Grutas e Cavernas

Novo Tópico   Responder ao tópico

Página 2 de 16 Anterior  1, 2, 3 ... 9 ... 16  Seguinte

Ir em baixo

Re: Grutas e Cavernas

Mensagem por Sussurros Solitários em Sex Mar 02, 2018 1:55 pm

Forma atual: Lupino

As palavras do Ragabash são bem preocupantes. Uma visão em que o Caern é destruído e o Boitatá cai para Wyrm é um pesadelo e o lobo fica bem preocupado. 

Quando ele comenta sobre o roubo do fetiche do Wendigo, o lupino logo formula uma opinião. 

"- Seja lá quem roubou esse fetiche, o fez para impedir que o espírito que ali habite, fale alguma coisa. Precisamos entender o que aconteceu, mas com descrição. Tenha cuidado nas suas investigações e tente sempre deixar alguém da matilha a par de tudo Sombra-da-Coruja."
avatar
Sussurros Solitários

Mensagens : 584
Data de inscrição : 04/07/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grutas e Cavernas

Mensagem por Victor Montenegro em Sex Mar 02, 2018 4:49 pm

Victor meio que revira os olhos quando do ataque de pelancas do Fenris, mas também não o contraria. Siegfried claramente se esforçava para conter um frenesi e o Philodox não ia cutucar onça com vara curta por esporte.

O Philodox passa a escutar com atenção os relatos do lobo e os de Hadrian.

* Que porra é essa? Todo mundo vê o futuro agora? *

E, ao fim da fala de ambos se manifesta olhando mais diretamente para sussurros:

- O fetiche que vocês recuperaram e esqueceram no carro sumiu junto ao carro no fim da caçada e isso é um problema.
avatar
Victor Montenegro

Mensagens : 655
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 32
Localização : Rio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grutas e Cavernas

Mensagem por Sussurros Solitários em Sex Mar 02, 2018 4:56 pm

Forma atual: Lupino

O Lobo se preocupa com o estado de espírito de Cólera-de-Balder, o Theurge sabe que a fúria corre mais forte nos filhos do Touro e eles são mais propensos ao frenesi. 


"- Esse é um grande problema Sentinela-das-Sombras. Mais um para nossa lista que na minha cabeça já são: Destruir a Mulher de Branco, tanto o seu espírito quanto o seu corpo. Recuperar as coisas de Skullhead, recuperar esse fetiche. Também precisamos de um novo ponto de encontro."
avatar
Sussurros Solitários

Mensagens : 584
Data de inscrição : 04/07/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cólera-de-Balder - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por NarraDiva em Sex Mar 02, 2018 7:51 pm

O Fenris ouvia com atenção as palavras do Lupino. Siegfried era alguém transparente em seus pensamentos e era visível que ele dava mais atenção ao lobo do que aos hominídeos da matilha. Ouvia com certa surpresa os relatos, uma surpresa que vira decepção quando é relatado o papel de Skullhead na jornada da favela. Ao Andarilho, o Fenris apenas dirige um menear negativo com a cabeça, indicando toda sua reprovação.

Logo em seguida vem o Peregrino com o discurso de que devia compartilhar segredos com quem se confiava, diante de um bando que acaba de relatar múltiplas violações morais e até mesmo abandono de membros. O Fenris balança a cabeça negativamente mais uma vez. Não entendia os jogos do Ragabash, mas entendia que ele violava o pedido do líder de sua tribo. E se sua tribo era traída pela língua do Ragabash, porque sua matilha também não o seria.

'- Vai ser difícil confiar em vocês...' - comenta com toda sua sinceridade o Cria de Fenris, não escondendo sua decepção. Era pra isso que havia saído da Amazônia? Para correr com um bando amoral em quem não seria capaz de confiar?

O Lupino começa a orientar o Ragabash, mas Siegfried não se importava com isso. O Ahroun não estava mais bravateando, encarando ou estalando os dedos ruidosamente. Sentava-se em uma pedra, com certa apatia, e aguardava que a reunião avançasse.

E quando Victor fala que ainda conseguiram perder o fetiche que haviam recuperado, o Ahroun suspira e fica brincando com algumas pedrinhas no chão, completamente alheio ao resto que se debatia. Queria voltar para a Amazônia, queria correr ao lado de outros Fenris, queria Garous minimamente honrados e gloriosos ao seu lado...
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3220
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grutas e Cavernas

Mensagem por Victor Montenegro em Sex Mar 02, 2018 8:08 pm

'- Esse não é nem o começo da lista, Sussuros-Solitários. Nós precisamos dar um jeito na epidemia de vampiros que assola a Zona Oeste, encontrar e matar o traficante, encontrar Coração-Valente, descobrir quem são e matar os traficantes de Marfim, resgatar um filhote de Elefante doente que se encontra no Zoológico, reparar o véu após o episódio da Favela e você e eu, particularmente, ainda temos que conversar sobre dois assuntos específicos... - Diz o Philodox em tom sério porém sereno.

'-Quanto ao fetiche... talvez alguem que soubesse que ele estava no carro e tenha tido que sair do Caern...'
avatar
Victor Montenegro

Mensagens : 655
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 32
Localização : Rio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Skull-head (Hominídeo) - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por Skullhead em Sab Mar 03, 2018 9:59 am

Victor toma a palavra para si e começa a fazer o papel de Galliard, já que estavam desfalcado de um lua gibosa que tivesse participado de todo o percurso da matilha. Antes de qualquer coisa, entretanto, ele ordena que o Ragabash da matilha se retratasse com os Crias de Fenrir e anuncia que havia passado por um ritual de renúncia e que seu novo nome era Sentinela-das-Sombras. Skullhead fica imaginando em que tipo de seita interna de sua Tribo o Philodox havia entrado; desconhecia completamente dos costumes dos filhos do Avô Trovão, além de reconhecer que a grande maioria era expert em ser filho-da-puta. Victor, evidentemente, era o melhor nisso.

O Philodox conta todo o contexto das missões da noite passada. A história já era reconhecida pelo Theurge, mas ela era menos desgostosa quando escutada por outra pessoa. Parecia inflamar o coração do Andarilho, ainda decepcionado consigo mesmo diante de tantas faltas e azares que percorreram a missão; ele estava visivelmente irritado de ter que relembrar de tantas coisas ruins. O fato do traficante ser mantido vivo para atrair o Espectro é levantado mais uma vez pelo lobo e por Siegfried. O puritanismo ralo da grande maioria das Tribos causava aquele tipo de desavença tola; o erro na missão não havia sido deixarem o traficante vivo, mas não conseguirem mantê-lo em cárcere como o planejado. Alguns erros de procedimento havia feito a missão falhar e não o simples fato tudo girar em torno do rapto de um traficante. 

O meia lua termina o relato no episódio do abandono, pedindo mais uma vez desculpas ao Theurge. Camilo faz um joinha com sua mão direita, colocando panos quentes naquele situação; com certeza ainda estava puto com a situação, mas sabia que montar palco ali para fazer show não ia ser a melhor escolha. Siegfried, por outro lado, gostava de bancar o garotinho enputecido! Quem havia sido abandonado era ele, mas o Cria parecia realmente irritado com aquele fato... ao ponto de estar a beira de um Frenesi!

*Eita, porra!*

Skullhead fica observando o Cria cabisbaixo durante o relato do Uktena, não queria ver um Crinos voando pra cima de si pela segunda vez em menos de 24 horas! O lobo relata como havia sido a missão deles no covil da Fúria Negra caída, que não só não estava sozinha, como também tinha uma maga como colega! Não era a toa que eles não conseguiram terminar a missão a tempo de proteger a Zona Oeste, aquela missão havia de ser difícil pra caralho!

O Uktena também relata o que ele viu na Umbra durante a caçada, aquilo realmente deveria ter sido uma coisa interessante de se observar. E aterrador de se imaginar, já que pensar que o Totem da Seita estava sendo controlado por algo era realmente caótico! Quem estaria o controlando? Eram questões que ressoam na mente do lua crescente, enquanto o Uktena passa de assunto e começa a relatar o que havia ocorrido na Umbra. Ele questiona o Andarilho sobre a ira dos espíritos da eletricidade no meio disso tudo. Mas isso não era nem de longe o mais interessante; Sussurros com o meia lua da Asas da Esperança também haviam tido uma visão. Estaria tudo bem se Hadrian também não relatasse logo depois que havia tido uma visão do apocalipse, além do relato do sumiço do Fetiche do Ancião Wendigo.

*Santa Gaia, que porra é essa que tá acontecendo? Todo mundo vendo umas coisas sinistras, pô!*

No fim das contas, era até um alívio saber que ele não era o único a ver coisas; apesar disso sinalizar que o Apocalipse estava próximo.

O último papo é sobre o fetiche que eles haviam recuperado e estava perdido. No fim, Victor parece sugerir que Will poderia ter pego o Fetiche. Estaria em meio a tanta desconfiança assim? Caralho!

Diante de tudo que foi dito, Skullhead começa a se pronunciar:

'- Bem, bora por partes:'

'-  Eu também tive uma visão... na verdade, eu e o Fianna matuto Pantaneiro, logo depois que Victor deu o pulo do gato e se mandou! O cenário era a mesma merda que vocês viram, Sombra-da-coruja e Sussurros-Solitários: o Apocalipse comendo solto e a porra da Wyrm, dominando geral! A diferença foi que fomos intercedidos por uma irmã tribal minha, que nos contou que as desavenças tribais e suas guerras haviam levado todos para aquele buraco de merda!'

O Andarilho havia escutado mais coisas, mas haviam certo dados que deveriam ser passados apenas para as pessoas certa. Ele olha para Victor, balançando a cabeça, e continua:

'- Segundo, nós temos realmente muita coisa pra botar pra frente e precisamos colocar prioridades em algumas. Precisamos discutir quais serão essas. O ponto de encontro, lobo, pode ser arranjado com o passar do tempo; acredito que eu e nosso Alpha podemos tratar disso, já que vamos precisar de grana e de captar algum lugar bom e discreto dentro da nossa região de patrulha... enquanto isso, podemos usar essa caverna para nossas reuniões e treinarmos aqui no Caern mesmo... o que precisamos ter em conta é que quem atacou nosso QG sabia exatamente que o local era nosso e fez isso por um motivo. Alguém que deve ter se aproveitado do caos que a ZO ficou nos ataques dos sanguessugas para fazer suas ações.'

'- Sobre a Mulher de Branco, que você realçou, eu tenho algumas informações importantes que consegui com Spybot pela manhã. O corpo da guria tá enterrado no cemitério de Campo Grande. Ele não conseguiu mais informações porque o sistema não era digital e precisaríamos ir até o cemitério, invadir a administração e sondar os papeis pra saber túmulo e onde ela tá enterrada lá dentro.'

Ele suspira, afinal entraria no assunto que não lhe deixava nada feliz, mas que precisava ser colocado em pratos limpos:

'- E o ataque dos espíritos da eletricidade, lobo, se deve a um conflito que tive com eles e que eu ainda não consegui me redimir. Ia fazer a constrição agora no início da noite, mas eu precisei me redimi primeiro com meu próprio Totem depois de ter sido fraco e ter me deixado levar pela loucura da Corruptora. Estava fazendo isso antes de me juntar a todos na clareira central.'

Por fim, ele finaliza:

'- O que eu tinha que falar era isso.'
avatar
Skullhead

Mensagens : 510
Data de inscrição : 02/07/2017
Idade : 23
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grutas e Cavernas

Mensagem por Victor Montenegro em Sab Mar 03, 2018 1:36 pm

Victor percebe que, após os relatos, a furia do fenris se transforma em decepção e angustia e acompanha com o olhar o irmão macambuzio. Conseguia de alguma forma compreender o sentimento do irmão, mesmo que naquele momento ele fosse uma das causas do descontentamento. 

Preferindo nao importuná-lo mais do que o necessário, põe-se a escutar o Andarilho.

* Quem não te conhece que te compre, Caveira. Cê chegou ontem pra falar comigo mais desesperado que pobre em dia de feira e agora vem com esse nada de informação?... Se não tá falando aqui deve ter seus motivos, mas esse assunto tá longe de tá acabado. *

Victor escuta as palavras do andarilho e apenas ergue levemente a sobrancelha quando este lhe gesticula com a cabeça. Ao final da fala do filho da Barata o Philodox comenta:

'-Não vamos nos adiantar, Camillo. Vamos terminar de escutar os relatos e debatê-los. Depois definimos as nossas prioridades, ponto de encontro e como vamos proceder quanto a tudo isso. Nesse momento, o que mais me impressiona e preocupa são essas visões do futuro. Um theurge com visões não é algo novo, mas um ragabash e um ahroun... isso é inusitado para dizer o minimo... - Victor acende mais um cigarro, traga, olha fixamente para Camillo e diz:

-Mas você sabe o que realmente é mais estranho? É você ter dito que na sua visão você foi abordado por uma irmã tribal e que ela contou para você e para o Fianna o que tinha acontecido. Você nao apenas teve uma visão do futuro, mas interagiu diretamente com ela? Foi isso? A mesma coisa você, Hadrian... Expliquem essa história. Eu já ouvi falar de visões guiadas por espíritos e que esses espiritos falam enquanto mostram as revelações. A propria profecia da Fênix se deu dessa maneira. Mas nunca ouvi essa de Garou interagir com a "visão" em si...
avatar
Victor Montenegro

Mensagens : 655
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 32
Localização : Rio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Réquiem - Olhos da Tempestade

Mensagem por Angelique T. Albrecht em Sab Mar 03, 2018 6:58 pm

Forma Atual: Lupino

As profecias realmente eram coisas preocupantes. Angelique nunca tinha visto tanta gente tendo visões sobre casos tão tenebrosos como no Rio de Janeiro. Ela mesma nunca tinha tido uma visão sequer, mas perceber que futuros com derrotas memoráveis aos garou poderiam ser uma realidade era preocupante e um aviso para que agissem diferente. Ma ainda tinha muita coisa ruim que aconteceu e que a matilha precisava resolver. O Cria parece perder um pouco seu vigor de ameaças e faz um comentário até que pertinente sobre alguns assuntos, mas que não recebe resposta da Galliard.

Skull Head toma a palavra desta vez. Como estava ao lado do Theurge, ela só vira cabeça de leve na direção do irmão de matilha. Não precisava ficar encarando-o a todo momento. Tal qual é o espanto de que o tal Pantaneiro e Camillo também tiveram uma visão. Rio de Janeiro estava ficando cada vez mais interessante. Victor coloca uns pontos importantes que ele conseguiu tirar da fala de Camillo e agora a Galliard ergue a cabeça e olha na direção do Theurge, curiosa.
avatar
Angelique T. Albrecht

Mensagens : 357
Data de inscrição : 25/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grutas e Cavernas

Mensagem por Sombra-da-Coruja em Sab Mar 03, 2018 8:18 pm

Forma Atual – Hominídea
 
Escutando o conselho de Sussurros-Solitários, apenas responde:

“- Manterei sempre a matilha informada sobre algo que seja pertinente, mas, novamente peço que tal assunto não seja discutido, não é hora para causar maior desconfiança entre as tribos do Caern.”


O Juiz já se interpõe informando acerca de um fetiche possivelmente perdido, que já é prontamente adicionado a uma lista de responsabilidades que a matilha tinha pela frente.

*Tá na hora de parar de vacilar Hadrian!*

O Fenrir, sai de seu estado de fúria eminente para uma espécie de apatia, bem, ele não podia resolver tudo, aquele seria um problema para outra hora.
Quando Caveira começa a falar, ele nota que as visões estavam tornando-se uma constante, e, nela, a premonição atestava algo que facilmente se percebia naquele caern, as disputas intertribais beiravam o ridículo e culminariam na destruição do mesmo.

Ele continua a relatar informando poucas questões pessoais, focando-se mais nas necessidades já apresentadas..

*Não confia em nós, droga, pensei que a beira do apocalipse valeria a pena apostar de novo em uma matilha!*

Quando fala sobre a mulher de branco, fala que a mesma estava enterrada numa localidade chamada “Campo Grande”, e, aparentemente precisavam achar o túmulo exato da mesma, o ragabash não via a necessidade de tamanha empreitada apenas para conseguir essa informação e se manifesta:

“-Acho que quando viermos a decidir sobre esse espectro, posso ajudar a conseguir a informação do local de sepultamento de maneira mais fácil.”

Por fim, comenta que o ataque que ambos sofreram dos elemenais da eletricidade mais cedo, dera-se pelo fato de um conflito não resolvido para com eles.

*Poutz, se os theurges estão tretando com os espíritos, um ragabash ter irritado 90% dos que teve contato é um índice bem baixo hehehehe.*


Victor chama atenção para algo que ele não tinha percebido, de fato, o Luke do futuro reconheceu a figura do Ragabash mais novo..

Com uma cara de imbecil tentando entender uma piada ele começa..

“Poutz Victor, realmente não tinha me tocado, em minha visão, eu estava em um lixão e caminhei por ele, uma forma semi-disforme estava em meu campo de visão, quando me aproximei, percebi ser uma forma corrompida e moribunda de Legado-do-Trovao, ele me reconheceu, tipo, dizendo que eu estava TÃO NOVO, o que me leva a crer que o futuro era relativamente distante, ou o sofrimento suportado nos fez envelhecer rapidamente, que todos os outros tinham caído, que o boitatá havia caído para a Wyrm e que a mesma corrompera a todos, nos toturando e nos negando a morte.”

Com o olhar intrigado, continua esperando posicionamento do restante da matilha.
avatar
Sombra-da-Coruja

Mensagens : 308
Data de inscrição : 18/12/2017
Localização : Belem

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grutas e Cavernas

Mensagem por Luke Constantine em Sab Mar 03, 2018 8:46 pm

* Luke mantem um semblante sério ao ouvir as notícias de Siegfried e o encara em silencio por alguns instantes. A notícia sobre a ausência de Will era inquietante mas imaginava que ele fosse capaz de resolver o problema sem a necessidade de auxílio da matilha. Quanto ao torneio, a novidade de que pegaria o Fenris logo no combate inicial tornava as coisas extremamente mais difíceis. Sabia que seu irmão de augúrio era um oponente formidável mas acreditava sem sua capacidade de sobrepuja-lo. Responde com um menear de cabeça e se põe a ouvir os relatos que se seguem, preferia se manifestar de uma unica vez. Victor é quem primeiro toma a palavra e logo de cara sentencia o Ragabash à uma contrição para maciar aquela ofensa aos Fenris, dizendo em seguida que havia mudado o seu nome garou. Não se opunha à contrição do Coruja, aquilo seria bom para pacificar Cólera-de-Bálder e melhorar o convívio na matilha, mas mudança de nome tinha razões mais profundas que deixaram de ser ditas. *

"Sentinela-das-Sombras.. entao o safado tem um campo agora, do contrario nada disso teria sido feito às escondidas."

* Não iria perguntar nada sobre o assunto publicamente, aquele era um tema para discutirem entre Senhores das Sombras. Em seguida vem o relato minucioso sobre a missão da noite passada e os motivos que o levaram a abandonar o Caveira e Pantaneiro. Muito é dito sobre a questão e muito já era de conhecimento do Alfa da matilha, que sabia que muitos erros haviam sido cometidos, vários por suas próprias decisões. Seus irmãos estavam putos com a história, principalmente o Fenris e o Uktena.. entendia a raiva de Siegfried, que esbraveja e parece a beira de um frenesi, quanto ao Uktena ele apenas ficara sabendo sobre a questão na ocasião do julgamento da matilha e entendia a sua frustração. Era a vez do próprio Uktena iniciar seus relatos e o que o lobo diz é de fato relevante. A história sobre o domínio do Boitata e sobre o sacrifício de Velho Eusébio eram mais do que preocupantes. Além disso, o Lobo, o Caveira, e o Coruja diziam ter tido visões de um futuro desgraçado onde a Wyrm consegue a vitória e os deixa para viver como moribundos fracassados. Aparentemente Hadrian dizia que havia sobrevivido para remoer a derrota, preferia estar morto do que se permitir uma existência assim. *

"Não importa como, isso tem que ser impedido a todo o custo."

* Os assuntos que tinham para debater eram muitos e ainda havia muito a ser dito, mas não deixa de notar que a moral da matilha estava péssima. Siegfried parecia agora preso em seu próprio mundo, alheio à conversa e com o coração pesado. Os demais pareciam coletivamente frustrados. Queria que Will estivesse presente.. precisavam de um Galliard mais do que nunca e Angelique era uma recém-chegada, ainda não conhecia aqueles Garous tão jovens e tão duros. Toma a palavra nesse momento e, mesmo sabendo que não era tão carismático e bom com palavras quanto um Lua Gibosa, não se furta à dizer em seu tom habitualmente direto: *

- Três Garous dessa matilha tiveram visões sobre a nossa derrota. Visões sobre nada menos do que a vitória da porra da corruptora! O Caveira nos fala que a desunião nos levou até esse ponto. Eu preciso lembra-los de que na noite passada nós sepultamos Pacificador e, de alguma forma, a dura realidade da morte nos uniu. Enfrentamos juntos um julgamento terrível, mas o fizemos como matilha. Todos nós fomos julgados pelos erros que cometemos antes, motivo pelo qual eu peço a cada um de vocês que se permitam superar o passado e confiar. Se não pudermos avançar como irmãos, eu duvido que qualquer um aqui possa mudar as visões que estamos tendo do futuro. Nossa força está em nossa capacidade de união, de confiança, de matilha. Os lobos entendem isso talvez até melhor do que nós, hominídeos. Isso pode parecer ladainha mas, acreditem, não é. Irmão contra irmão... já vivemos isso antes e não podemos permitir que essa sombra novamente caia sobre nós.

* Então olha para Siegfried e lhe fala com sinceridade: *

- Eu preferia te encontrar na final do torneio pra garantir que o cinturão ficasse com a matilha. Mas já que não é assim, vamos fazer uma puta luta em honra ao Boitata. 

* Para Sussurros-Solitários pergunta: *

- Lobo, o que você negociou com as Fúrias-Negras? Sobre seu trabalho com os outros Theurges, vocês já tem um foco para iniciarem a ação? Seria interessante aplicarmos isso ao nosso território.

* Para Victor: *

- O assunto que você tem com o Sussurros não afeta essa matilha? Se sim, deve ser discutido entre irmãos.

* Para o Caveira: *

- Quero ouvir mais sobre a visão.

* Para o Coruja: *

- O assunto não será discutido fora daqui, mas desejo me manter informado sobre o que vier a ser descoberto. Não seja pego farejando isso. 

* E então fala em tom geral: *

- Além de tudo o que já foi dito, eu tenho que informa-los que em algumas noites partiremos em uma jornada umbral para o Reino do Fogo. A Asas-da-Esperança nos acompanhará nessa jornada e nós devemos retornar com uma pedra de fogo para honrar ao boitata. Ainda, independente do que eu penso sobre o assunto, teremos que continuar a caçada ao Coração-Valente pois isso é o que o totem dessa Seita exige. Eu designarei um de vocês para a investigação após a nomeação dos cargos. 

* Então apenas olha para Victor e acena com a cabeça indicando que ele poderia voltar a mediar a reunião enquanto espera pelas respostas. *
avatar
Luke Constantine

Mensagens : 420
Data de inscrição : 28/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grutas e Cavernas

Mensagem por Victor Montenegro em Sab Mar 03, 2018 9:39 pm

Após as exposições, antes que Victor tenha a chance de responder a Hadrian, o Alfa se manifesta.

O Philodox escuta as palavras e questionamentos de Luke e com sobriedade responde:

- Bem, Luke...Como Sussuros ja disse, ele se comprometeu a entregar a cabeça do traficante e a caçar e matar aqueles que agridem ou abusam de mulheres em honra e contrição às Fúrias Negras. Quanto ao trabalho junto aos theurges que ele recrutará, creio que também tenha ficado claro que eles o farão por toda a cidade em pontos onde ja exista uma faísca de energia gaiana proeminente e não tenho dúvida que começar pelo nosso território seja uma das prioridades do nosso mestre de rituais. - Victor traga mais uma vez e continua no mesmo tom ameno:

- Quanto ao que eu tenho a tratar com Sussurros-Solitários; pode ser que afete não apenas a essa matilha, mas a toda seita. Isso não significa que deva ser sabido ou tratado com vocês agora. Peço que confie em mim e permita que eu lide com isso e libere informações conforme eu julgue necessário. - diz de forma direta e continua em tom sereno:

'-Com relação a essa missão para o reino do fogo... você sabe quando partiremos? Como apontamos, temos muito a resolver. 

Fala victor e depois olha pra Royce denotando que o responderia em breve.


Última edição por Victor Montenegro em Sab Mar 03, 2018 9:51 pm, editado 2 vez(es)
avatar
Victor Montenegro

Mensagens : 655
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 32
Localização : Rio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grutas e Cavernas

Mensagem por Sussurros Solitários em Sab Mar 03, 2018 9:44 pm

Forma atual: Lupino

O Lupino escuta atentamente as queixas de Siegfried e dirige um olhar preocupado ao irmão de matilha e vai se aproximando de sua direção,  mas pára ao ouvir os relatos Sentinela-da-Sombras.

*Mudar de nome não é algo simples... O que será que o levou a isso?* Se pergunta o sempre curioso Uktena enquanto responde ao meia-lua:


"- Precisamos fazer algo sobre esse fetiche assim que tivermos a chance." 

*Será que Guardião-Ancestral o pegou? Como será que ele está? Precisamos ir atrás do fetiche por precaução.*


Então o outro lua crescente da matilha relata o que lhe passou no último dia e o lobo responde:


"- Precisamos conversar melhor sobre essa Visão, isso tem algo muito estranho. Você também precisar fazer sua contrição para com esses espíritos, eles são muitos nessa terra da Weaver ao redor e vão nos atrapalhar bastante."

Então é a vez do Lua Nova, filho da Coruja falar. O lobo escuta e depois lhe responde: 

"- Precisamos da ajuda de Legado de Anúbis, você pode falar com ela? Soube que ela tem meios de conjurar os mortos e pode nos ajudar com o Espectro."

E finalmente o Alfa se manifesta e o lobo fica confuso com suas palavras. 

*Talvez eu realmente deva mudar meu nome para Falando-Sozinho...* resmunga o lobo em seus pensamentos enquanto responde ao Alfa: 

"- Como eu acabei de falar Alfa, eu prometi caçar o traficante, não permitir que isso aconteça de novo, punir todos os violadores e exploradores de fêmeas e fazer uma contrição em nome da matilha para as Fúrias Negras." fala o lobo dando alguns segundos para que o macaco processe a informação.  Passados alguns segundos o lobo continua: "- Pretendo sim começar pela Zona Oeste, mas preciso da aprovação do Mestre de Rituais da seita."

O Lobo então se senta ao lado de Cólera-de-Balder e fala baixo:


"- Quando essa reunião acabar, quero conversar com você."
avatar
Sussurros Solitários

Mensagens : 584
Data de inscrição : 04/07/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Réquiem - Olhos da Tempestade

Mensagem por Angelique T. Albrecht em Sab Mar 03, 2018 10:52 pm

Após as palavras de Hadrian, é a vez do Alfa tentar melhorar os ânimos da matilha. Victor e Sussurros falam mais uma vez, a Galliard continua prestando a atenção em tudo, guardando o que achava importante. Depois de ser exposta a todos as tarefas e problemas da Olhos da Tempestade, Angelique resolve falar um pouco:

-Apenas quero corroborar as palavras que Legado do Trovão está nos passando. A lenda dos Peregrinos Silenciosos acreditava muito na união das tribos, morreu acreditando nisso até o último momento. As visões dos garous dessa matilha mostram que a desunião dará a vitória para a Wyrm. O garou que fez a cerimônia da minha tribo contou a história do Rei Albrecht sobre ele ter conseguido unir as tribos que não apoiavam os Presas de Prata para conseguirem, todos juntos, um sucesso contra a Wyrm e a destruição de Draggerrunter. Precisamos nos unir, independente de nossas diferenças, das diferenças que nossas tribos possam nutrir entre si. Será fácil? Não vou mentir, não será. Teremos que trabalhar diariamente para poder confiar mais um no outro e isso precisa começar agora. Se três garous dessa matilha tiveram visões, então posso crer que teremos um papel importante, ou na união das tribos ou na vitória contra a Wyrm. Sejamos o exemplo que esse Caern precisa para poder se integrar definitivamente e lutarmos realmente juntos com a Corruptora.

Ela espera que seu discurso traga mais ânimo para seus irmãos de matilha. Não os conhecia há mais de duas horas e isso era terrível, já que ela poderia ter usado palavras mais diretas para cada um. Via muita desconfiança entre eles, nenhuma matilha era perfeita, mas precisavam pelo menos diminuir aquela tensão. Se vira para Sussurros Solitários e fala:

-Sussurros Solitários, se o Alfa permitir, gostaria de ajudá-lo com os Theurges para aumentar as defesas Umbrais. Não sou uma Theurge, isso é sabido, mas tenho algum conhecimento de ocultismo que pode servir a esse propósito. Também, com a autorização do Alfa, gostaria de ajudá-lo a fazer a contrição com a Fúrias Negras. Encontrar estupradores pode ser mais fácil para uma mulher que tem habilidade de sedução elevada com humanos, e mais importante, que pode arrancar as cabeças deles em um piscar de olhos.

Falava com a máxima naturalidade sobre esse assunto. E desta vez fala sobre o Ponto de Encontro:

-Concordo que o ponto de encontro seja aqui no Caern, nem que seja temporariamente. Eu, particularmente, prefiro ficar no Caern, caso não ocorra nenhum problema para a matilha. Prefiro ficar mais próxima à natureza e no Caern para me sentir mais útil para com os garous que precisarem de algum auxílio, principalmente os filhotes.

E agora sabendo de uma missão de contrição para o Boitatá no reino do Fogo, fala mais um pouco, em tom preocupado:

-Sobre essa missão no Reino do Fogo, precisamos planejar muito bem. Posso fazer algumas pesquisas para tentar identificar informações importantes com garous que podem ter o mínimo de saber sobre o Reino.

Sobre as visões que seus irmãos de tribo tiveram, Angelique comenta:

-Essas visões precisam ser analisadas com mais profundidade. Cada detalhe é importante. Certeza que teremos mais pistas para lidar com essas situações quando elas realmente acontecerem. Conhecem algum garou no Caern que possa nos ajudar com elas? Alguém que possa interpretá-las de forma mais nítida?

Essa última pergunta era destinada a todos os irmãos de matilha. Não tinha como opinar sobre a investigação do peregrino sobre o fetiche do ancião Wendigo, nem sobre o fetiche perdido no carro, mas sobre a tal Mulher de Branco, ela gostaria de saber mais:

-O caso da mulher de branco, eu gostaria de saber mais sobre ela. Pode ser que eu dê uma opinião e vocês já podem tê-la explorado. Tipo....Intituto Médico Legal para saber onde ela foi enterrada?

Falava em um tom de que já poderiam ter feito isso.
avatar
Angelique T. Albrecht

Mensagens : 357
Data de inscrição : 25/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cólera-de-Balder - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por NarraDiva em Dom Mar 04, 2018 1:30 am

Quando Victor fala sobre quem poderia ter pego o Fetiche, o Fenris balança a cabeça negativamente mais uma vez. Não jogava com a sorte. E não era um otimista depois de tudo que ouviu. Quando Victor fala sobre interagir com as visões, Siegfried comenta:

'- Lá na Amazônia, meu pai, Ira-de-Thor, sempre contava pra gente a história de uma Theurge Fenris que liderou sua matilha até os portões de Malfeas para enfrentar a Wyrm em sua própria casa. A matilha dela era muito forte, era uma matilha de Valquírias e Trovões, liderada por essa Theurge do Trovão, Caminha-Com-A-Guerra. Forte e honrada, a Theurge liderou a Matilha do Vento Cortante por 100 dias e 100 noites combatendo malditos. A Wyrm tentava parar essa matilha mas não conseguia, até que o mais jovem membro da matilha, fraquejou, e traiu Caminha-Com-A-Guerra. Rastro-Escarlate-do-Ódio tinha ascendência Fianna e se deixou levar pelas emoções, sendo corrompido pela Wyrm e começou a atacar a própria matilha, o que levou um a um à morte. Ele era um grande Ahroun e matou um a um os membros da matilha. Antes de morrer, no entanto, Caminha-Com-a-Guerra fez um ritual e enviou a todos os Fenris uma última visão que ela tinha do apocalipse. Ela viu que, pouco tempo antes o fim chegar, os reinos da Umbra vão um a um enlouquecer, e que o primeiro seria aquele que controla o tempo...'

O Ahroun olha para todos e, diz:

'- Os antigo tem a sabedoria. Por isso é burro não ouvir o que os antigo dizem.'

Fala e olha com desgosto para os membros da matilha, se atendo alguns minutos a mais no Ragabash. Seu olhar, após alguns segundos, vai para o lupino a quem diz:

'- A gente tá junto Lobo. Você ser Jequitibá. Gostar de você.'

Siegfried havia escutado toda fala de Luke, mas não comenta nada sobre elas, volta a mexer nas pedras. Sentia que já tinha dado sua contribuição.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3220
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Skullhead (Hominideo) - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por Skullhead em Dom Mar 04, 2018 7:29 am

Depois do relato, mais coisas são adicionadas, mas Victor e o lobo demonstravam mais interesse sobre as visões que o Theurge havia tido do futuro. De fato a interação era algo inusitado. O Alpha também demonstra interesse em seu relato, além de adicionar a missão que matilha teria com outra companheira de território. A missão era importantíssima para aplacar a ira do Totem.

Siegfried volta a falar de muito tempo, contando uma história de uma matilha antiga e que havia sido traída por um de seus membros. O Andarilho não capta com exatidão o que ele queria dizer no começo, mas cinco estalo ele se lembra de um fato:

‘- Eu e Pantaneiro realmente interagimos com a visão. Segundo essa minha irmã tribal, existem teorias dentro de nossa Tribo que afirmam que próximo ao Apocalipse fendas temporais seriam abertas e levariam os Garous para o futuro a fim de que aprendêssemos a partir dos erros deles! Isso pode estar relacionado com a loucura desse reino que Colera-de-Balder nos contou.’

Ele se cala. Talvez isso já ajudasse a discutirem sobre.
avatar
Skullhead

Mensagens : 510
Data de inscrição : 02/07/2017
Idade : 23
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grutas e Cavernas

Mensagem por Sussurros Solitários em Dom Mar 04, 2018 11:10 am

Forma atual: Lupino

A reunião continuava e todos vão dando as suas contribuições. A Impura se oferece para ajudar a matar macacos e com o plano de fortalecimento da Wyld. O lobo assente com a cabeça e comenta:


"- Muito bom contar com sua ajuda irmã, será melhor ter um ritual de contrição para as Fúrias que envolvam uma mulher. Você entende melhor o mundo dos macacos do que eu, mas mais importante do que acharmos estupradores é encontrar humanos que fazem queimadas e exploram animais para sacrificarmos em honra ao Boitatá. Foi assim que Estrela-da-Manhã o fortaleceu pela primeira vez."

Depois é a vez de Siegfried contar uma história de seu povo e o lobo escuta tudo com atenção concordando no final sobre a sabedoria dos antigos. 

*Faz todo sentido. Eu realmente me senti como se estivesse no Futuro.*


"- Sábias palavras Cólera-de-Balder. Devemos sempre respeitar os que vieram antes de nós."

O Lobo fica tocado com o respeito do Cria de Fenris, troca um olhar cúmplice com ele e espera que ele entenda que  sentimento recíproco. 

O lobo escuta as palavras de Skullhead e apenas assente com a cabeça, não dirige a palavra ao irmão de augúrio. 

"- Um dos pontos mais importantes de todas as visões é a vitória da Wyrm e a queda do Boitatá, acredito que a primeira coisa que devemos fazer é nos assegurar que o Boitatá não caia. Um dos pontos principais disso é impedir que Estrela-da-Manhã morra. Ela é muito ligada ao totem e entendendo que ela precise pagar por todos os seus crimes, mas se ela morrer agora pode ser desastroso. Eu já falei com Garras-do-Trovão sobre isso e acredito que devemos falar sobre as várias visões que reportam a queda do totem. Ele precisa saber desses fatos para apresentá-los ao Caçador da Verdade e que isso pese em seu julgamento."

O lobo fica ansioso com a possibilidade de uma missão na Umbra. Talvez seja isso que essa matilha precise, um pouco menos do mundo dos macacos e aprender mais com o mundo dos espíritos. Mas nada comenta nesse momento.
avatar
Sussurros Solitários

Mensagens : 584
Data de inscrição : 04/07/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grutas e Cavernas

Mensagem por Sombra-da-Coruja em Dom Mar 04, 2018 1:00 pm

Forma Atual - Hominídeo

Hadrian escuta as palavras do Alpha, suas intenções eram boas, mas, o Peregrino não deixa de perceber que faltava ao mesmo empatia para com sua própria matilha.

Quando o Lobo pede que o Peregrino converse com Legado-de-Anubis, este assente em concordância.

É então que o Fenrir conta uma história de uma ancestral de sua Tribo, e, ao fim da história, olha com evidente descontentamento à quase todos da matilha, demorando-se um pouco mais no Peregrino, e, ao fim, declara sua lealdade apenas ao Lupino.

Assimundo um ar solene, que até então jamais tinha demonstrado à sua matilha, Hadrian fala calmamente ao Fenrir.

"-Tu és muito rápido em julgar os outros Cólera-de-balder, fala da sabedoria dos Antigos e de um lar, aos meus é negada tal sabedoria, bem como a chance de ter um lar, talvez por isso me importe mais com os indivíduos do que com suas tribos. Lhe digo, mais honra há no coelho coelho que enfrenta o Lobo do que ao Lobo que subjulga o mais fraco. Jamais me verá fugir de um combate, jamais me verá Abandonar um irmão de matilha, mas não peço que acredite em mim, tudo que peço é que espere para me julgar."

O Tom de Sombra-da-Coruja não continha nada de seu tom zombeteiro de costume, tampouco de desafio ou rancor, ele apenas manifestava uma opinião sincera em um raro momento onde acreditava que o Aurohum estava mais propenso a ouvir a razão.

Passa seus olhos à todos da matilha, como que para deixar claro que aquilo não se limitava à Siegfried, antes de retornar a sua posição anterior de ouvinte.
avatar
Sombra-da-Coruja

Mensagens : 308
Data de inscrição : 18/12/2017
Localização : Belem

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cólera-de-Balder - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por NarraDiva em Dom Mar 04, 2018 3:49 pm

O Fenris olha com curiosidade para o Lupino quando este fala sobre salvar a Fianna. Na cabeça de Siegfried isso não era tão simples e o certo seria ela pagar com rigor. Não conseguia achar que o juiz de sua tribo, que iria julgá-la iria deixar ela menos do que morta pela fraqueza que matou tantos. Estava com isso na cabeça mas as palavras de Hadrian lhe cortam o raciocínio e o Fenris realmente fica puto com o que ouve.

'- O quê?!'

Sua primeira expressão é de indignação quando vê que ele usa os elementos ancestrais e da expulsão dos filhos da Coruja de suas terras para desonrar as tribos em si. Mas as palavras finais fazem com que Siegfried largue as pedras com as quais se distraía e fale olhando muito sério para o Lua Nova.

'- Peregrino não saber o que ser honra. Confundir honra com coragem e desonra com covardia. Nem todo ato de coragem é honrado, mas toda covardia é desonrada. Na minha tribo nós aprendemos que temos que escutar nossos anciões mesmo quando eles não falam, basta um olhar para saber onde não devemos nos meter. Então, Ragabash falastrão, se você irritou seus anciões por meter seu focinho onde não foi chamado, como você mesmo diz e parece se esquecer, você honrado e confiável não ser. Ser enganoso. Ter língua grande e trazer para uma matilha que acaba de ser punida por abandonar seu território, para um alfa acusado de matar outro Garou, para um Juiz que abandona irmãos à própria sorte, para um Andarilho que irrita até mesmo a própria Weaver, os fatos que irritou seu ancião por se meter. Na minha terra, nós chamamos isso de traição, e quem na minha tribo, comete desonra como essa, não sobrevive para repetir o erro... mas você não ser de minha tribo e isso não ser problema meu. Eu não estar julgando, não ser juiz, mas não confiar e nem respeitar quem não guardar língua dentro da boca e irritar anciões.'

Fala e, agora, fica de pé, encostado na parede com os braços cruzados, exibindo todos os seus avantajados músculos.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3220
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grutas e Cavernas

Mensagem por Sombra-da-Coruja em Dom Mar 04, 2018 4:01 pm

Forma atual - hominideo 

Hadrian ignora completamente o discurso de Siegfried, aquele não seria um garou que se dobraria ali, ou talvez, jamais se dobrasse para qualquer coisa além de sua própria e limitada visão pessoal/tribal.

Se limita a olhar para o Juiz e para o alpha e diz:

-Desculpem tumultuar nossa reunião, por favor, continuemos para  assuntos que de fato importam.”

Começa a assumir a forma lupina, não desejava que alguém lesse sua expressão facial facilmente, bem como ele poderia observar melhor a dos outros naquela forma.
avatar
Sombra-da-Coruja

Mensagens : 308
Data de inscrição : 18/12/2017
Localização : Belem

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grutas e Cavernas

Mensagem por William McLeod em Dom Mar 04, 2018 9:44 pm

- Boa noite, senhoras.

Diz o Fianna, finalmente chegando para a reunião. Parecia abatido, como se estivesse mareado, mas trazia a sombra de um sorriso nos lábios e se porta na entrada da gruta, apoiando-se na parede fria da mesma antes de entrar para que todos pudessem vê-lo, juntando-se à passos lerdos à seus irmãos.

- Espero não ter perdido as coisas importantes nem que ninguém tenha chorado - muito - de saudades.
avatar
William McLeod

Mensagens : 85
Data de inscrição : 17/09/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cólera-de-Balder - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por NarraDiva em Seg Mar 05, 2018 7:26 am

'- Ocê só perdeu cenas bizarras que não queria presenciar... tudo normal...' -  comenta o Fenris, assim que o Fianna chega.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3220
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grutas e Cavernas

Mensagem por Sussurros Solitários em Seg Mar 05, 2018 8:58 am

Forma atual: Lupino

O Lobo fica feliz ao perceber a presença do Fianna, ele vinha em bom momento.


"- Bem vindo irmão. Estamos compartilhando informações sobre o último dia, incluindo a missão da noite passada. Esta é Réquiem, Impura Cliath, Galliard dos Presas de Prata, nossa nova irmã de matilha. Réquiem, este é Coração da Tempestade, Hominídeo, Cliath, Galliard dos Fianna e Mestre de Cerimônias da Olhos da Tempestade. Réquiem você pode resumir o que foi falado até agora?"
avatar
Sussurros Solitários

Mensagens : 584
Data de inscrição : 04/07/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cólera-de-Balder - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por NarraDiva em Seg Mar 05, 2018 10:12 am

Siegfried apenas aguarda manifestações.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3220
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grutas e Cavernas

Mensagem por Victor Montenegro em Seg Mar 05, 2018 12:50 pm

'-Não Sussurros, eu aguardava a chegada de Will para tratar de um assunto delicado e que, infelizmente, não pode mais esperar. Depois Angelique ou mesmo eu o deixamos a par do que já foi falado.' - Diz Victor tomando, mais uma vez, a palavra. O Philodox se desencosta da coluna de pedra, assume uma postura mais séria e se dirige a todos:

'- Bem... o assunto que tenho para falar não é nada agradável, principalmente depois do que passamos ontem e da nossa recém encontrada união... entre a maioria pelo menos, mas também não é mais algo que possa ser ignorado.' - Diz passando os olhos por cada membro e deixando o olhar quedar-se sobre Luke

- Meu irmão, preocupantes foram as notícias que chegaram aos meus ouvidos durante todo o transcorrer dessa manhã. - O Tom do Philodox era sério e carregado com preocupação - '-A mim foi informado que, pela segunda vez, em dois dias seguidos, você faltou à reunião de Líderes da Zona Oeste e que, por conta dessa segunda falta nossa matilha ficou excluída da aliança formada pela Asas da Esperança, Renascidos Pelo Fogo e Lobos Incansáveis... - Victor faz uma pequena pausa para que todos pudessem assimilar o peso daquilo que era e continuaria a ser dito e segue:

'-Também chegou a mim que na reunião entre os líderes de matilha do Caern você se apropriou das minhas ações como grandes feitos da matilha, ignorando o fato de termos sido julgados por abandono de território, se expondo e nos expondo à zomba das demais lideranças. Além disso, falou que investigávamos a formação de uma Colméia, o que não é verdade. E, ao fazê-lo, retirou das capacidades da nossa matilha a resolução de um problema que pode estar, ou não, a assolar nosso território, passando-o para as mãos de outros garous, que agora poderão agir dentro de nossas terras sem precisar de nossa autorização. Isso é muito Grave.' - Nesta hora Victor passa o olhar por Siegfried só para se certificar que o Ahroun não entraria em Frenesi naquele momento e já meio que se prepara mentalmente pra mudar de forma e tentar segurar a jamanta caso fosse necessário. Vendo que não acontece, fica internamente aliviado e continua:

'-Indo além, Luke, a pompa com a qual você se conduziu na reunião de líderes somadas à forma condescendente com a qual você falou com Guy quando ele lhe abordou para que você liderasse a coalizão da matilhas da Zona Oeste, criaram nele um inimigo que fala abertamente sobre o pouco que acha de você e que já falou que, enquanto você liderar a Olhos da Tempestade, ele não aceita que a matilha faça parte da Coalizão. E isso, definitivamente, não pode permanecer assim.' - Victor, mantendo a austeridade, faz o ultimo apontamento e finaliza:

'- Além de tudo isso que eu já relatei, temos, ainda, o fiasco da missão na favela com o seu frenesi e o destroçar do véu... você sabe onde eu vou chegar, não sabe? Como você deve lembrar, impende sobre você uma sentença que lhe proíbe de falhar enquanto alfa pelo período de 1 semana. Eu acabo de reportar três acusações de falhas acontecidas apenas hoje pela manhã. Assim sendo, mesmo que perdoadas as falhas da noite passada em virtude do desafio geral lançado por você, essas três novas e graves acusações de falha recaem sobre você e não podem ser ignoradas. Desta forma, eu lhe dou, agora, a oportunidade de se defender negando e provando a mentira dessas acusações, caso contrário. Você está sumariamente destituído do cargo Alfa desta matilha.' - Finaliza de forma sóbria e séria e aguarda a manifestação de seu Alfa
avatar
Victor Montenegro

Mensagens : 655
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 32
Localização : Rio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Skullhead (Hominídeo) - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por Skullhead em Seg Mar 05, 2018 2:43 pm

O lobo resume todas as visões, chegando a uma conclusão interessante. Se o Boitatá caísse, seria uma perda inestimável para o Caern; e isso aparentemente estava ligado diretamente com a antiga líder do Caern. Mantê-la viva parecia ser importante. O assunto poderia ter continuado, não fosse o recomeço de uma treta entre o Peregrino e o Cria de Fenris. A Fúria pulsava ali dentro, era quase palpável em ambiente tão claustrofóbico. Hadrian se deixava levar pelas provocações, mas após o escracho do Cria, ele se retrai. O Ahroun parecia querer levantar os ânimos ali de qualquer jeito, ele realmente estava revoltado com tudo que estava sendo dito.

Esse pequeno deslance é descontinuado com a chegada de Will. O lobo apresenta-o a Réquiem e pede a Galliard que ela colocasse-o a par do que já havia sido relatado, entretanto, Victor reaparece se suas sombras e joga uma bomba. Ele relata que o Alpha havia falhado mais uma vez... na verdade, três vezes! O Theurge  esfrega as mãos no rosto em sinal de surpresa.

*Caralho, Luke! Assim a gente não sai desse buraco de merda! Tamo atolado até a porra do pescoço já, cacete!*

A liderança de Luke estava evitando que a matilha pudesse crescer, provavelmente ali poderia ser a última fala dele como Alpha. Teriam novos desafios? Eles não tinham todo esse tempo do mundo; estavam gastando mais horas em desafios custosos do que resolvendo seus problemas verdadeiros. Aquilo era péssimo! Entretanto, se o que Victor dizia fosse verdade, eles não tinham para onde correr.
avatar
Skullhead

Mensagens : 510
Data de inscrição : 02/07/2017
Idade : 23
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Grutas e Cavernas

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 16 Anterior  1, 2, 3 ... 9 ... 16  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum