Cemitério - Lar dos Ancestrais

Página 12 de 28 Anterior  1 ... 7 ... 11, 12, 13 ... 20 ... 28  Seguinte

Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 12 Empty Mija-na-Wyrm (Glabro) | Flor-de-Lótus (Glabro) - Matilha Fortaleza de Gaia

Mensagem por NarraDiva em 27.06.18 9:57

Luna revira os olhos diante das palavras do Fenris. A roedora tentava imaginar em sua mente quantas vezes o Cria passou na fila para ser burro e pediu por isso no vale do eco. Queria ele fazer uma rodinha de escola primária pra todo mundo ficar inutilmente falando de si sob a ótica irreal como cada um se enxergava? Provavelmente. Era um Fenris e Fenris eram burros. A Roedora já havia escutado isso antes e, agora, correndo com três Crias, tinha certeza.

'- Eu entendo que você seja incapaz de entender...' - responde ao Cria de Fenris após a fala dele.

Pantaneiro então começa a fala e, por Gaia, como ele conseguia aquilo? A Roedora se choca com a maneira como ele diz que não iriam dividir a matilha e logo em seguida cogita divisão. Luna respira fundo, passa a mão na cabeça e fica a imaginar como as coisas pareciam que seriam complicadas. Diante da pergunta feita a si, a Ragabash diz:

'- Eu sou uma Ragabash, Pantaneiro. Se você mandar eu fazer tudo ao mesmo tempo não vou fazer nada com qualidade. A prioridade é o urso ou os desaparecidos? E o que você quer com os desaparecidos? Que eu aja para resolver sozinha? Que eu dê uma olhada na região e converse com as pessoas? E a questão da favela? Eu marquei logo cedo aqui com o Ragabash da Olhos da Tempestade, devo furar com ele para cumprir as novas missões?'

*É óbvio que ele quer que eu faça todo trabalho... mas sempre é bom forçar que digam.* - pensa a Roedora que parecia ser a membro da matilha que tinha mais tarefas a cumprir, quase sendo a única.

Padmatavi a essa altura apenas observava a maneira como Yorick liderava. Era difícil ler em suas expressões se havia aprovação ou repúdio.
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 12 Empty Pantaneiro ( hominideo ) - Fortaleza de Gaia

Mensagem por Convidado em 27.06.18 21:37

Pantaneiro escuta inicialmente as ponderações de Antonio e mais uma vez o Theurge se mostra proativo e bem útil a matilha com sua sabedoria. Sinaliza para o Portador mostrando entender o que havia dito. Logo depois Luna também se manifesta e percebe que havia enchido a Ragabash de tarefas deixando toda carga da matilha pra ela. Realmente aquilo não era bacana. Apesar de ser um Ragabash, fazer toda investigação da matilha não era justo e por isso trata de se organizar. Não deixa de notar as expressões de Padmatavi sob uma constante avaliação. Estava fazendo o seu melhor e mesmo assim as vezes cometia deslizes. Ainda assim optava pelo diálogo com a matilha pra ver o melhor caminho a se seguir. Queria ser um bom Alpha e apesar do seu jeito matuto, prezava pelo seu melhor.

- É justamente desse tipo de diálogo que precisamo. Não quero que faça nada sem qualidade, Luna. E nem quero que faça tudo sozinha, por isso pedi sua opinião. Vamo fazer da seguinte maneira. Antonio e Aaron ficam encarregados de ir até a Umbra e conversar com o Urso pra ver se conseguem descobrir a localização desse Urso que está sendo mal tratado, pra depois nóis pensar em como vamo agir. Eu, Kiba, Pórunn e Hagen vamo investigar e vê que que nóis consegue descobrir à respeito desses operários que estão desaparecendo. Faremo isso durante o dia. Luna, o cê e Padmatavi ficão encarregadas de descobrir sobre esse esse cara responsável pelas queimadas do Rio de Janeiro. Se o cê vê que dá pra dar um fim nele e resolver isso, beleza. Já vai ser um puta adianto. Se não, colhe o máximo de informações pra nóis que nóis arquiteta um plano e dá um fim nele na primeira oportunidade. Acredito que isso não te atrapalharia com a questão da favela, certo? Porque o lance da favela tamém tem que ser cumprido e se tu me dizer que não dá, eu vou entender e o cê só vai ficar responsável pelo lance da favela. Se o cê achar que dá pra fazer essas duas coisas, beleza. 


Completa.

- O que me diz? Fica bom assim? Tem alguma sugestão? Tem alguma ideia melhor?


Finaliza esperando a posição da matilha.

- É conversano que nóis vai se entendendo. A opinião do cêis tamém é importante pra que a gente faça tudo certim.


Diz isso e aguarda a manifestação de todos ali.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 12 Empty Mija-na-Wyrm (Glabro) | Flor-de-Lótus (Glabro) - Matilha Fortaleza de Gaia

Mensagem por NarraDiva em 27.06.18 22:04

Padmatavi concordava com a nova divisão de tarefas de Pantaneiro. A Meia Lua não conhecia as origens da missão para saber o que era e o que não era chiminage e trata tudo como como missões normais. Luna também fica mais satisfeita, embora se preocupasse com as equipes. A Lua Nova diz:

'- Ok, então eu e a Juíza somos responsáveis por encontrar esse cara das queimadas e dar fim nele. O que mais sabemos sobre ele? De onde surgiu essa missão? Porque estamos atrás dele? Sei que ele é um filho da puta mas deve ter um motivo para irmos atrás dele agora...'

Quanto à questão da favela, diz:

'- Posso lidar com a favela e as queimadas de boa...'
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 12 Empty Voz-dos-Espíritos (Glabro) - Matilha FdG

Mensagem por Convidado em 27.06.18 22:58

Voz-dos-Espíritos chega ao cemitério e se dirige para onde vira Pantaneiro pela última vez. Felizmente, o Alfa ainda estava lá e ele se aproxima de maneira respeitosa, aguardando uma deixa para poder falar com ele.

Junto dele, estavam alguns Garou a quem ainda nao havia sido apresentado.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 12 Empty Pantaneiro ( hominideo ) - Fortaleza de Gaia / Kiba

Mensagem por Convidado em 27.06.18 23:28

Pantaneiro escuta as ponderações de Luna e completa.

- O que eu sei é que precisamos matar esse humano que comanda as queimadas do Rio de Janeiro, que é simplesmente atacar e matar, e que tamém mora em uma casa ou apartamento na Barra da Tijuca. Quando peguei a liderança da matilha não tive tempo de aprofundar para saber os motivos dessas missões, então não sei dizer o porque estamos atrás dele ou de onde surgiu essa missão.


Então olha para seu beta, que era o ex-alpha e completa.

- Mas Kiba sabe porque ele era o antigo Alpha. Diz aí, Xômano... Já aproveita e já fala pra nóis tamém o que é e o que não é chiminage, a causa e o motivo de cada uma, fazeno um grande favor.


E então nota Aaron se aproximar sem Hagen. Pantaneiro olha para ele lhe dando a palavra. Se tivesse algo que quisesse falar, poderia ficar a vontade. Aguardava a resposta de Kiba e de Aaron, que por sinal tinha voltado muito rápido.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 12 Empty Ira-desoladora-de-Fenris - FdG

Mensagem por Convidado em 28.06.18 0:10

As ponderações que Luna implicava tinham grande peso sobre as decisões da matilha, afinal, ela fazia seu papel como Ragabash. Ninguém em sã consciência a questionava. Assim sendo, Fenris escutou as ofensas gratuitas que ela havia lhe reservado. E escutou calado. Não jogaria perolas aos porcos, ou melhor, aos ratos. Ele apenas olhou para a Juíza.

O bom senso de Pad parecia estar em torpor. Ela, uma moderadora, havia negligenciado o comportamento de Luna que avançou os limites profissionais e denegriu abertamente, e a troco de nada, o lado pessoal do Modi que só tentava somar.

Lamentando o ocorrido, o Fenris seguiu acompanhando os planos para a missão na noite seguinte por seu alfa. Mija-na-Wyrm, como o próprio nome sugeria, seguia mijando onde bem entendia. Depois de uma nova intervenção da ragabash, Kiba é chamado para esclarecer os pontos levantados por era.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 12 Empty Asa-Renegada (NPC) | Mija-na-Wyrm (Glabro) | Flor-de-Lótus (Glabro) - Matilha Fortaleza de Gaia

Mensagem por NarraDiva em 28.06.18 16:02

Kiba coloca as duas mãos na cintura e respira fundo. Sua cauda ainda o incomodava e o rumo de todos os acontecimentos em tão pouco tempo pesavam ainda sobre os jovens ombros do ex-Presas de Prata. Ele olha para Pantaneiro e diz, com sua voz cansada:

'- Luna não deve cuidar disso, essa questão das queimadas faz parte do chiminage que eu e Cordas-Trêmulas temos que cumprir com o Boitatá. Somos nós quem devemos resolver isso.'

É então que o jovem nota a presença de Sopro-da-Justiça-de-Merlin que havia acabado de chegar. Ele olha para Pantaneiro e pede licença, se retirando brevemente e conversando com seu primo. De longe, os membros da matilha podiam notar que a conversa tinha ares de tensão e termina com o Philodox colocando a mão no ombro de Kiba e balançando a cabeça afirmativamente. Kiba termina a conversa, Axl vai embora e, se aproximando da matilha, diz:

'- Me perdoem, mas eu preciso fazer a coisa certa. Tenho que partir. Não poderei ser seu Beta, Pantaneiro.  Não posso garantir que volto, apenas que tentarei. E nem posso revelar meus motivos, apenas dizer que são importantes e pedir que confiem em mim. Foi uma honra correr ao lado de vocês mesmo que por pouco tempo.'

O Roedor de Ossos não espera por resposta e já rasga a película e desaparece diante dos olhos de todos. 
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 12 Empty Voz-dos-Espíritos (NPC) - Matilha Fortaleza de Gaia

Mensagem por NarraDiva em 28.06.18 16:05

'- Mim também partir. Sentir chamado e seguir. Não ser hora de correr com filhos de Urso.' - diz o Theurge que também rompe a película e deixa a matilha.
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 12 Empty Glabro | FDG

Mensagem por Convidado em 28.06.18 23:35

Hagen retorna para sua matilha, estava em sua forma glabro e assim vinha caminhando de forma firme, coluna ereta e ohando o horizonte. O fenrir era muito orgulhoso de sua linhagem e exalava raça-pura, mas mesmo sendo filho de uma Jarl, se cobrava mais que todos, não queria ser o Filho de Trine, queria que Trine fosse chamada de mãe-do-Hagen.

Hagen se aproxima e vê que o Beta e o Fenrir que estava  a pouco não estavam ali, achou estranho pela ausência do Theurge. Hagen se aproxima de Pantaneiro e fala com seu alfa.

' - Pantaneiro, Aedo-Campeão será meu professor, amanhã mesmo começo o aprendizado.'

Hagen se posiciona novamente e se cala, cruzando os braços.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 12 Empty Pantaneiro ( hominideo ) - Fortaleza de Gaia / Todos

Mensagem por Convidado em 29.06.18 0:00

Algo estava errado com Kiba. Sua voz cansada, sua postura desmotivada e Pantaneiro logo percebe que o Ahroun não estava bem. Logo após escutar suas primeiras palavras se vê livre daquela missão de matar os responsáveis pela queimada no Rio de Janeiro porque aquilo era parte de um chiminage de Kiba e Grace. Rapidamente Pantaneiro responde:

- Ótimo. Se essa pendência é do cêis, que o cêis assumam intão.


Era uma missão a menos que achava que era responsabilidade de matilha. E então uma surpresa, Axl aparece. Não sabia o que o Garou queria, mas ao ver Kiba ir conversar com ele nota a tensão da conversa do ar.

"Algo sério aconteceu..."

Quando Kiba volta, Pantaneiro tem um choque. Esperava tudo, menos que seu Beta fosse deixar a matilha. Primeiro se assusta pensando em como ficaria a matilha e depois entende que se Kiba estava fazendo aquilo depois de tudo que passou, era porque tinha um motivo maior. Talvez algum motivo que envolvesse sua família. Ao vê-lo sair rapidamente, Pantaneiro apenas diz.

- Boa sorte em sua jornada, Kiba. 


E daí, outra surpresa. O lupino também sente a porra de um chamado e deixa a matilha. Pantaneiro fica um pouco sem chão tentando entender tudo aquilo.

"Agora todos resolveram sair? Que porra é essa?"

Olha pros que restaram e pergunta.

- Mais alguém vai deixar a matilha?


Era uma pergunta retórica. Em menos de 5 minutos dois haviam deixado a Fortaleza de Gaia por motivos pessoais e aquilo reduzia a força da matilha. Nota que Hagen chega e então volta sua forma para Glabro para que pudesse responder o Ahroun na língua Garou. 

- Muito bom, Hagen. Seu aprendizado vai ser importante. Preciso dizer pro cê que Kiba e Aaron não faiz mais parte da matilha. Foram em buscas de assuntos particulares e urgentes. A partir de agora nossa matilha se resume à nós e diante disse Padmatavi, eu gostaria que assumisse a posição de Beta dessa matilha. Sua sabedoria vem guardando nóis desde o momento que pisou entre nóis e nada mais justo que esse cargo fique pro cê.


Coçou a cabeça pensando em tudo aquilo e completou se reorganizando novamente.

- Com essas duas baixas muda tudo. Uma missão à menos.
- Olha para o Theurge e diz - Antonio, cê faz o que Aaron tinha sugerido. Procura o Urso e vê que que consegue descobrir sobre esse Urso que está sendo maltratado. Localização e tudo mais. Eu, Pórunn, Hagen e Padmatavi vamo atrás de descobrir o que tá acontecendo com esses operários, que é a missão que a Seita passou. Vamo fazer isso durante o dia. Jájá eu vejo o horário e aviso o cêis. E o cê, Luna, fica responsável pela investigação da favela. Cada um faz a sua parte, durante a reunião de matilha nóis se reúne e cada um passa as informações que conseguiu e agilizamos as prioridades pra próxima noite. Eu vou mandar um mensagem pro cêis avisando o horário da reunião de matilha no nosso ponto de encontro. Falando nisso, passem o número do celular do cêis pra mim.

Pantaneiro tira seu umbraphone do bolso que tinha adquirido quando ainda era membro da Olhos da Tempestade e aguarda para anotar o número de seus irmãos.

- Anotem aí... o meu é 65 99633-8120.


Aguardava todos se manifestarem e se todos aceitassem, já ia atrás de Saggittarius para resolver a questão do Reino Cibernético.

- Se for saírem do Caern, me avisem porque antes de nóis amanhecer vamo pro nosso ponto de encontro juntos.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 12 Empty Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Convidado em 29.06.18 0:03

Antonio Xavier ouve com satisfação as ponderações de Pantaneiro e Mija-na-wyrm, a matilha estava mostrando progressos, quando, de repente, um fenômeno ocorre e dois membros do grupo se despedem da matilha e somem na Umbra.

O Portador da luz não sabia bem como reagir àquilo, mas fica um tanto quanto preocupado pela quantidade de missões que tinham, e, principalmente, pela ajuda que necessitaria para convocar o Urso.

Antonio Xavier de forma humilde torna para a matilha e fala:

"Pantaneiro, precisarei de um prazo para falar com o Urso, pois ainda não sei o ritual para convocar o totem. Amanhã, à tarde, aprenderei com Invocador. Espero não prejudicar muito nossas missões por isso. Eu estava contando com o Fenrir theurge para me ajudar."

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 12 Empty Flor-de-Lótus (G) | Mija-na-Wyrm (G) - Matilha Fortaleza de Gaia

Mensagem por NarraDiva em 29.06.18 7:44

Padmatavi ouve o convite para o cargo de Beta e prontamente o aceita.

'- Será uma honra, Pantaneiro.'

Logo em seguida as tarefas são divididas entre aqueles que não abandonaram a matilha. A Portadora da Luz Interior problematiza com Antonio:

'- Temos ursos no Caern após a investida dos Fenris, é possível que você encontre um espírito urso caminhando pela Penumbra do Caern, Sereno-Trovão. Posso lhe acompanhar na caminhada se quiser, tenho certeza que temos boas chances de sucesso.'

Seu tom, como na maioria das vezes em que não cuspiam na Litania bem na sua cara, era cordial.
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 12 Empty Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Convidado em 29.06.18 10:33

Hagen escuta que a Fortaleza tinha menos dois membros. Suas feições não se modificavam e apenas percorre o olhar para a nova Beta, seria o mais natural, já que a juíza era a de maior posto e tendo em vista que era uma garou exemplar ali, muito mais do que o próprio alfa.

Hagen assente as informações com a cabeça e só fica incomodado, dois membros com assuntos pessoais, uma matilha deveria se abraçar e se unir, mas era melhor nao correr do que correr com párias.

"Cães..."

Hagen escuta os dois portadores se ajudando e fica em silêncio.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 12 Empty Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Convidado em 29.06.18 22:19

Sereno-trovão ouve as palavras de Padmatavi e acha ótimo poder resolver a questão de outra forma, evitando sua formação "precária":

"-Muito obrigado, Flor-de-lótus. Será muito bom poder contar com sua ajuda."

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 12 Empty Pantaneiro ( Glabro) - Fortaleza de Gaia

Mensagem por Convidado em 01.07.18 0:01

Pantaneiro retribui com um sorriso o aceite de Padmatavi e em seguida escuta os comentários de Philodox que iam de encontro aos objetivos de Fortaleza de Gaia. Já decide por hora agilizar as coisas. 

- Ótimo. Padmatavi e Antonio vê o que que cêis conseguem com o Urso. Eu vou procurar Saggittarius e conversar com ele sobre a missão do Reino Cibernético. Vamo vê que que vai virar disso tudo, mas já adianto que esse lado tá muito ruim pra nóis. Tomara que eles nos ajude, se não nóis tá muito fudido.


Completou.

- Hagen e Pórunn, achem Fênix-de-Prata ou Legado-do-Anúbis e 
vê que que eles descobriram sobre o corpo de Tyler. Eles foram conversar com a Morte e devem ter respostas. Luna, procure alguém de sua tribo que saiba alguma coisa dessa fábrica que tá sumindo os operários e se puder ter alguma informação, já ajuda muito. Ou talvez se tiver algum Andarilho que consiga nos fornecer qualquer informação, tamém vai ser muito útil. Assim já agilizamos algumas coisas.

Finalizou.

- Alguma dúvida? Se não, prosseguimos.


Aguardava a manifestação de todos. Dizia na língua Garou para que todos pudesse entender.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 12 Empty Fortaleza de Gaia - Sereno-trovão (Glabro)

Mensagem por Convidado em 01.07.18 9:28

Antonio Xavier acena afirmativamente com a cabeça concordando com Pantaneiro e pensando que a divisão tinha sido bem feita: era importante a coleta de informações para podermos agir e planejar juntos a conclusão das missões.

Após a pergunta final do Alpha, o Portador se dirige à Flor-de-lótus:

"- Então, vamos à Penumbra do Caern, te encontro lá."

Antonio rasga a película e segue o seu caminho.

Off: Continua na Penumbra

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 12 Empty Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Convidado em 01.07.18 15:24

Hagen confirma a ordem e se vira em direção a clareira.

"Melhor local para procurar os dois, creio eu."

Hagen se vira para Pórunn e fala:

'- Melhor procurar primeiro pela clareira, tem alguma ideia?'

Hagen se dirige ao irmão de tribo e se projeta em direção à clareira.


Off: Forma Glabro

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 12 Empty Mija-na-Wyrm (Glabro) | Flor-de-Lótus (Glabro) - Matilha Fortaleza de Gaia

Mensagem por NarraDiva em 02.07.18 7:58

Pantaneiro faz uma nova divisão de tarefas e dessa vez parecia que seria definitivo. Mija-na-Wyrm ciente de sua parte nisso apenas se retira rumo à clareira central. Padmatavi atravessa a penumbra logo após Antônio.
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 12 Empty Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Convidado em 02.07.18 10:47

Todos seguem seus afazeres e Pantaneiro fica satisfeito. Volta para sua forma hominídea e vai para a Clareira Central.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 12 Empty Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Convidado em 02.07.18 12:59

Pórunn concorda com Hagen e o segue rum a clareira.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 12 Empty Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Convidado em 02.07.18 13:04

Hagen segue à clareira na companhia do irmão de tribo e augúrio.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 12 Empty Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Convidado em 06.07.18 10:29

Hagen rasga a película e ali volta ao plano físico, fica olhando a sua volta, e esperava Pórunn para conversar e decidir se esperariam ambos retornarem ou não.

"Porque minha mãe me mandou imediatamente para cá, Mainframe poderia muito bem ter visto algo para aprender esse maldito idioma..."

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 12 Empty Narração - Pavor-de-Jörmungandr

Mensagem por NarraDiva em 08.07.18 10:42

Hagen percebe que Pórunn ignorou suas palavras e não saiu da Penumbra. Em pouco tempo depois, Fênix-de-Prata, sozinho, com cara de poucos amigos, sai da penumbra na forma Glabro. 
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 12 Empty Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Convidado em 08.07.18 11:18

Hagen estava ficando puto com Pórunn, o fenrir estaba demorando e ainda por cima a cara de poucos amigos dos garous era notória. Hagen se amaldicoava por não falar português. Ali aguardando, Hagen vê Fênix-de-Prata surgir no mundo físico. O garou se aproxima calmamente do theurge.

' - Fênix-de-Prata, posso ter uma palavra?

Hagen era sucinto e era educado, sua mãe sempre o reprendia para ser respeitoso com garous de posto maior, politicamente era uma opção ótima.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 12 Empty Fênix-de-Prata (G) - Pavor-de-Jörmungandr

Mensagem por NarraDiva em 08.07.18 11:24

Havia má vontade? Havia. Fênix-de-Prata lembrava da cara de Hagen ao lado de Pórunn interrompendo seu trabalho, mas o Mestre de Rituais para antes de seguir seu caminho e diz ao Fenris:

'- Agora sim. Interromper um diálogo com espíritos duas vezes não foi inteligente, Filho de Fenris.'

O Theurge fala na língua Garou, visto que o Ahroun falava na mesma.
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 12 Empty Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 12 de 28 Anterior  1 ... 7 ... 11, 12, 13 ... 20 ... 28  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum