Entrada Norte - Tijuca

Novo Tópico   Responder ao tópico

Página 6 de 14 Anterior  1 ... 5, 6, 7 ... 10 ... 14  Seguinte

Ir em baixo

ESPÍRITO TRANQUILO (homenídeo) | FILHO-DA-ALVORADA | NARRAÇÃO

Mensagem por Espírito Tranquilo em Qui Out 11, 2018 3:19 pm

Em silêncio Allen ouvia as palavras de Igor, apreciava a sinceridade, mas pelo olhar que recebeu na madrugada anterior, ele já tinha entendido toda aquela vontade do outro.
 
 "- E-eu entendo... Obrigado pela sinceridade... E se fizesse isso eu iria sem objeções, pedirdesculpas a Helios..."

 O comentário sobre ser algo pessoal, faz Allen recorda da falas anteriores de Igor quando a Helios, Luna e seu próprio nome.

 "- Filho..."  - sussurra baixo mais pra si do que como resposta.

 O Presa de Prata o questiona sobre ser aquele que pede desculpas. E algo o deixa um pouco confuso ali. Ele achava que era educado e certo pedir desculpas se cometia erros, erros inclusive que traria aos outros problemas. E nunca vou pedido de desculpa como um problema, contanto que fosse sincero e viesse com mudança. Para não pedir desculpas teria que para de errar. Concluiu que fosse isso que Igor queria dizer, mudar e não errar.

 "- Des... E-eu vou melhorar... Ser melhor..."

 Logo Igor anuncia que irá a clareira central, motivado pelo uivo dado por Réquiem ha algum tempo atrás. Ele precisava se decidir logo sobre o que fazer.

 "- Ouvi, chamando líder da seita... Espero que nada muito preocupante tenha acontecido... Garous precisavam de algum tempo de paz..." - aquilo apareceu lhe dar uma ideia - "Se me permite... E-eu pretendo ir ao cemitério... Preciso prestar homenagens a irmãos perdidos... Um de tribo que deveria encontrar aqui, mas morreu antes de minha chegada... E os infantes de minha raça... Alguém precisa orar e pedir paz por eles... Creio que o encontro mais tarde na reunião de matilha..."

Era perceptível que quando falava sozinho com Igor diminuía em muito os gaguejos de Allen.
avatar
Espírito Tranquilo

Mensagens : 167
Pontos : 167
Reputação : 0
Data de inscrição : 24/04/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Igor > Allen

Mensagem por Igor Petrunov em Sex Out 12, 2018 2:25 am

Diante da resposta do Filho de Gaia, Igor apenas respondeu.

- Você terá sua chance de se retratar com Hélios em breve e desfazer o malfeito.

O Presas esperava que Espírito-Tranquilo tivesse entendido a mensagem sobre as desculpas. O albino tinha um bom coração, mas faltava-lhe fibra.

- Tudo bem, faça o que precisar fazer. Nos vemos mais tarde, então. 

Igor deu dois tapinhas no ombro de Allen, sorriu um "até breve" e se retirou.



----
Próximo post: Clareira Central
avatar
Igor Petrunov

Mensagens : 119
Pontos : 115
Reputação : -4
Data de inscrição : 04/04/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

ESPÍRITO TRANQUILO (HOMENÍDEO) | FILHO-DA-ALVORADA | NARRAÇÃO

Mensagem por Espírito Tranquilo em Sex Out 12, 2018 12:25 pm

Acena com a cabeça a Igor e qua tô o ouve e recebe os tapinhas no ombro.

"- Até breve, irmão..."

 Se despede TB e toma seu rumo ao cemitério, um pouco pensativo e completamente encharcado.

*Que essa chuva seja benção...*

---------
OFF: continua no cemitério.
avatar
Espírito Tranquilo

Mensagens : 167
Pontos : 167
Reputação : 0
Data de inscrição : 24/04/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cólera-de-Balder (C) - Olhos da Tempestade

Mensagem por NarraDiva em Qui Nov 15, 2018 2:16 pm

Siegfried segue pela mata fechada, não ousava seguir pela trilha principal para não perder a única coisa que tinham, a vantagem tática. Para para esperar que os demais se aproximassem para enxergar a situação e... por Gaia... era o fim! O Fenris incrédulo observava enquanto esperava os irmãos de matilha se unirem a ele. A visão era assustadora... todos haviam retornado às suas formas raciais, mas a Wyrm tinha muito mais impuros que as forças Gaianas. Era um grupo de humanos, que poderiam ser Garous ou Fomoris, lutando com armas e espadas ao lado de um verdadeiro exército de Crinos deformados contra uma minoria de Crinos junto à diversos hominídeos e Lobos que bravamente lutavam, mas em menor grau, estavam sendo massacrados sem nenhuma piedade pelas forças da Wyrm.

O Fenris estava no impulso de partir, mas sabia que a vida da maioria da Seita dependia de uma tática acertava e apenas esperava que todos que o seguiam chegasse para dar as instruções finais do ataque.

A Seita recuava e tentava proteger a trilha, muitos Garous morriam nesse processo... e naquela fração de segundo da chegada, os Garous podiam ver Mira-Certa ser dilacerda por outro Crinos, Wireless ser atravessada ao meio por uma Klaive e Detector-de-Mentiras ter sua coluna arrancada pelo mais deformado dos Impuros. O mesmo deformado que usou a coluna do Andarilho morto para perfurar o crânio e matar o Fenris Sangra-a-Wyrm. Um tiro a queima-roupa estoura a cabeça de Esmaga-a-Wyrm e quando Uivos-de-Arcária tenta ajudar o Fenris, sua cabeça também é explodida pelo tiro.

Um tiro de bazuca acaba com a vida de Rosa-dos-Ventos, Laço-de-Ísis e Coração-Justo. Tentando recolher feridos, Flor-de-Gaia é covardemente decapitada com um golpe pelas costas. Tentando proteger a anciã, Flor-de-Gaia, Estrela-da-Manhã é alvejada por uma flecha de prata que atravessa seu crânio. Um mesmo Ahroun Impuro esmaga os crânios de Tolerância-Zero e Canto-de-Calíope. Tiros certeiros ceifam a vida de Amassa-Carne-dos-Inimigos e Sorriso-Sangrento.

O Presas de Prata Sopro-da-Justiça-de-Merlin morre para uma gran-Klaive, daquele que parecia liderar o ataque, que lhe atravessa e parte o corpo ao meio. Esse mesmo Impuro e essa mesma Gran-Klaive rasgam ao meio Mãe-das-Ruas, Quebra-Dentes e Pecado-Original. Uma granada dá fim à Algoz-Soturno, Assassino-das-Sombras, Voz-de-Gaia e Rio-Sereno, cujas partes do corpo voam para todos os lados. É com uma lança que um impuro acaba com a vida de Tempestade-Glacial enquanto com um machado de guerra, outro Impuro dá um fim à Rugido-das-Almas-Guerreiras e Herança-Ancestral. A Seita estava sendo massacrada e o Alto Conselho sequer estava presente... muito ferido, Ira-de-Thor tentava manter alguma ordem e recuava o combate para uma trilha, diminuindo a amplitude do campo de batalha. Mas seu trabalho era difícil, a situação toda era desfavorável.

Cólera-de-Balder apenas fala aos seus:

'- Seremos a barreira que defenderá os que não podem mudar de forma, todos entenderam isso?'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3628
Pontos : 3719
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

VICTOR - CRINOS

Mensagem por Victor Montenegro em Qui Nov 15, 2018 3:02 pm

Victor chega logo atrás de Siegfried e a cena presenciada é aterradora. Os Garous do Caern, em Hominideo, eram massacrados por hordas infindáveis da Wyrm.

*Porque Não mudam de for... a onda da Weaver...*

Sentinela das Sombras troca o rápido olhar com seu Beta e contém sua fúria observando o palco de atrocidades que era aquele campo de Batalha. A chacina era brutal e impiedosa e a desvantagem clara. Garous gaianos, sem seus poderes, eram trucidados pela horda infernal de Lacaios. Granadas explodiam e, em velocidade alarmante, aquela entrada do Caern ia sendo tomada.

* Malditos sejam.*

O olhar do meia lua ardia em ódio e, enquanto aguardava a chegada dos demais, responde ao questionamento de Sieg sem receio pela própria vida:

'- Entendido.'


Última edição por Victor Montenegro em Qui Nov 15, 2018 7:20 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Victor Montenegro

Mensagens : 717
Pontos : 720
Reputação : 3
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 33
Localização : Rio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada Norte - Tijuca

Mensagem por Derek Spencer em Qui Nov 15, 2018 3:15 pm

Spybot (Crinos) - Olhos da Tempestade

Derek seguia o Fenris com certa dificuldade, não era a sua praia ficar andando no meio do mato com a facilidade de Sieg então acompanhou do jeito que pode. Ao parar ao lado do ahroun a cena que o Ragabash vê é simplesmente aterrorizadora, um verdadeiro massacre estava acontecendo diante dos olhos da matilha e era realmente tenso assistir todos aqueles garous de Gaia sendo assassinados a sangue frio por aqueles malditos.

O Andarilho respirava fundo para controlar o ódio que estava sentindo naquele momento, queria voar para acabar com a raça daqueles malditos mas tinha que seguir o plano do Beta, eles eram a barreira que protegeria todo o Caern naquele momento e tinham que fazer uma estratégia bem feita para terem chance de sobreviver e ajudar seus irmãos. Tinham que sobreviver tempo o suficiente para que todos pudessem recuperar suas condições de batalha.

Sem temer o que estava por vir, o Garou diz:

-"Vamos acabar com esses filhos de uma puta desgraçada."
avatar
Derek Spencer

Mensagens : 313
Pontos : 317
Reputação : 4
Data de inscrição : 27/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada Norte - Tijuca

Mensagem por Gabriel Villas Boas em Qui Nov 15, 2018 3:52 pm

Gabriel chega, junto com os demais e presencia o massacre. Não havia outra palavra para descrever a cena. Seus irmãos, fortes e honrados, impossibilitados de mudar de forma e sendo dizimados pelas hordas da Wyrm. Um filme de terror, o qual Gabriel tem por impulso virar o rosto, não ver e não acreditar. 

* Não adianta fechar os olhos, Gabriel. Não vai mudar. Lamente-se depois, honre-os agora.*

Com determinação no olhar, Gabriel assente com os planos do Beta. Se essas serão as horas finais, lutará ao lado dos seus irmãos, em defesa dos seus irmãos.

* Sob a égide do grande Unicórnio Negro e com força do Elefante...*
avatar
Gabriel Villas Boas

Mensagens : 108
Pontos : 110
Reputação : 2
Data de inscrição : 25/05/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Skullhead (Crinos) - Olhos da Tempestade

Mensagem por Zé 'Papo-Reto' Roberto Jr em Qui Nov 15, 2018 6:14 pm

Skullhead acompanha o grupo logo atrás. Ele vinha tentando encaixar o cyber-fetiche. Quando o mesmo olha pra cena que ocorria mais próximo a entrada Norte, seus lábios proferem sem pronunciar palavra alguma um "Puta que pariu!"... a cena era horrível e era possível compreender o que tava rolando.
.
Por algum motivo, aquela energia eletromagnética, que lhe parecia ser muito coisa da Weaver, havia afetado todos que não estavam abaixo do manto de Noct. Se Gabriel não conseguia curar era porque algo naquilo havia bugado todos os dons e, aparentemente, as habilidade de transformação de todos os Garous. De alguma forma, o manto de Noct havia impedido que o mesmo ocorresse com eles. Entretanto, Camillo não sabia se estar em Crinos bastaria naquela situação. O exército da Wyrm era imenso e fazia muitos defuntos.
avatar
Zé 'Papo-Reto' Roberto Jr

Mensagens : 543
Pontos : 549
Reputação : 6
Data de inscrição : 02/07/2017
Idade : 24
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada Norte - Tijuca

Mensagem por Ossos-de-Carvalho em Sex Nov 16, 2018 5:48 am

Ian chega à entrada norte e a cena era grotesca, seus irmãos eram abatidos de forma covarde, eles não mudavam de forma, mas mesmo sem entender muito bem como isso era possível, sabia que havia algum truque ali.

* É o apocalipse *


Ossos-de-Carvalho para ao lado se Sieg.

" -Já morremos. E esses filhos da puta vão aprender que não se luta com quem não tem mais nada a perder."




Ossos-de-Carvalho não falava em um tom derrotado, muito pelo contrário. Ia para a batalha já aceitando a morte, isso o motivava a entregar tudo de si.




* Cervo me dê sua coragem, elefante me dê sua força, espíritos faericos e antigos companheiros, me dêem sua gloria. *
avatar
Ossos-de-Carvalho

Mensagens : 183
Pontos : 188
Reputação : 5
Data de inscrição : 08/03/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cólera-de-Balder (C) - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por NarraDiva em Sex Nov 16, 2018 7:54 am

Siegfried olha para Ian e diz para o Fianna:

'- Eles se meteram com o Caern errado.'

O Fenris olha para todos e diz:

'- Eu vou arremessar a Lança de Odin no meio dos inimigos para congelar o chão e atrapalhar o ataque deles. Todos devemos bloquear a passagem para a trilha. Não entrem no chão congelado para atacar, senão perderão a vantagem. Apenas eu e Ian devemos entrar no gelo quando necessário.'

No momento em que o Fenris termina de instruir os seus e se prepara ao ataque, mais mortes diante dos olhos dos Garous. Os próprios Impuros faziam o que era a ideia de Sieg, proteger os hominideos embora muitos hominídeos não fugissem à luta. Ira-de-Thor era um exemplo. O pai de Siegfried liderava a defesa na forma hominídea com seu martelo de prata enfrentando os Impuros sem medo e derrubando alguns Crinos mesmo estando na forma humana. Seus ferimentos eram gravíssimos e ele, junto com Falcão-de-Prata, eram os principais "humanos" a derrubar Impuros na defesa do Caern.

Mestre-dos-Magos tem sua cabeça arrancada por uma mordida violenta de um Impuro. Link tem seus dois braços arrancados e logo em seguida suas vísceras são arrancadas por um Lua Cheia da Wyrm que uiva comemorando mais uma morte. O Impuro Alta-Voltagem tentava lutar, mas sem seus dons é presa fácil para um Impuro com uma lança que lhe atravessa ao meio. Jukebox dava tiros certeiros e já havia derrubado três inimigos quando sua coluna é arrancada por um golpe pelas costas e seu crânio esmagado pelo pisão de mais um Lua Cheia. Anti-Vírus tentava impedir um grupo de Dançarinos que tenta ir pela mata para o coração do Caern. E consegue, mas o custo é de sua vida pois é brutalmente dilacerado pelos inimigos que, rapidamente são cercados pelas Forças Gaianas mais uma vez.

Glorioso-Punho-de-Odin, mesmo em Hominídeo, enfrentava os Crinos e tem sua cabeça esmagada. Mãe-da-Fúria perde a cabeça com isso e avança furiosa em direção ao assassino do pai de suas filhas e também tem a cabeça arrancada pelo mesmo Lua Cheia que era o maior ceifador de vidas daquela trágica noite. Orgulho-de-Heindall tenta parar o maldito mas também tem sua traquéia arrancada pelas garras do maldito e cai morto no chão.

Mão-do-Rei e Garras-do-Falcão-Noturno eram dos mais efetivos na batalha. O Impuro anão se movia furtivamente e com golpes de oportunidade levava inúmeros inimigos à morte. O Galliard lutava ao lado de seu pai com todas suas forças protegendo Wolfhere e ajudando o Ahroun a matar os inimigos. De longe, Sombra-Real atirava com seu arco e derrubava alguns inimigos. Ela compunha uma última linha de defesa junto com Elo-com-Luna que, em lupino, atacava tudo que se aproximava das duas.

Colecionador-de-Histórias é alvejado por flechas de prata e cai morto. Após lutar bravamente, Chuta-Bundas também perde a vida para um poderoso Ahroun dos Dançarinos da Espiral Negra. Num ato de bravura, o Impuro Faro-Fino tenta ajudar o amigo, mas também é alvejado pelas mesmas flechas e cai morto. Sombra-da-Justiça é morto com um tiro a queima-roupa. Língua-Afiada tenta ajudar seu ex-líder e tem a cabeça arrancada por um Lua Cheia. O Lupino Dança-com-Lobos também impedindo avanço dos demais perde sua vida em um covarde ataque pelas costas. 

O Massacre parecia dado quando a lança de Siegfried é arremessada e atinge o chão congelando tudo:

'- ATACAR OLHOS DA TEMPESTADE! POR GAIA! POR FENRIS! PELO TOURO, PELO BOITATÁ E PELO ELEFANTE!' - Brada ordenadno e já avançando Siegfried que vai empurrando tudo que vem pela frente para criar a linha que separaria as forças de Gaia das forças da Wyrm. A linha que seria composta pela Olhos da Tempestade e que tinha como missão impedir mais mortes.

A lança começa a congelar o chão e os inimigos começam a patinar e cair... as forças de Gaia se reagrupam na trilha. O Plano podia dar certo, mas certamente teria o custo de mais algumas vidas...
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3628
Pontos : 3719
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada Norte - Tijuca

Mensagem por Victor Montenegro em Sex Nov 16, 2018 1:12 pm

A chacina continuava e, um a um, Victor via para além de Garous gaianos os seus aliados mais próximos naquela seita serem brutalmente assassinados.

* Vocês pagarão por cada uma dessas vidas, vermes imundos.*

O Philodox mantém seu olhar fixo no campo de batalha e quando Siegfried arremessa sua lança, que começa a congelar o chão, e brada o ataque, Victor, em disparada, segue para a trilha, ficando à margem do gelo e se pondo como a primeira linha de defesa. Ele protegeria aquele Caern com sua vida, se necessário fosse, e levaria consigo o máximo de lacaios que conseguisse.
avatar
Victor Montenegro

Mensagens : 717
Pontos : 720
Reputação : 3
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 33
Localização : Rio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Legado do Trovão (Crinos) - Guardiões da Canção Ancestral / aqueles que o seguirem

Mensagem por Luke Constantine em Sex Nov 16, 2018 5:02 pm

* Legado-do-Trovão segue pelo matagal em direção aos sons de batalha e interrompe o avanço, sem ainda se mostrar na trilha onde a coisa toda acontecia, para visualizar o que se passava e montar a estratégia mais efetiva. O cenário que se desenrola diante de seus olhos era de desolação e desespero. Era uma chacina, era o fim, mas não iria se entregar sem luta.*

"Isso vai ter um preço, filhos da puta!"

* Aguardaria que aqueles que o seguiam chegassem para que pudesse investir. *
avatar
Luke Constantine

Mensagens : 465
Pontos : 465
Reputação : 0
Data de inscrição : 28/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada Norte - Tijuca

Mensagem por Gabriel Villas Boas em Sex Nov 16, 2018 6:14 pm

Ao observar que mais irmãos eram mortos, Gabriel sente uma dor nauseante de horror. Queria não acreditar que a Wyrm atacava com todas as forças. Queria não ver aquele filme gore que passava a sua frente. Mas essas não eram escolhas que o Filho de Gaia poderia tomar. O sentimento de raiva e proteger aqueles afetados pela Weaver era mais forte. O grito de comando do Beta infla o peito de Verdade-Ancestral, que segue com o restante da matilha para trilha em defesa do Caern.
avatar
Gabriel Villas Boas

Mensagens : 108
Pontos : 110
Reputação : 2
Data de inscrição : 25/05/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

ESPÍRITO TRANQUILO (Crinos) | GdCA | NARRAÇÃO

Mensagem por Espírito Tranquilo em Sab Nov 17, 2018 4:18 am

Seguia o alfa, atravessando o matagal, parando logo atrás dele e dando de encontro com uma cena assustadora, algo que Allen desejaria nunca ver, mas estava vendo.  

 "- O que?!" 

 Muitos garous mortos, corpos, sangue, um exército da Wyrm avançando e deixando um rastro de morte e destruição. A entrada norte era um campo de batalha sangrento. A cena traz um misto de tristeza profunda que aperta o peito do garou e extremo nojo, junto de uma memória de infância sobre a fazenda onde vivera na sendo atacada. 
 Algumas lágrimas caem dos olhos do crinos albino e se misturam com a chuva. Ele tenta controlar a tristeza que sente, pois não era momento para aquilo, era momento de lutar e tentar impedir que mais mortes como aquelas.
 Esperava os outros da matilha e instruções do alfa.

 *Gaia receba essas almas de garous valorosos, e nos ajude a proteger esse local sagrado, e se for minha hora, me receba com ternura mãe...*
avatar
Espírito Tranquilo

Mensagens : 167
Pontos : 167
Reputação : 0
Data de inscrição : 24/04/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Legado-do-Trovão e quem o seguir.

Mensagem por NarraDiva em Sab Nov 17, 2018 8:47 pm

A Guardiões da Canção Ancestral se aproximava. Luke, Helenna, Igor e Allen eram os primeiros na trilha a ver o que acontecia... a Seita recuava de um massacre e naquele momento, a Olhos da Tempestade cortava o campo de batalha fazendo uma barreira que se parava os inimigos dos sobreviventes da Seita. Os Filhos do Elefante faziam uma ação que provavelmente lhes custaria a vida, e o caminho para os que chegavam pela trilha estava bloqueado pelos membros do Caern que recuavam... Helenna comenta com Luke:

'- Precisamos dar a volta para ajudar a Olhos da Tempestade!'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3628
Pontos : 3719
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Skullhead (Crinos) - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por Zé 'Papo-Reto' Roberto Jr em Dom Nov 18, 2018 10:26 am

O sangue fervia enquanto o Crinos delgado e malhado descia pela mata fechada com sua matilha. Já com o braço instalado, ele escuta as ordens vindas do Beta, a pessoa no comando ali. Eles não podiam recuar, mesmo sabendo que aquilo poderia lhe custar as vidas. Parecia insanidade, mas aquele não era o momento para hesitar diante das ordens. Aquela matilha já havia sofrido demais com Garous que viravam as costas para suas lideranças, aquele momento não poderia se repeti ali.
.
Skullhead toma sua posição segundo as ordens e segue com os seus. Ele tenta ativar o seu cyber-fetiche, mas percebe que não consegue.
.
'- Merda.'
.
Sem o Fetiche ele não era o melhor dos combatentes, mas ali não era momento para temer. Ele rosna, tomando sua posição. Precisavam gastar até a última gota de suor para defender o solo sagrado, a coroa e o restante das vidas miseráveis que restavam.
avatar
Zé 'Papo-Reto' Roberto Jr

Mensagens : 543
Pontos : 549
Reputação : 6
Data de inscrição : 02/07/2017
Idade : 24
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Réquiem - Legado do Trovão - Fúria Justa de Esteno

Mensagem por Angelique T. Albrecht em Dom Nov 18, 2018 1:31 pm

Forma Atual: Hispo

Quando Réquiem chega na Entrada Norte ela se impressiona. Muitos corpos sem vida estavam por ali e todos eram conhecidos por ela, pelo menos em um primeiro momento de observação.

Ela pega a conversa de Helenna com Luke e olha para trás, sem ver ainda nenhum membro da Sangue Forte de Luna, mas eles já tinham suas instruções.

-Legado do trovão, a Sangue Forte de Luna já está chegando para ajudar na defesa do Caern.

Mas a visão do pessoal recuando e impedindo o avanço era triste demais. Ela olha por fora da trilha e percebe que teria que fazer aquele cainho para chegar onde a Olhos da Tempestade estavam.

-Seguirei pelo lado direito da trilha para chegar onde o combate está acontecendo. Seria interessante nos dividirmos de cada lado para o ataque.

A dor era dilacerante em seu braço inexistente, mas ela precisava defender aquele Caern de qualquer jeito. Se vira para Helenna e comenta:

-O que acha da ideia, Fúria Justa de Esteno?

Esperava a resposta dos dois para que pudesse se lançar ao combate. Também precisava de cura, mas não pararia cada garou na área para solicitar esse tipo de coisa.

"SANGUEEEEEEEEE VAMOS FAZER O QUE FIZERAM CONOSCO....DESMEMBRAR CADA UM DESSES MALDITOS."
avatar
Angelique T. Albrecht

Mensagens : 404
Pontos : 406
Reputação : 2
Data de inscrição : 25/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Entrada Norte

Mensagem por Anda-Com-Espiritos em Seg Nov 19, 2018 7:33 pm

Forma: Crinos

Nate chegava logo após Requiem, a coisa nao tava legal! Ainda sem sair do mato para a trilha ele observa inumeros garous sendo abatido sem pena pela wyrm. A ODT havia chegado antes e ja feito uma barreira que tentava ganhar tempo para os garous feridos fugirem. Estavam sendo abatidos como a foice ceifa o trigo!


* Por que diabos esses animais nao crinam e lutam? Bando de imbecis!*

Havia escutado as orientações de sua alfa bem como sua ideia agora que estavam ali. Mas aguardava a resposta de Luke para uma acao mais combinada.
Se escondia no mato ainda tentando entender de fato o que se passava ali!
avatar
Anda-Com-Espiritos

Mensagens : 128
Pontos : 129
Reputação : 1
Data de inscrição : 21/03/2018
Idade : 35
Localização : Fortaleza

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Deganawida (crinos) - Guardiões da Canção Ancestral, Caern

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em Ter Nov 20, 2018 12:16 am

O Wendigo segue silencioso com seus companheiros, sem saber exatamente que tipo de inimigo os aguardavam, esperando que seu tio também tenha ouvido o chamado, pelo bem do Caern. Ele caminha ao lado dos demais membros dos filhos do Uirapuru, e quando tem um vislumbre da área, ele estaca.

Herança Ancestral... Tempestade-Glacial... Rugido...

Degan permite que sua fúria queime em seu punho, que aperta a palma de suas mãos e seus machados, que haviam perdido o encanto há pouco. Seus irmãos de tribo, não, quase toda a linha de defesa de um Caern de Gaia, dizimada por crias da Serpente de Chifres... E seu tio, por Gaia! Onde estaria?

Grande Wendigo, faça-me instrumento de sua Fúria para despedaçar esses malditos Nakani*!

Degan, sentindo o desejo de vingar seus aliados, mas compreendendo seu papel e o de sua Matilha, pergunta a Legado-do-Trovão:

" - Ordens?"

Off: Nakani = Povo maligno, espíritos malignos. Referente aos fomores.
avatar
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 409
Pontos : 410
Reputação : 1
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada Norte - Tijuca

Mensagem por Ossos-de-Carvalho em Ter Nov 20, 2018 12:20 am

CRINOS

Ossos-de-Carvalho segue a formação se posicionando na beira do chão congelado após a lança de Sieg ser arremessada.

*Vêm seus filhos de uma puta *
avatar
Ossos-de-Carvalho

Mensagens : 183
Pontos : 188
Reputação : 5
Data de inscrição : 08/03/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada Norte - Tijuca

Mensagem por Derek Spencer em Ter Nov 20, 2018 8:15 am

Spybot (Crinos) - Olhos da Tempestade / Narração

O Ragabash assiste a continuação da chacina e ao ver seu antigo amigo, Mestre dos Magos, o Garou que lhe convidou a ir praquela Seita, o Garou que sempre acreditou no jovem Ragabash e sempre falou do quanto acreditava no potencial que tinha convidado inclusive para o melhor campo de sua tribo, ter sua cabeça arrancada de seu corpo e cair morto, seus olhos se enchem de lágrimas, sua mão fecha com mais firmeza apertando o punho de sua arma e talvez se fosse tão forte quanto um Ahroun deixaria suas impressões digitais gravadas no armamento de tanta força que o segurava.

Sem hesitar Spybot invade a trilha junto com seus irmãos e se posiciona a beira do gelo, seu alvo primário seria o desgraçado que matou Mestre dos Magos, não deixaria aquele maldito respirar o mesmo ar que seus irmãos de Seita.
avatar
Derek Spencer

Mensagens : 313
Pontos : 317
Reputação : 4
Data de inscrição : 27/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Igor (C) > GCA

Mensagem por Igor Petrunov em Qua Nov 21, 2018 4:34 am

A matilha finalmente se aproximara da cena de batalha e a visão era aterradora, fazendo o Presas se deter por um momento, com os músculos retesados diante da chacina.

Instintivamente, Filho-da-Alvorada procurou com o olhar aqueles que conhecia, e encontrou vários outros filhos do Falcão de pé, resistindo com bravura àquela imensa investida da Wyrm.

"Onde está Fênix-de-Prata?" - pensou, ao não encontrar o Mestre de Rituais lutando ao lado dos demais.

Igor cerrou os punhos enormes do crinos e deixou um rosnado grave que nascera em seu peito escapar por entre suas presas.


"Eu vou destruir cada desgraçado desses com minhas próprias mãos, malditos!" - ressoou a voz do Rei Presas na cabeça do jovem theurge.

"Tão certo quanto Hélios governa o dia, nós iremos, Arak." - respondeu a si mesmo, em tom resoluto.

Esperava que Legado-do-Trovão desse logo as ordens, mas ele ainda parecia pensar no que fazer.


- A Olhos da Tempestade vai ser dizimada se não agirmos logo, precisamos fazer alguma coisa! - disse, terminando a frase com os olhos na Fúria Negra.

Se Legado-do-Trovão hesitasse demais pensando no que fazer, esperava que Helenna tomasse a frente e coordenasse a matilha no combate. Caso contrário, não iria ficar parado ali vendo o caern ser destruído diante dos seus olhos, logo se juntaria aos seus irmãos de tribo para defendê-lo.
avatar
Igor Petrunov

Mensagens : 119
Pontos : 115
Reputação : -4
Data de inscrição : 04/04/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Legado do Trovão (Crinos)

Mensagem por Luke Constantine em Qua Nov 21, 2018 6:15 am

* Luke havia nascido sob a lua cheia, em Marte ascendente, e a batalha corria em suas veias tal qual o sangue corria.. mas aquilo não era uma batalha, não havia honra ou Glória em nada do que estava acontecendo, era um açougue, um abatedouro. Concentrava-se para evitar que a furia suplantasse a razão conforme mais e mais garous vao sendo derrubados e estripados, precisava de uma mente fria agora. Esteve observando a chacina e não preciva de mais do que alguns instantes para entender exatamente a movimentação da Olhos da Tempestade, ou melhor, de Siegfried.  A linha formada daria o tempo que a Seita precisava para recuar, mas nao duraria muito tempo. *

"Com ou seu reforço, não vai durar muito tempo.. mas tem que ser feito."

* Via que a massa de Garous sobreviventes recuava em peso, impedindo a passagem pela trilha. Helenna estava ao seu lado e logo havia constatado isso, recebendo um aceno de concordancia de Luke. Réquiem, para surpresa de todos, nao estava mais gritando em prantos no chão e havia lhe seguido de pronto,  oferecendo sua matilha para a batalha. Degan pedia ordens, Igor cobrava uma ação mais rápida do que já estava tomando, provavelmente fruto do choque que a realidade sangrenta que encontraram. De um jeito ou de outro, o Senhor das Sombras via que todos aqueles garous o seguiam e sabia que eles estavam seguindo o mais apto, mas não havia tempo para satisfação pessoal. Da uma boa olhada na Sangue Forte de Luna e vê apenas feridos, hominídeos e nenhum guerreiro experiente, o que nao significava que nao poderia lhes dar um bom uso. Diz para Réquiem de modo direto visando otimizar o tempo: *

- Eu avanço pela esquerda. Meu grupo vai fortalecer a linha de defesa formada pela Olhos da Tempestade. A trilha nao é larga, nós aguentamos enquanto o seu grupo aproveita a oportunidade e derruba arvores laterais em cima dos desgracados. Eles avançam em massa, isso vai esmagar e tornar o avanço da profanadora mais lento. Depois unam-se a nós. 

* Todos que estivessem proximos podiam ouvi-lo. Então diz para aqueles que o seguiriam para a batalha em seu grupo: *

- Eu, Helenna, Degan e Sol-da-Esperança assumimos lugar na primeira fileira junto aos Filhos do Elefante que fazem o mesmo. Os demais serão a segunda linha e auxiliam os que estiverem na frente. 

* As ordens eram simples e nao havia tempo a perder, então rosna com ferocidade para todos, incitando-os ao combate: *

- Lutem pelo nosso Caern, lutem pela honra de seus totens e por cada Garou que derramou seu sangue nessa trilha! Avancem e vamos fazer a Wyrm sangrar! 

* E avança intrepidamente para a chacina que os aguardava, sem saber saber se ainda haveria um Caern quando estivessem terminados. *
avatar
Luke Constantine

Mensagens : 465
Pontos : 465
Reputação : 0
Data de inscrição : 28/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Olhos da Tempestade

Mensagem por NarraDiva em Qua Nov 21, 2018 7:51 am

Com o caminho aberto por Siegfried, a Olhos da Tempestade começa a avançar e forma uma barreira Garou para os Garous da Seita que já estavam bastante feridos e quase todos mortos. Falcão-de-Prata e Ira-de-Thor estavam fora da barreira e ainda lutavam contra Crinos em suas formas humanas e Siegfried orienta a matilha:

'- Eu vou buscar os dois, mantenham o restante protegido. Spybot, me dê cobertura.'

O Fenris avança no meio dos inimigos para buscar seu pai e o Ahroun dos Presas de Prata. A Olhos da Tempestade, agora, tinha um corpo a corpo com uma horda de inimigos. A vitória era impossível e todos sentiam o aroma da própria morte. Sem medo de morrer, Siegfried chama seu fetiche à sua mão e avança para buscar Falcão-de-Prata e Ira-de-Thor. O Fenris ia acertando os inimigos que cruzavam seu caminho, mas era pouco provável acreditar que ele voltasse com vida daquela investida insana.

Like a Star @ heaven Todos os membros da Olhos da Tempestade devem buscar a Narração para rolar dados para combate corpo-a-corpo.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3628
Pontos : 3719
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Narração - Olhos da Tempestade | Sangue Forte de Luna

Mensagem por NarraDiva em Qua Nov 21, 2018 7:56 am

Helenna não acreditava que Luke tinha tomado a melhor decisão, mas se era pra morrer, que fosse para morrer lutando. Com sua foice e seu martelo em punho, segue pelo flanco esquerdo para entrar pelo mesmo local por onde entrou a Olhos da Tempestade e reforçar a linha de proteção. Não contestaria o líder em tempos de Guerra e segue disposta a morrer lutando para defender aquela Seita.

Sombra-da-Noite alerta a todos:

'- Pelo visto ninguém consegue mudar de forma ou usar dons, contem apenas com o que já temos conosco e ativado... algo estranho acontece aqui.'

O Ragabash saca uma pistola comum e a entrega à Nate e diz:

'- Isso é o que eu tenho para te ajudar hoje.'

Aguarda a ordem de Réquiem por onde seguir, embora já tivesse um plano na mente. Em meio aos Garous em hominídeo que lutavam pelo Caern, a matilha podia ver Espólio-Cyberpunk bem ferido.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3628
Pontos : 3719
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Entrada Norte - Tijuca

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 6 de 14 Anterior  1 ... 5, 6, 7 ... 10 ... 14  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum