Clareira Central

Novo Tópico   Este Tópico está bloqueado. Você não pode editar as mensagens ou responder.

Página 2 de 40 Anterior  1, 2, 3 ... 21 ... 40  Seguinte

Ir em baixo

Tarek - Kiba - Derek - Narração

Mensagem por Convidado em Qui Jun 29, 2017 10:05 pm

O jovem seguia o Presa de Prata que andava devagar, e ficava observar os seres a volta, não reconhecendo nenhum, mas achando curioso quem via por ali. Especialmente aqueles que pareciam chegar.
*O que temos aqui... Cowboy bombadinho, Loira com cara de gringa, Marilyn Monroe, mina largada, Mickey fumante...*
Volta a sua atenção novamente ao rapaz que acompanhava quando este trava por um instante e lhe dá um resposta um pouco sem graça a ele, o que o leva a rir de forma discreta mas se divertia com aquela reação.
"- Relaxa... Brincadeira..." - diminui o tom de voz só para ele ouvir fala do de forma a dar tom de piada - "Ou, não..."
Abre um sorriso largo e divertido e segue então caminhando com outro até a líder para se apresentar, mas outros vão entrando a frente. Dentre estes nota um apressado que deveria ser pouca coisa mais novo que ele.
Então após Kiba conseguir se apresentar segue sua vez. 
O rapaz já começa com uma pomposa reverência, juntando um braço a seu tórax e o outro girando levemente no ar enquanto curva o corpo.
"- Saudações a líder que é tão bela e esplendorosa com sugere sua alcunha, Estrela-da-manhã. Este viajante agradece sua hospitalidade, sou Thiago 'Tarek' Daoud, Sussurro da Noite, Galliard, Cliath dos Peregrinos Silenciosos, a seu dispor."
Eleva a cabeça a olhando lhe dando um charmoso sorriso, então se retira abrindo espaço para outros se apresentarem a ela e não atrapalhar a formalidade. 
Thiago deveria buscar pelos seus, sua tribo, deveria buscar pelo ancião, cujas informações diziam que havia se fixado ali, mas teria tempo para isso depois, no momento era melhor que ele fosse em socializar e conhecer as pessoas, aqueles recém chegados, saber de suas histórias que informações traziam e até talvez outras informações mais interessantes.
Logo seguiu atrás daquele que lhe cortará o caminho antes que lhe parecia mais interessante, o rapaz de moletom cinza (Derek).
" - Ei para que tanta pressa? Desse jeito não ver as coisas direito.. Ou ser visto..." 
Abriu um sorriso galante enquanto o observava com mais detalhes. 
"- Derek, certo?" - lembrava de ter ouvido o nome enquanto ele se apresentava - " Estrangeiro?"

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Grace Tavares Conney em Qui Jun 29, 2017 10:41 pm

Grace responde à Victor.
- Não sei. Conheço apenas seu nome de família e sei que ele era um parente dos Fianna.

E repete algumas vezes a palavra que Pantaneiro lhe ensinara.
- Xômano... irmão. Bom saber!

Pega o cartão que Bit-Coins lhe estende e coloca no bolso da calça jeans. Seguindo a orientação, ela avança em direção à Estrela-da-manhã para se apresentar. Toda a aura de Raça Pura circulando no local, e a postura imponente da líder da Seita, deixava a Galliard entre apreensiva e empolgada, e ela tenta se compor ajeitando a mochila, alisando sua regata branca, cor que sempre lhe caía bem com os cabelos loiros, pelos quais ela passa os dedos para ajeitar e confere também as unhas pintadas, não tão bonitas quanto gostaria, já começando a lascarem.

Preparando-se da melhor forma que pode, ela espera uma brecha para se apresentar.
- Meus cumprimentos à admirável líder deste Caern! A Estrela-da-Manhã que guia os Garous do Rio de Janeiro. com a luz de sua sabedoria. Meu nome é Grace Tavares Conney, Cordas Trêmulas. Hominídea Cliath, Galliard dos Fianna. Estou à sua disposição para cantar, lutar e construir, em honra à Gaia.
avatar
Grace Tavares Conney

Mensagens : 413
Data de inscrição : 26/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Convidado em Qui Jun 29, 2017 11:51 pm

Eu sinto a energia da terra, a força do Caern, a presença dos lobos de Raça Pura e parece de fato que só eu me sinto um pouco desconfortável. Entenda, eu sinto toda esta força, mas eu sempre me reprimi, este é o ponto. Sempre que eu tenho que lidar com a possibilidade de ser "grande", eu me reprimo, eu quero ser livre, mas a liberdade me assusta, eu nem uso samba-canção pelo excesso de liberdade, imagina como eu me sinto sendo garou? Mesmo que me sinta bem...  isto causa algum medo.

"-É... eu falhei em meu jogo, mas sinceramente não é um bom jogo tentar descobrir sobre os outros a primeira vista, sou melhor com "Magic: The Gathering", haha.-" Brinco com Jessica imaginando que ela estava sendo apenas simpática em alegar que eu não havia errado tanto.

Assim como a "99 Centavos" pego o cartão de Bit-Coins e esboço um sorriso para o poderoso garou e ele então se vai, para Jessica faço um aceno positivo diante do seu conselho e então me aproximo um pouco mais dela para sussurrar, mas não o bastante para nos encostarmos. "-Se estiver acordo, 99 centavos, eu gostaria sim que pudesse me ajudar. Se os humanos me parecem estranhos, os garous também possuem comportamentos confusos para mim... desculpe por isso..." -


Quando a Roedora de Ossos parte, Tomás a segue, seu corpo flexível se move ágil e um tanto quanto elegante, havia um certo rebolar no movimento do rapaz.


Então segui Jessica dos Anjos até a líder do Caern, a líder de todos nós. Existe certa beleza nela, e sinto a presença de sua raça pura, mas em plena sinceridade eu não sabia o que mais pensar sobre a imponente ruiva, somente sei que devia respeita-la. Diante da Estrela-da-Manhã, ouvindo as apresentações dos outros garous jovens ali presentes espero uma deixa para mim e assim o faço. -"Tomás von Ludwig dos Andarilhos do Asfalto, conhecido como Brilho-dos-Sonhos. Sou hominídeo, Cliath e Ragabash, minha senhora. Espero cumprir com o meu dever."- Ao término de minha frase, me curvo a senhora enquanto escondo minhas dúvidas.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Estrela-da-Manhã - Todos os Garous

Mensagem por NarraDiva em Sex Jun 30, 2017 2:36 pm

A Fianna ouve as apresentações uma a uma. Primeiro o Senhor das Sombras a quem a Galliard observa por algum tempo, cumprimentando-o com um sorriso. Logo em seguida, a Roedora de Ossos, a quem apenas um olhar breve é destinado. Pantaneiro é quem parece arrancar um sorriso mais sincero da Galliard que o cumprimenta por um pouco mais de tempo. Asa-Solitária é o quarto e também recebe um aceno de cabeça, tal qual Sussurro-da-Noite. Cordas-Trêmulas também recebe um sorriso mais demorado e, Brilho-dos-Sonhos idem. Todos haviam sido apresentados e a líder comenta:

'- É muito bom receber todos vocês em nosso Caern. Essa Seita realmente precisa de sangue novo para reforçar nossas fileiras. Nosso território é bem extenso e quanto mais garous para nos ajudar, melhor. Aos que ainda não ouviram minha apresentação, sou Lana McBride, Estela-da-Manhã, Hominídeo Anciã Galliard dos Fiannas.'

A Garou faz uma pausa e tira de um bolso um papel onde lê algo e comenta:

'- Eu já aguardava vossa chegada, fui informada e tomei a liberdade de já dividi-los em duas matilhas. Aquelas duas Garous ali' - a anciã ponta para dois garous que conversavam - 'irão se juntar aos que irei citar os nomes aqui. Peço que se juntem à elas e conversem sobre os primeiros passos da matilha antes que eu lhes passe sua primeira missão.'

A Anciã sorri para o grupo e fala:

'- Tomamos a liberdade, no conselho de anciões de nomear uma liderança provisória para ajudar nos trabalho. Evidente que vocês podem rever isso se acharem melhor, mas preferimos que deixem como está pelo menos até se instalarem. Bit-Coins tem a chave de uma casa que pode recebê-los em seu novo território, e isso vale para as duas matilhas que formaremos aqui.'

Sem maiores cerimônias, ela diz:

'- O líder provisório da primeira matilha será Asa-Solitária, dos Presas de Prata. E ao seu lado, além daquelas duas que apontei a vocês irão correr: Brilho-dos-Sonhos dos Andarilhos do Asfalto, 99-Centavos dos Roedores de Ossos, Cordas-Trêmulas dos Fiannas e Sussurro-da-Noite dos Peregrinos Silenciosos. O território de vocês será a área que chamamos de Oeste 3 que compreende os bairros de Barra da Tijuca, Recreio, Itanhangá, Joá, Vargem Grande, Vargem Pequena, Campo Grande, Santa Cruz. Podem se unir às suas irmãs e estou à disposição para o que precisarem de maiores informações. Na minha ausência, podem procurar por Bardo-Forjador.'

Sorri e aguarda que os primeiros se unam à sua nova matilha para poder falar com os que restavam ali.









avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 2331
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Legado do Trovão - Garras do Trovão

Mensagem por Luke Constantine em Sex Jun 30, 2017 2:46 pm

* Absorve em silencio as informações que acabara de receber. Como se não bastasse um Konietzko no local onde jamais esperava encontra-los, teria de lidar com dois. Mas se tinha que ser, assim seria. Apenas acena positivamente aos comentários de Garras do Trovão e complementa: *

- Se esse é realmente o quadro, alguma coisa tem que ser feita quanto a isso. E, como sempre, nós é quem acabaremos fazendo. Vou aguardar a convocação.

* Supera a parte mais complexa da trilha sem muitas dificuldades, mantendo o ritmo de seu anfitrião. Logo estava diante de uma grande clareira e podia vislumbrar dezenas de outros Garous tratando de seus próprios assuntos. Corre os olhos pela extensão do local tentando visualizar os mais notáveis quando nota um pequeno aglomerado se formando em torno de uma única figura, todos eles pareciam deslocados. Comenta, direto como sempre: *

- Formalidades?
avatar
Luke Constantine

Mensagens : 357
Data de inscrição : 28/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Garras-do-Trovão - Legado-do-Trovão

Mensagem por NarraDiva em Sex Jun 30, 2017 2:53 pm

O Senhor das Sombras ouve concordando e, diante da pergunta apenas fala:


'- Exato, aquela ali rodeada por recém-chegados como você é a líder da seita. Pode ir lá se apresentar à ela e, qualquer dificuldade, pode me procurar.'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 2331
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Kiba Valentine em Sex Jun 30, 2017 3:35 pm

Kiba ouve a apresentação do Peregrino e logo em seguida a líder da Seita também o faz. Aparentemente as coisas estavam agitadas, pois ainda nem eram uma matilha e já tinham uma missão pela frente. E se já não fosse foda o suficiente, Kiba é quem teria que lidera-los.

O Presa de Prata não esconde a surpresa. Imaginando que talvez Isack ou Wolfhere tivesse algo a ver com isso.

Sem querer perder tempo nem ser desrespeitoso Kiba acena positivamente com a cabeça e diz:

- Ok Estrela da Manhã. Com licença, vamos nos retirar...

O Ahroun então olha para seus futuros irmãos de matilha e diz:

- Vamo nessa gente...

Kiba sinaliza com a mão o local onde estavam os outros Garous que fariam parte da matilha e então começa q caminhar em sua direção.

Assim que chegar no local onde as duas mulheres se encontravam Kiba diz:

- Boa noite gente... Parece que vamos ser da mesma matilha.

Ele faz um pausa, estende a mão para cumprimentar as duas e diz:

- Kiba Valentine, Asa Solitária, Ahroun, Cliath dos Presas de Prata...
avatar
Kiba Valentine

Mensagens : 454
Data de inscrição : 26/06/2017
Idade : 20

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tarek - Derek - Kiba - Tomás - Grace - Jéssica - Zvanna - Sarah

Mensagem por Convidado em Sex Jun 30, 2017 4:10 pm

O peregrino tentava conversar com o rapaz do moletom cinza quando a líder se faz ouvir por todos. E cometa sobre matilhas, aponta para duas mulheres, umas já chamando toda atenção dele, e então por fim fala seu nome. Ali já não estava mais dando atenção ao jovem. E então ouve Kiba chamar todos da matilha recém formada para se agruparem.
"- Desculpa aí amigão, mas o dever chama. A gente se fala depois."
Acena para ele sorrindo gentil e se retira para junto do grupo.
Era sua primeira matilha, ele geralmente só ficava sozinho como é comum de sua tribo.
Então passa observar todos ali. Os reconhecendo e gravando suas imagens e características. Gastando tempo maior sobre o rapaz com camiseta de Marilyn Monroe e mais tempo ainda sobre a mulher interessante que vira desde que a líder as havia apontado.
Assim que Kiba termina de ser apresentar, ele se coloca a frente das duas, mantendo o olhar quase fixo sobre a mulher de olhos azuis misteriosos e se apresenta a elas.
"- Thiago 'Tarek' Daoud, Sussurro dos sonhos, galliard, cliath dos Peregrinos Silencioso. É um prazer conhecê-las. E peço desculpas caso esteja sendo invasivo, mas não posso deixar de comentar quão belos são seus olhos azuis senhorita. São como o misterioso azul do oceano."
Sorri para ela de modo todo cortês e galanteador.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Legado do Trovão - Garras do Trovão / Liderança da Seita / todos os demais

Mensagem por Luke Constantine em Sex Jun 30, 2017 6:12 pm

* Luke observa por um instante aquela que lhe era indicada como líder da seita e então responde com deliberada calma: *

- Se eu precisasse de ajuda com dificuldades eles não teriam me mandado pra cá.

* Esboça um meio sorriso pela primeira vez naquela conversa e finaliza, já iniciando sua trajetória: *

– A gente vai se falando.

* Sem mais, simplesmente segue em direção ao grupo que se formara ao redor da ruiva que detinha a liderança naquele Caern. Se aproxima com passos firmes e semblante rígido. Os Garous que ali estavam poderiam sentir grande raça pura e ampla dose de fúria emanando do jovem ahroum. Suas roupas eram casuais: calça jeans, camiseta branca, bota e uma mochila passada sobre um dos ombros. Havia uma constante sensação de perigo que o acompanhava, uma clara vibração predatória. Sem se preocupar com os que a rodeavam, se aproxima o suficiente para olhar a líder nos olhos e, após se certificar que ela não estava falando algo, diz com uma voz grave e sonora: *

- Luke Constantine, “Legado do Trovão”, Ahroum Cliath dos Senhores das Sombras. Venho oferecer meu auxilio à esta Seita na guerra contra a profanadora.

* Acena levemente a cabeça em sinal de respeito, olha vagarosamente para os que estavam ao redor e, por fim, mantem os olhos na ruiva que tinha diante de si. *

avatar
Luke Constantine

Mensagens : 357
Data de inscrição : 28/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Jessica -Tomás - Tarek - Derek - Kiba - Grace - Zvanna - Sarah

Mensagem por Angelique T. Albrecht em Sex Jun 30, 2017 6:45 pm

Jessica não teve tempo em responder Tomas, já que tinha avançado na frente para se apresentar à Líder do Caern. Mas o responderia depois de todo aquele protocolo. E é claro que ela ajudaria um Garou em necessidade, nem se fosse um Senhor das Sombras. Ela era uma Roedor ou não?
 
A líder cumprimenta a todos, uns com mais demora e outros como se estivesse passando na rua, talvez voltando do mercado e visse um mendigo pedindo um pão, daí acelerava o passo para não ter que lidar com aquele ‘probleminha’. Normal. Já estava acostumada com tratamentos variados dependendo da tribo do garou.
 
Se virou na direção dos dois garous que fariam parte da primeira matilha. Duas mulheres, uma com cara de doida desvairada e a outra com cara de que arrebentaria o focinho de qualquer um que tivesse um sotaque. Torcia para que Pantaneiro estivesse na matilha com ela.
 
A conversa foi bem rápida. Já tinham até indicado um Alpha para a matilha, mas isso já denominava alguma coisa. Asa Solitária? Presas de Prata? Típico. Não esperava ser a líder da matilha, mesmo se quisesse não o seria. Cruzou os braços, aguardando a nomeação dos outros membros da matilha e eis que Jess estava nela e Pantaneiro não. Além disso eles ganham uma casa e um território que abrange alguns bairros. Não tinha conhecimento da área do Rio de Janeiro, mas pelo número de bairros, era um lugar grande.
 
O Alpha dá a deixa para que os membros se retirem e a Roedor segue o Alpha, não sem antes sorrir para Tomás. Se seus pensamentos estivessem corretos, ele tinha um problemão para lidar, ainda mais sendo um garou. Meneia a cabeça para que Tomás seguisse a galera.
 
Kiba aborda as duas mulheres e se apresenta, estendendo a mão para elas. Jessica continua em silêncio em respeito ao gesto do Presas de Prata. Mas ei de que o Pantaneiro júnior segue na frente, se apresenta e ainda dá em cima da mulher com cara de louca. A Roedor suspira fundo, procura Tomás e dá de ombros. Sussurra somente para o Andarilho ouvir, em resposta ao que ele tinha dito anteriormente:
 
”-Então quero ver se você é tão bom assim contra meu deck verde. Meu crescimento desenfreado vai acabar contigo. Te prepara.” 

E volta a atenção para as duas estranhas. Depois que elas se apresentassem ou depois da autorização do Alpha, Jessica faria os devidos cumprimentos.
avatar
Angelique T. Albrecht

Mensagens : 275
Data de inscrição : 25/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Derek Spencer em Sex Jun 30, 2017 6:59 pm

Spybot - Estrela da Manhã / Sussurro da Noite

Derek tinha acabado de se apresentar pra Líder da Seita, simpática a mesma solicita que os jovens esperassem para que os demais chegassem e tudo fosse explicado de uma vez só, o jovem Ragabash apenas maneira a cabeça positivamente e permanece no aguardo de novas palavras que pudessem esclarecer a situação dos reforços que estavam recém chegando no Rio de Janeiro.

Estava quieto, foi o único a chegar pela entrada que havia chegado, os outros pareciam já ter chegado juntos e vindo juntos de algum lugar, talvez fossem da mesma Seita, não sabia mas saberia aquilo logo logo. Enquanto esperava o decorrer das ações, um jovem garou lhe dirige a palavra, Derek apenas diz:

-"Mais ou menos!"

Porém assim que responde, as palavras da Líder da Seita são proferidas e o jovem que tava ali do lado foi designado para uma matilha, o cara nem piscou e já se despediu e foi se juntar ao povo de sua matilha. Derek apenas faz um "V" com os dedos e continuava aguardando pelos próximos capítulos.
avatar
Derek Spencer

Mensagens : 253
Data de inscrição : 27/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Estrela-da-Manhã - Legado-do-Trovão | Pantaneiro | Justiça-do-Predador | Skybot

Mensagem por NarraDiva em Sex Jun 30, 2017 7:35 pm

O último dos recém-chegados chega e se apresenta. Era mais um Senhor das Sombras e Estrela-da-Manhã o cumprimenta falando:

'- Seja bem-vindo, Legado-do-Trovão. Já sabia de sua chegada. Sou Lana McBride, Estrela-da-Manhã, Hominídeo, Galliard, Anciã dos Fiannas e líder desse Caern. Conversava aqui com seus irmãos de matilha até sua chegada.'

A Galliard confere o papel que tinha em mãos duas vezes antes de seguir falando:

'- Ainda falta um Theurge chegar para se unir a vocês, mas por enquanto vocês, Skybot, Pantaneiro, Legado-do-Trovão e Justiça-do-Predador, podem ir trabalhando mesmo sem ele e se precisarem peçam ajuda a algum Theurge do Caern. Assim como fiz com a outra matilha, vocês quatro irão compor uma matilha aqui nessa seita. Legado-do-Trovão é a nossa indicação para Alfa provisório e, assim com no caso da outra, se vocês acharem necessário poderão trocá-lo após se estabelecerem. O Andarilho do Asfalto Bit-Coins tem uma casa para lhes ceder como ponto de encontro, mas nada impede que procurem outra depois. Serão responsáveis pelo território que chamamos de Oeste 4 que compreende os bairros de Santíssimo, Senador Vasconcelos, Bangu, Gericinó, Realengo, Deodoro, Vila Militar, Campo dos Afonsos, Jardim Sulacap e Magalhães Bastos.'

A Galliard aponta a dois Garous que conversavam próximos a uma árvore e diz:

'- Aqueles dois ali também são da matilha de vocês e sugiro que já sigam ao encontro deles para começar os trabalhos básicos que sempre existem antes que eu possa lhes enviar sua primeira missão que chegará em vossas mãos ainda essa noite. Qualquer coisa, podem procurar a mim ou a Bardo-Forjador que estamos disponíveis para quaisquer dúvidas. Sejam bem-vindos ao Rio de Janeiro.'


avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 2331
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Âmago-de-Gunnr | Olhos-do-Caos - Asa-Solitária | Cordas-Trêmulas | Sussurro-da-Noite | 99-Centavos | Brilho-dos-Sonhos

Mensagem por NarraDiva em Sex Jun 30, 2017 7:49 pm

Com a chegada do grupo a conversa das duas Garous é interrompida. Elas ouvem a apresentação de Kiba com atenção mas nenhuma das duas demonstra nenhum tipo de emoção maior com os dados apresentados pelo Presas de Prata. A loira, apenas diz:

'- Você que será nosso alfa, então.'

Ambas cumprimentam o aperto de mão de Kiba, mas antes que pudessem se apresentar, o Peregrino se antecipa falando dos olhos da Senhor das Sombras que sem nenhuma emoção apenas fala:

'- Desculpas aceitas.'

O momento em que o Peregrino fita o olho da Garou é extremamente perturbador para o Galliard que se sente um pouco confuso com uma sensação de angústia que o toma ao ficar preso naquele olhar caótico. Ela é seca nas palavras e se apresenta não ao Peregrino, mas sim ao Alfa mas passando seu olhar por todos:

'- Sou Zvanna Theodor, Olhos-do-Caos, Hominídeo, Theurge, Cliath dos Senhores das Sombras. Pertenço ao campo dos Iluminados e tenho a bênção pessoal da Névoa.'

Termina de se apresentar e passa a palavra para a loira que, enfim diz:

'- E eu sou Sarah Brunhilde, Âmago-de-Gunnr, Cliath, Hominídea, Theurge dos Crias de Fenris. Faço parte do glorioso e honrado campo das Valquírias de Freya e sou abençoada pela Dragonesa do Mar e espero que o cumprimento do dogma de minha bênção não assuste os corações mais fracos entre vós...'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 2331
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Convidado em Sex Jun 30, 2017 8:16 pm

Me gera certa curiosidade observar o comportamento da Fianna líder do Caern que não é algo imperceptível a mim, ela parece mais "atenta", agradável e simpática com alguns do que com outros. Comigo ela deu um sorriso um pouco mais demorado o que fortaleceu a ideia de que ela sabia algo sobre nós além do que a nossa apresentação fornecia. Não gosto disso.

Eu já estou meio cansado dessas apresentações padronizadas nossas, começo a cogitar que eu devia ter escrito numa camiseta branca as minhas informações e assim evitaria que eu tivesse que sair falando por ai a mesma coisa. Ao falar que já aguardava a nossa chegada e já tinham nos dividido em matilhas, chego a 90% de certeza de que ela sabe muito mais sobre nós do que temos ideia, ela teria que ser um tanto quanto precipitada demais em formar Matilhas sem conhecer nossas habilidades e capacidades.

Ela também nos mostra outra duas garous, uma com ar mais sombrio e uma beleza exótica e outra com "estilo" que não sei bem como definir. Teríamos que lidar com elas também. 

A liderança de uma das matilhas fica com um rapaz chamado Asa-Solitária, dos Presas de Prata. O tal líder da matilha é bonito, eu realmente havia o achado esteticamente atraente, talvez seja porque ele consegue cumprir alguns dos critérios físicos que considero bonito, mas será que cumpre os intelectuais? De todo modo não estou aqui para sanar necessidades biológicas com ele, se eu estiver sob sua liderança, ele tem que cumprir este papel, mesmo que provisoriamente, ou seja, ele precisa se responsabilizar por nós e pelas ações que tomarmos como grupo e tomar as decisões e lidar com as consequências delas, caso falhe, é um estorvo. Espero que ele seja racional ao fazer isso.

Ao continuar os anúncios da matilha, a anciã declara que na mesma matilha que Asa estou eu, as duas moças que chegaram no mesmo portão que ele sendo elas a que dialogou comigo e a alvo irlandês de desejo carnal do Pantaneiro, por fim um que eu não tinha visto antes, um rapaz forte que facilmente poderia ser um jovem modelo em ascensão, esta rapaz em si tinha um comportamento curioso, diferente ele parece ficar olhando especificamente para algumas pessoas, mas quando ele se vira para mim acabo desviando o olhar.

Mesmo que eu more no Rio de Janeiro a um pouco mais de dois anos, confesso conhecer pouquíssimo a cidade, para mim é complicado fugir da rotina. Vou para faculdade, para o mesmo shopping, para o mesmo restaurante e a única coisa que altera são as casas noturnas, mas ainda assim são apenas algumas. Boa parte das regiões do estado eu nunca fui, ainda assim a região designada a nós parece imensa, eu não seria útil como guia.  

Seguindo o grupo, Tomás permanece com seus passos leves um pouco atrás de tal maneira a evitar que ficasse em maior evidencia, o que não funciona tanto por ser um rapaz se movendo de maneira um tanto quanto "feminina".


Realmente tem algo de estranho naquele garoto que conheci agora, o que se apresenta como Tarek, não basta ele parecer sociável, ele é... invasivo como ele mesmo disse, se somos parte de uma matilha, espero que ele saiba respeitar o conceito de "espaço pessoal". Ele flerta com a moça sombria que se apresenta como Olhos-do-caos e toma dela uma resposta digna da situação (toma trouxa).

Uma coisa que eu nunca tinha imaginado antes, preconceito meu. Eu acreditava que os "raça-pura" tinham uma aparência mais "rústica", mas eles parecem um pouco mais com rapazes classe média alta com muito dinheiro para pagar barbeiro requintado e assim agregarem o estilo "lenhador urbano" típico de rapazes que perderiam uma mão se tentassem cortar uma árvore. Bem, suponho que eles saibam cortar uma árvore e seus estilos físicos são apenas frutos de seu narcisismo fortalecido desde sua infância. Deve haver muita expectativa em cima do sucesso deles e estirpe deles.

Não me apresento as duas garous, elas ja devem saber sobre nós também.

Meio que de surpresa "99-Centavos" num sussurro me responde sobre meu comentário de "Magic", dessa vez eu não esboço um sorriso, ele veio sem meu controle. Assim sorrindo olho para ela e sei que abuso do trejeito quando falo.
- "Sério? Haha, nossa, eu não esperava por essa. Verde? Bem, quem sabe algum dia... você sabe... jogarmos." - 


Um lado "Geek" brilha no rapaz e isto se manifesta com um intenso brilho no olhar, era nítido quando alguém acertava um assunto de interesse dele.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Victor Montenegro em Sex Jun 30, 2017 8:21 pm

Victor observa, com semblante lânguido, toda a situação que se desencadeia ao redor da Líder. Os Garou que chegam e se apresentam um a um, bem como a forma como a Fianna os trata individualmente. Pondera internamente se os recém chegados foram realmente convocados de outros Caerns ou da lista de modelos do Catálogo de Outono da Calvin Klein... A quantidade de Garous de linhagem renomada também é digna de nota.*Isto pode vir a ser um problema.* Pensa o Garou. *Nada mais inútil ou trabalhoso do que Garous idiotas com raça pura.*.

A primeira matilha é designada e, logo em seguida, um novo Garou se apresenta.  Luke Constantine, “Legado do Trovão”, Ahroun dos Senhores das Sombras... Victor olha para o monolito humano que estava a se apresentar, depois vira o rosto lentamente na direção de Pantaneiro. Não demora até a Líder Fianna se manifestar e estabelecer a segunda matilha.

Victor então olha para Spybot e para os outros dois Garous apontados pela anciã. Para por um segundo. Olha novamente para o Ahroun Senhor das Sombras, depois para Pantaneiro e uma ultima vez, de relance, para aquele que era obviamente um Presa de Prata. É acometido por uma súbita vontade de começar a gargalhar, mas abaixa um pouco a cabeça contendo o riso, que fica preso em sua garganta. Limpa a garganta com um pigarro, pega um cigarro, acende, sorri e fala para o Irmão de Tribo:

"Victor, Justiça do Predador, Philodox dos Senhores das Sombras."


Última edição por Victor Montenegro em Sex Jun 30, 2017 8:36 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Victor Montenegro

Mensagens : 567
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 32
Localização : Rio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Kiba Valentine em Sex Jun 30, 2017 8:28 pm

Kiba cumprimenta as outras duas Garous que se juntariam a ele. Aparentemente, elas eram bem reservadas, mas aquilo não era um problema.

Porém, quando esperava que elas se apresentassem, o Peregrino toma sua frente na conversa para elogiar os olhos de uma das mulheres.

"Ai meu caralho..."

Aquele comportamento já não estava mais sendo engraçado, mas felizmente e estranhamente a gótica parecia ter ignorado o Peregrino. A apresentação de ambas deixa o Ahroun pensativo, eram muitos Garous ali de diferentes Tribos e ele mal os conhecia para começar a lidera-los.

Fora os devaneios de Thiago, os outros ainda não tinham mostrado qualquer sinal de suas personalidades. Então, para tentar entender melhor com quem iria começar a trabalhar o Ahroun pigarreia e diz:

- Galera... Seguinte.

Após fazer uma pausa e ter certeza de que tinha a atenção de seus irmãos de matilha ele prossegue:

- Já que seremos uma matilha daqui pra frente, queria conhecer um pouco mais do que "raça, augúrio, posto e Tribo" de vocês... Os outros ali. - Aponta para o grupo que havia ficado junto da líder da Seita. - Também serão uma matilha logo logo... E pelo visto já vamos ter trabalho daqui a pouco.

O Ahroun olha em volta procurando um local para sentar, mas desiste de sair dali e senta no próprio chão onde estava pisando, convidando os outros a fazerem o mesmo com um gesto de mão.

- Bom, já que fui eu quem deu a ideia, eu começo... Meu nome é Kiba, nasci em Chicago, mas criado em Nova Iorque. Fui membro da Bonde do Lixão, uma matilha quase toda feita de Roedores de Ossos. Boa parte do que eu aprendi como um guerreiro, foi combatendo Fomores ou brigando nas ruas... Me tornei Cliath quando salvei uma irmã de matilha de um covil de vampiros em NY. Bem... Sou bom de briga, ao menos normalmente saio bem mais inteiro que "o outro cara" e sou bom com computadores... Já hackeei alguns computadores, mas nada como invadir o sistema de um banco ou coisa assim...

Kiba faz uma pausa, toma um pouco de fôlego e conclui.

- Bom, acho que por enquanto já tá bom de informação sobre minha pessoa... Agora quem quer ser o próximo?
avatar
Kiba Valentine

Mensagens : 454
Data de inscrição : 26/06/2017
Idade : 20

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tarek - Derek - Kiba - Tomás - Grace - Jéssica - Zvanna - Sarah

Mensagem por Convidado em Sex Jun 30, 2017 8:37 pm

O peregrino se sentia altamente interessado na moça e em seu olhar, até a ouvir dizer que aceitava as desculpas, e junto se sentir perdido no olhar e ter sensações terríveis. Aquele olhar era pior que sua mãe brava com ele quando era criança, aliás tinha isso, uma sensação de impotência e medo ali junto de confusão que fazia com que sentisse ser mesmo uma criança. A criança assustada sufocada e super protegida que era.
Quase que mecanicamente ele dá passos para trás e terminando por se posicionar atrás de Kiba, com braços envolvendo o corpo, levemente trêmulo. Praticamente usava o outro com um escudo para se esconder.
Então o agora líder resolveu conhecer e o grupo, para ser algoais confortável pede para que todos sentem e falem sobre si para todos se conhecerem.
Thiago apenas se senta ainda ali escondido as costa de Kiba e se mantém em silêncio.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Grace Tavares Conney em Sex Jun 30, 2017 9:23 pm

Ter uma líder de Caern de sua mesma Tribo e Augúrio era uma alegria para Grace, e a jovem olhava com admiração para Estrela-da-Manhã. Inspirou-se nela, pensando que poderia ser um dia poderia ser uma Garou tão admirável quanto ela.

Chamou a atenção de Grace o fato dela ter colocado um Presas-de-Prata no comando, ainda que provisório, da Matilha, ao invés de alguém de sua mesma Tribo e Augúrio. Talvez ela estivesse tentando ter boas relações com os Presas de Prata, ou não quisesse demonstrar favoritismo de qualquer tipo.

Acompanha o recém-nomeado Alfa e os outros integrantes da Matilha, e contém seu risinho ao ver Galliard dos Peregrinos Silenciosos cortejar aquela Garou com cara de poucos amigos, embora os olhos dela realmente fossem belíssimos.
"Um Galliard também precisa saber se calar..."

Por essa sabedoria achou melhor não perguntar o dogma do Totem pessoal da Cria de Fenris, embora tivesse ficado curiosa, e quando Asa Solitária pede apresentações dos outros, algo que ela também teria feito na posição dele, Grace se voluntaria, falando em seu português correto, mas com um certo sotaque inglês.
- Meu nome é Grace Tavares Conney, Cordas Trêmulas. Hominídea Cliath, Galliard dos Fianna. Venho da Irlanda, mas meu pai era um brasileiro. Nasci na cidade de Derry, e me formei como instrumentista clássica na Belfast Royal Academy com especialização em violoncelo. Minha mãe era uma brava Ahroun, e me ensinou, entre outras artes de combate, a usar o arco e flecha. Tenho meu próprio arco e algumas flechas para minhas primeiras noites de batalha, que espero sejam gloriosas e me permitam cantar grandes feitos de nossa Matilha.
avatar
Grace Tavares Conney

Mensagens : 413
Data de inscrição : 26/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Olhos-do-Caos - Asa-Solitária | Cordas-Trêmulas | Sussurro-da-Noite | 99-Centavos | Brilho-dos-Sonhos

Mensagem por NarraDiva em Sex Jun 30, 2017 9:47 pm

A Theurge toma a palavra logo após a Fianna. Não diz muito e, pela sua postura, isso fazia sentido:


'- Sou Zvanna, servi minha tribo a vida toda, desde parente, no norte da Europa. Meus talentos são as artes mística da conjuração e manipulação espiritual. Tenho uma relação muito íntima com a noite e com os corvos. Fui de uma matilha no meu antigo antes dessa e é a primeira vez que terei quem e relacionar no dia a dia com irmãos de outras tribos. Conversava isso, inclusive com Sarah antes de vocês chegarem.'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 2331
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pantaneiro / Luke - Victor - Spybot

Mensagem por Yorick MacAlister em Sex Jun 30, 2017 10:17 pm

Estrela-da-manhã retribui a apresentação de Pantaneiro de uma forma que faz o Ahroun se sentir em casa. Como era bom aquilo. Como era bom saber que tinha uma Anciã que também era Fianna e pela sua postura, uma grande aliada. Com o tempo queria enriquecer essa relação e mais do que isso, sabia que suas apostas em Pantaneiro para desempenhar um bom papel era grande e faria de tudo para não decepcioná-la, afinal, o que pode-se esperar de alguém próximo? Sempre o melhor.

* Ser o melhor... vô mostra serviço pra ela... Vô honrar minha tribo e mostrar que nóis Fianna tamo onde tamo porque merecemo...*

Era sua vontade. Nota então que Estrela-da-Manhã divide as matilhas. O restart, a loira gostosa, a quebrada e outros não estariam na sua matilha. Era uma pena. Eles pareciam ser divertidos e mostraram mais personalidade que o cara de quarta-feira com a camisa do mickey.

Então eis que um novo Garou se apresenta. Seu nome era Legado-do-Trovão. Também era um Ahroun e ali Pantaneiro viu as semelhanças. Eram fortes, parrudos, cara de brabos e duros na queda. Pelo menos esse Senhor das Sombras parecia ser mais homem que o quarta-feira com a camisa do Mickey. Não tinha nada contra Victor até que ele se provasse útil em alguma coisa ou mostrasse personalidade, porque um cara que anda com a camiseta do Mickey não dá pra ser levado a sério em um primeiro momento até que se prove o contrário.

O fato era que Legado-do-Trovão era o novo Alpha provisório da matilha composta por Pantaneiro, junto Victor e Spybot, que ainda era um meio-desconhecido. Não tinha Theurges, o que era uma merda. Não soube dizer se ficou muito feliz pela a escolha de Estrela-da-Manhã. Luke deveria ter seus méritos para ser Alpha provisório ou simplesmente Estrela-da-Manhã estava colocando em suas mãos seu primeiro desafio para mostrar trabalho e ser o Alpha depois daquela noite.

Nota que Victor, como das outras vezes, sem açúcar e sem sal, faz uma apresentação chula pro Alpha. Pantaneiro aguarda seu momento, cumprimentando Spybot e Luke.

- É um prazer conhecer o cêis e fazer parte dessa matilha. - Completou - Tenho certeza que nóis vai se dar bem e vamo fazê a diferença aqui. Podem conta comigo. Morro pelo cêis se for preciso, mais não deixa eu morrê em vão não, viu?

Foi sério em seu cumprimento, apesar do leve tom de brincadeira no final para quebrar o gelo. Não tinha certeza de porra nenhuma, mas precisava mostrar confiança e mostrar que tava mais preparado que o 'quarta-feira' e o tal do Spybot. Ser Beta, era o primeiro degrau para um dia se tornar Alpha e por isso virou-se para Luke, com um semblante sério e determinado:

- Meu nome é Yorick McAlistar, "Pantaneiro", Ahroun Cliath Fianna da Irmandade de Herne, pronto pro que vier sem arregar, de tabela dar um chute no rabo da Wyrm e a disposição das suas ordem, Alpha. Tamo junto!

Acenou segurando a ponta do chapéu, dando um aperto de mão firme, que em sua terra, era um sinal máximo de respeito e de cumplicidade.

Aguardava Spybot se apresentar formalmente para tirar suas conclusões, assim como as primeiras palavras do Alpha para a matilha. Sem dúvida a primeira noite sempre era a mais difícil e a missão ainda estava por vir. Veria com seus próprios olhos.

avatar
Yorick MacAlister

Mensagens : 486
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

essica -Tomás - Tarek - Derek - Kiba - Grace - Zvanna - Sarah

Mensagem por Angelique T. Albrecht em Sex Jun 30, 2017 10:22 pm

A cara de louca dá uma no rim do Pantaneiro Júnior. Jess não ri, ela era muito estranha para alguém tirar sarro ou coisa parecida. A louca se apresenta e a outra com cara de poucos amigos também. Ficou imaginando se o Pantaneiro Júnior tivesse dado em cima da Cria, teria perdido um braço? Os olhos?
 
Tomás a responde e ela fica feliz que ele tenha sorrido. Estava indo no caminho certo, assim achava. Ela não continua a conversa com ele, mas esboça um sorriso amigável. Também não diria que o deck que ela tinha era tão surrado quanto sua mochila e que não era exatamente só verde. Tinham que prestar atenção nas palavras do Alpha agora para com as duas desconhecidas. Esperava que Tomás entendesse e fizesse o mesmo, depois poderiam conversar mais sobre Magic.
 
Kiba tenta quebrar o gelo da matilha. Chama para um a roda e Jessica olha em volta se perguntando onde estaria o violão e a fogueira. Mas se senta no chão, um tempo depois. Na concepção de Jessica, Kiba era somente mais um engomadinho da tribo dos Presas, mas saber que ele fazia parte de uma matilha somente de Roedores a impressiona positivamente. Tanto que ela balança a cabeça em um tom mínimo, para quase ninguém perceber.
 
O paquerador Pantaneiro júnior parecia estar com dor de barriga. Olhos do caos que fizera isso com ele? Estranho. Ela era muito estranha.
 
A segunda que se apresenta é a Galliard Fianna. Nada demais. Seria ela a garou normal da matilha? E era a vez de Olhos do Caos. O relato dela é tão estranho quanto ela. Esperava não ter problemas com a Theurge. Então era a vez da Roedor.
 
”-Meu nome é Jessica dos Anjos, 99 centavos. Hominídea, Cliath, Ragabash dos Roedores de Ossos. Nasci e cresci em São Paulo, capital. Era do Caern de lá e participava de uma matilha mista, como esta. Sou boa em ser furtiva e sei algumas coisas sobre sobrevivência.”
 
Olhou para Sarah e Zvanna, esta última não por muito tempo, não queria ter uma diarreia.
 
”-É um prazer conhecer vocês duas, Olhos do Caos e Âmago de Gunnr.”
 
Os outros ela já conhecia da entrada do Caern. Menos o Pantaneiro Júnior, mas chegaria a hora dele falar.
avatar
Angelique T. Albrecht

Mensagens : 275
Data de inscrição : 25/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Âmago-de-Gunnr - Asa-Solitária | Cordas-Trêmulas | Sussurro-da-Noite | 99-Centavos | Brilho-dos-Sonhos

Mensagem por NarraDiva em Sex Jun 30, 2017 11:10 pm

A Fenris toma a palavra sem cerimônias logo após a Roedora de Ossos:



'- Eu nasci na Dinamarca e cresci em uma seita de minha tribo também. Posso dizer que sou uma juíza bem tradicional e que vocês podem esperar de mim sempre a verdade direta, doa a quem doer. Sendo Fenris, acho que dispensa comentários a minha habilidade natural no campo de batalha. Para além disso, estou aberta a perguntas. Meu nome, posto e afins creio que todos já ouviram.'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 2331
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Legado do Trovão - Estrela da Manha / Pantaneiro / Justiça do Predador / Spybot

Mensagem por Luke Constantine em Sab Jul 01, 2017 12:28 am

* Tudo estava acontecendo bastante rapido, o que era uma benção. Achava que as formalidades se arrastariam por uma boa parte da noite mas, num piscar de olhos, tudo estava resolvido. Estrela-da-Manhã havia lhe recepcionado à contento e, de quebra, o havia nomeado como Alpha da matilha que estava se formando diante de seus olhos. Haviam lhe dito que a liderança dos Fiannas era fragil mas tinha de dar crédito para líder da seita, que havia feito uma boa escolha ao nomea-lo. Olha para seus novos irmãos de matilha assim que eles eram nomeados assimilando suas caracteristicas pessoais. A Anciã encerra a palavra e Luke aproveita esse momento para responde-la antes de se voltar aos demais:

- Grato pela recepção e pela confiança, Estrela da Manha. Vamos iniciar os trabalhos imediatamente e estaremos prontos pra a primeira operação.

* Acena com a cabeça em sinal de respeito e logo em seguida seus novos companheiros iniciam as apresentações formais. O primeiro a se manifestar era um Philodox irmão de tribo que exalava um forte cheiro de tabaco e tinha um sorriso facil. Não sabia o que esperar daquele sorriso, mas definitivamente era bom alguém de sua mesma tribo fazendo os julgamentos. Estende a mão para cumprimenta-lo num aperto firme: *

- É bom correr com um filho do Avô Trovão.

* O segundo era um Ahroum filho do cervo que parecia saido de um manual do caipira moderno.. havia alguma raça pura ali, embora sua linhagem não fosse forte o bastante. Apesar de extremamente caricato, parecia competente e amistoso, até a pagina dois. Aceita a animação do Ahroum como um sinal de boas vindas decente o bastante e responde, dando o mesmo aperto de mão firme que dera para o philodox: *

- Você vai ter sua chance de chutar o rabo da profanadora muito em breve, Filho do Cervo.

* O ultimo integrante ainda permanecia calado e, por consequencia, deveria ser o garou nomeado Spybot. Estende também a mão para este ultimo e enquanto diz: *


- Spybot, não é?

* Permitira que ele se apresentasse depois, tinha muita coisa para encaminhar em pouco tempo. O Senhor das Sombras não chega a sorrir em momento algum, mas seu tom era cordial apesar da aura predatória que emanava. Se dirige a todos: *

- Temos muito pra resolver, venham comigo.

* E então, sem mais, se aproxima dos dois Garous que haviam sido indicados por Estrela da Manhã dizendo tão logo esteja perto o suficiente: *

- Estrela da Manha disse que vocês dois correm com a gente. Sou Luke Constantine, Legado-do-Trovão, Ahroum cliath dos Senhores das Sombras e Alpha dessa matilha.


Última edição por Luke Constantine em Sab Jul 01, 2017 12:47 am, editado 1 vez(es)
avatar
Luke Constantine

Mensagens : 357
Data de inscrição : 28/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pacificador | Guardião-Ancestral - Legado-do-Trovão | Justiça-do-Predador | Pantaneiro | Spybot

Mensagem por NarraDiva em Sab Jul 01, 2017 12:44 am

O jovem de pele negra era o primeiro a se apresentar ao líder. O juiz aperta a mão do Senhor das Sombras e logo se apresenta:

'- Muito prazer, Luke. Eu sou Lukas Alonso, Pacificador, Hominídeo Philodox dos Filhos de Gaia do campo dos Perseguidores das Tribos Perdidas. Tenho muita certeza de que será uma grande honra correr ao lado de todos vocês.

O juiz possuía um certo nível de Raça Pura (3) e aproveita para cumprimentar um a um os membros da matilha, sempre com um aperto de mão firme e um cumprimento olho no olho. O outro jovem ali presente cumprimenta o líder logo depois. Sua Raça Pura era enorme, digna dos grandes reis da Nação. Seu olhar firme e seu tom de voz, confiante. Diz apenas seu nome ao cumprimentar o novo líder:

'- Alef Campbell, Guardião-Ancestral, Hominídeo Cliath Galliard dos Presas de Prata.'

Com um aceno, Alef cumprimenta os demais.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 2331
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Victor Montenegro em Sab Jul 01, 2017 1:16 am

Victor aperta a mão de Luke, espera ele cumprimentar os demais, e segue com o alfa ao encontro dos demais membros de matilha.

O jovem de pele negra é o primeiro a se apresentar... um filho de gaia Philodox. Simpático, mas, provavelmente, inocente demais para seu próprio bem. Em seguida Alef, o Galliard dos Presa de Prata, se apresenta de forma curta o que deixa claro o descontentamento em ser liderado por um senhor das sombras.

Uma coisa fica clara para Victor, a unica coisa maior do que os músculos e a pureza de raça da maioria dos presente eram seus enormes e inflados egos de cristal.

O Philodox olha para o céu escuro por um momento, dá um leve suspiro, vira-se para seus novos companheiros de matilha com um meio sorriso no rosto e fala de forma mansa estendendo a mão para cada um deles:

"E ai, beleza? Meu nome é Victor, Vingança do Predador, Philodox dos Senhores das Sombras. Acredito que correremos juntos daqui em diante."

Vira-se para o Alpha.

"Então Luke, quais são as ordens?"

Enquanto termina a frase, começa a acender um cigarro.

avatar
Victor Montenegro

Mensagens : 567
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 32
Localização : Rio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 40 Anterior  1, 2, 3 ... 21 ... 40  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum