Clareira Central

Novo Tópico   Este Tópico está bloqueado. Você não pode editar as mensagens ou responder.

Página 1 de 40 1, 2, 3 ... 20 ... 40  Seguinte

Ir em baixo

Clareira Central

Mensagem por Kiba Valentine em Qua Maio 16, 2018 1:35 pm

Kiba assistia ao desenrolar dos fatos quando escuta a voz de Justiça Ancestral em sua mente mais uma vez e, de certa forma, aquilo aliviava um pouco da angustia que sentia em seu coração.
 
A aprovação da Philodox sempre foi algo que Kiba havia buscado desde que seu destino foi revelado por Falcão na manhã passada, exatamente por isso a morte inesperada da líder dos Presas de Prata afetou o Roedor de Ossos mais do que esperava.
 
Pantaneiro questionava a verdade de Victor e Kiba achava aquilo bastante sábio, porém quando Padme comenta sobre a alma atormentada do Senhor das Sombras ele comenta com sua matilha:
 
- Pois é..... Eu acho que ele seria mais feliz sendo um Ragabash.... Mas não é algo fácil de “aceitar”. Vejo qualidades demais nele sendo desperdiçadas em um augúrio que não condiz com a personalidade. Ele até tem traços de Philodox, mas é mais Ragabash do que pode imaginar...
 
Kiba olha então para a Garou que se apresentava ao líder da Seita e que aparentemente era a “leva faltante” que se juntaria a Fortaleza de Gaia.
 
O Ahroun decide voltar a assistir aos combates e sem dúvida aquele havia sido um bem sangrento. Mãe da Fúria praticamente dominou o combate do início ao fim e nem mesmo o Poder de Thor conseguiu intimida-la.
 
Garras do Trovão também nem chega a fazer frente ao seu adversário que parecia se inspirar em Glorioso Punho de Odin, mas com um quesito muito mais macabro. O Wendigo vence fácil aquela batalha e logo era a vez de Flor de Lótus lutar.
 
- Boa sorte....
 
Diz o Ahroun antes da Garou ir para o campo de batalha. Seu adversário era o Senhor das Sombras e Kiba já havia visto que ele não era um Garou fácil de derrubar.
 
“Vamos lá... Você consegue...”
 
Durante a análise do combate Kiba ouve novamente o Fenris se manifestar sobre o ocorrido no aeroporto. O Ahroun ouvia o que o Garou tinha para dizer e quando é citado o nome “Coração Valente” ele congela por completo.
 
“Puta que pariu... Só pode ser sacanagem...”
 
Kiba ouve atentamente tudo que é dito e fica receoso com o que iria acontecer, mas antes do primeiro movimento ele esperava para ver o que Pantaneiro iria dizer, ou pior, fazer.
avatar
Kiba Valentine

Mensagens : 529
Data de inscrição : 26/06/2017
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Victor Montenegro em Qua Maio 16, 2018 2:40 pm

Victor se aproxima do centro e também cumprimenta sua rival.

'- Boa sorte, Flor de Lótus, estou a disposição.

Cumprimentos feitos, o combate se inicia. Ambos partem pra cima com tudo. A Portadora com suas garras e o Senhor das Sombras com suas presas.

A Fêmea era mais rápida e acerta um golpe de precisão impecável no Philodox, mas sem grandes danos. Victor começara a luta já um pouco ferido e a garrafa faz verter um pouco mais de Sangue, mas Sentinela das Sombras Segue seu ataque tentando ficar suas presas na oponente.

* MAS QUE PORRA É ESSA?! *

A portadora, em uma manobra incrível, salta no ar e, no meio da "cambalhota" enlaça a cabeça de Victor e com o peso do seu corpo levá-lo ao chão em imobilização e estrangulamento. A mordida de Sentinela-das-Sombras atinge a portadora, Mas, mesmo assim, ela resiste e concluí aquela manobra dos infernos.

Victor sufocava.

* Não vai acabar tão fácil assim. *

Em um rompante de força, Victor se livra de sua rival e parte novamente para morde-la. O ataque seria preciso, mas, mais uma vez...

* O QUE CARALHO?! *

A portadora parece mover-se com o balançar do vento e flutuar no ar e, movendo-se como um ciclone, imobiliza com uma das pernas o pescoço de Victor, parando a mordida, e, mais uma vez em fúria, criava suas presas no ombro do Philodox que urra de dor.

O Juiz separa a luta declarando vencedora a filha da Quimera. Padmatavi é cortês e entrega seu amuleto de cura ao Senhor das Sombras que, por sua vez, agradece.

'- Obrigado. Você foi formidável.'

Sentinela-das-Sombras então se cura, cumprimenta sua irmã de augúrio e volta com semblante sereno para junto de sua matilha. A Philodox havia sido superior, mas ele havia dado tudo de si. Sabia que receberia uma enrabado do Beta e a aceitaria com tranquilidade. Aquela derrota mostrava para o filho do Trovão que ele ainda tinha muito a melhorar. E assim ele o faria.
avatar
Victor Montenegro

Mensagens : 668
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 32
Localização : Rio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Réquiem - Equilíbrio da Força - Sangue Forte de Luna - Todos na Assembleia

Mensagem por Angelique T. Albrecht em Qua Maio 16, 2018 2:59 pm

Forma Atual: Crinos

Seria muito bom tomar conhecimento sobre a Cultura Fenris. Apesar de serem conhecidos por sua sede e paixão por lutar, eles tinham uma cultura rica de nomenclaturas das quais Angelique sempre teve curiosidade. Ter em sua matilha um Beta Cria de Fenris iria facilitar bastante a aquisição de conhecimento da tribo e talvez mostrar que eles eram muito mais do que apenas garras, sangue e mordidas.

Sentinela das Sombras e Legado do Trovão pedem o osso e nada de impressionante é mencionado. Esperava ansiosamente pelo julgamento de Estrela da Manhã, que já se mostrava favorável à Fianna, devido ao que tinha sido relatado por Victor em seu próprio julgamento. Então uma movimentação chama a atenção de Angelique que vê mais um garou chegando na Assembleia. O show dos atrasados estava bem interessante naquela noite.

Mas o julgamento não se inicia, os desafios retornam. A tensão da próxima luta era tão palpável que a Impura tinha a sensação que um dos dois garous iria matar o outro a qualquer momento. Tanto que o juiz da seita se aproxima do juiz dos desafios. A tensão entre as duas tribos que lutavam ficava muito clara. Apesar de tudo, Angelique acreditava bastante na vitória do Fenris, vitória esta que não chega e deixa a Galliard boquiaberta com a ferocidade da Fúria Negra. Ela tinha merecido muito a vitória pelo seu desempenho.

A próxima luta acaba de forma mais rápida e limpa do que a anterior. O Wendigo usara um dom impressionante e acaba por derrotar o líder do Caern com facilidade. A final daquele torneio Ahroun Athro-Ancião prometia muitas emoções. E quando daquela final, torceria para a Fúria Negra.

Mais uma luta interessante se inicia. A Portadora da Luz interior faz manobras fantásticas no meio da luta com Victor, lembra-se que Eliajah tinha feito uma manobra estranha como aquelas, mas infelizmente não tinha tido tanto sucesso quanto a Philodox da Fortaleza de Gaia. A luta tinha sido bem interessante e ela se vira para o Portador da sua matilha:

-Esses movimentos da Philodox da sua tribo são muito interessantes. Pelo que notei da sua luta, você também sabe alguma coisa sobre eles, não é Equilíbrio da Vida?
avatar
Angelique T. Albrecht

Mensagens : 387
Data de inscrição : 25/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cólera-de-Balder - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por NarraDiva em Qua Maio 16, 2018 3:34 pm

Siegfried acompanhava Victor com o olhar em todo o combate. Suas expressões só pioram a cada golpe da portadora. O Fenris espera o Senhor das Sombras chegar sem tirar o olho dele um instante sequer e diz quando ele retorna:

'- Você perder pra uma Fêmea com metade da sua força. No treino eu ensinar você a pensar pra vencer. Juiz ser muito previsível.'

Seu tom era ríspido, mas Siegfried não queria pisar, por mais que suas palavras às vezes pudessem dizer o contrário. Não se alonga em suas impressões, nesse momento Victor estava no mesmo vale da vergonha no qual já residia Skullhead.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3319
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Arauto-da-Morte em Qua Maio 16, 2018 3:42 pm

Forma Atual - Crinos

Seu irmão de matilha seria o próximo a lutar, porém, Hadrian via visivelmente o cansaço do mesmo.

*Está tão mal quanto eu..*

Ademais, havia visto sua oponente desacordar dois Garous em pleno frenesi com apenas um chute.

*Você vai precisar de mais sorte do que eu, infelizmente, eu guardarei toda a que tenho para mim Irmão*

Era com dor que o Ragabash assumia sua própria mesquinhez, mas, talvez movido pela fúria que sentia por sua inabilidade, consegue soltar.

"-Boa sorte Victor.."


O Combate é rápido, polido e elegante, algo extremamente adequado ao augúrio, e, se o Peregrino achava que os chutes haviam sido impressionantes, as técnicas demonstradas eram ainda mais deslumbrantes, ao fim, debilitado pelo cansaço e enfrentando uma oponente superior, Sentinela-das-Sombras perde.

*Será que terei o mesmo destino?*


Quando o mesmo volta à matilha, o Fenrir é o primeiro a falar, e, considerando o histórico do mesmo, fora até brando nas palavras que dissera.

*Talvez ele esteja desenvolvendo algo além dos músculos*

O Ragabash, mesmo sabendo que sofreria com o desdém de Siegfried, comenta.

"-Lutou bem irmão, não há vergonha em sua derrota."

Ao fim de suas palavras, já se vira para Cólera-de-Balder esperando seu comentário.

*Esse filho da puta vai aprender a me respeitar, nem que eu quebre os ossos do meu corpo todo pra isso*
avatar
Arauto-da-Morte

Mensagens : 320
Data de inscrição : 18/12/2017
Localização : Belem

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Assembleia XLVII | Quebra do Osso | Torneio Philodox Forsten | Semi-Final

Mensagem por NarraDiva em Qua Maio 16, 2018 3:47 pm

A Mestre de Cerimônias toma seu lugar novamente no centro da assembleia e comenta:

'- E disputando a outra vaga na final, chamo a lutar em Honra ao Boitatá, o Wendigo da Guardiões da Canção Ancestral, Sangue-dos-Quatro-Ventos e o Andarilho do Asfalto da Sangue Forte de Luna, Espólio-Cyberpunk.'

O Andarilho segue calmamente até o centro e assim que Degan chega, cumprimenta Degan e Axl dizendo:

'- Antes de começar a batalha queria lhes dar meus parabéns e meu respeito pela atuação nos julgamentos. Muito me honra participar de uma seita com juízes de tamanha hornadez.'

É polido, ouve as regras e assume seu posto para que a batalha começasse logo após Axl autorizar. O Wendigo tinha a iniciativa da batalha.

Like a Star @ heaven Iniciativa da Rodada: Espólio-Cyberpunk 16 x 18 Sangue-dos-Quatro-Ventos.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3319
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cólera-de-Balder - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por NarraDiva em Qua Maio 16, 2018 3:49 pm

'- Fale por você.' - diz o Fenris. Para ele, a solidariedade entre os fracos era algo tão natural quanto medíocre.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3319
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Convidado em Qua Maio 16, 2018 4:46 pm

Agora seria uma luta interessante, Victor iria enfrentar Padmatavi. Rob estava inclinado a torcer por sua matilha e via que todos estavam concentrados assistindo a luta do meia lua. Logo Uivo fica pensando em quais instrumentos iria usar alem de sua voz, quando fosse requisitado. *Acho que irei de tambor e voz, e fazer com que todos lembre dos feitos da matilha Olhos da Tempestade... sim essa vai ser minha oportunidade para mostrar a todos quem eu sou.*

A luta foi boa, Rob nunca havia visto aqueles movimentos, e era notória a superioridade de Padmatavi. *Que movimentos foram esses?* Rob tinha certeza que precisava treinar mais combate afinal ele poderia ter o melhor para treina-lo: Bardo Forjador. Apesar de ser da nobreza Rob queria ser um grande Guerreiro para estar no coração das batalhas e poder contar  as melhores histórias e poder fazer parte delas também. Rob bebe mais um pouco do hidromel. Rob não iria se pronunciar agora, mas concordava com Cólera de Balder. *Todos nascemos Guerreiros, uns com mais talentos que outros. Mas teríamos que saber lutar se quiséssemos ficar vivo por muito tempo, uma hora ou outra nossas habilidades seriam testadas e não poderíamos nos dar o luxo de perder, pois quando fosse pra valer o que estaria em jogo seriam nossas vidas.*

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Deganawida (crinos) - Matilha; Luta contra Espólio-Cyberpunk

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em Qua Maio 16, 2018 7:10 pm

Degan escuta a Galliard de sua matilha e lhe responde, meio sem saber como explicar:

" - Obrigado e... Bem, eu ainda tenho muito a aprender... Por sorte, Sopro-da-Justica-de-Merlin e Temido-Como-Vulcoes são bons professores e pacientes."


Ele ainda respira fundo ao final de sua frase. Pelo menos havia visto que a justiça dos estrangeiros não era tão distante da sua assim. E então ele escuta as palavras de sua Ragabash, de que seria melhor manter o assunto do novo membro da Matilha para depois, e concorda com a cabeça. Mesmo assim, o novo Garou, que parecia ter algo em sua voz, fala que havia mexido com Hélios, no que Degan muda seu semblante para o de decepção. 

Por que será que todo Garou inicia sua vida nessa Seita trazendo problemas? Tsc...

Ele trata de dizer logo o que pensa, antes que alguém faça uma cena ou atraia ainda mais a atenção para a Matilha do Uirapuru:

" - Tsc... Isso é grave, porque precisamos de Solaris para enfrentar os vampiros dessa cidade... Mas teremos que esperar o fim da Assembleia. Não queremos atrair mais atenção."


Ele também testemunha o pedido de Legado-do-Trovão ser indeferido. Degan mostra um pouco de solidariedade ao líder:


" - Faremos uma oferenda digna do totem dessa Seita... Quem sabe podemos aprender algo mais sobre ele quando realizarmos essa tarefa..."


É então que os combates dos anciões começam e Deganawida controla a ansiedade de ver seu tio lutar. Ele se posiciona perto de seu amigo Olhos-de-Gaia, e é visível que seu humor melhora um pouco.

" - Sem excessos dessa vez."


Ele se dirige ao amigo, lembrando do soquinho surpreso da outra luta de Rugido. A primeira luta tem Mae-da-Furia contra o Fenris acusado pela Ragabash de ser pai dos impuros. Os comentários da luta são puxados e aquilo aguça a curiosidade do Wendigo.

Talvez esse Punho-de-Odin, de Glorioso deva receber a alcunha de luxurioso... Porque talvez haja algo entre eles...

A luta é impressionante e a Fúria leva a melhor. Em seguida, seu tio enfrentaria o líder da Seita.

Okwanada, mostre a força do Wendigo... Acabe com ele.


O líder da Seita tinha se mostrado razoável, mas diante do Anciao Wendigo, ficava dificil para qualquer Puro não querer vê-lo provar de toda a fúria e força do espírito canibal do inverno. Ainda mais quando o Wendigo em questão era da família de Degan.  

A luta começa e ambos mostram cortesia, invocando a Armadura de Luna, mas logo em seguida, o Grande Wendigo se faz surgir em Fúria-das-Tempestades.

Okwanada, serei eu um dia digno de aprender esse dom de Pai Wendigo?


O resultado vem logo em seguida, em uma vitória do Protetor da Seita, mesmo sem um dos braços.

" - ISSO! Haha!..."


Degan vibra por um instante. Ele acompanha as lutas e seu tio estaria na final. Em seguida, são chamadas as lutas de seu posto, e o jovem Philodox testemunha as habilidades impressionantes da Portadora da Luz da matilha de Kiba. 

Essas acrobacias... Tsc. Pelo menos ela foi boa para nossa matilha...

Por fim, chega então o momento do próprio Degan encarar seu desafio. Ele segue ao centro do Caern e cumprimenta Sopro-da-Justica-de-Merlin. Para sua surpresa, o Andarilho o elogia, no que o Wendigo retribui cumprimento:

" - Obrigado... E boa sorte."


A luta começa e Degan, logo de cara desfere uma mordida poderosa no ombro do adversário que por muito pouco não encerra o combate. Espólio-Cyberpunk, no entanto, se esforçava e não entregaria a vitória assim, ele desfere um ataque com garras, mas que passam longe do Wendigo, que joga o corpo para o lado, e finaliza com suas presas que acertam no ombro de seu adversário, de forma perigosa.

Talvez perigosa demais... Não!


O Wendigo se surpreende por um momento, e tenta ajudar como pode depois do fim da luta: o Andarilho tinha recebido uma cicatriz profunda no peito, mas vivia. Por mais que Degan não gostasse de Andarilhos, ele não queria a morte de seu oponente. O Wendigo entrega o medalhão para Espólio-Cyberpunk.

Tsc. Preciso falar com ele e a alfa deles mais tarde...


Antes de voltar para sua matilha, o Wendigo faz um talho em seu braço e deixa o sangue escorrer para o Boitatá.

Será que tenho alguma chance contra ela?

Off: Degan recebeu um de dano no seu corte e usou o amuleto da primeira luta se curando.

Off 2: Reação de Degan com Olhos-de-Gaia


Última edição por Deganawida "Degan" Oneida em Qua Maio 16, 2018 7:27 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 389
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cólera-de-Balder - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por NarraDiva em Qua Maio 16, 2018 7:23 pm

Vendo a tranquila vitória do Wendigo sobre o Andarilho do Asfalto, o Fenris sentencia com convicção:


'- O Wendigo está com o título nas mãos. Tem mais Fúria e está bem mais descansado que a Portadora da Luz Interior.'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3319
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Black-Hat | Fúria-Justa-de-Esteno - Guardiões da Canção Ancestral

Mensagem por NarraDiva em Qua Maio 16, 2018 7:27 pm

Enquanto Helenna se concentrava sabendo que sua luta se aproximava, Black-Hat cumprimenta o Wendigo no seu retorno:

'- Parabéns Sangue-dos-Quatro-Ventos, lutou muito bem.'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3319
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Espólio-Cyberpunk | Sangue-Sobre-a-Neve - Matilha Sangue Forte de Luna

Mensagem por NarraDiva em Qua Maio 16, 2018 7:28 pm

O Andarilho se cura com o amuleto deixado por Degan, mas ainda sim tinha bastante ferimentos e segue com dificuldade para sua matilha. Usher havia sentido o aroma da morte no combate e, por mais que não guardasse rancor de Degan, volta cabisbaixo e silencioso para junto de sua matilha.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3319
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Assembleia XLVIII | Quebra do Osso | Apresentação das Matilhas

Mensagem por NarraDiva em Qua Maio 16, 2018 7:53 pm

Júbilo-das-Górgonas volta a ter o comando da assembleia. A mestre de cerimônias estreava em uma função no Alto Conselho numa assembleia para lá de especial e cumpria com brilhantismo seu dever. A Fúria Negra anuncia:

'- Seguiremos agora para o bloco final de apresentações das matilhas e de parecer dos respectivos juízes. Começamos pela matilha Lobos Incansáveis, uma das matilhas da Zona Oeste.'

Ao contrário do que muitos podiam imaginar, o líder Galliard dos Wendigos não segue para fazer o relato da matilha, ele permite que o outro Galliard da Lobos Incansáveis, o Garra Vermelha Amassa-Carne-dos-Inimigos, Mestre de Cerimônias, segue para o centro da assembleia tendo ao seu lado o juiz Fianna Uivos-de-Arcádia.'

O relato do Garra Vermelha passa longe do brilhantismo de outros relatos, mas apresenta todos os membros de sua matilha:

'- Lobos Incansáveis ser abençoados por Grifo. Rugido-das-Almas-Guerreiras, Filho de Grande Espírito Canibal, ser Alfa forte. Esmaga-a-Wyrm, Filho de Poderoso Lobo Fenris, ser beta leal. Eu, Amassa-Carne-dos-Inimigos, Filho do Grifo, ser Mestre de Cerimônias. Honrada Filha de Falcão, Elo-Com-Luna ser Mestre de Rituais. Sorriso-Sangrento, também Filha do Grifo, ser Ragabash de Matilha. E Fianna Uivos-de-Arcádia ser Juiz que todos respeitar.'

 Ressalta uma implacável luta da matilha contra uma fábrica que polui os rios do território e valoriza muito a incursão da matilha na noite anterior com as matilhas Asas da Esperança e Renascidos pelo Fogo em que venceram um dos líderes dos vampiros da cidade. Sangue-dos-Quatro-Ventos e Garras-do-Falcão-Noturno, mesmo sem serem da matilha, ganham destaque no relato com o Garra Vermelho falando em grande afinidade com Hélios por parte dos Wendigos da Seita, em especial o Philodox da Guardiões da Canção Ancestral. Entre os membros da matilha, chama atenção que o único cliath do grupo, Esmaga-a-Wyrm, era o mais falado com destaque nos combates.

Uivos-de-Arcádia declara todos os membros da matilha como confiáveis, dignos e em dia com suas obrigações. A dupla volta e Júbilo-das-Górgonas convoca:

'- A próxima matilha a se apresentar é a matilha Olhos da Tempestade.'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3319
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Skullhead (Crinos) - Matilha Olhos da Tempestade | Todos

Mensagem por Skullhead em Qua Maio 16, 2018 8:09 pm

Os papos continuavam. Victor pedia auxílio ao Fianna para a apresentação. O Theurge tinha medo... Rob parecia o tipo de pessoa que lhe cortaria no meio de sua fala e roubaria a cena fazendo piruetas enquanto cantava em hebraico.

*Eu espero realmente não ter que ver essa merda... mas seria engraçado, ahahahah*

Enquanto isso na assembleia, Luke seguia e informava sobre a contrição que a matilha faria depois da falha do Filho de Gaia. Logo depois disso, uma nova Garou chega a Seita e Garras-do-Trovão vai recepcioná-la, falando algumas coisas e voltando ao seu posto. Ele provavelmente havia indicado-lhe uma matilha. O Mestre de Rituais, no entanto, responde ao Senhor das Sombras indicando que ele procurasse a Conjuradora-da-Wyld e Sussurros-Solitários para orientá-los no procedimento. A assembleia continuava e o papo na matilha também. Siegfried indica onde havia instrumentos para o Fianna, onde ele poderia ajudar o Philodox.

Assim, começa mais uma vez os torneios. A batalha dos Atrhos era simplesmente foda! Que luta do caralho! Puta que pariu! Era notório que Mãe-da-Fúria tinha um plano... a atitude dela com o Philodox Presas de Prata havia sido duvidosa, mas sua atuação na luta era incrível. Ela acaba com o Cria arrancando uma costela dele... o que parecia ter sido um pouco demais. Nesse momento, algo estala na cabeça do Theurge.

*Eita porra!*

Glorioso-Punho-de-Odin havia sido o Cria que havia saído em defesa da Fúria Negra quando ela foi citada. Aquilo com certeza tinha relação. A cabeça do Andarilho fervilhava à la Nazaré quando a segunda luta é chamada. O líder do Caern e o Ancião Wendigo. O Theurge previamente acreditava que o Ancião com certeza tinha mais chances, mas sorte era um fator possível... na verdade, entre os Senhores das Sombras, ele acreditava que o planejamento prévio parecia ser um dogma. Sentinela-das-Sombras e Sombra-da-Justiça demonstraram isso. O filhos do Avô-Trovão não entravam em campo para perder.

Entretanto, aquela não era uma vez. Já cansado, David não era páreo para a força do Ancião, que acaba com a luta com dois golpes bem dados. A final seria Mãe-da-Fúria e o Ancião Wendigo.

*Essa luta com certeza vai ser do caralho!*

Assim, termina o torneio Athro-Ancião Ahroun e recomeça os dos Fostern Philodox. Victor é chamado e seria enfrentado pela Philodox da Fortaleza de Gaia. A luta é relativamente tão rápida quanto os movimentos da Portadora-da-Luz-Interior que levam a vitória dela. Victor volta a matilha e recebe a reprimenda do Beta. Victor havia sido jogado no mesmo buraco que Skullhead já estava.

*Bem vindo, irmão!*

Ele apenas acena para o Philodox em sinal de companheirismo, voltando sua atenção para a próxima luta. O juiz Wendigo dos julgamentos enfrentaria um irmão tribal seu. A luta é rápida e por um momento achava que o recém-chegado não veria o nascer de Hélios no céu...Degan mostrava muita habilidade, parecia ter uma força descomunal. Ele ouve Cólera-de-Balder e apenas concorda com ele. Se o Fenrir tava dizendo, quem seria ele né?

O torneio é pausado para continuar as apresentações da matilha. A Lobo Incansáveis faz a apresentação e os relatos. A próxima seria a matilha do Elefante. Camillo olha para Victor e Rob, esperando que eles seguissem para o centro da assembleia.
avatar
Skullhead

Mensagens : 524
Data de inscrição : 02/07/2017
Idade : 23
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Ossos-de-Carvalho em Qua Maio 16, 2018 8:45 pm

Ian se lamenta pela derrota de sua matilha, mas entendia. Vê que o Fenris não recebe bem...

* Esse precisa muito relaxar... Difícil superar limites ganhando sempre.. *

Ian segue assistindo as lutas.. e que lutas!

* Cacete, costela arrancada? Essa aí é foda..*

Ao ouvir Victor perguntando se Rob tocava algum instrumento, lembra de sua Viola Voz-das-Nuvens, que estava em posse de Bardo-Forjador. Torcia para que ela fosse bem cuidada... Continuava tentando pensar em uma estratégia para ao menos dar um pouco de trabalho à Cólera-de-Balder mas não conseguia achar uma boa saída.

Ao ouvir que a próxima matilha a ser apresentada era a sua, interrompe seu pensamento sobre as estratégias, olha para Rob e Victor e diz:

" - Agora dêem o show! "
avatar
Ossos-de-Carvalho

Mensagens : 151
Data de inscrição : 08/03/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Derek Spencer em Qua Maio 16, 2018 10:03 pm

Spybot (Crinos) - Fortaleza de Gaia / Seita

Derek não tinha muito a acrescentar, prestava atenção na assembleia e via seus novos companheiros de Matilha se apresentando, Hagen um Fenris orgulhoso se sua história e os outros jovens Garous também se apresentavam à suas matilhas.

Os combates prosseguiam e Flor de Lótus é explendida mais uma vez, Antônio não tem tanta habilidade e é abatido mas havia feito uma ótima luta, Spybot como Beta estava orgulhoso de seus irmãos de matilha. Quando Antônio retorna, ele apenas dá um pequeno tapa no ombro do Garou em forma de apoio.

Percebe que esqueceu de se apresentar, estava tão concentrado na assembléia que não se ligou nas cordialidades que deveriam ser prestadas ali. Então espera Hagen terminar de falar e diz:

-"Hagen, sou Spybot, Cliath Ragabash dos Andarilhos do Asfalto, Beta da matilha. Desculpe pela falta de educação e não ter me apresentado antes, seja bem vindo a Fortaleza de Gaia."

O Garou estende a mão para cumprimentar o Fenris.
avatar
Derek Spencer

Mensagens : 298
Data de inscrição : 27/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pantaneiro ( Crinos ) - Assembléia / Fortaleza de Gaia / Todos

Mensagem por Yorick MacAlister em Qua Maio 16, 2018 10:08 pm

"então ele não mentiu..."

Pensa Pantaneiro acenando positivamente diante das palavras da nobre Juíza. Uma grande verdade é dita por ela e era necessário ser seguida: tinha que ser superior aquilo. Tinha que buscar sua própria paz de espírito e equilíbrio. E depois uma reflexão da Portadora faz com que Pantaneiro tenha um pequeno riso.

"E como..."

Escuta também Antonio e suas palavras fazem muito sentido. O Fianna de certa forma se sentia renovado diante de tanta sabedoria em um momento como aquele. De modo simples, respondeu Padmatavi e Antonio.

- Ceis trazem grandes verdades em suas palavras. Vô seguir elas. Que a alma atormentada seja só a dele. A minha eu vô tratar de cuidar sendo superior, não permitindo ofensas, sendo equilibrado e tendo paz de espírito. Agradeço a sabedoria do cêis. É ela que me guiará nesse caminho.

Sorri mais uma vez em forma de agradecimento e companheirismo para Antonio e Padmatavi. Acena também para Kiba diante de suas palavras sobre Victor. Havia grande verdade nas palavras do Roedor. Só nesse momento que lembrou que aquele pedido formalizado de desculpas de Victor era parte de sua punição. Em todo caso, o filho da mãe havia escolhido muito bem suas palavras. Como sempre era um bom articulador e sabia livrar seu rabo de qualquer perigo. É quando sua atenção é voltada para a continuidade dos duelos e esse seria de tirar o fogo. Era a semi-final dos Ahrouns Athros onde tinha a presença do Totem materializado assistindo tudo de camarote. A luta entre Glorioso-Punho-de-Odin contra Mãe-de-Fúria começa quente e termina fervendo. Pantaneiro por vezes chega a arregalar o olho. Sangue voava. Tamanho era duplicado pelo Fenris e nada disso parou a Fúria Negra que carregava bastante ódio em seus ataques. Era possível ver o clima de tensão no ar. Era palpável. Por final os Fenris tem sua primeira derrota, e caramba, que luta.

Depois a próxima a luta é entre o Líder da Seita e o Protetor do Caern. Uma luta High-Society do Caern. Do Alto Escalão. Dos Pica Grossa. No Final das contas, ambos com armadura de Luna e o Wendigo com seu tamanho duplicado e somente com um braço, conseguiu derrubar o líder da Seita.

"Achei que não seria assim... mas taí... o Wendigo mandou bem pra quem tem um braço só..."

Refletia aquilo quando Hagen lhe chama atenção pedindo a palavra dizendo que queria pontuar alguns acontecimentos. Pantaneiro nesse momento foca toda atenção no Fenris recém-chegado. Vai escutando ponto por ponto. A cada fala uma surpresa. Havia informações importantes.

"Aeroporto...Vampiros... Rato... Armas... Wyrm prosperando... 90 Vampiros, caralho... 30 onde estavam e estão vivos como?... Estratégia de batalha que não deu em nada... Presas de Pratas matando muitos vampiros... Dois Presas de Pratas... talvez por isso estão vivos... e caiu pra uma bala de prata... Como previ, se não fosse por esses dois Presas de Pratas estariam mortos..."

Pantaneiro coloca o único braço debaixo de seu cotoco e continua escutando. Coração-Valente era o Presas de Pratas e o outro era o Alef.

"Alef seu vingativo do caralho... Me ama mesmo pra não conseguir me esquecer..."

Depois a parte que estavam em um trailer de comida, onde foram recomendados à procurar Bardo-Forjador e Victor. Depois a ruína dos Fiannas, o maior ataque vampírico da história, as classes dos Vampiros, os dois Presas de Pratas se encontrarem por acaso no aeroporto por saberem das armas químicas capazes de uma guerra.

"Caralho... como esse Fenris fala, mas são informações importantes. Deixe que fale..."

O lugar em que estavam chamava-se Parada de Lucas. Escuta tudo atentamente com calma e vai gravando tudo em sua memória. Faz notar o nome Vendetta. O maior vampiro, inimigo que deveria ser destruído a todo custo, que era doentio e sádico e queria o controle de tudo à todo custo. No final das contas, os vampiros estavam localizados no Complexo do Alemão, Rocinha, e onde estavam, que era a tal Parada de Lucas. E depois escutou... escutou...escutou...escutou tudo. Para Pantaneiro, Hagen falava do Fianna que tinha cagado no pau em sua apresentação ao chegar do Caern ao falar, mas também falava pra cacete. Para o bem, Hagen se preocupava em passar tudo detalhadamente e aquilo era um ponto muito positivo. 

Ao final de suas palavras, vem a cereja do bolo, onde Hagen mostra bem o que pensava, como agiria e lhe dava o benefício da dúvida pelas coisas que Alef tinha falado, por ter apoiado o fianna falador e no final das contas ter feito o que fez. Era uma boa justificativa para a forma do Fenris pensar. Ou seja, estava sendo avaliado. De modo simples, para que não chamasse a atenção da Seita, Pantaneiro disse de forma resumida colocando sua única mão no ombro de Hagen.

- Obrigado, Hagen. Fez bem em me dizer tudo isso e agradeço por me dar um voto de confiança em minha liderança. Não foi fácil em meus primeiros dias aqui e isso remete à forma com que o Presas de Pratas pensa sobre mim. Suas informações sobre tudo que me disse são valiosas. Usaremos isso à nosso favor e com cuidado.
- Nesse momento olha para Spybot o qual deveria ser o mais interessado naquilo tudo já que estava incumbido de liderar a missão que descobriria o paradeiro de Isaack - Precisamos conversar melhor depois em um momento mais oportuno, mas não agora no meio da Assembléia. Quanto à minha liderança, se eu não for eficiente ou de seu agrado, tem todo o direito de me desafiar, mas não tenha dúvida que darei o meu melhor pensando sempre na matilha e até darei minha vida por qualquer um de vocês se for necessário. Cê já tem o meu apoio, meu respeito por sua prestatividade e sua preocupação com a matilha. Se um dia tiver seu apoio, ficarei honrado. Obrigado.

Era bem objetivo com o Fenris. Não dava pra discutir tudo que havia sido dito ali no meio de Assembléia e sabia que Hagen entenderia isso. Deu dois tapas no ombro do Ahroun e nesse momento voltou sua atenção para a luta de Padmatavi que era a próxima. Olhou para a Juíza e disse:

- Padmatavi, confio em você, nobre juíza. Arrebenta!

Seu oponente não era nada mais e nada menos que Victor.

"Por favor, Juíza! Faz o que é meu sonho, por favor! Dá uma taca pantaneira nele!"

E não deu outra! Padmatavi era como o vento, rápida, lisa, astuta e fatal! Aquilo era melhor que os puteiros do bar do Tião. Era um deleite ver Victor tomar uma surra de sua Juíza. Sangue do Senhor das Sombras voava. Tava tão entusiasmado que tomou um grande gole de Hidromel. Pantaneiro podia ficar o dia inteiro ali vendo Victor apanhar. Ele merecia. Merecia muito apanhar daquela forma. Aquilo sim trazia paz de espírito, e como trazia. Ao final, quando Padmatavi é declarada vencedora, não consegue se segurar, era muito felicidade contida em seu peito e manda um sapateado batendo as solas de suas botas no chão fazendo levantar poeira e uiva em sua vitória.

- AOOOOOOOOO TCHÊ TCHÊ TCHÊ TCHÊEEEEEEEEEEEEEEEE!!!!

Espera Padmatavi se aproximar da matilha e diz muito orgulhoso.

- Parabéns, minha juíza! Cê foi incrivelmente muito boa! Cê é fera! Tá de parabéns!

Mais combates aconteceriam e nesse momento rodava um filme na cabeça de Pantaneiro imaginando os mesmos golpes que Padmatavi havia aplicado, só que consigo fazendo a mesma coisa em Victor. Era seu sonho. Era a sua paz de espírito. Era a tranquilidade que procurava. Por final, a Assembléia tem andamento e Pantaneiro se limita à prestar atenção. 



avatar
Yorick MacAlister

Mensagens : 653
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central -TODOS -

Mensagem por Convidado em Qua Maio 16, 2018 11:18 pm

Forma - CRINOS -

Rob fica atento a apresentação dos Lobos Incansáveis, estava ansioso para se apresentar. O seu nervosismo era normal, por mais que fosse natural ele usava o sentimento a seu favor afinal de contas toda grande apresentação passa sentimentos ao seu interlocutor e ao comunicador. E essa troca era quase como o sexo, você sabe como fazer mas cada pessoa reage e recebe de forma diferente os estímulos. Ele era mestre na cama e mestre no improviso, quando ele começa era quase como um transe ou transa mesmo. As palavras do Lobo Amassa Carne dos inimigos pareciam flutuar em sua mente, e de repente *Olhos da Tempestade? A sim chegou o momento* A outra garrafa de Hidromel estava pela metade, então levanta em resposta a Ian e vira todo o conteúdo deixando escorrer um pouco pelas laterais. Respira fundo e assopra, uma técnica que alivia um pouco a tensão.

-O show deve continuar Baby! Vamos la! - disse para si mesmo como se tudo que ele fizesse fosse contado como em um show de tv, toda sua vida Rob enxergava como se fosse uma série e somente ele entenderia este comentário *Nossas efêmeras vidas são como um show. Depende qual papel e função damos a ela, alguns são apenas figurantes outros um par romântico, outros são como os enrola cabo e os piores deles nem sabem que estão em um show. Nosso papel de Galliard é sermos como o Mel Gibson em Coração Valente: Roteirista, Diretor e Ator principal. Engraçado eu lembrar de Coração Valente* lembrava as palavras de Pé de Briga.

Uivo flamejante caminha até os tambores, amarra em sua cintura o cinto para segurar o tambor na altura ideal perto de sua cintura. Pega as duas baquetas e de uma forma performática vai girando-as em suas mãos enquanto se dirige ao centro. Então para de girar levanta os braços cruzando as baquetas em X.

-HAULLLLLLLLLL - Faz um uivo seguido de um toque do tambor e com a parte de madeira com sua mão esquerda faz uma marcação bem acelerada para marcar a entrada de Victor ao centro e fazia uma musica bem cadenciada, quase que uma marcha Escocesa para animar os espíritos. Após Sentinela das Sombras se posicionar ele diminui o volume da marcha para que o Senhor das Sombras apresente a matilha, e após a apresentação da matilha Uivo encerra a marcha. Fica mais sério ele sabia que os feitos tinham que ter uma música épica então conforme Victor ia contando ele começava a fazer uma trilha musical com o tambor e sua voz ao fundo nunca sobressaindo a musica ao que era contado. E sim criava sentimentos a história cada feito, ação luta era pontuada e criava vida com sua trilha "Deshi Basara"

Então inicia com os tambores.

-Deshi! - cantava em tom sério e como em um chamado a ascenssão - Deshi - agora falava como se fosse uma resposta em um coro reproduzindo perfeitamente. - Basara! - outro chamado - Basara - outra resposta em coro e logo ia cadenciando musica do tambor com o ritimo Deshi Basara. A cada repetição dessa parte a outra era um pouco mais rápida se encaixando e quando era parte mais heroicas ficava um - Deshi Deshi Deshi Basara Basara Deshi Deshi Basara Basara- bem rápidos

No final Rob sabia que fez uma bela apresentação juntamente com sentinela das Sombras.


------------------------------------------------------------------------
OFF:  A primeira Marchinha. Reparar mais na performance do Velho e a musica sem a Gaita de Fole.
1: Musicada da  apresentação da Marcha.


2: A musica da apresentação dos feitos da matilha:

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Antonio Xavier em Qua Maio 16, 2018 11:38 pm

Antonio Xavier assiste a incrível vitória da Fúria Negra sobre os até então invictos Crias de Fenris. 

A batalha do líder.do caern contra o ancião wendigo também foi incrível, o que fez Antônio pensar sobre a luta que seria a final: impossível pensar em um favorito.

Quando Flor-de-lótus vai ao centro lutar, o Portador da.luz fica empolgadíssimo, as habilidades da juíza são.impactantes. A vitória chega para Fortaleza de Gaia e Sereno-trovão uiva de felicidade!

O theurge fica atento as batalhas seguintes, mas em vários momentos se perde em seus pensamentos sobre o futuro de sua matilha na assembleia.
avatar
Antonio Xavier

Mensagens : 202
Data de inscrição : 24/03/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira central Sangue-Forte-de-Luna

Mensagem por Anda-Com-Espiritos em Qua Maio 16, 2018 11:59 pm

Forma: Crinos

A quebra do osso mais uma vez era interrompida, uma batalha de peso estava prestes a começar. De um lado Mae-da-Furia e do outro Glorioso-punho-de-Odin. E foi uma bela luta!
A furia sai vitoriosa depois de uma batalha de grandes golpes.
E a proxima luta seria de nada mais nada menos que o lider do caern contra o defensor do caern. Outra luta de peso.
Ao inicio da luta ambos invocam a armadura de luna, um dom muito poderoso. Nate conhecia esse dom. Logo em seguida o wendigo começa a se agigantar e o senhor das sombras sem furia ainda por causa do outro combate transforma suas garras em prata mas é abatido pelo wendigo em sua furia antes mesmo que pudesse desferir um golpe!
Seguindo a luta deles a luta mais esperada da noite, flor de lotus lutaria!!!

*Por gaia, essa garou me faz pensar besteiras!*

A luta nao poderia ser menos que o esperado e Flor-de-lotus faz valer o ingresso. Em uma manobra impressionante ela salta e prende a cabeça do philodox entre as pernas e o joga ao chao tentando sufoca-lo, mas ele escapa do sufocamento e parte para o ataque com uma mordida mas novamente em outra manobra que mais fazia parecer a garou dançar que lutar ela desvia prendendo a cabeça do garou em apenas numa perna impedindo a mordida e criva suas garras fundo na barriga do Senhor das Sombras e o juiz separa a luta a declarando vencedora.

*Gaia me ajude essa garou é fenomenal, sua forma de se mexer na luta, sua beleza...Preciso me conter*

Nate entreouve a pergunta de sua alfa e se interessa na conversa. Tudo que pudesse aprender sobre Flor-de-Lotus seria bem vindo.
Espolio-Cyberpunk é chamado novamente ao centro para lutar. Nate deseja boa luta mas sua mente estava mesmo ainda na portadora.
A luta transcorre rapido e Espolio acaba derrotado. 

"Não se deixe abater, voce cumpriu seu dever na luta. O objetivo principal era sangrar pelo totem. Ninguem gosta de perder mas perder a luta e ganhar a guerra é que é a verdadeira vitória. Na proxima estaremos mais preparados."

Seguindo às lutas recomeçam as apresentações das matilhas.
avatar
Anda-Com-Espiritos

Mensagens : 96
Data de inscrição : 21/03/2018
Idade : 34
Localização : Fortaleza

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Igor Petrunov em Qui Maio 17, 2018 12:59 am

Igor continuou encarando Espírito-Tranquilo, esperando sua resposta. À medida que Allen se explicava, o filho do Falcão sentia a fúria queimar em seu peito e, inconscientemente, expunha as presas de forma um tanto hostil. O Filho de Gaia pôde perceber que os olhos do Presas, num relance, abandonaram o tom azul claríssimo e brilhavam como ouro derretido e, rapidamente, voltaram ao normal. Allen tinha a nítida impressão que Igor o atacaria a qualquer momento.

"Calma, calma... ele é só um moleque imbecil." - pensou o lua crescente, enquanto cerrava os punhos tensos, afastando o impulso de defender a honra do seu espírito-Pai com as próprias garras.

Espírito-Tranquilo se encolheu, com justa vergonha ou talvez medo.


- É melhor que você não tente o ritual sozinho e acabe piorando ainda mais a situação. Hélios não é complacente como Luna e não hesitaria em apagar sua existência. Não podemos perder nenhum garou, quem quer que seja ele. - disse o Presas, com o tom duro.

Deu um passo atrás e parou ao lado de Olhos de Gaia, dirigindo-lhe a palavra, mas olhando para o Centro da Clareira onde Degan acabara de ser apresentado como próximo desafiante.


- Se você não se importar, eu gostaria de fazer essa Contrição. Hélios é o regente da minha Casa, tenho relação mais próxima com os Solari e eles me reconhecem como igual.

Igor, então, calou-se e aguardou a resposta do Mestre de Rituais, enquanto assistia a luta do seu meia lua. Degan lutou bem e trouxe mais uma vitória para a matilha, vitória essa para qual o lua crescente uivou em honra à Sangue-dos-Quatro-Ventos, mas também para aliviar a tensão. Assim que o juiz se aproximou da matilha, também o cumprimentou.


- Foi uma ótima luta, parabéns.
avatar
Igor Petrunov

Mensagens : 92
Data de inscrição : 04/04/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Hagen Bernhardt em Qui Maio 17, 2018 3:15 am

O Ahroun respira fundo, estava até com a garganta seca de tanto falar e logo bebe mais do seu hidromel depois de dizer tudo o que queria. Atestando as reações de Pantaneiro naquele momento, Hagen achava que o mesmo estava com sentimentos de raiva para Sentinela-das-Sombras. A  luta de Flor-de-Lótus contra o mesmo Philodox coincidentemente acontecia no momento e que talvez, se houvesse uma raiva poderia se enfatizar o senso de justiça do ahroun Fianna e Hagen sabia que nada melhor que o ódio para incitar o coração de guerreiros para a batalha, aquela chama sentimental que inflama espontaneamente. O Fenrir precisava testar seu alfa e o primeiro teste seria esse: Como o ahroun se sentiria se tivesse uma sombra na liderança e ainda sabendo que haviam garous que o menosprezavam como relatara que Alef dissera, que zombavam dele. Hagen em toda sua infância como fenrir, era testado com bullyings, ameaças e provocações, nada mais justo do que ver a reação do alfa com coisas simples que os Fenris lidavam desde pequenos, uma ideia adversa desse tal Alef e uma sombra em sua liderança.
 
Definitivamente o Modi não confiava em ninguém no caern, mas seria leal à liderança de Pantaneiro. Se o mesmo não foi deposto como alfa, poderia ter o benefício da dúvida, Hagen iria analisar com os próprios olhos antes de abraças as ideias de alguém, principalmente depois do ancião Presas de prata elogiar o Fianna Tagarela e logo em seguida o mesmo faltar com protocolo em uma Ting.  Por ser filho de uma Jarl via um pouco a necessidade de ser diplomático, o que poderia modificar um pouco a forma como Hagen lidava, sendo mais político que o habitual.  Ao falar que se Pantaneiro vacilasse o Modi o desafiaria, Hagen fora sincero em suas palavras mas seu intuito era observar reações, no fim o Fenrir ficara satisfeito, esperaria que o mais importante sobre Vendetta fosse abordado melhor posteriormente, mas tudo de urgência já tinha sido falado, mais que isso era exagero e Hagen agora queria soluções para os problemas apresentados, soluções que o alfa terá um bom tempo para pensar,  havia uma iminente guerra entre Draugrs, Hagen queria acabar com a todos de ambos os lados e talvez de uma forma indireta ou não acabar com aquilo que pesava em sua mente, aquele nome escutado mais cedo, o que fazer perante a isso, pairava no âmago do Modi...

"Falei demais...  impossível falar pouco com tanta informação. Mas dois pontos me deixam por hora atento: O primeiro que este Pantaneiro falara em resolver os problemas e me parece que observou e absorveu essa montanha de informação. Segundo que este Fianna já sabe que tem uma sombra que o cobrará e que posso desafiá-lo se o mesmo for indigno. Interessante, poucas palavras e não é vaidoso, espero que se prove um bom líder, pelo menos até sua morte ou que apareça alguém mais forte. Essa matilha tem que ser a mais forte, serei incansável para isso, preciso chegar aonde eu quero e para isso uma matilha forte é primordial. "

' - Sim Pantaneiro, no momento oportuno pensamos em como pôr um fim nisto. '

Hagen voltando ao estado normal com poucas palavras, antes fora até bem detalhista, pensava se sua irmã Skald ficaria orgulhosa do seu relato.

"Para isso que eu vim, para pôr fim aos inimigos, nem que morra em ação, mas levo o máximo que puder comigo para o inferno. Irmã, será que falei como tu e honrei tua imagem? Se não o fiz, não é mesmo o meu augúrio, se um dia souber e me zombar, vá para Niflheim e não me perturbe!" - Pensa Hagen com um humor particular e um tanto estranho mas feliz em pensar nessa irmã tão querida pelo Modi.

Hagen fica atento à luta de Padmatavi, e observava os movimentos do kailindô, era interessante a maneira como a Juíza lutava, parecia uma arte milenar, algo bem típico da garou que emanava misticismo. Assim que é anunciada sua vitória, Hagen solta o seu primeiro uivo no caern, Honra à Fortaleza de Gaia, Glória para Flor-de-lótus! Esperando a Philodox se aproximar, o Fenrir a saúda:

' - Glória para Flor-de-Lótus! Skol!!!'


Hagen termina sua garrafa e assim se dirige para a mesa, pega o máximo que pode de garrafas e volta para sua matilha afim de comemorar aquela final de Flor-de-Lótus, distribuindo para os que estavam ali e guardando a sua, tomando mais daquela bebida que era boa, mas não dissera que seu intuito era uma comemoração, para o Fenrir era implicito o seu ato e desejo de celebrar.  Em seguida, vem a luta do juiz que era protagonista minutos atrás, e o Wendigo se mostrava um bom combatente, o Fenrir não modifica suas feições ao assistir o combate, não era membro de sua tribo e de sua matilha então não se importava com o que acontecia além apenas de observar possíveis manobras e diferentes dons.

As lutas são pausadas pelas apresentações, Hagen nota que Lobos Incansáveis falavam de missão contra vampiros, juntamente com a matilha do vitorioso Forseti Wendigo, o que toma a atenção do jovem. Observando, via que tinha outro cliath Fenrir e que o mesmo era exaltado, mesmo sem mudar suas feições, Hagen gostava que tinha um bom número de membros de sua tribo e presta atenção em Esmaga-à-Wyrm, em breve teria reunião de tribo e iria conhecer o garou.

Assim, um dos garous que se mantinha calado vem saudar o Fenrir, era um Rotagar da tribo dos filhos da Barata. Hagen estende a mão cordialmente e aperta firme em sinal de respeito.

' - Sem problemas Spybot. Meu nome você já sabe, obrigado pelas boas vindas. '


Hagen era sério, mas simpático dentro de poucas palavras, por mais que estranhasse os costumes dos andarilhos, lembrava bastante da philodox Mainframe. A Forseti era a garou que até mesmo comprara a passagem do fenrir e de extrema confiança de sua mãe. Hagen não entendia  a tolerância da Jarl para com os filhos da Weaver, sua mãe ressaltava que eles tinham papel, eram bons para se ter noção do mundo humano, peças para auxiliar na guerra, um bom comandante tinha estratégias definidas depois de estudar o inimigo e sua mãe falava muito nos papéis que cada um poderia apresentar, no caso de andarilhos quem melhor para mapear inimigos dentro das cidades cinzentas? covis da weaver do que Andarilhos e Roedores (dentro das periferias) os famosos batedores. Hagen via tudo como uma grande batalha e não ignorava o que seu exército poderia oferecer, eram combatentes, isso na cabeça do Fenrir era claro, independente do augúrio, todos tinham que combater Jörmungandr.


"O outro Garou calado deve ser o Ahroun que mais cedo mencionaram. Deve estar envolto em seus pensamentos e por isso não se apresentou. Os tempos são de loucuras, não preciso exigir formalidades agora, me parece que esta matilha reina uma paz entre seus membros, o que é bom uma harmonia dentro do exército. Estamos em guerra e devemos nos preparar para essa batalha contra Vendetta, se depender de mim, Fortaleza de Gaia irá despedaçar cada Draugr de forma violenta, se depender de mim não teremos piedade."


Hagen tomava sua garrava de Hidromel, tinha levantado em sinal de brinde para seus companheiros e a toma, divagando ali agora depois de ter explanado os acontecidos, prestando atenção no desenrolar da assembleia e esperando os próximos acontecimentos e principalmente combates.
avatar
Hagen Bernhardt

Mensagens : 274
Data de inscrição : 23/04/2018
Idade : 33
Localização : Noruega, Høvringen

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

ESPÍRITO TRANQUILO (Crinos) - NARRAÇÃO | SEITA

Mensagem por Espírito Tranquilo em Qui Maio 17, 2018 5:39 am

A primeira a se manifestar foi a Ragabash alertando discutir aquilo direito após a assembléia. Os discursos dos outros integrantes da matilha seguia também o mesmo sentido. Acente envergonhado com a cabeça quanto a ponderação de Deganawiga sobre na necessidade de solaris para enfrentar vampiros.
Mas o olhar do albino fica preso no Presa de Prata, antecedendo o que viria dele. Mentalmente aceitando qualquer violência que viesse, afinal merecia mesmo.
Assusta-se um pouco com a repentina mudança de tom no olhar do garou, se encolhendo quase como um tipo de defesa para suportar ali dor do que viria, junto da vergonha do que confessara e o medo.  Teria que segurar e disfarçar, sem gritos de dor ou reação grande para não chamar atenção ali para si e trazer problemas a matilha, tinha que aceitar o que vinha. Era sua culpa.
Inesperadamente não lhe veio dor, apenas palavras.  Um tipo de instrução e apoio. Porém, a última sentença de Filho-da-Alvorada, pesa mais sobre Allen.
 
*'Quem quer que seja ele'... Entendi bem o que quis dizer...*
 
Com extremo cuidado, acena ao garou indicando ter entendido e acatado, e ao mesmo tempo que Igor segue para ao lado de Olhos de Gaia, o outro filho do cervo da um passo também para trás, mas para o outro lado. Tentava ali ficar mais discreto e menos visível, mas ainda dentro do grupo da matilha e da ferradura que formavam todos os garous.
Em silêncio de cabeça baixa, observava a assembléia. Provavelmente teria se posicionado atrás do irmão tribal, se Igor não tivesse ido ficar próximo a ele.
Ouve então chamarem para o torneio Flor-de-Lótus, o fazendo elevar um pouco a cabeça e observar a garou. Queria gravar quem era para depois quando pudesse agradecer a ela pelo cuidado com o espírito que enviou para proteger o grupo. Olhando aquilo nota como a garou era incrível em seus movimentos, mas assim que a batalha termina ele volta a baixar a cabeça em silêncio.
Em seguida o juiz de sua matilha é chamado para o torneio.  Ele queria dizer algo, mas acha melhor só ficar quieto, no máximo olhando e acenando com a cabeça ao juiz.
Ele nota como o juiz era não só uma mente poderosa, mas também um corpo poderoso.
 
*Força quase incontrolável... Como a natureza e os Wendigos em si...*
 
O vê vencer, e cortar seu braço dando sangue ao Totem e enquanto este retorna então até a matilha, o albino dá um pequeno uivo tímido em honra a vitória do juiz e votando a se manter em silêncio e observando como lhe fora pedido. Aliás, se recorda que o Rob o havia pedido o mesmo anteriormente, observar e absorver as informações para o ajudar depois.
O ritmo da assembléia muda com  a pausa nos combates e apresentações de matilhas. Era curiosa aquela apresentação e a história que contavam. Ouvir sobre o combate com o líder vampiro, e pensando junto sobre o que tinha relatado Alef e Coração-Valente, sobre os vampiros e aquela noite e sobre o ponto de vampiros usarem lobisomens em suas guerras de suas duas facções.
Porém, o que mais lhe chama atenção ali é o destaque que aparece em relação a garous que não eram da matilha, e sobre Sangue-dos-Quatro-Ventos, junto de sua tribo ali, terem grande afinidade com Helios.
Perguntou mentalmente se aquilo era um tipo de bom agouro, ter dois garous com aparente boa relação com Helios na matilha para o ajudar, ou se seria isso apenas mais um sinal de como era o errado.
Olhou para o wendigo um instante e depois voltou-se novamente a assembléia do sei jeito naturalmente mais cabisbaixo.
Tomando com surpresa a chamada da Olhos  da Tempestade para se apresentar, e tomada a frente de Rob com tambores.
 
*Botar o recém-chegado para fazer a apresentação? Estão sem galliard? Desespero? Ou querem dar a chance do Fianna se redimir da chegada? Deve ser isso... Seja como for... Boa sorte meu caro, e que Gaia lhe sorria...*
 
Nota então que o herói Senhor da sombra seguia junto, e logo Rob começa com toda a naturalidade Fianna galliard a tocar o tambor e se mostrar.
 
*Nem sei porquê me preocupo com ele...*
 
Mesmo com a cabeça baixa, assistindo ali, dava um pequeno sorriso em ver o Fianna fazer bem seu papel e parecer se divertir, tinha simpatia por ele.
avatar
Espírito Tranquilo

Mensagens : 143
Data de inscrição : 24/04/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Pavor-de-Jörmungandr

Mensagem por NarraDiva em Qui Maio 17, 2018 9:23 am

Duas-Caras caminha até Ira-de-Thor e os dois começam a caminhar. Hagen pode notar que na conversa, o Fenris olha para Hagen balançando a cabeça negativamente com profundo desgosto. Mão-do-Rei, Ragabash dos Presas de Prata logo se une ao grupo. Os três conversam por alguns instantes e Mão-do-Rei vai conversar com Fênix-de-Prata que também lança olhar de desgosto sobre Hagen. Em seguida, Ira-de-Thor fala com Sombra-de-Loki, Temido-Como-Vulcões, Essência-de-Hela e Glorioso-Punho-de-Odin e todos parecem se irritar com o que é dito e olham com total desgosto na direção de Hagen.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3319
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kiba Valentine (Crinos) - Fortaleza de Gaia

Mensagem por Kiba Valentine em Qui Maio 17, 2018 9:31 am

Kiba havia ficado tão tenso com a situação que mal presencial a luta de Flor de Lotus. Quando se deu conta a Garou já havia sido declarada vitoriosa e se juntava a matilha.
 
Pantaneiro felizmente decide que aquela situação seria discutida em outro lugar. Tudo que não precisavam era um caos se instaurando dentro da matilha mais uma vez e deixa o Roedor de Ossos um pouco menos tenso.
 
Kiba então volta a olhar para a arena, mas sua mente estava em outro lugar. Precisava falar com Fênix de Prata sobre aquilo, mas sabia que além de não ser uma conversa fácil também precisava pensar no que dizer a sua matilha.
 
É nesse instante que Kiba nota o olhar de Ira de Thor, Duas Caras e Mão do Rei vindo em direção a matilha, mais precisamente na direção de Hagen. O Ahroun sabia bem a razão daquilo, mesmo sem saber como diabos eles ficaram sabendo do que estavam conversando.
 
“Ótimo...”
 
Pensa o Roedor de Ossos imaginando que, de alguma forma, aquilo iria se transformar em problemas pra matilha. Como se eles já não tivessem problemas o suficiente.
avatar
Kiba Valentine

Mensagens : 529
Data de inscrição : 26/06/2017
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 40 1, 2, 3 ... 20 ... 40  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum