o Templo.
avatar
olhosdegaia

Mensagens : 245
Data de inscrição : 11/09/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Montanhas do Caern

Mensagem por Derek Spencer em Sab Mar 17, 2018 4:52 pm

Spybot (Hominídeo -> Crinos) - Todos

Pelo menos o Ahroun tinha noção de que a sua renúncia era a melhor coisa para a matilha naquele momento. Com sua renúncia, o veredicto era que Pantaneiro era o novo Alpha da matilha e agora eles precisavam de um novo nome, novo totem e informar a liderança da Seita acerca da divisão para oficializar aqueles procedimentos. Spybot usando um pouco de fúria que ardia em seu peito assume sua forma Crinos mas sem intenção de intimidar apenas para controle de fúria.

Depois que os outros começavam a sair, Derek olha para Yorick, Kiba e Ronaldo e diz:

-"Agora nós somos uma nova matilha liderada por Pantaneiro, tendo em vista que a maioria dos garous aqui é a favor dessa liderança. Não haverá desafio logo não há a necessidade de um juiz presente. Como nova matilha, precisamos de um novo nome, a essência da matilha mudou, precisamos de um novo totem e oficializar tudo conversando com o líder da Seita para que os territórios sejam redivididos."

O Ragabash faz uma pausa e completa:

-"Kiba, você se tornará um novo Garou a partir do momento que retornar como Garou de outra tribo e iremos começar tudo do zero, nessa matilha não há espaço para ressentimentos e nem rancor, assim como para mim tudo está zerado, Pantaneiro e Ronaldo tb tem que fazê-lo, o que aconteceu, aconteceu e quem vive de passado é museu, temos que a partir de agora começar a construir a história da nossa matilha e vamos nos unir pra fazê-lo! Não seremos um bando, seremos irmãos unidos e coesos, vamos lutar pra fazer a diferença positivamente!"

Off: Spybot usou 01 de fúria para mudança de forma.
avatar
Derek Spencer

Mensagens : 296
Data de inscrição : 27/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue-dos-Quatro-Ventos (crinos) - Asas da Esperança, Amigos do Uirapuru

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em Sab Mar 17, 2018 5:21 pm

Degan fica surpreso que outros ainda quisessem seguir o Uirapuru, especialmente Cordas-Trêmulas. Sabia que os Fiannas eram muito emotivos, mas aquele momento de sabedoria dela o deixou motivado e com um vislumbre de esperança no horizonte.

Respirando fundo, ele escuta as palavras do pássaro que decidiu seguir, e de Olhos-de-Gaia. Por mais que quisesse ir logo para decidir como fariam, ele precisa resolver algumas coisas:

" - Muito bem... Antes de ir, é importante deixarmos algumas coisas bem claras. Não seria justo que vocês ficassem com toda a responsabilidade que foi da Matilha até então. Eu ja me comprometi com o líder dos Peregrinos Silenciosos sobre o legado de Sussurro da Noite, e caçar esses vampiros é algo que gostaria de levar. Para além disso, nosso antigo membro, dos Andarilhos do Asfalto não fez a passagem, e gostaria de cuidar desse assunto, especialmente, porque foi Cordas-Trêmulas quem teve a visão."


Ele cruza os braços, sério. Então volta a falar:

" - Outras questões, sobre território, vão caber ao líder da Seita. Mas, falo por mim, não tenho muito conhecimento da cidade, a única coisa que peço de todos, é apoio caso nós também fiquemos na Zona Oeste. Será importante manter a aliança criada com todas as matilhas de la. Por fim..."


Ele respira fundo. Era difícil, mas deveria ser dito:

" - Eu me disponho a esclarecer qualquer problema ou dúvida de alguma das punições que eu tenha passado. Isso inclui o chiminage com o Boitatá, as punições de Ronaldo e de Pantaneiro... Eu gostaria, inclusive, de conversar sobre isso com o novo Philodox que ficar responsável pela Matilha, se houver um. E também estou disposto a conversar e ajudar sobre o que precisarem. Saio da Matilha porque os deveres que me foram dados por meu povo, e minha responsabilidade com eles me exigem isso, não por mágoa pessoal ou orgulho..."


Degan havia terminado. Estava sim, triste e magoado, mas não eram estes os motivos que determinavam sua saída, não podia era deixar que as esperanças de seu povo fossem embora com o totem. De sua parte, estava de consciência limpa e coração aberto, o que era estranho em se tratando de um filho do Wendigo. Ele espera alguma reação de Kiba e dos outros e se prepara para partir.
avatar
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 389
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kiba Valentine (Hominídeo) - Asas da Esperança / Asas da Esperança 2

Mensagem por Kiba Valentine em Sab Mar 17, 2018 7:07 pm

As palavras de Dereck faziam sentido para o Presas da Prata, ou melhor dizendo, para o Roedor de Ossos. Ele não entende exatamente o porquê do Andarilho estar mudando de forma, mas quer acreditar que seja uma forma de controlar sua fúria que Kiba sentia diminuir pouco a pouco.

- Sem ressentimentos... Podem confiar...

Diz isso olhando principalmente para Pantaneiro que era agora o novo Alfa da matilha. Sem dúvida ele, mais que qualquer um, precisava ter certeza que Kiba não seria um problema a sua liderança.

Degan então se manifesta falando sobre o território e as missões que eram da matilha. Uma divisão seria necessária. Aquilo era um fato, mas não cabia mais a ele tomar qualquer decisão. Ele olha para o Wendigo, mas logo desvia o olhar para Pantaneiro e espera que ele tomasse a palavra.
avatar
Kiba Valentine

Mensagens : 529
Data de inscrição : 26/06/2017
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Montanhas do Caern

Mensagem por Ronaldo em Sab Mar 17, 2018 8:07 pm

O que Ronaldo não tolerava era abandono, encarava como covardia os que saiam, afinal uma matilha não era composta por membros que cuidavam um dos outros? Grace, não foi ela quem se deitou também com KIba e gerava um impuro e mesmo assim se achou honrada para seguir o totem e não permanecer ao lado do líder, amante e pai de seu filho? Ronaldo fica irritado com esse tipo de covardia e a atitude da garou ao seu ver foi melhor, do que ficar tendo aulas de como ser fianna, já que em breve se tornaria um filhote e precisaria "aprender" novamente.

Totem de honra, Ronaldo tinha parcela em sua culpa, mas não era ele totalmente o fardo para a perda do totem, a renúncia do alpha com sua tribo fora demais, Ronaldo não via o poder e realmente não achava que o mesmo deveria seguir na liderança, Ronaldo então vê Pantaneiro ser nomeado o novo alpha da matilha e fica satisfeito em seguir um irmão de tribo, Pantaneiro era excêntrico, sabia que tinha erros pela incredulidade que os outros o olhavam, mas quem nunca errou? Ronaldo em poucas horas errara demais.

Ronaldo se transforma em crinos, aquela voz de chacal em suas cordas vocais era humilhante, mas tinha que falar.

-Agora somos uma nova matilha, teremos que ter um novo totem e um novo objetivo e destino, gostaria que não olhássemos mais para o passado e nosso foco entre no que nos aguarda. Eu mesmo terei que recomeçar minha vida como garou e perdi honra, sabedoria e glória, manchei minhas presas com sangue inocente e não com as mazelas da corruptora, prevejo dias de luta, desconfiança e com o nosso nome nas ruínas. Mas somos uma coalisão, resistência as manchas e devemos nos tornar ferozes contra nossos algozes, que são nós mesmos, nos sabotamos, nos humilhamos e não pensamos. Que nossa vergonha se transforme em fúria e honra.

Ronaldo estava ali se mantendo entre seus irmãos.

-Sugiro que Spybot seja o novo Beta temporariamente até que mais garous se juntem para correr conosco, Asa Solitária deve se manter um pouco sem funções para que possa ter momentos sem maiores responsabilidades e encontrar equilíbrio, eu por motivos óbvios não estou apto e nem capaz de assumir qualquer função maior nessa matilha.

Ronaldo caminha e se coloca ao lado de Asa solitária, colocando sua mão em seu ombro em sinal de respeito pelo antigo alfa.

-Sugiro também que deixemos o passado para trás, que adotemos um novo nome, que denote a nossa nova unidade e o futuro, o que podemos e onde queremos chegar. Ainda reitero minhas palavras de mais garras e menos palavras e novamente explico que usei isso para representar atitude, assim como fui desrespeitoso com você Asa-solitária, aonde peço desculpas, mas estava cobrando sua posição. - Ronaldo olha para Pantaneiro - Mais garras e menos palavras! Mais atitude e menos conversas, mais diretriz e menos dúvidas, que Gaia conduza seu espirito Ahroun para as melhores decisões. Que não seja mais perdido tempo com coisas que possamos resolver com a sua palavra e decisão, decida mais, precisamos sangrar a corruptora e não nossa honra.

OFF: Gasto um ponto de fúria para crinar.

avatar
Ronaldo

Mensagens : 154
Data de inscrição : 18/12/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Legado do Trovão (Hominídeo - Crinos) - Asas da Esperança / Filhos do Uirapuru

Mensagem por Luke Constantine em Sab Mar 17, 2018 8:12 pm

* Luke ouve Kiba voltar atrás dizendo que desejava se manter na liderança e que iria fazer melhor para manter a cabeça no lugar, mas a verdade é que não sabia até que ponto podia acreditar nisso. Era a segunda vez que o via perder as estribeiras no mesmo dia, sendo a primeira na frente do líder da seita e dos Presas de Prata.. ninguém mudava de uma hora para a outra. Talvez a lupina theurge pensasse a mesma coisa, pois escolhe esse momento para, com muito tato, deixar a matilha. Fosse como fosse, gerar tumulto não era seu objetivo e permanece em silencio enquanto os Garous se movimentam para chamar o Uirapuru. O passarinho chega até a Asas da Esperança parecendo cansado e começa a discorrer sobre algo na língua dos espíritos, que o Senhor das Sombras não entendia. Em respeito, mesmo não entendendo nada mas imaginando que seria apresentado, assume a forma Crinos e se transforma num grande lobisomem de pelos negros que brilhavam à luz do luar. Se surpreende quando Degan começa a falar algo sobre compromisso e libertar o pássaro, bem como sobre a importância do Uirapuru e suas memórias. Pensa consigo: *

"Pelas palavras do Wendigo, a maioria deles ainda não sabe a importância que esse totem tem para esta seita e até mesmo para a nação.."

* As coisas começam a fazer sentido quando o Uirapuru começa a falar na língua Garou, já que nenhum dos demais parecia preocupado em traduzir suas palavras aos irmãos que não possuíam esse conhecimento. O pássaro estava profundamente abalado pelas atitudes da matilha, que envolviam uma série de crimes contra a honra, alguns deles especialmente graves, como a cópula entre garous da mesma matilha. Luke tenta permanecer reverente e sério, demonstrando respeito, até que o alfa resolve que seria um momento oportuno para comunicar sua intenção de abandonar o Falcão em prol do Rato. O Senhor das Sombras fica atônito com a noticia, aqueles que se julgavam "realeza" não se encaixavam entre os Páreas com facilidade, ainda assim o Valentine parecia buscar avidamente por isso. *

"O que diabos esse Valentine está pensando?!"

* Não tinha a resposta para tamanha surpresa mas é exatamente nesse instante que as coisas realmente vão pro bueiro. O Uirapuru, ofendido como obviamente ficaria com tal abandono de um Garou que figurava na liderança, decide deixar a matilha por bem. O Filho de Gaia imediatamente diz que partiria com o passaro, o Wendigo e a Fianna seguem o mesmo caminho. A matilha estava rachada, não sem razão, e Legado-do-Trovão pensa na merda em que estava metido. Tinha vindo até ali com planos de se juntar ao Uirapuru e fortalece-lo para que pudessem ter alguma chance no apocalipse, mas se via preso num mar de conflitos que faziam o pássaro desejar o abandono. Não poderia permitir que esse legado se desvanecesse e, em seu amago, conhecia a grande vontade de seguir os caminhos do pássaro. O totem de honra parecia conhecer o desejo de seu coração mesmo sem o ter conhecido formalmente, dizendo que o aceitava como integrante de sua matilha antes que pudesse se pronunciar e Luke abaixa a cabeça em respeito enquanto pensa: * 

"Eu não lhe desapontarei, honrado Uirapuru"

* Então estava feito, seu destino parecia mais claro agora e o Senhor das Sombras sabia o que precisava fazer. Após Pantaneiro se posicionar pela liderança da matilha e Kiba renunciar, se aproxima daqueles que seguiriam o Uirapuru e os olha um por um antes de dizer: *

- Eu conheço a importância desse totem, soube do que ele é capaz de fazer pela grande mãe no fim dos dias e vim até aqui para fortalece-lo ao máximo de minhas capacidades. Correrei com vocês em honra ao Uirapuru.

* Fixa seus olhos em Degan, aquele que parecia saber mais sobre a história do pássaro, e acena sua grande cabeça em Crinos demonstrando irmandade. Repete o gesto para o lupino dos Filhos de Gaia e para Grace, demonstrando o mesmo respeito. Em seguida ouve o discurso inflado de Ronaldo, que tencionava dar animo aos que ficavam. Aquele assunto não lhe dizia respeito e, portanto, se abstêm. Se volta para Pantaneiro e lhe diz: *

- O que o Wendigo fala sobre a divisão das tarefas é justo, nossos caminhos se separam mas não pelo ódio. Também me prontifico a falar com Garras-do-Trovão para oferecer os préstimos da nova matilha que se formará na empreitada ao Reino-de-Fogo, em que a Asas-da-Esperança correrá junto com a Olhos-da-Tempestade. 

* Olha para aqueles que seguiriam com o passarinho, sabendo que a honra não permitiria que eles fossem contrários à ideia. Em seguida aproxima-se de Pantaneiro e lhe oferece um aperto de mãos: *

- Assim como antes, da ultima vez em que me despedi, faço votos para que você seja bem sucedido em sua nova jornada, agora na liderança. Se despede de Derek, Ronaldo e Kiba com um aceno de cabeça e os diz também: * - Estendo à vocês o mesmo desejo de sucesso.

* Estava sendo sincero, esperava que Pantaneiro pudesse retribuir o gesto. Depois disso se junta aos que partiriam para concluir: *

- O Uirapuru nos aguarda, é hora de seguirmos para encontra-lo.
avatar
Luke Constantine

Mensagens : 420
Data de inscrição : 28/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Grace(Crinos) - Todos

Mensagem por Grace Tavares Conney em Sab Mar 17, 2018 10:06 pm

Grace é aceita pelo Uirapuru, e isso seria um motivo de alegria e alívio se a situação não fosse tão desoladora. Lágrimas ainda descem pelo semblante da Garou e ouve Kiba renunciar ao posto de Alpha e reforçar sua decisão de se juntar aos Roedores de Ossos.
"Por que, meu amor? Por quê?"

Se apressa em enxugar o rosto e erguê-lo de uma maneira estoica após as palavras de Olhos de Gaia. 
- Eu vou chamá-la. Assim que terminarmos de falar com o Uirapuru. 

Torcia pelo sucesso de seu irmão Pantaneiro no comando da Matilha, mas nada poderia convencê-la nesse momento que ele, ou qualquer outro dos que ficavam, seriam um alpha melhor que Kiba. Deganawida fala sobre a divisão das missões, o que Grace concorda completamente.
- Sim, podemos ficar com essas missões, vocês com outras, e as maiores, resolvemos em conjunto.
Olha para Kiba quando ele diz que não tinha ressentimentos, e mais uma vez os olhos da Fianna ficam carregados, mas ela os limpa antes que chore mais uma vez. 

Ronaldo finalmente parecia começar a falar com mais responsabilidade, o que ganha um ar de aprovaçao de Grace, mas quando ele insiste em sua expressão infeliz, ela franze os olhos para ele, falando seriamente. 
- Menos palavras e mais garras, não. Grito de Guerra. Não insista no seu erro. Palavras importam. Palavras são a diferença entre conter uma briga ou fazê-la explodir. Palavras são a diferença entre um plano de ação ser bem sucedido ou ser fracassado. Palavras, no momento certo, são a diferença entre a vida ou a morte. Muitas garras é poucas palavras é ação cega e irrefletda. Reflita sobre isso, como vêm refletido conforme posso perceber pela sua bem vinda mudança de postura. Reconheça o valor das palavras, Grito de Guerra, ou sugiro que troque de Augúrio.   
Não era um bom momento para dar um sermão, mas aquilo não podia passar batido. 

A Fianna, que não havia esperado que Uirapuru acolhesse Luke tão rapidamente, se surpreende ainda mais que ele já soubesse o papel do Totem no Apocalipse. Se era decisão do Uirapuru, que o Senhor das Sombras se mostrasse digno da confiança do Totem, mas ainda tinha motivos para desconfiar dele. 

Quando ele fala da missão ao Reino de Fogo, ela comenta.
- Havíamos nos comprometido em ir ao Reino Cibernético... - lança um olhar para Kiba, Pantaneiro, Derek e Ronaldo, se perguntando se eles tinham condições de seguir numa empreitada tão perigosa sozinhos - a missão ao Reino de Fogo certamente é honrada, mas a do Reino Cibernético não deixa de ser nossa responsabilidade. 

Lança o questionamento, agora recomposta, buscando com o olhar a direção do Templo da Justiça.
avatar
Grace Tavares Conney

Mensagens : 484
Data de inscrição : 26/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Montanhas do Caern

Mensagem por Ronaldo em Sab Mar 17, 2018 11:25 pm

Ronaldo olha para Grace rapidamente, o jovem já estava se sentindo menos culpado e começava novamente a ter sua personalidade em equilíbrio o que significava que falaria com paixão, não querendo dizer que estava certo, o fazendo comentar e responder de forma impulsiva:

-Cordas Trêmulas, novamente você me interpreta mal, para nós galliards, as palavras devem ser cuidadosamente faladas e cuidadosamente interpretadas. Novamente eu te corrijirei sobre a minha comparação em que garras denotam atitudes, e outra coisa - Nesse momento Ronaldo coloca para fora o que estava engasgado, falando de forma rígida, mesmo com sua voz extremamente irritante - Em momento algum te disse para renunciar e trocar de tribo, olhe o seu ventre e veja a geração de um impuro! Nós fiannas como você bem sabe, somos completamente contrários a essa quebra da litania e você muito bem sabe como e o que pensamos de impuros, a mácula da wyrm sobre nós garous, esse é também um dos motivos para que Uirapuru nos abandone, se tem alguém que não deveria seguir o Uirapuru, esse alguém também é você. Reconheça o valor dos seus atos e veja o que suas ações trouxeram de consequências, se quer mesmo me sugerir troca de augúrio, sugiro que pense em como um Fianna está gerando um filhote impuro, um impuro perfeito e por nossa tribo, pense em abandonar no nome Fianna! Enxugue as lágrimas e saiba como fiannas pensam sobre seus atos e feitos e que outros fiannas também iriam sugerir a sua renúncia de tribo, pela gravidade de gerar o impuro perfeito. Como fianna, galliard, continuarei recitando minhas palavras para que o líder tome mais decisões e se porte como um verdadeiro alfa e não hesite ou abandone seu posto. Se você quer se levar pela paixão e justificar a falta de decisão do pai do seu filhote que está gerando, escolha sua, mas não troque o sentido das minhas palavras que explicarei agora de uma vez por todas o meu intuito e sem estar emocionado, racionalmente. Mas por favor, não sugira mais troca de augúrio, muito menos quando não conseguir interpretar meu intuito e palavras, já é a segunda vez que você faz isso, não tolerarei uma terceira vez e muito menos agora que deixara a Asas da esperança e vai correr com outra matilha.


Ronaldo, olha para suas próprias garras e continua a falar:

-Vocês ainda não entenderam que Muitas garras e poucas palavras, são uma observação em atitudes que um líder deve tomar, então saibam de uma vez por todas os significados das minhas palavras, afinal, a falta de atitudes da liderança foi refletida em abandono do seu posto e de sua tribo. - Ronaldo olha para KIba e fala diretamente para o mesmo - Deixemos de lado esse papo mole e vamos tomar decisões rápidas para nossos deveres! Não podemos perder tempo, olha o quanto perdemos tempo aqui ao ponto de perder um Totem!? - Ronaldo olha para Grace - E não, você não está correta em sugerir minha troca de augúrio se não consegue entender que garras no contexto são atitudes, interpretar textos e linguagem para sim poder ter uma conclusão, creio que como Galliard também está falhando, muito menos pode inclusive tentar me dar um alerta nesse momento crítico, afinal estou com palavras dizendo que devemos fazer mais, falar menos, perdemos dois membros de matilhas, Hellena sua protetora e a Garra vermelha por excesso de palavras e menos atitudes, Hellena foi-se embora por problemas de comunicação e é o que está tendo aqui hoje.

Ronaldo, dá dois passos perante a matilha, seu semblante era sério e fechado, na favela e na vida humana, Ronaldo tinha problemas com quem abandonava sua comunidade, seus parças, com quem não permanecia ao lado, mesmo nas piores dores. Via os que estavam saindo da matilha como covardes, não queria mais a presença de seus "antigos" membros, por os consideras covardes de darem as costas a irmãos.

-Então, vamos a tradução das palavras, já que temos um problema enorme de comunicação aqui que nem mesmo Galliards estão se entendendo. Primeiramente, desejo boa sorte a nova matilha e que Uirapuru se orgulhe de seus membros, mas sinceramente, não me interessa mais os seus feitos, tenho uma matilha para cuidar e irmãos de verdade, que ao meu ver, matilha é uma família, se um totem nos abandona, permaneceremos juntos, já que vocês querem partir, desejo apenas boa sorte e que se vão, que tenham sucesso, honra, glória e sabedoria em suas corridas, mas vão embora, que permaneçam aqueles que realmente são parte da Asa da Esperança.


Ronaldo olha para Pantaneiro e diz de forma dura.

-Quer meu respeito irmão Fianna? Decida! Seja firme e nunca nos abandone quando mais precisarmos de você, quando eu falhar, quando meus irmãos falharem, seja duro quando eu precisar - Ronaldo aponta para a própria cicatriz - E me dê a mão quando eu necessitar - Ronaldo estende o braço - Mas honre a sua posição de alpha, fianna e ahroun. Se tu abandonar seu posto e hesitar em fraqueza, terá pra sempre o meu desprezo, pois agora como o único galliard da matilha, quero cantar seus feitos como líder e como você provou ser digno em combate, sábio em decisões e honrado em atitudes.

Ronaldo já falava em tom de fim, perante aos outros membros da matilha, ele mantinha a posição de resolver logo as cosias e olha agora novamente para sua matilha e seus ex-membros:

-Sobre as missões, não percamos tempo com isso. Mais garras e menos palavras!!! - Ronaldo mostra suas garras e volta a falar novamente sua frase, esperando que eles tenham entendido de uma vez por todas que Ronaldo cobrava atitudes e não batalhas - Essa é atribuição do nosso alfa, pantaneiro decidir e conversar com o futuro alfa de vocês, dividir as tarefas, não deve entrar em diálogo aberto entre as duas matilhas que obviamente tem sérios problemas de comunicação e entendimento, o alfa tem que escolher a responsabilidade que sua matilha pode aguentar e lutar e é isso que eu espero da nova liderança de Pantaneiro, que ele seja sábio ao escolher nosso destino, e dividir as responsabilidades com o futuro alfa de vocês. Mais atitudes e decisões Pantaneiro, é o que espero da sua liderança, mais garras e menos palavras


Ronaldo termina fitando Pantaneiro nos olhos e esperando uma resposta.
avatar
Ronaldo

Mensagens : 154
Data de inscrição : 18/12/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kiba Valentine (Hominídeo) - Asas da Esperança / Asas da Esperança 2

Mensagem por Kiba Valentine em Dom Mar 18, 2018 12:40 am

Kiba ouvia sem grandes expressões o discurso de Ronaldo. Também concordava que Spybot fosse Beta, mas aquilo era algo que Pantaneiro já deveria fazer. O Roedor de Ossos não tinha interesse nenhum em ter cargos na matilha, principalmente porque aquilo só lhe faria perder tempo e se preocupar com coisas que não lhe diziam mais respeito.

A mão do Galliard em seu ombro lhe tira dos pensamentos mais uma vez. Os comentários dele somados aquela voz irritante lhe deixam levemente irritado, mas Kiba prefere não criar mais caso com aquilo. O que estava feito estava feito e era o melhor. Afinal de contas tudo aquilo valia a pena se fosse para salvar o Uirapuru.

Kiba acena para Luke quando este lhe dirige um gesto e quando olha na direção dos demais pode notar os olhos marejados de Grace. Aquilo faz seu coração doer.

Grace e Ronaldo começam uma discussão e as palavras do Galliard de sua matilha lhe fazem ferver o sangue mais uma vez. O Fianna realmente achava que tinha algum direito de cuspir na cara dele? O Ahroun escuta toda aquela ladainha e ri, um riso sarcástico, e diz em seguida:

- Realmente... Eu sou um fudido mesmo. Realmente eu fui um fraco como Alfa velho. Tinha que ter te expulsado da matilha quando tive a chance, mas adivinha só? Eu não o fiz... Erros acontecem o tempo todo e o pior de todos é quando um pau no cu com uma voz escrota pra caralho resolve ficar me usando de saco de pancada.

Kiba retribui a mão no ombro de Ronaldo, mas o olhar de sarcasmo continuava em seu rosto:

- Mas já que me deu um conselho irmãozão, vou te dar um. Cala a boca e foque em não virar filhote, porque nessa merda você tá mais atolado do que eu. Grace tá gravida de um Impuro, mas já recebeu a redenção da Tribo inteira, enquanto você... E tem mais... Eu posso ser seu irmão de matilha, mas se falar mal de Grace mais uma vez na minha frente eu vou enfiar a mão na sua cara, com todo respeito, é claro.

O Ahroun tira a mão do ombro de Ronaldo e se afastando diz:

- E Grace, Degan, Luke... Com todo respeito. Podem deixar que a gente se entende entre nós. Vocês também tem uma matilha pra reorganizar. Não gastem mais saliva...
avatar
Kiba Valentine

Mensagens : 529
Data de inscrição : 26/06/2017
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Montanhas do Caern

Mensagem por Ronaldo em Dom Mar 18, 2018 12:54 am

Ronaldo olha para Kiba e fala vom a voz irritante mais uma vez:

-falo de quem eu quero e como quero alfa caído! Se a fianna que gera um impuro continuar falando sobre renúncia, não vou me calar, vocês carregam a vergonha de terem gerado um impuro e não tem moral para nada também! E realmente poderia ter feito qualquer coisa, mas esse foi seu erro, não fazer nada! Sua unica ação de hoje foi apenas renunciar tribo e posição. Interprete como quiser ahroun, mas não tenho medo de você e mais uma ameaça dessas, eu vou ensinar pra que serve isso! Com todo respeito...


Ronaldo estava ficando puto e mostra as suas garras, lembrou das palavras da portadora e pensou: chega! Não serei humilhado.
avatar
Ronaldo

Mensagens : 154
Data de inscrição : 18/12/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Montanhas do Caern

Mensagem por Luke Constantine em Dom Mar 18, 2018 1:10 am

* Luke havia clamado para partirem de encontro ao Uirapuru mas, ao invés de ser atendido, vê Grace refutar o discurso do outro Fianna Galliard. A reprimenda parecera um desperdício aos olhos do Senhor das Sombras, que se limita a respirar mais pesadamente. Entendia que os laços eram profundos entre aqueles que partiriam e os que ficariam, mas agora não lhes cabia mais intrometerem-se nos assuntos da Asas-da-Esperança. Antes que Pantaneiro pudesse se manifestar Ronaldo toma a palavra e faz um outro longo discurso, dessa vez num tom bastante mais agressivo que o anterior. Além de muitas palavras para explicar o jargão das "Garras vs. Palavras", ofensas diretas são feitas sobre a gestação do impuro perfeito e Legado-do-Trovão reflete: *

"Os Fiannas não se entendem nem entre suas próprias fileiras.. não é a toa que perderam a liderança da Seita e estão tão baixos quanto Roedores de Ossos na opinião pública."

* Kiba é quem segue em defesa da mãe de seu filho e ameaça afundar de vez a cara do Ronaldo se faltasse ao respeito novamente, o clima estava ficando pesado. Luke aprovava a atitude mas não sabia se aquilo seria o bastante para encerrar o assunto. Não queria permitir o inicio de uma discussão interminável que atrasasse se eu encontro com Uirapuru e, portanto, vira-se para Grace, dizendo em tom calmo por mais que a língua Garou soasse carregada: *

- Ignore-o, ele deseja se provar. Sei que suas intenções eram boas, mas deixe-os resolverem seus próprios problemas. É melhor assim.

* O Galliard filho do Cervo replica Kiba com mais uma série de ofensas, nitidamente incapaz de conter a língua agora que via suas amarras serem libertas. Aquilo com certeza significaria problemas, Kiba era estourado demais para se conter e Ronaldo parecia igualmente ensandecido. Se Pantaneiro não pusesse ordem na casa em seu primeiro momento na gestão, provavelmente não o faria mais. Encara Ronaldo fixamente com seus olhos amarelados, imaginando se teria de intervir. Luke era maior que a maioria dos Garous mesmo em hominídeo, em Crinos parecia ainda mais monstruoso e havia uma aura predatória que o circundava (marca do predador). Ignora o Galliard e se volta para Pantaneiro, dizendo sério: *

- Controle o impeto do seu Galliard. Não vou me meter nos assuntos de vocês, mas da próxima vez que nos encontrarmos será como matilhas distintas e ofensas desse nível não serão toleradas. Não precisamos de problemas diplomáticos, principalmente não agora.

* Então acena com a cabeça em sinal de despedida e fala para Degan, Grace e Olhos-de-Gaia: *

- Vamos, temos nossos próprios assuntos para tocar e isso não vai demorar pra sair do controle. Falamos com o Pantaneiro no momento oportuno.

* E sem mais, começa a caminhar para a trilha esperando que seus novos irmãos o acompanhassem. Sabia perfeitamente bem que aquilo que estavam presenciando era uma bomba prestes a explodir, que não explodisse na cara daqueles que tinham afazeres mais importantes do que assistir o orgulho desvairado de um filhote. *
avatar
Luke Constantine

Mensagens : 420
Data de inscrição : 28/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Grace(Crinos) - Todos

Mensagem por Grace Tavares Conney em Dom Mar 18, 2018 1:46 am

Grace arregala os olhos chocada. Sabia que vários Garous tinham as piores opiniões a seu respeito, mas jamais esperaria isso de um irmão de Tribo, ainda mais um que não tinha a menor moral para julgar seus erros. Se perguntava como aquele estúpido conseguira ter virado Cliath, sem ter o menor respeito por ninguém, nem a compreensão devida de seu papel de Augúrio. 

Controla-se para não responder com violência, enquanto sua Fúria pulsa por seus músculos. Fecha o punho em Crinos, os olhos e respira fundo. 

A voz de Kiba soa suave em seus ouvidos. A voz que ela gostava tanto, que um dia havia sido deformada pela punição do Chacal que agora tornava a de Ronaldo tão horrorosa quanto suas palavras. 
A fala de Kiba aquece seu coração, e por um momento Grace se deleita com esse sentimento, no outro se recrimina por ele. Luke também intervém, com o desprezo que Ronaldo merecia, e apesar de ver sentido no conselho dele, preferia agir de outra forma.

Mais calma, ela reabre os olhos e encara Ronaldo.
- Sim, Grito de Guerra, eu gerei uma Impura. Por isso eu fui julgada, punida e estou cumprindo o que foi determinado pelos meus juízes. Aprendi com minhas punições e espero que você também aprenda com as suas. Estou tentando corrigir meus caminhos e sugiro que você faça o mesmo. 

Vira-se e começa a descer a montanha. Não ia gastar mais de sua atenção e de suas palavras com quem não merecia.
avatar
Grace Tavares Conney

Mensagens : 484
Data de inscrição : 26/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue-dos-Quatro-Ventos (crinos) - Asas da Esperança/Bonde do Uirapuru

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em Dom Mar 18, 2018 3:29 am

Deganawida havia falado bastante sobre a divisão de tarefas, e ainda não havia ouvido resposta... Mas enfim, de qualquer maneira ele terá de retornar para falar com o Meia-Lua... Então em princípio essa seria sua deixa. 

Mas então, para sua surpresa, os Garou ali presentes começam a discutir. De novo. 

Cordas-Trêmulas havia corrigido Grito-de-Guerra. Embora aquele filhote se mostrasse lamentável, por insistir nos próprios erros, tendo sido repreendido por dois juízes, ele fazia de novo. 

Pelo menos, dessa vez eu já realizei a punição...

Ele escuta Asa-Solitária entrar na briga, a troca de impropérios, e Grace se retira, ao passo que o Senhor das Sombras tenta "apaziguar" a situação falando diretamente com Pantaneiro. 

No fim das contas, o Wendigo acha válido relembrar a situação e se volta para Pantaneiro:

" - Asa-Solitária tem razão, Cordas-Trêmulas não está mais responsável por Grito-de-Guerra, essa responsabilidade agora é, em maior grau, sua, como irmão de tribo e alfa. E a você eu o confio. Mas lembrem-se: Mesmo com minha saída, minhas punições PERMANECEM válidas. E é por isso que eu gostaria de conversar com o Meia Lua que vier até a matilha de vocês mais tarde, como fizeram comigo quando você veio."

Ele então olha para Ronaldo com curiosidade. 

Você vai sentir um arder em sua cabeça em 3, 2...

" - Quanto a Grito-de-Guerra... Já se esqueceu da Coroa de Ferro? Você NÃO pode faltar com o respeito, se desviando do caminho do Lua Gibosa ou causar desunião em sua Matilha. Falhe com a Coroa por 4 vezes ou mais, e Pantaneiro irá buscar o Mestre de Rituais da Seita para que você sofra o Ritual Satírico."

O Ritual Satírico é grave. Ele vai marcar a história deste Garou em todas as nossa tradições, e muitos dizem sentir a dor do ritual na pele...

Degan se despede de sua antiga Matilha, com um sinal respeitoso a todos ali e parte para o Templo da Coroa de Fogo.

OFF: Segue no Templo da Coroa de Fogo.


Última edição por Deganawida "Degan" Oneida em Dom Mar 18, 2018 3:53 am, editado 1 vez(es)
avatar
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 389
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Grito-de-Guerra

Mensagem por NarraDiva em Dom Mar 18, 2018 3:41 am

Diante das palavras de Ronaldo, a Coroa de Ferro brilha por uma, duas vezes. Por duas vezes a Coroa aperta mais a cabeça do Galliard causando a maior dor que o Lua Gibosa já sofrera na vida. Uma dor tão dilacerante que Ronaldo era INCAPAZ de emitir qualquer som que não fosse ou gemido de dor ou pedido de clemência.


Like a Star @ heaven Grito-de-Guerra tomou DOIS níveis de dano agravado não-passível de absorção. Grito-de-Guerra  ganhou 2 pontos de Fúria pelo dano e precisa testar sua Fúria temporária (7) com dificuldade 6 para ver se entra ou não em Frenesi.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3220
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Legado do Trovão (Crinos) - Filhos do Uirapuru

Mensagem por Luke Constantine em Dom Mar 18, 2018 4:10 am

* Grace não havia seguido seu conselho ao pé da letra mas respondeu as provocações com classe, o que era o bastante. Degan se alonga um pouco mais, reforçando alguns pontos que envolviam também a punição do Galliard desvairado. As palavras do Philodox permitem que Luke entenda melhor o motivo daquela coroa que Ronaldo usava na cabeça e a conclusão é inevitável: *

"Esse aí não vai ver a lua nascer no céu muitas outras vezes.."

* Pragmático, acena a cabeça em apoio quando Grace passa por ele e diz: *

- Você fez bem. Mantenha a cabeça erguida, teremos um novo começo.

* Com a Fianna fora do conflito sabia que os demais também seguiriam caminho, o que Degan faz logo em seguida. Luke aguarda mais um instante no inicio da trilha para se certificar de que o lobo não seria afetado pela confusão que estava se formando e então segue também o seu caminho. *

OFF: Continua no Templo da Coroa de Fogo.
avatar
Luke Constantine

Mensagens : 420
Data de inscrição : 28/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kiba Valentine (Hominídeo) - Matilha Sem Nome

Mensagem por Kiba Valentine em Dom Mar 18, 2018 9:19 am

Kiba se irrita com as palavras ditas por Ronaldo, mas aquela irritação dura pouco, pois Degan lhe lembra qual foi uma das ordens dadas a Coroa de Ferro.

Enquanto o fetiche aperta a cabeça de Ronaldo o Roedor de Ossos leva a mão ao rosto e massageia os olhos com a ponta dos dedos enquanto da outra risada sarcástica.

- Na moral irmãozão... Cala a porra da boca... Você vacila demais quando abre ela. Ai daqui a pouco essa coroa ai vai explodir sua cabeça e tu vai parar em Malfeas porque quando formos te enterrar eu vou estar querendo que tu tenha trinta centímetros de pica enfiados no seu rabo. Ai depois a culpa vai ser minha ainda por cima.

- Então para de falar... Na boa mesmo. E se quiser a gente resolve isso tudo quando tivermos um Juiz na matilha.


Kiba estava puto, mas não a ponto de querer ver Ronaldo morrer. Esperava de verdade que aquela coroa acabasse colocando os neurônios dele de volta para o lugar, mas agora esperava que Pantaneiro tomasse as rédeas da situação para que pudessem voltar a caminhar.
avatar
Kiba Valentine

Mensagens : 529
Data de inscrição : 26/06/2017
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Matilha Asas da Esperança

Mensagem por NarraDiva em Dom Mar 18, 2018 11:50 am

Enquanto a matilha discutia entre si, e com aqueles que já fizeram parte de si, o mesmo Urso, que outrora havia visitado  o local da reunião volta, mas não rosna para a nova matilha que fica, apenas pega algumas frutas e fica confortavelmente comendo mangas embaixo de uma árvore, observando a matilha que se formava...

Like a Star @ heaven Os que ficam serão tratados como sendo a Asas da Esperança, donos do território e das missões, até que um novo nome seja decidido. As missões e o território serão divididos somente após a liderança da Seita ser comunicada da divisão da matilha.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3220
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pantaneiro ( hominideo) - Ronaldo / Kiba / Derek / Todos que saíram.

Mensagem por Yorick MacAlister em Dom Mar 18, 2018 11:53 am

Derek se posiciona a seu favor pedindo a renuncia de Kiba e por motivos óbvios. Suas palavras eram fortes e contundentes. Pantaneiro já tinha em mente o porque de Derek ter sido escolhido Beta uma vez na Olhos da Tempestade e agora tinha a mesma coisa como objetivo e o motivo era claro: o Ragabash sabia jogar a verdade na cara quando precisava como ninguém. Pulso firme como aquele eram pra poucos. É então que como esperado, Kiba renuncia e ninguém se opõe fazendo Pantaneiro o novo Alpha daquela matilha. Quando Kiba pede para quando terminarem liberar o Garou para cumprir suas tarefas, Pantaneiro acena positivamente com a cabeça fazendo um sinal para aguardar um pouco.

Não teve tempo de falar e nem precisou. Derek havia tirado as palavras de sua boca quando pedia a todos deixarem todos os problemas para trás e iniciarem um novo caminho com um novo nome, novo totem e novos rumos. Aquilo se fazia realmente necessário. Kiba concorda, Ronaldo também e aquilo era bom. Estavam um unidos à um propósito de prosperarem.

Sua atenção é puxada com as palavras de Degan falando sobre as punições e como seria a divisão das tarefas que eram da Asas da Esperança. Nota também Luke responder lhe desejando sucesso. Quando ia responder, para sua surpresa, Grace dá uma resposta em Ronaldo e tudo começa outra vez.

"Puta que pariu... Vai ser foda se continuar desse jeito..."

E então Ronaldo responde provocando, Kiba responde com ódio, Ronaldo dá a tréplica da provocação e Pantaneiro tava se fodendo para quem tinha razão ou não. Queria adiantar as coisas, mas desse jeito era impossível se a todo momento fizessem uma briga interna. Por final Luke lhe cobra como se fosse o Alpha de alguma matilha que não existia e Pantaneiro lhe dirigi o olhar para ele. Havia recebido de bom grado seu desejo de sucesso na nova caminhada, mas talvez existisse uma coroa na cabeça de Luke à ponto de achar que poderia sair cobrando coisas fora da sua alçada. Não seria um Ronaldo da vida, mas respondeu primeramente à Luke:

- Faz bem em não se meter nos nossos assuntos, Luke. Nossos problemas, são nossos problemas. O de cêis, é o do cêis a partir de agora. É melhor assim para todos. Se um dia acontecer de chegar nesse ponto que te preocupa, aja como acha que deva agir, mas não me ameace. De onde eu venho, isso não é legal, xômano. Eu também lhe desejo sucesso em sua caminhada e que Gaia esteja com o cêis. Boa sorte e nos vemos no torneio!


Pantaneiro sorri. Sentia que Luke queria fazer o bem selando a paz entre eles, até entendia isso e valorizava deixando um pouco das rusgas no passado, porém parecia o Senhor das Sombras tinha se esquecido que não é mais Alpha de porra nenhuma para falar com tanta autoridade quanto aquela. Em todo caso, já tinha problemas demais e então se volta agora para Degan:

- Degan, sobre o território, nóis vamo se manter no Sítio, até porque nóis já tava lá e porque tem algo estranho por lá e eu mesmo verificarei nossa segurança. Meu apoio cê sempre terá independente se ficarem na Zona Oeste ou não. A aliança com as outras matilhas será mantida tamém. Não faz sentido quebrar essa Aliança se o propósito comum é para o bem de todos. Quanto às missões de responsabilidade da matilha é justo nóis dividirmos as demandas, até porque não somos mais uma matilha só, mas faremos isso na frente do líder da Seita e na reunião de líderes quando formos anunciar a divisão da matilha, ok?


Completa para o Juíz:

- Quanto às punições ela continuam e tem o mesmo vigor, não temos nenhum juíz por agora, mais logo teremos e realmente será necessário que o cê passe para ele todas as punições já dadas para que elas sejam cumpridas. Agradeço sua ajuda e logo mais nosso novo philodox te procurará. Também não tenho mágoas ou orgulho pessoal e também desejo boa sorte em sua jornada, Sangue-dos-Quatro-Ventos.


Volta então seus olhos para Olhos-de-Gaia, Grace, Luke e Degan.

- Que Gaia estejam com o cêis sempre e independentemente se nossos caminhos vão ser diferente, nossa luta é uma só. Boa sorte à todos o cêis e se precisarem, sabem onde me encontrar.


Logo já vê seus irmãos que haviam decidido sair da Asas da Esperança procurarem seus caminhos. Volta-se imediatamente para Kiba e Ronaldo, agora por colocar em ordem a pequena matilha que tinha em suas mãos. Algo tinha que ser feito para que aquelas brigas internas acabassem. Um tom firme e sério diz para Kiba e Ronaldo.

- Já chega vocês dois! Se controlem, caralho! Cêis acabaram de escutar o que nosso Ragabash falou sobre deixar o passado para trás, confirmaram que teríamos um futuro diferente e é assim que agem?! Até quando essa palhaçada?! Tão parecendo como duas crianças! Acabamos de dilacerar uma matilha por causas dos mesmos motivos e isso tem que acabar aqui e agora! Ajam com respeito e ajam de acordo com as próprias palavras! Não querem uma matilha melhor? Isso também tem que começar por vocês, porra!


Firma os olhos nos dois. Primeiro passando em Kiba e depois em Ronaldo que nota sua coroa brilhar por duas vezes em sua cabeça. Nunca havia visto aquilo antes, mas sabia que a punição de Ronaldo já estava dando resultados. Pantaneiro aguarda para ver a reação do Galliard até que tivesse certeza de que poderia continuar. Tinha muito coisa a ser discutida, nome da matilha, novo totem.

"Esses problemas tem que acabar, e se for do meu jeito, vai doer para todos e isso não é bom..."
Em um relance de olhar, nota o mesmo urso se aproximar e este parando perto das frutas em paz e amigável. Pantaneiro fica refletindo naquilo e quão poderoso poderia ser o urso.

"O urso..."
avatar
Yorick MacAlister

Mensagens : 633
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kiba Valentine (Hominídeo) - Asas da Esperança

Mensagem por Kiba Valentine em Dom Mar 18, 2018 12:17 pm

Quando chama a atenção dos dois Kiba da dois passos para trás e ergue as mãos como quem diz “eu me rendo”, mas o semblante do Roedor de Ossos estava sereno e com um sorriso de canto de boca.

Já esperava o esporro de Pantaneiro e não pretendia contesta-lo. O Ahroun então cruza os braços e espera que o novo Alfa puxasse os assuntos de nome, totem e demais, mas enquanto isso ele nota que o mesmo urso que havia lhes visitado com a chegada de Luke havia retornado.

Kiba tinha um respeito profundo pelo animal assim como pelo espírito, visto que ele o havia recebido quando o Roedor de Ossos não tinha nada além de desonra. Não entendia exatamente o porquê daquela visita, mas parecia ser um sinal de alguma coisa.

- Pantaneiro...

Diz o Ahroun e apontando para o animal com o queixo. Sabia que o alfa havia notado também a presença do animal, mas se perguntava se estava pensando a mesma coisa que ele.
avatar
Kiba Valentine

Mensagens : 529
Data de inscrição : 26/06/2017
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Montanhas do Caern

Mensagem por Ronaldo em Dom Mar 18, 2018 12:32 pm

E aquela porra doeu.

Doeu em uma dor que nunca houvera sentido antes. Começou com um forte zunido imediato, logo para uma cor crusciante e latente. Ronaldo esquece até a discussão, as palavras de seus irmãos são aprnas ruídos distantes, a dor corroe seu corpo e sua mente. Ronaldo abaixa colocando a mão na cabeça, lagrimas de dor descem automaticamente, o coração acelera e palpita, começam as tremedeiras.o fianna olha suas mãos e vê elas tremendo novamente, começa a sentir raiva por aquilo tudo, emite barulhos de dor e ao mesmo tempo rosnando baixo e logo sente mais dor novamente.

Ronaldo vê seus irmãos falando, queria responder e falar mais, não queria deixar barato e pensava que muitos ali não tinham moral para repreende-lo, mas a dor não o deixava sequer ter movimentos voluntários, quanto mais falar e Ronaldo nem pensar conseguia, cerra os punhos, apertando a terra embaixo de si e assim não fala mais nada, a dor estava se alastrando e intensificando, e Ronaldo sentia a punição na carne, mente e espírito.

Em seu pensamento Ronaldo apenas reflete.

"Punido por pedir atitude, punido por defender meu augúrio, realmente não entendo essas punições, não são justas!"

Ronaldo se senta encostado em algum lugar esperabdo que a dor o abandonasse.
avatar
Ronaldo

Mensagens : 154
Data de inscrição : 18/12/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Montanhas do Caern

Mensagem por olhosdegaia em Dom Mar 18, 2018 1:14 pm

Forma - Lupina

Olhos de Gaia escuta novamente os macacos falando muito, Grito-de-Guerra gostava de atacar, se defendia sempre atacando, nunca defendendo seus atos, ou seja, a dor que a coroa proporcionava talvez fosse o que acabaria o levando a perdição.

Quando, finalmente, seus companheiros começam a ir ao templo, ele faz uma reverência com a cabeça para todos que ficavam, e olha primeiro para Kiba e depois para Pantaneiro, falando em Garou.

"- Asa-Solitária, foi uma honra correr ao seu lado, espero que nossos destinos nos façam nos cruzarmos de novo. Pantaneiro, você chegou como um Garou punido e duvidoso na matilha, não o vi em campo de batalha, mas suas palavras demonstram ter adotado o caminho da sabedoria, rezo pra Gaia que encontre o caminho para a Asas da Esperança. Adeus, ou até logo."




O Filho de Gaia então começa a ir em direção ao templo, seguindo seus novos companheiros.


OFF: segue no Templo da Coroa de Fogo.
avatar
olhosdegaia

Mensagens : 245
Data de inscrição : 11/09/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Montanhas do Caern

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 13 de 15 Anterior  1 ... 8 ... 12, 13, 14, 15  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum