Clareira Central

Página 7 de 40 Anterior  1 ... 6, 7, 8 ... 23 ... 40  Seguinte

Ir em baixo

Clareira Central - Página 7 Empty Réquiem - Sangue Forte de Luna - Todos na Assembleia

Mensagem por Eve Ballmer em 12.04.18 12:48

Forma Atual: Crinos

A Galliard observa a luta de seu irmão de tribo contra um Filho de Gaia. Apesar do descontrole do Filho de Gaia, Filho da Alvorada vence e olha, por alguns instantes, na direção de Réquiem. Ela, percebendo o olhar, aplaude o irmão de tribo devido sua vitória. Era a primeira luta dos Presas de Prata na assembleia, e já estreando com vitória.

Ouviu as palavras de eu beta para Anda com Espíritos, mas resolveu não se pronunciar. Aquele assunto, pelo menos por enquanto, estava encerrado. O apoio de Emilie era bem vindo e ela meneia a cabeça em tom positivo para a Ragabash. O olhar de confiança de Angelique realmente tinha diminuído, dando lugar a um olhar de desconfiança, mas não para com sua matilha, mas pelas manobras que estavam sendo realizadas durante a assembleia.

Enquanto o próximo embate Theurge é anunciado, Angelique baixa seus olhos na cumbuca dada por Anda com Espíritos para ser utilizada para guardar o sangue de sua matilha em oferecimento ao líder da Seita.Quando ergue seus olhos, vê a vitória do Portador Theurge, mas não tinha visto o desdobrar daquele embate.

Continua observando os embates, sem comentar nada. Ainda tinha a duvida se deveria agir como Equilíbrio da Vida ou tentar vencer o Fianna quando fosse a sa vez. Sua atenção só é desviada pelo imenso fedor que o Roedor exala. Estava odiando aquela habilidade com todas as suas forças.

A Mestre de Cerimônias dá um recado e desta vez Angelique se vira para a matilha e faz um comentário breve:

-Entenderam?

E volta a atenção para a assembleia e os juramentos de lealdade. E mais um lobo guará, salvo pelos Crias mais cedo, e caçado pelos irmãos de Flagelo da Wyrm é oferecido. Angelique suspira fundo e já adianta:

-Sem comentários sobre a oferenda de Temido-Como-Vulcões. Não precisamos de mais cenas para esta matilha.

A constrição com o Naurú seria dificílima, ela já conseguia prever.
Eve Ballmer
Eve Ballmer

Mensagens : 515
Data de inscrição : 25/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 7 Empty Flagelo-da-Wyrm - Assembléia | Sangue-Forte-de-Luna | Sangue-Sobre-a-Neve

Mensagem por Convidado em 12.04.18 12:57

Crinos

O Cria de Fenris observa os acontecimentos incrédulos, obviamente Gaia estava com raiva dele e lhe punindo por isso. Seu olhar se volta para Sangue-Sobre-a-Neve e sem dificuldades qualquer um poderia perceber que ele esperava uma fala ácida da Vidente.


*Pqp... Eu devo ter feito muita merda mesmo. Um Crias de Fenris, essa merda não pode ser coencidência... Não é possível.*


Agora quem não queria bater papo era Flagelo-da-Wyrm, fodasse o clima tenso.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 7 Empty Pantaneiro (Crinos) - Assembléia / Fortaleza de Gaia / Garras-do-Trovão

Mensagem por Convidado em 12.04.18 13:21

Era o seu momento de jurar a lealdade da matilha pelo líder do Caern. Assim, sem pensar duas vezes, pega o Kit de Puja que Padmatavi havia oferecido e a arma na outra mão de Derek, se dirigi até Garras-do-Trovão, se ajoelha estendendo os presentes ao líder e diz:

- A Fortaleza de Gaia jura lealdade e apoio ao líder deste Caern e como prova deste juramento presenteamos a liderança com essa bela arma de grande valor sentimental para nós, onde foi passada de pai para filho no leito da morte, que simboliza a essência de nossa força física e este Kit de Puja com incensos de adoração aos Totens onde simboliza nossa força espiritual.


Mantinha-se ajoelhado e de cabeça baixa aguardando as palavras de Garras-do-trovão.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 7 Empty ASSEMBLEIA PARTE XX | Semi-Final | Torneio Theurge Athro-Ancião

Mensagem por NarraDiva em 12.04.18 14:13

O líder do Caern recebe os presentes da recém-formada Fortaleza de Gaia e, diz, ao passo que ajuda Pantaneiro a se levantar:

'- Reconheço, como líder desse Caern, sua lealdade e de sua matilha.'

Pantaneiro podia voltar a o seu lugar, o Alfa do Caern também o faz. A Mestre de Cerimônias segue com as batalhas:

'- Disputando uma vaga para enfrentar Flor-de-Gaia na final, inicio a Semi-Final do Torneio Theurge Athro-Ancião chamando para a batalha nosso Mestre de Rituais, representando a matilha Aurora de Gaia, o líder da Tribo dos Presas de Prata Fênix-de-Prata. Seu adversário que, igualmente, convoco aqui, trabalhou por anos com uma das lendas da Nação, representando a matilha Bênção-do-Trovão, o assistente de Margrave, o Senhor das Sombras, Presença-Sombria.'

Senhores das Sombras e Presas de Prata uivam a plenos pulmões pelos seus representantes. Aquela, sem dúvidas, seria uma batalha entre dois poderosos Theurges. Os dois chegam ao centro e ouvem as instruções do Mestre do Desafio. Se cumprimentam e vão aos seus lugares.

Com o aval do Mestre do Desafio a batalha teria início mas os dois se mantém parados. Analisando seu oponente, Presença-Sombria faz um brilho prateado tomar conta do seu corpo enquanto as garras de Fênix-de-Prata se tornam garras de Prata. Havia tensão ali. Sem se mexer, Presença-Sombria olha aos Céus e um relâmpago cai na direção de Fênix-de-Prata que esquiva. Enquanto se movia, suas garras se transformavam em verdadeiras lâminas de espada, feitas de prata.

'- Klavaskar, previsível.' - comenta o Senhor das Sombras que invoca mais três raios para cima do Presas de Prata. Dos primeiros dois, o Filho de Falcão esquiva, mas o terceiro o acerta em cheio, deixando-o bem ferido mas ainda na luta. Um brilho de prata surge no corpo de Fênix-de-Prata enquanto ele se levanta e caminha na direção do Senhor das Sombras, mas, em dado momento, o Presas de Prata simplesmente não consegue se mexer. Presença-Sombria avança, então, com suas garras Acerta o Filho de Falcão por duas vezes mas sem transpassar a Armadura de Luna do Filho de Falcão que, se desvencilha, do Olhar Paralisante do Senhor das Sombras e com um golpe rápido de Klavaskar rasga o peito de seu adversário, sendo declarado vencedor pelo Mestre do Desafio, voltando ao normal, recebendo o amuleto e usando para se curar. 

O Senhor das Sombras também volta ao seu posto. A Tribo dos Presas de Prata comemorava muito a vitória de seu líder.
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 7 Empty Sangue-dos-Quatro-Ventos (crinos) - Guardiões, Todos

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em 12.04.18 14:23

Degan escuta o comunicado da Seita e logo vê a bobagem que deixou acontecer, respirando fundo e baixando a cabeça.

Merda...


Ele se volta para os demais, dizendo:


" - Isso também foi minha culpa... Não achei que o momento não permitisse a quem já saiu do desafio se ausentar ate os debates. Me perdoem..."

O tom de voz dele mostrava sua culpa nesse assunto. Boitatá ja estava fraco demais para esses erros.

" - Quando iniciarem a Quebra-do-osso, vamos pedir a palavra e vamos prestar uma contrição ao Boitatá... Eu posso entregar minha pena e um pouco do meu sangue..."


Era o mínimo que ele, por não ter agido no momento certo, como Philodox podia fazer. Não queria que o alfa arcasse com toda a responsabilidade por aquele incidente, da forma como as coisas ocorreram.
Deganawida
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 496
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 44

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 7 Empty Grace(Crinos) - Todos

Mensagem por Convidado em 12.04.18 15:39

Grace também não imaginava que a breve ausência de Olhos de Gaia ia ser um problema tão grave, e sente sob os ombros o peso do descontentamento do Boitatá e da Seita sobre a Matilha. Deganawida, como juiz, se sente culpado e sugere uma contrição, e novamente oferece sua pena, o que faz a Galliard perguntar diretamente. 
- Ela é importante pra você, não é? Podemos pensar em algum outro presente se for o caso. Olhos de Gaia poderia doar sua Gnose, e você tambem se preferir. Eu me ofereço a doar meu sangue também... - olha para os outros membros da Matilha, esperando que eles se unissem à oferta, como um único corpo que deveriam ser. 

Assiste a nova rodada de juramentos de líderes de Matilhas, com atenção especial para Pantaneiro que oferece belos presentes. O duelo theurge em seguida é impressionante, mostrando alto nível de habilidades dos dois, embora os raios invocados por Presença Sombria façam a Galliard estremecer com a má lembrança da caçada, e dar alguns rosnados de ira e temor. O Presas de Prata ganha o duelo, para a satisfação de Grace.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 7 Empty Legado do Trovão (Crinos) - Guardiões da Canção Ancestral

Mensagem por Luke Constantine em 12.04.18 15:40

* Luke assistia os combates que se seguem, uivando em honra aos vencedores conforme eles iam surgindo. Mais uma vez o odiento dom dos Roedores de Ossos que libera um cheiro pútrido é utilizado e mais uma vez o Senhor das Sombras torce o nariz, tendo de se concentrar (e prender a respiração) para que pudesse se manter firme onde estava. Olhos de Gaia responde sua proposta com agradecimento e, quando achou que tudo estava encaminhado, vê o lobo anunciar que sairia pra caçar. Demora um instante a mais para processar a história do lanchinho e Degan parece não perceber o que estava acontecendo, dando todo o aval que o Filho de Gaia precisava. Quando pensa em impedi-lo o lobo já estava disparando em fúria para longe. *
 
“Não, porra, não era isso.. ”
 
* Esquece completamente os comentários avulsos que seus outros irmãos expunham e, como suspeitara, não demora nada para que os olhares da liderança e seu séquito recaiam sobre a matilha. A Mestre de Cerimonias emite um aviso geral sobre as consequências da quebra de decoro durante a assembleia e Luke sente os olhares de sua tribo sobre si. Garras-do-Trovão, Sombras-da-Justiça, Essencia-do-Abismo e seu tio, Trovão-Inquisidor, eram aqueles que mais se demoram ao encara-lo e era possível sentir a fúria dos Netos do Avô Trovão mesmo à distância, seus olhares carregados cortavam mais que navalha. Abaixa a cabeça por um instante em sinal de sua falha e deixa escapar num rosnado baixo e rouco que não era direcionado à ninguém além de si mesmo: *
 
- Caralho..
 
* Sabia que estava fodido e que teria de suportar duras represálias internas no próximo encontro tribal, os Senhores das Sombras não perdoam falhas. Respira fundo para não deixar sua fúria transparecer para os seus comandados enquanto ouve o pedido de desculpas de Degan, bem como sua sugestão de contrição. Aquele era o caminho, a merda já estava feita e cabia apenas repara-la. Retoma a palavra a diz em tom baixo para seus irmãos: *
 
- Ninguém sai atrás do lobo, não vamos aumentar isso. Se alguém tiver algum recurso pra convoca-lo que não envolva sair daqui ou chamar atenção, use. Do contrário esperamos, ele vai voltar.
 
* Seu tom de voz era firme, a decisão estava tomada. Respira pesadamente em silencio por um instante, refletindo sobre o que foi feito e dito, então acena brevemente com a cabeça para Degan e emenda em complemento, falando baixo para que somente a matilha ouvisse: *
 
- Talvez o meu conselho sobre a fúria o tenha confundido e levado ao erro, quando a palavra for livre eu vou assumir a responsabilidade e me desculpar com a liderança em nome da matilha. A sugestão de contrição ao Boitatá está aceita.
 
* Luke se esforçava para deixar sentimentos de fora de suas palavras, adotando um tom prático e objetivo. Os irmãos mais perceptivos poderiam até perceber que ele controlava sua fúria apesar do preço que certamente pagaria. Depois disso, apenas se limita a observar em silencio os juramentos que se seguem. Novamente um lobo guará é dado como mostra de lealdade mas provavelmente dessa vez não haveria rebuliço. Novas lutas se seguem, sendo a última delas uma grande batalha entre um Theurge Senhor das Sombras e um Presas de Prata. O abençoado pelo Avô-Trovão é derrotado após uma boa disputa e, mesmo não desejando esse resultado, uiva protocolarmente em honra ao sangue derramado. *
Luke Constantine
Luke Constantine

Mensagens : 556
Data de inscrição : 28/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 7 Empty ASSEMBLEIA PARTE XXI | Primeira Fase | Torneio Ragabash Adren

Mensagem por NarraDiva em 12.04.18 16:05

A luta se encerra e a Mestre de Cerimônias chama a próxima batalha:

'- Lutando pela última vaga na Semi-Final do Desafio dos Ragabash Adren, chamo para lutar Faro-Fino, Roedor de Ossos, Impuro da Coração da Fúria da Mãe e Sem-Nome, Impuro Roedor de Ossos da Renascidos pelo Fogo.'

Os dois chegam e se cumprimentam amistosamente. O clima entre ambos parecia muito bom. O Mestre do Desafio explica os termos do duelo e autoriza a batalha a começar. E quando ela começa, algo surpreendente (talvez, ao menos para a maioria) acontece. Sem-Nome simplesmente se "teletransporta" para trás de Faro-Fino, desferindo-lhe uma violenta mordida na nuca e sendo separado do seu irmão de tribo pelo juiz que lhe dá a vitória. Tudo acontece de forma muito rápida e, ao receber o amuleto, Sem-Nome o dá para seu irmão de tribo que se cura. Os dois caminham juntos e conversando após o rápido duelo. Sem-Nome enfrentaria Sombra-de-Loki (Crias de Fenris). A outra Semi-Final seria entre Spyware (Andarilhos do Asfalto) e Duas-Caras (Senhores das Sombras).
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 7 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Convidado em 12.04.18 16:17

Antonio Xavier observa com orgulho a entrega simbólica feita por Pantaneiro. E já fica atento para a luta entre Senhor das Sombras e Presa de prata: luta bastante disputada em que ambos usaram dons incríveis.

Logo, inicia-se a luta entre 2 Roedores e a batalha impressiona pela manobra incrível do vencedor.

"  As lutas são verdadeiras aulas, espero em breve, com grande dedicação, alcançar um alto nível em batalhas".

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 7 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Sussurros Solitários em 12.04.18 16:45

Forma atual: Crinos

O Uktena assiste ao combate de Skullhead e Sereno-Trovão e não disfarça a cara de nojo quando ele retira aquele pedaço de metal que colocou no lugar do Braço. A Derrota do Andarilho traz uma expressão de desagrado ao Uktena que não poderá mais bater nele com o com o aparato da Weaver como desejava.

Ao comentário do Beta, o lobo apenas responde:

"- As corrupções da Weaver enfraquecem a alma... Não entendo como alguém pode profanar o próprio corpo dessa maneira. É triste."

Quando o Andarilho volta carrego pelo Fenris o lobo nada fala e concentra sua atenção nas demais atividades da assembléia. 

Quando Fúria-do-Peru-Selvagem, um dos seus amigos dentro da tribo luta e vence, o lobo uiva com toda sua força em honra ao irmão de tribo. 

Um outro fato inusitado é quando a seita repreende a nova matilha de Luke por um garou ter mudado de forma e saído no meio da Assembléia com o Totem manifesto ali de forma física.

*O Totem já está furioso e esses desrespeitos não ajudam ninguém... Sorte a dele que o Boitatá não o devorou ali mesmo...*

Mais algumas matilhas juram sua lealdade e o lobo apenas observa. 

O próximo combate que chama atenção do lobo é o de Fênix-de-Prata e Presença-Sombria, os dois Ahtros fazem uma batalha impressionante e o lobo uiva satisfeito com a vitória do Mestre de Rituais do Caern e continua assistindo com atenção.
Sussurros Solitários
Sussurros Solitários

Mensagens : 847
Data de inscrição : 04/07/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 7 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Convidado em 12.04.18 17:07

Forma - Lupino -> Crinos

Olhos de Gaia, pelo mesmo lugar que partira retorna, dessa vez na forma Lupina e carregando dois animais na boca, ele se aproxima discretamente de sua matilha, e joga os dois tapitis nos pés de Luke, assumindo logo depois a forma Crinos (1 de Fúria).

Todos notavam que ele estava com muito menos Fúria, e tinha uma feição de calma e atenção típicas dele, sem a Fúria afetando seus pensamentos mais.

Ele fala baixo.

"- Alfa, o primeiro quinhão da matança."


Logo depois ele olha para seus companheiros esperando as reações, imaginava quando saíra que estaria descumprindo o rito da Assembléia, mas tentara voltar o mais rápido possível.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 7 Empty Skullhead (Crinos) - Matilha Olhos da Tempestade | Todos

Mensagem por Diogo'Papo-Reto' Moncorvo em 12.04.18 17:39

Hadrian lhe oferece palavras mais amenas, mas é repreendido por Siegfried... porra, ele realmente não queria mais uma discussão idiota por tão pouco. Ele lança um olhar agradecido para o Peregrino, apenas, acreditando que aquilo iria mostrar que ele estava de boa com tudo aquilo. Já havia se fodido demais naquela vida, mais uma vez não iria lhe matar. Ian também lança um comentário, ele apenas concorda com a cabeça não querendo estender nenhuma discussão. Não havia nem 24 horas que ele estava com aquele braço, ele sequer sabia usar ele em sua integridade... o problema não era dependência, ele tinha certeza, mas estava ferrado demais para se meter numa discussão idiota no meio da assembleia. Ele apenas se cala.

O Andarilho, então, volta sua atenção para os ritos da Assembleia no momento em que a nova matilha de Luke recebia as atenções porque o lua crescente havia abandonado o local. Pra que? Ninguém sabia.

O fato é deixado para trás para dar lugar para novos juramentos de matilha. O último a jurar lealdade é Pantaneiro, que entrega uma arma e um kit de incensos para o Alpha da Seita. Skullhead não conseguia pensar muito àquela altura, estava muito ferido e a dor se espalhava por todo os seu corpo. Ele tentava se manter atento, mas por vezes a dor despontava no ferimento da mordida fatal e ele se perdia no meio de devaneios. Ele consegue acompanhar porcamente o desafio dos Theurges mais poderosos da Seita e que se mostravam verdadeiros combatentes. A disputa dos luas novas dos Roedores, do contrário, é muito rápida e Sem-Nome saia vitorioso dela.

Mais uma vez, aguardava a continuação das disputas. Talvez não tão animado quanto antes, mas ainda tentando manter-se atento a tudo.
Diogo'Papo-Reto' Moncorvo
Diogo'Papo-Reto' Moncorvo

Mensagens : 687
Data de inscrição : 02/07/2017
Idade : 24
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 7 Empty Grace(Crinos) - Todos

Mensagem por Convidado em 12.04.18 17:56

Assim que o Lupino retorna, Grace lhe diz em voz baixa, calma, mas com gravidade.
“- Nossa Matilha foi repreendida por conta de sua mudança de forma e sua saída da Assembleia. Isso irritou o Totem e a Seita. Quando estivermos com a palavra vamos fazer uma contrição ao Boitatá. Você tem gnose para doar?

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 7 Empty Legado do Trovão (Crinos) - Guardiões da Canção Ancestral

Mensagem por Luke Constantine em 12.04.18 18:02

* Luke aguardava em silencio, recluso em seus pensamentos sobre os problemas que enfrentaria em sua tribo. Aproveita o momento para assistir o combate entre os dois luas novas dos Roedores de Ossos, que foi deveras rapido e impressionante. De alguma forma Sem-Nome havia simplesmente se projetado para as costas do oponente, dando cabo dele em um piscar de olhos. Fica pensando no estrago que um dom daqueles poderia causar. *
 
“Ragabashs e seus subterfugios.. eles não podem ser menosprezados..”
 
* Então percebe a reaproximação de Olhos de Gaia, que retorna para a matilha carregando dois coelhos selvagens. Luke olha as carcaças postas diante de si como oferta do primeiro quinhão da matança e depois encara o caçador, aguardando o Filho de Gaia retomar a forma Crinos. Em Crinos o Senhor das Sombras era um monólito de carne e musculos, muito maior que qualquer um dos irmãos de matilha (fisico impressionante), e seus olhar fixo era capaz de gerar alguma inquietação (marca do predador). Ainda assim, sua voz não era agressiva quando fala ao lua crescente: *
 
- Agradeço a oferta, mas me comprometi com o Espírito Lobo e não posso me alimentar de nada que eu mesmo não tenha caçado.
 
* Deixa que o lupino absorva aquela informação para que não considere como desdêm o não aceite ao primeiro quinhão e então prossegue, mantendo um tom muito objetivo que ocultava emoções: *
 
- Em complemento às palavras de Cordas-Tremulas, não permita que isso ocorra novamente. * Deixa o aviso em um tom firme e prossegue: * - Irei me desculpar com a liderança depois e faremos uma contrição ao o Boitata, e quero que você participe dela ativamente.
 
* Mantem os olhos no lupino certificando-se de que ele havia entendido a situação. Era seu primeiro momento na liderança e não havia motivos para ser agressivo ao primeiro erro, acreditava que suas palavras incisivas seriam educativas o bastante para previnir novos acontecimentos negativos. Quanto aos Senhores das Sombras, isso era um problema seu e lidaria com as consequencias. Prossegue agora mudando para uma abordagem geral, falando ainda em tom baixo para que apenas a matilha escutasse: * 

- Algum de vocês conhece o ritual de contrição? O Theurge da minha antiga matilha comentou que o Boitata gosta de inimigos queimados em sua honra, talvez a doação de gnose e sangue não seja suficiente para aplacar sua fúria.

* Isso era um assunto melhor entendido pelos Luas Crescentes, de modo que aguarda que estes se manifestem. *
Luke Constantine
Luke Constantine

Mensagens : 556
Data de inscrição : 28/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 7 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Convidado em 12.04.18 19:42

Forma - Crinos

Assim que o Alfa recusa sua oferta ele levanta as orelhas, mas entende plenamente os motivos de Chiminage do Senhor das Sombras, no entanto, a Matilha tinha sido repreendida na sua ausência.

"- Peço perdão, tentei ser discreto, me comprometo pessoalmente com a contrição, porém não conheço o ritual."


O Lupino abaixa a cabeça e consequentemente suas orelhas e o rabo entre as pernas, demonstrando arrependimento de ter envergonhado a Matilha duas vezes, primeiro com seu Frenesi, segundo com sua saída repentina, ao menos, sua Fúria parecia controlada.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 7 Empty Clareira central Sangue-Forte-de-Luna

Mensagem por Anda-Com-Espiritos em 12.04.18 20:10

As lutas que seguiram a de Nate passam batido em sua frente, sem muito lhe chamar a atenção até que um garou arranca seu próprio braço. Só então ele percebe o que realmente era aquilo: um show de aberrações. Um garou sem garras ia lutar com um garou sem braço. 
"Era justo", pensou ele. 
A despeito das adversidades os dois fizeram uma luta decente com o garou sem garra acabou por acertar uma forte mordida finalizando a luta.
Nate não conseguiu parar de pensar que uma focinheira seria o pior inimigo deste garou. Não fosse seu atual estado de espirito ele poderia ate ter rido da pilherria. 
Mas Nate ainda estava muito pensativo sobre o que tinha feito, havia se deixado levar sem nem ao menos pensar sobre o assunto. Seu erro agora ia lhe caindo nos ombros mas com isso o aprendizado. Estava repassando suas ações e como fora tolo. Havia desrespeitado o lider ao interromper o ritual, havia desrespeitado o totem da mesma forma, havia desrespeitado o líder da tribo que fez a oferenda, havia envergonhado sua matilha e sua tribo com sua atitude impensada. Agora com a cabeça mais fria ele conseguia analisar a situação melhor: 

*É provavel que este lobo tivesse sido cassado antes mesmo de Nauru nos abençoar, então porque eu fiquei tão irritado ao ponto de quebrar o protocolo em um ritual? Logo eu, um Theurge!*
Então quando o outro lobo guará é arrastado e oferecido Nate não esboça sequer uma reação. 

Havia passado muito tempo em um caern pequeno onde as preocupações de um eram a de todos. Era como viver em uma vila pequena, todos conhecem todos e todos cuidam de todos. Mas ali era o Rio. Seu tio o avisara que as coisas seriam diferente. Cometeu esse erro mas não cometeria novamente o mesmo erro.

Ainda calado Anda-com-Espiritos apenas olha para seus irmaos quando eles o falam e assiste a mais uma matilha desrespeitar o totem. Pelo menos nao seria o único a tomar rolada.
Anda-Com-Espiritos
Anda-Com-Espiritos

Mensagens : 222
Data de inscrição : 21/03/2018
Idade : 35
Localização : Fortaleza

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 7 Empty ASSEMBLEIA PARTE XXII | Juramento de Lealdade Tribal

Mensagem por NarraDiva em 12.04.18 20:29

A Mestre do Desafio novamente assume seu posto para prosseguir com os trabalhos da assembleia. Com sua presença forte, convoca um dos momentos mais esperados por parte da Seita:

'- Convoco Fênix-de-Prata, líder dos Presas de Prata, a jurar lealdade ao líder da Seita.'

Fênix-de-Prata já havia se ajoelhado por sua matilha, mas agora permanecia de pé. Ao chegar, cumprimenta com um aperto de mão firme e um olhar forte que invadia os olhos do Senhor das Sombras. Na mão esquerda, uma coroa prateada é entregue para o líder do Caern enquanto o Filho de Falcão diz:

'- Os Filhos de Falcão juram lealdade à vossa liderança, Garras-do-Trovão.'

O líder do Caern pega a coroa, responde com calma:

'- Reconheço e muito me honra a lealdade dos Filhos de Falcão, Fênix-de-Prata.'

Fênix-de-Prata volta ao seu posto e a Mestre de Cerimônias fala:

'- Chamo Uivo-Voraz, líder dos Roedores de Ossos, para prestar seu juramento.'

O despojado Roedor segue para o centro e se ajoelha. Atrás dele, um enorme rato o seguia. Quando Jacob se ajoelha, o rato sob por seu corpo até parar em seu ombro. O Galliard olha para o líder, e estende a mão - para onde o Rato segue e repousa:

'- Os Roedores de Ossos juram lealdade pra você, Garras-do-Trovão e te oferecem esse Rato como símbolo de nossa lealdade. Protegeremos você e esta Seita assim como protegemos nosso Totem.'

O Senhor das Sombras pega o Rato e fala:

'- Agradeço e reconheço a lealdade de sua tribo, Uivo-Voraz.'

O Roedor de Ossos se levanta, dá dois tapinhas no ombro do Alfa do caern e fala:

'- Já é!'

E segue para seu lugar. A Mestre de Cerimônias chama o próximo:

'- Convoco Sombra-da-Justiça para prestar a lealdade ao novo líder em nome dos Senhores das Sombras.'

O líder dos Senhores das Sombras chega até o local onde David estava. Ajoelha-se, estende uma Klaive toda negra cheia de sangue e fala:

'- Aceite, meu líder, essa Klaive Negra banhada em meu sangue como prova da lealdade que, nesse momento, juro a ti, em nome dos Filhos de Avô Trovão.'

O Senhor das Sombras pega a Klaive e fala:

'- Reconheço e agradeço vossa lealdade, irmão.'

Adam volta para seu lugar. Júbilo-das-Górgonas fala:

'- Convoco Invocador, líder dos Uktenas para prestar seu juramento.'

Invocador chega ao centro, se ajoelha, estende uma máscara cerimonial ao Alfa do Caern e fala:

'- Uktenas jurar lealdade à Lider de Caern e oferecer Máscara Sagrada como prova de lealdade.'

O Senhor das Sombras pega a máscara e diz:

'- Reconheço e agradeço a lealdade da Tribo Uktena.'

Invocador volta ao seu lugar e a Mestre de Cerimônias chama a última tribo a prestar juramento:

'- Convoco Fúria-da-Tempestade a prestar o juramento dos Wendigos.'

O Wendigo segue, se ajoelha. Em sua mão carregava um totem de Madeira com representação de todos os espíritos das tribos puras:

'- Os Wendigos reconhecem e juram lealdade à Seita e à seu líder. Oferecemos totem como prova de Lealdade.'

O Senhor das Sombras responde:

'- Reconheço e agradeço a lealdade dos Wendigos.'

O Wendigo volta ao seu lugar. A Assembleia seguiria seu rumo com todas as tribos já tendo jurado lealdade ao Líder.

Clareira Central - Página 7 5
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 7 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Elaijah Maickoson em 12.04.18 20:30

Elaijah fica menos preocupado com sua matilha quando a mesma deixa de ser o centro das atenções por causa do frenesi e do abandono da assembléia.

As lutas estavam realmente excitantes. Elaijah uiva muito alto quando os membros de sua matilha vencem e de sua tribo também, mesmo depois daquele cheiro horrível exalado pelo Roedor de Ossos.

Mas um Lobo-Guará usado como sacrifício e dessa vez pelos Crias de Fenris. Elaijah olha momentaneamente para seu irmão de matilha e pode ver que não estava feliz também com o que tinha acontecido.*E o momento de se desculpar com Naurú vai ser tenso.*

Elaijah se volta para sua líder e fala.
-Quando pudermos depositar nosso sangue é só nos falar. Mas acho que poderíamos criar um Símbolo Garou para nossa tribo e com a garra entalhar nessa vasilha para dar ao líder do Caern.
Elaijah Maickoson
Elaijah Maickoson

Mensagens : 205
Data de inscrição : 21/03/2018
Idade : 31

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 7 Empty Flagelo-da-Wyrm - Assembléia | Equilíbrio-da-Força

Mensagem por Convidado em 12.04.18 20:48

Crinos

Flagelo-da-Wyrm acompanha todas as lutas, até o prazer em assistir os combates já tinha se esvaído.


*Essa merda bem que podia acabar logo, cansei de bancar o Garou bonzinho.*


Quando percebe seu irmão de Matilha de olhar não consegue evitar o olhar de retorno, um olhar com ódio, o Fenris não estava irritado, ele estava puto pra caralho.


*Eu não estou duvidando muito que vai ter mais FdP oferecendo um Guará só pra afrontar o resto de dignidade que eu tenho.*


E assim ele seguia assistindo a Assembléia, com uma vontade tão grandes que era semelhante a passos de Formiga para alcançar um Km.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 7 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Convidado em 12.04.18 20:49

Ronaldo fica calado a partir de agora, prestava atenção nos ritos e peculiaridades de cada tribo, observava uma vez ou outra seus companheiros de matilha e ficava encucado sobre o que Padmatavi tinha na mente, ficou curioso.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 7 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Sussurros Solitários em 12.04.18 22:01

Forma atual: Crinos

O Lobo assiste aos juramentos das últimas tribos e fica feliz com o juramento que é feito pelo sue líder, Invocador. O lobo gostava de Garras-do-Trovão e ele tinha a sua lealdade. 

*Tanta coisa ainda vai acontecer nessa assembléia... É uma maneira muito tumultuada de se começar uma liderança.*
Sussurros Solitários
Sussurros Solitários

Mensagens : 847
Data de inscrição : 04/07/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 7 Empty ASSEMBLEIA PARTE XXIII | Quebra do Osso | Apresentação das Matilhas

Mensagem por NarraDiva em 12.04.18 23:04

Todas as tribos haviam feito seu juramento tribal. Era uma assembleia que, apesar de relativamente corrida, tinha uma pauta extensa e está longe de chegar na sua metade. O Juiz do Caern, Temido-Como-Vulcões, com um grande osso nas mãos, começa a caminhar pela clareira central e a dizer, com seu tom de voz naturalmente intimidador:

'- Começamos agora a Quebra do Osso, o momento em que debateremos os temas fundamentais para essa Seita. Excepcionalmente nessa assembleia não iremos cantar o Renome de vocês nessa fase. Esperaremos a final de todos os torneios para cantar vossos renomes, mas vamos seguir normalmente com as apresentações dos Galliards e parecer dos juízes.'

O Fenris olha especialmente para a Sangue Forte de Luna e para a Guardiões da Canção Ancestral e fala:

'- Muitas matilhas são jovens e não estão acostumadas com os ritos de assembleia numa seita que tem zelo pelas nossas tradições mais antigas, então explico... nos momentos em que esse osso estiver empunhado ao ar, qualquer um pode pedir a palavra e falar sobre o tema que quiser. Entre os debates teremos os torneios, os julgamentos e, cada matilha será chamada ao centro para sua apresentação.'

O Fenris faz um gesto e Júbilo-das-Górgonas caminha até o seu lado, pega o osso, e diz:

'- Os Mestres de Cerimônias ou indicados pelas matilhas terá o dever de apresentar a matilha para a Seita e cantar seus feitos. Isso é fundamental para o fechamento do renome de cada um. É uma enorme responsabilidade que nós, Luas Gibosas, carregamos e cumprimos com louvor.'

O Juiz volta a pegar o osso e toma a palavra para si:

'- Em seguida o Juiz de cada matilha toma sua posição e faz a avaliação do cumprimento da Litania de cada membro da matilha e da confiabilidade e dos serviços prestados por cada membro de sua matilha, incluindo a si mesmo.'

Júbilo-das-Górgonas, ao lado do Juiz, pega o osso e fala:

'- Para abrir essa fase da assembleia eu convoco a matilha Arautos da Justiça para fazer sua apresentação.'

O Fenris pega o osso e, junto com a Galliard se retira do centro. Não era preciso segurar o osso para fazer a apresentação do Galliard ou parecer do Juiz nessa fase da assembleia.

Like a Star @ heaven PARA EFEITO DE INTERPRETAÇÃO, CELERIDADE E BOM ANDAMENTO DO JOGO: Todos devem, quando quiserem falar durante os debates, interpretar que levantam a mão, pegam o osso, falam e devolvem o osso para o juiz. Não é necessário esperar que NarraDiva poste que o Juiz entregou o osso e autorizou, sempre considerem que são autorizados e que o osso lhes é entregue para que falem. A Narração alerta que isso vale para os momentos de debates, os Julgamentos, Torneios e Apresentações das matilhas tem tradições próprias de funcionamento.
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 7 Empty ASSEMBLEIA PARTE XXIII | Quebra do Osso | Apresentação das Matilhas: Arautos da Justiça

Mensagem por NarraDiva em 12.04.18 23:27

Sagittarius, alfa e Juiz da Arautos da Justiça, e Rio-Sereno, Galliard tomam o centro da clareira central. A Galliard é a primeira a tomar a palavra. Rio-Sereno, mesmo na forma Crinos, passava uma impressão de tranquilidade. 

'- Rio-Sereno todo convidar para uivar. Arautos da Justiça à Seita se apresentar. Sagittarius, Filho da Barata nascido na Meia-Lua, com justiça e honra nos liderar. Invocador-do-Abismo, Theurge que conhece os segredos do desconhecido, pelo mudo espiritual nos guiar. Mestre-dos-Magos enxergar o que quase ninguém ver, com sabedoria da Lua Nova nos brindar. Dois filhos do Trovão Assassino-das-Sombras e Algoz-Soturno com braços fortes nos proteger e, eu, com muita honra, nossas glórias cantar.'

E, então, ela começa sua narrativa. Sua voz era boa de ouvir e a maneira como articulava as palavras prendia a atenção de quem ouvia. Não passava tanta emoção, mas prendia pela jeito doce como contava. Narrava uma história de glória. Falava em território livre dos vampiros e na união entre diferentes para construção de um grande parque para fortalecer a Wyld na região. Elogia bastante Sagittarius que é enaltecido como grande herói de uma matilha

Sem empolgar a assembleia, mas cumprindo bem seu papel, a Galliard encerra sua parte. Em seguida, Sagittarius dá seu veredicto enquanto juiz:

'- A litania foi cumprida pelos membros da matilha. Tivemos apenas dois julgamentos no período com uma absolvição e uma pena leve imposta à Invocador-do-Abismo. Declaro leais, confiáveis e em dia com suas obrigações Sagittarius, Rio-Sereno, Assassino-das-Sombras, Algoz-Soturno e Mestre-dos-Magos. Declaro como indigno de confiança e com necessidade de elevar sua moral e sua conduta, Invocador-do-Abismo.'

Os dois se retiram. Era possível ver o mal estar estampado na face de Invocador-do-Abismo. A Mestre de Cerimônias chama a próxima matilha:

'- Chamo à matilha Aurora de Gaia para sua apresentação.'
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 7 Empty Kiba Valentine (Crinos) - Fortaleza de Gaia

Mensagem por Kiba Valentine em 12.04.18 23:49

Kiba acompanhava a decisão da matilha sobre o que ofertar para o líder da Seita sem fazer novos comentários. O fato de aceitarem a arma de Dereck por ter “valor sentimental” deixa o Ahroun levemente irritado.

Afinal de contas ele também havia oferecido algo que, para ele, tinha bastante valor sentimental.

Padme então oferece um kit de incensos e Kiba fica pensando o quão puto ele ficaria se ganhasse algo como aquilo. No fim das contas aparentemente só sua camisa e o tijolo do Portador da Luz Interior haviam sido descartados.

Eis então que finalmente um membro da matilha iria lutar. Sereno Trovão enfrentaria o Garou tatuado da Olhos da Tempestade.

- Boa sorte cara... Estamos na torcida.

Diz o Ahroun ainda se mantendo encarando a “arena” para onde o Portador se deslocaria. A luta não demora muito para acabar e o Portador da Luz Interior era o vencedor. Kiba uiva em comemoração à vitória do companheiro de matilha.

Em seguida, seus amigos Roedores iriam lutar e visivelmente Kiba fica completamente focado no campo de batalha.

“Vamos lá pessoal... Vocês conseguem! ”

Por mais que soubesse que Chuta Bundas era capaz ele não pode vencer o Garou que também o havia derrubado durante a caçada a Coração Valente. Kiba instintivamente leva a mão a cicatriz em seu peito enquanto sente sua fúria queimar diante da vitória do Uktena.

Depois de diversos juramentos e uma nova oferenda de um lobo guará é finalmente chegada a hora de Pantaneiro ir até o novo líder da Seita e jurar a lealdade da matilha.

Em seguida, era a vez de Fênix de Prata lutar. A luta é mais demorada que a maioria, mas é definitivamente uma bela luta. Kiba assiste atentamente os movimentos do líder dos Presas de Prata e se recorda dos movimentos de Klavaskar que havia aprendido mesmo sem nunca ter tido uma Klaive de verdade.

A batalha acaba com a vitória do Presa de Prata e muita comemoração entre a Tribo. Kiba ficava feliz que eles ganhassem algum reconhecimento mesmo não gostando do Theurge.

Instantes depois da vitória uma nova surpresa acontece. Olhos de Gaia, por alguma razão, decide sair da clareira central. O Ahroun escuta a repreensão do líder da Seita levemente incomodado. Ele conhecia o Theurge e sabia que certamente ele tinha uma boa razão para fazer o que fez.

“Ele deve ter sentido algo ou tido alguma visão... Só pode ser...”

Esperava que Olhos de Gaia estivesse bem de qualquer forma e logo volta a assistir a luta de dois Roedores de Ossos. Independentemente de quem saísse vitorioso Kiba estaria feliz. A vitória de Sem-Nome faz o Roedor de Ossos dar um novo uivo de comemoração.

Olhos de Gaia então retorna e Kiba fica olhando para o ex companheiro de matilha. Certamente ele estava explicando o móvito de sua saída para Luke e os outros e por isso o Roedor de Ossos decide se concentrar novamente nos juramentos.

Jacob ferece um rato ao líder da Seita e Kiba não consegue deixar de rir baixinho imaginando o quanto o Senhor das Sombras devia ter ficado feliz por ganhar um rato de presente.

A assembleia então segue para fase de debates e Kiba continuava em silencio diante daquilo. Não tinha nada a levantar, ainda mais agora em sua nova condição. Com certo tédio o Ahroun se deita no chão e coloca as mãos por trás da cabeça, tentando ficar o mais confortável possível enquanto ouvia o que seria debatido ou que chegasse a vez de Ronaldo falar pela matilha.
Kiba Valentine
Kiba Valentine

Mensagens : 529
Data de inscrição : 26/06/2017
Idade : 22

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 7 Empty Flagelo-da-Wyrm - Réquiem | Assembléia

Mensagem por Convidado em 13.04.18 0:39

Crinos

Flagelo continuava com uma cara emburrada e não aparentava nem um pouco que seu humor mudaria rápido.


Após a apresentação da Arautos-da-Justiça e a cara do Invocador-do-Abismo faz um comentário sucinto, sem esconder seu mau humor, para a Alfa sem nem olhar pra ela.


- Cuidado com as palavras.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 7 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 7 de 40 Anterior  1 ... 6, 7, 8 ... 23 ... 40  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum