Entrada Oeste - Guaratiba

Novo Tópico   Responder ao tópico

Página 6 de 14 Anterior  1 ... 5, 6, 7 ... 10 ... 14  Seguinte

Ir em baixo

Grace (Glabro) - Todos

Mensagem por Grace Tavares Conney em Qui Nov 30, 2017 1:09 am

Grace avistara a Garou parada na entrada do Caern, mas não achava que ela estava esperando pela sua Matilha.

Assim que ela se apresenta como uma Impura, os olhos de Grace expressam um intenso intersse. Não reprovador, como a lupina devia estar acostumada, mas verdadeiramente empático e solidário. Quando ela diz que era theurge, os olhos dela praticamente cintilam. Será que ela tinha Gnose o bastante para curar os dois companheiros? 
Saber que ela era uma Garras Vermelhas lhe traz um pouco de confusão. Nunca havia ouvido falar de impuros entre eles. Se perguntava também se lupinos eram capazes de amar, como os hominídeos eram. Por sua maneira os nascidos sob duas patas conseguiam encontrar sentimentos mais ternos, que iam além do instinto de procriar. Para Grace, era o amor que explicava haver tantos impuros, não o desejo. Porém, isso era uma digressão da Galliard, talvez um pouco fora de hora e lugar, mas inevitável. 

Após Kiba se pronunciar, ela também se aproxima da Garou. Embora ele sugerisse avançarem para a Clareira, a Galliard achava que a apresentaçao devia ser devidamente respondida, incluindo todos os membros da Matilha.  
- Seja muito bem vinda à Asas da Esperança, Sangue-Sobre-a-Neve. Meu nome é Cordas Trêmulas, nascida sob duas patas como Grace Tavares Conney. Cliath Galliard dos Fianna, grávida de uma impura - olha nos olhos da nova membro, para ver se isso geraria algum sentimento de identificação nela - nosso alpha, Asa Solitária é o pai... 

Não sabia se a Garras Vermelhas já sabia da fofoca, que certamente correra o Caern, mas era melhor que isso ficasse claro, tanto para ela quanto para Olhos de Gaia, que ainda não havia ouvido isso da boca dela. 
"Será que por isso que mandaram uma impura para nós? Por sermos pais de uma impura?"

A reflexão tinha que ficara para outra hora. 
- Assim como você, temos outro theurge nascido sob quatro patas. Olhos de Gaia, Cliath dos Filhos de Gaia. Os demais membros são hominídeos. Nosso Beta e juiz é Sangue dos Quatro Ventos, Deganawida Oneida. Forsten dos Wendigo. Há mais dois Ahrouns que compõe nossa Matilha. Fúria Justa de Esteno, Helenna Arkhan, Forsten das Fúrias Negras, e Algoz de  Einherjar, Henker von Fenrisulfr, Cliath dos Crias Fenris. Estamos para receber também Spyot, Ragabash dos Andarilhos do Asfalto. 

Ergue um pouco o braço que segurava o corpo de Zvanna, indicando. 
- Estamos voltando de missão, com quatro irmãos que se unem a Gaia... sua chegada veio em boa hora para reforçar as fileiras da Asas da Esperança, Sangue sobra a Neve. 
avatar
Grace Tavares Conney

Mensagens : 491
Data de inscrição : 26/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Fúria-Justa-de-Esteno (Glabro) | Sangue-Sobre-a-Neve (Lupino) - Matilha Asas da Esperança

Mensagem por NarraDiva em Qui Nov 30, 2017 1:29 am

A Theurge ouve o alfa falar e segue em direção à trilha, virando uma loba tão logo quanto possível. Antes disso, no entanto, responde ao líder:

'- Não saber.'

Logo que a trilha se fecha assume a fora deuma loba de porte grande com uma pelugem rosada e presas enormes. Ela não guia o Alfa, deixa que Kiba passe e começa a cheirar o traseiro do Alfa de uma forma que é um pouco incômoda para o Presas de Prata:

'- Alfa estranho ser. Nunca ver macaco com rabo de lobo. Alfa não dizer que ser impuro.'

No final da cheirada, a Garra Vermelha aproveita para curar todos os danos do Alfa, que estava bastante ferido. Grace então toma as rédeas da situação e começa a falar. A loba tenta acompanhar a velocidade de informações e emoções de Grace. As reações dos olhares com emoções em picos da Fianna fazem a Garra Vermelha recuar estranhando um pouco a Fianna. Sangue-Sobre-a-Neve não tinha muitos contatos com hominídeos e lidar com aquele mix de emoções lhe era particularmente estranho. Assim que a Fianna termina de falar, a Theurge comenta:

'- Macaca falar muito. Ser estranho. Vocês pais de Impuros? Vocês morrer como? Pais de Sangue-Sobre-a-Neve morrer por macacos por Sangue-Sobre-a-Neve? Sangue-Sobre-a-Neve ver alfa morrer quando Impuro nascer?'

Fala com a pureza de quem não tinha emoções o suficiente para entender o quão pesado tudo aquilo pudesse soar.

Silêncio na trilha.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3345
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Deganawida (glabro-lupino) - Asas da Esperança

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em Qui Nov 30, 2017 1:55 am

Degan assiste à cena da apresentação da nova integrante da matilha com certa satisfação. Garras Vermelhas eram raros, mas protegiam as florestas do norte com grande ferocidade e costumavam correr com os Wendigo. Era uma tribo muito diferente de qualquer outra por não haver hominídeos entre eles, o que desapontava o Juiz, mas aquele não era um julgamento que ele deveria fazer naquele momento.

Sangue-sobre-a-neve era Impura o que surpreende bastante Deganawida. Já havia ouvido histórias sobre o destino de Impuros entre os Garras, mas ele fica satisfeito em ver a nova integrante, alguém extremamente ligada à Wyld, caminhando dentre eles daquele jeito.

Valei-me Cabana de Myeengun. Espero que tenha aprendido o suficiente com vocês para falar com ela. 

Deganawida coloca gentilmente o corpo de Tiago no chão e assume a forma lupina, do lobo cinzento de pelagem grossa, próximo da trilha. Ele caminha até a Garra Vermelha e, por sua vez, a fareja, buscando a linguagem dos gestos e sinais dos lobos como muitos de sua tribo aprendiam na Cabana de Myeengun. Ele transmite as seguintes considerações para a loba:

" - Sangue-dos-Quatro-Ventos, Beta e Meia-lua dos Wendigo feliz por correr com Sangue-sobre-a-neve. Wendigo respeitar Garras, proteger florestas juntos, ser fortes."

Ele faz uma pausa, sabia que os hominídeos podiam ser excessivamente comunicativos, o que podia atrapalhar:

" - Alfa e Lua Gibosa receber outras punições dos meia-lua aqui. Profecia e espíritos mandar proteger filha de Alfa e Lua Gibosa."

Ele tenta manter a conversa na trilha, mas sem se adiantar muito. Degan se sente mal pelos pais da Impura, mas logo percebe que, para crescer Metis em uma tribo feroz como a dos Garras, ela deve ser muito forte.

... Além do mais a presença dela aqui vai manter as coisas da Weaver na linha... Tsc.
avatar
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 390
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Henker (GLABRO) - Sangue-Sobre-a-Neve - Matilha

Mensagem por Convidado em Qui Nov 30, 2017 2:21 am

Uma nova garou se apresenta, Garra Vermelha, theurge e impura, a expressão de Henker muda para algo mais cordial, e ele se limita a observar o transcorrer da cena, mas ao contrário de Degan, ele se mantem-se em sua forma, e ainda segurando o corpo de Tomás.

- Algoz-de-Einhejar, ahroun dos Cria de Fenris, hominídeo e cliath da Asas da Esperança. Bem vinda!

E então pousa seus olhos ora para Kiba ora para Grace, esperando que um dos dois fizesse o uivo de apresentação e tentando entender a fala da theuge para o casal de pais.

Estava cansado, frustrado e nervoso... a noite fora tensa, e a visão que tiveram ao final antes de virem colaborou ainda mais para arrasar aquela noite, e ele precisava colacá-la em seu lugar... no passado.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Kiba Valentine (Glabro/Hominídeo) - Asas da Esperança

Mensagem por Kiba Valentine em Qui Nov 30, 2017 8:41 am

Kiba vê que a impura abre caminho para que ele seguisse na frente e então ele o faz. O Presa de Prata caminhava com cuidado, parte para ter cuidado com o corpo de Sarah, parte porque seus ferimentos doíam muito mais agora que o sangue havia esfriado.

A dor só é esquecida no instante em que Kiba sente um nariz gelado encostando em sua cauda, fazendo-o instintivamente coloca-la para baixo, protegendo sua bunda de ser violada pelo nariz inesperado.

“Que porra é essa?!?!”

Kiba se vira para encarar a Garou e agora entende o porquê de sua pergunta. É nesse instante que o Ahroun percebe que sua dor não havia sido esquecido e sim realmente sumido juntamente com seus ferimentos.

Grace apresentava a matilha e agora, encarando a Garra Vermelha, Kiba podia notar o quanto aquelas informações deixavam a impura confusa. Ela certamente estava acostumada com poucas palavras. Além, é claro, de ter tido um destino bem normal para um impuro.

Depois do gesto de Degan e da apresentação de Henker, Kiba toma a palavra enquanto mudava para a forma humana, tornando-se um rapaz visivelmente mais jovem:

- Bem.... Essa cauda se tornou o meu “legado”.... Agora eu a carrego para saber como um impuro se sente pelos pecados dos pais....

Degan já havia feito uma rápida explicação, mas Kiba achava que devia esclarecer um pouco mais.

- Obrigado por me curar....
avatar
Kiba Valentine

Mensagens : 529
Data de inscrição : 26/06/2017
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Grace (Glabro) - Todos

Mensagem por Grace Tavares Conney em Qui Nov 30, 2017 8:49 am

Grace se retesa, um tanto incomodada pela maneira como a Garras Vermelhas, agora em sua verdadeira forma, começa a cheirar o rabo de Kiba, mas tenta não demonstrar. Lupinos tinha modos... nem sempre fáceis de compreender...
A theurge cura todos os ferimentos do alpha com aquele gesto, o que a faz inevitavelmente se lembrar da forma como Olhos de Gaia havia feito com ela. Precisariam se acostumar com a forma de agir dos dois lobos theurges.

A reação temerosa da Garras Vermelhas desconcerta a Fianna, que demora a entender o motivo. Se lembra que a loba tinha um vocabulário limitado. Devia se fazer mais simples para ser entendida.
- Galliard... -  responde com um breve riso sem graça ao comentário dela. Depois, se perguntou se ela iria entender - - Galliards Hominideos gostar de falar - esforça-se em dizer devagar.

As perguntas de Sangue Sobre a Neve constrangem a Fianna, por mais que não houvesse o menor sinal de maldade em suas palavras, apenas inocência. Ela olha para os lados, como se buscasse o que dizer entre a vegetação do Caern. Deganawida, que parecia saber lidar melhor com a loba, e Kiba, tentam explicar, mas aos poucos ela vai falando.
- Não vamos morrer. Eu acho...

O semblante de Grace se torna subitamente sombrio
avatar
Grace Tavares Conney

Mensagens : 491
Data de inscrição : 26/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Fúria-Justa-de-Esteno (Glabro) | Sangue-Sobre-a-Neve (Lupino) - Matilha Asas da Esperança

Mensagem por NarraDiva em Qui Nov 30, 2017 9:16 am

'- Achar estranho... Sangue-Sobre-a-Neve falar com espíritos. Cidade feder. Cheiro ruim. Tudo queimar.' - A Theurge não compreendia bem porque aqueles pais de impuro além de vivos precisavam ser protegidos. Certamente sua conversa com os espíritos seria mais fácil de compreender do que a com os hominídeos ali presentes.
´

Toda explicação do Alfa sobre sua cauda não passa despercebida e Kiba pode notar que vira e mexe a Garra Vermelha olhava com curiosidade para sua cauda. 

Por mera precaução, Helenna aperta o passo e passa a ficar um pouco à frente de Grace, sendo um obstáculo entre ela e a Garra Vermelha.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3345
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kiba Valentine (Hominídeo) - Asas da Esperança

Mensagem por Kiba Valentine em Qui Nov 30, 2017 10:05 am

Os comentários a seguir da Garra Vermelha não são respondidos de imediato por Kiba que notava a curiosidade da Garou por sua cauda. Ela era incomoda, sem dúvida, mas aos poucos se acostumava com o peso dela.

O gesto de Helenna é notado também, mas não comentado por Kiba. A impura era diferente, sem dúvida, mas não imaginava que ela atacaria Grace ou alguém da matilha. Então, sem querer perder mais tempo ali, Kiba diz para Grace:

- Pode anunciar nossa chegada....

Em seguida, ele olha para a Garra Vermelha e comenta:

- Depois que encontrarmos o Andarilho Spybot, vamos chamar o Uirapuru para que vocês sejam abençoados.
avatar
Kiba Valentine

Mensagens : 529
Data de inscrição : 26/06/2017
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Fúria-Justa-de-Esteno (Glabro) | Sangue-Sobre-a-Neve (Lupino) - Matilha Asas da Esperança

Mensagem por NarraDiva em Qui Nov 30, 2017 8:15 pm

Tanto a Theurge quanto Helenna seguiam sem nada falar.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3345
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada Oeste - Guaratiba

Mensagem por Derek Spencer em Qui Nov 30, 2017 9:42 pm

Spybot - Narração

Ao entrar nos limites do Caern o Ragabash transforma apenas duas cordas vocais para poder uivar sua apresentação ao Caern:

-"Spybot, Ragabash, Cliath dos andarilhos do asfalto e dos lobos corporativos acessando as portas do Caern!"
avatar
Derek Spencer

Mensagens : 299
Data de inscrição : 27/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Grace (Glabro) - Todos

Mensagem por Grace Tavares Conney em Qui Nov 30, 2017 11:16 pm

Grace tinha pensamentos que a faziam se sentir ameaçada, mas nenhum deles envolvia a Impura lupina. Contudo, confia na prudência de sua protetora e deixa que ela se coloque na frente dela.

Suas feições ainda estão soturnas quando o pedido de Kiba a faz voltar a si, e acenando para ele, a Galliard ergue a cabeça, estreitando suas cordas vocais como quem controlava a afinação de seu instrumento, para colocá-lo na frequência certa para uivar.

- MATILHA ASAS DA ESPERANÇA, ENTRANDO NO CAERN PELA DIREÇÃO OESTE

Retoma sua voz ao normal com um suspiro cansado. Vê que Kiba havia mudado de forma, mas não faz o mesmo. Continua em Glabro pra treinar seu instinto primitivo, como Mãe da Fúria havia lhe orientado. 

Percebe então que um Garou chega sozinho e se anuncia. Justamente o Andarilho que faltava para completar a Asas da Esperança.
- Parece que a Matilha já está completa. 

Vira-se então para o Ragabash, chamando-o. 
- Spybot?
avatar
Grace Tavares Conney

Mensagens : 491
Data de inscrição : 26/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada Oeste - Guaratiba

Mensagem por Derek Spencer em Sex Dez 01, 2017 7:10 am

Spybot - Grace

Spybot já estava adentrando o limites do Caern quando ouve um outro uivo anunciando a entrada de sua nova matilha, Asas da Esperança, seguindo o uivo, uma voz feminina chama também seu nome.

O Ragabash olha e vê a progenitora do Impuro Perfeito, sabendo que seria de sua matilha, Derek apenas diz:

-"Eu mesmo, vocês são minha nova matilha, já estão cientes?"
avatar
Derek Spencer

Mensagens : 299
Data de inscrição : 27/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Fúria-Justa-de-Esteno (Glabro) | Sangue-Sobre-a-Neve (Lupino) - Matilha Asas da Esperança

Mensagem por NarraDiva em Sex Dez 01, 2017 9:11 am

Helenna apenas lança um olhar analítico para o novo membro da matilha enquanto a Garra Vermelha parece pouco se importar com mais um macaco que chegava para a matilha. Ambas optam pelo silêncio, deixando o trabalho de apresentações para a Lua Gibosa.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3345
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Grace (Glabro) - Todos

Mensagem por Grace Tavares Conney em Sex Dez 01, 2017 2:20 pm

- Sim, estamos. Seja bem vindo a Asas da Esperança, Spybot.

Sua voz era suave e receptiva, apesar de cansada. O Ragabash já havia sido avisado da mudança e isso facilitava as coisas.

Não sabia se Derek se lembrava das apresentações da noite passada, mas de qualquer maneira, a formação da Matilha não era mais a mesma, e diante da chegada dele, achou adequada uma apresentação completa.

- Nossa Matilha é liderada por Asa Solitária, Kiba Valentine, Ahroun dos Presas de Prata e nosso Beta é Sangue dos Quarto Ventos, Deganawida Oneida. Forsten Philldox dos Wendigo. Há outros dois Ahrouns, Fúria Justa de Esteno, Helenna Arkhan, Forsten das Fúrias Negras e Algoz de Einhejar, Henker von Fenrisiful, dos Crias de Fenris. Nossos theurges são os lupinos Olhos de Gaia, dos Filhos de Gaia e Sangue sobre a Neve, dos Garras Vermelhas, que também acabou de se juntar a nós. Por fim, eu, Cordas Trêmulas, Grace Tavares Conney, Galliard dos Fianna, grávida de uma impura.

Com certeza a última informação ele não devia ter esquecido.
avatar
Grace Tavares Conney

Mensagens : 491
Data de inscrição : 26/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Fúria-Justa-de-Esteno | Sangue-Sobre-a-Neve (Lupino) - Matilha Asas da Esperança

Mensagem por NarraDiva em Sex Dez 01, 2017 4:10 pm

Em tom sério, a Fúria Negra apenas diz:

'- Seja bem-vindo, filho da Barata.'

A Garra Vermelha apenas emite um grunhido incompreensível que tanto poderia ser um cumprimento, como também podia ser outra coisa...
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3345
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue-dos-Quatro-Ventos (lupino/glabro) - Asas da Esperança

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em Sex Dez 01, 2017 9:37 pm

Degan se dá por satisfeito com sua breve apresentação. Ele parece concordar com a cabeça quando a Garra Vermelha menciona o fedor da cidade e sua contaminação. 

" - Sim. Cidade queimar quando Asas da Esperança voltar para Caern... Matilha vencer vampiro poderoso, mas ainda sobrar muitos inimigos escondidos..."

Dando por concluída a explicação, o Wendigo retorna à forma glabro, mantendo as tranças características de seu povo em sua transformação, assim que a matilha escuta a apresentação de Spybot. Ele acompanha os diálogos atento, enquanto busca o corpo de Tiago para retornarem à marcha Caern adentro. 

Outro Lua Nova dos Andarilhos da Tecelã... Não o conheço, mas acredito que ele seja diferente de Brilho-dos-Sonhos, que nem sabia que era Garou...

Depois do cumprimento da Fúria Negra e do grunhido da Garra Vermelha, Degan apenas faz um breve aceno com a cabeça:

" - Saudações e seja bem-vindo, Lua Nova."

A fala do Wendigo é calma. Degan não pode deixar de associar o grunhido de Sangue-sobre-a-neve para o Andarilho. 

...Afinal, se existem tribos que podem ser chamadas de opostas, estas são os Garras e os Andarilhos. Fico receoso que os Garras se percam na imensidão da Wyld e do caos, sem parentes humanos, mas até então, eles entendem o Wendigo, até mais do que muitas outras tribos... E com os Andarilhos, ainda tenho dúvidas se seus membros não estão apenas adiando que a Weaver roube o que resta de sua sanidade. De todo modo, eu ainda vou ter que fazer com que esses dois não briguem, como dever de Meia Lua do Aro Sagrado, e Beta. 

Isso pode ser interessante...

Deganawida se mantém no caminho para a Clareira, carregando Tiago.
avatar
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 390
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada Oeste - Guaratiba

Mensagem por Derek Spencer em Sab Dez 02, 2017 8:08 am

Spybot - Matilha Asas da Esperança

O Garou retorna suas cordas vocais a de hominídeo, a mãe da Impura Perfeita era quem fazia as apresentações, era bom já que na noite anterior o Ragabash não havia gravado nada sobre muita gente mas sobre a dupla de Garous que gerou a Impura Perfeita no Rio de nosso Caern, aquilo não havia como esquecer. O Andarilho estava com roupas maltrapilhas, completamente cheio de fuligens e muito sangue, em seu peito havia uma enorme cicatriz que aparentavam ter sido feitas por garras, coisas que não diminuía sua boa aparência e a atração que o Garou causava em nada.

Após as apresentação da Galliard é cumprimentado por três Garou, cumprimentos secos, totalmente diferentes do da Galliard. Derek se limita a dizer:

-"Boa noite senhores, devo dizer que é uma enorme satisfação poder correr ao lado de vocês, espero que nos entendamos bem e tenho certeza que faremos um ótimo trabalho juntos. Sou Spybot, Ragabash e Cliath da tribo dos Andarilhos do Asfalto, pertenço ao campo dos Lobos Corporativos e no mundo dos homens podem me chamar de Derek."


Era simples e suas palavras eram calmas, nada que exagerasse ou ultrapassasse a normalidade de qualquer garou.
avatar
Derek Spencer

Mensagens : 299
Data de inscrição : 27/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Fúria-Justa-de-Esteno | Sangue-Sobre-a-Neve (Lupino) - Matilha Asas da Esperança

Mensagem por NarraDiva em Sab Dez 02, 2017 2:03 pm

Helenna ouve a apresentação do Andarilho que faz questão de especificar seu campo dentro da tribo. Aquela informação, solta como estava, para ela não dizia muito e no máximo de simpatia que a Ahroun era capaz de demonstrar naquela noite solta palavras de curiosidade:

'- O que exatamente é um Lobo Corporativo? Acredito que assim como eu, ninguém aqui compreende a fundo a organização da sua tribo...'

Não era uma fala agressiva, tão pouco uma fala amistosa. O tom neutro marcava a voz da Fúria Negra que mantinha seu olhar sempre na Garra Vermelha (que seguia em silêncio).


Última edição por Narrador em Sab Dez 02, 2017 8:50 pm, editado 2 vez(es)
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3345
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Legado-do-Trovão | Sussurros-Solitários | Coração-da-Tempestade | Matilha Asas da Esperança

Mensagem por NarraDiva em Sab Dez 02, 2017 8:49 pm

O carro em que vinham os membros da Olhos da Tempestade estaciona próximo à entrada do Caern. Alef e Alma-da-Bruxa e a Theurge segue com dificuldade para a entrada do Caern. O Presas de Prata, assim que entra na trilha, muda as cordas vocais e anuncia

'- Alma-da-Bruxa, Sussurros-Solitários, Legado-do-Trovão, Coração-da-Tempestade e Guardião-Ancestral retornando ao Caern.'


A Theurge faz questão de levar o corpo e o fetiche de sua irmã de tribo. Alef carregava o que restara de Pacificador. O Presas de Prata, percebendo que se adiantara, se desculpa com William.

'- Coração-da-Tempestade, me desculpe, me apressei e acabei ignorando que és nosso mestre de cerimônias. Não se repetirá.'

No horizonte da matilha, subia a Matilha Asas da Esperança com seus mortos. A Asas da Esperança também podia ver a chegada dos membros da Olhos da Tempestade.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3345
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Grace (Glabro) - Asas da Esperança, Olhos da Tempestade

Mensagem por Grace Tavares Conney em Sab Dez 02, 2017 9:43 pm

A postura amistosa do Ragabash satisfaz Grace. Esperava também que ele pudesse se incluir harmoniosamente à Matilha. Diferenças tribais eram inevitáveis, reflete ao ver o comportamento da Garras Vermelhas com ele, mas acreditava que poderiam ser superadas com o tempo. 

Assim como Helenna, não sabia o que era um Lobo Corporativo, e pela maneira como o Andarilho fizera questão de incluir essa informação, devia ser algo do qual ele se orgulhava, e que merecia mais detalhes. Deixa ele se explicar, e diz, demonstrando mais simpatia que a companheira. 

- Estamos satisfeitos em tê-lo conosco também. Soubemos que estava sozinho em uma missão, de extrema importância a Zona Oeste... suponho que tenha sido bem sucedido. Gostaria de saber detalhes a respeito depois, até para poder melhor cantá-la em Assembleia. Felizmente, tivemos sucesso em nossa missão também, apesar de muitas baixas... - suspira, abaixando respeitosamente a cabeça.

Os ferimentos de Spybot não haviam passado despercebidos à Galliard, que já tentava montar a história por trás deles. A chegada dos membros da Olhos da Tempestade também é percebida por ela, que acompanha com o olhar a aproximação deles. 

Grace, na forma Glabro, tem um semblante cansado e triste. Seus braços e o colo estão avermelhados, com bolhas de queimaduras, e um marca roxa circunda o seu pescoço. Carrega cuidadosamente junto ao ombro o corpo de um Garou de cabelos negros, Olhos do Caos. 

Porém, as mortes de sua Matilha não seriam as únicas que a Fianna lamentaria naquela noite. Assim que Alma-da-Bruxa chega mais perto, reconhece o corpo da Garou decapitada que ela trazia. 
- Flecha Voraz! - seus olhos se arregalam de choque e consteração, e ela dá um passo em direção à Garou que a carregava. Seu rosto se contrái, exprimindo sua tristeza. Não tivera muito contato com a falecida Ahroun, mas era amiga da mãe dela. Pensar na dor que Mãe da Fúria sentiria ao ver a filha sendo trazida dessa maneira doía também no coração de Cordas Trêmulas. De certa forma, também era uma mãe, e experimentara também naquela noite, a aflição e a agonia de quase ter perdido a própria filha. O sofrimento de Mãe de Fúria era compartilhado por ela também.

- Não... não...

Os olhos dela se fecham, lacrimejando.
avatar
Grace Tavares Conney

Mensagens : 491
Data de inscrição : 26/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Kiba Valentine (Hominídeo) - Asas da Esperança / Olhos da Tempestade

Mensagem por Kiba Valentine em Sab Dez 02, 2017 10:07 pm

Kiba se preparava para retomar a caminhada quando Grace anuncia a matilha adentrando ao Caern, porém um uivo praticamente junto ao dela lhe chama a atenção. Spybot era o nome do Andarilho que se juntaria a eles, ao menos era isso que Grace tinha dito a alguns instantes.

A Fianna chama pelo rapaz que logo surge na trilha por onde estavam indo. Sua aparencia não era nada boa e visivelmente havia passado por bons bocados aquela noite. Não que o caso deles fosse muito diferente, era claro, mas talvez ele pudesse lhes dizer o que aconteceu na cidade.

- Prazer em conhece-lo rapaz. Seja bem vindo a Asas da Esperança.

Uma conversa iria se formar ali visivelmente, mas isso iria ter que esperar, pois um novo uivo anunciando a matilha Olhos da Templestade é ouvido por todos ali. Naquele instante Kiba encara Degan para ver a reação do Wendigo. Ele também esteve na reunião de líderes de matilha e certamente entendia o porque do olhar.

Em seguida, Kiba pode notar que eles surgem pela mesma trilha onde Derek havia aparecido alguns minutos antes, porém não é para eles que o Presa de Prata destina a atenção naquele momento. Assim como Grace, Kiba também havia conhecido a Fúria Negra e lembra bem como elas haviam sido solidárias com eles assim que descobriram que eles haviam quebrado a primeira lei.

Kiba não reage da mesma forma que Grace, mas a tristeza fica estampada em seu rosto. Ele abaixa a cabeça para tentar disfarçar a dor enquanto tentava se recomportar para falar com a Olhos da Tempestade.

O Presa de Prata espera eles se aproximarem para então voltar a encara-los e nota que Alef carregava o corpo de um outro Garou, provavelmente membro da Olhos da Tempestade. Sem saber muito o que dizer naquele momento de dor o Ahroun apenas faz um rapido cumprimento aos que ali passavam:

- Olhos da Tempestade....

Não havia nada que pudesse ser dito ali e não sabia também se eles parariam para qualquer tipo de dialogo. Kiba apenas decide esperar que eles passassem ou parassem para então agir.
avatar
Kiba Valentine

Mensagens : 529
Data de inscrição : 26/06/2017
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Alma-da-Bruxa | Fúria-Justa-de-Esteno | Guardião-Ancestral | Sangue-Sobre-A-Neve - Matilha Asas da Esperança | Legado-do-Trovão | Sussurros-Solitários | Coração-da-Tempestade

Mensagem por NarraDiva em Dom Dez 03, 2017 8:48 am

Alma-da-Bruxa estranha a reação da Fianna. Não sabia de nenhuma proximidade das duas e Grace demonstrava um mar de sentimentos que nem mesmo ela, que era irmã de tribo, demonstrava. Helenna ao ver o corpo da Ahroun de sua tribo olha séria para a Theurge e diz:

'- O que aconteceu com nossa irmã?'

A Theurge apenas diz:

'- Assunto para ser conversado entre a tribo e, em seguida, perante os juízes. Não aqui na trilha.'

Helenna engole seco, olha para os membros da Olhos da Tempestade com a cara a marrada e espera que a indecisão de quem vai, pra onde vai e quem fica se consumasse para seguir seu rumo.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3345
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada Oeste - Guaratiba

Mensagem por Sussurros Solitários em Dom Dez 03, 2017 12:06 pm

Forma atual: Lupino

Assim que adentra as trilhas do Caern o lupino volta a assumir sua forma racial e se estica em satisfação.

Logo os Garous encontram os membros da matilha Asas da Esperança, filhos do Uirapuru, também adentrando o Caern. Eles também carregam corpos, a noite não foi fácil para ninguém. Existem dentre eles alguns Garous que não estavam a apresentação da matilha e o lobo olha e fareja em sua direção com curiosidade.

A Fianna parece abalada com a morte de Flecha-Voraz e o lobo lança uma expressão curiosa em sua direção.

*Não sabia que eram próximas...* pensa o Lobo pela expressão no rosto de Alma-da-Bruxa ela também parece intrigada pela reação da Fianna e o lobo lhe lança um olhar cúmplice.

O Alfa da Asas da Esperança os cumprimenta e o lobo responde com apenas um meneio de cabeça e vai seguindo com a sua matilha.

avatar
Sussurros Solitários

Mensagens : 597
Data de inscrição : 04/07/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Grace (Glabro) - Asas da Esperança, Olhos da Tempestade

Mensagem por Grace Tavares Conney em Dom Dez 03, 2017 4:39 pm

Grace enxuga suas lágrimas com uma das mãos, percebendo o estranhamento dos outros Garous, mas não dá tanta atenção a isso, fixando seu olhar na cabeça separada de Flecha-Voraz.
"Decapitada... que maneira horrível de receber uma filha..."

Fica a pensar em como se sentiria se recebesse o corpo de sua linda Emilie separado da cabeça, e o pensamento faz seu corpo estremecer. Sente seus olhos se molharem de novo, mas esfrega-os com os dedos antes que as lágrimas deslizem. Força um suspiro, buscando se recompor.

Escuta, com assombro, o breve diálogo das duas Fúrias Negras, e saber que o assunto era pra ser discutido entre a Tribo e o juízes faz ela lançar um olhar para os membros da Olhos da Tempestade. A Impura devia ter sido morta por um por um deles, e Grace se perguntava por quem. 

Passa a mão de leve pelos cabelos de Flecha-Voraz, em um gesto de despedida. 
- Minhas condolências à Tribo das Fúrias Negras, especialmente à Mãe da Fúria e à Rastro-Invisível. Se a Cerimônia de Flecha Voraz for aberta, gostaria de comparecer.
Não sabia se seria a Tribo ou a Matilha quem se encarregariam daquilo. Entenderia se as Fúrias Negras preferissem fazer algo fechado a elas, mas gostaria de prestar seus respeitos à falecida Garou, que lhe demonstrara solidariedade em seu momento mais difícil, que contribuíra na descoberta mais importante da vida da Fianna, que demonstrara, nas poucas vezes que havia a visto, ser uma guerreira corajosa. Gostaria de tentar consolar sua mãe e sua irmã, mas não devia haver consolo possível naquela situação. 

Respeitosamente, afasta-se de Alma da Bruxa para lhe dar espaço para ela seguir. Observa o outro corpo que era trazido por Alef, mas precisa de algum tempo forçando sua memória na apresentação da noite passada para se lembrar quem ele era. O Garou estava tão dilacerado que era difícil reconhece-lo, mas por eliminação, a Galliard deduz.
- Pacificador, dos Filhos de Gaia? Sua alma e a de Flecha Voraz encontrem descanso junto a Gaia.
avatar
Grace Tavares Conney

Mensagens : 491
Data de inscrição : 26/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada Oeste - Guaratiba

Mensagem por Derek Spencer em Dom Dez 03, 2017 7:47 pm

Spybot - Asas da Esperança / Olhos da Tempestade


O jovem Ragabash era bem recebido pelos membros de sua nova matilha, sua nova família, a única impressão que tivera dos Garous ali presentes era bem ruim, não os conhecia e apenas sabia dos rumores que eram falados pela Seita, principalmente o Alfa e a Galliard. Agora que ele iria conhecê-los e daí poderia formar suas opiniões sobre todos ali.

Logo em suas primeiras palavras o Andarilho já é questionado, a Fúria Negra fica curiosa acerca das atividades que o campo do Garou fazia, ficaria bem satisfeito em responder porém o clima pesa quando a Olhos da Tempestade chega, haviam perdido irmãos também e notícias dolorosas nunca são bem vindas. Acha melhor deixar pra contar sobre o campo numa outra oportunidade. O Alfa dá as boas vindas ao Ragabash e Derek apenas meneia a cabeça positivamente e diz:

-"Obrigado pelas boas vindas."


Grace lhe pede para contar a história sobre como salvou a Zona Oeste e o Ragabash diz:


-"Conto sim, com maior prazer."


Então olha para Helenna e diz:


-"Meus sentimentos pela irmã caída em combate, Gaia está cuidando dela agora."
avatar
Derek Spencer

Mensagens : 299
Data de inscrição : 27/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada Oeste - Guaratiba

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 6 de 14 Anterior  1 ... 5, 6, 7 ... 10 ... 14  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum