Clareira Central

Novo Tópico   Este Tópico está bloqueado. Você não pode editar as mensagens ou responder.

Página 6 de 40 Anterior  1 ... 5, 6, 7 ... 23 ... 40  Seguinte

Ir em baixo

Skullhead (Crinos) - Matilha Olhos da Tempestade | Sereno-Trovão | Todos

Mensagem por Zé 'Papo-Reto' Roberto Jr em 11.04.18 22:39

Skullhead ouve o anúncio e se aproxima da arena. Ele agradece as mensagens de seus irmãos, estava concentrado no combate. Assim que chega lá, é anunciado que ele deveria retirar o braço metálico, de modo que ele começa a apertar uns botões, destravar uns dispositivos... até que o braço metálico se desacopla e ele o coloca de lado, fora do local da batalha.

Já no campo de batalha, ele observa o seu inimigo se aproximar. Não tinha muita coisa para falar do oponente, não tinha como dizer se era mais forte ou não que ele. Seira uma luta justa, pelo menos. O Mestre de Desafios dá o sinal e a luta começa. Apenas com um braço, o Andarilho avança, com iniciativa, pra cima do oponente. Os pêlos malhados da tinta que impregnava a sua pele formavam manchas disformes.

Ele abre sua boca cheia de dentes e tenta efetuar uma primeira mordida, usando de toda a fúria que ainda tinha. Trovão-Sereno, porém, era habilidoso na esquiva, conseguindo sair da linha do ataque. O Portador, então, se lança igualmente numa mordida, que o Andarilho consegue desviar por um triz. Skullhead rosna para o inimigo, se prontificando mais uma vez.

O filho da Barata avança em mais uma mordida, percebendo que seu inimigo tentaria uma manobra diferente. Ele felizmente o acerta antes. Skullhead sente suas presas afundarem na pele do ombro de seu oponente, encontrando carne, cartilagem e osso por debaixo da massa de pêlos. O Andarilho, com o coração em fúria, arranca a mordida, fazendo voar sangue pelo chão da arena, que já estava mais do que vermelha depois de tantas lutas.

O oponente, porém, não se dá por vencido e, mesmo enfraquecido, depois de chegar quase ao limite do desafio, efetua outra mordida. Dessa vez, o ataque é certeiro, mas não consegue causar nenhuma dano no Andarilho. Skullhead sorri, parecia que a vitória seria sua; podia sentir isso.
avatar
Zé 'Papo-Reto' Roberto Jr

Mensagens : 543
Pontos : 549
Reputação : 6
Data de inscrição : 02/07/2017
Idade : 24
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sereno-trovão (crinos) - Skulhead - Todos

Mensagem por Antonio Xavier em 11.04.18 23:12

Antonio Xavier é chamado para a luta. Ele abre os olhos, respira fundo e cumprimenta seus companheiros de Matilha.

Ao chegar na arena, ouve as regras e cumprimenta Skullhead:

"- Boa sorte, amigo. Que a nossa luta seja digna de Boitata!"

(...)

Sereno-trovão se sente bastante ferido após a mordida de Skullhead, tenta revidar e o adversário não sofre nenhum dano com seu ataque.

A luta estava bastante difícil e disputada, parecia que o Portador da luz não conseguiria vence-la.

Sereno-trovão concentra-se mais uma vez e usando do equilíbrio de sua fúria tenta novamente uma mordida em seu adversário. Desta vez, o Portador da luz consegue ser certeiro e fere gravemente o Andarilho, a mordida de Sereno-trovão leva Skullhead ao chão e o juiz encerra a luta, dando a vitória para o membro de Fortaleza de Gaia.

Antonio Xavier recebe o amuleto e aproxima-se de seu adversário:

"-Boa luta, que tenhamos sido dignos de nosso Totem!"

Ele caminha feliz em direção a sua matilha e sorri, levemente, para seus companheiros.
avatar
Antonio Xavier

Mensagens : 243
Pontos : 245
Reputação : 0
Data de inscrição : 24/03/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Flagelo-da-Wyrm - Assembléia

Mensagem por Flagelo-da-Wyrm em 11.04.18 23:43

Crinos


O Modi seguia assistindo os combates, lhe chamava atenção o fato de um deles ter um braço mecânico e o outro não ter Garras, não era um embate muito comum de ser visto.


Em uma reviravolta o Portador da Luz Interior vence o combate de mordidas entre os Crinos.


Relembra que alguns competidores entregaram seus amuletosamu cura para o adversário caído, inclusive alguns irmãos de Matilha, Flagelo se dá conta que poderia ter feito o mesmo...


*Não...* 

Pensa enquanto balança a cabeça negativamente.
avatar
Flagelo-da-Wyrm

Mensagens : 154
Pontos : 154
Reputação : 0
Data de inscrição : 12/03/2018
Idade : 38
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

ASSEMBLEIA PARTE XIX - Torneio Ahroun Forsten

Mensagem por NarraDiva em 12.04.18 0:21

Mais um desafio era finalizado e agora, a Mestre do Desafio iria abrir mais um torneio. A Fúria Negra, diz:

'- Iniciaremos agora o Torneio Ahroun Forsten. Chamamos para duelar, pela Renascidos pelo Fogo, Chuta-Bunda, dos Roedores de Ossos e, pela Crepúsculo-da-Wyld, o Uktena Fúria-do-Peru-Selvagem.'

O Roedor tinha um porte físico maior do que o Uktena. Era um Impuro, como todos de sua matilha, e era muito apoiado por ela enquanto ia ao campo de batalha. Os Impuros da Renascidos pelo Fogo não abaixavam a cabeça para ninguém. O Galliard, Garras-do-Falcão-Noturno começa a bater em um tambor enquanto o Guerreiro de sua matilha caminhava ao centro. Os demais membros da Renascidos pelo Fogo e os Roedores de Ossos batiam palmas no mesmo ritmo de Guy, o que criava um clima mais intenso para a batalha.

Fúria-do-Peru-Selvagem era de uma matilha inusitada. Formada por Uktenas, Wendigos e Pereginos Silenciosos, estavam há pouco tempo no Caern, mas o Ahroun já tinha um cargo menor dentro da Seita. Ao chegarem no centro, os dois se cumprimentam e o juiz explica as regras e autoriza o começo da batalha. Que não dura muito. Apenas com um olhar, Fúria-do-Peru-Selvagem faz com que o Roedor de Ossos comece a recuar totalmente assustado. O Uktena, em Fúria, avança com suas garras. O primeiro golpe é aparado por Chuta-Bundas que tenta acertar com as garras o Uktena no ataque seguinte, também em Fúria. O Uktena é mais rápido e segura o braço de Chuta-Bundas e o quebra.

Ele larga o Roedor e dá dois passos para trás. O Roedor se concentra para resistir à dor e arremessa uma bola de fogo na direção do Uktena que esquiva. Em Fúria, o Uktena avança com as garras na barriga de Chuta-Bundas com um golpe poderoso que faz com que o juiz declare o Uktena vencedor. Os Uktenas e Wendigos uivam. Peregrinos Silenciosos, também. Solitário, Guy aplaude Chuta-Bundas no seu retorno e consola o membro de sua matilha. O Uktena volta para os seus.

A Mestre de Cerimônias convoca o combate seguinte:

'- A próxima batalha será entre Sangra-a-Wyrm, Crias de Fenris da Filhos da Esperança e Lâmina-de-Badb, Fianna da Guardiães da Fúria-Sagrada.'

Os procedimentos se repetem e a luta tem início com a Fianna partindo pra cima do Lupino dos Fenris. As garras da Fianna rasgam a carne do Fenris que sangra e recua por um instante com o poderoso ataque da Filha do Cervo. Rosnadndo de raiva, o Fenris avança com suas garras tentando rasgar a Fianna que se esquiva e acerta-o com um golpe pelas costas que o faz sangrar pela segunda vez. O Fenris se irrita. O golpe seguinte vinha com um enorme salto, um incrível salto dado pelo lupino que acerta a Fianna no rosto, fazendo com que ela caia desmaiada com seu golpe feroz.

O Juiz separa e os Fenris vão à loucura comemorando com poderosos uivos. A Fianna é acudida por Visões-de-Arcádia. O Fenris volta para sua matilha com seu amuleto e a Mestre do Desafio chama a última batalha dessa primeira fase do Torneio Ahroun Fosten:

'- Fechando essa sequência, chamo para lutar, Quebra-Dentes, Roedor de Ossos da Bonde do Lixão e Sol-da-Esperança, Portadora da Luz Interior da Vingadores da Mãe-Sagrada.'

A dupla toma seu lugar e, após as instruções do Juiz, a batalha começa com Quebra-Dentes avançando rapidamente para acertar a Portadora com sua garras, mas, em velocidade maior, ela pega o pulso do Ahroun e, com um movimento rápido, o Roedor estava imobilizado de joelhos para Jade. A Portadora corta o rosto do Roedor com a mão livre para que sangue caia ao chão e quebra o pulso de Quebra-Dentes.

O Roedor não desiste. Imediatamente ele invoca um fedor absurdo que toma conta do local, incomodando demais todos que estavam na assembleia. Mas não a Portadora e sua imensa capacidade de concentração. A Ahroun acerta um belo chute na cabeça de Quebra-Dentes que cai no chão desmaiado. A Portadora é declarada vencedora. Muitos garous comemoram. Ela pega o amuleto, dá para o Roedor e volta para seu lugar. Nas semi-finais, Fúria-do-Peru-Selvagem enfrentaria Fúira-Justa-de-Esteno e Sangra-a-Wyrm enfrentaria Sol-da-Esperança.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3623
Pontos : 3714
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Ronaldo em 12.04.18 0:22

Ronaldo escuta Padmatavi trazer seu objeto e comenta brevemente:


-Essa "puja" junto com a arma marca o equilíbrio da matilha, será um bom presente.


Logo Antônio era chamado para a luta dos theurges, Ronaldo incentiva seu companheiro de matilha:


- Traga essa Vitória para nós irmão, lute com vontade!


O fianna fica atento aos movimentos e manobras dos dois garous, aquela luta acirrada em que mordidas seriam evidenciadas pela ausência de garras e braço. Ronaldo torce e fica apreensivo com a batalha, até que Sereno trovão sai vitorioso!!


"Porraaaaaa!!!! Chupaaaaaa braceta!!!!!"


Ronaldo vê o irmão de matilha vindo e diz em sua direção:


-Boaaaa irmão, vitorioso!!!


Ronaldo espera o alfa ter a honra de luxar um uivo para exaltar a Vitória de sereno trovão.


E logo comecam outras batalhas sem perda de tempo e Ronaldo vê novamente fenris vencendo, vê o galliard batendo tambor e gostou da ideia e observa o último embate, estava sendo um dia de lutas diferenciadas e dons diferentes, surpreso com os uktenas e us dons.


Última edição por Ronaldo em 12.04.18 0:27, editado 1 vez(es)
avatar
Ronaldo

Mensagens : 154
Pontos : 154
Reputação : 0
Data de inscrição : 18/12/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cólera-de-Balder - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por NarraDiva em 12.04.18 0:25

'- Ele se desmonta como uma máquina? Que nojento!' - questiona o Fenris meio chocado e achando asqueroso o processo pelo qual o Andarilho removia seu braço. A luta é acompanhada com atenção, mas quando a derrota chega, o Ahroun começa a rosnar baixo com bastante raiva.

Incrédulo, Cólera-de-Balder resmunga com o Lupino, em tom de revolta:

'- Como ele conseguiu perder para um Garou sem Garras? Ele pagará por essa vergonha no treinamento...'


Com Camilo muito ferido, o Fenris vai até o centro, pega o Theurge, joga no ombro, pega o braço dele com a mão, volta pra junto da matilha e deposita o Theurge perto dos demais, dizendo apenas a ele:


'- Você vai tomar jeito e deixar de ser fraco. Por mal ou por mal.'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3623
Pontos : 3714
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Flagelo-da-Wyrm - Assembléia | Sangue-Forte-de-Luna

Mensagem por Flagelo-da-Wyrm em 12.04.18 0:39

Crinos

O Cria assiste as lutas e uiva em honra da sua tribo que mais uma vez sai vencedora dos combates.


No combate seguinte a Portadora demonstra todas suas técnicas marciais e o Roedor mais uma vez solta um horrível fedor.


- Esse dom deveria ser proibido pelo bem dos narizes de todos presentes.


Diz com um leve sorriso, tentando quebrar a tensão presente, em seguida passa os olhos pelo seu irmão de Augúrio.


*Será que ele é um combatente tão hábil assim? Até agora não pudemos ver nada.*


Volta sua atenção para a Assembleia.


*É uma carnificina mas ainda assim é legal.*


Pensa com um leve sorriso no rosto.
avatar
Flagelo-da-Wyrm

Mensagens : 154
Pontos : 154
Reputação : 0
Data de inscrição : 12/03/2018
Idade : 38
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Grace(Crinos) - Todos

Mensagem por Grace Tavares Conney em 12.04.18 0:41

Grace faz um aceno de entendimento e concordância com os alertas de Deganawida e de Luke. Isso dificultava o seu trabalho. Como ia exaltar a jornada incrível que eles haviam feito, e manter viva as memórias dos espiritos, sem revelar detalhes que pudessem comprometer as entidades? Isso seria um desafio que a Galliard precisaria solucionar no tempo que tinha. 
"Montar a parede de enigmas foi mais fácil que isso." pensa com algum humor. 

Luke não responde ao pedido que ela havia feito, o que a desanima um pouco, mas busca manter a confiança que havia depositado nele, pois ainda havia tempo para ele correspondê-la.

Os dois theurges de sua Matilha são chamados para o Torneio. Não gostava muito da ideia de irmãos de Matilha duelando entre si, mas a configuração dos combates deveria ter exigido isso. Vira-se para os dois, com um sorriso encorajador. 
- Boa sorte aos dois, honrem o Boitatá e o Uirapuru. 

Uiva com orgulho enquanto eles se posicionam. Tinha mais afeto por Olho de Gaia e queria que ele ganhasse, mas o Presas de Prata parecia ser forte. Jamais esperaria porém que logo o Filho de Gaia fosse perder o controle de sua própria Fúria. Fica tensa durante os segundo que se passam com o lupino revertido à sua forma racial, mas ao vê-lo ser curado, ela relaxa com alívio.

Assim que o lupino acorda, ela lhe diz.
- Olhos de Gaia, que bom que está bem! Me assustou por um momento - vira-se então para o Presas de Prata - parabéns pela vitória, Filho da Alvorada, e parbéns aos dois pelo combate bem disputado. 

Contudo, era cada vez mais nítido que o lupino precisava de mais treinamento em combate, e soma suas palavras ás de Luke.
- Eu não sou uma Ahroun, mas também estou à disposição para te ensinar minhas habilidades de luta. 

A Mestre de Cerimônias dá um aviso sobre situações de Frenesi, mas a Fianna torce para que isso não se repetisse no torneio, e assiste um curioso combate entre um Garou sem um braço e um Garou sem garras. Comenta com a Matilha.   
- Acertaram bem em colocar os dois, com essas severas limitações, numa mesma chave."  
A luta é disputada, mas acaba provando que valia mais dois braços no corpo do uma garrada rasgando. 

Sua simpatia pela Matilha de Impuros, Renascidos pelo Fogo, a faz torcer por Chuta-Bundas, ainda mais depois do fantástico batuque de tambor que Garras do Falcão Noturno faz para estimular o companheiro, mas que acaba perdendo. 
O duelo seguinte, mais uma vez entre Fianna e Fenris deixa Grace apreensiva, torcendo até o último segundo por Lâmina de Badb, que para sua frustração, também perde. 

A luta seguinte mostra uma Portadora da Luz habilidosa, e mais um Roedor apelando para seu fedor, o que faz Grace tapar o focinho impaciente, resmugando algo entre os dentes. Fica aliviada quando a adversária o desacorda e dá fim à luta.
Chama sua atenção o anuncio de que Helenna lutaria com Fúria do Peru Selvagem. Imaginou que ela estivesse se atentado àquilo, mas acha por bem comentar. 
- Não olhe nos olhos dele. 
avatar
Grace Tavares Conney

Mensagens : 492
Pontos : 492
Reputação : 0
Data de inscrição : 26/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Ronaldo em 12.04.18 1:12

Ronaldo reconhece a portadora do chá, simpatissima garou e extremamente bela, além disso depois de rasgar a cara do roedor, quebrar o pulso e ainda acertar um chute na cabeça, mostrava que era boa de lutas, admirável combatente. 

Ronaldo vai acompanhando a garou com o olhar, sem manifestar mais torcidas por outras tribos para Pantaneiro não ficar perturbando, Ronaldo começa a esconder seus pensamentos, mas na verdade queria testar um pouco também, como aquela criança rebelde que gosta de saber o limite dos pais. Ronaldo se vira baixinho para Pantaneiro e diz sorrateiramente, após escutar o anúncio da furia negra, ex-companheira de matilha a quem Ronaldo lembra do episódio das laranjas:


-maluco, essa Furia-Justa-de-esteno me dá coisas, muito gata e com cara de braba. 

Ronaldo sorri e fica procurando a matilha da portadora que acabara de vencer...
avatar
Ronaldo

Mensagens : 154
Pontos : 154
Reputação : 0
Data de inscrição : 18/12/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Ossos-de-Carvalho em 12.04.18 1:40

Forma Atual: Crinos

Ian estava tendo uma noite ótima, prestava atenção nas estratégias dos participantes tentando entender a forma de lutar de cada um.

Estava comendo um pão quando Skullhead é chamado, não achava que palavras de motivação nesse momento eram importantes, quando entrava em batalha esquecia tudo a sua volta e supunha que Skullhead também pudesse ser assim, Skullhead tira seu braço.


* Cacete, isso é bizarro demais.. *

A luta começa e Ossos-de-Carvalho percebe que o rival não tinha garras, após Skullhead entrar na arena pergunta meio baixo para sua matilha:


"-Essa porra virou Paraolimpíada?"

Assiste a luta feroz entre os dois torcendo para que sua matilha saia vitoriosa, o que não acontece.


* Esse aí tá fudido com Cólera-de-Balder *

Quando Skullhead chega até a matilha, Ian espera o Fenris falar com ele e fala com o Andarilho:


"-Que azar heim, o nosso nobre amigo aqui tá certo, vai ter que endurecer esse couro e depender menos desse braço aí. Mas perder faz parte também, estamos juntos nessa. pelo menos ele não te bateu com seu próprio braço o que já é uma vantagem."

Volta a observar as próximas lutas enquanto come mais um pedaço do pão.
avatar
Ossos-de-Carvalho

Mensagens : 183
Pontos : 188
Reputação : 5
Data de inscrição : 08/03/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por olhosdegaia em 12.04.18 2:17

Forma - Crinos -> Hispo

Assim que o Alfa fala com ele, o Garou assente com a cabeça, ele e Grace se oferecem para melhorar suas habilidades de luta, ele de fato precisaria daquilo.

"- Olhos de Gaia agradece Legado-do-Trovão e Cordas-Trêmulas." - ele se vira então diretamente para Luke e fala. "- Gostaria de caçar, tenho fome, volto em breve então."


O Lupino usa sua fúria para mudar para a forma Hispo, e tenta sair discretamente por trás de sua matilha, assim que sai da vista de todos, usa sua Fúria para correr para a floresta, a procura de algo para caçar e gastar um pouco da energia que tinha em si.


OFF: Gasto 1 de Fúria para Hispo e 1 para correr para a floresta.
avatar
olhosdegaia

Mensagens : 256
Pontos : 256
Reputação : 0
Data de inscrição : 11/09/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue-dos-Quatro-Ventos (crinos) - Guardiões da Canção Ancestral

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em 12.04.18 3:06

Degan continua sério, mas meneia a cabeça quando Legado-do-Trovão o menciona em seu comentário. O Juiz se preocupava com o inimigo que viria, mais um para a já consideravelmente grande fila deles. Ele assiste curioso às provocações da Ragabash, que não parecia se importar muito com Helenna, mas como a Fúria não reage, Degan ainda não vê momento para uma intervenção e só respira fundo. 

Essa Fúria Negra realmente leva seu dever a sério, e fico feliz por ela estar conosco, mesmo diante desse tipo de comentário que desgasta qualquer matilha. Vou conversar com ela mais tarde. 

 Eis então que chega o momento da primeira luta dos Theurges e o Wendigo lamenta que sejam logo dois irmãos de sua matilha. Ele segue o exemplo de Cordas-Trêmulas e os demais e deseja sorte aos dois:

" - Deem seu melhor, em nome do Boitatá."

O Philodox fica assistintindo junto de sua matilha, e a luta segue bem por poucos instantes, até que Olhos-de-Gaia exibe aquela face da fúria, a mesma que Degan ajudou a conter na noite anterior... Outro Frenesi da Wyrm. 

Tsc, isso é mau agouro! Contenham logo o Filho de Gaia!

Por sorte, o incidente não dura muito e logo o Presa de Prata consegue vencer a luta e o Filho de Gaia cai desmaiado. Degan apenas meneia a cabeça. Gostava do lupino, ele realmente tivera coragem de seguir o Uirapuru até ali, mesmo sendo um pouco bem intencionado demais às vezes. Depois que os dois retornam, Degan acompanha os cumprimentos dos demais:

" - Legado-do-Trovão e Cordas-Trêmulas estão certos... Foi uma boa luta até o ocorrido... Nossa matilha tem bons lutadores entre todos os augúrios afinal."

Ele escuta o comentário do Filho de Gaia sobre caçar e apoia a ideia.

" - Se não for usar, gostaria dos ossos da presa que você abater."


Pede o Wendigo, que tinha planos futuros para aqueles restos. Ele se despede do Filho de Gaia e torna a assistir as competições e, para sua surpresa, Fúria do Peru Selvagem iria lutar. 

Deganawida uiva, seguindo os demais Puros quando seu Irmão Mais Velho adentra o campo de batalha e a luta mal começa e o Uktena já havia quebrado o braço do Roedor de Ossos e rasgado sua barriga, uivando mais uma vez pela vitória do Uktena. Quando anunciam que Helenna lutará com ele, o Wendigo puxa o assunto com a Fúria Negra:

" - Fúria-do-Peru-Selvagem é forte e o Irmão Mais Velho é cheio de segredos. Mas eu confio em você, Fúria-Justa-de-Esteno, e o Uirapuru também, e se há alguém que pode vencê-lo e todo o torneio, é você."

Degan era sincero, ele não torceria contra um irmão dos Puros se não acreditasse e confiasse mesmo em sua matilha, especialmente nos membros com quem tinha sangrado na missão contra os vampiros. As outras lutas também chamam um pouco a atenção do Wendigo: Quando Cordas-Trêmulas menciona os dois Garou que tinham alguma deficiência, Degan não se contém em exibir uma cara de nojo para o braço metálico daquele sujeito. 

Esse aí mergulhou profundamente na teia da aranha, em um caminho sem volta... Tsc...

Para aquele tipo de situação, ele torce para o Portador, que consegue levar a vitória. Na outra batalha, também é uma Portadora da Luz Interior que leva a vitória, o que até consegue ganhar um pouco a simpatia do Philodox. Portadores eram raros, mas eram conciliadores e seus ancestrais foram sábios em ajudar o Wendigo, apesar de eles às vezes ficarem sem agir por tempo demais. Degan observa os céus por um instante, enquanto aguarda pelos próximos eventos daquela noite, ainda um pouco sem saber o que esperar.
avatar
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 409
Pontos : 410
Reputação : 1
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Derek Spencer em 12.04.18 5:39

Spybot (Crinos) - Fortaleza de Gaia

O Garou apenas faz a pistola surgir de seu braço, era uma pistola, que apesar de não ser fetiche, estava dedicada. Uma desert eagle .40 cromada com acabamento perfeito e linda, Pantaneiro já havia visto a pistola com o Andarilho quando haviam corrido juntos na Olhos da Tempestade.

Fecha os olhos por uns segundos e agradece mentalmente por todas as vezes que a pistola o salvou e respondendo a pergunta de Pantaneiro, diz:

-"Ela me foi dada quando meu pai morreu, era dele."

Após a resposta, o Andarilho entrega a pistola e volta sua atenção ao torneio, observando as lutas subsequentes.
avatar
Derek Spencer

Mensagens : 313
Pontos : 317
Reputação : 4
Data de inscrição : 27/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Antonio Xavier em 12.04.18 6:42

Sereno-trovão retorna a sua matilha e coloca o amuleto para curar suas feridas.

Agradece aos amigos o apoio na batalha e fica observando as lutas seguintes.

Vê mais uma vitória de Fenris e Uktenas:

"Dessa vez, achei que a Fianna venceria. A habilidade de luta dos Fenris realmente impressiona."

Quando a Portadora da luz entra na arena, Sereno-trovão fica bastante atento e fica muito feliz com a vitória de sua tribo.

"Ela mostrou muito controle e uma forte habilidade de luta, espero em breve aprender da nossa arte".
avatar
Antonio Xavier

Mensagens : 243
Pontos : 245
Reputação : 0
Data de inscrição : 24/03/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Skullhead (Crinos) - Matilha Olhos da Tempestade | Todos

Mensagem por Zé 'Papo-Reto' Roberto Jr em 12.04.18 8:36

Estava quase lá. Quase. E quase não era a chegada. Estava preparado para acertar o último golpe, mas o inimigo havia sido mais rápido e certeiro, mordendo o Theurge o invalidando de vez. Num único golpe. No chão, o Theurge ouve o parecer favorável diante da vitória do Portador e o cumprimento do oponente. Sem forças nenhuma, afinal estava a um passo de ser incapacitado de vez, ele apenas balança a cabeça. A dor da mordida se espalhava por todo o corpo. Como, num ataque, havia saído ileso e, noutro, ficado completamente incapacitado? Aquilo era surreal! Apesar disso, o oponente havia dado uma luta justa.

*Mais uma derrota para minha Tribo... pelo menos não cai na primeira porrada.*

Tentava arrancar o lado positivo de sua derrota enquanto tentava, em vão se levantar. No meio do processo, ele sente alguém lhe levantar muito facilmente. Era Siegfried, que pegava ele e suas "tralhas" e levava-os até junto da matilha. Colocando o lua crescente no chão, o Ahroun sussurra em seu ouvido e Skullhead estremece.

*Não é um "Fica grande, porra!... É MIL VEZES PIOR, CARALHO!*

Ele inicia o processo de recolocar o braço, acompanhando parcamente as duas lutas que se desenrolaram a sua frente. Estava apático diante da derrota; esperava que um próximo irmão ganhasse para levantar a moral da matilha. Se acomodava em sua dor, enquanto não era curado por ninguém.
avatar
Zé 'Papo-Reto' Roberto Jr

Mensagens : 543
Pontos : 549
Reputação : 6
Data de inscrição : 02/07/2017
Idade : 24
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Arauto-da-Morte em 12.04.18 10:40

Forma Atual - Crinos

A luta de seu irmão tem uma reviravolta súbita, quando parecia que o combate estava terminado, aquele garou sem garras aplica uma SENHORA mordida levando Skullhead ao chão, e, assim, encerrando o combate.

O Peregrino sentia-se genuinamente triste por seu irmão de matilha, ele, mesmo vencedor, suportaria diversas reprimendas durante os próximos dias, e, com aquela derrota, somada as palavras de Cólera-de-Balder, só tornavam seu futuro ainda mais tortuoso.

Hadrian tambem secretamente temia o mesmo resultado para com ele, ele não era afeito ao combate singular, cara a cara.

*Bem, agora é trabalhar para não ficar na mesma sala que o Caveira.*

Quando Sieg o traz para a matilha, Royce limita-se à, com um olhar cumplice, congratula-lo.



"-Não fez feio não caveira, foi disputado."


Ele sabia que Sieg ia desdenhar de suas palavras, mas, naquele momento, se importava mais em dar uma moral pro Andarilho, ele sabia que só se limparia ou sujaria mais com o Fenrir pelo seu desempenho na luta.



Os próximos combates se dão, e o Peregrino uiva efusivamente em todos, não só tivera a chance de ver dois Roedores perdendo, como o parente de Siegfried havia lutado e vencido, podia não gostar do maneirismo dos Fenris, mas, era inegável que eles haviam ajudado por demais a matilha naquela noite.


Continuava a esperar pelos próximos combates.
avatar
Arauto-da-Morte

Mensagens : 369
Pontos : 369
Reputação : 0
Data de inscrição : 18/12/2017
Localização : Belem

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pantaneiro (Crinos) - Assembléia / Fortaleza de Gaia / Todos

Mensagem por Yorick MacAlister em 12.04.18 10:42

"Puta merda... Ele não tem garras..."

É a primeira preocupação de Pantaneiro ao observar Antonio pronto para a luta. Torcia pelo irmão de sua matilha e Skull-Head mesmo sem um braço, dá bons golpes e por final, Antonio acerta uma poderosa mordida trazendo para Fortaleza de Gaia sua primeira vitória. Pantaneiro não esconde a felicidade e deixa um largo sorriso brotar no rosto. Uiva ao final do duela e Antonio ao se aproximar, parabeniza o Theurge.

- Parabéns por trazer a primeira vitória para nossa matilha, Antonio! Isso é muito bom!

Depois disso uma série de combates acontecem.O primeiro Yorick nem se animou tanto, mas no segundo ao ver sua irmã de tribo, ficou extasiado. Torcia por ela e no final, um golpe forte faz com que a Fianna caia desmaiada. Uma pena. Os Fiannas mereciam aquela vitória. É quando nota que o próximo combate era de Jade. Sua beleza fazia jus ao seu combate. Que luta! Jade era rápida, impiedosa e muito focado. Parecia não se importar com aquele cheiro de merda horrível que o Roedor exalava. Por fim, a vitória de Jade faz com que Pantaneiro aplauda e uive por ela. Sua atenção é quebrada com Ronaldo sussurrando sobre a gostosura da Fúria-Justa-de-Esteno e Pantaneiro responde de modo discreto para o Galliard certificando que ninguém mais escutaria:

- Ela é muito gata mesmo, mas não é só a cara de braba não. Ela é braba mesmo. Todas são. Nunca diga isso à ela se não qualquer dia desses pode amanhecer sem seu pau. Fica a dica, hein..

Pantaneiro ri para Ronaldo e depois de seu conselho volta sua atenção para Derek que lhe estende a arma dizendo que seu pai havia dado quando morreu. Aquilo faz com que Yorick arregale os olhos. Era algo de muita importância para o Andarilho. Pantaneiro pega com firmeza na pistola de Derek e diz:

- Caramba... Sua pistola é muito bonita.Tenho certeza que seu pai ficaria orgulhoso com esse gesto nobre, Derek.


Agradece mais uma vez colocando a pistola no cintura da calça perto de sua fivela. Já tinha visto a arma rapidamente alguns dias atrás e ver a pistola de Derek novamente fazia com que Pantaneiro ficasse admirado.

"Pistola do Derek".
avatar
Yorick MacAlister

Mensagens : 706
Pontos : 709
Reputação : 3
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Ronaldo em 12.04.18 11:02

Ronaldo concorda, aquela fúria negra parecia viver em tpm eterna, nunca brincaria com ela, afinal já tinha falado um oi gata e tomou patada.

Logo vê a troca de conversas entre a pistola, Ronaldo pensa em fazer uma piada com aquilo, mas era melhor deixar pra lá, provando que a zueira as vezes dá um time.

"Se eu der uma zoada eles vão ficar putos.."
avatar
Ronaldo

Mensagens : 154
Pontos : 154
Reputação : 0
Data de inscrição : 18/12/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Olhos-de-Gaia

Mensagem por NarraDiva em 12.04.18 11:11

Para encontrar uma caça, o Lupino teria que entrar na parte mais fechada da mata, fora das trilhas. A essa altura, o Filho de Gaia já estava fora do alcance de todos na assembleia.


Like a Star @ heaven Para encontrar uma caça, o teste é Percepção + Instinto Primitivo.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3623
Pontos : 3714
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cólera-de-Balder - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por NarraDiva em 12.04.18 11:13

O Fenris apenas olha na direção do Peregrino e balança a cabeça negativamente. Esse tipo de postura valorizava a fraqueza e a derrota, valores que não existiam no dicionário Garou de Siegfried.

'- Derrota é derrota. Pensar diferente ser primeiro passo para perder.' - se limita a dizer.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3623
Pontos : 3714
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Ronaldo em 12.04.18 11:36

Ronaldo olha para o canto e vê aua colega de matilha, se aproxima da philodox e vai se chegando com aquela voz chata pra caramba:

- Hello Padmatavi, nem pudemos conversar muito, o que tem achado da assembléia? Quem pouco fala, muito observa..
avatar
Ronaldo

Mensagens : 154
Pontos : 154
Reputação : 0
Data de inscrição : 18/12/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

ASSEMBLEIA PARTE XIX - Juramentos de Lealdade

Mensagem por NarraDiva em 12.04.18 11:37

Olhos-de-Gaia não só muda de forma, como sai no meio da assembleia em Fúria. O movimento não tinha como ser discreto. Todo o Alto Conselho e todos os Senhores das Sombras encaram Luke que podia sentir que aquela atitude recairia sobre si e sobre a imagem de sua matilha. A Mestre de Cerimônias, diz:

'- Aos que não sabem dos protocolos, lembramos que a assembleia é uma cermiônia-ritualística onde a presença de todos na forma de batalha é obrigatória e que abandonos não autorizados são considerados como desonra pessoal, desonra da matilha e desrespeito para com a Seita, o Boitatá e à liderança.'

Era possível ver que Boitatá havia ficado mais furioso com o ato. Foi bem na frente dele que um dos membros da Seita deu as costas e saiu para lanchar. As conversas paralelas tinham novos tema: na Fortaleza de Gaia, a admiração do Alfa pela pistola do Beta; nas outras matilhas o Frenesi seguido de abandono da assembleia. 

Júbilo-das-Górgonas prossegue com os eventos programados enquanto Luke podia sentir o peso de quatro olhares que pareciam lhe invadir e fatiar a alma: Garras-do-Trovão, Sombra-da-Justiça, Essência-do-Abismo e Trovão-Inquisidor. A Fúria Negra, chamando todas as atenções para si mais uma vez, diz:

'-  Seguindo com os juramentos de lealdade, convoco Temido-Como-Vulcões, alfa da matilha Coração da Fúria da Mãe, abençoada por Javali, a jurar sua lealdade.'

E a Sangue Forte de Luna seria provada pela segunda vez. Era um segundo Lobo Guará, morto e ensanguentado, arrastado, agora pelo líder dos Fenris e Juiz da Seita. Ele se ajoelha, estende a caça ao líder e diz:

'- A Coração da Fúria da Mãe considera uma honra caçar a Wyrm ao seu lado, Garras-do-Trovão. Jura lealdade a ti e a esta seita e oferece essa caça como símbolo de nossa lealdade.'

O Senhor das Sombras aceita a caça, cumprimenta o juiz e diz:

'- Reconheço e valorizo a lealdade desta nobre matilha, Temido-Como-Vulcões.'

Após um aperto de mão, o Fenris volta ao seu lugar e a Galliard chama a próxima matilha:

'- Convoco a Wendigo Presas-do-Inverno, Alfa da Crepúsculo da Wyld, abençoada pelo Peru Selvagem, para jurar lealdade à lidernaça do Caern.'

A Wendigo repete o gesto do Fenris (mas sem Lobo Guará), estende uma coroa de penas de Pavão para o Senhor das Sombras e diz:

'- Juro, em nome da Crepúsculo-da-Wyld, lealdade a este Caern e seu líder. Ofereço essa coroa de penas como prova da nossa lealdade.'

O Senhor das Sombras recebe a Coroa e diz:

'- Muito me honra vossa lealdade. Reconheço e aprecio a lealdade da Crepúsculo da Wyld.'

A Wendigo se levanta e volta ao seu lugar sem maiores intimidades com o Alfa do Caern. Júbilo-das-Górgonas prossegue:

'- Convoco Anti-Vírus, Alfa da Defensores da Mãe, abençoada pelo Camaleão, para jurar sua lealdade ao líder do Caern.'

O Philodox dos Andarilhos se aproxima e se ajoelha, estendendo um cheque ao Alfa do Caern e dizendo:

'- A Defensores da Mãe juram lealdade e apoio ao líder do Caern e presenteiam a liderança com a pequena quantia de 500 mil reais para investimentos de vossa escolha.'

O líder do Caern aceita o cheque e diz:

'- Reconheço e agradeço sua lealdade e apoio e de sua matilha.'

Os dois se cumprimentam com um aperto de mãos e Anti-Vírus volta para seu lugar. A Fúria Negra prossegue:

'- Convoco a matilha Filhos da Esperança, abençoada por Aray, e seu líder, Sopro-da-Justiça-de-Merlin, para prestar juramento ao líder do Caern.'

O Presas de Prata caminha ao centro. Tinha um bracelete de prata, com o símbolo de Aray talhado em si. Se ajoelha, estende o bracelete ao líder e diz:

'- Ofereço a ti, nobre líder, a lealdade e honra da Filhos da Esperança, jurando ser leais a ti e a esta seita e oferecendo esse bracelete com símbolos de nosso totem como prova de nossa lealdade.'

O Senhor das Sombras pega o presente e diz:

'- Reconheço e agradeço vossa lealdade e de vossa matilha.'

O Presas de Prata se levanta, cumprimenta o Senhor das Sombras e segue para seu lugar. A Galliard chama a última matilha desse bloco:

'- Convoco, para prestar lealdade ao líder do Caern, Pantaneiro, líder da Fortaleza de Gaia, abençoada pelo Urso.'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3623
Pontos : 3714
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Flor-de-Lótus | Oráculo-Digital - Matilha Fortaleza de Gaia

Mensagem por NarraDiva em 12.04.18 11:40

'- Eu acho que assembleias são momentos de ouvir mais e falar apenas momentos adequados e em situações imprescindíveis.' - diz a Juíza.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3623
Pontos : 3714
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Ronaldo em 12.04.18 11:52

"Esse povo realmente não gosta de conversar..."


Pensa rapidamente Grito-da-Guerra enquanto se cala e presta atenção nos novos juramentos. Já observa e fica atento as palavras de alguém indo fazer um lanche, Ronaldo lembra das formações da escola que tinha que ficar ali até acabar, pelo visto o garou não tinha estudado em escolinha. Logo vê o lobo-guará e presta atenção na matilha que reclamou da caça anterior, provável que ficariam putos mais uma vez. Chama a atenção a entrega de 500 conto, o caern estaria fortemente guarnecido de acordo com a gíria da favela onde Ronaldo fora criado.

A vez do alfa da fortaleza ir entregar e jurar lealdade, Ronaldo só aconpanha com os olhos a ida de Pantaneiro.
avatar
Ronaldo

Mensagens : 154
Pontos : 154
Reputação : 0
Data de inscrição : 18/12/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Victor Montenegro em 12.04.18 12:39

*Mas ele nem garra tem, bixo...* - Era o pensamento do philodox ao ver o fim da luta disputada entre o theurge de seu matilha e o recém chegado Portador.

Victor uiva à vitória do combatente e quando Siegfried trás Camillo de volta para a matilha Victor não lhe estende palavras de aprovação ou reprovação, apenas acenando positivamente para o comentário sobre o treinamento feito pelo Ahroun.

O Philodox volta a sua atenção para a cerimônia e para os combates que se seguem. A luta entre o uktena e o roedor é interessante. Mais pela conduta da matilha de impuros do que por qualquer outro motivo. A vitória do filho da grande serpente era esperada e Victor uiva em respeito ao campeão.

O combate entre a Ahroun dos Portadores contra o outro roedor de ossos, entretanto, é irritante. O dom de odor utilizado mais uma vez faz com que seja quase impossivel apreciar a habilidade dos combatentes, em especial da Portadora.

*Que dom chato dos infernos. Num sabem fazer outra coisa esse povo?!*

A vitoria da filha da Quimera ocorre e Victor a sauda.

A assembléia deveria estar a transcorrer normalmente, mas algo passa a incomodar o philodox. Uma infinidade de conversas paralelas e um nada discreto abandono da cerimônia de um dos membros da matilha de Luke. Victor olha de forma séria na direção das conversas e da matilha do seu ex alfa, mas não detém o olhar.

A cerimonialista toma a palavra dando o devido sermão e dá continuidade aos ritos chamando mais matilhas a prestarem sua lealdade. A ultima convocada era a de Pantaneiro e Victor observa com curiosidade para ver o que aquela anta entregaria.

*Me dá um motivo. Me faz feliz. Dá um kit pantaneiro customizado pra ele, vai. Quero ver.*
avatar
Victor Montenegro

Mensagens : 717
Pontos : 720
Reputação : 3
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 33
Localização : Rio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 6 de 40 Anterior  1 ... 5, 6, 7 ... 23 ... 40  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum