Clareira Central

Novo Tópico   Este Tópico está bloqueado. Você não pode editar as mensagens ou responder.

Página 40 de 40 Anterior  1 ... 21 ... 38, 39, 40

Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Sombra-da-Coruja em Seg Abr 09, 2018 12:59 pm

Forma Atual - Crinos

O Peregrino continua a assistir as lutas focado em tentar aprender um movimento ou outro peculiar, surpreende-se com o Dom utilizado pelo Senhor das Sombras, posto que jamais ouvira falar de algo parecido.

Quando os juramentos dos líderes da matilha se iniciam, Hadrian assiste aos presentes oferecidos, bem como na escolha das palavras de cada alpha. Aproveitava também para gravar mentalmente os membros da seita, suas matilhas e características marcantes.

Quando o lobo pergunta se teriam algo a adicionar como presente para o Líder, o Peregrino apenas faz um sinal negativo com a cabeça, afinal, ele também quase nada possuía.

Escuta as palavras de Victor sobre o conteúdo do envelope e fica curioso para saber em que ordem da pilha de obrigações que eles possuíam aquela nova missão iria ser encaixada.
avatar
Sombra-da-Coruja

Mensagens : 260
Data de inscrição : 18/12/2017
Localização : Belem

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Espólio-Cyberpunk | Sangue-Sobre-a-Neve - Matilha Sangue Forte de Luna

Mensagem por NarraDiva em Seg Abr 09, 2018 1:05 pm

'- Sangue-Sobre-a-Neve ter nojo de comida corrompida dos macacos. De macacos, só carne crua. Não querer lixo corrompido que macacos chamar de comida.' - diz em resposta à Fúria Negra. Seu olhar para a Ragabash era de desconfiança e o Juiz, imediatamente diz:


'- Se nossa Alfa permitir, eu converso com Sangue-Sobre-a-Neve e resolvo essa situação após a assembleia.'


O tom ainda era mais baixo, mas agora um pouco mais firme para que o assunto paralelo não tomasse conta do local.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 2883
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cólera-de-Balder - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por NarraDiva em Seg Abr 09, 2018 1:06 pm

O Fenris nada tinha a oferecer ao líder do Caern, por isso, nada diz ao Lupino. Ouve o relato de Victor e para ele a missão era simples: destruir a fábrica.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 2883
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Algoz-Soturno x Flagelo-da-Wyrm [1º Turno]

Mensagem por NarraDiva em Seg Abr 09, 2018 1:12 pm

O Senhor das Sombras estava postado diante do Cria de Fenris. Os termos do desafio são repetidos novamente, com foco especialmente que em qualquer postura considerada desonrada implica em desclassificação. O Filho de Avô Trovão concorda com os termos e estende a mão para Flagelo-da-Wyrm, dizendo:

'- Boa sorte, filho de Fenris.'

O Fenris parecia mais forte, mas o Senhor das Sombras parecia mais ágil. Seria uma disputa equilibrada mas, assim que a luta é autorizada a começar, o Fenris tinha um insight de batalha mais elevado e consegue ter para si a iniciativa do começo do combate.

Like a Star @ heaven Iniciativa da Rodada: Algoz-Soturno: 12 x 14 Flagelo-da-Wyrm
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 2883
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Sussurros Solitários em Seg Abr 09, 2018 1:28 pm

Forma atual: Crinos

O Lobo escuta a leitura do missão dada pela seita. Não entende tudo que o Philodox lê, mas entende que tem uma fábrica poluindo rios e isso era o bastante. A missão parecia simples, mas se as últimas 48hrs lhe ensinaram algo era que nada nesta cidade maldita era simples. 

"- Conversaremos melhor depois da Assembléia então."

*Temos que investigar sobre a fábrica, ver se tem alguma relação com a Pentex, destruir a fábrica e purificar os rios e o local. Aposto que deve ser um buraco de maldito...*

Com o silêncio sobre os presentes o lobo permanece calado já tinha um presente que considerava digno.
avatar
Sussurros Solitários

Mensagens : 553
Data de inscrição : 04/07/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por sussuros-da-weaver em Seg Abr 09, 2018 1:40 pm

Sussurros-da-weaver foi até o canto da arena com mestre-dos-magos ,enquanto ria ,respondia ao irmão de tribo:
"- essa cerveja ja ta é marcada! Agora eu vou ali no cajto ,conversar com minha matilha, parece que acontecem novidades a todo minuto por aqui."

E se encaminhou para onde estava sua matilha, evrecebeu com um sorriso no rosto as congratulações de seus irmãos de matilha. Depois que passou o calor da batalha, passou a observar com calma o desenrolar das outras batalhas e eventos da assembleia. Observava atentamente e com espanto os dons ali apresentados,enquanto pensava em como ele poderia responder aqueles poderes se por acaso ele tivesse que enfrentar aqueles garous...ou outros combatentes da wyrm com poderes similares.
João sentiu sua parte humana se revoltar em furia ao ouvir os comentários da garra-Vermelha, enquanto pensava como os outros poderiam aceitar com naturalidade comentários como aquele.
*essa estupidez é o que esta matando o povo garou* pensava ,enquanto fazia cara de paisagem.
avatar
sussuros-da-weaver

Mensagens : 40
Data de inscrição : 23/03/2018
Localização : Rio de janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pantaneiro (Crinos) - Assembléia / Fortaleza de Gaia / Todos

Mensagem por Yorick MacAlister em Seg Abr 09, 2018 1:46 pm

Pantaneiro ia seguindo com os olhos a assembléia. Algumas coisas chamava mais atenção, outras nem tanto. A parte do combate era sempre animadora e a dos juramentos, esclarecedoras. O uivo do Caern se movimentava com quem tinha mais popularidade e sendo Fianna, poucos uivos iam para sua tribo. Era o resultado de tudo que haviam ocorrido e aquele tipo de reação os Fiannas teriam que mudar.

Entre tudo que é observado, Yorick se diverte com as batalhas. Dons, sangue e grandes golpes. Uns mais espertos e outros nem tanto. Os que não tinha esperteza, tinha força bruta. Ao final do combate, aos olhos de toda seita, Bit-Coins se aproxima com um envelope e o assunto era sobre o território. Agradece Bit-Coins:

- Obrigado, Bit-Coins. Assim será.


Decidiria com o Luke o que praticamente já estava decidido: o território da matilha. Pantaneiro inicialmente havia requerido o território do Sítio, mas com novas mudanças exigiram um novo território por motivos óbvios, era mais propício para a Fortaleza de Gaia. Acena para Luke com a cabeça sinalizando que discutiriam aquilo depois. Pega o envelope, dobra e coloca no bolso da camisa. Nem dá tempo de lê-lo, pois um novo combate acontecia e aquele era muito fedido. No final das contas, tais combates além de sangue ardia o nariz.

"Mau cheiro do caralho... parecendo os gambá da porra..."

Kiba então lhe direciona um pedido para dar uma volta e Pantaneiro em tom tranquilo responde:

- Dar uma volta onde, Kiba? Tá tudo bem, xômano? Porque assim, cara, à não ser que seja um assunto urgente ou alguma emergência, eu preferia que o cê ficasse aqui com a matilha. Ficar perambulando no meio da assembléia não vai pegar bem pra gente.


Completou sobre o território.

- E sobre o território, na sua ausência Kiba, nóis já tinha trocado uma ideia onde a maioria tava presente e chegamos na conclusão que o melhor pra matilha é esse território da barra da tijuca e alguns dos motivos Ronaldo já disse, por isso não vamos voltar a discutir isso de novo depois. Assim que eu tiver a oportunidade de falar com Legado-do-Trovão, irei alinhar isso e também nossas missões que restaram da antiga Asas da Esperança.


Pantaneiro já havia dado um toque dizendo que a grande maioria estava presente, inclusive o próprio Derek e por isso estranhou o comentário, uma vez que o assunto já havia sido definido e não havia motivos para voltar atrás. Por final, voltou sua atenção para Padmatavi sobre seu comentário e disse:

- O que cê disse é uma grande verdade, irmã. Não tem como não concordar.Temos que ser sábio para lidar com esses desequilíbrios que acontece nesse Caern, isso precisa ser revertido o quanto antes e mais sábios ainda para desatar esses nós, que por sinal parece ser muitos. Se seguirmos nessa linha, criaremos laços e nossa força depende também da força de nossos irmãos. Só conseguiremos ter êxito se formos unidos. A união é o melhor caminho para quem procura o sucesso.

Disse as últimas palavras olhando para todos na matilha.

avatar
Yorick MacAlister

Mensagens : 571
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Flagelo-da-Wyrm em Seg Abr 09, 2018 2:45 pm

Flagelo acente as regra com a cabeça e comprimenta o outro Garou.


-Boa sorte filho do Avô Trovão.


Ao se posicionar para a luta suas garras já estavam prontas e assim que ouve o sinal para o início do combate toma uma propulsão em suas patas traseiras disparando em direção ao oponente com seus olhos brilhando em Fúria.

Com sua garra direita vai em direção ao peito de Algoz-Soturno que muito rapidamente sai da frente, ao mesmo tempo que desvia do golpe o Senhor das Sombras disfere um golpe circular com sua garra esquerda forçando Flagelo a usar toda sua força para sair do caminho, o golpe arrancará pequenos pelos do seu peito.


O embate começará muito disputado e furioso de ambos lados, eram dois Ahrouns, os melhores guerreiros de Gaia.


*Eu sou um Modi Cria de Fenris, o maior do guerreiros.*


 O Modi muda de estratégia, tendo em vista a ineficácia da anterior, pegando propulsão em suas quatro patas avança em direção ao pescoço do Ahroun, o golpe foi rápido demais impossibilitando a esquiva. O Fenris acaba cravando suas grandes presas brancas na clavícula esquerda do oponente que forçava para se desvincilhar, percebendo a brecha aberta pela tentativa de Algoz de fugir, Flagelo-da-Wyrm crava novamente as presas só que dessa vez no ombro direito do oponente.


O Cria sente o corpo do oponente fraquejar e quando Sopro-da-Justiça-de-Merlin intervém ele solta o adversário.


A Fúria ainda corria em demasia pelo seu corpo, ele olha para toda a clareira enquanto suas presas soltavam sangue e baba, olha novamente para a lua e solta um uivo de Fúria e vitória.


Após ele comprimenta o irmão Garou.


- Lutou com honra, tenho certeza que Boitatá está feliz contigo.


Em seguida o Cria de Fenris retorna para ao lado de sua Alfa e pensativo.


*Quanto mais eu luto mais tenho vontade de lutar e isso me dá medo.*
avatar
Flagelo-da-Wyrm

Mensagens : 115
Data de inscrição : 12/03/2018
Idade : 37
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kiba Valentine (Crinos) - Fortaleza de Gaia

Mensagem por Kiba Valentine em Seg Abr 09, 2018 2:59 pm

Kiba ouve a resposta de Pantaneiro levemente contrariado. Não esperava ser vetado de caminhar pela clareira, mas não iria criar caso com aquilo.
 
- Ta de boa... Eu fico aqui...
 
Ele então comenta sobre já terem discutido sobre os territórios e fica feliz com o fato de já terem chegado a decisão de que negociariam a Barra da Tijuca com a Guardiões.
 
Sem ter nada pra fazer, Kiba senta no chão e recosta a cabeça na palma da mão direita enquanto olhava a luta de dois Garous Ahrouns, mas a luta havia sido tão rápida que ele nem teve tempo de se distrair.
 
“O Fenris não é mal... Talvez ele de um pouco de trabalho...”
 
Pensa o Roedor de Ossos enquanto esperava para ver quem seriam os próximos Garous a lutar.
avatar
Kiba Valentine

Mensagens : 524
Data de inscrição : 26/06/2017
Idade : 20

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Antonio Xavier em Seg Abr 09, 2018 3:23 pm

Antonio Xavier ouve as palavras de Pantaneiro e fica contente pela sabedoria simples do Alpha:

"- Sábias atitudes e palavras, Pantaneiro. Devemos ter muito cuidado com cada movimento, pois a todo momento estamos sendo julgados."


Antonio Xavier assisti a mais uma vitória de um Cria de Fenris e pensa:


"Será que alguém os vencerá?"
avatar
Antonio Xavier

Mensagens : 145
Data de inscrição : 24/03/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Assassino-das-Sombras x Equilíbrio-da-Força

Mensagem por NarraDiva em Seg Abr 09, 2018 3:35 pm

Flagelo-da-Wyrm recebe um amuleto de cura após a vitória. Algoz-Soturno apenas acena em positivo para ele ao fim da batalha. Não era o favorito, mas era do tipo que não gostava de perder nem par ou ímpar. Segue para seu lugar para curar suas feridas enquanto Júbilo-das-Górgonas:

'- Ainda pela primeira fase do torneio Ahroun Cliath, chamo ao centro da Clareira para duelar novamente um lua cheia da Sangue Forte de Luna contra um Lua Cheia da Arautos da Justiça. Que o Portador da Luz Interior Equilíbrio-da-Força e o Ahroun dos Senhores das Sombras Assassino-das-Sombras tomem seus lugares.'

Assassino-das-Sombras tinha porte físico similar à Algoz-Soturno e também à Equilíbrio-da-Força. O Senhor das Sombras cumprimenta o Peregrino quando ele chega e o Juiz, Sopro-da-Justiça-de-Merlin, explica todas as regras dos desafios. Com os dois de acordo, a batalha já estava disponível para começar. A iniciativa seria do Filho da Quimera.

Like a Star @ heaven INICIATIVA DA RODADA: Equilíbrio-da-Força 19 x 17 Assassino-das-Sombras
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 2883
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Matilha Sangue-Forte-de-Luna - Todos na cena

Mensagem por Monge em Seg Abr 09, 2018 4:38 pm

As lutas que transcorriam em honra ao Boitatá eram por si só um espetáculo. Algumas um espetáculo de maestria, algumas um espetáculo de horror. Mas com certeza todas dignas de atenção. 
Nate achava que algumas lutas fugiam ao foco de honrar o totem e se tornavam "lavagem de roupa suja". Não cabia a ele julgar isso e as regras não proibiam tão pouco. 
Enquanto as lutas transcorriam ele via as reações das tribos e dos indivíduos em relação aos lutadores, tentando identificar quem era bem visto e quem era mal visto na seita. 
Estava claro que o alto conselho analisava cada embate. Talvez eles estivessem analisando não só as capacidades dos desafiantes mas também suas atitudes.

Quando seu companheiro de matilha Sussurros-da-weaver vai para a luta ele lhe cumprimenta:

"-Que gaia lhe traga honra, gloria e sabedoria, seja na vitória ou na derrota. Nada mais nada menos." Fala enquanto coloca a mão no ombro do irmão.

Outro duelo que lhe surpreendeu foi o de Mãe-das-Ruas. Quando a garou foi chamada a se apresentar ele uiva em sua homenagem mesmo que nenhum outro garou o tenha feito alem dos roedores. Isso provoca alguns olhares tortos e curiosos para ele. Mas Nate age normalmente como se nada de mais tivesse acontecido. Havia gostado dela e não tinha problemas em demonstrar sua simpatia.
Quando o duelo começa novamente o cheiro forte toma a clareira. Nate se lembra dos gambás da amazônia que usavam o cheiro para se defender. Mae-das-ruas mostra muita maestria em combate corporal humilhando sua adversária no combate e provocando a mesma. 

*Mais uma luta que foge do proposito. E para completar nenhuma gota de sangue derramado. Mas eu nunca havia visto alguem derrubar um garou sem ao menos lhe fazer sangrar!!!* Ele pensou. Falaria com ela a respeito em uma outra ocasião.

Quando Requiem chama a atenção de todos para a missão que havia chegado Anda-Com-Espiritos fica excitado mas sua atenção logo volta para os duelos. O momento era de prestar respeito ao totem e honra-lo. Desatenções seriam desrespeitosas. E quando o burburinho da conversa com o comentário de Sangue-sobre-a-neve começa a se extender ele diz:

"-Nosso juiz está certo. Deixemos esse assunto para depois assim como discutir coisas da missão. Agora é o momento de honrar o totem. Desatenção à cerimonia é um desrespeito."

Depois foi a vez de seu companheiro Flagelo-da-Wyrm lutar. E novamente ele repete o gesto com a mão no ombro do companheiro e fala:

"-Que gaia lhe traga honra, gloria e sabedoria, seja na vitória ou na derrota. Nada mais nada menos."

E mais uma vez seu companheiro de matilha havia vencido a luta. Sua matilha estava se mostrando valorosa.
Ele sabia que logo chegaria sua vez e pensava na melhor forma de honrar o totem.
avatar
Monge

Mensagens : 57
Data de inscrição : 21/03/2018
Idade : 34
Localização : Fortaleza

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Réquiem - Sangue Forte de Luna - Todos na Assembleia

Mensagem por Angelique T. Albrecht em Seg Abr 09, 2018 4:42 pm

Forma Atual: Crinos

Angelique concordava com Emilie sobre a vitória do Fenris. Tinha a certeza que ele venceria. Mas a conversa sobre os hábitos alimentares de Sangue Sobre a Neve surge novamente e Angelique não responde com palavras, mas acena positivamente com a cabeça para o Philodox, lhe dando autorização para conversar com a Garra Vermelha.

Mantinha a atenção total na arena de lutas. Quando seu beta começa a lutar ela se impressiona com a ferocidade e violência utilizada pelo Cria de Fenris, nada de novo no reino da Dinamarca. Se ela tivesse perdido o desafio dos glifos, não teria chance alguma contra o Fenris em uma luta. Quando Flagelo vence, Angelique uiva pela vitória do irmão de matilha. Estava orgulhosa do Ahroun. Assim que ele retorna para junto da Sangue Forte de Luna, ela comenta:

-Luta honrada, parabéns pela vitória Flagelo da Wyrm.

E segura no ombro do Arhoun em sinal de confiança. E então chegava a vez de Equilíbrio da Força. Era claro que a Galliard torceria por ele e não pelo Senhor das Sombras.

-Equilíbrio da Força, confiamos em você. Traga essa vitória para a matilha.

E dá um tapa de leve no ombro do Portador.
avatar
Angelique T. Albrecht

Mensagens : 319
Data de inscrição : 25/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Ronaldo em Seg Abr 09, 2018 4:48 pm

Grito-da-Guerra olha com atenção o combate do Cliath Fenrir, mais uma vez os fenrirs saem vitoriosos do combate, Ronaldo apenas aplaude e uiva junto com o coro para os vitoriosos.

-E fenrirs justificando o porque são chamados de as garras de gaia.

Ronaldo vê que Kiba senta-se, será que seu companheiro de matilha estava entediado? enfim, não ira perguntar, permaneceria ali de braços cruzados.
avatar
Ronaldo

Mensagens : 154
Data de inscrição : 18/12/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Legado do Trovão (Crinos) - Guardiões da Canção Ancestral

Mensagem por Luke Constantine em Seg Abr 09, 2018 6:09 pm

* Luke cumprimenta o lider da seita após o ritual e então retorna para junto de sua matilha. Permanece entre os seus conforme os cargos da seita vão sendo nomeados e uiva em conjunto com cada anuncio, demonstrando seu apoio aos indicados e, principalmente, às decisões de Garras-do-Trovão. Uiva também ao fim das apresentações, agora com mais força, pois a assembléia teria seu inicio de fato. O conselho estava sendo formado com grande pluridade de tribos, denotando que o líder pretendia ouvi-los, o que passava a mensagem de que havia lugar para todos naquele Caern. Muita politica, no entanto, estaria envolvida naquelas nomeações e o Senhor das Sombras reflete: *
 
“David vai ter que dar o próprio sangue para tentar mante-los alinhados, e há algumas tribos que jamais ficarão satisfeitas.. ainda assim, se tem alguem pode fazer isso dar certo é ele.”
 
* Por tudo que vira desde que pisara naquela cidade, acreditava no potencial do Konitzko de lidera-los nos ultimos dias e estava satisfeito com a forma que a liderança estava sendo conduzida. Após as nomeações o grande Boitata é invocado e se demora ao encarar alguns jovens Garous, dentre eles dois membros de sua matilha. Luke não fazia ideia do motivo mas conclui que isso era investigação para outro momento. Já tendo doado sua gnose no ritual de abertura do Caern, apenas se aproxima do totem de fogo e faz uma profunda reverencia para então voltar ao seu lugar de origem. As formalidades se encerram e os combates começam a tomar lugar no circulo formado em volta à fogueira. Grandes Garous (e outros nem tanto) lutavam em honra ao boitata e as batalhas que se seguem são cheias de reviravolta e superação. Dons exóticos são usados, manobras de combate são empregadas de forma surpreendente e os vencedores vão sendo louvados conforme avançam. O Lua Cheia prestava atenção em cada movimento, em cada golpe e parcela de sangue derramado, absovendo o máximo de conhecimento que podia das demonstrações que tinha diante de si. Fica menos agradado com o combate de Black-Hat. Torcera pela Andarilho do Asfaldo em virtude do elo de irmandade formado pela matilha e, quando a vê derrotada após uma grande disputa, tece elogios em seu retorno: *
 
- Black-Hat, você demonstrou resiliencia e muita garra. Foi um grande combate.
 
* Após o elogio sincero, segue prestando atenção às lutas que se seguem. Uiva sua aprovação aos vitoriosos quando os julga dignos, mas uiva com maior força ao fim do combate entre dois grandes Senhores das Sombras. Por mais que Sombra-da-Justiça liderasse sua tribo em terras cariocas, não tinha com ele uma boa relação e havia torcido desde o principio por Trovão Inquisidor, nada mais nada menos que seu tio. *
 
“Trovão-Inquisidor cresceu em poder e força desde a ultima vez que cruzamos caminhos. Ele honra o sangue que corre em suas veias.”
 
* Uiva em honra aos filhos do avô trovao, satisfeito com o desfecho daquele combate. É então que Bit-Coins se aproxima para lhe entregar um envelope que continha uma nova missão para a matilha. Agredece ao Andarilho do Asfalto, confirmando que resolveria a questão territórial o quanto antes, e dispensa um olhar para Pantaneiro quando seu nome é mencionado. Notando que este também o estava olhando, acena com a cabeça ao Fianna indicando que falariam em seu devido tempo e se põe a ler o conteudo do envelope. Tinham uma nova investigação em mãos e, quando não haviam disputas acontecendo, comenta em tom baixo mas audivel aos seus irmãos de matilha: *
 
- Se ficarmos com o sitio e seus erredores, a Seita nos confia a investigação sobre uma suposta assombração no cemitério local. Além dessas alegadas aparições, houveram violações de túmulo e desaparecimento de crianças no território. Temos que decidir qual parcela do território melhor nos cabe, ouvirei a opinião de cada um de vocês quanto a isso.
 
* Aguarda pela opinião dos Guardiões da Canção Ancestral quando nota as matilhas da seita se adiantarem para prestar juramento à nova liderança. Aquilo o pega de surpresa e não se furta à pensar: *
 
“Eu não tive tempo algum pra providenciar esse tipo de coisa, vai ser foda chegar de mãos abanando..”
 
* Então se volta novamente para os seus novos irmãos e lhes confidencia em tom baixo: *
 
- Gente.. eu tinha um fetiche de cura que seria perfeito para a ocasião, mas o usei nos ferimentos de Asa-Renegada numa missão mais cedo. Sobram comigo algum dinheiro e um charuto já aceso.. e nenhum desses itens são mostras decentes da nossa lealdade ou simbolo do que pretendemos representar para essa Seita. Alguem tem algo que possa ajudar nesse sentido? Caso contrário, Black-Hat, você poderia se ausentar discretamente por um instante e nos trazer algo que possua algum significado mais profundo que meus itens mundanos?
 
* Novamente aguarda manifestação de seus irmãos enquanto vai assistindo os combates que se seguem. *
avatar
Luke Constantine

Mensagens : 394
Data de inscrição : 28/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Flagelo-da-Wyrm em Seg Abr 09, 2018 8:41 pm

Flagelo-da-Wyrm acente com a cabeça os elogios estava estranhamente feliz com aquilo.


Os desafios da Matilha e esse embate tinham o deixado esgotado, apesar de não ter nenhum ferimento aparente seu corpo estava extremamente enfraquecido, não sabia explicar direito mas sentia como se tanto o seu lado humano quanto o lobo estivessem distantes.


- Equilíbrio, haja com Sabedoria, lute com Honra e nos leve a Glória.


Após se dirigir ao irmão de Matilha ele fica um pouco pensativo antes da luta começar.


*A cada batalha se tornará mais difícil...*

-------

http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com/viewtopic.forum?t=39
avatar
Flagelo-da-Wyrm

Mensagens : 115
Data de inscrição : 12/03/2018
Idade : 37
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 40 de 40 Anterior  1 ... 21 ... 38, 39, 40

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum