Clareira Central

Novo Tópico   Este Tópico está bloqueado. Você não pode editar as mensagens ou responder.

Página 3 de 40 Anterior  1, 2, 3, 4 ... 21 ... 40  Seguinte

Ir em baixo

Réquiem - Sentinela das Sombras - Sombra da Coruja

Mensagem por Angelique T. Albrecht em Sex Fev 16, 2018 4:42 am

A mão da Presas de Prata estendida para o Peregrino para o cumprimento é ignorada devido ao humor do Ragabash. Dele ela sentia uma Raça Pura que emanava fracamente, mas ainda sim ela podia sentir. Angelique recolhe sua mão e o responde:

-Independente de realeza ou não, educação e respeito sempre são bem vindos. Pelo que me consta, sua noite ter sido foda e seu dia pior ainda não é minha culpa e isso não é desculpa para tratar mal qualquer garou, sendo ele da sua matilha ou não.

Royce podia perceber que Angelique usava as palavras de forma tranquila e passava uma sensação de que era bem carismática.

Para o Philodox ela diz:

-Digo animada no quesito de que muitos acontecimentos relevantes à história garou serão decididas esta noite acerca de dois Anciões importantes e eu terei o privilégio de estar presente e manter um registro do fato. Não me leve a mal, Sentinela das Sombras, mas não disse animada como se fosse uma festa, onde todos beberemos e comeremos até o sol raiar.

Iria fazer outros questionamentos, mas preferiu deixar isso para outro momento e talvez para garous mais receptivos.
avatar
Angelique T. Albrecht

Mensagens : 387
Data de inscrição : 25/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Skullhead (Hominideo) - Narração | Sentinela-das-Sombras, Sombra-da-Coruja e Réquiem

Mensagem por Skullhead em Sex Fev 16, 2018 8:47 am

'- Skullhead, Theurge Cliath Andarilho da Olhos da Tempestade está adentrado o Caern!'

O uivo é escutado vindo da entrada da zona oeste e, em algum tempo, o semblante pesaroso do Garou aparece pela trilha. Ele tinha um sinal de aparente cansaço, entretanto, quem o conhecesse, perceberia que havia algo realmente diferente nele: Um novo braço!

O lua crescente caminhava pesadamente até que percebe a presença de Victor, Hadrian e uma outra pessoa, até então desconhecida para ele. Ele a analisa, de longe, aproximando-se até ele.

'- Victor, Hadrian...'

Ele cumprimenta os outros filhos do Elefante com um menear de cabeça. Ele usava um casaco largo e calças jeans surradas, mas era perceptível que havia um braço onde antes havia o nada. Ele se vira para a desconhecida.

'- E aí, beleza? Sou Camillo Duarte, Skull-head, Hominídeo, Theurge Cliath dos Andarilhos do Asfalto... Novata?'

Ele pergunta a ela, mas também direciona o questionamento para os outros dois. Para Angelique, a coisa mais bizarra no Theurge era o fato dele ter todas as partes aparentes de seu corpo recoberta com tatuagens... o que provavelmente diria que ele era 100% tatuado.
avatar
Skullhead

Mensagens : 524
Data de inscrição : 02/07/2017
Idade : 23
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Victor Montenegro em Sex Fev 16, 2018 9:23 am

Diante da resposta atravessada e claramente desgostosa do ragabash e do tapa com luva de pelica da Galliard, Victor intervém antes que aquilo escalonasse desnecessariamente:

'- Angelique, entenda, foram realmente uma noite e uma manhã muito, muito difíceis. Você não encontrará sua matilha no melhor dos humores hoje, infelizmente, mas peço que não leve para o pessoal. Depois eu lhe ponho a par de tudo e você vai entender. Ainda não lhe falei metade.' - Comenta de forma branda e oferece um sorriso à Presas de Prata.

Vira-se para Hadrian e o responde de forma leve:

- Você realmente está um trapo, mas, infelizmente, não lhe chamei aqui apenas para conhecer nossa nova irmã. Acho que você não vai gostar muito do que eu tenho para lhe dizer... - Nessa hora, com todos os membros, Camillo se aproxima e os cumprimenta. Victor arqueia levemente a sobrancelha e recepciona o Theurge ja fazendo as devidas apresentações:

- E aí, Camillo?. Isso aí é novidade. - Comenta olhando para o braço que brotava novamente do lado direito do Lua Crescente e continua sem dar maior importância:

- Sim. Camillo, essa é Angelique Albrecht, Réquiem, Impura,
Cliath, Galliard dos Presas de Prata e a mais nova membro da Olhos da Tempestade. Angelique, este é Camillo Duarte, Skull-Head, Theurge, Cliath dos Andarilhos do Asfalto e nosso irmão de matilha.
- Espera que ambos se cumprimentam e acena para Siegfried pedindo que ele se aproxime enquanto fala novamente para Hadrian:

-Sim. Cara, então. Nós precisamos resolver um problema seu com um Fenris que você, aparentemente,
trapaceou na noite passada. Nossa matilha já tem problemas demais para ter ainda mais uma inimizade com um membro de uma das tribos que lidera o Caern... e você entende o que significa fazer as pazes com um Fenris, não é mesmo?


avatar
Victor Montenegro

Mensagens : 668
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 32
Localização : Rio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Réquiem - Sentinela das Sombras - Sombra da Coruja - Skull Head

Mensagem por Angelique T. Albrecht em Sex Fev 16, 2018 12:13 pm

Victor toma a frente na conversa, tentando evitar que a conversa entre ela e o Ragabash seguisse por um caminho do qual ela já conhecia bem desde que se tinha dado conta de que era Impura e não bem vista entre todos os outros garou.

-Sem problemas Sentinela das Sombras.

E abre um sorriso carismático, ouvindo o que o Philodox tinha a dizer sobre o caso do Ragabash.

Angelique percebe o anúncio de outro garou da Olhos da Tempestade que adentrava o Caern. Era um Theurge dos Andarilhos do Asfalto. Não tarde até que ele se aproxime e deixe um sentimento de surpresa na Galliard devido às inúmeras tatuagens pelo seu corpo. Já imaginava que aquelas tatuagens poderiam ser residência de espíritos que poderiam habitar o corpo do Theurge, dando-lhe mais poder do que de costume. E o Theurge também tinha educação. Deu uma olhadela rápida para Hadrian, enquanto estendia sua mão para cumprimentar o Andarilho.

-É um prazer conhecê-lo, Camillo Duarte.

Apresentações feitas pelo Philodox, o problema que tinham que resolver se tratava de Hadrian com um Cria de Fenris.
avatar
Angelique T. Albrecht

Mensagens : 387
Data de inscrição : 25/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Arauto-da-Morte em Sex Fev 16, 2018 1:16 pm

Forma Atual - Hominídeo

*Se você acha que eu lhe tratei mal, você de fato é só mais uma esnobe do caralho, vc vai aprender muito rápido o que é ser tratado mal por esse Caern do Inferno*

O Ragabash faz sua melhor cara de envergonhado após a reprimenda de Angelique, dando o ar de mais puro arrependimento, porém, logo volta-se para Victor.

"- Verdade Victor, eu enganei um Fenrir que estava com uma vontade sobrenatural de arrancar sangue de uma irmã de tribo durante os maravilhosos atos de ontem a noite a voltar para a clareira impedindo mais violência interna, e agora, entendendo o dever da boa educação, eu irei ser espancado e sangrarei para que outrem possa novamente vir a ficar satisfeito com o próprio ego"

Olha com um sorriso no rosto para Angelique, e diz:

"-Esta vendo, aprendo rápido a ser educado, porém, se me permite a indelicadeza, preciso apanhar de um Fenrir"

Volta-se para Victor ainda com um sorriso congelado no rosto:

"-E então amigo, indique o caminho"
avatar
Arauto-da-Morte

Mensagens : 320
Data de inscrição : 18/12/2017
Localização : Belem

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Victor Montenegro em Sex Fev 16, 2018 3:44 pm

* Pelo Trovão...* - Pensa internamente diante da alfinetada de Hadrian, mas resolve não se ater a isso e responde calmamente:

- Você faria bem em não  confundir Ego com dever, ragabash.
Por meio de trapassas você retirou um Fenris Lupino de uma caçada de sangue. O lobo seguia o comando do seu alfa e você o forçou a desobedece-lo. Acredite, não existe ego no sentimento daquele lobo, mas pode ter certeza que existe fúria e um desejo de vingança, que fazemos bem em resolver o quanto antes... Siegfried já está terminando sua luta, quando ele chegar pedirei que ele nos leve até o Lupino para que possamos resolver logo isso
- Diz enquanto acende um cigarro.
avatar
Victor Montenegro

Mensagens : 668
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 32
Localização : Rio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Arauto-da-Morte em Sex Fev 16, 2018 4:18 pm

Forma Atual - Hominídeo.

*Que a Wyld, weaver e a Wyrm protejam aqueles da vingança que eu desejaria ter*


Hadrian, mantendo a mesma expressão de sorriso canalha, comenta:

"-Tem só um pequeno detalhe que eu devo comentar antes de satisfazer a vingança desmotivada alheia, por o capricho de uma Theurge desocupada, estou incapaz de mudar de forma."


Começa a assobiar "Highway to hell" enquanto espera o avatar de Thor terminar sua impressionante luta.
avatar
Arauto-da-Morte

Mensagens : 320
Data de inscrição : 18/12/2017
Localização : Belem

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Réquiem - Sentinela das Sombras - Sombra da Coruja - Skull Head

Mensagem por Angelique T. Albrecht em Sex Fev 16, 2018 7:11 pm

Depois de cumprimentar Skull Head e apertar sua mão (ou não), de súbito, Angelique fala para Sombra da Coruja:

-Sombra da Coruja, sejamos diretos. Você quer mesmo receber um novo membro da matilha assim, com o pé esquerdo e ganhar mais um desafeto?

As palavras da Presas de Prata eram um pouco mais duras do que as anteriores, mas não tinham tom de repreensão.

-Não tenho nada contra você, nada contra sua tribo e muito menos contra seu augúrio, mas se você continuar dando alfinetadas por um conselho que tentei lhe passar com toda a educação, nossa relação na Olhos da Tempestade será bem complicada e desagradável. Não só para mim e você, mas para todos os membros da matilha. Se não tivermos união entre nós mesmos, qual o real valor de uma matilha?

Ela cruza os braços, olhando nos olhos de Hadrian:

-Todos nós temos um dia de merda por semana, no mínimo. Alguns mais do que três. Engolir essa merda é difícil, entendo, mas tem que ser engolida. Eu, reitero aqui, não tenho nada a ver com o que você passou, fez ou deixou de fazer. Então pare de encher o saco antes que isso acarrete mais merda para você. Esse tipo de atitude e pensamento que tens é que desune a Nação Garou. Se todos pensassem com mais unidade, muitos problemas poderiam ser evitados.

Ela descruza os braços, suspirando fundo, desta vez tomando um tom mais conciliador:

-Entendo que seu augúrio é aquele que brinca, dá alfinetadas, mas tudo tem sua hora e lugar. Agora vamos ser pelo menos colegas e resolver a merda que você fez com o Cria? Quem sabe você tem alguma habilidade que possa ser útil, mesmo não podendo mudar de forma. O que acha?
avatar
Angelique T. Albrecht

Mensagens : 387
Data de inscrição : 25/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Arauto-da-Morte em Sex Fev 16, 2018 8:04 pm

A gota d'agua no humor do ragabash tinha acabado de cair ao ouvir as palavras da Presa de prata..

O Peregrino a encara nos olhos, sem nenhum traço do humor que outrora demonstrava, mas com a fúria que sentia sendo contida apenas pela sua força de vontade.

"-Bem, vamos lá Princesinha de Prata, para começar nossa conversa, eu, até esse momento não havia lhe faltado com respeito algum, e, meu deus, você tentou me passar um conselho que eu devo ser educado com todos?? Só porque eu não lhe cumprimentei ASSIM que cheguei para responder o chamado de meu irmão de matilha?  Olha, vou te ser sincero, se você se incomodou com isso, é melhor que o seu sobrenome ou sua raça pura façam todos serem gentis com você, porque, de outro modo, você vai descobrir que eu sou um dos espíritos mais gentis deste caern.

Você fala de união e sobre ter um dia de merda por semana? Você faz IDEIA do que aconteceu aqui ontem? Ontem morreram garous suficientes para se formar um CAERN INTEIRO, sabe quem os matou? OUTROS GAROUS DA TAO FALADA NAÇÃO GAROU!!!




Ontem, uma lenda garou, o garou mais velho vivo, velho eusébio, de minha tribo, deu sua vida em prol desse mesmo Caern, para aplacar o totem enfurecido por essa caçada imbecil...


A sim.. agora vamos a cereja do bolo, você sabe qual é a MERDA que eu fiz ontem com o cria? Eu impedi que ele matasse mais uma garou, eu impedi talvez que ele perdesse a própria vida, pois não só perseguiria a Ragabash, como se colocaria diretamente no meio do combate entre dois anciões, a sim, sabe como eu fiz isso? COM PALAVRAS, DISSE PARA ELE "Eles foram por alí", e, ele acreditou? Nenhum sangue foi vertido por minhas atitudes, talvez você ache que a chacina que aconteceu ontem entre garous supostamente GAIANOS, não seja razão o suficiente para eu, MEU BOM DEUS, não ter lhe cumprimentado.

Você, como uma contadora de histórias, deveria entender que como ragabash é melhor lidar com minha fúria com humor ao invés de lidar como os Aurhouns.

Então, Angelique T. Albrecht, Requiem, caso você não consiga sequer lidar com humor, eu a aconselho a correr o mais longe possível deste local, pois acredite que será o sentimento mais ameno que vai conseguir, e, dito isto, eu, caso tivesse o poder para fazê-lo, a acolheria de braços abertos à Olhos-da-tempestade, caso, olhando ao seu redor, sua razão suplante seu orgulho."

avatar
Arauto-da-Morte

Mensagens : 320
Data de inscrição : 18/12/2017
Localização : Belem

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Victor Montenegro em Sex Fev 16, 2018 8:30 pm

*Pelo Trovão! Mais duas crianças birrentas.*

-Basta. - Fala em tom seco, mas com voz inalterada.

- Eu não quero mais ouvir um piu sobre essa história. Angelique, você é uma Galliard dos Presas de Prata. Eu espero mais de você do quê alguém que fica remoendo uma falta de educação e fica dando trela pra alfinetada besta de Ragabash. Olhe ao seu redor, leia o ambiente, veja as feições dos membros dessa seita e, especialmente a de seu irmão de matilha. Você quer me dizer que lhe falta empatia ao ponto de nao saber quando relevar um maltrato de um irmão que está sofrendo? E outra, você não estava aqui ontem e, por mais que eu tente, minhas palavras não seriam capazes de descrever. Então não fale como se tivesse qualquer noção do que nós passamos e do que se passou. Honre seu nome, tribo e augúrio e se mostre acima dessa pequenez. - Vira-se para Hadrian e diz:

- E você. Ela está certa.
A língua afiada dos ragabash serve pra aparar as arestas e não pra sair alfinetando irmão de matilha sem necessidade. Independente da dor e da frustração, Hadrian. Não há mais espaço pra animosidade dentro da nossa matilha ou mais ainda dentro desta seita. Ou nos unimos e agimos como 1 ou vamos nos foder ainda mais. Estamos entendidos?.
- Da um trago e continua no mesmo tom seco/inalterado:

- Muito bem. Agora que isso está resolvido, porque, escutem bem.
Está resolvido! Vamos começar novamente e, desta vez, de forma amigável. Vocês já disseram o que tinham a dizer, agora entendam um ao outro e superem. 
- encara ambos por um momento e finaliza:

- Vamos logo até Siegfried, ele já se divertiu o suficiente.
avatar
Victor Montenegro

Mensagens : 668
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 32
Localização : Rio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Fênix-de-Prata - Sussurros-Solitários

Mensagem por NarraDiva em Sex Fev 16, 2018 8:45 pm

Naturalmente Fênix-de-Prata não conhecia tão bem essas terras como um lobo criado num Caern na Amazônia, mas o Theurge não hesita em dizer:

'- É uma ótima ideia, seria ideal que você e seus irmãos de tribo assumissem essa tarefa com a afinidade natural que Uktenas tem com os espíritos desse continente.'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3319
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Réquiem - Sentinela das Sombras - Sombra da Coruja - Skull Head

Mensagem por Angelique T. Albrecht em Sex Fev 16, 2018 8:52 pm

Hadrian responde Angelique em um tom completamente irritante, mas da resposta do Peregrino ela consegue retirar algumas informações muito importantes sobre o irmão de matilha.

*Mais produtivo, impossível.*

Não iria responder o Ragabash e mesmo que quisesse, Victor se põe entre os dois para aplacar os ânimos. Não se alterando, Angelique responde Sentinela das Sombras:

-Tens razão Sentinela das Sombras. Errei em continuar pontuando o que aconteceu.

Então ela olha para Sombra da Coruja, querendo encerrar aquele assunto:

-Peço-lhe humildemente que me desculpe, Sombra da Coruja. Realmente não sei o que aconteceu ontem, pelo menos não toda a história e nem mesmo todos os detalhes. As perdas realmente foram incontáveis para todas as tribos e lhe prometo que minhas ações futuras lhe mostrarão que estou arrependida pelas minhas palavras.

Ela não sorri para evitar interpretações errôneas por parte do Filho da Coruja.

-Agora...como Sentinela das Sombras disse, vamos tentar resolver o problema com o Cria de Fenris. Tudo bem?

Olhava do Philodox para o Ragabash, aguardando uma ação ou resposta.
avatar
Angelique T. Albrecht

Mensagens : 387
Data de inscrição : 25/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Réquiem | Sentinela-das-Sombras | Sombra-da-Coruja | Skullhead

Mensagem por NarraDiva em Sex Fev 16, 2018 8:59 pm

A discussão de Hadrian com Angelique chama atenção no Caern nos momentos em que a voz do Peregrino se eleva. Hadrian podia notar que um dos dois Fenris que lutavam juntos - e estavam em clara desvantagem - contra Siegfried era Esmaga-a-Wyrm, o Fenris que ele havia enganado. O braço de Skullhead também era algo que chamava atenção do conjunto de Garous na Clareira Central.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3319
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Arauto-da-Morte em Sex Fev 16, 2018 9:09 pm

Forma Atual - Hominídeo

Hadrian escuta a interrupção de Victor e sua fúria volta a baixar, afinal, ele não podia discutir com o conselho que ele mesmo dera, e existia ali razão o suficiente para que ele escutasse tudo.

Ao voltar-se para Angelique, a mesma também muda o discurso para um tom mais conciliatório, o que acaba de vez com o rompante do Ragabash, este, em tom sincero lhe dá, de fato, as boas vindas.

"-Seja bem vinda à olhos da tempestade...."


Antes que pudesse continuar, nota que a atenção do grupo de lutadores se voltara para eles, e, dentre eles, estava Esmaga-a-Wyrm.

*É mermão, pisou na merda, abre os dedos*


Não consegue novamente esconder o sorriso, olha para Angelique, olha para Victor, meneia a cabeça em direção a Esmaga-a-Wyrm e diz:

"- Vamos resolver isso sim, e vamos resolver agora, pois o Cria esta bem ali ao lago do Sig, e ai Juiz, você fala ou eu falo?"

Poe as mãos atrás da cabeça afim de relaxar um pouco, a tensão que mal o abandonara agora voltava a querer se grudar nele.
avatar
Arauto-da-Morte

Mensagens : 320
Data de inscrição : 18/12/2017
Localização : Belem

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Victor Montenegro em Sex Fev 16, 2018 9:29 pm

*Por Gaia eu posso me arrepender de dizer isso.*

Victor pondera por um instante e diz:

- Você fala. Você o afrontou, você o desafia pela honra.
Não use de pompa ou floreios, admita que agiu de forma covarde, pois é assim que ele enxerga, e o desafie em honra. Poucas palavras, sem frescura e direto ao ponto.
Entendidos?
- Comenta sereno e finaliza:

- Agora vamos. Camillo,
cara, busca um Theurge com toque da mãe. Acho que vamos precisar...
- Com isso dito segue rumo aos Fenris com seus irmãos
avatar
Victor Montenegro

Mensagens : 668
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 32
Localização : Rio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Arauto-da-Morte em Sex Fev 16, 2018 9:52 pm

Forma Atual - Hominídeo

O Peregrino assente para Victor, de fato, ele pensava em procurar o Cria de fenris para por tudo a limpo, porém, o palco já estava armado, a situação era propícia, e, no pior dos casos, tinha sua matilha ao seu redor para evitar um eventual assassinato.

Hadrian se dirige até o grupo que estava a terminar a luta, inspira fundo e, em voz alta, fala com o Lupino.

"-Esmaga-a-Wyrm, eu, Sombra-da-coruja, ontem o enganei e o roubei um combate, fiz o que meu augúrio achou correto na situação, mas, respeito-o e hoje vim aqui dar à você o combate que antes roubei, aviso, não posso mudar de forma, mas aceito as condições que quiser combater, peço que, quando o combate se encerrar, a honra seja curada e qualquer problema entre nós se encerre,."


*Quando em roma, faça como os romanos*
avatar
Arauto-da-Morte

Mensagens : 320
Data de inscrição : 18/12/2017
Localização : Belem

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Réquiem - Sentinela das Sombras - Sombra da Coruja - Skull Head

Mensagem por Angelique T. Albrecht em Sex Fev 16, 2018 11:25 pm

Angelique agradece as palavras de boas vindas de Sombra da Coruja com um meneio de cabeça e um sorriso carismático. Era possível sentir uma tensão no ar no que tangia sobre o problema com o Cria de Fenris. Neste momento, a Presas de Prata apenas escuta o que o Peregrino e o Senhor das Sombras diziam, não tinha como opinar sobre a situação e não queria se intrometer tanto assim em assuntos dos quais ela nem estava presente. Seguia o conselho de Victor, um garou de posto superior, assim como mandava as leis da Nação.

A Impura segue Victor e Hadrian na direção dos Crias de Fenris que lutavam.

Assim que chegam nos três Crias, Réquiem meneia a cabeça para os três em tom de cumprimento. Respeito era sempre bom e ela tinha isso como premissa em sua vida. Hadrian é direto em suas palavras, tanto quanto Victor o fora segundos antes. E as palavras do Peregrino soavam respeitosas, pelo menos ao ver da Galliard. Agora restava a resposta do Cria sobre a luta.
avatar
Angelique T. Albrecht

Mensagens : 387
Data de inscrição : 25/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Legado do Trovão (Lupino) - Olhos da Tempestade

Mensagem por Luke Constantine em Sab Fev 17, 2018 1:00 am

* Luke chega na clareira central na forma lupina e escrutina o local calmamente para captar o que se passava ao seu redor. Não demora até visualizar boa parte de seus irmãos de matilha já reunidos e vai se aproximando. Nota que Victor, Coruja, Caveira e uma desconhecida estavam abordando Siegfried e outros dois Fenris que cheiravam a suor. Não pudera ouvir o que havia sido dito mas algo lhe indicava que havia alguma forma de tensão no ar. Chega ao grupo nesse momento e gasta algum tempo sentindo o cheiro da desconhecida que ali estava mas, estranhamente, não sente cheiro algum e fica ressabiado. Podia sentir, no entanto, a enorme raça pura que ela emanava mas tinha certeza de nunca antes te-la visto naquele Caern.. uma recém chegada, provavelmente. Angelique poderia notar facilmente que o Senhor das Sombras a observava com seus olhos amarelados. Luke era grande para um lobo, ultrapassando o tamanho médio (físico impressionante), e havia uma notória aura predatória que o acompanhava. Seus pelos muito negros captavam a luz do luar e uma raça pura digna dos grandes reis da nação podia ser sentida nele. Seu olhar abandona a desconhecida por ora e se dirigem à Skull-Head, que agora tinha novamente dois braços. Fareja naquela direção, sem saber de onde saíra aquela novidade. Por fim, apenas se aproxima de Victor, que não parecia diretamente envolvido na abordagem, e pergunta sucintamente na lingua Garou, indo direto ao assunto como lhe era habitual: *

- O que houve?
avatar
Luke Constantine

Mensagens : 435
Data de inscrição : 28/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Victor Montenegro em Sab Fev 17, 2018 2:09 am

Victor percebe a aproximação do familiar lobo negro e o cumprimenta com um manear de cabeça respeitoso. Quando Luke chega até ele e o questiona sobre o que ocorria, o Philodox responde brevemente:

- Sombra-da-Coruja desafia Esmaga-a-Wyrm por sua honra e essa - diz olhando para a Galliard - é Angelique Albrecht, Réquiem, Impura, Cliath, Galliard dos Presas de Prata. Designada por Garras-do-Trovão como nova membro de nossa matilha. 

-Angelique, esse é Luke Constantine, Legado do Trovão, hominídeo,
Cliath, Ahroun dos Senhores das Sombras e Alfa da Olhos da Tempestade.
- O Philodox se afasta um pouco, dando espaço para que os dois se aproximem e se cumprimentem, mas nada mais diz tendo sua atenção concentrada no que iria acontecer e na resposta do Cria de Fenris.
avatar
Victor Montenegro

Mensagens : 668
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 32
Localização : Rio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Skullhead (Hominideo) - Matilha Olhos da Tempestade | Narração

Mensagem por Skullhead em Sab Fev 17, 2018 9:21 am

Skullhead cumprimenta a nova Galliard, mas logo percebe que havia algo de estranho no ar. Ela e Hadrian pareciam estar numa verdadeira discussão sobre etiqueta e sobre como um sabia mais das coisas daquele Caern que o outro. Ele arqueia as sombracelhas, elevando a visão para o ping-pong social que havia sido plantado diante deles. E a discussão começa a chamar a atenção.

*Tudo o que a caraia dessa matilha tava precisando era mais atenção mesmo, né?*

Felizmente, Victor interpõe e acaba de vez com a pequena confusão. Eles podiam finalmente seguir caminho, no caso, caminhar até a surra certa que o Ragabash precisava levar do Cria de Fenrir para poder saciar a honra do mesmo. Caminhavam todos juntos quadno Victor pede que Skullhead encontrasse um Theurge que pudesse curar naquela disputa. Ele assente e se retira a tempo de cumprimentar o Alpha, que havia retornado de algum lugar, com um aceno de mão - a mão direita! Hadrian desafiava o Ahroun.

*Vai ser um barra do caralho, espero que ele não fique com a porra de um membro fodido!*

Skullhead se retira e começa a procurar um Theurge. Ele via Sussurros conversando com o Presas de Prata do Alto Conselho, mas prefere não se aproximar. Sussurros ainda não sabia usar o Toque da Mãe, assim como ele, e provavelmente ainda deveria estar emputecido com tudo que ocorreu de manhã. O Theurge, então, prefere por procurar Link, sua irmã tribal, que ele tinha certeza que possuía os dons certos.
avatar
Skullhead

Mensagens : 524
Data de inscrição : 02/07/2017
Idade : 23
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Sussurros Solitários em Sab Fev 17, 2018 10:59 am

Forma atual: Lupino

O Lobo ouve satisfeito as palavras do Mestre de Rituais, fica feliz que tenham tido um bom começo de relação e com a aceitação de suas idéias. 

*Espero aprender muito com ele e contribuir o máximo que puder para esta seita.*


"- Falarei com Invocador assim que possível. Se houver mais alguma coisa que possa fazer é só falar. Fênix-de-Prata-rhya, gostaria do seu conselho. Eu e minha matilha vamos enfrentar o espectro da Mulher de Branco esta noite e sei que você sabe muito sobre esses espíritos, algum conselho para um jovem cliath?"   

Assim que termina de falar a frase o lobo consegue avistar sua matilha quase toda reunida, alguma discussão acalorada se passa entre eles e uma garou desconhecida, logo depois eles seguem conversando com alguns Crias de Fenris que treinavam com Cólera-de-Balder, mas o mais estranho de toda a cena era Skullhead que agora portava um novo braço metálico.

*O que diabos, em nome do grande Uktena, aquele macaco fez com ele mesmo?*

Aguardava a resposta do Mestre de Rituais, mas ansiava em entender o que se passava com seus irmãos de matilha.
avatar
Sussurros Solitários

Mensagens : 593
Data de inscrição : 04/07/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Réquiem - Sentinela das Sombras - Sombra da Coruja - Skull Head - Legado do Trovão

Mensagem por Angelique T. Albrecht em Sab Fev 17, 2018 12:32 pm

Estava tão concentrada na conversa de Sombra da Coruja com o Fenris que só notou a aproximação de outra figura quando ele tenta cheirá-la. Era um garou que estava em lupino, era um pouco maior do que o normal e tinha uma Raça Pura como a dela e uma aura de predador da qual ela conhecia bem do Alfa de sua antiga matilha em Whitehorse.

Victor faz as vezes da explicação do que estava acontecendo e da apresentação. Aquele lobo era o Alfa da matilha Olhos da Tempestade. Angelique abre um sorriso e fala ao Alfa:

-É um prazer conhecê-lo, Legado do Trovão.

Mas as atenções estavam voltadas na conversa do Peregrino com o Cria. Não via espaço para floreios em sua apresentação ou que fosse estendida. O foco naquele momento era outro.
avatar
Angelique T. Albrecht

Mensagens : 387
Data de inscrição : 25/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cólera-de-Balder | Esmaga-a-Wyrm | Sangra-a-Wyrm - Sombra-da-Coruja | Sentinela-das-Sombras | Réquiem | Legado-do-Trovão

Mensagem por NarraDiva em Sab Fev 17, 2018 1:07 pm

Sombra-da-Coruja toma a iniciativa e aborda os Fenris que encerram o combate. Cólera-de-Balder olha para Esmaga-a-Wyrm que balança a cabeça afirmativamente. Era possível ver que, mesmo irritados, eles respeitavam aquele jovem Garou recém-chegado. O Ahroun da Olhos da Tempestade comenta:

'- Precisaremos de um Juiz.'

Luke chega e, Siegfried olha pra ele e apenas começa a estalar os dedos da mão ruidosamente. O Ahroun estava no Caern e acordado na hora dos sorteios e já sabia que lutaria com o Alfa em pouco tempo...
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3319
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Skullhead

Mensagem por NarraDiva em Sab Fev 17, 2018 1:10 pm

Skullhead avista Link conversando animadamente com outra Garou.



Aparência 2, Fúria 2



Aparência 2, Fúria 2
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3319
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Fênix-de-Prata - Sussurros-Solitários

Mensagem por NarraDiva em Sab Fev 17, 2018 1:14 pm

O Theurge ouve as palavras do Lupino e comenta:


'- Mulher de Branco seria um espectro vingativo, correto? Se for, vocês vão precisar purificar o corpo morto antes de derrotar o espírito e purifica-lo também... mas as vezes nem isso funciona... queimar o corpo enquanto matam o espectro é o caminho quando a purificação se torna impossível, aprisionar o espírito também pode ser uma possibilidade... talvez até a mais simples...'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3319
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 40 Anterior  1, 2, 3, 4 ... 21 ... 40  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum