Clareira Central

Novo Tópico   Responder ao tópico

Página 1 de 19 1, 2, 3 ... 10 ... 19  Seguinte

Ir em baixo

Clareira Central

Mensagem por Luke Constantine em Dom Jun 17, 2018 9:27 am

* Luke fica intrigado pela forma como o Peregrino Silencioso alega ter sido emboscado por burrice e descoberto um possível covil mas não lhe faz nenhum comentário imediato, limitando-se a prestar atenção em cada palavra. Aos poucos o cara vai tomando a forma hominídea e agora era possível ver que era jovem e que seus traços remetiam a algum povo árabe, só não sabia precisar qual. Seus ferimentos também estavam agora mais evidentes e a nudez daquele corpo revelava uma série de escoriações graves. Reflete sobre o que havia ouvido: *

"O cara é um Lua Cheia, nascido pra matar. Se ele foi emboscado e dominado a tal ponto seus inimigos devem ser perigosos, pegaram o cara numa hora ruim, ou ele foi burro mesmo.. pelo que ficou no ar, mais provável que seja um pouco de cada."

* O Peregrino Silencio jura suas garras para a matilha e estende a mão para ser levantado mas Grace intercede, dizendo-o para descansar e o incentivando a falar sobre o ocorrido. As palavras da Galliard também continham coisas que lhe eram novidade e, portanto, começa a escutar aquilo com ainda maior interesse. Enquanto a Fianna ampara o recém chegado, Luke diz: *

- E faremos bom uso das suas garras, mas por enquanto eu sugiro que assuma a forma de batalha. Isso vai ajudar com os ferimentos e te poupar alguma dor enquanto os outros não chegam. 

* Em seguida estende a mão para o Peregrino mesmo que Grace o tenha dito para descansar e o ajuda a se levantar. O cara era um Ahroun, já havia tido assumido ter sofrido pelas mãos de seus inimigos, e o Senhor das Sombras imaginava que a ultima coisa que um guerreiro desejaria era demonstrar fraqueza em seu primeiro momento com a nova matilha. Muito provavelmente o filho da Coruja agradeceria sua intervenção, ou ao menos esperava que sim. Com Calmaria de pé, olha para ele e corrobora o discurso da Mestre de Cerimonias: *

- Tudo o que você souber sobre os desgraçados pode e será usado, então eu preciso de mais detalhes sobre isso. E cara, você sabe o lugar onde fica esse covil?

* Saber o local do ocorrido era dos pontos mais importantes, se estivessem fora do território da matilha teriam que passar o caso adiante ou negociar a atuação em território alheio. Fosse como fosse, aos poucos esperava ter informações suficientes para definir o nível da ameaça e poder estruturar uma forma de agir. *
avatar
Luke Constantine

Mensagens : 420
Data de inscrição : 28/06/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cólera-de-Balder - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por NarraDiva em Dom Jun 17, 2018 9:58 am

Em Glabro, Siegfried segue o lobo.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3220
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Uivo-Voraz - Asa-Renegada

Mensagem por NarraDiva em Dom Jun 17, 2018 10:00 am

'- De boas cara, eu sei que você vai conseguir lidar melhor com tudo isso com o tempo...' - diz sorrindo.


Kiba percebe que sua matilha já havia terminado de empilhar os corpos.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3220
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mija-na-Wyrm - Pantaneiro | Sombra-da-Coruja

Mensagem por NarraDiva em Dom Jun 17, 2018 10:09 am

Mija-na-Wyrm estava ao lado de Pantaneiro. Ouve a indicação sobre a investigação numa favela e não tinha problemas com aquilo. Entrar numa favela e investigar não era algo complicado para a Roedor de Ossos. Ia responder Pantaneiro, mas Siggy tem uma reação que deixa a Roedora de boca aberta. A Fenris era louca!

*Cacete, será que todos da linhagem também tem todos os parafusos a menos? Os doidões não eram os Presas de Prata?*

Luna olha para Pantaneiro e diz:

'- Como eu ia falar antes da Fenris ter um derrame e achar que os problemas dela são problemas da matilha...' 

Faz uma pausa.

'- E antes de dizer que porra é um Draucur... é alguma espécie de viado da wyrm? Odeio quem não explica as merdas que diz...'

Dá de ombros e diz:

'- Enfim, eu vou dar um jeito nisso, mas acho que tú tem que dar uma lição nessa locua aí, olha a vergonha que fez a gente passar na frente do Raga da outra matilha.'

Ela estende a mão para Hadrian:

'- Beleza fera, Mija-na-Wyrm, Luna Prattes, hominídeo cliath ragabash dos Roedores de Ossos... como vamos fazer pra agir? Vamos reunir os Luas Novas e entrar juntos ou cada um por si?'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3220
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Flor-de-Lótus (Crinos) | Rosa-dos-Ventos (Crinos) - Matilha Fortaleza de Gaia

Mensagem por NarraDiva em Dom Jun 17, 2018 10:13 am

Flor-de-Lótus, em Glabro, organizava os corpos quando Rosa-dos-Ventos, em hominídeo, se aproximava. A Portadora e a Fianna conversam algo e as duas assumem, ao mesmo tempo, a forma Crinos enquanto aguardam que o restante da matilha se aproxime. Os corpos já estavam empilhados e a Theurge que invocaria o Boitatá havia chego.


Aparência 4, Fúria 2, Raça Pura 1
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3220
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Black-Hat | Fúria-Justa-de-Esteno - Guardiões da Canção Ancestral

Mensagem por NarraDiva em Dom Jun 17, 2018 10:19 am

Laurel e Helenna observavam e aguardavam com atenção as novas respostas do Peregrino.

Like a Star @ heaven Players, tentem, quando não estiverem na forma hominídea sempre colocar no assunto ou antes do começo do texto de forma destacada a forma na qual se encontram. Facilita para todos, incluindo para a Narração que tem que narrar para 32 players.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3220
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sereno-trovão ( crinos) - Fortaleza de gaia

Mensagem por Antonio Xavier em Dom Jun 17, 2018 10:26 am

Sereno-trovão já estava em sua forma Crinos, quando percebe que não ha mais vermes para empilhar e que uma garou, que não conhecia, se aproximava da pilha e de Flor-de-lótus.

O Portador se junta as duas garous e espera que o Ritual de conjuração seja feito.

"Deveria ser eu a fazer tal ritual, vou observar o máximo para aprender algo"
avatar
Antonio Xavier

Mensagens : 185
Data de inscrição : 24/03/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Sombra-da-Coruja em Dom Jun 17, 2018 11:01 am

Forma atual - Glabro

Hadrian, enquanto aguardava a posição da lua nova, presencia uma minissérie mexicana, a Fenrir, mesmo após seu alfa pedir para que aguardasse um minuto, e, mesmo após apenas alguns segundos terem se passado, da o mais caricato dos “PITIS”, batendo com a pasta nos peitos de Pantaneiro.

*Caralho, essa maluca deve ter um puta motivo para .....*

Antes que completasse o pensamento, ele escuta a insanidade tomar voz, aparentemente, a recém chegada Fenrir queria dar ordens a seu alfa, colocando uma vendeta pessoal acima dos deveres da matilha. 

*Imbecil, essa não sabe o que é de fato vingar-se*

Utilizando-se de toda a dissimulação que lhe era peculiar, o lua nova não deixa transparecer NADA àquela matilha, parece indiferente a birra da Fenrir e estranhamente alheio a confusão na Fortaleza de Gaia.

*Melhor não irritar esses doidos*

Quando abordado pela Roedora, o Peregrino decide construir alguma ponte com aquela tribo, até onde sabia, o desdém apresentado pelo restante deles se limitava aquela seita, e, a recém chegada parecia ter algum nível de Juízo após o que comentou com Yoric.

Apertando a mão da mesma, se apresenta formalmente, tentando captar a reação da mesma à sua tribo.

“-Tranquilidade, sou Royce Hadrian, Sombra-da-Coruja, Hominideo, lua nova cliath dos Peregrinos Silenciosos, bem, eu topo nos encontrarmos cedinho pra definir como vai ser essa parada, mas, precisava que alguém chamásse o Lua nova da renascidos pelo fogo, por mim, umas 07 tá massa, assim tempos tempo de fazer algo ainda de dia, e, por mimc prefiro irmos juntos, nem que seja como cobertura.”

Vendo que sua matilha se encaminhava para a saída do Caern, ele imenda.

“-C vai me desculpar, mas meu alfa não é muito bom em esperar, e, tem treta da matilha pra resolver ainda hoje, tenho de ir”

Aguardaria a reposta da Roedora, não começaria aquela relação com desrespeito, mas, olhava com certa ansiedade para sua matilha sabendo que seu alfa não era tão permissivo como Pantaneiro.


Última edição por Sombra-da-Coruja em Dom Jun 17, 2018 1:15 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Sombra-da-Coruja

Mensagens : 308
Data de inscrição : 18/12/2017
Localização : Belem

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

CRINOS | FORTALEZA DE GAIA

Mensagem por Hagen Bernhardt em Dom Jun 17, 2018 11:38 am

Hagen nota que ali na clareira Flor-de-Lótus conversava com alguém  e assumia a forma crinos.

"Devemos estar próximos do início...quantos corpos faltarão para pagarmos o tributo?"



Hagen continua a carregar os mais pesados e ajudar com o peso.


Última edição por Hagen Bernhardt em Dom Jun 17, 2018 12:47 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Hagen Bernhardt

Mensagens : 256
Data de inscrição : 23/04/2018
Idade : 33
Localização : Noruega, Høvringen

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pantaneiro ( hominideo / Crinos) - Hadrian / Luna / Fortaleza de Gaia / Rosa dos Ventos

Mensagem por Yorick MacAlister em Dom Jun 17, 2018 11:51 am

Pantaneiro escuta as palavras de Luna e concorda com cada palavra que a Roedora dizia. Depois, Hadrian faz as últimas considerações, organiza com Luna de se encontrarem e se organizarem melhor, junto também com Sem-Nome e diz que precisava ir. Pantaneiro então diz para Hadrian.

- Obrigado, Hadrian por nos procurar. Eu tamém tenho essa treta pra resolver. Inté.

Agradece o Peregrino e então volta sua atenção pra Luna.

- O que ela fez foi ridículo. Isso não vai ter tolerado mais e vou deixar claro pra todos que chegaram agora! O problema pessoal dela não é mais importante do que o problema das 5 matilhas da Zona Oeste, mas fica tranquila que ela vai ter o que merece pra aprender a me respeitar e tamém a respeitar todos que são da matilha. Chegou agora e já quer sentar na janela do busão? Tá achando que é quem pra falar como se mandasse na porra toda assim? E olha que ainda tava pedindo ajuda, hein... 


A indignação de Pantaneiro era visível e palpável. Aquela cena realmente havia deixado Pantaneiro puto, mas o Fianna sabia separar as obrigações. Siggy teria o que precisava ter pra aprender noções de etiqueta e respeito. E então completa para a Roedora.

- Bora lá. Rosa-dos-Ventos acabou de chegar e todos os corpos estão empilhados. É hora da gente cumprir nosso chiminage.


Espera que Luna o acompanhe e ao se aproximar de Padmatavi, Rosa-dos-Ventos, transforma seu corpo em um grande Crinos avermelhado para cumprir aquele ritual, como mandava o protocolo. Diz para a matilha ordenando que ficasse juntos.

- Fortaleza de Gaia, se aproximem pra nóis cumprir nossa parte.


Sinaliza para Rosa-dos-Ventos e tinha permissão para começar quando todos estivessem prontos. 
avatar
Yorick MacAlister

Mensagens : 633
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Ossos-de-Carvalho em Dom Jun 17, 2018 12:19 pm

Forma Atual: Hominídeo -> Glabro

Após o comentário de Spybot e do Alfa o Fianna comenta:

" - Bom.. roubar os carros foi só uma ideia mesmo... Deixa que os Ragabash resolvem isso aí."

Ian nota que sua matilha mudou sua forma para Glabro e faz o mesmo enquanto os acompanha para a entrada do Caern. Olha para Sombra-da-Coruja e nota que o Peregrino, apreensivo, observa sua matilha saindo e dá um tchau para ele.
avatar
Ossos-de-Carvalho

Mensagens : 151
Data de inscrição : 08/03/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Voz-dos-Espíritos em Dom Jun 17, 2018 1:07 pm

Forma atual: Crinos

O lupino percebe a movimentação de outros Garous próximos a Pantaneiro. Aparentemente os vermes já estavam todos empilhados e poderiam passar para a parte do ritual de invocação. O Godi também percebe a chegada de duas Garou que assumiram a forma de Crinos após trocarem algumas palavras.

Aguardava o começo do ritual de invocação do espírito do Caern próximo ao Alfada matilha e aos demais companheiros.


Última edição por Voz-dos-Espíritos em Dom Jun 17, 2018 7:39 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Voz-dos-Espíritos

Mensagens : 39
Data de inscrição : 11/06/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

CRINOS | FORTALEZA DE GAIA

Mensagem por Hagen Bernhardt em Dom Jun 17, 2018 1:21 pm

Hagen escuta o chamado de Pantaneiro e de aproxima para o rito, permanecia calado e paciente.
avatar
Hagen Bernhardt

Mensagens : 256
Data de inscrição : 23/04/2018
Idade : 33
Localização : Noruega, Høvringen

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

CRINOS | FdG

Mensagem por Convidado em Dom Jun 17, 2018 7:35 pm

A limpeza acaba até que rápido, e Siggy se re-aproxima da matilha com o chamado do alfa.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Skullhead (Hominideo - Glabro) - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por Skullhead em Dom Jun 17, 2018 10:21 pm

Skullhead ouve o plano e vê ele ser retraçado com a ideia do Cria de Fenrir. Assim, eles sairiam, aparentemente para roubar carros que seriam usados no translado. Ele também vai para Glabro e começa a seguir o Alfa no seu percurso. Estava imerso, pensando em tudo o que tinha rolado. No caminho, então, ele lembra que tinha a informação do cemitério:

'- Ah, Sussurros... o cemitério é o de Campo Grande. O Spybot descobriu isso ontem a noite.'
avatar
Skullhead

Mensagens : 510
Data de inscrição : 02/07/2017
Idade : 23
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Igor Petrunov em Seg Jun 18, 2018 8:51 am

Em resposta ao questionamento do Presas, o lobo também se apresentou. O filho da Coruja estava notavelmente ferido e, após a apresentação da matilha feita por Cordas-Trêmulas e por Legado-do-Trovão, Igor estendeu a saudação que fizera à Toque-de-Beladona ao Peregrino.

- E você também, Miguel, seja bem-vindo à matilha. - disse o lua crescente, num tom agradável, enquanto seus olhos de topázio encaravam o filho da Coruja. - Acho que você tá sendo duro demais consigo mesmo, cara. Todo mundo tem um dia merda, acontece. Quando nosso Mestre de Rituais voltar, tenho certeza que ele vai ficar feliz em deixar você novo em folha. - concluiu o theurge, respondendo ao olhar de Grace.

Virou-se, então, para o alfa e disse.


- Cê não acha melhor tratar desse assunto mais tarde na reunião de matilha, com todo mundo junto, Luke? Parece que ele já sofreu um bocado pra chegar aqui, dá um descanso pro garoto.
avatar
Igor Petrunov

Mensagens : 77
Data de inscrição : 04/04/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mija-na-Wyrm (Glabro) - Sombra-da-Coruja

Mensagem por NarraDiva em Seg Jun 18, 2018 10:05 am

'- Vai lá, eu aviso ao outro Lua Nova e nos encontramos às 7 aqui no Caern e daqui partimos para essa favela.' - diz Mija-na-Wyrm sem maiores questionamentos.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3220
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Rosa-dos-Ventos (Crinos | Homiídeo) | Flor-de-Lótus (Crinos | Glabro) | Mija-na-Wyrm (Crinos | Glabro) | Boitatá - Matilha Fortaleza de Gaia

Mensagem por NarraDiva em Seg Jun 18, 2018 10:11 am

Mija-na-Wyrm chega junto com Pantaneiro e imediatamente vira Crinos. Mesmo processo que é feito por Padmatavi. A Theurge, antes de conjurar o totem da seita, indaga ao Fianna:

'- Qual exatamente o chiminage que vocês tem para cumprir? São quantos corpos? Alguém contou?'

Flor-de-Lótus se antecipa e responde:

'- Precisamos queimar 40 corpos, aqui tem 72. Mais do que o suficiente.'

A Fianna concorda com a cabeça e conjura o Boitatá que surge ali, diante de todos. Quem entenda a língua dos espíritos podia ver que o totem era conjurado com velocidade e chegava com bom humor. A Fianna explica que aqueles corpos eram uma oferenda da Fortaleza de Gaia para cumprir com as dívidas que tinha com o totem. Boitatá circula por entre os membros da matilha e os corpos até que todos eles começam a se queimar até se transformarem em cinzas. O Boitatá parecia se fortalecer durante a queimada e se desmaterializa ao final dela, falando antes:

'- Chiminage cumprido.'

A Fianna olha para a matilha e fala:

'- A dívida está paga.'

Mija-na-Wyrm e Padmatavi retornam à Glabro quando o totem vai embora. Todo diálogo (menos a parte em que a Theurge fala com o espírito) é feito em Garou, a Fianna estava em Crinos durante todo o ritual e só voltou a hominídeo depois de suas últimas palavras.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3220
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Black-Hat | Fúria-Justa-de-Esteno - Guardiões da Canção Ancestral

Mensagem por NarraDiva em Seg Jun 18, 2018 10:14 am

Helenna nada diz diante dos comentários recentes, Black-Hat faz coro com Igor:

'- O reizinho tem razão, Luke... o Peregrino parece precisar de comida, cura e descanso.'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3220
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 34
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ira-Desoladora-do-Grande-Fenris - Fortaleza de Gaia Sombra-da-Coruja

Mensagem por Ira-Desoladora-de-Fenris em Seg Jun 18, 2018 10:20 am

Ira-Desoladora-do-Grande-Fenris depois de terminar com a pilhagem permaneceu acompanhado de longe todos os diálogos de sua matilha sem se envolver.

Viu quando Pantaneiro convocou sua irmã de tribo Siggy para desempenhar o papel de tradutora. Esta o faz com relutância. Era notável que ela partilhava da mesma indignação que ele para com os também recém-chegados.

Com surpresa, Pórunn recebeu a informação que escutou da própria Skald de que ela tinha um motivo pessoal para estar naquela cidade: perseguia o vampiro que havia matado seu filhote.

* Uma mãe em luto. Que Fenris encha seu coração com ódio e fúria. Heil! *

Um garou esguio (Sombra-da-Coruja), que parecia ser um Peregruino pareceu bastante assustado com a informação dada por Siggy. Pelo menos foi o que pareceu. Ou ele estava assustado, ou, estava confuso, assim como a filha do rato, ao ouvir o termo da cultura Fenris para se referir a vampiro.

Poucos instantes depois Pórunn escuta a convocação do Alfa para o pagamento da dívida com Boitatá.  Pantaneiro ainda parecia ter problemas com autoridade. Constantemente ele precisar reafirmar sua postura como alfa e dessa vez não foi diferente. Diante do 'Ligeirinho' ele dizia o que pretendia fazer com Siggy, se esquecendo da premissa de que roupa suja se lava em casa.

Ainda na forma Crinos, o Fenris se aproxima e cruza seus musculosos braços assumindo uma postura austera assistindo todo o ritual. Se o Peregrino ainda estivesse por ali e o notasse (e se apresentasse), ele iria ver um enorme Cria-de-Fenris sujo de tanto carregar vermes, porém, com uma quantidade de raça pura tão elevadas que ofuscaria completamente qualquer demérito na sua aparência. Também notaria um físico extraordinariamente impressionante, com músculos que pareciam enormes bolas de ferro. A enorme fúria emanada também podia ser sentida, passando a sensação de uma silenciosa agressividade pronta para explodir a qualquer momento.
avatar
Ira-Desoladora-de-Fenris

Mensagens : 92
Data de inscrição : 20/05/2018
Localização : Skarsvåg, Noruega

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Sombra-da-Coruja em Seg Jun 18, 2018 10:25 am

Forma Atual - Glabro

*Ótimo, nada é melhor do que desdém..*

"-Fui!"

O Peregrino põe-se a correr para acompanhar sua matilha que ja se encaminhava para a saída oeste do Caern, ao se aproximar...

"-E ai? O que eu perdi? Vamo que vamo que cedinho tenho mais treta pra resolver.. aproveito para informar que as 07 estarei pelo Caern e devo sair depois para aquela favela.."

*Hoje vai ser corrido..e..diferente* - Fala o Peregrino lembrando-se de seu compromisso espiritual... *Como diabos eu vou ser àquele tipo de pessoa por 24h horas?*
avatar
Sombra-da-Coruja

Mensagens : 308
Data de inscrição : 18/12/2017
Localização : Belem

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Convidado em Seg Jun 18, 2018 10:38 am

//Forma atual: Crinos ---> Glabro

E sem delongas o chiminage da FdG estava pago. O totem parecia estar com um humor melhor, e Siggy se lembrava do comentário a respeito de sua instabilidade emocional. A garou sorri pra si mesma enquanto sente o calor de suas chamas e observa os corpos virarem cinzas. Por fim, o totem se desmaterializa e a Galliard volta para aforma de Glabro.

Agora seria o enterro de Oráculo-Digital, e logo seus irmãos Fenris estariam livres para conversar sobre o treinamento em sua lingua materna. Siggy se questionava se teria algum tempo para descansar antes da reunião tribal que haviam marcado.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Glabro | FDG

Mensagem por Hagen Bernhardt em Seg Jun 18, 2018 10:49 am

Hagen se coloca ao lado da sua matilha acompanhando o chiminage ser pago. Observando o boitatá surgir, o Fenrir se recorda da visão  de ser queimado na fogueira. O pensamento se esvai ao ver os vermes tornando- se cinzas, e escuta Padmatavi dizer que a dívida  estava paga, quase o dobro do necessário. Era a hora de enterrar o Godi, Hagen escutara rumores sobre o que aconteceu, mas não  se importava muito, enterraria o morto e assim ficava livre para outras coisas, tinha a reunião  de tribo e procurar um professor.

Hagen aguarda o alfa e seus comandos de forma paciente, saindo da forma de batalha, Hagen se transforma em glabro.a


Última edição por Hagen Bernhardt em Seg Jun 18, 2018 10:53 am, editado 1 vez(es)
avatar
Hagen Bernhardt

Mensagens : 256
Data de inscrição : 23/04/2018
Idade : 33
Localização : Noruega, Høvringen

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Voz-dos-Espíritos em Seg Jun 18, 2018 10:52 am

Forma atual: Crinos - glabro

Voz-dos-Espíritos observou a realização do ritual de invocação atento. Havia visto apenas algumas vezes o totem de seu antigo Caern ser invocado e, mesmo assim, nunca sentira uma força tão grande como aquela. Seu antigo Caern possuía um totem enfraquecido e seus Anciãos nada faziam para fortalecê-lo.

Os pelos de sua nuca se eriçaram quando o espírito de fogo passou por ele e por seus novos irmãos de matilha. Manteve uma postura respeitosa e o coração aberto para aquela experiência. O espírito estava de bom humor e isso era um excelente sinal.

Quando ouviu o próprio Boitatá anunciar à outra Godi que o chiminage estava cumprido, se perguntou qual seria o motivo de tal divida para com o totem.

Agora deveriam atender ao funeral do Godi que havia morrido na assembleia e então ele e Hagen estariam livres para procurar a tutela de Aedo-Campeão.

Voltou a assumir a forma de glabro e aguardou o Alfa da Fortaleza de Gaia anunciar os próximos passos da matilha.
avatar
Voz-dos-Espíritos

Mensagens : 39
Data de inscrição : 11/06/2018

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue-dos-Quatro-Ventos (hominídeo) - Olhos-de-Gaia, Espírito Tranquilo, Orgulho-Renascido, Guardiões da Canção Ancestral

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em Seg Jun 18, 2018 11:01 am

Degan chega à clareira central e vê os corpos dos vermes empilhados em um canto, e logo localiza sua matilha. Ele se aproxima deles... Acompanhado por um batalhão de Filhos de Gaia. 

Deganawida é indígena, e usa o cabelo bem longo, com uma pena na lateral e uma trança. Ele emana uma quantidade razoável de raça pura (4 pontos) e possui uma fúria alta para um Philodox (mas não para um Wendigo...). Sangue-dos-Quatro-Ventos observa brevemente cada um dos presentes ali, notando faces novas na matilha, um sujeito que parecia ter tido dias melhores e uma garota que parecia ser simpática. Ele então respira fundo e inicia, saudando-os:

" - Saudações... Sou Sangue-dos-Quatro-Ventos, nascido dos humanos sob a meia lua, Fostern, filho do Grande Wendigo e beta da Guardiões da Canção Ancestral. Estes são Olhos-de-Gaia e Espírito Tranquilo, ambos Theurges dos Filhos de Gaia de nossa matilha."

Degan se apresenta e indica com a cabeça seus irmãos que o acompanhavam, registrando brevemente as reações dos novatos antes de prosseguir:

" - Vejo que um de vocês está ferido... Olhos-de-Gaia, Espírito-Tranquilo, podem curá-lo?"

Pede o Philodox, que faz uma pequena pausa, retomando em seguida:

" - Eu lamento interrompê-los, mas vou precisar da ajuda de Cordas-Trêmulas e Filho-da-Alvorada para prosseguir com o julgamento de Espírito-Tranquilo, dos Filhos de Gaia. Orgulho-Renascido irá nos acompanhar, como representante da tribo..."

Diz, apontando o Athro dos Filhos de Gaia. Ele conclui:

" - Como a suposta violação aconteceu no aeroporto, que é território da Matilha Guardiões da Fúria Sagrada, gostaria da presença do líder, Lâmina-de-Badb ou do juiz deles conosco. Cordas-Trêmulas, poderia uivar chamando Lâmina-de-Badb, por favor?"

Pede respeitosamente o Philodox. Sabia que a Matilha teria muito o que fazer, e não gostaria de se demorar muito mais. Apresentações pormenorizadas poderiam aguardar um pouco.


Última edição por Deganawida "Degan" Oneida em Seg Jun 18, 2018 2:07 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 389
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Clareira Central

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 19 1, 2, 3 ... 10 ... 19  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum