Clareira Central

Novo Tópico   Este Tópico está bloqueado. Você não pode editar as mensagens ou responder.

Página 37 de 40 Anterior  1 ... 20 ... 36, 37, 38, 39, 40  Seguinte

Ir em baixo

Pantaneiro ( Crinos ) - Yara / Ronaldo / Fiannas

Mensagem por Yorick MacAlister em Ter Dez 26, 2017 10:20 am

Diante das palavras de sua prima, Pantaneiro abre os braços basicamente respondendo ' o que posso fazer?' e então fecha de novo. De modo simples, sem ser arrogante ou prepotente, diz:

- Bom... sei que é uma noite triste para nosso povo, Yara, mais eu tamém tô fazendo o que me mandam e se vamo fazer isso, que nóis façamo nossa parte bem feita conforme nossa tribo pede. Eles estão confiando em nós para isso.


Acena mais uma vez para sua prima esperando que ela entendesse que naquela guerra política, Pantaneiro era um mero soldado que levantava a bandeira dos Fiannas e rezava para que Gaia lhe desse uma morte rápida, caso isso acontecesse. Completou então sobre liderar o grupo:

- Enfim, não vejo muitas opções a não ser formar um trio, com você Yara, à direita e o Grito-de-Guerra à minha esquerda. Como não tenho o olho direito, cê pode me ajudar na defesa do meu flanco, sendo meu olho direito e me livrando do meu ponto cego, e eu, consequentemente, pretendo dar cobertura pros dois enquanto seguimos na caçada e consigo ter mais visão do Ronaldo à minha esquerda, se ele precisar de alguma ajuda, claro. Nóis foi designados para o combate e isso significa proteger os irmãos de tribo que estarão junto com nóis. Não se esqueçam disso.

Continuou.

- Precisamos estar unidos e nos comunicar. Um ajuda o outro e ninguém fica pra trás. Juntos nóis é mais forte e com certeza isso vai fazer a diferença se nóis se mantiver unidos. Agora uma coisa importante, Adryan falou da possibilidade de rebeldes, e se ele falou dessa possibilidade, é porque provavelmente pode ter alguns engraçadinhos atrapalhando a porra toda e isso é mais uma coisa que nóis tem que se preocupar. Quem for nos atrapalhar, vamo derrubar, nocautear, desmaiar... faça o que tiverem que fazer, mais conforme as ordens, não matem. Não vai ser fáci pegar esse Ancião, se houver rebeldes, vai ficar menos fácil ainda, mais eu tenho plena confiança de que se nóis der o nosso melhor, estaremos mais perto da possibilidade de vitória dessa caçada.


Volta então sua atenção para sua prima e o Garou recém-chegado que não havia dito nada até então:

- Cêis tem alguma sugestão? Algum dom? Alguma estratégia melhor? Se tiverem, fico feliz de acrescentarem. É como disse, a união faz a força e é baseado nela que vamo traçar nossos planos.

Realmente conhecendo a astúcia de Yara, tinha certeza que iria contribuir com algo importante, ou talvez com o conhecimento de seus dons ou algo do tipo. Precisava acreditar naquilo, porque se não realmente seria difícil concluir aquela caçada. Nunca havia corrido em um combate com nenhum dos dois e não sabia dos seus potenciais. Um bom líder conhece sua equipe e apesar do pouco tempo, era o que tentava fazer. Infelizmente, até agora, em termos de combate, todos eram desconhecidos, mas procurava dar o seu melhor como líder do grupo, sem desmerecer qualquer nova ideia de algum deles.
avatar
Yorick MacAlister

Mensagens : 663
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Arauto-da-Morte em Ter Dez 26, 2017 12:11 pm

Forma Atual - Crinos

Hadrian esconde o contentamento que lhe causa as palavras de Velho Eusébio.

*Se segura porra, tá parecendo adolescente com astro teen*

Escuta todas as palavras dos poucos irmãos de tribo, e, como jamais gostara de falhar em nada e informação nunca fora demais questiona..

“- Irmãos, ainda que não impossível, é extremamente complicado rastrear algo que nunca se viu ou cheirou, difícil calcular a distância possivelmente percorrida, ainda mais tratando-se de um ancião, então, lhes pergunto, teriam alguma foto ou descrição do mesmo? Alguma característica marcante, quanto tempo desde que o mesmo saíra do Caern, alguma direção específica, hábitos marcantes, e, acima de tudo, porque acreditamos que ele ainda se encontra nesta região?”


Tudo era uma merda de um mistério que ninguém estava disposto a comentar, porra, iriamos caçar um ancião presa de prata por algo injusto, era tudo que disseram ao Peregrino desde que lá chegaram.

*Cacete, me pedem pra procurar uma agulha envenenada num palheiro cheio de víboras, e, pra coroar a situação, tenho a estranha sensação que as palavras do velho são mais que honestas, vou errar hoje a noite independente do que eu faça, MERDA!*

OFF: Mantem sua adaga dedicada guardada em sí.
avatar
Arauto-da-Morte

Mensagens : 324
Data de inscrição : 18/12/2017
Localização : Belem

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Sussurros Solitários em Ter Dez 26, 2017 12:23 pm

Forma atual: Crinos 

O lupino então ouve a frase do Theurge mais experiente e apesar de não entender exatamente o seu significado, ele entende que ele está comparando-o a um cachorro e isso o enche de fúria.

*Quem esse macaco idiota pensa que é? Em breve eu vou dar um jeito de acabar com essa pose dele!*

O lupino apenas rosna, mas decide não responder para não colocar em risco a seriedade das tarefas a sua frente. 

OFF GAME: Ganho 1 ponto de fúria pela ofensa.
avatar
Sussurros Solitários

Mensagens : 597
Data de inscrição : 04/07/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ronaldo ( CRINOS ) - PANTANEIRO / YARA / FIANNAS

Mensagem por Ronaldo em Ter Dez 26, 2017 2:08 pm

Ronaldo estava quieto e calado, atencioso a tua que estava a sua volta e certamente dentro do seu peito crescia um ímpeto imenso.

Ainda meio tímido olha para Pantaneiro e diz:
-Sou Grito-de-Guerra irmão, Fianna Cliath e Galliard, uma pena nos conhecermos assim. MAs vamos ter tempo para tomar umas.

Ronaldo prestara atenção nas palavras de Pantaneiro e fala:
- Eu aceito a sua sugestão, você está mais habituado a esse tipo de embate, então estou com você. Concordo em não nos separarmos, afinal como unidade conseguimos nos manter mais atenciosos.


Como bom Galliard Ronaldo exclama:
-esta noite como nossa irmã ressalta é uma noite triste, mas olhando de uma outra forma, vamos com entusiasmo tirar proveito e fazer com que o nome Fianna seja reverenciado mais uma vez!!! Vamos nos unir e fazer a diferença, vamos nos unir e seguir as tradições de nosso povo e vamos com sangue nos olhos caçar e não deixar que nenhuma presa escape!

-Hoje será a noite que teremos grandiosos feitos, amanha o dia que cantaremos sobre eles!

Grito-de-Guerra brada aos seus companheiros e se sente motivado.
avatar
Ronaldo

Mensagens : 154
Data de inscrição : 18/12/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tribo dos Andarilhos do Asfalto - Spybot | Skullhead

Mensagem por NarraDiva em Ter Dez 26, 2017 2:30 pm

Os relatos de Skullhead eram preocupantes. O líder dos Andarilhos do Asfalto comenta com o Theurge:

'- Isso é muito preocupante. Devemos redobrar nossa atenção. Crias de Fenris devem ser vistos essa noite como inimigos e caçados implacavelmente. Theurges da conjuração, foquem em algo que atrapalhe os Crias de Fenris. Quero um predador na cola daqueles que se acham o topo da cadeia alimentar.'

Logo em seguida vem a surpresa com as palavras do Ragabash. Não acredita no que ouvia, ainda mais vindo de um membro de seu campo, de quem esperava uma visão maior do todo. Sem hesitar, responde:

'- Aqui não é a hora de debater política, Spybot. Um bom Ragabash sabe usar do dom do Silêncio. Tudo que precisa saber para cumprir com suas funções é que não existe apoio irrestrito, que existem muito mais coisas envolvidas, que o diabo não é tão feio quanto se pinta e nem tão belo quanto se acha e que, qualquer dúvida, me procure ao longo do dia em minha sala que terei prazer em conversar sobre política e relações intertribais no local e momento mais apropriado.'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3345
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Legado do Trovão (Crinos)

Mensagem por Luke Constantine em Ter Dez 26, 2017 2:51 pm

* Luke recebe uma patada de seu lider tribal após lhe confidenciar sobre a rebelião, aquilo estava se tornando um hábito detestável. No entanto, analisando a reação friamente, pensa que talvez aquele fosse o modo que Sombra-da-Justiça havia encontrado para não ter que tomar as providencias que um Philodox teria que tomar em casos como aquele. Ao desqualificar sua abordagem talvez ele tivesse criando a justificativa para deixar o assunto se dissipar no ar, ou talvez estivesse apenas sendo escroto mesmo.. mas se tratando de Senhores das Sombras o subjetivo sempre gritava mais alto. Engole em silencio a reprimenda sabendo que havia cumprido seu papel e apenas permanece impávido absorvendo as orientações. É nesse momento que Luke soube que o negócio ia ficar sério, o ritual dos murmurios estava sendo iniciado. *

" Isso só acontece quando o assunto é foda.."

* Não era a primeira vez que participava daquele ritual e sabia muito bem o que deveria fazer se não quisesse ficar de fora. Corta sua mão com as garras e pressiona, deixando o sangue escorrer para o chão e dotando-o de sua gnose. A harmonização com o ritual ocorre com sucesso e Legado-do-Trovão se põe a ouvir tudo que era dito com a mais absoluta atenção, estavam mudando o jogo todo. Não era um grande fã de Sombra-da-Justiça mas naquele instante reconhece toda a força que ele emanava. Tempos sombrios exigiam decisões dificeis e, pelo trovão, ele as estava tomando. Fecha os punhos e sente o sangue escorrer enquanto pensa: *

"Então é isso.. os filhos do trovão entraram pro jogo"

* Tudo poderia mudar depois daquela noite e Luke se sente parte da mudança assim que seu papel é designado. Toma nota do pedido para que os Konietzko deixem o campo dos Juízes do Destino e entende a motivação.. agora mais do que nunca eles deveriam ter condição real de elegibilidade mais que imediata. O líder tribal ainda aproveita para lembra-los de para quem deviam sua real lealdade, o que para Legado-do-Trovão era evidente, seguiria com os designios de sua tribo sem titubear. Apenas assente com a cabeça para Sombra-da-Justiça, demonstrando sua concordancia, e volta sua atenção para Victor quando este lhe chama. Agarra no ar a gema de cura que lhe fora lançada e agradece ao irmão com um olhar cúmplice. Era desnecessário empenhar palavras a essa alturam, a caçada estava para começar. *

OFF:
Legado-do-Trovão doa 1 ponto de gnose para o ritual do murmúrio. 
avatar
Luke Constantine

Mensagens : 439
Data de inscrição : 28/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por olhosdegaia em Ter Dez 26, 2017 2:56 pm

Forma - Crinos

Assim que chega a clareira central procura aquela Garou que estivera nos funerais, ela era a líder dos filhos de Gaia, um pouco de farejar, e um pouco de trombar na quantidade grande de Garous reunidos e prontos para lutar, ele a encontra, então se aproxima de sua tribo e diz.

"Flor de Gaia, sou Olhos de Gaia, Theurge Lupino, se apresentando para a Caçada."
avatar
olhosdegaia

Mensagens : 253
Data de inscrição : 11/09/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pantaneiro (crinos) - Ronaldo / Yara / Fiannas / Caçada

Mensagem por Yorick MacAlister em Ter Dez 26, 2017 3:13 pm

Pantaneiro escuta as primeiras palavras do Galliard e diz:

- Com certeza, xômano! Tomar pinga e prozear é comigo mesmo!
E daí escuta o restante das palavras de Ronaldo. O Galliard parecia ser bom no que remetia em seu augúrio porque apesar de triste aquela situação como bem Yara havia ressaltado, havia a parte animadora naquela caçada. As palavras do irmão fazem o peito de Pantaneiro inflar e sentir a adrenalina correr na veia o deixando cada segundo mais pronto pra aquela caçada. Completou cerrando o punho e dizendo:
- Belas palavras, irmão!
Aguarda algum posicionamento de sua prima e a largada da caçada.
avatar
Yorick MacAlister

Mensagens : 663
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tribo dos Presas de Prata - Asa-Solitária

Mensagem por NarraDiva em Ter Dez 26, 2017 3:14 pm

Kiba chega e sua tribo toda estava reunida em um círculo desenhado no chão. Justiça-Ancestral que estava no meio do círculo orienta ao jovem Presas de Prata:

'- Fique ao lado de Garras-do-Falcão-Noturno, esperávamos você para começar o Ritual do Sangue da Matilha.'

Assim que Kiba toma sua posição, todos assumem a Forma Crinos. Justiça-Ancestral faz surgir sua Klaive e com ela corta sua mão, derramando um pouco de sangue em uma tigela de pintura prateada. Com a Klaive em mãos, a Philodox vai um a um cortando a mão para que o sangue fosse derramado na tigela que já tinha o seu sangue, fazendo uma pintura no rosto, nas mãos e no peito dos membros da matilha enquanto dizia:

'- Eu, Justiça-Ancestral, Hominídeo Athro Philodox dos Presas de Prata, nascida e treinada pela Casa dos Olhos Cintilantes, regida por Hélios, e filiada aos Monarquistas chamo a ti, irmão, a se unir com a tribo. Jura, essa noite, união à matilha dos Filhos de Falcão para, juntos, lutar pela honra dos Presas de Prata?'

Um a um os Garous repetiam o julgamento e sentiam o elo de matilha com toda a tribo. O último a ser pintado era Kiba. A Garou dá mais uma volta pintando os símbolos do Falcão e da Guerra que o rito punitivo da seita pedia para no fim dizer:

'- Nossa tribo teve muito dificuldades em se unir nesse Caern. Nossas filosofias nos separaram ao invés de compor uma diversidade que nos tornasse mais fortes. E foi assim que chegamos até aqui. Pela culpa de cada um de nós que esqueceu o porque nossa tribo recebeu de Luna o dever de liderar os Garous. Nos deu esse dever para que situações como essa não acontecesse. Essa noite, irmão atacará irmão e alimentaremos a ira de Boitatá com o sangue dos nossos. É uma noite trágica para a Nação e que demonstra como que esta Seita precisa dos Presas de Prata. Mesmo que não na liderança, mas próximos ao poder fazendo parte das decisões desta Seita. Por ganância, ambição e a mais pura estupidez, Estrela-da-Manhã nos coloca em xeque: correr uma caçada injusta e desonrada, ou pagar com a nossa honra por lutar pela nossa honra. Não tenham dúvidas, irmãos e irmãs, pagaremos o preço.'

A líder olha para cada um e diz:

'- Um filho de Falcão paga o preço que for, mas não corre uma caçada desonrada. Um filho de Falcão jamais deixaria um irmão ser caçado numa caçada injusta. O tempo da disputa e das discordâncias acabou. Monarquistas, Renovadores, Anjos Guardiões, todos somos filhos do mesmo Falcão e juntos vamos fazer o Falcão voar mais alto nessa Seita. Filhos de Hélios e Filhos de Luna, sois antes de tudo Filhos de Falcão e é hora de colocar essa lealdade acima de qualquer fato. Olhos Cintilantes, Uivo Austero, Inimigos da Wyrm, Coração Sábio e Clã da Lua Crescente, somos Presas de Prata e devemos colocar isso acima de tudo. O tempo das diferenças acabou. Seremos o que nos une. Seremos nossa honra e, pela nossa honra, faremos daqueles que correm essa caçada desonrada sangrar! Por Falcão! Por Coração-Valente! Por todos os Presas de Prata!'

Ela faz uma pausa e a partir de então ela não mexia mais a boca, todos a ouviam em sua mente:

'- Falcão nos deu o elo telepático! É por ele que nos comunicaremos. Ele também nos enviará a águia, para ser nossa companheira na batalha. Ela abençoará essa matilha que parte para a guerra com a bênção da honra de nosso Totem. Coração-Valente fugirá para a Zona Oeste. Irá se abrigar no sítio de Asa-Solitária até que seu nome seja completamente limpo. Alguém que não está aqui, correrá entre nós e será um reforço extra. Mão-do-Rei e Fênix-de-Prata já prepararam o sítio e o caminho pela mata fechada. A trilha deve ser evitada. Crias de Fenris e Senhores das Sombras são aliados essa noite. São as duas tribos que, junto conosco, guiarão esse Caern daqui para frente. A temporada de caça ao Cervo está aberta. Dêem tudo de si, não deixem ninguém chegar perto de Coração-Valente.'

A Juíza faz uma pausa e fala ainda na mente da tribo:

'- Nossos Ragabashs prepararam armadilhas e deixaram sinais que vocês entenderão no caminho. Ninguém morrerá nelas, no máximo perderão alguns membros. Fiquem atentos aos sinais para irem no caminho certo e não cair nas armadilhas. Andem em duplas. Dividimos a tribo sempre com um de posto mais elevado e um de posto mais baixo para garantir equilíbrio e que todos saiam vivos. Eu correrei ao lado de Brilho-do-Luar. Mão-do-Rei ao lado de Ameaça-Fantasma. Fênix-de-Prata junto com Elo-com-Luna. Falcão-de-Prata junto com Garras-do-Falcão-Noturno devem ser a dupla a garantir a escolta pessoal de Coração-Valente. Sopro-da-Justiça-de-Merlin e Asa-Solitária devem correr juntos. Durante a caçada, Fênix-de-Prata já se aliou à Terra e fez um acordo com o Terremoto. A Terra pode tremer e separar os grupos inimigos. Se por algum efeito colateral acabar separando uma das nossas duplas, o que pode vir à acontecer, se comuniquem pela mente e se reagrupem imediatamente. Vamos à Guerra, irmãos. Vamos à vitória!'

Ao final do discurso, um grupo de Águias começam a sobrevoar o Caern. Uma pousa no ombro de cada Filho de Falcão e duas ficam sobrevoando altaneira nos céus do Caern...




Aparência 2, Raça Pura 5, Fúria 2


Aparência 3, Raça Pura 4, Fúria 6



Aparência 5, Raça Pura 5, Fúria 7
Aparência 2, Raça Pura 3, Fúria 3
Aparência 3, Raça Pura 5, Fúria 5
Aparência 3, Raça Pura 5, Fúria 5
Aparência 5, Fúria 9, Raça Pura 5.
Aparência 3, Raça Pura 5, Fúria 4
Aparência 2, Fúria 2, Raça Pura 5


Última edição por NarraDiva em Ter Dez 26, 2017 4:16 pm, editado 2 vez(es)
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3345
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tribo Fianna - Cordas-Trêmulas | Grito-de-Guerra | Pantaneiro | Coração-da-Tempestade

Mensagem por NarraDiva em Ter Dez 26, 2017 3:31 pm

Vingança-de-Arawn olha para o Galliard e diz para ele:

'- Você é bom de rastreio, garoto? Se for, o plano é você em lupino e eu pronto pra batalha. Senão, iremos os dois em Hispo, comigo na frente e você deixando o grosso do combate pra mim e se mantendo vivo. O que me diz?'

Visões-de-Arcádia e Rosa-dos-Ventos se preocupam com a fala de Grace e perguntam à Fianna:

'- Que visão? O que você viu, e onde?'

Yara ouve a resposta de Pantaneiro e devolve com uma pergunta:

'- Se te mandarem se jogar de um prédio para cair em lanças de prata, você pula? Pois é quase isso que estão nos mandando fazer. Eu esperava pelo menos mais sobriedade e menos euforia, mas enfim... você precisará de sabedoria para virar Forsten e terá que aprender em algum momento.'

O Ahroun começa a dividir a equipe e Yara comenta:

'- Eu sou canhota, Pantaneiro. Melhor inverter.'

Grito-de-Guerra tenta inspirar a tribo. A iniciativa é bem-vinda e ele pode ver que alguns olhos estavam mais vivos do que antes. O fato, no entanto, era que havia muita incerteza no coração de muitos Fiannas sobre o que estavam prestes a fazer. A começar pelo líder da tribo...
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3345
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tribo Wendigo - Sangue-dos-Quatro-Ventos

Mensagem por NarraDiva em Ter Dez 26, 2017 3:34 pm

Herança-Ancestral responde:

'- Estou na mesma situação de Gnose...'

A Theurge pergunta:

'- Mas possui o dom?'

O Juiz diz:

'- Sim...'

A Theurge então fala com a dupla de Juízes:

'- Então nossa primeira ação será ir para a Umbra recuperar a Gnose de vocês para que seja usado o chamado do Dever e garantirmos a neutralidade de todos os espíritos desse Caern.'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3345
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tribo dos Peregrinos Silenciosos - Sombra-da-Coruja

Mensagem por NarraDiva em Ter Dez 26, 2017 3:36 pm

Legado-de-Anúbis é quem responde ao Ragabash apontando para bem atrás dele:

'- O Ancião é aquele ali, ele ainda não foi solto para começar a tentar fugir.'

E o Ragabash pode perceber que o Ancião estava exposto no meio do Caern o tempo inteiro e ele nem tinha reparado.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3345
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tribo Uktena - Sussurros-Solitários

Mensagem por NarraDiva em Ter Dez 26, 2017 3:38 pm

Invocador-do-Abismo olha para o Lupino naturalmente irritado com ele e, comenta:


'- Não sou seu inimigo, Lobo. Sou seu único amigo nesse mundo... o único capaz de te guiar nas mudanças que irá sofrer até que Ele assuma seu corpo.'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3345
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tribo dos Senhores das Sombras - Legado-do-Trovão | Justiça-do-Predador

Mensagem por NarraDiva em Ter Dez 26, 2017 3:41 pm

Após um tempo, Garras-do-Trovão entendendo onde estava e, mesmo bastante irritado com as coisas como foram, decide não nadar contra a maré. Se era hora de fazer seu nome, faria. Estava pronto para ser o futuro líder daquele Caern e diz diante de todos:

'- Eu renuncio à meu campo, Sombra-da-Justiça e correrei sob sua liderança junto com nossos irmãos.'

A irmã de David troca um olhar cúmplice com o líder da tribo que, por sua vez, sorri para o jovem. Os filhos de Avô Trovão estavam prontos. Era questão de pouco tempo para a caçada começar.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3345
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tribo dos Filhos de Gaia - Olhos de Gaia

Mensagem por NarraDiva em Ter Dez 26, 2017 3:48 pm

A tribo dos Filhos de Gaia estava reunida. Assim que o lobo chega, ele é recebido pela líder, Flor-de-Gaia que, decide orientar a todos de forma rápida:

'- Em instantes começaremos a caçada e nossa missão, irmãos, é pela vida e por Gaia. Presas-Silenciosas liderará um grupo composto por Bênção-de-Gaia e Aedo-Campeão que deve procurar feridos no campo de batalha e os curar. Eu e Orgulho-Renascido seremos uma dupla que fará a mesma função. Olhos-de-Gaia irá liderar uma equipe com mesmo propósito composta por Alma-do-Corvo e Coração-Justo. Nossa missão é separar briga entre irmãos e, encontrando Coração-Valente, cumprir com o dever da caçada. Foco principal na cura e na vida, sempre. Todos entenderam?'

Aparência 1, Raça Pura 1, Fúria 4



Aparência 3, Raça Pura 1, Fúria 4



Aparência 3, Raça Pura 3, Fúria 3



Aparência 4, Fúria 5, Raça Pura 3



Aparência 4, Fúria 7, Raça Pura 4



Aparência 3, Fúria 4, Raça Pura 3
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3345
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Todos no Caern

Mensagem por NarraDiva em Ter Dez 26, 2017 4:00 pm

Um uivo é emitido pela juíza da Seita e Coração-Valente é solto. O ancião teria algum tempo para fugir antes de todos serem liberados para a caça. Em geral, os prisioneiros viram lupino e correm, mas Isaack não. Ele olha para o céu, onde duas águias voavam altaneiras e olha para sua tribo orgulhoso. Sempre defendeu a união dos Presas de Prata e estava feliz em ver aquela cena. Enquanto caminha assume a forma Crinos e seu corpo rapidamente é todo revestido por prata. Ele ficava um pouco mais alto, mais forte e em sua mão surge uma longa espada cuja lâmina parecia feita de gelo e que emanava uma brisa gélida.

Isaack caminha lentamente na direção da trilha que levava à Zona Oeste e, antes de entrar na trilha, aponta a espada na direção da líder da Seita,  e diz enquanto ostenta um olhar de desprezo para a Fianna:

'- Se você tivesse um pingo de honra, me caçava sozinha. Duelava comigo em um desafio justo. Não usava toda a seita de escudo para seus caprichos covardes.'

Sem correr, o Ancião entra na trilha com um Fetiche poderoso em sua mão e o dom Vingador de Luna ativado. Era questão de tempo até a líder liderar a caçada. Todos deviam ficar prontos e a postos. A Lua de Prata surge nos céus e todos sentem a Fúria Crescer.

Like a Star @ heaven  Todos ganham +5 de Fúria pela Lua de Prata


Última edição por NarraDiva em Ter Dez 26, 2017 4:05 pm, editado 1 vez(es)
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3345
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kiba Valentine (Crinos) - Todos os Presas de Prata

Mensagem por Kiba Valentine em Ter Dez 26, 2017 4:03 pm

Kiba sem demora se junta ao grupo de Presas de Prata e, em seguida, para ao lado de Garras do Falcão Noturno como havia sido orientado. Dora discursava aos irmãos enquanto eles a observavam sem ao menos piscar. Em seu íntimo, Kiba estava feliz com o feito único. Todos os Campos, Casas e Cabanas dos Presas de Prata agora se tornariam uma. Um sonho que qualquer Anjo Guardião daria um braço para ver acontecer.

Kiba estende a mão com convicção para doar seu sangue ao ritual que os uniria a uma só matilha mesmo que temporariamente. O Presa de Prata queria uivar diante das palavras de sua líder, mas sabia que qualquer exaltação vinda dos Presas de Prata causaria suspeitas e condenaria o plano ao fracasso.

A conversa mental é rápida, mas os instruía como agiriam durante a caçada. O ponto de encontro da Asas da Esperança seria o esconderijo de Isaack e Kiba se perguntava como agiria com aquela situação. Esperava que o Uirapuru não o condenasse pelo que estava fazendo, mas quanto mais seus irmãos soubessem menos protegido Isaack estaria.

O escalar em duplas não incomoda em nada o Ahroun que se sentia extremamente a vontade de agir assim. Seu primo, Sopro da Justiça de Merlin, iria correr ao seu lado durante a caçada e Kiba o cumprimenta com um aceno de cabeça.

Ainda não teve tempo de conversar com o Garou, mas leva a mão ao Medalhão dos Valentine que portava ao pescoço, sinalizando que o havia recebido e acenando em agradecimento.

Ao termino das palavras de Dora, Kiba nota as diversas águias que sobrevoavam o local e logo uma delas pousa ao seu ombro. O Ahroun sentia-se honrado, mesmo sabendo que estava se voltando contra toda a seita, e, ironicamente, ele se lembra da frase que Dora lhe disse assim que ele havia recebido a profecia do Uirapuru.

“Honra, não é fazer o que quer ou o que seu coração mandar. É fazer o que é certo…”

Kiba respira longamente e estala os dedos das mãos. Estava pronto, mais do que nunca, e lutaria com quem fosse preciso para proteger Isaack.

O uivo anunciando a caçada é feito e logo Kiba olha na direção de Coração Valente. Ele não mudava para forma lupina como de costume, mas vestia a vingança de Luna, tornando-se todo em prata no processo enquanto portava uma grã Klaive que lembrava muito uma Lamina de Gelo.

Após as palavras desafiadoras do Ahroun Kiba fica apenas esperando a ordem de Dora para agirem.
avatar
Kiba Valentine

Mensagens : 529
Data de inscrição : 26/06/2017
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Crinos - Fiannas

Mensagem por Ronaldo em Ter Dez 26, 2017 4:15 pm

Ronaldo estava atento e queria demonstrar utilidade, via que Pantaneiro estava animado e iria aproveitar pra tentar motivar mais, para que não houvessem receios e todos estivessem em sintonia.

-Hoje é o primeiro dia de corrida ao lado de vocês irmãos, hoje é a primeira noite sendo parte desse sentimento. Não sei o que está por vir, mas sei que o lado certo é estar em batalha com irmãos como vocês! Espero cantar sobte nossos feitos amanhã, mas se não cantar, amanhã falrm do jovem que correu com vocês e estava feliz por estar junto de honrosos Fiannas! Vocês querem viver para sempre? O certo é estar ao lado de irmãos,e eu sinto que há irmãos aqui! Vamos mostrar a todos a nossa fúria hoje e que lideramos tão bem quanto presas de prata, lutamos tão bem quanto fenris e podemos ser tão ardilosos como senhores, mas amanhã ninguém festejará como fianna
!

Grito-de-guerra, dá um belo berro batendo no peito
avatar
Ronaldo

Mensagens : 154
Data de inscrição : 18/12/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Arauto-da-Morte em Ter Dez 26, 2017 4:29 pm

Forma Atual - Crinos


Sombra-da-Coruja percebe quão imbecil tinha sido ao não se dar conta do Ancião sendo exposto no centro da clareira, seu humor ia de mal a pior.

*Palhaçada infernal*

Ao voltar sua atenção para seus poucos irmãos, decidindo-se se deveria ou não falar alguma coisa, escuta o Uivo convocando a caçada, ao mesmo tempo em que escuta o Ancião proferir as palavras, enquanto preparava-se, não para fugir, mas para lutar, é invadido pela Fúria inerente ao ritual de caçada performado.

Só experimentara tamanha fúria em uma noite em sua vida inteira, e, naquela ocasião, era sua fúria, justificada e dolorosa e, acima de tudo, sua, naquela noite foi instrumento de vingança, mas hoje seria instrumento de outros, recebia uma fúria que não era sua, que não era justa, a raiva ferve dentro do peregrino, alimentada pela lembrança de seu mentor morto.

Inconscientemente começa a rosnar e fala ao invés de pensar...

"-Espero que você todos saibam que essa noite maldita vai fazer a seita sangrar, malditos jogos de poder infernais."

Esforça-se para manter o controle e dirige-se à sua companheira Ragabash.

"- Sejamos os olhos e ouvidos um dos outros, hoje não será uma caçada a apenas um garou, você deve saber disso, submeto-me à sua liderança, o conhecimento da Seita, seus membros e geografia do lugar fazem de você a melhor para liderar esta noite, hoje serei sua sombra.”


Última edição por Sombra-da-Coruja em Ter Dez 26, 2017 4:31 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Arauto-da-Morte

Mensagens : 324
Data de inscrição : 18/12/2017
Localização : Belem

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Sussurros Solitários em Ter Dez 26, 2017 4:29 pm

U
Forma atual: Crinos 

O lupino olha com clara suspeita ao ouvir as palavras de sua dupla de caçada.

*Amigo? Ele pensa que eu sou burro como um macaco? Então quer dizer que ELE quer o meu corpo... Pois ele vai ter que tomá-lo a força!*


“- Então me respeite se quer a minha cooperação. Eu farei o mesmo.” Fala o lobo com seriedade enquanto olha nos olhos do Theurge. 

*Eu tenho certeza que ainda vamos duelar até a morte, mas por enquanto será melhor cooperarmos*


Logo após essa troca de palavras é possível ouvir o Uivo de início da caçada e o discurso do Ancião Presa de Prata e a verdade de suas palavras, enquanto sentia uma enorme fúria pulsar dentro de si e não consegue deixar de uivar para a lua de Prata exprimindo toda sua fúria e frustração naquela caçada.

*Seguirei as ordens da tribo! Mas desejo em meu coração que o Presa de Prata escape!*

OFF GAME: Sussuros-Solitários ganhou 5 pontos de fúria com o ritual.


Última edição por Sussurros Solitários em Ter Dez 26, 2017 6:38 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Sussurros Solitários

Mensagens : 597
Data de inscrição : 04/07/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pantaneiro (crinos) - Yara / Ronaldo / Fiannas

Mensagem por Yorick MacAlister em Ter Dez 26, 2017 4:48 pm

- Obviamente que não. Olha Yara, só quero que entenda que não me sinto feliz com tudo isso que está acontecendo. Eu só estou me comprometendo em dar o meu melhor nessa caçada, que é o que me ordenaram. Só isso...

É o que Pantaneiro responde para Yara diante de sua comparação. Tentava explicar que sua euforia é para com a caçada e por mais que achasse aquela caçada prejudicial para os Fiannas, tinha que cumprir, então que fizesse o seu melhor. Gostando ou não, sendo ruim ou não, correndo risco de morte ou não, estava assumindo o pior e faria o que fosse ordenado. A euforia era para o combate. Simples. E diante da indagação de que era canhota, completou:

- Ok. Você na esquerda e Ronaldo na direita. Um dá cobertura pro outro e que Gaia esteja ao nosso lado e preze pelas nossas vidas.


Diz isso confirmando também com a cabeça para o Galliard e estava pronto aguardando a largada da caçada. É quando escuta o Uivo anunciando o início. Imaginava que o Ancião pelo menos apertaria o passo, mais não, estava muito confiante.

" Tá errado... a cabeça do cara tá em jogo e ele tá andando como se tivesse certeza da vitória... tem caroço nesse angu pra ele ostentar tanta confiança..."

Já dava pra perceber que algo de errado não estava certo quando a Isaack desfere duras palavras para a Líder da Seita. Tudo estava em jogo, inclusive a liderança dos Fiannas. Prestes a começar a correria e o trupelo, Pantaneiro alerta:

- Preparem-se! É agora que a jiripoca vai piar!!

E mais uma vez as palavras de Ronaldo faziam Pantaneiro se sentir potente. Aquilo era importante para a auto-estima de todos os Fiannas.
_____________
OFF GAME:
Pantaneiro está com 6 pontos de Fúria por causa da lua de Prata.


Última edição por Yorick MacAlister em Ter Dez 26, 2017 5:30 pm, editado 2 vez(es)
avatar
Yorick MacAlister

Mensagens : 663
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Skull-head (Crinos) - Andarilhos do Asfalto | Perfect-Illusion

Mensagem por Skullhead em Ter Dez 26, 2017 5:23 pm

Skull-head concorda com a cabeça diante da ordem de seu líder. Ele se volta para sua companheira de conjuração e comenta:

"- Acredito que seja a hora dos brutamontes conhecerem o poder de fogo de nossa Tribo, Perfect-Illusion! O que acha de oferecermos a Embate-Kaboom essa oportunidade?"

O espírito de Guerra da Tribo era conhecido por ser multifacetado, dependendo do local e da época em que era invocado. Matilhas de Guerras serviam a ela por décadas, recebendo suas habilidades bélicas. Após a sugestão, Skull-head escuta as palavras de Spybot, acompanhando o líder tribal na incredulidade. Haviam feito uma reunião tribal onde laços políticos haviam sido discutidos, teria o Ragabash já esquecido desse detalhe? 

Bit-coins responde o companheiro rapidamente. Não era hora para discutir as decisões do líder; ainda mais nas vésperas de um ritual onde seriam liderados por ele. Skull-head, no pouco que havia convivido com o líder, já havia percebido que ele era uma peça fundamental ali para a Seita e para a Tribo. Questionar suas decisões era desconfiar de todo o percurso que ele havia levado os filhos da Barata. Confiaria em Bit-coins enquanto ainda não houvesse experiência suficiente sobre o local para tecer suas próprias opiniões.

Com aquele assunto resolvido, o uivo da juíza é dado e o prisioneiro libertado. Coração-Valente toma a forma Crinos, indo contra o que acontecia normalmente. Ele iria lutar evidentemente; tinha seus aliados ali. Os Cria os ajudariam e dificilmente seria abandonado pela própria Tribo. Eles precisavam tomar cuidado.

*O pipoco vai ser doido, manolo!*

Ele olha a lua de prata surgir nos céus e seu peito se arde em fúria. Ele sente uma explosão se espalhar por seu corpo como nunca havia sentido antes. Era um Garou de fúria baixa, como os luas crescentes sempre eram. Aquilo não era comum para si. Agitado, ele comenta com sua colega de ação enquanto observava o Alto Escalão da Seita, que estava prestes a autorizar a caçada:

"- Se estiver de acordo com a opção que dei, eu posso te auxiliar a invocar o espírito mais rapidamente."

Ele olhava para os Philodox que fariam a guarda da dupla. Confiaria plenamente nas capacidades de seus irmãos.
avatar
Skullhead

Mensagens : 528
Data de inscrição : 02/07/2017
Idade : 23
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Forma atual: Crinos

Mensagem por Victor Montenegro em Ter Dez 26, 2017 5:28 pm

*Esperto, Sombra da Justiça. Assim a Barata muda suas alianças...* - Pensa o Philodox ao ouvir Garras do Trovão, a contragosto, renunciar o campo dos Juízes.

Não tarda e o uivo da Juíza da Seita rasga os céus anunciando o início da caçada. O Presas é Solto para que comece a fugir, mas ele faz diferente. Assumindo a forma de batalha ao invés da Lupina, se reveste sob o Manto de Prata dos vingadores de Luna, saca sua Grand Klaive e lança palavras desafiadora à Lider do Caern seguindo depois calmamente para a saída Oeste.

As palavras do Presas junto à fúria despertada pelo ritual queimam no peito do jovem Fostern, que encara seus irmãos tribais já pronto para o próximo passo.

*A liderança deve pagar. E nós nos certificaremos disso.*


Off: Victor ganhou 5 de fúria pelo ritual e se encontra com 6 de fúria no total.
avatar
Victor Montenegro

Mensagens : 674
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 32
Localização : Rio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue-dos-Quatro-Ventos (crinos) - Wendigos, Tempestade-Glacial, Herança Ancestral, Fúria-das-Tempestades

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em Ter Dez 26, 2017 6:19 pm

Deganawida aguarda a manifestação de seus companheiros e vê que estava na mesma que seu colega de augúrio. O Angalkuq do Aro Sagrado, então, diz que o primeiro passo é ir até a Umbra para recarregar a Gnose de ambos, o que Degan concorda. 

É então chegada a hora do início da caçada, e o Ancião dos Presas de Prata se mostra mais do que disposto a enfrentar a Fianna. Degan não sabe se, àquela altura, seria inteligente da parte dele caminhar ao invés de fugir. Observando a lua, o Wendigo sente sua Fúria inflar seu peito, e a raiva voltar a percorrer seu corpo. 

Tsc, é chegada a hora... Temo pelo coração dessa Seita. Não vejo nenhum prazer em meus irmãos em participar disso. Nem mesmo nosso Ancião. Que Gaia tenha misericórdia do que será de todos após essa noite. 

Instantes antes de começar a noite, Degan acha por bem se manifestar com seu tio.

" - Que a Glória do Wendigo esteja contigo, Okwanada... E que a sabedoria das antigas tradições dos Puros nos guie nessa caçada."

...Não somos como esses estrangeiros. Espero que a conversa que tivemos com os Irmãos Mais Velhos e os Filhos de Gaia nos ajude a arrumar essa bagunça, quando tudo terminar...

Degan aguarda as ordens do Angalkuq do Aro Sagrado e se posiciona, com os machados em mãos, ao lado de Herança-Ancestral.

OFF: Degan ganhou 5 pontos de Fúria com o ritual.
avatar
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 390
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Legado do Trovão (Crinos) - Senhores das Sombras

Mensagem por Luke Constantine em Ter Dez 26, 2017 7:08 pm

* Luke observa o filho do Margrave lutar para tomar a difícil decisão, seu desagrado era palpável. Conhecia o seu comprometimento para com os Juízes do Destino, não à toa ele os liderava, e ter de abdicar de tudo que conquistara certamente devia ser pesado. No fim das contas, no entanto, o Konietzko entra no jogo de poder e renúncia de seu campo para alçar voos ainda maiores. Capta a satisfação nos olhos de sua irmã e do líder da tribo. *
 
“Esses estavam orquestrando isso há algum tempo.. os planos estão saindo do papel”
 
* Sabendo que agora era questão de instantes antes da caçada ter seu início, concentra-se em harmonizar-se com o espírito de seu fetiche e sente o seu poder invadindo todo o seu corpo. Era como se um peso tivesse sido tirado de suas costas, sentia-se livre de amarras e pronto para liberar um potencial explosivo. E então é chegado o momento para qual estiveram se preparando, a Juiza da Seita uiva para anunciar o inicio da caçada e Coração-Valente, ao contrário do esperado, não corre por sua vida. O ancião dos Presas de Prata assume a forma de batalha, num claro gesto de desafio, se reveste de prata e ataca com palavras a honra de Estrela-da-Manhã antes de seguir intrépido para sua fuga. Luke já havia sentido o peso da mão daquele cara e sabia que poucos seriam páreo para ele, no entanto era sua postura que garantia a aprovação do Senhor das Sombras. *
 
“Jogos políticos a parte, esse é um cara que não merece morrer.”
 
* A lua prateada podia agora ser vista em toda sua plenitude, enchendo o peito do Ahroun de Fúria. A sensação lhe familiar, como se as fornalhas de sua ira estivessem sendo alimentadas com o mais poderoso combustível. Rosna baixo em antecipação para segurar seus anseios, preservando sua fúria para aqueles que cruzassem seu caminho. Isaack teria algum tempo de vantagem para fugir e Luke usa esse momento para se aproximar de Victor e lhe dizer num gesto de incentivo: *
 
- Essa não é uma noite pra morrer, é a noite para orgulhar o Trovão. Fica firme.
 
* Segura o ombro de seu irmão tribal com firmeza e o Juíz poderia sentir um resolução absoluta emanando do alfa de sua matilha (Coragem Infecciosa). Dito isso, Legado-do-Trovão se aproxima de David Konietzko e lhe diz num rosnado confiante: *
 
- Ao seu comando, irmão.
 
* A caçada estava para começar e Legado-do-Trovão estava pronto. *
 
OFF:
-Legado-do-Trovão ativa seu fetiche com sucesso.
- Legado-do-Trovão ganha 5 pontos de fúria.
avatar
Luke Constantine

Mensagens : 439
Data de inscrição : 28/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 37 de 40 Anterior  1 ... 20 ... 36, 37, 38, 39, 40  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum