Alojamentos

Novo Tópico   Responder ao tópico

Página 6 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ir em baixo

Réquiem - Sangue Forte de Luna

Mensagem por Angelique T. Albrecht em 13.08.18 13:00

Forma Atual: Crinos

A chegada dos membros da Sangue Forte de Luna, a maior parte deles, é percebida por Réquiem. Fúria de Rá estava muito calmo com a situação e isso deixa a Presa de Prata com a pulga atrás da orelha. Equilíbrio da Força se junta à matilha e traz com ele aquele cheiro que não estava nele antes. A situação era complicada e ela esperava alguma ordem da liderança da seita, mas era certo que estariam todos atordoados como ela estava, exceto Fúria de Rá que estava comendo e passeando no parque.

Apresentações são feitas e ainda faltavam membros da Sangue Forte de Luna:

-A segunda Estrela Rubra, Anda com Espíritos. Precisamos nos organizar para qualquer possível ataque da Wyrm ao Caern.

Mas Réquiem sente uma dor em sua cabeça que a faz levar sua enorme mão em Crinos na parte de trás de seu crânio. Não era somente a segunda estrela rubra que estava errada, alguma coisa na mente de Angelique lutava para ganhar o controle de suas ações.

Sentindo mais controle de suas ações, ela suspira fundo e comenta:

-Precisamos encontrar Asas de Cailleach, Sussurros da Weaver e Olho da Tormenta já. Fúria de Rá e Equilíbrio da Força, protejam a área dos alojamentos até recebermos alguma ordem da liderança da Seita.

Restavam somente Anda Com Espíritos e ela própria para fazer a busca dos garous que estavam ausentes.

-Anda com Espíritos, dê suporte aos seus irmãos de matilha. Se souber de algum ritual que possa nos indicar onde nossos irmãos se encontram, use-o. Eles podem estar feridos, desmaiados...

"Ou coisa pior...garou metido a Alfa."
avatar
Angelique T. Albrecht

Mensagens : 404
Pontos : 406
Reputação : 2
Data de inscrição : 25/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Fúria-de-Rá (H) - Asas-de-Cailleach | Réquiem

Mensagem por NarraDiva em 13.08.18 13:12

O Peregrino Silencioso mantinha-se calmo. Ouve tudo que Réquiem diz olhando para ela com um certo desdém. Mohammed achava emotiva demais as reações da Galliard. A Realeza se desesperava quando as coisas não saíam como haviam planejado e demonstravam não saber como agir.

O Peregrino olha para as pobres cabanas do alojamento, sem mais nenhum Garou além dos membros da matilha que ali estavam, aparentemente. E comenta:

'- Proteger aqui?' - pergunta curioso enquanto morde mais um pedaço de sua fruta.

Ouve as ordens dadas por Réquiem e comenta com a Presas de Prata:

'- Se os irmãos tiverem acordados ouviram seu uivo, é tolice sair desembestadamente. Não haverá nenhum ataque. E se houvesse, não seria aqui nas cabanas. Coloque a cabeça no lugar, Filha de Falcão. Não deixe o medo falar por você. A segunda estrela rubra brilha nos céus. O ataque já foi feito e já foi vencido. Chorar o leite derramado não vai alimentar nenhuma família...'

O tom da palavra medo era incisivo e Réquiem ouve uma maliciosa voz em sua mente:

'- Ele insiste em te desrespeitar...'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3628
Pontos : 3719
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Réquiem - Fúria de Rá - Sangue Forte de Luna

Mensagem por Angelique T. Albrecht em 13.08.18 14:16

Forma Atual: Crinos

O Peregrino agia de uma forma completamente incoerente.

-E porque acha que eu comentei com Anda com Espíritos se ele sabia algum ritual que pudesse localizar os outros membros da Sangue Forte de Luna? Para não sairmos desembestadamente por aí.

E outra dor em sua cabeça, desta vez ela ouve uma voz. Isso assusta bastante a Galliard que arregala os olhos. Ela olha em volta, como se estivesse procurando quem tinha dito aquilo.

-Quem....?

E prefere não terminar a frase. Ergue a cabeça na direção das estrelas rubras e sem olhar diretamente para Fúria de Rá, diz:

-E o que o Filho da Coruja indica? Sentarmos ao redor de uma fogueira para comer marshmallows?

Ela baixa os olhos e encara o Ahroun insubordinado.
avatar
Angelique T. Albrecht

Mensagens : 404
Pontos : 406
Reputação : 2
Data de inscrição : 25/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Fúria-de-Rá (H) - Réquiem | Anda-Com-Espíritos

Mensagem por NarraDiva em 13.08.18 21:04

O Filho da Coruja olha sério para a Peregrino e diz:

'- Bom... não se vossa majestade tem um plano superior, mas o que qualquer não-imbecil faz num caso desses é ir ao encontro do líder da seita na Clareira Central...'

Dominique, novamente falava na mente de Réquiem:

'- Idiota! Você é uma Presas de Prata! Que vergonha, um lixo desse lhe ensinando protocolos! Pare de nos envergonhar!'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3628
Pontos : 3719
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Amélia Carder (Hominídea) - Réquiem

Mensagem por Amélia Carder em 13.08.18 21:56

Amélia chega aos alojamentos com uma cara não muito boa e vai até Réquiem

- Alfa, desculpa a demora estava com Estrela da manhã.

Amélia aguarda as ordens da sua Alfa.
avatar
Amélia Carder

Mensagens : 59
Pontos : 59
Reputação : 0
Data de inscrição : 24/07/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Réquiem - Fúria de Rá

Mensagem por Angelique T. Albrecht em 14.08.18 11:30

Forma Atual: Crinos

Réquiem percebe que tinha feito algo errado. A voz, amargamente, deixa bem claro a incompetência de suas ações. Engolindo um pouco seu orgulho, ela diz:

-Guie-nos, Fúria de Rá.

E olha mais uma vez em volta, procurando quem estava falando com ela. Conseguiu perceber que era uma mulher, mas antes de identificar de onde vinha a voz, Asas de Cailleach chega nos alojamentos. Réquiem meneia a cabeça, deixando claro para a Theurge que não tinha problema em ela ter chegado naquele momento.
avatar
Angelique T. Albrecht

Mensagens : 404
Pontos : 406
Reputação : 2
Data de inscrição : 25/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Fúria-de-Rá (H) - Asas-de-Cailleach | Réquiem | Anda-Com-Espíritos

Mensagem por NarraDiva em 14.08.18 12:15

'- Você é a alfa, princesinha, esse é o seu trabalho, não o meu.' - comenta o Ahroun ao passo que a voz na mente de Angelique ria e comentava:


'- Outra bola fora... eu deveria dar na nossa cara pra você aprender!'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3628
Pontos : 3719
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alojamentos

Mensagem por Elaijah Maickoson em 14.08.18 14:45

Equilíbrio-da-Vida / Sol-da-Esperança / Sangue-Forte-de-Luna
Crinos


Aquelas palavras duras lançadas pelos Portadores da Luz Interior, coloca Elaijah fora daquela paranóia ao qual o assolava. Ele apenas fica quieto, pois seus irmãos de Tribo tinham completa razão.

Enquanto se acalmava e decidia o que iria fazer no momento, Equilíbrio-da-Força percebe a troca de farpas trocada entre sua Alfa e Fúria-de-Rá.
-Vamos acalmar os nossos ânimos e manter o respeito, sem palavras ácidas. Somos uma matilha e temos que nos respeitar.

Elaijah percebe que realmente não tinha quase ninguém ali e que Fúria-de-Rá tinha razão.
-Vamos para a clareira central, encontraremos os membros que ainda não chegaram no caminho caso estejam vindo para cá.

Equilíbrio-da-Força olha para dentro da cabana por cima dos ombros e fala com Espólio-Cyberpunk.
- Espólio-Cyberpunk, estamos indo para a Clareira Central para ouvir o que o líder da seita tem a falar sobre a Segunda Estrela-Rubra.

Elaijah olha para a Réquiem.
-Quando quiser.

Ele espera Angélique começar a andar para acompanhá-la.



_____________________
Off: Só esperando para postar na Clareira Central.
O cheiro Almiscarado ainda continua.
avatar
Elaijah Maickoson

Mensagens : 131
Pontos : 132
Reputação : 1
Data de inscrição : 21/03/2018
Idade : 30

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Fúria-de-Rá (H) | Espólio-Cyberpunk (H) - Asas-de-Cailleach | Réquiem | Equilíbrio-da-Força

Mensagem por NarraDiva em 14.08.18 20:55

Espólio-Cyberpunk seguia com o Portador da Luz Interior e, diante do clima, pergunta para Réquiem:

'- Precisa de um juiz?'

O Ahroun revira os olhos com a fala. Primeiro o Portador, agora o Andarilho. Todos lambendo as botas da líder que não sabia o óbvio. Aquilo, para o Lua Cheia, era nada mais e nada menos do que tedioso. Amélia ainda não conhecia o juiz, que a olhava com curiosidade.

O juiz também desconhecia o Peregrino.


Aparência 4, Fúria 5
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3628
Pontos : 3719
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Réquiem - Sangue Forte de Luna

Mensagem por Angelique T. Albrecht em 14.08.18 22:41

Forma Atual: Crinos

Dominique fala mais uma vez na cabeça de Réquiem:

"Quem esse Portador da Luz Interior pensa que é para mandar em você? Que vergonha para seu tio. O que vai ser da próxima? Um Roedor de Ossos mandando também?"

Réquiem suspira fundo quando Espólio Cyberpunk chega para apoiar a Presa de Prata ao passo que Angelique diz:

-Esse é Usher Lehmann, Espólio Cyberpunk, hominídeo, Philodox, Forsten dos Andarilhos do Asfalto e Beta da Sangue Forte de Luna.

"Resolveu fugir do problema seu vagabundo?"

Mais uma vez a voz, mas Réquiem tenta ignorá-la:

-Espólio Cyberpunk, essa é Asas de Cailleach, Amélia Carder, hominídea, Cliath, Theurge Fianna. E esse é Fúria de Rá, Mohammed Abubakar, Cliath, Hominídeo, Ahroun dos Peregrinos Silenciosos. Os dois chegaram a pouco e foram designados para fazer parte de nossa matilha.

Angelique aguarda os cumprimentos de todos e ao fim, comenta:

-Vamos todos para a Clareira Central.

E a voz mais uma vez vem em sua mente.

"Finalmente burro do caralho. Deveríamos pegar esse Fúria de Rá e dar uma lição nele para que não encha a boca para falar merda da gente, mesmo que tenhamos merecido."

Réquiem balança a cabeça umas duas vezes, como se a voz fosse se desvanecer de fato. Ela olha para Equilíbrio da Força e Espólio Cyberpunk e agradece aos dois com um meneio de cabeça.

OFF: Próximo post na Clareira Central
avatar
Angelique T. Albrecht

Mensagens : 404
Pontos : 406
Reputação : 2
Data de inscrição : 25/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Espólio-Cyberpunk (H) | Fúria-de-Rá (H) - Matilha Sangue Forte de Luna

Mensagem por NarraDiva em 15.08.18 5:45

Os desconhecidos se cumprimentam protocolarmente e seguem com Angelique até a Clareira Central. No caminho, escutam o uivo de Helenna:


'- FÚRIA-JUSTA-DE-ESTENO, BLACK-HAT, LEGADO-DO-TROVÃO E SANGUE-DOS-QUATRO-VENTOS ENTRANDO NO CAERN E SEGUINDO PARA CLAREIRA CENTRAL!'


Like a Star @ heaven Cena Segue na Clareira Central.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3628
Pontos : 3719
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

FIM DE NOITE

Mensagem por NarraDiva em 15.08.18 21:43

avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3628
Pontos : 3719
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pantaneiro (hominideo) - Fortaleza de Gaia / Todos

Mensagem por Yorick MacAlister em 30.09.18 12:46

Pantaneiro lentamente começa a acordar. Vai despertando aos poucos e ao passar a mão pelo rosto sente seus ferimentos ainda doerem.

"Caralho... que mão pesada daquele filho da puta..."

Mas aquilo agora era um detalhe bom. Uma surra boa que havia sido convertida em experiência. Se levanta da cama e inicialmente tenta apoiar com seu braço esquerdo onde falha miseravelmente porque logo se lembra que só tinha um braço e usa pra se posicionar. Olha aos arredores e não era tão ruim assim dormir no alojamento do Caern, visto que logo teriam seu próprio ponto de encontro.

- Muito quieto aqui.


Vai até o balcão mais próximo e bebe um restante hidromel que tinha deixado pra quebrar o jejum logo cedo. E então pega um sonzinho que tinha lá e sintoniza na maior rádio AM pantaneira do estado de Mato-Grosso, a estação "vida caipira". Tem um pouco de dificuldade pra achar a faixa e quando acha tava tocando o que mais gostava: um belo de um lambadão da banda Styllus.

- Tchêrêrê tchê tchê tchêrêrê... tchê tchêrêrê tchê tchê...

Chega a cantarolar baixinho ensaiando alguns passos como se tivesse dançando com alguma morena e com um sorriso no rosto. Música era vida e aquele era um dos poucos momentos felizes que existia na vida Garou de Pantaneiro.

- Assim tá melhor!


Pega o sonzinho de rádio, sua calça, sua bota cano longo, camisa, cinto com a fivela de barretos, um chapéu preto da Pralana e uma toalha. Infelizmente havia doado o chapéu de seu tio por um motivo maior, mas sem chapéu era algo que Pantaneiro nunca ficava e por isso aquele chapéu era importante. Era parte de sua vida e ajudava a esconder sua cicatriz. Foi então até a cachoeira do Caern dando um mergulho e tomando um belo de um banho gelado. Se enxugou, colocou suas roupas, ajeitou o chapéu, pendurou a toalha por lá.

"É hora de trabalhar..."

Foi então para a Clareira Central. Se aproximou de uma mesa, pegou algumas frutas enquanto ia comendo ao passo que servia mais um copo de hidromel. Olhava aos arredores para ver se encontrava alguém da sua matilha para começar a agir com as obrigações.


Última edição por Yorick MacAlister em 01.10.18 0:28, editado 1 vez(es)
avatar
Yorick MacAlister

Mensagens : 706
Pontos : 709
Reputação : 3
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Flagelo-da-Wyrm

Mensagem por Flagelo-da-Wyrm em 30.09.18 19:29

Hominídeo para Lupino


Lineu acorda lentamente, rolando e se espreguiçando na cama, milagrosamente teve uma boa noite de sono, algo um pouco incomum pra ele, talvez as conversas da manhã e a aceitação sobre ele tenham melhorado sua mente.


Eu tenho que procurar gente pra cacete, não consegui notícias da Glória até agora e ainda tenho que conversar com a ,Réquiem. - pensava enquanto ainda estava deitado olhando para o teto.


Mesmo aceitando sua condição sua mente ainda estava um pouco conturbada, finalmente aceitar sua natureza Garou era algo que ele não cogitava.


Caralho... Eu ainda tenho que resolver o desafio Fostern. - o Lua Cheia bufava ainda então - Isso não está na minha prioridade.


Ele então finalmente se levanta sai do alojamento e assume a forma Lupina partindo para as Montanhas.


Continua nas Montanhas do Caern
avatar
Flagelo-da-Wyrm

Mensagens : 154
Pontos : 154
Reputação : 0
Data de inscrição : 12/03/2018
Idade : 38
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alojamentos

Mensagem por Hagen Bernhardt em 30.09.18 23:58

Hagen chega nos alojamentos e pega na sua mochila roupas limpas. Tinha ido ao riacho anteriormente e tomado um banho refrescante, Durante o banho, Hagen nadava pelo rio e com braçadas fortes, usava sua fúria que crescia em seu peito de maneira que posteriormente não sucumbisse a um frenesi, logo depois volta aos alojamentos e se dirige para aonde tinha descansado naquela noite, para se aprontar e estar preparado para a noite que começaria;

O Fenrir estava quieto e calado, em sua forma homínidea acabava não entendendo nenhum murmurinho ou palavras, o Modi então se dirige para a clareira, para se reunir com a sua matilha.

OFF: Continua na clareira.
Gasto 3 pontos de fúria nadando.
avatar
Hagen Bernhardt

Mensagens : 320
Pontos : 319
Reputação : -1
Data de inscrição : 23/04/2018
Idade : 33
Localização : Noruega, Høvringen

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Réquiem

Mensagem por Angelique T. Albrecht em 01.10.18 10:32

Forma Atual: Hominídea

A Impura desperta com os trovões que assolavam os céus da cidade e por consequência o Caern. Ela suspira fundo em tom de de desânimo. Seu desafio de Forsten deveria acontecer nas primeiras horas da noite e aquela tempestade estragaria tudo. Era bem provável que nem tivesse público para sua apresentação, mais um agravante em sua situação.

Você se fodeu lindamente, otária. A voz de Dominique ecoa pela mente de Réquiem e ela sente um amargor, pois ela estava correta daquela vez. Fora que Réquiem teria que improvisar, tinha esquecido de reservar uma hora durante o dia para poder criar alguma coisa mais elaborada do que uma música meia boca.

-Fodida duas vezes....querida.

Dizia em voz alta enquanto se sentava na cama. Olha em volta tentando encontrar algum instrumento musical que pudesse ser utilizado em sua apresentação, mas sabia que não conseguiria abafar os trovões da tempestade. E então uma ideia surge na mente da Galliard. Ela poderia usar os trovões e os raios como efeito em sua apresentação.

Pensando finalmente? Há esperança para você, Galliard. Réquiem ignora a frase e em seu íntimo se sente mais animada agora. Continuava perscrutando o alojamento a procura de um instrumento ou de algum membro de sua matilha.
avatar
Angelique T. Albrecht

Mensagens : 404
Pontos : 406
Reputação : 2
Data de inscrição : 25/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Flagelo-da-Wyrm - Réquiem

Mensagem por Flagelo-da-Wyrm em 01.10.18 14:38

Lupino para Hominídeo


O Lua Cheia caminha de volta para o alojamento adentra no recinto ainda em forma Lupina mas quando chega ao banheiro retorna para sua forma racial para que possa tomar um banho e mudar sua roupa. Os acontecimentos da manhã deixaram sua mente mais clara e pequenos detalhes que antes ele desdenhava agora estão fazendo mais sentido.


"Preciso dedicar pelo menos uma muda de roupa pra mim, talvez alguém da matilha possa fazer esse ritual."


Lineu então sai do banho, se enxuga e troca de roupa para em seguida ir conversar com Angelique, mas antes mesmo de que pudesse procura-la no alojamento ele é capaz de ouvir sua voz.


- Réquiem?!?!?! - voltando seu olhar em seguida para a direção de onde ouvirá.
avatar
Flagelo-da-Wyrm

Mensagens : 154
Pontos : 154
Reputação : 0
Data de inscrição : 12/03/2018
Idade : 38
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Réquiem - Flagelo da Wyrm

Mensagem por Angelique T. Albrecht em 01.10.18 14:49

Forma Atual: Hominídea

Enquanto seus olhos procuravam alguma instrumento musical, ela ouve alguém chamá-la. Aquela voz era de um garou que tinha deixado a matilha por um período curto de tempo e um sorriso é visto na face da Galliard. Ela se levanta da cama e procura Flagelo da Wyrm. Sabia por Sombra da Noite que o Cria tinha retornado, mas não imaginava que o encontraria tão cedo. Ela caminha na direção do Ahroun e estende a mão para cumprimentar o garou:

-Flagelo da Wyrm...o bom Modi retorna para sua matilha de origem. Conseguiu resolver seus problemas com mais rapidez do que imaginávamos. Seja muito bem vindo.

E esperava que o Ahroun apertasse sua mão e lhe contasse sobre os problemas resolvidos que o envolviam.
avatar
Angelique T. Albrecht

Mensagens : 404
Pontos : 406
Reputação : 2
Data de inscrição : 25/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Flagelo-da-Wyrm - Réquiem

Mensagem por Flagelo-da-Wyrm em 01.10.18 15:03

Hominídeo


O Fenrir estava certo, vê a Galliard se levantar da sua cama, vindo de encontro ao Guerreiro com um aperto de mão. Flagelo-da-Wyrm então comprimenta sua Alfa apertando sua mão.


- Voltei rápido sim e mal voltei e já estou sendo recepcionado pela minha Alfa. - abrindo um sorriso mas que dura poucos segundos ao se lembrar que seus problemas não estavam bem de perto resolvidos - Infelizmente não resolvi, podemos ir para um lugar mais tranquilo para que possamos conversar? Tenho muito a te falar.
avatar
Flagelo-da-Wyrm

Mensagens : 154
Pontos : 154
Reputação : 0
Data de inscrição : 12/03/2018
Idade : 38
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Réquiem - Flagelo da Wyrm

Mensagem por Angelique T. Albrecht em 01.10.18 16:42

Forma Atual: Hominídea

Apesar do pouco carisma do Cria de Fenris, Réquiem gostava dele por diversos motivos. Tentando manter o tom de descontração, Réquiem responde:

-Para você ver. Não é para qualquer um este tipo de coisa.

Mas o momento de descontração é tão rápido quanto um dos relâmpagos que insistiam em clarear os céus noturnos do Rio de Janeiro.

-Claro Flagelo da Wyrm. Me acompanhe.

A voz da Galliard tomava um ar mais sério e ela liderava a dupla. Imaginava o que o Cria poderia lhe explicar. Angelique deixa os alojamentos e vai na direção das Grutas. Enquanto caminhava pela chuva, ela não se importa em ficar encharcada.

OFF: Grutas e Cavernas
avatar
Angelique T. Albrecht

Mensagens : 404
Pontos : 406
Reputação : 2
Data de inscrição : 25/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alojamentos

Mensagem por Igor Petrunov em 01.10.18 21:26

Depois de um breve cochilo após o Concílio de Theurges, Igor estava novamente desperto, pronto para enfrentar a próxima noite. Levantou-se e olhou para os rostos ao redor e, ao contrário da noite anterior, já conhecia vários deles. Rapidamente, arrumou o local sobre o qual dormira e decidiu procurar um local reservado para finalizar seus estudos de rituais, que tivera que interromper próximo do fim para atender à reunião.


O Presas mudou para sua forma lupina e partiu.

---
OFF: Igor gastou 1 de fúria para mudar para a forma lupina.
Próximo post: Montanhas do Caern
avatar
Igor Petrunov

Mensagens : 119
Pontos : 115
Reputação : -4
Data de inscrição : 04/04/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Grace - Todos

Mensagem por Grace Tavares Conney em 02.10.18 0:43

Grace abriu os olhos, mas continuou deitada na cama, custando a se levantar.
"Pra quê..." se pergunta ela. 

Escuta alguns barulhos que a impedem de retomar o sono, e reúne as poucas forças que tinha para se levantar. Arruma a cama onde dormiu, e pega seu case onde guardava os bens materiais mais importantes que possuía. 

Saindo do alojamento coletivo, ela caminha até a casa onde moravam Aedo Campeão e Orgulho Renascido, esperando poder encontrar pelo menos um deles ali.
avatar
Grace Tavares Conney

Mensagens : 492
Pontos : 492
Reputação : 0
Data de inscrição : 26/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Aedo-Campeão | Orgulho-Renascido - Cordas-Trêmulas

Mensagem por NarraDiva em 02.10.18 9:23

Ao chegar em frente ao alojamento, debaixo de bastante chuva, Cordas-Trêmulas via que Orgulho-Renascido fazia algum tipo de reparo na cobertura da cabana enquanto Aedo-Campeão secava o chão molhado da cabana.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3628
Pontos : 3719
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Réquiem - Narração

Mensagem por Angelique T. Albrecht em 02.10.18 11:21

Um uivo é ouvido em todo o Caern.

-GARRAS DO TROVÃO, RÉQUIEM SOLICITA URGENTEMENTE SUA PRESENÇA NAS GRUTAS E CAVERNAS.
avatar
Angelique T. Albrecht

Mensagens : 404
Pontos : 406
Reputação : 2
Data de inscrição : 25/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

ESPÍRITO TRANQUILO (lupino) | NARRAÇÃO

Mensagem por Espírito Tranquilo em 02.10.18 12:03

Segue o lobo sem cor, correndo pela chuva se aproximando dos alojamentos. Quando para ao ouvir o uivo de Réquiem que mesmo com a chuva ecoava em todo lugar.

 *Gaia... O que houve agora? Era mesmo mau presságio esse tempo...*

Diminui a velocidade andando ali com um pouco mais de cuidado. Já preocupado com o que viria a ocorrer logo.
avatar
Espírito Tranquilo

Mensagens : 167
Pontos : 167
Reputação : 0
Data de inscrição : 24/04/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Alojamentos

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 6 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum