As Ruas da Zona Oeste

Novo Tópico   Responder ao tópico

Página 10 de 11 Anterior  1, 2, 3 ... , 9, 10, 11  Seguinte

Ir em baixo

Re: As Ruas da Zona Oeste

Mensagem por Ossos-de-Carvalho em Qua Jun 20, 2018 12:26 pm

O Fianna escuta o Ragabash, acena com a cabeça afirmativamente e fala:

" - Eu tava olhando em volta pra checar se não tinha alguém de carne e osso que não seja um fantasma nos observando."
 
Entra no veículo. Percebe que a kombi "arreia" com seu peso e pergunta para a sua matilha:

" - Será que essa porra aguenta a gente? "

Ian estava pronto pra ir.
avatar
Ossos-de-Carvalho

Mensagens : 139
Data de inscrição : 08/03/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Ruas da Zona Oeste

Mensagem por Gabriel Villas Boas em Qua Jun 20, 2018 4:02 pm

Gabriel permaneceu no mesmo lugar ao lado de Sieg enquanto os theurges não voltavam na mata, enquanto o restante da matilha já se posicionava no carro. Quando eles retornaram, Gabriel segue o Alfa e se junta ao resto da matilha dentro da Kombi. Ao ouvir Skullhead e depois aos palavras de Ossos de Carvalho, Gabriel lança um olhar instigante para os dois e pergunta curioso:

- Dessa vez?
avatar
Gabriel Villas Boas

Mensagens : 43
Data de inscrição : 25/05/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Ruas da Zona Oeste

Mensagem por Derek Spencer em Qua Jun 20, 2018 5:57 pm

Spybot - Olhos da Tempestade

Derek assume o volante e assim que todos estivessem embarcados, iria partir para o cemitério.
avatar
Derek Spencer

Mensagens : 288
Data de inscrição : 27/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por NarraDiva em Qua Jun 20, 2018 10:58 pm

Com todos no carro, Derek parte rumo ao cemitério.

Like a Star @ heaven Continua em Cemitério de Campo Grande.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3010
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Black-Hat (G) | Fúria-Justa-de-Esteno (G) - Legado-do-Trovão | Olhos-de-Gaia | Sangue-dos-Quatro-Ventos

Mensagem por NarraDiva em Qua Jun 27, 2018 9:57 pm

Laurel, Helenna, Luke, Olhos-de-Gaia e Degan seguiam pelas ruas da Zona Oeste. Helenna mostrava certa competência no volante. Laurel liga o rádio em uma emissora AM para ouvir as notícias em busca de algo que chamasse atenção para a região do cemitério e, comenta:

'- Enquanto Helenna dirige, qual vai ser nosso modus operandi?'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3010
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Ruas da Zona Oeste

Mensagem por olhosdegaia em Qui Jun 28, 2018 4:03 am

Forma - Glabro

O Filho de Gaia permanece em silêncio aguardando a estratégia ser feita pelo Ahroun.
avatar
olhosdegaia

Mensagens : 234
Data de inscrição : 11/09/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue-dos-Quatro-Ventos (Glabro) - Guardiões da Canção Ancestral

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em Sex Jun 29, 2018 3:27 am

O Wendigo escuta as palavras de Black-Hat e tenta juntar o pouco que havia ouvido sobre aquilo.

" - Pelo que entendi, a Olhos-da-Tempestade encontrou problemas, poderíamos tentar rastrea-los, ou procurar por sinais da Corruptora quando chegarmos. O que sabemos sobre esse cemitério até agora? Legado-do-Trovão saberia reconhecer o carro em que eles foram?"


Infelizmente, Degan não sabia de muita coisa, mas sabia que precisaria estar com a visão apurada quando chegassem. Ele se concentra por um instante e busca seu medalhão do Falcão, tentando se harmonizar, até chegarem.

Off: Solicito teste para o medalhão.
avatar
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 378
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 42

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Black-Hat (G) | Fúria-Justa-de-Esteno (G) - Legado-do-Trovão | Olhos-de-Gaia | Sangue-dos-Quatro-Ventos

Mensagem por NarraDiva em Sex Jun 29, 2018 7:47 am

Degan ativa seu fetiche. Helenna seguia dirigindo. Laurel apenas comenta:


'- Quando chegarmos próximos ao local, podemos parar o carro a alguma distância e posso fazer o papel de batedora para avaliar a situação antes de botarmos a cara no sol.'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3010
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Legado do Trovão (Glabro) - Guardiões da Canção Ancestral

Mensagem por Luke Constantine em Sab Jun 30, 2018 7:22 pm

* Luke percebe que não seria fácil dominar aquele aparelho da weaver e o guarda novamente, deixaria para aprender seus mecanismos em momento mais propício. Nisso Hellenna seguia dirigindo e Black-Hat indaga como agiriam logo depois de ligar o rádio. Olhos de Gaia estava em silencio mas Degan tinha seus questionamentos. Quando a Ragabash faz suas sugestões Luke responde de pronto: *

- Ótimo, eu tava com essa ideia em mente também. Paramos o carro um pouco afastados e Black-Hat desce pra escrutinar o local enquanto nos preparamos. Não vamos chegar metendo o pé as cegas, nossa ação aqui tem que ser coordenada e precisa.

* Tendo dado seu aval para a atuação, responde as perguntas: *

- Seguinte.. a Olhos da Tempestade tá no cemitério pra pegar o corpo humano de uma menina morta e invocar um Espectro. Aparentemente uma Viuva Negra que matamos noite passada usou esse corpo pra levantar o espectro, que precisa ser morto antes que espalhe ainda mais corrupção pela cidade. O sangue de cada vitima desse espirito aí é contagioso e quem toca nele é contaminado pela mácula e sai disseminando ela por onde passa. Ou seja, isso tem que parar o quanto antes.

* Espera que seus irmãos tenham tempo de digerir as informações para então prosseguir: *

- Pelo que eu entendi eles chagaram no cemitério e deram de cara com um outro tipo de ritual rolando.. e isso pode ter a ver com a missão que a seita passou pra gente investigar. Violações de túmulos e aparições no cemitério de campo grande, a Laurel tá com os papeis. Então já que a gente vai pro cemitério eu também quero aproveitar pra fazer uma investigação preliminar porque pode ser que o que depois de hoje fique mais trabalhoso voltar depois. 

* Por ultimo vira-se para Degan e comenta sobre o carro e a localização da outra matilha: *

- Não sei se o cemitério é grande, mas tenho a impressão de que não vai ser dificil achar os caras se eles ainda estiverem lá. Sobre o carro, a Olhos da Tempestade não tinha mais nenhum depois que o ponto de encontro deles foi destruido na noite passada. Então eu não faço a menor ideia de qual carro eles tão usando agora.. ou é de alguem novo, ou eles roubaram algum.
avatar
Luke Constantine

Mensagens : 406
Data de inscrição : 28/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Black-Hat (G) | Fúria-Justa-de-Esteno (G) - Guardiões da Canção Ancestral

Mensagem por NarraDiva em Seg Jul 02, 2018 8:13 am

Laurel passa o envelope recebido na assembleia para Luke enquanto Helenna seguia dirigindo. A Andarilho comenta:

'- Tomara que seja algo a ver com nossa missão, porque se não for, ações no cemitério podem atrapalhar nossa investigação sobre o problema que temos para resolver. Pistas podem ser destruídas nesse processo...'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3010
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Ruas da Zona Oeste

Mensagem por olhosdegaia em Ter Jul 03, 2018 4:38 pm

Forma - Glabro

"- Ser ou não ser, descobrir vamos. Estamos chegando?"


O Lupino continuava atento na rua e concentrado, em breve podiam estar lutando.
avatar
olhosdegaia

Mensagens : 234
Data de inscrição : 11/09/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Legado do Trovão (Glabro) - Guardiões da Canção Ancestral

Mensagem por Luke Constantine em Qua Jul 04, 2018 11:28 am

* Luke pega o envelope que Laurel lhe entrega e ouve o alerta da Ragabash. Também estava preocupado com o tema, tanto é que havia mencionado que poderiam ter dificuldades depois dessa noite. Olhos de Gaia, pragmático como sempre, lhes diz que o destino revelaria o que aconteceria e pergunta sobre o percurso. Não conhecia a região e, portanto, deixa para que as mulheres respondessem o lupino sobre o quanto ao percurso, aproveitando o momento para concordar com Black-Hat e adicionar: *

- A destruição de pistas me preocupa também, mas não dá pra saber o que teria acontecido se a Olhos da Tempestade não tivesse topado com esse ritual. Talvez esses desgraçados contaminassem as pistas com o próprio ritual deles, eles estavam agindo lá de qualquer maneira.. talvez a gente descobrisse vestígios de rituais depois e fossemos atrás deles mesmo sem saber se eles tem algo a ver com as profanações.. ou talvez eles pudessem ter concluído algo realmente ruim.. as possibilidades são muitas, mas eu espero que esses ritualistas tenham mesmo a ver com a profanação dos túmulos, seria o melhor cenário pra gente.

* Então, já tendo ciência de seu conteúdo, passa o envelope para Degan dar uma olhada nas imagens e nos relatos. Não tinha muita certeza se o Wendigo sabia ler e Olhos-de-Gaia definitivamente não sabia, motivo pelo qual comenta: *

- São informações sobre nossa missão. Temos coveiros falando sobre uma assombração nesse cemitério que estamos indo, túmulos de crianças violados nesse mesmo cemitério, e um informativo interno da polícia relatando um aumento de 30% no número de crianças desaparecidas no nosso território.

* Passa a notícia com seriedade, seu tom de voz era direto e grave como habitual. *
avatar
Luke Constantine

Mensagens : 406
Data de inscrição : 28/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Black-Hat (G) | Fúria-Justa-de-Esteno (G) - Legado-do-Trovão | Olhos-de-Gaia | Sangue-dos-Quatro-Ventos

Mensagem por NarraDiva em Qua Jul 04, 2018 9:51 pm

Helenna seguia concentrada no caminho e apenas diz para Olhos-de-Gaia:

'- Acho que ainda estamos um pouco longe...'

Mesmo sem trânsito não era exatamente próximo à entrada do Caern. Laurel comenta:

'- Bom, vamos ter trabalho mas teremos que lidar com isso... vou tentar ver se descubro algo sobre o que acontece por lá.'

E eis que, pelo espelho, Luke e os demais podiam ver os olhos de Laurel ficarem totalmente azuis e uma tela holográfica ser projetada por eles, uma tela de onde se via o planeta e que com o manipular das mãos de Laurel na projeção iam cada vez se aproximando mais como que num zoom.

Chocada com o que acontecia ao seu lado, Helenna quase perde o controle do carro mas usa da sua vontade para manter o controle e o foco ao lado de tamanha bizarrice.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3010
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue-dos-Quatro-Ventos (hominídeo) - Guardiões da Canção Ancestral

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em Qui Jul 05, 2018 3:11 am

O Wendigo apanha o envelope e lê sobre os desaparecimentos e violações. Ele coça o queixo ao ouvir sobre a destruição de provas. 

Tsc... 

" - Quem quer que esteja fazendo isso precisa de crianças, então sabemos que poderá atacar em lugares como escolas... Nós deveríamos ter saído juntos para esse cemitério..."

Fala Degan, como se dissesse para si mesmo. Mas a Inês era morta e teriam que trabalhar com o que tinham. 

" - Esse corpo que a Olhos-da-Tempestade foi buscar, também é de uma criança? Essa menina pode ser a assombração que os coveiros estão falando."

O Wendigo parece indignado. Infelizmente, no instante seguinte, ele vê pelo reflexo do espelho os olhos da Andarilha mudarem de cor e passarem a exibir imagens, como se fossem projetores de fotografia! O Wendigo arregala os olhos e de um sobressalto, bate a cabeça no teto do carro...

Ai... tsc, por Wakinyan Tanka*, com o que DIABOS essa tribo comunga?!

Degan parece inquieto, por sorte, ele não é o único e Helenna também se sobressalta ao volante. 

Tsc... Maldita Iktomi*! Além de trair a confiança da Grande Avó, se afastando do Caminho, ainda conseguiu tecer sua teia fundo nas cabeças desses Andarilhos, mais Aranha que lobo!

Ele dirige um olhar cúmplice ao Filho de Gaia e em seguida para a janela. Não gostava nem um pouco da Weaver, mas não iria criar um caso pouco antes da missão, que exigia concentração... E ele mesmo, dentre estrangeiros linguarudos em julgamento, sacrifícios ao Boitatá, Garou com braço de metal e ataques de vermes malditos, já havia passado por coisa pior naquela noite.

Wendigo, dai-me paciência para lidar com esses estrangeiros... Suas violações dos costumes não conhecem limites...

OFF: 

Iktomi = Weaver, tecelã na língua dos Wendigo.
Wakinyan Tanka = Pássaro-Trovejante, poderoso totem da tribo dos Wendigo e espírito das canções Lakota dos grandes lagos.
avatar
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 378
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 42

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Legado do Trovão (Glabro) - Guardiões da Canção Ancestral

Mensagem por Luke Constantine em Sex Jul 06, 2018 8:03 pm

* Enquanto Degan lia os documentos Helenna informa a todos que ainda estavam um pouco longe, o que era péssimo dada a urgência da situação. Precisava se ambientar o quanto antes com o território, não podia se permitir falhar por ausência de informações. Enquanto isso Laurel diz que lidariam com os problemas da melhor forma possível e indica que faria uma busca sobre o que estava acontecendo. Até aí tudo corria normalmente e Luke se presta a ouvir as indagações do Wendigo com atenção e o responde de pronto, rechaçando as possibilidades que ele levantava: *

- Duvido que os dois casos tenham relação. O corpo que eles foram buscar não é de criança. Ela se chamava Rachel, tinha mais de 18 anos, universitária.. morreu violentada por uns desgraçados, que morreram sofrendo ainda mais. Ela não deve ser a assombração que os coveiros viram, porque ela só costuma se materializar pra matar e se vingar de homens que cometeram alguma atrocidade contra mulheres.. se ela tivesse motivos pra aparecer pros coveiros eles já estariam mortos.

Esperava pela continuidade da conversa quando, pelo retrovisor central, nota os olhos de Black-Hat assumindo uma tonalidade diferente e uma imagem virtual é projetada deles. Sua boca se abre num espanto mudo e sua atenção é totalmente atraída pelo device da Andarilho do Asfalto e não consegue evitar seu primeiro pensamento dada a surpresa:*

"Porra, pelo trovão.. de onde os Baratas tiram essas coisas!?!"

* Aquilo era uma das demonstrações de tecnologia mais avançadas que já havia presenciado em sua vida, botava no chinelo qualquer holograma dos filmes Star Wars. Não consegue elaborar melhor as ideias porque, aparentemente, Helenna também havia sido pega de surpresa pela absurda tecnologia que repentinamente pipocava dentro do carro e quase perde a direção. Ela se controla, o carro se estabiliza, e Luke olha para seus outros irmãos para evitar qualquer sobressalto que pudesse dificultar também a condução. Degan se assusta a ponto de bater a cabeça no teto mas nada fala, limitando-se a fechar uma carranca e olhar para o outro lado. Reflete de pronto: *

"Ele não gostou do que viu, o que é esperado de alguém de uma das tribos que se autodenomina como "Puros".. por mim, enquanto isso me der a vantagem tá tudo certo.."

* Tinha suas reservas com a Weaver e nutria sim desconfiança com seus aparatos mas, como Senhor das Sombras que era, estava bem disposto à algumas concessões em troca de maior chance de vitória sobre seus inimigos. Coloca o braço como um obstáculo no vão dos bancos para evitar que Olhos-de-Gaia tentasse morder o holograma e fala com Laurel, inclinando o corpo para frente para observar melhor: *

- Você consegue chegar perto o suficiente pra ver o cemitério!? Isso aí dá uma visão em tempo real?

* O tom de voz do alfa vinha imbuído de grande curiosidade.. estava impressionado com as possibilidades que algo desse nível proporcionava. Fica ali observando o holograma ser manipulado, aproveitando para sorver o máximo de informações que pudesse. *
avatar
Luke Constantine

Mensagens : 406
Data de inscrição : 28/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Black-Hat (G) | Fúria-Justa-de-Esteno (G) - Legado-do-Trovão | Olhos-de-Gaia | Sangue-dos-Quatro-Ventos

Mensagem por NarraDiva em Dom Jul 08, 2018 11:21 am

A Andarilho dá um zoom maior e era possível ver uma rua com alguns prédios e um ponto escuro onde nada podia se enxergar. Black-Hat comenta:


'- Eu poderia alinhar os satélites para refletir a luz do sol e iluminar a escuridão para vermos o que acontece, mas pode não ser seguro para o véu. O local é naquele borrão negro. Algo acontece por lá.'


Helenna, incomodada com aquilo ao seu lado, acelera ainda mais o carro e comenta:


'- Não estamos tão longe. Se houver um plano de ação é hora de repassá-lo. Não creio que teremos tempo para enviar uma batedora.'


Estava certa? Errada? Era uma Ahroun e a batalha fervia, Black-Hat apenas comenta:


'- Isso pode não ser muito inteligente...'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3010
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Ruas da Zona Oeste

Mensagem por olhosdegaia em Seg Jul 09, 2018 5:03 pm

Forma - Glabro

O Lupino, apesar da estranheza inicial com a projeção que a Andarilho fazia de uma esfera azul, mantém sua total atenção naquilo, tentando compreender o que era aquilo, enquanto seus companheiros discutiam o que acontecia no cemitério e o comedor-de-crianças.

Os olhos do Filho de Gaia se focam naquele borrão negro, aparentemente aquela luz era um mapa, e quando a Ragabash fala daquele lugar, instintivamente ele estica a mão e nota que aquela luz parecia não ter temperatura, o que o faz querer tocar, e assim que encosta na esfera holográfica, assustado com a luz distorcida, retira sua mão, olhando para seus dedos, surpreendentemente intactos.

Não era a primeira vez que veriam a escuridão, ele se lembrava da última batalha com sanguessugas.

"- Eu poder rastrear com a Pedra Caçadora o Alfa da Olhos da Tempestade, poder usar isso pra ajudar a batedora."
avatar
olhosdegaia

Mensagens : 234
Data de inscrição : 11/09/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Degan (Glabro) - Guardiões

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em Ter Jul 10, 2018 1:59 am

O Wendigo ainda não estava muito à vontade com aquela ilusao da Weaver flutuando com a Andarilha. Mas ele escuta todas as ponderações das duas e a sugestão de Olhos-de-Gaia, que parecia estar confortável perto daquilo, mesmo sendo um Lupino...

Tsc... E pensar que Iktomi tomou todos os lobos deles...


Uma decisão devia ser tomada. Degan nunca foi partidário de chegar com o pé na porta. Não era assim que havia aprendido a caçar com seu povo. Ele então toma a palavra depois do Theurge:


" - Eu não sei o que pode haver nessa escuridão, mas me lembro que no prédio dos sanguessugas havia um lugar assim, uma escuridão quase sólida, que me causou um frenesi raposa. Vampiros conjuraram aquilo. Não sei se é o mesmo caso, mas no prédio eu contava com o ritual de Hélios que acabou com a mágica deles com um flash. Seu satélite pode fazer isso? Acha que um flash pode ameaçar o véu desse jeito?"


Odiava ter de contar com a Andarilha. Mas odiava mais a Wyrm e mais os desgraçados que prosperavam na escuridão. O tempo corria e era melhor que tivessem um plano rápido.

" - Se não tiver outro jeito e tivermos de entrar, não sei se será uma boa ideia nos separarmos, podemos acabar perdidos e abatidos lá dentro."


A fala de Degan é séria e ele não parece muito feliz com a primeira de suas sugestões, mas havia lidado com a escuridão antes e não queria repetir o erro. 

Tsc... Como Hélios faz falta...


O Wendigo para por um instante e se concentra em suas machadinhas para materializá-las antes de iniciarem a missão.

OFF: Solicito teste para puxar os machados.
avatar
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 378
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 42

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Legado do Trovão (Glabro) - Guardiões da Canção Ancestral

Mensagem por Luke Constantine em Ter Jul 10, 2018 5:33 am

* Luke observa atentamente o ponto negro que a Andarilho do Asfalto criava em seu holograma e apenas o analisa silenciosamente por alguns instantes. Black-Hat fala sobre a possibilidade de iluminar a área usando satélites e o Senhor das Sombras não consegue deixar de pensar: *

"As capacidades deles com a Weaver vão muito além de qualquer coisa que eu poderia sequer imaginar nos sonhos mais loucos.. isso é tão interessante quanto preocupante.."

* Sente o veículo se movendo ainda mais rápido e ouve Helenna sinalizando que estavam próximos, bem como sua sugestão. A Fúria-Negra parecia ansiosa para se lançar ao combate, tal qual era de se esperar de uma irmã de augúrio. Luke também sentia-se em casa no campo de batalha e ansiava por esses momentos, mas havia aprendido a duras penas o preço de decisões precipitadas. Não permitiria que ações temerárias pusessem em risco a atuação da matilha naquele local, não enquanto pudesse evitar. Olhos-de-Gaia parecia curioso com a projeção, em dado momento até tenta toca-la. *

"Ele é tão curioso quanto um Uktena.."

* A sugestão do lobo de utilizar a pedra caçadora era interessante e logo Degan fala sobre vampiros, sobre o sol e sobre os riscos de frenesi. Aquilo adicionava ainda mais variantes ao ataque e faz com que o Senhor das Sombras tenha mais certeza de que deveriam avançar com alguma cautela. Diz aos demais: *

- Então essa escuridão pode ser de vampiros, o que parece perigoso pelo que vocês falaram, ou acho que também pode ser algo como o que os Uktenas fizeram no Caern pra proteger o véu. Não temos como saber, pode ser tanto um quanto o outro, mas se essa escuridão foi conjurada por Garous a iluminação da área pode expor o véu sim. 

* Então mais diretamente para Black-Hat: *

- Mantenha a iluminação como uma opção em caso de extrema necessidade, mas a principio não vamos usar esse recurso sem saber com o que estamos lidando.

* Decidida a questão da iluminação, passa à atuação principal: *

- Não vamos investir às cegas, nossa ação aqui tem que ser precisa e sem margem de erros. Black-Hat será nossa batedora e vai analisar o lugar com a perspicácia que os Lua Nova herdaram de Gaia. Com as informações que ela trouxer vamos direcionar nosso ataque pra onde dói mais e fazer nossos inimigos sangrarem. 

* Novamente volta-se mais especificamente para Laurel e diz: *

- Você desce do carro assim que chegarmos e faz o reconhecimento enquanto a gente estaciona e se prepara, estaremos perto entrada mais próxima. Se você for exposta chame por nós, e se algo forçar nossa entrada imediata nós te alertamos. Seja o mais rápida que puder, conto com você. 

* Pousa uma mão no ombro da Ragabash por um instante, demonstrando confiança, e então se volta para Olhos-de-Gaia: *

- Guarda o ritual pra caso Laurel não veja os caras. Ela vai fazer um progresso melhor e mais rápido sozinha, mas enquanto isso eu preciso que você observe a umbra no local e me diga as alterações.

* Então para Helenna: *

- Para o carro um pouco antes da entrada, não vamos nos colocar em evidencia e nosso avanço vai ser o mais furtivo possível. 

* Então apenas finaliza, encerrando suas ordens: *

- É isso, estejam prontos.
avatar
Luke Constantine

Mensagens : 406
Data de inscrição : 28/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Black-Hat (G) | Fúria-Justa-de-Esteno (G) - Legado-do-Trovão | Olhos-de-Gaia | Sangue-dos-Quatro-Ventos

Mensagem por NarraDiva em Qua Jul 11, 2018 10:21 pm

Helenna para o carro a algumas quadras do cemitério. Ela toma a precaução de apagar os faróis bem antes de chegar ali. Todo o grupo consegue enxergar que haviam dois carros na frente do cemitério e um deles estava partindo naquele segundo.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3010
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Ruas da Zona Oeste

Mensagem por olhosdegaia em Qui Jul 12, 2018 9:43 pm

Forma - Glabro

O Filho de Gaia assente com as ordens do Alfa, e assim que o veículo pára, ele se concentra para fazer surgir seu bastão em sua mão.

Então, se concentra novamente, agora focando no espelho do motorista, a superfície reflexiva que ele encontra, então, tentando espiar a Umbra.

OFF: Peço teste de ativação do fetiche e também para espiar a Umbra.
avatar
olhosdegaia

Mensagens : 234
Data de inscrição : 11/09/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue-dos-Quatro-Ventos (Glabro) - Guardiões

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em Sab Jul 14, 2018 3:43 am

Deganawida escuta toda a explicação de Luke, mas não parece totalmente convencido. Esperava ao menos ouvir algo sobre o satélite (que ele tinha custado a citar), ou a natureza daquelas sombras pela Ragabash, mas não havia muito mais tempo.

Tsc. Tenho um mau pressentimento sobre isso..


Assim que Helenna para o carro, o Wendigo observa pelo vidro o carro deixar a área e, por via das dúvidas, observa e grava o tipo de carro, cor e a placa. 

Tsc... Coincidência? Pelo menos ele está deixando o lugar agora.


Brandindo as machadinhas, o Wendigo apenas aguarda a próxima parte do plano se desenrolar.
avatar
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 378
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 42

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Legado do Trovão (Glabro) - Guardiões da Canção Ancestral

Mensagem por Luke Constantine em Seg Jul 16, 2018 10:21 pm

* Seus irmãos pareciam prontos para ação, Helenna desliga os faróis do carro, e o grupo se aproxima do cemitério chamando a menor atenção possível. Via que dois carros estavam ali estacionados e que, naquele exato instante, um deles começava a deixar o local. A escuridão que a Andarilho de Asfalto mencionara agora era visível no céu e aquele carro partindo não parecia bom sinal: *

"Velho.. não pode ser coincidência, nada nessa cidade é coincidência. A menos que seja uma distrição ou uma armadilha.. mas porra, aí tem coisa."

* Imediatamente fixa os olhos na placa do carro e em seguida observa detalhes do modelo enquanto pergunta para Black-Hat: *

- Laurel, quem quer que esteja dentro do carro pode ter alguma coisa a ver com o que tá acontecendo lá dentro. Pode ser que não, mas eu não acho que seja coincidência e prefiro não deixar ponta solta. Você consegue fazer esse seu satélite seguir o carro? Se tiver coisa aí, ele pode nos levar direto pra algum ponto de interesse. E mesmo se não tiver.. melhor ter a informação e não precisar, do que não ter nada.

* Aguarda uma resposta da Andarilho do Asfalto, aquele ponto definiria as ordens que daria em seguida. *
avatar
Luke Constantine

Mensagens : 406
Data de inscrição : 28/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Black-Hat (G) | Fúria-Justa-de-Esteno (G) - Legado-do-Trovão | Olhos-de-Gaia | Sangue-dos-Quatro-Ventos

Mensagem por NarraDiva Ontem à(s) 9:02 am

Olhos de Gaia consegue ativar o Fetiche, mas precisaria se concentrar novamente para enxergar a Penumbra. Vendo que não teriam ordens para seguir o carro, Helenna para a algumas quadras de distância do cemitério. A Fúria Negra aguardava a reação da Andarilho que mexia freneticamente na sua estranha projeção após as palavras de Luke:

'- Farei melhor que isso. Ninguém vai fugir no meu turno, Legado-do-Trovão.'

O Senhor das Sombras não saberia o que Laurel havia feito, mas algo ela tinha feito e a projeção se desfez ao final e ela apenas diz:

'- Agora vou ver o que tá rolando no cemitério. Fiquem prontos para, ao meu sinal, entrarem.'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3010
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Ruas da Zona Oeste

Mensagem por Luke Constantine Ontem à(s) 6:39 pm

* Helenna para o carro e Luke observa Black-Hat mexendo loucamente em seus estranhos devices. O Senhor das Sombras tinha pressa por respostas, o tempo para agir caso precisasse empreender uma perseguição era curto, mas havia aprendido a confiar no talento da Andarilho do Asfalto e não a interrompe. A espera é recompensada com a confirmação de que o carro seria seguido e, por mais que não soubesse o que havia sido feito, o tom da ragabash era confiante o suficiente para fazê-lo dizer em aprovação: *
 
- Ótimo, isso garante que não teremos pontas soltas.
 
* Então apenas dá o aval para que ela pudesse deixar o veículo e seguir o plano que já havia sido estabelecido: *
 
- Vai, estaremos te esperando.
 
* Enquanto a lua nova seguia para usar seus melhores talentos, volta-se para os demais: *
 
- Façam os últimos preparativos. Em instantes vamos deixar o carro e seguimos até a entrada do cemitério chamando a menor atenção possível. Quando Black-Hat der o sinal nós entramos, Helenna no centro, eu e Degan de cada lado, Olhos-de-Gaia na retaguarda.
 
* Finaliza com uma indagação ao lupino: *

- Olhos-de-Gaia, qual a situação da Umbra local?
avatar
Luke Constantine

Mensagens : 406
Data de inscrição : 28/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Ruas da Zona Oeste

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 10 de 11 Anterior  1, 2, 3 ... , 9, 10, 11  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum