Entrada Norte - Tijuca

Novo Tópico   Responder ao tópico

Página 1 de 6 1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ir em baixo

Entrada Norte - Tijuca

Mensagem por NarraDiva em Dom Jun 25, 2017 9:25 am

avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3319
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada Norte - Tijuca

Mensagem por Yorick MacAlister em Qua Jun 28, 2017 11:19 am

"Que Gaia abençoe eu nessa nova jornada e que eu consiga dar umas trepada porque só ela sabe o tanto que tô precisando..."

Era as esperanças que Pantaneiro tinha nessa nova etapa de sua vida como Garou. Suas expectativas era colocar em prática tudo que aprendera nessa vida, inclusive lidar com as perdas, mas para isso também aprendeu que o álcool era o melhor remédio.

Vestia-se de modo corriqueiro, porém com grande elegância. Um chapéu cor de palha de aba virada estilo 'Cowboy Forever', camisa da Dudalina xadrez, calça Jeans mais ou menos apertada avantajando seu orgão sexual, bota de couro de jacaré e um cinto de couro de uma jararaca feito por ele mesmo. Sua barba muito bem feita e seu cheiro era sensacional. Isso o fazia se sentir igual o Super-Men. Um ser galante, conquistador e vaidoso era algo que prezava muito apesar de seu jeito espôntaneo, simples e único.

Encostou sua camionete invejável de último modelo da Mercedes Bens, alongou sua musculatura, visualizou o local do Caern, alterou suas cordas vocais uivando:

- Yorick McAlister, "Pantaneiro", Ahroun Cliath Fianna da irmandade de Herne entrano e se apresentano pro povo Caern.


Feito isso, certificou que sua foice e seu facão estavam consigo e seguiu em frente para conhecer o futuro que lhe aguardava.



avatar
Yorick MacAlister

Mensagens : 653
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Grace Tavares Conney - Cordas Trêmulas

Mensagem por Grace Tavares Conney em Qua Jun 28, 2017 12:35 pm

Era a primeira vez que Grace saía de sua região, a Irlanda do Norte. A aventura só se comparava à sua mudança da pequena cidade de Derry para a capital, Belfast, aos 17 anos, para estudar música clássica. Hoje com 20 anos, e bem mais ciente de quem realmente era, um desafio bem maior se apresentava à jovem Garou.
Apesar de ter aprendido português com seu pai brasileiro, bem como ouvido muito sobre o país dele, nada poderia tê-la preparado para sua chegada no Rio de Janeiro. A dificuldade em compreender e em se fazer compreender, a energia caótica do aeroporto, o calor ao sair do espaço com o ar condicionado, o taxista que lhe cobrou mais do que esperava para deixá-la em seu hostel.
Esperava que sua estadia no quarto pago fosse breve, até porque, não tinha muito dinheiro. Pretendia encontrar a família de seu falecido pai, pedido que ele lhe fizera antes de morrer, ou encontrar abrigo na Tribo que passaria a fazer parte no Rio de Janeiro.
Assim, é para o Caern que ela se dirige, dessa vez, evitando os táxis e fazendo o caminho a pé e via transporte público que tentava aprender a usar. Que cidade enorme! Apesar de se perder uma ou duas vezes, ela finalmente chega à floresta, e finalmente encontra uma energia mais familiar depois de tantas descobertas. Sentindo-se acolhida, ela faz seu uivo de apresentação.

- Saúdo solenemente o Caern do Rio de Janeiro. Quem tem a honra de entrar nesse território é Grace Tavares Conney, Cordas Trêmulas, Cliath Galliard dos Fianna. Venho da nação irlandesa somar forças à defesa de Gaia na Cidade Maravilhosa!
avatar
Grace Tavares Conney

Mensagens : 491
Data de inscrição : 26/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Hominídea - Pantaneiro - Grace

Mensagem por Angelique T. Albrecht em Qua Jun 28, 2017 3:20 pm

Jessica tinha chegado na cidade de carona, afinal dinheiro não era seu forte. E mesmo que arrumasse alguma bufunfa, ela escorregava de suas mãos como água. Na maior parte das vezes o dinheiro era gasto em comida, era raro ter o suficiente para algo melhor que um pacote de bisnaguinhas ou um pacote de biscoito recheado de morango, seu sabor preferido. Tinha dado sorte de encontrar um amigo dos Roedores nas estradas. Tinha até conseguido uma Ana Maria. Claro que comera um bolinho no caminho e outro deixara para depois, nunca se sabe quando teria fome.

Com sua mochila surrada nas costas, Jessica para em um local pouco conhecido. Tinha as coordenadas dadas por seu irmão, mas o Rio de Janeiro era novo para ela. Por enquanto. Já tinha mais ou menos ideia do que fazer naquela noite, se os eventos permitissem. Caminhou durante alguns minutos até chegar na área da qual ela sentia uma energia emanando e da qual uma das entradas do Caern era para estar. Viu duas figuras. Eram garous? Um era um riquinho que parecia ser metido a besta, a outra era uma moça bonita, mas se vestia de forma mais simples. Não que o riquinho não fosse bonito, mas a maioria deles não compensava o tamanho com suas caminhonetes? Se sim, coitado desse.

Se esgueirou em uma vegetação alta dali para averiguar. Não poderia chegar uivando sua chegada sem saber quem eram, se eram realmente garous ou humanos ou coisa pior. E então ouviu as apresentações deles, em respeito ao Caern e pedindo permissão para adentrarem o local sagrado. Suspirou aliviada, saindo dos arbustos e indo na direção dos dois.

Jess vestia uma calça jeans comprada na Renner por uns 30/40 reais, uma mochila que poderia estar no lixo há uns dois anos, tênis sujo e bem surrado, uma camiseta azul sem estampa. Era impossível não saber que ela era uma Roedor ou algo entre moradora de rua e mendiga. Ao se aproximar dos dois, Jessica sorri e diz:

-Fiannas não? Também vieram para o reforço ao Caern?

Aguardou a resposta dos dois e deu um joia. Então mudou sua garganta para anunciar a sua chegada, revelando sua identidade.

-Jessica dos Anjos, 99 Centavos, hominídea, ragabash, cliath dos Redores de Ossos se apresentando para reforçar a Seita.

Sorriu para os dois Fiannas e começou uma conversa. Jessica era bem carismática.

-E então....quando vamos beber para comemorar o apoio ao Caern? Me convidem hein? Mesmo Roedora eu sou ótima em beber.

Deu uma piscadinha na direção dos dois.
avatar
Angelique T. Albrecht

Mensagens : 387
Data de inscrição : 25/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada Norte - Tijuca

Mensagem por Victor Montenegro em Qua Jun 28, 2017 4:29 pm

É um sentimento estranho retornar à sua cidade natal e perceber que as lembranças da infância de outrora já não passam de fragmentos semi esquecidos. Ja havia 8 anos desde a ultima vez que Victor contemplara a paisagem e o caos do Rio de Janeiro. Ao sair do aeroporto, coloca seus óculos de sol, acende um cigarro, sorri de forma displicente e vai caminhando calmamente. Ele não tem tanta pressa. Caminha pela orla e pelas ruas da cidade como que tentando se reabituar. Fuma mais um cigarro e pede informações para uma senhora sobre que ônibus deve pegar. A senhora fala impaciente e a contra gosto, ele sorri. Trinta minutos se passam, o ônibus chega, ele decide não subir. Caminhará até o Caern. A cidade é caótica, mas isso não parece incomodá-lo afinal, é como dizem, pode-se tirar um carioca do Rio de Janeiro, mas nunca o Rio de Janeiro de um carioca. Caminha por algumas horas, fuma mais alguns cigarros e chega no local indicado. Ao se aproximar observa um homem e duas mulheres conversando. Obviamente Garous. Não que nenhum traço os distinguisse especificamente, mas quando se está no Rio e voce encontra um gringo ruivo com uma Mercedes e uma gringa loira conversando em um português com sotaque sobre "tomar umas" com uma moradora de rua negra, ou você está na Lapa ou chegou no Caern. Acredite.

Victor traja uma calça jeans, uma camiseta de botão vermelha com estampas de Mickey, pulseiras, uma mochila, óculos de sol e um tênis meio surrado. Na sua mão esquerda segura um cigarro aceso e fumado até a metade.

Antes de se aproximar muito dos 3, Victor modifica suas cordas e se anuncia:

"-Conforme dita o primordial protocolo entre os Caerns e Tribos eu, Justiça do Predador, Hominídeo, Philodox, Cliath dos Senhores das Sombras, enviado do Caern da Cruz Lusa, apresento-me para servir."

Finalizado o uivo de apresentação, ele se aproxima calmamente das três pessoas que lá estavam, retira a carteira de cigarro do bolso e, com um meio sorriso no rosto, pergunta:

"-Aceitam? Cool"


Última edição por Victor Montenegro em Qua Jun 28, 2017 6:27 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Victor Montenegro

Mensagens : 668
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 32
Localização : Rio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada Norte - Tijuca

Mensagem por Convidado em Qua Jun 28, 2017 6:04 pm


Após duas horas perdidas treinado a coreografia de "I AM THE BEST" da banda 2NE1 e quase mais uma hora e meia perdida assistindo Coraline pela décima vez, Tomás foi até que bastante ágil em se arrumar e abandonar seu apartamento deixando comida para os cinco gatos que ele convenceu o sindico a deixa-lo ter, como ele não precisou ir para a faculdade e não tinha apresentação marcada para esta noite então o dia foi gastado como ele bem quisesse o que envolveu em arrumar sua residência, ficar estudando e se preparar para o compromisso noturno dele.

O UBER o esperava logo a frente da entrada do prédio, os fones de ouvido disparavam o som de "Sissy That Walk" da drag Rupaul, a flexibilidade exacerbada do jovem Ludwig se refletia em seu rebolado e seus movimentos, era nítido que sua estrutura corporal não era tipica, seus dedos se movem rapido como se buscassem representar a batida do som, seus olhos percorrem pela rua buscando absorver cada informação que consegue, os pombos amontoados num canto onde provavelmente derrubaram comida, uma moça vestida com um casaquinho de onça que Tomás acreditou que certamente poderia ficar melhor nele, seus olhos buscam coisas aleatórias e sua mente não desliga em momento algum.
   

---

Vestia uma camiseta regata lilás com a estampa da Marilyn Monroe estampada no centro, uma camisa xadrez verde musgo de manga curta (que ocasionalmente ele deixa cair um pouco a lateral mostrando o ombro) por cima, uma calça jeans preta com um par de botas também pretas da Timberland e uma touca cinza na cabeça que deixava seu cabelo aparecer, estava muito calor, mas a roupa tinha mais teor estético do que para preservar o calor corporal, até havia passado na cabeça de Tomás ir vestido de forma diferente, mas certas vestimentas não combinam com caminhadas noturnas no meio do "mato", por debaixo da camiseta havia um complexo sistema de tiras de couro (não pense besteira) que serviam para prender uma machadinha Tomahawk de 40 centímetros de maneira a não machucar as costas do rapaz (a camisa serve para disfarçar o volume). Tomás levava consigo uma bolsa lateral de couro sintético na qual carregava uma Pistola Walther PPK e dentro de compartimentos dentro da bolsa haviam dois pentes de munição, não é como se Tomás quisesse matar alguém, mas sua paranoia que ele sabia disfarçar não o permitia sentir-se confortável desarmado mesmo diante da possibilidade de transformar-se. (Esta na Lua Nova, creio que com a fúria aumentada ele esteja mais propenso a ficar "alerta").
O garoto vai se aproximando do Caern e com isto é capaz de ouvir os uivos já acontecendo, ele anda lentamente com os passos se semi-cruzando (como uma modelo, não um bêbado) enquanto observa os detalhes na floresta agradecendo em silêncio que o repelente de insetos esteja funcionando bem.

- "Tómas von Ludwig..." -
Ele começa a uivar.   - "Brilho dos Sonhos, Hominideo e Ragabash, Cliath dos Andarilhos do Asfalto." -
Ele da uma olhada rápida nos outros quatro que estão ali, a menina de aparência simples e visualmente combinando com sua tribo, o homem extremamente musculoso que segundo Tomás parece ter saído dos antigos comerciais da Marlboro... ou um pornô vintage e uma moça loira de feições delicadas, havia também aquele que se apresentou como "Justiça do Predador" e não falou seu nome humano. Tomás evitou olha-los muito mais do que apenas o suficiente para certificar-se quem eram, não gostaria que ficassem olhando-o nesta situação e preferia focar sua visão em outros lugares do Caern buscando aprender mais sobre o local apenas olhando.


Tatuagem visivel:




Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração | Bit-Coins - Pantaneiro | Cordas-Trêmulas | 99-Centavos | Justiça-do-Predador | Brilho-dos-Sonhos

Mensagem por NarraDiva em Qua Jun 28, 2017 6:46 pm

O primeiro a chegar foi Pantaneiro. O Fianna começou a dar seus primeiros passos na trilha e pode ouvir o uivo de apresentação que lhe seguia, o da jovem Cordas-Trêmulas e a dupla é abordada pela Roedora 99-Centavos. Ao trio se junta o Senhor das Sombras Justiça-do-Predador e, em seguida o Andarilho Brilho-dos-Sonhos. Eram os primeiros reforços chegando para seita. A noite começava a cair no Rio de Janeiro. Era tempo de Lua Nova, logo seria uma noite escura ali no Caern da Serpente de Fogo. 

O grupo não demora a ouvir passos se aproximando. Um homem negro, muito bem vestido e com seu sapato impecavelmente limpo sem nenhum vestígio de terra mesmo tendo passado por diversas trilhas se aproxima. Na sua mão, um tablet onde ele parecia fazer marcações com o dedo indicador enquanto dizia:

'- Pantaneiro, Cordas-Trêmulas, 99-Centavos, Justiça-do-Preador e Brilho-dos-Sonhos' - Olha na direção de todos quando termina de ler os nomes e comenta - 'É, todos aqui, na mesma trilha'.

O homem esboça um sorriso e cumprimenta um a um. Para diante do Senhor das Sombras, olha a cartela de cigarros e comenta em tom mais baixo ao cumprimentá-lo, mas não que os outros não ouçam:

'- Também adoro, mas os mais ortodoxos aqui reagem melhor à um bom tabaco de palha artesanal não lotado de toxinas...'

Diz em tom amistoso, voltando à frente do grupo e se apresentando:

'- Meu nome é Marcelo, Bit-Coins, sou Athro Hominídeo Ragabash dos Andarilhos do Asfalto e Vigia da Terra do Caern. Saúdo vossa chegada, espero que tenham tido uma boa viagem até aqui. Acompanhem-me...'

Faz um gesto para que caminhem enquanto espera pelas respostas dos primeiros a chegar na cidade.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3319
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada Norte - Tijuca

Mensagem por Victor Montenegro em Qua Jun 28, 2017 6:53 pm

Cumprimenta Bit-Coins, sorri e fala:

"-Essa lição aprendi há algum tempo...e de forma bem menos delicada. É fumo enrolado, mas a carteira de Marlboro facilita o transporte."
avatar
Victor Montenegro

Mensagens : 668
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 32
Localização : Rio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Bit-Coins - Justiça-do-Predador

Mensagem por NarraDiva em Qua Jun 28, 2017 6:58 pm

O Andarilho concorda com a cabeça e apenas fala:

'- É que vocês tiveram a sorte de serem recepcionados por mim, o Presas de Prata que se anunciou do outro lado vai ser recebido por um Fenris que mal sabe soletrar a palavra educação...'

Diz em tom de brincadeira, ou será que falava uma verdade?
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3319
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada Norte - Tijuca

Mensagem por Yorick MacAlister em Qua Jun 28, 2017 8:04 pm

Pantaneiro já ia seguir adiante quando notou uma apresentação de uma irmã de tribo bem próximo adentrando nas imediações do Caern, quando olhou melhor, estava praticamente do lado. Gaia sabia que o Ahroun não era um tarado compulsivo por sexo, mas aquela loira realmente mexia com seu auto-controle. Encarou a mesma por alguns segundos não deixando isso visível e disfarçando como podia, afinal também sabia respeitar, mas o fato é que apesar de não ser a mais top das galáxias, era muito bonita e aquilo encantava-o.

" Uma galliard fianna então..."

Nem foi possível se apresentar como digno de um cavalheiro pois apareceu uma outra Garou puxando assunto, se apresentando, e metendo mais conversa. Parecia ser gente boa, amigável, mas beleza era algo que definitivamente não era seu forte. Suas roupas em trapos justificavam sua origem, porém dava indicar um potencial tremendo, assim como a Fianna. Julgar pela primeira impressão poderia ser perigoso.

"99 centavos... Nem 1 real pra pagar o cafézinho... aí é triste"

Logo depois um convite pra beber, uma piscadinha de Jéssica. A ideia era perfeita e a piscadinha diante da boniteza de Pantaneiro era algo inevitável. Tinha consciência disso. Pantaneiro acenou com a cabeça em sinal de positividade a elas e quando pensou em responder, chegou o Senhor da Sombras Juiz. Esse parecia não feder e nem cheirar julgando pela sua aparência desprovida de personalidade.

E depois, mais um Garou, um Ragabash dos Andarilhos, este com o nome de Tomas, com uma camiseta regata roxa caída de lado com a estampa da Marlyn Monroe, usando bolsa, toca, botinha. Lá no Pantanal isso era viadagem demais. Já tinha apanhado de rabo de macaco só por usar uma camiseta daquela, mas ali era Rio de Janeiro, pessoal mais moderninho, criado a leitinho com pera e ovomaltine. Fazer o que. Tinha que aceitar, afinal, eram irmãos.

" Esse aí é o restart da turma... certeza que toma cerveja de canudinho..."

Eis que então Bit-Coins aparece dando as boas vindas pelo Caern. Pede acompanhamento e por enquanto Pantaneiro não responde a ninguém, o momento pedia atenção para o anfitrião, e para ele respondeu dando gancho na resposta que deu para o Philodox.

- Se nóis teve essa sorte, vamo retribuí ela então qualquer hora dessa. Pode botar na minha conta umas gelada pra acompanha o cigarro... - estendeu a mão cumprimentando o Ragabash vigia do Caern - Ou então se preferi alguma coisa pra esquenta o peito, umas pinga também sempre caí bem.

Olhou para Jéssica e sorriu, até porque a ideia inicial de tomar todas foi dela. Sorriu para todos. Pantaneiro procuraria ser simpático com todo mundo, apesar de não conseguir dialogar com todos inicialmente, no entanto, acenou discretamente mais uma vez mostrando ter boa educação com as apresentações, o que em sua terra, também era visto como um sinal de respeito.
avatar
Yorick MacAlister

Mensagens : 653
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Jessica - Bit-Coins - Pantaneiro - Cordas Trêmulas - Justiça do Predador - Brilho dos Sonhos

Mensagem por Angelique T. Albrecht em Qua Jun 28, 2017 10:40 pm

Logo depois de Jessica quem chega é um Senhor das Sombras. Gostou da camiseta de Mickey dele. Mas era um Senhor das Sombras e isso não era muito positivo. Philodox? Interessante. Jessica o observa um pouco e ele oferece cigarros. A Roedor até poderia aceitar, mas cigarros não eram boa coisa e ela recusou com um aceno da mão direita.

A convocação de apoio tinha dado muito certo. Outro garou chega, desta vez um Andarilho do Asfalto. O cara usava uma camiseta da Marilyn Monroe. Era um Ragabash e como Andarilho, era possível que tivesse bastante dinheiro. Igual o cara da frigideira no cinto, mas o Andarilho não parecia querer jogar o dinheiro dele na cara dos outros.

Surge da trilha um homem negro, segurando um tablet. Estava muito bem vestido. Recebe o cumprimento dele com um aceno de cabeça e depois sua apresentação. Em silêncio Jess caminha, seguindo Bit-Coins. Não tinha nada para comentar no momento. Mas Pantaneiro convida Bit-Coins para tomar uma bebida e ele olha na direção de Jessica, como se também a estivesse convidando, que sorri de forma amigável de volta.

Era muito bom ver que aparentemente os garous recém-chegados eram gente boa. Eram gente boa além da página um? Como estava a política do Caern? Isso era de interesse da Ragabash.
avatar
Angelique T. Albrecht

Mensagens : 387
Data de inscrição : 25/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada Norte - Tijuca

Mensagem por Victor Montenegro em Qua Jun 28, 2017 11:29 pm

Enquanto Caminham, Victor Fala:

"-Então, Bit-Coins, haverá assembléia geral, com jogos, celebração etc hoje ou apenas uma apresentação menos formal aos outros Garous do Caern?"

avatar
Victor Montenegro

Mensagens : 668
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 32
Localização : Rio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada Norte - Tijuca

Mensagem por Victor Montenegro em Qua Jun 28, 2017 11:35 pm

Olha para Jéssica com um meio sorriso no rosto.

"-Querendo, está à disposição" Cool

Olha para Andarilho Cliath.

"-E você, rapaz, por quê tão calado?"
avatar
Victor Montenegro

Mensagens : 668
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 32
Localização : Rio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada Norte - Tijuca

Mensagem por Grace Tavares Conney em Qua Jun 28, 2017 11:52 pm

Assim que vê o aspecto da moça que chega depois dela, Grace rapidamente deduz que era uma Roedor de Ossos, e apesar de sentir certa repulsa pelas roupas sujas, teve também um pouco de pena dela, como sentiu de tantos moradores de rua que havia viso pelo caminho. Se as duas usassem o mesmo tamanho, quem sabe poderia dar uma de suas roupas para ela?

Respondeu a pergunta dela com um aceno simpático e se deu conta da presença de um irmão de Tribo bonitão, bem como percebeu o jeito como ele olhava para ela. Retribui a atenção com um sorriso, algo gracioso, talvez insinuante, mas que não se detém muito, pois logo ela se vira de novo para a Roedor.
- Vim sim, imagino que você também.

Pra surpresa de ninguém a moça anuncia ser uma Roedor, e logo outros se juntam a eles. A Galliard recusa o cigarro com um aceno e recebe com satisfação o elegante Bit-Coins, se perguntando que tipo de magia deixava o sapato dele tão impecável naquela lama. Será que ele poderia fazer o mesmo com os saltos altos dela?
- Prazer conhecê-lo, Bit-Coins!

Apesar de seu português correto, há um sotaque estrangeiro na voz de Grace, arrastanto erres e fechando as vogais.

Dá risada com a brincadeira que Bit-Coins faz sobre o Fenris, e responde sugestiva.
- Não tenho dúvidas que tivemos sorte...

Quando a conversa se torna sobre beber, ela logo participa.
- Pois vamos assim que pudermos! Quero ver se as bebidas daqui são tão boas quanto as da minha terra.
avatar
Grace Tavares Conney

Mensagens : 491
Data de inscrição : 26/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada Norte - Tijuca

Mensagem por Convidado em Qui Jun 29, 2017 12:08 am




Tomás permanece em regular silêncio mergulhado nos próprios pensamentos quase completamente ausente do ambiente, planejando sobre o que fazer, o que deveria fazer, até que então olhando ao redor percebe melhor as armas que o Garou denominado "Pantaneiro" carregava, ambas eram muito bonitas e Tomás passa a encara-las por algum tempo, o jovem procura alguma coragem para ir falar com o Fianna de aparência bastante atrativa, mas perde a coragem e desiste... *Mais tarde, talvez.*


Assim que o Bit-Coins aparece Tomás se sente encantado com a figura, observa suas vestes limpas mesmo naquele ambiente se perguntando o "como consegue?" e cumprimenta o Andarilho do Asfalto um tanto atônito, ele olha nos olhos de Marcelo apenas por alguns segundos e então seus olhos voltam a procurar outros pontos no local como se ficar olhando-os o fizesse algum mal, encara os sapatos do homem, as árvores, o céu. -"É uma honra conhece-lo, Bit-Coins" -  O cumprimenta, mas sem contatos físicos. Assim que fala com ele, acaba se afastando um pouco como se não quisesse chamar mais atenção do que os outros presentes, mas ao se afastar é capaz de ouvir o comentário de Victor e assim o responde. . -"Eu tenho meus momentos certos para me expressar, hoje eu só quero aprender e isto envolve... observa-los mais do que expressar-me em excesso e atrapalhar o andamento do que quer que venha acontecer." -

EDIT: Gente, eu interpretei errado o post do colega da "mala avantajada" como fala o que era pensamento.


Última edição por Tomás von Ludwig em Qui Jun 29, 2017 12:30 am, editado 1 vez(es)

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Bit-Coins - Justiça-do-Predador | Pantaneiro

Mensagem por NarraDiva em Qui Jun 29, 2017 12:15 am

O Andarilho do Asfalto guia o grupo pela trilha. Seu andar era calmo e nada apressado e, quando o Fianna Ahroun fala em lhe pagar uma bebida ele apenas sorri e diz:


'- Eu vou cobrar essa bebida mais tarde, jovem.'


Parecia tentar ser simpático. Talvez fosse realmente, ainda era cedo para que tirassem conclusões. 


Após alguns passos, ouve as palavras do filho de AvôTrovão e responde:


'- Assembleia ainda não. Nossa assembleia ordinária será realizada apenas daqui há uns dias, mas Bardo-Forjador, líder dos Fiannas, está organizando uma pequena confraternização para a madrugada. Algumas matilhas estão em missão, mas devemos ter o Caern cheio lá pelas duas, três da manhã. Acho que nossa líder vai querer conhecer vocês um pouco e organizá-los logo em uma nova matilha.'


Após uma caminhada curta, o grupo se aproxima da clareira central. Já podiam ver alguns Garous conversando em seu horizonte e sentir uma enorme energia Gaiana que pairava naquele pequeno pedaço de paraíso.

OFF GAME: Na próxima postagem, os jogadores já podem postar com seus personagens chegando no tópico da Clareira Central.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3319
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada Norte - Tijuca

Mensagem por Victor Montenegro em Qui Jun 29, 2017 1:01 am

Victor escuta as palavras de Tomás e esboça o rápido sorriso de canto de boca. É sempre uma agradável novidade conhecer um Ragabash que prefere se manter calado.

Vira-se para Bit-Coins.

"- Ótimo. Parece-me prático. Nada como formar uma nova matilha com completos desconhecidos."

É impossível dizer se há sarcasmo ou quase-entusiasmo na voz do Filho do Trovão. Acho que nem mesmo ele seria capaz de dizer... ou seria?.

Ao se aproximar da clareira Victor observa atentamente a movimentação e tenta identificar os outros senhores das sombras ali presentes.

[OFF] A partir desse post, se não for problema para a narração, passarei a escrever os pensamentos e ações do personagem em primeira pessoa.
avatar
Victor Montenegro

Mensagens : 668
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 32
Localização : Rio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada Norte - Tijuca

Mensagem por Skullhead em Dom Jul 02, 2017 9:45 pm

Um táxi estaciona próximo ao que parecia ser a entrada de um grande parque florestal. Ele demora algum tempo ali, até que a porta do passageiro se abre e de lá um homem sai. Ele havia terminado de pagar a corrida e esperava o motorista seguir o seu caminho para só assim fazer o seu. Usava calças jeans surradas e um tênis de corrida nos pés. Sobre a camisa, um casaco de moletom cinza, que cobria seu rosto todo tatuado com um capuz. Nas costas, apenas uma mochila. Ele evitava olhar para frente, principalmente se percebesse que alguém se aproximava.

Ele adentra o parque, seguindo as instruções que Blecaute havia lhe dado. O Ancião tinha passado as coordenadas sobre o Caern de Guerra, de modo que o jovem não se perde no caminho. Ele sai da via carroçável e adentra o matagal; quando sentiu-se protegido de olhos curiosos, transformou suas cordas vocais e uivou para a lua, enviando uma mensagem aos vigias daquele solo sagrado:

"- Camilo Duarte, conhecido como Skull Head, Hominídeo, Theurge Cliath dos Andarilhos do Asfalto,  pedindo autorização para adentrar o Caern da Coroa de Fogo."

Com a devida apresentação, ele esperava que algum vigia surgisse. Enquanto isso não acontecia, ele aproveita para puxar um. Ele tira o beck de um pacotinho que estava guardado no bolso da frente, onde ele deixava seu kit, acende e puxa uma primeira vez. Ele segura a fumaça por alguns segundos, soltando a mesma lentamente. Rapidamente, o corpo de Camilo desaba numa posição relaxada e ele dá mais duas puxadas, soltando a fumaça em seguida. Ele observava a vegetação a sua volta, analisando a paisagem lentamente.


Última edição por Camilo Duarte em Dom Jul 02, 2017 10:24 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Skullhead

Mensagens : 524
Data de inscrição : 02/07/2017
Idade : 23
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Bit-Coins - Skull-Head

Mensagem por NarraDiva em Dom Jul 02, 2017 10:23 pm

Não demora muito e um homem de terno, muito bem apessoado se aproxima. Não parece demonstrar estranheza perante o Theurge e diz em tom tranquilo:

'- Bem-vindo Skull-Head, sou Marcelo Figueiredo, Bit-Coins, Athro Hominídeo Ragabash dos Andarilhos do Asfalto e vigia da Terra do Caern. Venha, me acompanhe. Novas matilhas estão sendo formadas e sei que a líder vai querer te designar para alguma rapidamente.'

Diz já começando a guiar o Theurge pelas trilhas.


OFF GAME: O próximo post do Theurge deverá ser feito na Clareira Central.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3319
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Legado do Trovão - Grupo A

Mensagem por Luke Constantine em Seg Jul 10, 2017 9:15 pm

* Caminhava junto com seus irmãos e, ao ouvir a conversa de Skull Head, adiciona: *

- Pode ser do lado de fora da DP do Realengo mesmo, mas fala pra ela não entrar antes do Pacificador chegar. Ele já tem toda a informação e sabe quem procurar.

* Dito isso, segue até a entrada em que o carro estava estacionado e, ao chegar, vê de imediato entre alguns outros carros uma caminhonete gigante, chamativa pra caralho, que era absolutamente a cara do Pantaneiro. Não sabia qual se era aquela mas aponta a chave em sua direção e aperta o botão de destravar apenas pra ser recompensado com o barulhinho do alarme destravando. Pensa alto: *

- Quase nada previsível..

* Se aproxima do veiculo de luxo pensando em como seria difícil manter a discrição com um negócio daquelas nas ruas do Rio.. mas enfim, era isso ou taxi, escolheria pela mobilidade. Abre a porta do motorista e entra porque, obviamente, ele iria dirigir. Coloca a mochila em baixo de suas pernas, quase embaixo do banco e liga a caminhonete. Fala alto para que os outros escutassem: *

- Pacificador, você conhece o caminho.. vai me dizendo.
avatar
Luke Constantine

Mensagens : 435
Data de inscrição : 28/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Skull-Head - Matilha Olhos da Tempestade (Grupo A) | Rita Brandão (telefone) | Sussurros-Solitários

Mensagem por Skullhead em Seg Jul 10, 2017 9:43 pm

Luke responde aos sinais do Andarilho. Camilo reconhece as trilhas por onde ele havia chegado; logo eles estavam no mesmo local onde ele deixou o táxi para adentrar no Caern. O Alpha localiza o carro do Pantaneiro e o Theurge se espanta com o tamanho da máquina. Era realmente chamativa demais, o que não era novidade pelo pouco que conheciam do Fianna. 

O Andarilho continua acompanhando o Grupo, enquanto falava no telefone:

"- Pronto, Rita, te encontramos do lado de fora do DP; não entre até chegarmos lá, por favor. O Lukas sabe das paradas que tão acontecendo e sabe quem procurar, mas eu posso te adiantar que vocês vão trocar um papo com o Cabo Silveira e dizer que vocês falaram com o Nathan Phillips sobre o problemão. No mais, é isso aí. Te encontramos lá, então?"

Ele entra no carrão no banco de trás, esperando que o lupino o fizesse companhia. Com certeza aquilo deveria ser algo totalmente diferente para o lobo, ao passo que o Andarilho fala apenas para ele ouvir:

"- Não te preocupa, lobo, isso aqui parece bizarro até pra nós, que nascemos em duas patas, mas é apenas um meio de chegarmos mais rápido no nosso destino."

O Uktena parecia ser linha dura, sem muitos problemas, mas palavras de apoio eram boas em qualquer momento. Apesar da cara de poucos amigos, Skull-Head sabia quando um irmão precisava de um auxílio.
avatar
Skullhead

Mensagens : 524
Data de inscrição : 02/07/2017
Idade : 23
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada Norte - Tijuca

Mensagem por Sussurros Solitários em Seg Jul 10, 2017 10:10 pm

O lobo observa silenciosamente a monstruosa máquina de caminhar da weaver. *Macacos preguiçosos... Não conseguem andar com as própria patas e inventaram essas bestas de metal.* Ele já havia andado em uma delas antes e lembrava com muito pouco entusiasmos da sensação... "- Eu não me preocupo. Eu só não gosto dessas bestas da weaver, mas faço o que for necessário." O lobo faz olha diretamente para Legado-do-trovão e fala "-Alfa, eu não tenho roupas de macac... humanos, como a de vocês. Posso ficar continuar como lobo?" O Lobo fala sem nenhuma hesitação, mas no fundo estava um pouco nervoso. Não era habituado a estar entre tantos humos e não gostava nenhum pouco de caminhar em duas patas.
avatar
Sussurros Solitários

Mensagens : 593
Data de inscrição : 04/07/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada Norte - Tijuca

Mensagem por Derek Spencer em Seg Jul 10, 2017 10:30 pm

Spybot - Sem Nome

Derek caminha junto com Sem Nome, o roedor fala de um podrão que tinha ali perto e o jovem Andarilho até que gosta da idéia de comer, estava há um tempo andando e só tinha tomado uma água de coco. Aproveitaria para perguntar pormenores sobre a cena do crime e até mesmo pedir uma luz de um garou mais experiente e que tem a manha das ruas.

Seguindo com o Roedor, Spybot apenas diz:

-"A propósito, sou Spybot, Ragabash Cliath dos Andarilhos se quiser pode me chamar de Derek tb."
avatar
Derek Spencer

Mensagens : 298
Data de inscrição : 27/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pacificador | Rita Brandão - Legado-do-Trovão | Sussurros-Solitários | Skull-Head

Mensagem por NarraDiva em Seg Jul 10, 2017 11:47 pm

Pacificador para diante do carro de Pantaneiro e exclama:

'- Por Gaia, alguém precisa ensinar aulas de discrição pra esse Fianna... nós vamos chamar muita atenção nesse carro naquela região.'

Comenta de modo que o Alfa ouça mas entra no carro ao comando do mesmo. O que não tinha remédio, remediado estava. Enquanto isso, Rita respondia Skull-Head:

'- Puta que pariu, Realengo? Camilo, eu vou chamar um táxi aqui e tô a caminho, mas mais bom senso, eu vou me arriscar demais fazendo isso a essa hora nesse lugar...'

No carro, o Andarilho guiava o caminho a ser seguido pelo Senhor das Sombras. Para chegar em Realengo, partindo da Zona Norte, o caminho mais rápido seria rumar da Tijuca para a Barra e assim, o Philodox começava a guiar o grupo.

OFF GAME: A cena deve continuar no tópico Ruas da Zona Norte.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3319
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sem-Nome - Spybot

Mensagem por NarraDiva em Seg Jul 10, 2017 11:49 pm

Sem-Nome cumprimenta Derek e fala:


'- Nathan.'


OFF GAME: A cena continua nas Ruas da Zona Norte.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3319
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada Norte - Tijuca

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 6 1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum