Clareira Central

Página 30 de 40 Anterior  1 ... 16 ... 29, 30, 31 ... 35 ... 40  Seguinte

Ir em baixo

Clareira Central - Página 30 Empty Âmago-de-Gunnr | Olhos-do-Caos - Matilha Asas da Esperança

Mensagem por NarraDiva em 07.08.17 7:57

A Senhor das Sombras ouve o relato de Tomás quando retorna do mundo espiritual e, com sua habitual inexpressão, comenta com ele:
'- Posso dar aulas sobre o mundo espiritual para você e para quem quiser da matilha ao longo do dia. Só definirem um horário e me encontrarem ou aqui no Caern, ou no Ponto de Encontro que ainda não conhecemos.'

Zvanna e Sarah então ouvem o relato de Kiba e Grace e ambas parecem incrédulas. A Fenris fecha a cara e desvia o olhar para a reunião entre três juízes e a líder da Seita enquanto a Senhor das Sombras olha para todos ali e, vendo o sorriso de Tarek ao final de sua fala, dizendo:

'- Está sorrindo porque, Peregrino? Recebeu alguma boa notícia ou apenas é retardado? Sua imaturidade é tamanha ao ponto de sorrir diante do anúncio de uma das maiores desgraças da história da Nação? Pela Honra de Avô Trovão, como virou um Cliath?'

A Theurge olha para todos e fala:

'- Sério, qual o problema de vocês? O Peregrino mantém bom humor depois de ser estuprado e provavelmente alvo de algum tipo de feitiçaria vampírica ao ponto de sorri ante a chegada do Impuro Perfeito. A Roedora consegue quebrar o dogma do Totem em menos de 24 horas de bênção, os líderes se entregam à danação em pleno solo sagrado e geram a Impura Perfeita. Acho que a Wyrm deve estar muito feliz com essa matilha. Muito mesmo. E ainda querem nos dizer o que devemos fazer com essa informação? Eu não vou esconder nada de minha tribo. Ninguém, nem vocês, nem a liderança da Seita, nem as Fúrias Negras, tem o direito de se meter na minha lealdade aos filhos de Avô Trovão. E, diante, de tudo que aconteceu hoje, ninguém é parâmetro de honra para me orientar sobre o que fazer ou não nessa matilha.'

Olha para o Peregrino e fala:

'- Cresça, garoto! Cuidar delas? Nós devemos amarrar Grace e prendê-la na masmorra mais protegida até o nascimento da criança.'

Sarah ouvia tudo quieta. Ela não demonstra a ira que se espera em um primeiro momento, mas sua revolta é palpável em suas palavras:

'- Então como se não bastassem toda a vergonha que já trouxeram para essa matilha, vocês ainda conseguiram acelerar o Apocalipse.'

A Fenris começa a bater palmas e fala:

'- Vocês estão de parabéns. Não duvido da lealdade de vocês à Gaia porque do jeito que são incompetentes não conseguiram ser tão bem sucedidos se estivessem do lado da Wyrm. A Impura Perfeita filha de um Alfa e uma Beta que se escondem atrás de uma bebida e que copulam em pleno solo sagrado de um Caern. Essa matilha carregará essa vergonha em seu nome por todo o sempre. Cada um aqui carregará um pouco dessa vergonha consigo. Proteger Grace será o nosso fardo daqui pra frente. E, diante desse fardo, nenhum de vocês tem direito a nos exigir nada. Eu não contarei, pelo que vejo daqui, meu líder tribal já sabe e confio na sabedoria dele, mas Olhos-do-Caos tem razão. Ninguém aqui tem honra suficiente para orientar quem quer que seja a agir de forma enganosa com sua tribo. A lealdade tribal é algo no qual ninguém tem o direito de interferir.'

A Fenris olha para Kiba e para Grace e fala aos dois:

'- Vocês não falharam apenas com essa matilha, não envergonham apenas essa matilha. Vocês falharam com Gaia, com a Nação e são vergonha para todo povo que luta pela Mãe. E eu espero que, como Zvanna bem alertou, que essa matilha cresça e tenha noção do que diabos está acontecendo aqui. Não há motivo para entusiasmo, emoção, felicidade. O Apocalipse bate à nossa porta e Grace e Kiba são os emissários do fim. Os portadores da desonra que pode levar ao fim do mundo que conhecemos.'

Estava séria e buscava Degan com o olhar. No fundo, o Wendigo era o único daquela matilha para além da Senhor das Sombras, de quem ela esperava uma reação minimamente digna.
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 30 Empty Kiba Valentine (Hominídeo) - Asas da Esperança

Mensagem por Kiba Valentine em 07.08.17 9:45

O Presa de Prata imaginava que o primeiro a se manifestar seria o Peregrino Silencioso. Rapidamente a dúvida do Garou é sanada por Grace e logo em seguida um pedido pela proteção da Fianna é feito.

É então que o caos começa. Zvanna era a primeira, descendo uma chuva de ofensas sobre Thiago diante da postura do Garou. De fato, Kiba já imaginava o pior possível, principalmente motivados pela raiva.

Em seguida a Fenris é quem da seu desabafo repleto de raiva. O Ahroun escuta tudo em silencio, até mesmo as mentiras proferidas novamente contra seu nome, e em seguida responde:

- Ninguém vai trancar Grace em lugar nenhum. Ela continuará conosco e receberemos um reforço que virá com o intuito de protege-la, mas a melhor proteção possível que podemos dar a ela é o sigilo.

Olhou então para Zvanna e depois para Sarah e diz:

- Eu não to pedindo que sejam desleais a Tribo de vocês. Seus líderes VÃO saber assim que a líder deste Caern contar a eles amanhã em uma reunião. O problema é que quanto mais gente ficar sabendo, mais rápido essa informação vai vazar. E eu não sei se seus líderes vão contar a todos os Garous de sua Tribo até porque isso não é uma informação qualquer que Cliaths como nós deveriam ficar sabendo.... Eu sei que estão com raiva, raiva pra caralho, mas se forem contar realmente, peço que contem aos seus líderes de Tribo e deixem que eles decidam se vão compartilhar com a Tribo inteira ou não.
Kiba Valentine
Kiba Valentine

Mensagens : 529
Data de inscrição : 26/06/2017
Idade : 22

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 30 Empty Tarek - Matilha Asas da Esperança

Mensagem por Convidado em 07.08.17 10:49

O peregrino após ouvir aquilo abaixa cabeça e tenta respirar com calma ali. Lembra do treino e de como seu 'tio' o havia ensinado a respirar, se acalmar, concentrar em Gaia e limpar a mente. Porém, ele não consegue fazer aquilo, a mente estava em polvorosa com o que tinha sido dito junto a outras memórias.
*Chega! Cansei...*
Pouco ouviu o que Kiba disse ali tentando apaziguar as coisas. A mente lhe fervilhava ali em raiva.
Levanta a cabeça encarando a theurge e philodox com o maior sorriso que podia fazer, mas nos olhos tinha fúria.
"- Meu sorriso te incomoda, ótimo. Respondendo sua pergunta, essa é a minha boa notícia do dia. Pode me chamar de idiota, retardado, imaturo, bebê, o que quiser, não ligo para sua estourada opinião pessoal. Estou aqui sim, ativamente tentando sorrir sempre, para tentar minimamente passar positividade, esperança e manter esse bando de mau humorado egoísta juntos e com um mínimo de moral para sermos alguma coisa que parece com uma matilha que vive e age junto. O mundo já árido de mais pra sermos também uns com os outros... E sorrir, não significa que eu não esteja atento ao que acontece, assim como não esqueço o que falam..."
Apesar de manter o tom da fala baixo, ele queria gritar, mas se continha em respeito a manter a discrição ali  da situação como havia pedido Kiba, apenas suas palavras começavam a ser cada vez mais rápidas e se atropelando, denotando toda a irritação, falando sem pensar e botando tudo para fora.
"- Mas se o problema é sorrir, me fala então o que ficar fazendo essa cara de gótica trevosa aborrecida ou de brigona carrancuda, resolve? Porra nenhuma! Ficar com essa cara de bunda não vai impedir apocalipse nenhum, sabia? Só queria lembrar que manter matilha, caern, qualquer grupo de gente, bicho, garou, qualquer porra unidos, não se resume só em dar ordem e ter leis. Tem uma questão de convivência também, de se sentir bem e parte daquilo, de ajudar e se preocupar com outro e receber também ajuda  e preocupação quando precisar. Trocas básicas, base de qualquer sociedade e grupo, sabe? Inclusive manutenção e criação de leis também dependem disso de trocas entre os seres... Já foi uma merda o antes de ir falar com Uirapuru porque estavam todos aqui acabados e sem moral. E obrigado agora por jogar tudo no lixo de novo quando estava se tentando criar um grupo. Estão surpresas, tensas, nervosas com mais essa notícia ruins? Olha, todo mundo aqui está também! E vocês não são a 'super cliath adultas'? Segura o coco! Calma aê porra, e para de disparar ofensa nos outros. Não ajuda em nada. Nada! Vai lá dar soco em árvore, gritar no canto ou fingir que corta o pulso tirar foto e escrever no seu fotolog, pra aliviar, que é melhor."
Faz uma pausa bem curta só para pegar ar, mas sem permitir que fosse possível outro falar algo ali no meio tempo. E vai diminuindo a velocidade da fala.
"-Sobre a Grace e a gravidez, fora o que o Kiba falou, não sei quantas lendas e profecias vocês ouviram e leram sobre, mas tem muitas que apontam que a gente só tem chance de vencer o apocalipse e defender Gaia, se o impuro perfeito ficar do nosso lado. Não basta só nascer e ficar vivo. Ele vai ter que estar lutando conosco e vai ter que escolher isso por si. E não creio que tratando ele, ou a mãe dele, como lixo, esquisito, culpa de tudo, desgraçado, prisioneiro e o caralho a quatro, vai fazer ele lutar do nosso lado. Só vai fazer ele querer ir mais e mais para os braços da Wyrm. A coisa envolve mesmo proteger a Grace por agora, e acho que manter o segredo por enquanto é mesmo uma boa.  E eu sei também que estou longe de ser o melhor guerreiro para isso, não tenho ilusões sobre mim,  mas quero contribuir com o que puder, ela é uma companheira, mais uma na luta, para além de só erros cometidos como estão a olhando. Quanto a falarem com suas matilhas, eu não tenho motivos para julga-las e não o farei. Façam como quiserem, mas lembrem-se que era um voto importante de confiança com os seus que estão aqui, a matilha. Poderiam ao menos fazer como Kiba pediu. E caso não possam, pelos menos poderiam apresentar seus motivos do porquê, nós entenderíamos, poderíamos buscar soluções juntos, sabe? No lugar de só ficar cutucando feridas alheia e parecer que estão preocupadas só com a própria imagem como estão fazendo agora. Então desculpa aí, mas vocês duas também tem que crescer e muito como qualquer um aqui. Baixa a bola que não são melhores que ninguém aqui, e você também ô da machadinha. Porque vocês podem estar certas sobre várias coisas, isso não negarei nunca, assim como não negarei os momentos de utilidades de vocês e o que considerei como ajuda e amparo real a mim ou a matilha. Mas saibam que não são as únicas donas de toda a verdade e deviam escolher um pouco melhor as palavras que usam. E não só ficar jogando merda na cara dos outros, se fazerem de as santas indignadas e usar a desculpa do outro ser fraco se ele  se incomoda com o suas palavras mal colocadas, arroubos de raiva pessoal, falta de postura e discurso ditador... Viu como falar do outro é fácil? Até o retardado aqui, como me colocaram, faz. Igualzinho vocês. E ficarem todas bravas agora só vai provar mais ainda meu ponto sobre vocês. Junto ao de vocês mesmas que é fraco e infantil quem não aguenta a crítica pesada como fazem. De novo, com o outro é fácil..."
Terminou ali e ficou imóvel encarando as duas, respirando fundo, afoito, só esperando o ataque delas que tinha certeza que seriam físicos. Duvidava que aquilo ia funcionar e elas fossem cair ou na real ou no jogo de palavras dele.
*É agora que eu morro, mas não ia ficar engasgado com isso... Elas vão ter que engolir essas... Essas aí não são melhores que ninguém pra vir assim falando tudo o que querem e sem ouvir nada de volta... Desculpa aí Kiba, mas é adeus agora... Desculpa aí Coruja, Uirapuru... Vovô Eusébio...*
Mentalmente ele já ia se despedindo de todos no seu mini luto pessoal, mas sem tirar os olhos das duas ali.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 30 Empty Kiba Valentine (Hominídeo/Crinos) - Asas da Esperança

Mensagem por Kiba Valentine em 07.08.17 12:07

Kiba esperava que depois do que disse os ânimos começassem a se acalmar, mas Thiago começa a disparar descontroladamente por conta do que havia disso dito pela Fenris e a Senhora das Sombras.

O Ahroun sabia onde aquilo iria acabar, sabia que logo um frenesi iria acontecer, ou uma nova punição, ou até mesmo uma baixa. Pensando em impedir que o pior acontecesse Kiba deixa sua fúria queimar em seu corpo e logo seu corpo começa a mudar de força.

Rapidamente um crinos de aproximadamente dois metros e meio de altura com pelos brancos e uma cauda retorcida que ia até o chão.

“Desculpa cara...”

Kiba se move rapidamente e acerta um potente soco na nuca de Thiago, fazendo-o beijar o chão e caindo inconsciente. O Ahroun arfava enquanto olhava para o Galliard caído no chão e, depois de alguns segundos, diz:

- Chega.... Nem mais uma palavra....

O Presa de Prata tenta pegar o Peregrino, mas não havia equilíbrio para erguer o corpo do companheiro. Ele então olha para Degan e diz:

- Você.... Sangue dos Quatro Ventos.... É o novo Beta da Asas da Esperança.... Por favor, pega o Galliard e tira daqui.... A gente conversa depois.

O Ahroun respira fundo e olha para os outros ali dizendo:

- Eu sei que todos aqui estão com raiva, mas esse desrespeito tem que parar. Eu não culpo ninguém por esses sentimentos, mas se continuarmos assim o convívio vai ser impossível. Que dirá continuar com a benção do Totem....

Kiba encerra os olhares em Zvanna e Sarah, esperando que elas respondessem ao pedido de só contarem aos lideres Tribais.
Kiba Valentine
Kiba Valentine

Mensagens : 529
Data de inscrição : 26/06/2017
Idade : 22

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 30 Empty Tomás - Asas da Esperança

Mensagem por Convidado em 07.08.17 12:28

"- Obrigado, eu aceito, Zvanna. -" Tomás responde a oferta da Theurge tão sério e quieto quanto ela, mas estava verdadeiramente grato por isto, em meio a tanta destruição o garoto tentava se construir ali, aprender, já que notou que suas palavras não eram mais bem vindas ao perceber que não esperam dele sua ironia e forma de alerta-los ou lembra-los do que fizeram ou deveriam fazer.

No entanto o que se desenrolou no retorno de Grace e Kiba provavelmente era uma surpresa para todos ali, o Impuro Perfeito era o resultado do que o Alfa e a Beta haviam feito, uma criança gerada para decidir o futuro da nação garou, o futuro de tudo. Apesar da gravidade da situação Tomás que permanecia afastado de todos (ele naturalmente fica um metro e meio atrás de algum outro garou) não esboçava muita surpresa, apenas ficava sério com o dedo indicador e polegar ao redor do queixo bastante pensativo, havia uma enorme "má-sorte" que as Asas da Esperança parecia portar, pelo menos agora o nome da matilha fazia algum sentido, seria a esperança ou a desgraça, torciam pela melhor opção, mas a falta de surpresa vinha do intelecto do rapaz. A inteligência de Tomás o havia permitido prever que a quebra da primeira lei da Litania iria trazer consequências muito maiores do que uma simples gravidez, isto era lógico e ele tinha dito que tinha algo a mais ocorrendo, toda a demora que Grace e Kiba tiveram para consultar as Fúrias Negras indicava algo fora do padrão, podia ser trigêmeos que devorariam Grace de dentro para fora, poderiam ser coisas que a imaginação de Brilho-dos-Sonhos não o permitiam pensar e sim, podia ser o próximo passo para a conclusão de uma profecia antiga, todos os eventos podiam ocorres, infelizmente para o Andarilho do Asfalto não eram os trigêmeos canibais, isto pelo menos seria divertido de ver.

Como Tomás também pode prever na situação o caos tomaria conta de tudo, as divergências e falta de entrosamento da matilha haviam sido mostradas desde antes da decisão do Totem e do nome que carregariam para a aparente ruína. Quase não haviam concordâncias, quase não haviam linhas de raciocínio similares, haviam muitas ideias surgindo sem nenhum filtro e muitas personalidades emotivas, fortes e que se digladiavam para falar mais alto, isto se estendeu na hora de decidirem um plano que falhou miseravelmente e também na missão e novamente no Caern, havia apenas caos, raiva, rivalidade e decepção. Por fim até mesmo Zvanna perde a calma... e depois Sarah... e depois Tarek... e depois Kiba. *Todo mundo é tão patético. * Tomás pensa ao ver Thiago cair no chão desmaiado pelo soco do Alfa. *Que assim seja. Melhor ficar apagado para não ver o que vai acontecer depois, talvez eu queira desmaiar também, seria útil, melhor do que assistir os dois garous que fodem tão bem que numa unica fodida foderam o mundo todo.* Brilho-dos-Sonhos fica satisfeito com Kiba escolhendo Degan como Beta e acha bizarro ao ver que a primeira ordem dada ao segundo no comando era carregar Tarek, o tarado, mas o Ragabash fica satisfeito por não terem mandado ele fazer isto, já estava cansado de carregar tralha dos outros.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 30 Empty Jessica (Lupino) - Tomás - Degan - Sarah - Zvanna - Tarek - Kiba - Grace

Mensagem por Eve Ballmer em 07.08.17 12:32

O primeiro a responder Jessica era Deganawida. Não que ela quisesse machadinhas para si, estava pensando mais em um bumerangue improvisado, meia tesoura ou mesmo um forcado. Mas foi bem interessante saber quais espíritos estavam dentro daquelas machadinhas mortais. Aceitou com um aceno de cabeça a oferta de Degan de ensiná-la a usar alguma arma, seria ótimo aprender mais sobre armas com o Wendigo. Não só pelo aprendizado, mas também para estreitar relações com o índio.

Sarah retorna com cara de quem comeu alguma coisa e não gostou muito. Provavelmente era o gosto amargo de quem tinha cometido outro erro na matilha. Jessica tinha que parar de errar tanto assim.


E a matilha retornava, aos poucos, primeiro Zavanna e Thiago. E Jessica sente uma pena que o Peregrino não tenha sido engolido pela Coruja de uma vez por todas. Será que ele tinha dado em cima do espírito? Tomás trata Sarah de forma interessante e responde para Jessica que apenas olha o irmão de augúrio e aceita suas palavras. Realmente ir falar com alguém com aquela voz horrível iria causar problemas. Ele poderia ficar na retaguarda, dando apoio de onde estivesse e Jess colocaria a mão na massa.

Kiba e Grace retornam com uma ótima notícia, só que não. Jessica já estava deitada no chão e aguarda as más notícias, mais más notícias. A voz de Kiba era tão irritante quanto  de Tomás, mas ela achava melhor a voz de Tomás do que a de Kiba. Este último, ela tinha vontade de esganar para calar a boca.

*Grace será a mãe do Impuro Perfeito? Por Gaia...que tipo de maldição aquele vampiro lançou sobre nós?*

Só que o casal vinte queria esconder da maioria que ela estava esperando o Impuro Perfeito. Tarek era tão infantil e inocente que não via que assim ela correria mais perigo ainda. Era um puxa saco nojento e que deixava a Ragabash com um humor terrível.

E Zvanna e Sarah descem a lenha na matilha, na maior parte dela. E isso era muito bom, na verdade era ótimo.

E a Ragabash ouve, ouve, ouve, ouve, ouve e não tira nada de útil do que Tarek dizia. Achou que nem Kiba tinha tirado, afinal ele dera um soco bem dado no Peregrino. Aquela reunião estava melhor que encontro familiar de domingo com os tios bêbados fazendo escândalo.

*Alguém tem um saco de pipocas aí? Ops...não poderia comer, tenho que caçar minha própria comida. Foi mal.*

Pensava consigo mesma. E falava com calma sore a situação.

"-Asa Solitária, Olhos do Caos e Âmago de Gunnr tem toda razão. Não deveríamos esconder essa gravidez dos outros garous. Na minha opinião todos devem ficar sabendo. Assim, todos poderão trabalhar ativamente para proteger a criança. Se essa informação ficar em segredo e depois vazar, imaginam o problema que causará? Os outros garous vão se sentir traídos e isso vai ser um problema enorme. Eu não guardarei essa informação da minha tribo de forma nenhuma. Mas trabalharei para proteger essa gravidez como puder."

Olhou para Tarek no chão, Degan e depois Kiba novamente.
Eve Ballmer
Eve Ballmer

Mensagens : 515
Data de inscrição : 25/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 30 Empty Âmago-de-Gunnr | Olhos-do-Caos - Matilha Asas da Esperança

Mensagem por NarraDiva em 07.08.17 13:12

A Senhor das Sombras e a Fenris se preparavam para responder Kiba quando Tarek começa seu discurso. E as duas fazem questão absoluta de não esconder o desprezo que tinham pelo Peregrino durante suas palavras. A única que chega a responder o Peregrino é Sarah, sendo as últimas palavras que ele ouve do desmaio sua frase:

'- A moral com que falamos e criticamos é a moral de quem não meteu os pés pelas mãos desde que pisou nesse Caern. A prática é o critério da verdade.'

Em seguida Kiba age e Sarah o olha séria. Tinha gostado da atitude do Ahroun, mas depois de tantos erros, como acreditar que aquilo podia ser um sinal de pulso firme que era o que ela avaliava ser necessário na matilha. Com o Peregrino desmaiado, Jéssica se manifesta e após dela, Zvanna toma a palavra:

'- Eu irei falar apenas com o líder de minha tribo e acho que é justo que restrinjamos a informação até que os líderes decidam. Entenda, 99-Centavos, Asa-Solitária está correto sobre a questão do posto e do nível das informações. Restringir a informação aos nossos líderes tribais é uma maneira de ninguém violar os pactos que tem com seus anciãos e ao mesmo tempo não fazer com que a notícia se espalhe sem limites, mas eu queria falar sobre outra coisa após as palavras do Galliard.'

A Senhor das Sombras olha para todos e fala:

'- Eu posso ser dura. E sou. Eu posso parecer que não tenho sentimentos. E faço muita questão de não tê-los. Mas quando um irmão de matilha passou perigo essa noite, sem me preocupar com minha própria segurança, eu o protegi. Não o conhecia, por ele não tinha nenhum afeto, mas o laço de matilha me obriga a isso. Ele, no entanto, não me obriga a gostar de nenhum de vocês. E não gosto. Posso vir a gostar? Posso. Mas me deparando com o que estou deparando, está difícil.'

A Theurge faz uma pausa e segue falando:

'- Os erros são muitos e não influem só no renome e na vida de vocês, a imagem da matilha será carregada por todos. Eu sou uma Senhor das Sombras, sei bem o quanto pesa nas minhas costas os erros de cada um. Então, se me quiserem mesmo nessa matilha, não esperem palavras bonitas e carinhosas. Esperem a versão mas nua e crua da verdade. E é por isso que eu quero chamar atenção para o que fomos até aqui. Porque isso tem que estar bem claro na cabeça de cada um se quisermos mudar o rumo das coisas e ter um futuro melhor.'

Zvanna olha para Kiba e fala:

'- Você, por mais que quisesse proteger sua matilha, insultou um ancião Philodox. De onde vem a noção de que um ancião meia lha não sabe distinguir verdade e mentira melhor do que você? Qual a sua noção sobre augúrios? Sobre o papel de cada um? A vergonha ali foi de todos nós. Somos a matilha cujo líder põe em xeque as palavras de um Ancião da Meia Lua sobre o que é verdade ou mentira. Com todo respeito, para usar sua expressão, mas você falou merda. E pagou por isso. E não quero aqui julgá-lo novamente até porque não é minha função. Eu quero é que todos aqui entendam que se um juiz diz que você mentiu e você acha que não mentiu é porque você está mentindo para si mesmo. Os dons de Gaia são muito maiores do que nós e Gaia dá aos juízes o dom de diferenciar a verdade da mentira. Se não acreditam em mim, acreditem em Gaia, Luna e nos espíritos que deram aos juízes o direito e dever de serem os patronos da verdade e bastiões da nossa moral.'

Olha para os demais e comenta:

'- Porque eu comentei isso? Simples, porque quando eu sou dura é porque eu quero que vocês tenham exata noção do que tão errando e aprendam. Eu sou Cliath há algum tempo, terminada essa noite já tenho renome pra Forsten. Sarah, também, pelo que me disse. Temos um pouco mais de experiência e parece que vocês estão presos à convicções do tempo em que eram filhotes. Olhem quantos versos da Litania foram violados: acasalaram com outro Garou, não demonstraram respeito por um superior e, agora, com esse Impuro perfeito, estão em uma gestação que só por existir coloca em risco de violação esse Caern. Junte-se a isso ao fato de Brilho-dos-Sonhos, com boas intenções ou não, ter interferido na ordem dada pela Juíza à Jéssica, junte-se a isso, aos riscos para o Véu. Por Gaia, essa matilha pode ser melhor do que isso e não é com beijos, abraços, carinho e amor que vamos mudar o rumo das coisas: é sendo adultos! É sendo Garous. É aprendendo com os erros e andando para frente. Se acham que eu estou atrapalhando e que meu jeito é um peso para a matilha, eu vou me embora. Agora, se quiserem melhorar, para isso eu estou aqui. Do meu jeito. E sem romantismos. O mundo não precisa de romances.'

Sarah ouve cada palavra da Senhor das Sombras e comenta:

'- Eu faço minha as palavras da nossa Theurge. Também não sei se faz bem ficar na matilha e estou à disposição para sair se acharem melhor. Mas se não quiserem minha saída, precisamos melhorar. E melhorar exige que vocês percebam que a visão de mundo que trouxeram até aqui nos levou ao pior desempenho de uma matilha numa noite na história da Nação que tenho conhecimento. Para que as coisas mudem, vocês precisam estar dispostos a aceitar a hierarquia e sabedoria dos de posto mais elevado, pararem de achar que a verdade de vocês é a verdade do mundo. Todos nós, incluindo eu e Zvanna, ainda temos muito que aprender e quem tá em posto acima de nós, com certeza, já aprendeu mais do que a gente.'
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 30 Empty Tomás - Asas da Esperança

Mensagem por Convidado em 07.08.17 13:37

"-Você é muito sabia, Zvanna, muito mesmo.-" Tomás reconhece o que a moça tinha dito, ficou decepcionado que ela tenha falado tão pouco nesta noite, se tivesse usado isto mais vezes poderiam ser evitadas situações terríveis. Então se aproxima da matilha. "- De todo modo cumprirei o que decidirem, Kiba, Degan, Zvanna e Sarah, aqueles que mais viveram neste mundo garou, que mais sabem sobre as consequências do que aqui for decidido, o futuro esta nas mãos de vocês. Olhos-do-Caos, sei que não fiz nada para provar meu valor a você ou a Sarah ou qualquer um, falhei como quase todos aqui, mas agora temos algo muito maior do que nós em jogo e se vocês duas não puderem ficar ao nosso lado, estaremos mais próximos de falhar. Guardarei o meu conhecimento e minhas palavras apenas para quando for necessário, nunca mais questionarei as ordens diretas, principalmente numa situação de risco, eu sei pouco sobre o que estou lidando então me arrependo pelo que fiz, sim, eu me arrependo. Só peço encarecidamente, controlem suas fúrias, controlem suas emoções, assim como Zvanna e eu e só assim seremos mais uteis... e menos como ele. -" 


Tomás se refere a Tarek, mas não aponta ou indica fisicamente ao rapaz, ao terminar de falar volta a se afastar um pouco. "-E até mesmo ele talvez possa sr consertado o bastante para ser útil. -"

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 30 Empty Deganawida (hominídeo) - Asas da Esperanças

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em 07.08.17 13:55

Degan escuta toda a ladainha do Peregrino e parece furioso com o que ouvia.

A única razão está com essa Angalkuq e essa Mediwiwin. Mesmo assim, eles insistem em infantilidade e tolices. Carência, ignorância e emotividade. Todos traços humanos que não devem ser empregados em assuntos Garou dessa maneira. Tolo! Mil vezes tolo!


Kiba então dá um basta no discurso barato do Galliard com um soco. O Wendigo já preparava Vingança do Canibal para lamber o escalpo daquele Peregrino, especialmente quando ele ouviu a menção ao seu nome.

Degan bufa, aliviando a fúria que estava guardando. Em seguida, no entanto, toda a matilha parece decidir correr pela estrada da insensatez e do desespero, ainda com a Roedora dizendo que a notícia deveria se espalhar aos quatro ventos.

É sério que ela ouviu de um totem de respeito que há malditos próximos a esse Caern e insiste nessa tolice?


Kiba o nomeia Beta. Isso não traz satisfação nenhuma ao Wendigo. Ele parece ainda hostil quando a juíza dos Fenris e a Angalkuq jogam na cara do alfa sua traição às leis da Litania e o flagrante desrespeito ao juiz de posto mais elevado. Degan, como juiz, sente aquilo e julga que foi necessário e tempestivo. Ele toma a palavra. Sua voz traduzia o frio clima de raiva e a sensação lívida que apenas o desespero de chegar ao fim dos tempos pode trazer:


" - Ambas, Âmago-de-Gunnr e Olhos-do-Caos têm todos os motivos para agirem como estão. Todos aqui se renderam ou se envolveram em severas violações da Litania, e mesmo carregando tamanha desonra, em momento algum elas desistiram de buscar ensinar ou cumprir com seus deveres regidos por Luna. A exigência de carinho ou afeto sobre tamanhas violações é algo que apenas alguém tolo ou inexperiente pode exigir. E não podemos nos dar ao luxo de nem um nem outro."


Que diabos. Ninguém aqui parece ter entendido UMA das Profecias sobre o nosso fim... Nem mesmo a Profecia da Fênix...


" - Ouçam: estas são as noites finais. O Apocalypse não está chegando: ele está aqui e nós somos testemunhas diretas de um dos atos pelos quais toda a Nação Garou sofrerá. Todos aqui precisam entender a dor, o pesar e os perigos que vão se abater sobre essa matilha. Saibam que Garous muito melhores do que nós irão morrer para impedirem Cordas-Trêmulas de ser levada. Garous com uma vida inteira de dedicação a Gaia serão torturados e muitos cairão para a Serpente de Chifres, apenas por se colocarem no caminho."


Era uma chamada à realidade e era necessário. O Wendigo tinha sido avisado mais cedo de que sua tribo se sacrificaria por Gaia. Nenhuma das outras tribos parecia ter noção do que era morrer pela Mãe, apenas os Croatan. Dito isso, ele respira fundo e continua:


" - Eu sei que é duro para todos ouvirem palavras de repreensão, mas essas são ditas porque ninguém daqui parece ter a menor noção do fardo que estamos prestes a carregar. O fim nos obriga a agirmos como matilha. Gaia não esperaria menos de nosso povo, e temos de honra-los a cada passo, porque os melhores nos honrarao com seu sangue e sacrifício para impedirmos a destruição que o Impuro Perfeito poderá trazer. Às duas irmãs, eu as compreendo e meu espírito está com vocês. Mas este é o tempo que seus ancestrais lutaram para impedir, e este último fardo será o momento derradeiro de continuar o trabalho deles. Nunca houve tamanha necessidade do apoio de vocês como agora."


Ele se vira para o Presa de Prata, que finalmente havia agido bem ao desmaiar o tolo Peregrino:


" - Pesadas foram suas violações da Litania. Não me agrada como juiz das tradições ter testemunhado e participado do julgamento do Alfa de minha matilha que desonrou um Ancião sem reconhecer as próprias falhas naquele momento. Mas sua pena foi dada e este é apenas um lembrete: aceito o cargo de Beta, com a consciência de que irá rever suas ações de agora em diante."


Ele olha para o caído Galliard.

" - Isso foi um começo."


Em seguida o Philodox se volta para a Roedor.

" - Escute, você esteve presente quando o Uirapuru mencionou a existência de um Maldito nas cercanias deste solo sagrado. A Serpente de Chifres está por toda a parte e todos são sujeitos à sua mácula profana. Apenas os anciões devem saber sobre este segredo. E tenha a certeza de que eles darão suas vidas para impedir que esse conhecimento caia nas mãos da Wyrm. Não devemos desonrar o sacrifício que eles estarão dispostos a fazer. Isso é o mínimo que nós, como povo-lobo, devemos tomar."


Ele havia falado muito. Provavelmente iria vigiar o Peregrino caído pelo resto da noite. É nítido o desagrado em seu rosto diante desse fato...
Deganawida
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 496
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 44

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 30 Empty Kiba Valentine (Crinos) - Asas da Esperança

Mensagem por Kiba Valentine em 07.08.17 14:14

Kiba esperava que depois do que foi feito as coisas se acalmassem, mas ele aparentemente estava longe de estar certo.

Quando Jess fala sobre contar a todos os Roedores da Seita o Presa de Prata fica realmente irritado. Ele estava pronto para falar, quando Zvanna se manifesta aceitando a proposta de Kiba.

Aquilo acaba, de certa forma, tranquilizando o Ahroun que passa a olhar a Theurge esperando que ela concluísse seus pensamentos. O Presa de Prata ponderava, mesmo não concordando com algumas coisas, mas avaliava tudo que era dito. Precisavam começar a acertar, independente se ele se achava certo ou errado, injustiçado ou não.

O comentário sobre o Fenris lhe faz refletir mais do que gostaria. Tinha certeza de que não havia mentido, então só podia significar que Grace havia mentido em alguma coisa. Conversaria com ela depois em uma situação mais calma.

O Presa de Prata então escuta Sarah e em seguida Tomás toma a palavra, admitindo os erros e buscando um “cessar fogo” dentro da matilha, algo que deixava Kiba extremamente grato.

Degan então toma a palavra e da outro sermão na matilha. Algo infelizmente necessário. Kiba também e alvo dele e o escuta com um semblante sério, mas sem demonstrar contrariar o Wendigo. Quando o Philodox termina de falar ele diz:

- Aceito sua condição Sangue dos Quatro Ventos.... Mas que história é essa de maldito nas redondezas?

Olhou então mais uma vez para Thiago e comentou:

- Precisamos nos acalmar.... Eu agradeço as palavras Olhos do Caos, e agradeceria se ficarem. Essa matilha precisa de vocês mais do que nunca e nós vamos acertar as pontas.... Por favor, me deem esse voto de confiança. Quanto ao Tarek.... Acho melhor deixar ele dormindo um pouco mais.... Preciso conversar sério com ele e talvez seja bom você estar presente Degan....
Kiba Valentine
Kiba Valentine

Mensagens : 529
Data de inscrição : 26/06/2017
Idade : 22

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 30 Empty Pacificador | Guardião-Ancestral - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por NarraDiva em 07.08.17 15:27

A matilha chega na Clareira Central.
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 30 Empty Âmago-de-Gunnr | Olhos-do-Caos - Matilha Asas da Esperança

Mensagem por NarraDiva em 07.08.17 15:30

Kiba, Tomás e Degan fazem seus discursos e a orientação da liderança era que permanecessem. As duas percorrem os rostos para ver se haveria algum outro tipo de comentário antes de se manifestarem. 
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 30 Empty Legado do Trovão - Olhos da Tempestade

Mensagem por Luke Constantine em 07.08.17 16:11

* Luke ouve o uivo de apresentação de Alef e gosta da sonoridade daquilo, haviam escolhido um nome à altura dos feitos que pretendia completar naquela seita. Caminhava pela trilha dificil que levava ao Caern, liderando o grupo até que chegam à clareira central. Estava a frente da matilha quando chegam e logo todos podiam ver a movimentação dos Garous que ali estavam. Corre os olhos pela extensão do espaço e, vendo que as cerimonias de fato ainda não haviam começado, vira-se de frente para a matilha comenta com seus irmãos em seu tom direto habitual: *

- A noite ainda não acabou mas, fora um ou outro problema, fizemos bom progresso na nossa caçada. Houveram falhas, uma delas por minhas próprias mãos, e chegará o momento para falarmos sobre isso e para que os juízes cumpram o seu papel determinado por Gaia, mas isso pode esperar um pouco mais.

* Aquilo, na cabeça de Luke, era um elogio digno. Prossegue: *

- Alguem tem algo pra dizer ou alguma ideia sobre a manutenção do véu? Esse é o momento. Do contrario, vamo em frente.

* Apenas aguarda por eventuais respostas. *
Luke Constantine
Luke Constantine

Mensagens : 556
Data de inscrição : 28/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 30 Empty Guardião-Ancestral | Pacificador - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por NarraDiva em 07.08.17 16:25

O Alfa faz considerações iniciais para a matilha. A avaliação positiva parecia ser consenso nos rostos. Houveram problemas, mas foram superados e para uma primeira noite haviam ido bem. Alef, Galliard dos Presas de Prata, toma a palavra dizendo:

'- Eu infelizmente não tenho nenhuma boa ideia para a questão do véu. Não sei até onde foi essa violação, não conheço as testemunhas e sem câmeras na região é difícil dimensionar. Se nossos coelhos não tiverem um belo coelho para tirar de suas cartolas, acho que podemos apenas impedir que qualquer coisa saia nos veículos de imprensa, uma tarefa que, acredito, os Andarilhos tenham relações para realizar.'

Faz uma pausa e olha para os demais e fala:

'- Mas eu queria aproveitar que estamos na segurança do solo sagrado do Caern para dizer que está sendo uma honra fazer parte dessa matilha. Para uma primeira noite, nosso desempenho foi muito bom. E podemos, e devemos, melhorar mais. Legado-do-Trovão teve a liderança que se espera de um verdadeiro alfa. Justiça-do-Predador, mais do que um juiz, portou-se como um dos nobres cavaleiros da Mãe na intransigente defesa da lei aliada à busca constante por solucionar todos os problemas que teve pela frente. Sussurros-Solitários foi como o frio cortante do inverno nas entranhas da Wyrm ao trazer um poderoso aliado para nossa empreitada. Skull-Head feriu o coração da corruptora ao tomar de volta os espaços maculados e ao lado do nosso outro Theurge formou uma dupla insuperável no reino espiritual. Spybot colocou sua própria existência em risco mas trouxe para nós informações que garantem saber onde nossa inimiga está. E Pantaneiro esteve conosco. Mesmo com todos os erros que sei que nosso juiz irá apontar, eu quero dizer que é uma grande honra correr com a Olhos da Tempestade. Purificamos lares, salvamos vidas, eliminamos malditos poderosos e demos nosso recado para claro para a Wyrm: aquela região agora tem uma matilha para protegê-la e toda mácula da profanadora que lá habita está com seus dias contados.'
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 30 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Sussurros Solitários em 07.08.17 17:00

O lobo fica impressionado com as palavras do Galliard, concorda seu sentimento e a medida que ele vai falando o lobo vai assentindo com a cabeça de leve.

É estranho estar feliz com aquele reconhecimento, ele apenas fez a sua parte, mas achava que aquilo era só mais um dos novos sentimentos que ele estava ainda descobrindo depois da sua primeira mudança.

A vida costumava sem mais simples e os conceitos concretos. Apenas quando mudou pela primeira vez que o Uktena foi introduzido a lógica e conceitos abstratos, ainda era tudo muito novo.

"- Posso ir perguntar sobre o espectro e os rituais para a minha tribo?" Indaga ao Alfa. Tinha muitas perguntas para os Uktena do Rio de Janeiro e gostaria de começar logo.

Sussurros Solitários
Sussurros Solitários

Mensagens : 847
Data de inscrição : 04/07/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 30 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Victor Montenegro em 07.08.17 17:25

Victor escuta as palavras de Alef com um sincero sorriso no rosto. Não era um sentimento comum ao Senhor das Sombras, mas, mesmo para os padrões de um Filho do Trovão, considerando que há poucas horas atrás eles eram todos apenas um bando de desconhecidos, a matilha se saiu muito bem e ele estava satisfeito. Houve erros? Claro. Muito ainda podia ser melhorado, mas estavam em boa liderança e os membros se mostraram capazes em suas respectivas áreas. *Tá, vai, não dá pra querer que o ahroun fianna saiba pensar, neh? Mas pelo menos ele bate bem.*

O Philodox dirige o olhar ao Galliard e fala:

“-Foi uma noite inacreditável e olha que eu nem to me referindo ao bom desempenho da matilha.” Dá uma breve risada e Continua: “-Foi uma grande honra correr com você também, Galliard. Com todos vocês na verdade.”

Feitos os elogios, vira-se Luke e diz:

“-Chefe, Alef tem razão. A primeira coisa é Spybot e Skull-Head falarem com os andarilhos e ver o que eles conseguem fazer pra impedir que qualquer coisa disso saia nos jornais. E se alguém que viu tentar falar com algum jornal ou meio de notícia, já aproveitar pra interceptar a fonte pra podermos resolver. Quando tivermos essa informação poderemos traçar um plano melhor, não adianta a gente ficar aqui conjecturando nada antes disso.”

Acende um cigarro e segue falando:

“-Já é tarde, mas acho que pode ser uma boa o Sussurros ir logo mesmo conhecer o pessoal dele. O Pacificador poderia falar com as fúrias sobre tudo que descobrimos essa noite e ver se elas sabem de mais alguma coisa que possa nos ajudar.” Faz uma pequena pausa e formula: “Eu sei que você queria ir falar com elas, mas, confie em mim, acho que elas serão mais receptivas com o Filho de Gaia. Enquanto isso você e Alef podem ir reportar o resultado da missão para quem quer que se reporte isso aqui nesse Caern e eu e o Fianna vamo ficar ali embaixo daquela arvore tomando umas porque eu to precisando.”

Victor termina de falar ainda com um meio sorriso no rosto e fica aguardando a palavra final do Alfa.


Última edição por Victor Montenegro em 07.08.17 18:31, editado 1 vez(es)
Victor Montenegro
Victor Montenegro

Mensagens : 906
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 33
Localização : Rio

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 30 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Convidado em 07.08.17 17:34

A postura de Tarek era ingênua, mas por um instante trouxe algum breve conforto à Grace, até Sarah e Zvanna descarregarem a raiva delas. A única coisa que lhe causou surpresa no discurso foi ouvir que 99 Centavos havia quebrado o dogma do Totem, o que fez a Fianna olhá-la com uma certa incredulidade, mas por pouco tempo. Sentiu um calafrio quando a Senhor das Sombras falou em prendê-la, mas não achava que isso ia ser a opinião dominante.

“Não sei como podemos ter adiantado algo que estava previsto antes do nosso nascimento, mas cada um pensa como quiser…”
Estava para dar esta e outras respostas atravessadas, mas Kiba fala com a firmeza e o controle emocional necessários à situação, mais uma vez, comprovando sua capacidade em ser líder.

Porém, se a vontade de Grace em dar respostas atravessadas já existia, em Tarek, isso era elevado à enésima potência, de forma que o Galliard faz um discurso tremendamente irresponsável. Por mais que concordasse com os argumentos dele, a forma dele se expressar só ia trazer mais caos, mais briga, mais raiva. Tudo o que Kiba havia tentado evitar.

E mais uma vez é ele quem tenta controlar a situação, de maneira bastante acertada ao seu ver. Tarek inconsciente não causaria mais problemas, nem ia ser alvo da Fúria da juíza Fenris e da sinistra theurge. A escolha de Degan como novo Beta é esperada, ela mesma teria feito a mesma escolha.

Quando achava que as confusões poderiam terminar, Jessica vêm para discordar do pedido de sigilo.
“Tinha que ser uma Ragabash… bando de traiçoeiros”  

Felizmente, se forma um consenso entre outros sobre a importância de manter a informação apenas com os anciões. Isso deixa Grace um pouco mais aliviada. Mas alívio nunca era uma emoção muito longa na vida como Garou, e ser lembrada por Degan dos que sofreriam e morreriam para protegê-la lhe dava uma agonia amarga.

Não quis dar mais um discurso de motivação ou repreensão. Todos queriam acertar e finalmente um momento de calma havia sido alcançado. A única aresta a aparar era a ameaça de Sarah e Zvanna de saírem da Matilha.

- Eu não quero que nenhum membro saia da Matilha, somo minha voz a dos meus irmãos, gostaria que ficassem,  mago de Gunnr e Olhos do Caos - olha para as duas por um momento - uma Fúria Negra Ahroun irá se juntar à nós em breve. O nome dela é Fúria Justa de Esteno e está sendo enviada a nós com boas referências. Será mais uma Garou para reforçar nossas fileiras e nos ajudar a evoluir.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 30 Empty Âmago-de-Gunnr | Olhos-do-Caos - Matilha Asas da Esperança

Mensagem por NarraDiva em 07.08.17 18:09

Grace é fala mas ainda faltava Jéssica que dificilmente seria contra a manutenção da dupla na matilha. Sarah é a primeira a tomar a palavra, dizendo:

'- Ficarei e é bom saber que teremos reforço. Toda ajuda nesse momento será bem-vinda.'

A Senhor das Sombras completa:

'- Sendo assim, permaneço. E, diante disso, Asa-Solitária, o que faremos agora? Para além dessa questão da Impura Perfeita que, por Gaia, está bem acima das nossas capacidades de resolver nesse momento e manter Cordas-Trêmulas vivas é o único norte, temos o problema do vampiro, temos a profecia dos espíritos da noite, temos a tarefa do Uirapuru e temos o sanguessuga estuprador. O que faremos?'
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 30 Empty Sangue-dos-Quatro-Ventos (hominídeo) - Asas da Esperança

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em 07.08.17 18:38

Degan escuta as palavras de Asa-Solitária, que o indaga sobre estar presente quando for conversar com o Peregrino e responde com um gesto afirmativo com a cabeça. O Wendigo precisava saber o que se passava na cabeça daquele sujeito para ser tão impertinente, mesmo após acabar de receber as bênçãos de um manitou tão sábio quanto a Coruja. Em seguida, Cordas-Trêmulas toma a palavra e diz que a matilha receberia reforços, o que é uma grata surpresa, já que o único Ahroun que estava presente tinha um problema de equilíbrio para resolver. 

Por fim, Degan suspira mais aliviado que ambas as Garou ficariam na matilha. Não faria sentido nenhum continuar lutando se elas não estivessem e a matilha debandasse. 

Quando Olhos-do-Caos pergunta o que fariam, ele percebe que é hora de responder à dúvida do Presa de Prata e ele se volta para Asa Solitária:

" - Um pouco mais cedo, Olhos-do-Caos tomou ciência de que 99-Centavos havia violado o dogma do Uirapuru. Na ausência de Âmago-de-Gunnr eu assumi a punição e eu, junto com os ragabash, o galliard e nossa theurge fomos à Umbra para tentar aplacar o espírito. Olhos-do-Caos realizou o rito da contrição e 99-Centavos se retratou ao totem. Todos doamos um pouco de gnose como sinal de boa-fé, mas ele nos exige agora um chiminage: Precisamos derrotar um maldito que habita nas cercanias do Caern."

O Philodox cruza os braços, olhando a reação nos olhos de cada um. 

" - O manitou estava irritado e deixou claro que nos abandonará se não agirmos com honra e respeito de agora em diante. Temos até o fim da próxima noite para encontrarmos esse lacaio da Wyrm e destruí-lo."

Tsc. Isso será difícil, se há um Maldito tão próximo assim, por quê ninguém desta Seita se dispôs a caçá-lo e matá-lo? Ele deve ser poderoso.

" - Se o espírito maligno reside nas proximidades, ele expulsou espíritos da Criadora de lá. Talvez buscar uma aliança com esses manitou seja uma forma de conseguirmos reforços para destruirmos o Maldito."


Havia falado demais, de novo. Deganawida não gostava de fazer isso, mas era o jeito. Ele aguarda a resposta de Asa-Solitária e sugestões dos demais membros ali presentes. Ainda deveriam se encontrar com os Anciões naquela noite, e ele teria de "pajear" o Peregrino caído...
Deganawida
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 496
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 44

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 30 Empty Pacificador | Guardião-Ancestral | Essência-do-Abismo - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por NarraDiva em 07.08.17 18:56

Diante das ideias de Victor, Lukas comenta:

'- Eu sou filho de uma Fúria Negra, eu tenho boa relação com a tribo e posso, sim, assumir a tarefa de conversar com elas. Minha mãe me doou para ser criado entre os Filhos de Gaia logo depois do meu nascimento, mas sempre mantive boas relações com a tribo.'

Alef continuava ouvindo tudo que era dito e comenta com o Alfa:

'- Quando quiser, podemos procurar Bardo-Forjador ou Estrela-da-Manhã para passar o relato de nossos avanços.'

Uma bela mulher se aproxima da matilha e, ao primeiro sinal de que podia chegar mais perto sem atrapalhar diz:

'- Boa noite, eu sou Samantha Owen Konietzko, Essência-do-Abismo, Hominídeo Cliath Theurge dos Senhores das Sombras, filiada aos Juízes do Destino. Vocês são a Olhos da Tempestade, correto? Gostaria de falar com Legado-do-Trovão e Justiça-do-Predador em particular por 5 minutos. É possível?'

Não era apenas bela. Sophia emanava uma Raça Pura incrível e tinha aura de beleza e sedução (Magnetismo Animal) que fazia com que os machos da matilha se sentissem naturalmente atraídos por ela. Pelo sobrenome, era possível imaginar que ela era parente do lendário Yuri Konietzko.



Clareira Central - Página 30 19430012_243169372853053_817843129664017124_n
Aparência 5, Raça Pura 5, Fúria 3


Última edição por Narrador em 07.08.17 23:32, editado 1 vez(es)
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 30 Empty Âmago-de-Gunnr | Olhos-do-Caos - Matilha Asas da Esperança

Mensagem por NarraDiva em 07.08.17 19:01

A Senhor das Sombras comenta após a fala de Degan:



'- Eu posso tentar investigar essa região, descobrir mais onde é esse buraco de Malditos que o Totem falou e estabelecer relações com esses espíritos. Também posso ver meios de nos aproximarmos sem ser detectados. A Umbra é meu território e a noite minha aliada, seu manto pode servir para nos manter longe das defesas dos Malditos da Wyrm. E acho que essa missão, uma jornada na Umbra, para retomar para Gaia o que é seu, é algo que será engrandecedor para a matilha.'
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 30 Empty Jessica (Lupino) - Tomás - Degan - Sarah - Zvanna - Tarek - Kiba - Grace

Mensagem por Eve Ballmer em 07.08.17 19:10

A opinião de Jessica era uma coisa. Ela poderia achar que todos os garous tinham que saber daquela gravidez, enquanto que os outros poderiam achar que não. Para ela, sua tribo era sua família mais importante e não achava razão para esconder coisas das quais envolvia o futuro de todos eles. Entendeu bem a explicação de Zvanna que colocava todas as cartas na mesa. Mas ainda assim, ela achava que todos deveriam saber. Se a decisão do Alfa, ou da maioria, fosse que não contassem, como ela poderia ir contra essa decisão? Ou Kiba aceitasse logo a democracia da qual ele mesmo tinha instituído ou mudava aquela merda toda como ditadura e ele decidisse tudo.

Todas as palavras da Theurge, que eram carregadas de sabedoria, eram válidas. Tão válidas que Jessica tinha alguma coisa parecida para dizer, mas com mais "merdas" nas frases.

O problema daquele grupo era que não estavam como matilha. Não eram uma matilha, não eram companheiros. E Jessica não gostava de dois deles, por enquanto. Esse número tendia a aumentar bastante no futuro e ela sabia que iria aumentar. Mas os trataria como Zvanna tinha dito.

Ela resolveu ficar calada o resto da conversa. Ouvia tudo, ponderava sobre tudo, mas não iria falar absolutamente nada. Pelo menos não ainda.
Eve Ballmer
Eve Ballmer

Mensagens : 515
Data de inscrição : 25/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 30 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Convidado em 07.08.17 21:38

Ao chegar na clareira central, Luke torna a perguntar sobre o que poderiam fazer com relação ao véu. Já havia dado seu palpite um pouco antes, não por achar que tivesse uma solução cabível, mas sim porque o responsável pelo rompimento do Véu foi de Derek, um Andarilho e devido a isso, tendo sua tribo exatamente nessa área da cidade e dos humanos, poderiam ter uma maior solução, mas vê que simplesmente sua sugestão pareceu ter sido ignorado pelo Alpha. Alef rapidamente diz o que o Fianna havia pensado, se tem alguma tribo que pode resolver essa parada, era os Andarilhos. Não havia pensado na parte da mídia, mas parecia até que o Galliard tava roubando sua sugestão.

"Será que tudo isso é pirraça mesmo ou ele ta fazendo de sacanagem?"

Não conseguia entender direito, mas eis que então o Galliard começa a tecer belos elogios sobre a matilha, falando um por um, dizendo coisas legais e bacanas. Conforme ia falando dos membros, Pantaneiro ia acenando positivamente concordando e quando chegou na sua parte, um simples 'E Pantaneiro esteve conosco.' Era como se tivesse negado sua existência.

"Mas que filho de uma prostituta..."

Pantaneiro mal conseguia acreditar. O Presas de Prata, apesar de ser em uma conversa informal, não estava sendo justo, nem um pouco. Sabia que estava com raiva e que tinha todos os motivos do mundo para sentir aquela raiva, mas ser justo talvez fosse algo que devesse colocar acima desse sentimento.

"Fiz merda? Ok! Claro que fiz! Mas vai tomar no cu, tamém fiz coisa que nenhum da matilha faria... Que injustiça!"

Não falaria nada. Seu semblante mudou de entusiasmado para deprimido. Alef mesmo já tinha dito que se tivesse que provar alguma coisa, teria que ser em atitudes. Seria perca de tempo tentar mostrar o outro lado da moeda pra um cego. Engoliria aquele sapo e também o choro. Duvidava que alguns membros da matilha tivesse a coragem que teve naquela noite. Meter a mão na massa não é tão fácil quanto parece. Aos finais da palavra do Galliard, já estava desmotivado com a festa. Só queria beber e curtir sua fossa.

Pegou a catuaba, deslacrou e ali mesmo deu uma 5 golada até sentir sair água do olho. Talvez fosse a vontade de chorar mesmo ou a vontade de beber até desmaiar. Só queria um pouco de paz interior e por isso deu mais umas 3 golada até sentir o peito arder.

Victor toma a palavra e mais uma vez parece dar mais ordens que o Alpha. Uma coisa era certa, esse Senhor das Sombras era ligeiro. Tinha que ficar esperto com ele. Se fosse reparar, de algum modo ou de outro, ele sempre tava conseguindo o que queria e nem precisava ser o Alpha pra isso. Naquele exato momento, Pantaneiro viu ele dizer para Luke o que ele precisava fazer para com a matilha e era bem provável que o Alpha acataria. À pergunta que martelava na cabeça do Fianna era simples...

"Quem tá sendo mais, Alfa? Victor ou Luke? Luke, claro, porque dá a palavra final, mas que esse juíz é ligeiro, é demais. Mais liso que bagre ensaboado..."

Só teria certeza dessa teoria, se o Alfa fizesse exatamente aquilo, que era o certo à se fazer, claro. Ao final das palavras de Victor, iriam sentar e beber no pé de uma árvore. Havia ficado feliz com a ideia, até que sua atenção é totalmente tirada pelo que seus olhos vê.

"Aoooooooo, tche, tche, tche... Munta ne mim igual cavalo bravo e me esporeiaaaaa, muié!!! Oia que coisa linda, rapaiz..."

Seu nome era Sofia Owen Konietzko. O nome por si só já falava da família que pertencia. Nem a conhecia muito, mas aquele decote já deixava Pantaneiro apaixonado. E também de pau duro. Era linda, pensou em fazer um poema ao final de sua apresentação, mas a matilha poderia queimar o Fianna igual havia feito com Skull-Head, por isso abordou a ideia. Não conseguia tirar os olhos da Theurge. Sua raça pura era incrível, sua aura de beleza irradiante e como ela conseguia seduzir naturalmente, era perfeito. Sua vontade era de chamar ela pra dançar um lambadão, mas não tinha música. Poema não poderia fazer, não tinha nenhum gancho pra isso e se fizesse algo desrespeitoso, tava mais fudido ainda com Alef e com a matilha. Só restava o Ahroun encarar Sophia.

"Que sorriso, que peitos, que mulher... Se eu pego, racho igual taboca!"

Queria puxar assunto de alguma maneira, entregar uma flor, perguntar se era aniversário dela pra dizer que estava de parabéns, perguntar se acreditava em amor a primeira vista ou se andava sempre por aquelas bandas, mas não tinha brecha, apenas se manteve bem posturado, olhava para a Senhor das Sombras encantado com sua beleza e aguardava o desfecho daquela conversa que restringia somente aos Senhores das Sombras. Era mais um motivo pra beber, virou mais um pouco da Catuaba já meiando a garrafa e rezando pra que Gaia lhe abençoasse com uma morena igual aquela qualquer hora dessas em sua cama.

Olhava para Sophia de boca aberta como um cachorro olha pra uma linguiça na vitrine de um açougue. Poderia já ser o efeito da catuaba, por isso bebeu mais um pouco pra continuar sentindo aquele fervor que aumentava em seu íntimo.

"Faz isso comigo não, Sophia..."

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 30 Empty Legado do Trovão - Olhos da Tempestade

Mensagem por Luke Constantine em 07.08.17 21:42

* Luke ouve as boas sugestões do Presas de Prata mas o que realmente lhe salta aos olhos são as palavras que se seguem. O Galliard fazia justiça a sua lua e havia apenas um adjetivo justo o suficiente para definir suas palavras: inspiradoras. Ouve o elogio que lhe era dirigido e fica satisfeito, ser qualificado como um bom líder era tudo o que um Alfa decente poderia almejar. Presta atenção no que é exaltado em cada um dos irmãos de matilha e sente orgulho de liderar uma matilha que se mostrava extremamente promissora. Sabia que boa parte dos bons resultados se devia ao seu pulso firme e à sua objetividade ao liderar mas era inegável que todos, sem exceção, carregavam seus próprios méritos. Aproveita o momento para adicionar: * 

- Vocês honram o nome dessa matilha e tenho orgulho de correr com vocês. Como o Galliard falou, vamo fazer a Profanadora tremer antes de pisar no nosso território.

* O Senhor das Sombras não era afeito à esse tipo de demonstração pública mas algo nas palavras do Galliard havia aflorado seu orgulho de tal forma que era impossível conter para si aquelas breves percepções. O semblante carregado de seriedade que o Alfa portou por toda a noite agora dava margem para um ar um pouco menos duro. As sugestões seguem e Legado-do-Trovão as ouve em silencio até que toma suas decisões e diz à matilha: *

- As sugestões do Victor são boas. Lupino, você já pode consultar sua tribo pra entender os mistérios da mácula e descobrir como a gente se protege disso. Pacificador, seu vinculo com as Fúrias é bom, descobre mais sobre a Eva e sobre o ritual de controle dessas almas vingativas.. pega o desenho que o Skull fez, isso deve ajudar. Spybot e Caveira, vocês já sabem o que fazer, espero boas notícias. 

* Já tendo liberado a matilha estava pronto chamar o Galliard para seguir adiante quando nota a aproximação de uma fêmea extremamente atraente. Os olhos do Ahroun se fixam nela por um demorado instante e o pensamento corre sua mente: *

"Ah se não fosse a litania.."

* Observa aquela silhueta dotada de sensualidade sabendo que ela deveria estar bastante acostumada com o efeito que causava. Legado-do-Trovão jamais se tornaria um violador do primeiro verso da litania, aquela era uma vergonha que não iria carregar, mas, por Gaia, olhar não era nenhum crime. É então que ouve o sobrenome que a fêmea carregava e tudo muda. Observa-a nos olhos por um instante e diz em seu tom objetivo: *

- Luke Constantine, Legado-do-Trovão, Ahroun Cliath dos Senhores das Sombras e Alfa da Olhos da Tempestade. * Olha para Victor por um instante, deixando-o livre para fazer a própria apresentação, e então volta os olhos novamente para a Theurge dos Juízes do Destino, adicionando: * - Não vejo problema algum.

* Ao contrário do que a Theurge deveria estar acostumada, Luke não fazia a menor tentativa de ser galante. Vira-se para a matilha e apenas completa: *

- A gente se encontra aqui pras cerimonias. Alef, me dá uns minutos.

* Já tendo dado as ordens para a matilha, faz um sinal para que Victor o acompanhasse e se aproxima da sua irmã tribal, pousando a mão gentilmente nas costas da mesma, em um gesto hábil e fluido que parecia treinado e tinha como propósito leva-la para caminhar e afasta-los dos ouvidos da matilha. Diz em seu tom natural: *

- Vamo andar um pouco pra garantir a privacidade que você pediu.
Luke Constantine
Luke Constantine

Mensagens : 556
Data de inscrição : 28/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 30 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Victor Montenegro em 07.08.17 21:56

Victor era frio, mas não era morto e, minha nossa senhora. *Multiplica, Gaia!* Era tanta beleza que o Philodox quase não escuta o sobrenome da moça. Mas o Senhor das Sombras era treinado e não deixa transparecer a estupefação. Com o seu típico meio sorriso e cara de quarta-feira, vira-se para a Theurge de sua tribo e fala:

"- Victor Montenegro, Justiça do Predador, hominídeo, Philodox, Cliath dos Senhores das Sombras. Prazer."

Diante do Sinal do Alfa, Victor os acompanha.
Victor Montenegro
Victor Montenegro

Mensagens : 906
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 33
Localização : Rio

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 30 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 30 de 40 Anterior  1 ... 16 ... 29, 30, 31 ... 35 ... 40  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum