Clareira Central

Página 11 de 40 Anterior  1 ... 7 ... 10, 11, 12 ... 25 ... 40  Seguinte

Ir em baixo

Clareira Central - Página 11 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Victor Montenegro em 09.07.17 20:02

Victor está mentalmente tacando a cabeça na parede repetidas vezes. *-Será que quando o flanelinha do carro deles pede um cafézinho eles vão em casa coar a chibata do café?!*. Victor olha pra Pantaneiro, olha pra Spybot, olha para Luke *-Aparentemente, bolsos fundos e mão fechadas.... que maravilha."

Victor abre sua mochila, pega uma barra de cereal, um maço de cigarro e 30 dos 50 reais que tinha na carteira. Sorri, cordialmente para o filho do rato e diz.

"Pô velho, valeu pelas informações. Tó aqui. Num é muito não, mas dá pra tomar um cafezinho e não morrer de fome enquanto meus amigos aqui não voltam com seu banquete... e num se preocupe não, que eles vão voltar com o que prometeram." Olha pra Pantaneiro "Num é mesmo, irmãozinho."

Olha para Luke.

"Vamo nessa, chefe? Vamo parar de perturbar o Sem-Nome que ele já ajudou muito e deve ter coisa melhor pra fazer. A gente faz só um acerto final dos planos e parte."

Vira-se para o Sem-Nome e o cumprimenta.

"Obrigado de novo."
Victor Montenegro
Victor Montenegro

Mensagens : 906
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 11 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Convidado em 09.07.17 20:43

Grace responde tranquilamente a Sarah. 
- Eu entendi que não seriam ações simultâneas, justamente por Asa-Solitária ter estabelecido uma divisão em dois grupos, mas provavelmente você está certa, e podemos adaptar o plano dessa forma. 

Escuta as observações de Degan, algumas boas, algumas equivocadas, muito por conta do Wendigo estar pouco familiarizado a ambientes urbanos. Tómas é rápido em apontar as falhas das ideias do parceiro, o que ela aprova, apesar de não gostar do tom irônico dele.  Contudo, acaba dando uma risadinha quando ele diz que já havia sido paquerado por cães e gatos na forma lupina, e fica satisfeita com as demais colocações dele. 

- Brilho dos Sonhos tem razão, uivos e formas lupinas chamarão muita atenção na cidade, mas gosto da ideia de haver vigias e sinais de aviso alternativos, talvez com businas ou apitos. Se a forma lupina de Tómas realmente pode ser confundida com um cão, acredito que ele seria a melhor pessoa para vigiar o carro. Eu poderia fazer isso em meu grupo, já que minha especialidade é atacar à distância. 

E diz, mais para Tómas, mas sem excluir os outros membros da Matilha.

- Ter um cliente disfarçado seria uma boa forma de conversarmos em particular com uma das travestis, e Sussurros da Noite, como Galliard, poderia interpretar um perfil de quem... bem, tem interesse nesse tipo de programa. As respostas de seu contato vão ser bem vindas também, mas antes disso, vamos ver quais informações nos serão trazidas da conversa com Rastro-Invisível.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 11 Empty Sem-Nome | Guardião-Ancestral | Pacificador - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por NarraDiva em 09.07.17 20:48

Guardião-Ancestral e Pacificador observavam atentamente a falta de habilidade de Pantaneiro no trato com o Roedor de Ossos. O Andarilho do Asfalto tenta assumir a negociação com o Roedor mas antes que ele respondesse, o Senhor das Sombras usa a língua universal para fazer o óbvio. Antes de pegar o dinheiro, o Ragabash mete a mão no bolso de sua suja bermuda e troca um papel escrito o nome Cabo Silveira:

'- Opa!!! Até que enfim alguém simpático nessa matilha...'- Abre um sorriso e enquanto caminhava na direção do Ragabash que oferecia bebidas, fala ao passar pelo Philodox comenta - 'Os três tinham ficha, mas não tive como conferir. Fala em meu nome, Nathan Phillips, com esse cara aí. Ele é da DP de Realengo, vai ajudar você.'

O Ragabash chega no Andarilho passando a mão no ombro dele e falando:

'- A proposta ainda tá de pé... minha garganta tá tão seca...'


Ainda estava li, disponível pra matilha, porém com um sorriso no rosto.
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 36
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 11 Empty Âmago-de-Gunnr - Matilha Asas da Esperança

Mensagem por NarraDiva em 09.07.17 21:03

A Fenris ouve as ideias do Wendigo e parece concordar com ele. Tinha uma expressão séria e seu olhar firme alternava entre Henker e Thiago. O Andarilho complementa a ideia e a Philodox comenta:


'- O plano do Andarilho parece adequado e muito bem colocado quanto à fundamental manutenção do véu. Com as colocações da nossa Beta, acho que estamos perto de finalizar uma proposta de plano para apresentar à Kiba.'
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 36
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 11 Empty Deganawida (hominídeo) - Asas da Esperança

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em 09.07.17 22:18

O Philodox escuta atento às sugestões do Andarilho do Asfalto. Quando o Ragabash menciona que pode se fingir de cachorro doméstico, isso incomoda o Wendigo. Ele não gosta do tom de voz de Brilho-dos-sonhos. Mas ele teria que considerar o que ele disse. Sua cabeça vai até a época do Caern do Gelo Cantante e ele se lembra de suas tradições e costumes. Nada daquilo parecia ser importante ali.

Quando meus companheiros de tribo me avisaram que o Wendigo não teria o que fazer nesta região, não pensei que eles pudessem ter alguma razão. Nós caçamos e matamos a Wyrm honrando o jeito Garou, o modo de Gaia. Mas parece que nossas tradições não encontram lugar aqui, em meio à loucura da Weaver e da sujeira da Wyrm e de seus Arautos humanos. Nunca pensei que alguém do povo lobo pudesse se sujeitar à tamanha humilhação, quanto a de se passar por um animal de estimação. Mas ainda assim... Não haveria alguma sabedoria nestas ações? O fim de exterminar a Wyrm onde ela proliferar não justificaria essa conduta? 
Eu não posso dizer. Sou um guardião de leis e tradições antigas. Mas o Aro Sagrado me obriga ao diálogo. Deixe que este Ragabash siga sua ideia. Eu não o impedirei, mas lhe mostrarei as tradições em momento oportuno...


O Philodox repara que Âmago-de-Gunnr parecia concordar com ele, até certo ponto. Era irônico que apenas um Fenris o tenha entendido ali, mas isso surpreende Degan de forma positiva. Depois que a Galliard dos Fiannas e a outra Philodox se pronunciam, Sangue-dos-Quatro-Ventos responde, depois de respirar fundo:

" - Não gosto do sarcasmo em suas palavras, Ragabash, mas tenho que reconhecer que existe sabedoria nelas. Não conheço essa sociedade tão bem como você. Eu o acompanharei sob a pele de humano e faremos do seu jeito, pelo bem do véu."


Tendo notado as ideias de Cordas-Trêmulas, Deganawida tenta aprofundar sua fala:


" - O ideal seria buscarmos um lugar alto onde teríamos visão do veículo de Algoz-de-Einherjahr. Talvez uma casa ou um prédio baixo, algum lugar onde podemos chegar sem muitos problemas. E, se for o caso, quem estiver dirigindo pode se apresentar como parente ou um investigador contratado pela família de alguma vítima. Não acredito que haverá recusa em colaborar se isso puder tornar o lugar mais seguro."


O Wendigo permanece atento ao que dizem a Fianna e o Andarilho, mas depois de sua fala, ele acompanha o olhar de Âmago-de-Gunnr sobre Henker e Tarek.
Deganawida
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 496
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 44

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 11 Empty Pantaneiro - Olhos da tempestade / Sem-Nome

Mensagem por Convidado em 09.07.17 22:28

Pantaneiro ri diante da afirmação de Victor. O Senhor das Sombras era piadista.

* Claro... deixa ele esperando ai que vou trazer sim...*

Definitivamente não iria trazer porra nenhuma para aquele mercenário. Se fosse mais educado um pouco, tinha dado era 300 reais e não trinta, mas não, gentileza gera gentileza, discórdia gera violência e só a violência gera a compreensão.

Nota que o Roedor passa mais informação depois de dar o dinheiro e aquela era a prova de caráter para nunca contar com aquele Garou. Era um fraco de espírito, independente se era um Roedor ou não. Não tinha dignidade ou se quer humildade. No final das contas ainda precisaria de algumas migalhas pra sobreviver, então simplesmente passou a ignora-lo como havia feito antes.

Aguardava a palavra do Alpha para prosseguir e agora veria Spybot alimentar o Roedor mercenário mesmo depois de ter sido pago pelas informações.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 11 Empty Legado do Trovão - Olhos da Tempestade / Sem-Nome

Mensagem por Luke Constantine em 09.07.17 22:40

* O Alfa acompanhava as indagações de seus irmãos e as novas informações que iam chegando enquanto pensava sobre elas. A toda parecia grotesca demais e colocava em risco o domínio de seu território, precisavam dar um fim naquilo antes que acontecesse de novo. Pantaneiro parecia estar ficando irritadiço com a postura do Roedor de Ossos e Luke até conseguia entender, mas não seria tão compreensivo caso atitudes como aquela atrapalhassem os objetivos da matilha. Falaria com o Filho do Cervo depois, em momento mais oportuno. Por ora, e para seu alivio, tanto Spybot quanto Justiça-do-Predador estavam prontos para trabalhar sutilezas e tinham revertido a maré da conversa em benefício dos Olhos da Tempestade. Sem-Nome deixa escapar uma ultima informação, talvez a mais preciosa dentre todas, e um sorriso de canto de boca aparece na face do Ahroun. Aquilo lhes dava tudo o que precisavam e, portanto, se volta para o Filho do Rato uma ultima vez, dizendo: *

- Você deu um bom adianto pra gente. O outra parte do nosso agradecimento chega mais tarde.

* Acena com a cabeça para o Roedor de Osso em tom de despedida e então fixa os olhos em Spybot, para quem diz: *

- Tá liberado pra seguir com tua parte, nada muda no que eu te passei e você já sabe o que fazer. Pega meu numero e liga assim que souber de algo. Me dá um toque pra eu salvar o numero.

* O Senhor das Sombras tira uma agenda e uma caneta da mochila, anota seu numero e entrega o papel para o Andarilho do Asfalto. Feito isso, diz para seus irmãos: *

- Vamo, ainda temo uma ou outra coisa pra discutir.

* Sem mais, começa a caminhar pela Clareira até se afastarem o suficiente e então para. Aguarda seus irmãos se agruparem e aproveita o momento para dizer ao Justiça do Predador: *

- Aquilo foi inteligente.

* Novamente era fácil notar que os elogios do Alfa eram curtos mas sinceros. Então sem perder mais tempo lhes diz: *

- A gente tem que parar essa porra antes que aconteça de novo. Vou deixar o Grupo B encarregado das viúvas e do IML, que é por onde eu prefiro que vocês comecem. Meu grupo fica com a Umbra e com a ficha dos mortos na Delegacia. Alguém pensa diferente?

* Já ia abrir o assunto pra opinião geral quando se lembra de perguntar: *

- Quem aí tem celular?
Luke Constantine
Luke Constantine

Mensagens : 556
Data de inscrição : 28/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 11 Empty Pacificador | Guardião-Ancestral - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por NarraDiva em 09.07.17 22:53

O Filho de Gaia não possuía um telefone celular mas estaria no grupo do líder e isso não devia ser um problema. O Presas de Prata, por sua vez, diz para o líder:

'- Eu tenho celular, anote meu número XXXX-XXXX.'
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 36
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 11 Empty Pantaneiro - Olhos da tempestade

Mensagem por Convidado em 09.07.17 23:05

- Eu também tenho, se quiser anotar por segurança, meu número é 99633-8120.
Completou.
- Quanto ao resto, to de acordo e pronto.
Disse para o Alpha sendo direto e simples.


Última edição por Yorick MacAlister em 09.07.17 23:21, editado 1 vez(es)

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 11 Empty Âmago-de-Gunnr - Matilha Asas da Esperança

Mensagem por NarraDiva em 09.07.17 23:11

A Fenris demonstra com suas expressões aprovar as palavras do Wendigo. O Plano parecia caminhar para contornos finais.
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 36
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 11 Empty Skull-Head - Matilha Olhos da Tempestade | Legado-do-Trovão

Mensagem por Diogo'Papo-Reto' Moncorvo em 09.07.17 23:13

O grupo é levado até o Roedor, que estava se deliciando numa tangerina sob uma árvore do Caern. Tipicamente Roedor. O cara tinha umas informações importantes, mas parecia querer dificultar o compartilhamento. Ele queria algo em troca. Os Senhores da Sombra tentavam dialogar com o Impuro, mas Pantaneiro parece se deixar levar pelas provocações de Sem-Nome. Deveria ser o coração inflamado dos Fiannas, que se deixavam levar facilmente pelos sentimentos. Esperava que o Ahroun atravessasse isso da melhor maneira, pois o Ragabash era o melhor início que tinham.

Felizmente, Justiça-do-Predador dá o que o Mulo queria, obtendo mais informações para o grupo. Skull-Head permaneceu atento durante toda a conversa, mantendo seus olhos vidrados no informante. O Philodox e o Alpha agradecem e eles se afastam. Antes de seguir com o plano, Legado-do-Trovão pergunta quem tinha celular.


"- Eu tenho."

O Andarilho passa o número para os companheiros e pega os dos outros, já esperando as próximas coordenadas da missão. As informações do Roedor seriam utilizadas pelo grupo que Camilo estava. Provavelmente, o Alpha gostaria de ter essa informação em primeira mão. Algo dizia ao Theurge que, antes da confraternização, eles já teriam muitas informações sobre o caso.
Diogo'Papo-Reto' Moncorvo
Diogo'Papo-Reto' Moncorvo

Mensagens : 687
Data de inscrição : 02/07/2017
Idade : 25
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 11 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Victor Montenegro em 09.07.17 23:19

Victor assente com a cabeça após receber o cumprimento do Alfa e aguarda até que termine de falar. Pega um cigarro, acende, da um longo trago e parece ponderar por um momento.

Chefe, acho que a gente devia reconsiderar algumas coisas. Não acho uma boa ideia vocês irem pra delegacia... sabe como é... vocês são um grupo meio... exótico. Por assim dizer... acho que Skullhead pode acionar a advogada que ele comentou. Não ai levantar suspeitas uma advogada numa delegacia e ela pode conseguir todas as informações que precisamos sem maiores problemas. Se você achar melhor pode até ir acompanhando. Dados os acontecimentos, não seria estranho que ela fosse lá acompanhada de um segurança.

De resto acho que ta tudo certo... Agora, tem uma coisa que me chamou atenção. O roedor falou que o sangue das vítimas cheirava à Wyrm. Um ataque de agentes da profanadora deixaria um cheiro no local, mas no sangue das vítimas?! Isso é estranho. Me pergunto se as vítimas não tomavam algum medicamento ou substância em comum... bom, mas isso é só um pensamento.

Quanto ao celular, eu cheguei hoje de Portugal, até tenho o aparelho mas tô sem linha daqui. Bom, fora isso, to pronto pra partir.

Sorri cordialmente para Legado-do-Trovão
Victor Montenegro
Victor Montenegro

Mensagens : 906
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 11 Empty Sussurros Solitários | matilha olhos na tempestade

Mensagem por Sussurros Solitários em 09.07.17 23:42

O lobo observa a conversa com atenção tentando decifrar a estranha forma de falar dos macacos. *por que eles não falam de forma direta? Sempre tão cheio de voltas como uma cobra que quer engolir a presa*

"-Vocês falam de maneira estranha. Nós vamos até a umbra perguntar aos espíritos o que eles viram. Quanto ao cheiro de wyrm no sangue, eu sou capaz de sentir. Quem tem wyrm no sangue é vampiro... tem mais alguma coisa que eu precise fazer?". O lobo para e encara de forma curiosa a matilha, se sentia muito perdido no mundo dos homens. Tinha pressa em resolver o mais rápido possível e poder voltar ao caern.
Sussurros Solitários
Sussurros Solitários

Mensagens : 847
Data de inscrição : 04/07/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 11 Empty Legado do Trovão - Olhos da Tempestade

Mensagem por Luke Constantine em 09.07.17 23:53

* Seus irmãos não demoram a responder e Luke ia anotando em seu próprio aparelho os números que lhe eram passados. Um a um eles iam concordando com o plano de ação que definira. Adiciona enquanto mexia no celular: *

- O meu é xxxx-xxxx.

* Enquanto ia completando a agenda Victor indaga sobre a melhor forma de abordar o assunto da delegacia e ainda comenta algo sobre a estranheza da mácula da Wyrm no sangue das vitimas. O alfa não tinha intenção de entrar na delegacia com Skull Head ou com o Lupino, aquilo era implorar para ter problemas. Provavelmente ia pessoalmente abordar o oficial em questão ou mandar o Pacificador mas a ideia de usar um contato externo parecia bastante boa. Responde sobre o tema: *

- Não pela discrição, porque eu não tenho a menor intenção arriscar entrar com 4 Garous na delegacia, mas pelo tempo que vamo ganhar. Skull-Head, você pode agilizar isso? Pega o nome do cara no papel com o Justiça do Predador e passa o que precisamos pro seu contato.

* Subitamente, num estalo, as palavras sobre a macula no sangue que havia deixado passar quando levantadas por Victor fazem o Alfa ter uma ideia que podia mudar tudo assim que Sussurros Solitários menciona o assunto novamente. Diz de imediato, dando importância ao tema: *

- E se os caras fossem hospedeiros de alguma desgraça da Wyrm?! Parem pra pensar: 3 homens com a mesma idade, do mesmo bairro, talvez com hábitos parecidos.. eles podiam ta usando alguma coisa em comum, voluntaria ou involuntariamente. Parasitas consomem os hospedeiros e destroçam eles quando tão fortes o bastante pra sair.. e a profanadora não é sutil. Talvez não seja uma coisa externa que fez isso, talvez essa coisa tivesse dentro deles o tempo todo.

* Olha para seus irmãos em busca de opiniões sobre isso. *
Luke Constantine
Luke Constantine

Mensagens : 556
Data de inscrição : 28/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 11 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Victor Montenegro em 10.07.17 0:09

Escuta as palavras do Alfa e do lupino e responde.

"Bom, é possível. Devemos descobrir mais coisas com a investigação, não adianta ficar aqui debatendo sem mais informações. Mas, sem dúvida, é algo pra gente ver."

Dá um trago e olha para Luke.

"-Partimos?"


Última edição por Victor Montenegro em 10.07.17 0:33, editado 1 vez(es)
Victor Montenegro
Victor Montenegro

Mensagens : 906
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 11 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Convidado em 10.07.17 0:20

Pantaneiro escuta Luke comentar sua ideia de que as vítimas poderiam ter sido usadas como hospedeiro e aquilo fazia sentido. Com certeza a Wyrm tava aprontando alguma monstruosidade.



Disse para o Alpha.

- Faz sentido, Luke. Victor tem razão, nóis só vai ter certeza memo depois de olhar a autópsia dos corpo deles, olhar os corpo de perto, vê como foi e se dá pra sentir a Wyrm no sangue deles ou dentro deles.
Complementa.

- Isso pode ser mais bizarro que nóis tá imaginando e precisamo fica esperto.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 11 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Derek Spencer em 10.07.17 0:48

Spybot - Olhos da Tempestade / Sem Nome

A resposta de Sem Nome era esperada, iria levar o Roedor pra filar uma bóia e tentar adquirir um pouco mais de informações, até mesmo sobre a área da Jovem matilha. Ouve também a nova idéia do Alpha e guarda aquela informação em sua mente, não imaginava o que poderia ser mas o Philodox da matilha tinha razão, tinham que sair pra investigar, então apenas diz:

-"Aê chefe, como tô sozinho, vou me adiantar com Sem Nome aqui e depois passo as informações que eu conseguir quando eu for ver as paradas. Vou tentar correr atrás de alguma informação sobre empresas que mexem com experiências humanas tbm pra talvez captar alguma informação sobre essa sua idéia aí. Tá tranquilo??"

Espera o "OK" do Alpha para então partir para algum lugar com o jovem Roedor de Ossos.
Derek Spencer
Derek Spencer

Mensagens : 313
Data de inscrição : 27/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 11 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Kiba Valentine em 10.07.17 2:01

Kiba caminhava em sua forma crinos pela clareira olhando para todos os Garous ali presentes. Sua atenção é alertada quando Olhos do Caos o parabeniza pela atitude na matilha. O Presa de Prata suspira longamente e diz:

- O triste é que não tinha entendido a necessidade de manter ou o Alpha ou o Beta já que a missão que dei a eles foi simples. "Montem um plano", isso já tendo dado a eles uma ideia por onde começar. Cacete, não era algo difícil... Mas pelo visto a matilha ainda é nova demais mesmo pra ficar sem o Alpha e a Beta... Valeu mesmo pela dica.

Kiba sorri em sua forma de batalha e quanto Olhos do Caos aponta para a garou que seria sua informante o Ahroun acena em positivo com a cabela e caminha na direção da Garou.

- Boa noite Rastro-Invisível. Sou Asa Solitária, Alpha da Asas da Esperança, matilha responsável por encontrar o vampiro que está assassinando travestis em Campo Grande. Podemos conversar?
Kiba Valentine
Kiba Valentine

Mensagens : 529
Data de inscrição : 26/06/2017
Idade : 22

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 11 Empty Pacificador | Guardião Aem-Nome - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por NarraDiva em 10.07.17 6:54

O Philodox ouve os novos contornos do plano. Justiça-do-Predador havia sido muito sábio em suas palavras e aquilo deixa o Filho de Gaia muito satisfeito. Diante do comentário do Alfa, o Filho de Gaia propõe:

'- Eu posso encontrar com o contato de Skull-Head e ir na delegacia. Eu sou muito bom em lidar com humanos e com certeza vou ser mais útil nessa ação do que na Umbra.'

O Galliard, enquanto ouvia os comentários, amplia o leque de opções:

'- O sangue cheirar a Wyrm, na prática, não quer dizer nada. Até mesmo um ritual pode ter sido feito no local da morte e deixar o rastro no sangue. Só sabemos que a corruptora agiu e precisamos descobrir quem é seu emissário e dar um fim nele.'
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 36
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 11 Empty Sem-Nome - Spybot

Mensagem por NarraDiva em 10.07.17 6:56

Sem-Nome seguia com a mão envolvendo o ombro de Spybot. O Roedor apenas diz ao Andarilho:


'- Eles já tão cientes disso, vambora?'
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 36
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 11 Empty Olhos-do-Caos | Rastro-Invisível - Asa-Solitária

Mensagem por NarraDiva em 10.07.17 6:58

A impura descansava encostada numa árvores quando Kiba e a Senhor das Sombras chegam. Ela olha para cima diante da abordagem do Presas de Prata e apenas diz:

'- Claro, senta aê...'

Não era hostil. 

A Senhor das Sombras se acomoda mas deixa que Kiba inicie a conversa.
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 36
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 11 Empty Skull-Head - Matilha Olhos da Tempestade | Justiça-do-Predador

Mensagem por Diogo'Papo-Reto' Moncorvo em 10.07.17 8:06

Mais questões são levantadas por Justiça-do-Predador e Sussurros-Solitarios. De fato, o sangue cheirando a Wyrm poderia significar alguma coisa mais séria e que envolvesse os três homens. A suposição do Alpha é muito boa, apesar de lhe lembrar bastante do filme Alien. Obviamente eram apenas coincidências. No fim, a grande maioria acha que suposições não adiantariam de nada e que eles precisavam agir. Skull-Head também achava isso.

Eles iriam iniciar as ações e o primeiro dever do Andarilho era entrar em contato com o seu contato. Rita Brandão provavelmente era uma mulher muito ocupada, cheia de reuniões e todo esse blá-blá-blá que "bussiness woman" tinham pra resolver. Muito provavelmente ela não iria diretamente à delegacia resolver os problemas de um jovem ranzinza e mal encarado como ele, mas provavelmente ela teria algum subordinado que faria isso.

"- Deixa eu da uma olhada nisso aí, meia-lua."

Ele se aproxima de Justica-do-Predador e estende a mão, a fim de receber o papel com os nomes. Os passaria antecipadamente pra Rita, afinal ela poderia arranjar algumas informações extras também. "Armado" com as informações, ele retira o celular do bolso direito de seu jeans e seleciona o contato 2 de sua lista de emergência. Era o número pessoal de Rita. O telefone é colocado sobre a orelha, o Theurge se afastaria assim que a ligação fosse iniciada. Esperava que o plano desse certo.
Diogo'Papo-Reto' Moncorvo
Diogo'Papo-Reto' Moncorvo

Mensagens : 687
Data de inscrição : 02/07/2017
Idade : 25
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 11 Empty Jessica -Tomás - Zvanna - Tarek - Kiba - Grace – Sarah - Henker - Deganawida

Mensagem por Eve Ballmer em 10.07.17 9:48

Muitas ideias eram dadas pelos membros da matilha. Para Jessica isso era um sinal positivo de que os garous presentes estavam se integrando melhor, mas por outro lado isso era ruim. Não sabiam onde os assassinatos tinham acontecido e se havia um padrão que estava sendo seguido. Gostaria de ter mais informações com seu contato sobre os assassinatos e talvez até a identidade deles. Mas Douglas iria encher seu saco e ela teria que bolar uma boa explicação para querer essas informações. Ficaria somente a ragabash devendo favores ao contato então, porque a matilha não pareceu muito inclinada a ficar devendo.

Farpas são trocadas entre alguns membros e Jess não se impressiona. Isso acontecia sempre, em qualquer matilha e a qualquer momento. Ninguém agrada a todo mundo. Não era de seu augúrio ficar chamando atenção e muito menos sua função. Deixara de lecionar para o ensino fundamental há anos, bem, deixara sua vida “normal” há alguns anos e não tinha mais vontade de mediar uma sala de terceira série novamente.

Kiba decide que Jess e Grace seriam os parentes dos travestis mortos, um deles, e a Ragabash quase solta uma gargalhada. Como Tomás tinha comentado, esse povo era vulnerável, desconfiado e não iria sair por aí falando sobre suas famílias, investigações ou senhas bancárias para duas desconhecidas. O Alpha se vai com Olhos do caos e resolve deixar Grace sendo babá da matilha. Digno.

Grace então começa a destrinchar o plano, já sugerindo divisões dos grupos e quais as questões que seriam feitas aos contatos de Tomás e da própria Jess. Tomás começa a dar ideias bem interessantes sobre o plano e demonstra que poderia se adaptar bem rápido, apesar do problema que a Roedor estava tentando identificar.

”-Depois de conseguir falar com meu contato na polícia, pode ser que tenhamos que refazer o plano todo dependendo das informações que conseguir. Lembrando, mais uma vez, que travestis são pessoas vulneráveis e que podem desconfiar de “clientes”, abordagens, ou estranhos...quaisquer que sejam.”

Não olhou para ninguém em específico, mas continuou falando:

”-Se me permitirem, posso ligar para meu contato agora, mas preciso de um telefone para isso. Me lembro de ter visto um orelhão perto da entrada do Caern. Ainda são sete horas então seria de boas. Dependendo do que ele já me passar pelo telefone, já podemos adiantar bastante a missão. Posso tentar conseguir uma cópia dos arquivos da investigação, mas acho isso um pouco mais difícil. O não já tenho....tentar não vai custar nada.”

Ao fim da frase ela olhava para Grace, como se pedisse sua permissão para fazer a ligação. Poderia estar sendo apressada, mas sua ideia já era fazer contato com Douglas logo para combinar um encontrar amanhã, depois da tarefa do dogma do Uirapuru.

*As futas do Uirapuru.....também vou precisar de grana para isso.*
Eve Ballmer
Eve Ballmer

Mensagens : 515
Data de inscrição : 25/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 11 Empty Rita Brandão - Skull-Head

Mensagem por NarraDiva em 10.07.17 10:33

O telefone chama bastante até ser atendido pela velha conhecida do Andarilho:

'- Boa noite, Camilo. Como tem passado?'
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 36
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 11 Empty Âmago-de-Gunnr - Matilha Asas da Esperança

Mensagem por NarraDiva em 10.07.17 10:35

Após as palavras de 99-Centavos, Âmago-de-Gunnr aguarda as reações da matilha.
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 36
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 11 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 11 de 40 Anterior  1 ... 7 ... 10, 11, 12 ... 25 ... 40  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum