As Montanhas do Caern

Novo Tópico   Responder ao tópico

Página 2 de 19 Anterior  1, 2, 3 ... 10 ... 19  Seguinte

Ir em baixo

Deganawida (crinos) - Rugido-das-Almas-Guerreiras, Fúria-das-Tempestades, Crepúsculo da Wyld

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em 19.08.17 22:52

O Philodox coça a cabeça um pouco constrangido, ele suspeitava que no extremo sul o rito da Dança do Sol era feita de forma diferente. No Canadá, ele se lembra dos totens elaborados que eram talhados nos postes, alguns até lhe davam medo quando era criança...

De todo modo, ele ainda não havia dançado para Hélios. Sendo assim, o jovem Wendigo logo se manifesta para seus irmãos:

" - Ainda não fui um dançarino de Hélios. Este é meu primeiro ritual..."

Ele olha primeiro para Rugido e depois para os demais Wendigo ali. Percebendo que ainda havia um tempo antes do Sol nascer, Deganawida volta a olhar o lupino e pergunta:

" - Irmão, nós fomos honrados com a vinda de muitos dos nossos, vindos de longe. O que acha de cada um deles deixar um glifo honrando Hélios antes de fazermos a Dança?"

Ele muda o olhar para seu tio e para os recém chegados:

" - O que vocês acham? Isso marcaria a vinda de vocês e faria Katanka-Sonnak mais satisfeito... Aliás, meu coração se alegra por compartilhar esse momento com muitos irmãos de tribo. Mas... Por quê vieram? Essas terras são hostis aos Irmãos Mais Novos... Okwanada pode falar melhor do que eu sobre isso..."

Deganawida está feliz, mas curioso sobre a vinda de tantos Irmãos de uma vez. Ele sustenta o recém criado poste enquanto observa todos ali.
avatar
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 409
Pontos : 410
Reputação : 1
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Fúria-da-Tempestade | Rugido-das-Almas-Guerreiras | Tempestade-Glacial | Flecha-da-Neve | Herança-Ancestral | Rugido-do-Tupilaq | Presas-do-Inverno - Sangue-dos-Quatro-Ventos

Mensagem por NarraDiva em 20.08.17 0:26

Os Wendigos topam. A ideia de Degan é muito bem recebida pela tribo que começa o trabalho indo um a um talhar a madeira. Ímpeto-dos-Quatro-Ventos é o que não vai num primeiro momento, deixando irmãos irem antes e falando com Degan:

'- Nossa matilha é composta por nós, por um grupo de Uktenas e duas filhas da Coruja. Foram os espíritos que nos juntaram e nós vagamos pelas nossas terras protegendo locais sagrados que correm riscos. Um dos nossos Theurges sentiu uma mudança no mundo dos espíritos hoje. O olho da Wyrm virou pro Rio de Janeiro. Ele entrou em transe e viu Zyzach e os 7 Generais da Wyrm, seja o que for isso, saindo de várias partes do mudo, vindo pro Rio, destruindo tudo no caminho. Imediatamente deixamos a Amazônia e viemos para cá. Os Peregrinos avisaram aos Crias de Fenris, não que isso fosse necessário, e às Fúrias Negras que tem Caerns na região e viemos direto para cá.'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3628
Pontos : 3719
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Deganawida (crinos) Rugido-das-almas-guerreiras, Fúria-das-Tempestades, Crepúsculo da Wyld

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em 20.08.17 3:35

Percebendo que sua ideia agradou a todos, Degan segura bem o tronco para que todos pudessem gravar seis dizeres, enquanto escuta a história da chegada de seus irmãos.

Entendo... Então o Olho da Wyrm se virou para cá das terras puras. Isso quer dizer que... Não vão atacar meu lar enquanto isso? Posso esperar que minha tribo seja poupada? Pai...

Deganawida observa os membros da matilha com um olhar satisfeito, porém depois de sua história, ele parece um pouco confuso, mas logo se faz entender:

" - Eu compreendo... Têm sido noites conturbadas. Eu venho do Canadá. Reserva 41, Seita do Gelo Cantante. Sou filho de Quebra-o-Urso. Fúria-das-Tempestades, nosso Okwanada, é meu tio e já estava no Rio de Janeiro. Vim a pedido da Seita, por já saber português e para investigar o que esse Caern poderia esconder sobre a Umbra e os Bunyip. Mas quando cheguei... Muitas profecias pareciam estar em curso. Meu pai havia me mandado porque nossas tribos no norte iriam lutar em uma guerra. Estávamos pensando em como ajudar à distância. O Olho da Wyrm estava nas Terras Puras. Agora... Não sei o que vai acontecer. Só espero ver minha família e nossas terras novamente..."

Sangue-dos-Quatro-Ventos é sincero e suas palavras carregadas do sentimento de saudade. Ele fala com bastante carinho toda vez que menciona sua família e suas terras. Por fim, decide não contar nada sobre a Impura Perfeita. Seu ancião diria quando fosse o momento certo...
avatar
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 409
Pontos : 410
Reputação : 1
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Fúria-da-Tempestade | Rugido-das-Almas-Guerreiras | Tempestade-Glacial | Flecha-da-Neve | Herança-Ancestral | Rugido-do-Tupilaq | Presas-do-Inverno - Sangue-dos-Quatro-Ventos

Mensagem por NarraDiva em 20.08.17 7:14

Os Wendigos seguiam talhando a madeira. Usava a forma Crinos e suas garras pra isso. E, enquanto o processo acontecia, Ímpeto-do-Pavão-Selvagem explicava sua profecia ao Juiz:


'- Eu acho que nada muda, Sangue-dos-Quatro-Ventos. Pelo que foi relatado da Profecia, as tropas da Wyrm não deixarão de atacar os Caern, eles apenas vão atacar um a um entre onde estão agora e essa terra sagrada. Nós ouvimos histórias sobre o norte e, infelizmente, as perspectivas não são nada boas. É provável que os últimos Wendigos do mundo estejam aqui, defendendo essas terras, se as coisas acontecerem como dizem os ventos...'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3628
Pontos : 3719
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Deganawida (crinos) - Rugido-das-Almas-Guerreiras, Fúria-das-Tempestades, Crepúsculo da Wyld

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em 20.08.17 14:33

Apesar de as notícias não serem boas, como Degan já havia conversado com Fúria-das-Tempestades ele já tinha algumas ideias de como agir se o pior realmente estivesse para acontecer...

" - ... São notícias duras. Mas desde que ouvi pela primeira vez de Okwanada, nós pensamos no que poderíamos fazer para ajudar nossos irmãos e resgatar tantos quanto pudéssemos."

Deganawida respira fundo, havia pesar em suas palavras, mas também esperança.

" - É inverno no Norte e nosso povo é mais forte nessa época. Os Manitou e demais espíritos que controlamos também estão mais fortes na estação do Wendigo. Muitos de nós poderão cair, mas nossa luta será terrível. Mas o que quero dizer é que temos filhotes e parentes que não estão prontos para a batalha. E ninguém conhece nossas terras melhor do que nós... Elas próprias são lugares perigosos, com o frio extremo, desfiladeiros e avalanches. Precisamos salvar o máximo de filhotes e parentes que pudermos..."

Ele faz uma pequena pausa, observando as reações de seus irmãos e prossegue:

" - Eu tinha sugerido que enviássemos espíritos para avisar nossos irmãos. Okwanada disse que poderia falar com o Irmão Mais Velho e pedir ajuda, talvez abrigo para esses parentes... E diante disso tudo, eu me lembrei da profecia da Dança Fantasma e do Búfalo Branco."

Havia dançarinos fantasmas ali. Sangue-dos-Quatro-Ventos encerra sua fala observando-os e esperando que eles, junto de seu Ancião tenham alguma ideia do que fazer.
avatar
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 409
Pontos : 410
Reputação : 1
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Fúria-da-Tempestade | Rugido-das-Almas-Guerreiras | Tempestade-Glacial | Flecha-da-Neve | Herança-Ancestral | Rugido-do-Tupilaq | Presas-do-Inverno - Sangue-dos-Quatro-Ventos

Mensagem por NarraDiva em 20.08.17 20:38

Herança-Ancestral terminava de talhar um glifo no totem e comenta com o Philodox:

'- Fúria-da-Tempestade comentou comigo e vou lhe falar o que disse para ele. E espero que não me leve a mal.'

O Philodox termina e diz:

'- Não somos muito, mas também não somos poucos. Há Dançarinos Fantasmas no norte, assim como há o Aro Sagrado, a Trilha da Batalha e outros irmãos. Eles sabem o que está indo e estão se preparando. Os filhotes e os parentes, também estão se preparando. Compreenda Degan, há um membro de sua matilha com a chave do apocalipse no ventre. Foque nisso. Nossos irmãos, até os Parentes, não vão deixar de defender suas terras. Eles vão lutar até a última gota de sangue e derrubar muitos malditos antes do fim. E se eles realmente caírem, a Wyrm seguirá para descer até aqui. O sacrifício e a luta deles será em vão se isso aqui não estiver bem protegido e seguro. E, pra que isso aconteça, nosso foco tem que ser todo aqui. Confiemos nos nossos irmãos do Norte e nas decisões que eles tomarem. Façamos nossa parte aqui no sul para que valha a pena todo e qualquer sacrifício.'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3628
Pontos : 3719
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Deganawida (crinos) - Rugido-das-Almas-Guerreiras, Fúria-das-Tempestades, Crepúsculo da Wyld

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em 20.08.17 21:53

O Philodox suspira depois do comentário de seu irmão meia lua.

É difícil pedir a um filho que não se preocupe com seu pai... Mas eles têm razão e eu tenho muitos problemas com que lidar aqui, coisas de toda a Nação. Tsc, que droga, por quê nós? 

O semblante de Degan parece um pouco abatido com aquela confirmação em que deveria se resignar. Mas ele tinha muito trabalho a fazer. Pelo menos, a frase do irmão de lua lhe deixou claro que eles eram da confiança do Ancião a ponto de serem signos do segredo de sua Matilha.

" - Então vocês já sabem..."

Deganawida assume um semblante sério, mas lembrar daqueles estrangeiros copulando no meio do Caern já o deixava irritado.

" - Minha matilha é composta de estrangeiros da Wyrm. É difícil tratar com eles, em uma só noite já tivemos violações da Litania e essa horrível notícia da chegada do Impuro Perfeito. Eu preciso vigiá-los de perto, nossa matilha possui missões complicadas para a próxima noite, inclusive com um Maldito nas cercanias do lugar..."

Ele então se lembra da conversa que teve com seu Galliard sobre os Uktena. Seria bom para as relações dos irmãos se a chegada daquela matilha os unisse mais.

" - Eu gostaria de perguntar algo a vocês. Devem saber que, infelizmente, os Uktena desse Caern estão unidos aos Senhores das Sombras. Rugido me mostrou um deles na Clareira, e ele não parecia nada como um dos Puros... Isso não é bom. Vocês acreditam que, com a chegada de vocês, podemos trazê-los novamente para o lado da Mãe?"

Ouvi-los vai me dar uma ideia melhor do que acreditar nesse lugar. Eles conhecem os Irmãos Mais Velhos bem mais do que eu, e correm com eles. 
avatar
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 409
Pontos : 410
Reputação : 1
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tribo Wendigo - Sangue-dos-Quatro-Ventos

Mensagem por NarraDiva em 21.08.17 13:13

Quem responde é a Ahroun Presas-do-Inverno:

'- Eu não sei. A gente tem muitos Uktenas na matilha e nossa matilha é muito unida, mas o que eu vi em vários Caern era essa aproximação deles com os Filhos de Avô Trovão. Não sei muito bem o que esperar mais da tribo e com esse seu relato de aliança, penso que eles estão se afastando cada vez mais do rumo certo...'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3628
Pontos : 3719
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Deganawida (crinos) - Rugido-das-Almas-Guerreiras, Fúria-das-Tempestades, Crepúsculo da Wyld

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em 21.08.17 15:56

Degan assume um aspecto mais solene com a resposta da Ahroun.

" - Isso não é bom... Tsc. Vocês acreditam que os Uktena matilha de vocês conseguiriam conversar melhor com os daqui? Talvez possamos marcar uma reunião entre matilhas posteriormente. Não sei os objetivos do Irmão Mais Velho nestas terras, mas uma preocupação em meu Caern no norte era a descoberta do segredo dos Bunyip nesta terra sagrada. Se eles também buscarem isso, podemos nos aproximar deles e colocá-los, aos poucos, de volta perto da Mãe. Eu sei que é difícil... Mas é algo que os Irmãos do Meio iriam querer de nós, que não deixássemos nossos Irmãos."
 
Nesse ponto, tudo é conjectura. Deganawida não conhecia os Uktena daquele Caern a fundo, só havia visto de relance o Invocador-do-Abismo que seu irmão Galliard havia mencionado. Mesmo possuindo pele dos brancos, a alma ainda era dos Uktena... Era isso que Evan-Cura-o-Passado tinha mostrado a Degan. E era esse o dever dele do Aro Sagrado. 

A voz do Philodox soa esperançosa, mas em ritmo mais calmo. Não saberia ao certo como agir, mas se soubessem um pouco mais sobre aqueles estranhos Garou, poderiam se aproximar deles.
avatar
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 409
Pontos : 410
Reputação : 1
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tribo Wendigo - Sangue-dos-Quatro-Ventos

Mensagem por NarraDiva em 21.08.17 19:14

Itacira comenta:


'- A gente precisa saber o que faz com que eles se aproximem dos Senhores das Sombras para somente aí ver como afastá-los. Mas eu acho que a chegada dos nossos irmãos de matilha deve ajudar a dar um novo rumo aos Uktenas. E se for muito grave, podemos conversar com eles. Ímpeto-do-Pavão-Selvagem e Invocador já tem posto para desafiar o líder da tribo se os rumos estiverem no caminho errado.' 
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3628
Pontos : 3719
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Deganawida (crinos) Rugido-das-almas-guerreiras, Fúria-das-Tempestades, Crepúsculo da Wyld

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em 21.08.17 21:28

Depois de ouvir seus irmãos, Degan parece mais tranquilo. Ele assente às palavras da Ahroun e diz, ao final:

" - Eu não os conheço ainda... Apenas o tal do Abismo que Rugido me apontou. Acho que há um deles na outra matilha que se formou hoje. Posso tentar falar com ele qualquer hora. E eu gostaria de conhecer o restante da matilha de vocês também no momento oportuno. Se formos com calma, podemos trazer os irmãos para o lado da Mãe novamente."

Finalmente ele parecia estar satisfeito com os rumos que a tribo tomaria. Os Wendigo não gostavam de políticas, não quando elas eram forjadas por estrangeiros da Wyrm jogando seus próprios jogos sombrios. Mas ter diálogo e a confiança de um Irmão de volta eram um esforço que eles estavam dispostos a fazer. 

Deganawida então muda um pouco o assunto, voltando-se para o Theurge, que dividia o campo com ele:

" - Você disse que tiveram uma visão com sete generais da Wyrm. Como foi essa visão? Eu não conheço muito a cidade, mas sei que há algumas coisas estranhas que rondam por aqui. Vocês devem ter notado como a Umbra daqui é esquisita. Parece que foi obra do ritual de um vampiro da região... Será que está relacionado?"

Toda informação é valida no meio desse caos que é esse lugar. Vampiros com pele de serpentes, vampiros que mexem com sombras, vampiros que fazem rituais na Umbra, e mais esse calor. Algum desses inimigos deve estar ao menos relacionado com outro. Menos o calor. 
avatar
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 409
Pontos : 410
Reputação : 1
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Fúria-da-Tempestade | Rugido-das-Almas-Guerreiras | Tempestade-Glacial | Flecha-da-Neve | Herança-Ancestral | Rugido-do-Tupilaq | Presas-do-Inverno - Sangue-dos-Quatro-Ventos

Mensagem por NarraDiva em 21.08.17 23:41

Tempestade-Glacial era quem comentava dessa vez, focava na questão da Umbra:

'- Nós já encontramos outras Umbras com o mesmo problema daqui. É fruto de um Sanguessuga muito antigo. Tão antigo quanto os primeiros estrangeiros que pisaram em nossa terra. Seu poder é imenso e ele já destruiu muitos irmãos e corrompe tudo por onde passa, até o mundo dos espíritos. Alguns antigos falam que os sanguessugas são servos involuntários da Wyrm, sendo vítimas da doença que se espalha, mas esse, em específico, é devoto da Wyrm e não apenas espalha o vírus. Ele age em conluio com os mais altos agentes da Wyrm. Fundou o que chamam de Ordem da Wyrm, um grupo de sanguessugas devotos e que age sob ordens diretas dos agentes mais poderosos da devoradora de almas.'

O Galliard Rugido-do-Tupilaq é quem fala em seguida:

'- A Wyrm tem sete generais que comandam poderosos exércitos. Eles estão na segunda linha de comando da profanadora, logo abaixo de Zyzach e os cinco cavaleiros do apocalipse. Os sete lideram grandes hordas de malditos de todos os tipos. Derrubam Caerns e espalham o que há de pior na Wyrm pelo mundo. Não é de se estranhar que a Wyrm mande os sete em direção a essas terras diante do que existe nesse Caern.'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3628
Pontos : 3719
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Deganawida (crinos) - Rugido-das-Almas-Guerreiras, Fúria-das-Tempestades, Crepúsculo da Wyld

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em 22.08.17 1:37

Era bom saber alguma coisa sobre o tal inimigo responsável pelo ritual da Umbra... Era uma droga que fosse tão poderoso, mas uma hora a vez dele ia chegar. O fato dele servir a Devoradora de Almas, aquela que foi selada pelos Croatan só fazia com que a questão fosse mais grave.

" - Então... Ele serve à Devoradora de Almas. Uma vez o Irmão do Meio a selou. Se esse sanguessuga continuar a fazer esses rituais, ele poderá soltar essa besta novamente? E vocês acreditam que esse lacaio antigo como dizem está nessa cidade?"


Se isso for possível, é mais um motivo para trabalharmos junto aos Uktena... Sem o irmão responsável pela Devoradora de Almas, os dois irmãos vão precisar se unir para repelir essa ameaça.


" - Eu também não conheço nada sobre esses cinco cavaleiros... Só ouvi falar dessa dançarina."
avatar
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 409
Pontos : 410
Reputação : 1
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tribo Wendigo - Sangue-dos-Quatro-Ventos

Mensagem por NarraDiva em 22.08.17 15:44

Rugido-do-Tupilaq comenta:

'- Os cinco cavaleiros do Apocalipse são os cinco guerreiros da Wyrm logo abaixo de Zyzach. Cada um atua em um dos cinco grandes continentes e assume a face de uma das facetas degradantes da Wyrm, reinando pela Wyrm em um território. Todos respondem à Zyzach. O cavaleiro da Fome atua sob o continente da Ásia, o cavaleiro da Peste atua pela áfrica, o cavaleiro da Guerra está na Europa, o Cavaleiro da Morte age na Oceania e nas terras congeladas do norte e do sul, o Cavaleiro da Corrupção está nas Américas.'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3628
Pontos : 3719
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Deganawida (crinos) Rugido-das-almas-guerreiras, Fúria-das-Tempestades, Crepúsculo da Wyld

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em 22.08.17 18:50

As informações continuam, dessa vez sobre os tais cavaleiros do Apocalipse. Como era um por continente, talvez houvesse o que saber sobre cada um...

" - Sabemos a identidade de algum desses generais ou cavaleiros? Ouvimos alguma história de alguém que os enfrentou?"

Dificilmente a resposta seria positiva. Mas era melhor perguntar...
avatar
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 409
Pontos : 410
Reputação : 1
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tribo Wendigo - Sangue-dos-Quatro-Ventos

Mensagem por NarraDiva em 22.08.17 23:10

Rugido-do-Tupilaq segue respondendo para Degan:

'- Eu ouvi histórias sobre os cinco cavaleiros do apocalipse. A maioria da boca dos irmãos Peregrinos que espalham as histórias para sabermos quem são nossos inimigos. Mas um deles eu ouvi da boca de meu próprio pai.'

O Galliard começa a falar:

'- Dayalond era o guerreiro mais forte de sua seita, um caçador consumado e um árduo protetor das terras sagradas. Quando viu o orgulho dos Parentes de sua tribo sangrando lentamente enquanto sucumbiam ao alcoolismo e à letargia, viu a cultura de seu povo se dissolver e começou a perceber que a batalha desesperada de sua vida provavelmente morreria com ele, juntamente com o futuro de seu povo. Sua raiva e frustração o tornaram um alvo para a Wyrm, mas nenhum Maldito ou Fomor conseguiam atrair o feroz Wendigo para o Labirinto. Foi então que sua família foi alvo de um ataque e a Wyrm finalmente encontrou uma maneira de fincar suas garras no coração do guerreiro de gelo.' 

Todos prestavam atenção na história que já estavam cansados de ouvir (ou não). O Galliard prosseguia:

'- Quando Dayalond ainda era jovem, um Dançarino da Espiral Negra atacou e estuprou sua mãe, uma parente Wendigo. Algum tempo depois, ela deu à luz a filha do Espiral. Muitos dos Wendigo da Seita de Dayalond rejeitaram a criança. O pai de Dayalond tinha sido um Wendigo, e então eles consideravam Dayalond puro, mas sua irmã suportou o estigma de seu pai caído. Muitos da tribo opinaram que era uma crueldade permitir que ela vivesse. Ainda assim, outros defenderam a irmã de Dayalond, afirmando que suas ações determinariam seu destino. Se ela atuasse com coragem e força em defesa das terras, ela era Wendigo, apesar de seu pai. No entanto, quando ocorreu a Primeira Mudança da criança, a pureza vil de sua semente de Espiral Negra brotou. O negro da corruptora manchava o pelo branco da jovem garou e as lagrimas de dor que escorriam de seus olhos incendiaram a terra enquanto seus uivos de pânico invocavam malditos para os lugares secretos de nosso povo. A batalha foi brutal. Quando tudo já era cinzas e os sobreviventes da seita cercavam a jovem e desesperada garou, ninguém falou em sua defesa e os Ahrouns da seita a espancaram até a beira da morte e a deixaram jogada para morrer em meio a uma tempestade de inverno.'

O Galliard seguia comentando:

'- Dayalond estava caçando. Quando ele voltou e descobriu o que havia acontecido e de como os outros haviam tratado sua irmã, ele ficou furioso. Ele a procurou por semanas; mas sabia que só acharia sua irmã quando a neve derretesse. A fúria o preenchia e ele jurou vingança à sua matilha e sua seita pelo que haviam feito. Foi então que ele sentiu a proximidade da Wyrm. Um sussurro com a voz de sua irmã vindo de dentro de uma caverna de urso. Adentrando na escuridão da caverna, Dayalond logo se viu no Labirinto espiral, onde se entregou a raiva, frustração e desespero e acabou por se tornar uma criatura guiada pelo instinto de caçar, matar e de vingança. Quando Dayalond emergiu do labirinto no inverno seguinte e retornou a sua seita, arrancou o coração do totem do seu caern, um servo do Wendigo, e vestiu sua pele como um manto. Agora ele vem e vai com as tempestades de inverno e, sob a cobertura da neve, caça os membros de nossa tribo, perseguindo os de costa a costa para exprimir uma vingança sangrenta em qualquer um cujo sangue é da tribo de Wendigo. Seus trabalhos foram tão bem sucedido, matando nossos anciãos que Zyzach lhe nomeou como um de seus Cavaleiros, o Cavaleiro da Morte.'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3628
Pontos : 3719
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue-dos-Quatro-Ventos (crinos) Rugido-das-Almas-Guerreiras, Fúria-das-Tempestades, Crepúsculo da Wyld

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em 23.08.17 0:05

A história contada por Rugido-do-Tupilaq surpreende o jovem philodox... Ele tinha achado bem estranho que um dos Cavaleiros agia nas terras do extremo norte e do extremo sul. Mas não fazia ideia de que ele era nascido no Grande Wendigo. Depois do relato do Galliard, Deganawida só consegue manter o silêncio por alguns instantes. O pior daquela história é que ela era uma lembrança de como a corrupção estava por todo o lugar, mesmo dentre aqueles de sua tribo, nos seus acessos. 

" - Eu... Não sabia..."

Ao mesmo tempo eu não consigo evitar sentir o pesar de carregar um inimigo tão poderoso e com origem tão íntima quanto esse cara... Isso explica porque a Wyrm não vai sair de nossas terras tão cedo...

Deganawida suspira nesse momento de reflexão. Aquilo ali certamente iria fazer parte de suas memórias por algum tempo... Só esperava que seu povo triunfasse sobre essa ameaça no momento certo.

" - É duro ouvir que um de nossos mais ferrenhos inimigos tenha vindo do seio de nossa própria tribo... Diante disso, eu só espero que, quando ele vier, nós estejamos prontos para enfrentá-lo."

Hmm... Talvez seja uma boa ideia falar com eles sobre a profecia de meu nome... Ainda mais com um dos Angalkuq de minha tribo aqui, até mesmo de meu próprio campo. 

" - Escutem... Eu gostaria de aproveitar esse momento de reunião de todos aqui para pedir o auxílio de vocês com uma coisa... É uma profecia. Várias eu acho... Okwanada me disse que havia uma profecia para meu nome, falando sobre filhos que terei. E Rugido-das-Almas-Guerreiras me disse que havia ouvido uma sobre o totem que minha matilha segue, o Uirapuru. Se meu tio confiou a vocês o segredo do Impuro Perfeito, eu também confio a vocês a profecia que meu pai enviou a ele. A profecia de Rugido me disse que aquele que seguir o Uirapuru será abençoado pelo Wendigo e deverá reerguer a tribo... Dizem que deverei ter filhos para reerguer nossa tribo. Um deles servirá à maldita Tecelã. Outro será bom para nós e servirá à Wyld, mas o último... Servirá à Serpente-de-Chifres..."

Revisitar essa memória dói. Degan diminui o tom de sua voz à medida que vai falando. Ele toma um pouco de ar e observa o rosto de cada um deles, parando o olhar em Tempestade-Glacial.
avatar
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 409
Pontos : 410
Reputação : 1
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tribo Wendigo - Sangue-dos-Quatro-Ventos

Mensagem por NarraDiva em 23.08.17 8:09

O Philodox apenas pergunta:


'- E o que você pretende fazer diante disso?'

O silêncio ecoa e todos observavam Degan.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3628
Pontos : 3719
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Deganawida (crinos) Rugido-das-almas-guerreiras, Fúria-das-Tempestades, Crepúsculo da Wyld

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em 23.08.17 11:20

A pergunta era incômoda, mas era também necessária. Mas ele sabia o que dizer:

" - Pode alguém lutar contra o seu destino? Como devo agir diante disso?"

Deganawida acredita que tenha se expressado melhor. Profecias como aquela e histórias de sua tribo só o deixavam confuso por conta da ideia de predestinação por trás delas. Mesmo respeitando os costumes de seu povo, ele não conseguia não se sentir como um boneco nas mãos de um titereiro invisível, caminhando para a beira do abismo... 

O Wendigo fala com um tom de voz que transparece dúvida e insegurança aos seus irmãos.
avatar
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 409
Pontos : 410
Reputação : 1
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Fúria-da-Tempestade | Rugido-das-Almas-Guerreiras | Tempestade-Glacial | Flecha-da-Neve | Herança-Ancestral | Rugido-do-Tupilaq | Presas-do-Inverno - Sangue-dos-Quatro-Ventos

Mensagem por NarraDiva em 23.08.17 13:49

O juiz diz sério para o Wendigo:

'- Você é o senhor do seu destino, filho do aro sagrado.'
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3628
Pontos : 3719
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue-dos-Quatro-Ventos (crinos) - Rugido-das-Almas-Guerreiras, Fúria-das-Tempestades, Crepúsculo da Wyld

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em 23.08.17 18:32

Tsc. Se eu continuar me preocupando com as coisas desse jeito eu vou surtar. Ele está certo... 

Degan apenas assente com a cabeça depois da fala do colega Philodox. 

E tenho certeza que, preocupação por preocupação, minha matilha ainda vai acabar arrumando problemas piores... Eu sei que os estrangeiros da Wyrm são um povo difícil, mas não precisavam me lembrar disso com tanta frequência quanto esta noite. 

" - ...E eu trilharei o bom caminho da Mãe e do Grande Wendigo, irmão."

Ele responde o outro meia-lua. A conversa já se aproximava da parte em que ele logo estaria familiarizado com o pensamento de todos os membros da outra matilha. 

" - Comentamos sobre a Impura Perfeita. Meu Okwanada já está ciente dela e alguns outros anciãos também, os demais líderes tribais do Caern deverão ficar sabendo formalmente amanhã pela manhã. Eu não gostei da ação da liderança deste solo sagrado: Se não fosse por meus esforços com minha matilha, nem nosso Ancião e nem o lendário juiz dos Peregrinos saberiam do ocorrido."

Ele ajeita o grande poste e passa a apoiá-lo com o outro braço, para dar descanso ao primeiro. 

" - Uma das Fúrias Negras se uniu à nossa matilha com o intuito de ajudar a Fianna que está grávida. Ela é uma lua cheia e acredito que irá instruí-la em combate."

Degan respira fundo.

Melhor uma Fúria do que outra tribo de europeus... Tsc. Há muitos da Trilha da Batalha aqui. Apesar de historicamente sermos rivais dentro da tribo, eu preciso saber o que pode mudar dentro dessa Seita com eles aqui, contar minhas impressões para eles pode ajudar nisso. 
avatar
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 409
Pontos : 410
Reputação : 1
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Tribo Wendigo - Sangue-dos-Quatro-Ventos

Mensagem por NarraDiva em 24.08.17 8:14

Fúria-da-Tempestade comenta em tom rude:


'- Se eu não fosse um Impuro, eu mesmo desafiava Estrela-da-Manhã. É uma vergonha a maneira desonrada como ela vem dirigindo essa seita. Até mesmo os Crias de Fenris seriam uma opção melhor do que os depravamentos Fiannas.'

Herança-Ancestral, imediatamente, fala:


'- Então temos que atuar de modo a influenciar a Seita. Não podemos ser passivos. Temos que fazer a diferença.'

O Ancião diz:


'- Isso é assunto pra reunião de tribo. Vamos focar no ritual.'


O juiz concorda e, então, o Theurge Tempestade Glacial diz:


'- Pois bem, eu irei explicar o Ritual. Sangue-dos-Quatro-Ventos é o único que nunca participou então, preste atenção no que vou dizer.'


Faz uma pausa e fala:


'-  Os ganchos já estão presos, cabe à você que é quem deseja o ritual, pelo que fui informado, dar o pontapé inicial com um Uivo de Apresentação, anunciando suas intenções a Hélios e ao mundo espiritual. Todos nós uivaremos repetindo sua intenção e, partiremos. Você ficará sozinho, com um desses ganchos fincados em sua pele. Com os outros ganchos você deverá se cortar ou se mutilar de outra forma repetidamente, para uma maior quantidade de dor, oferecendo seu sangue em sacrifício à Gaia e ao Grande Wendigo. Deves dançar em volta do poste até que se solte dos ganchos ou caia de outra maneira. Quanto mais tempo ficar na dor e na perda de sangue, maior será a chance de Hélios lhe ouvir. Só você dançará para que as bênçãos sejam todas voltadas para ti, mas nós estaremos todos uivando para Hélios ao redor desta clareira até que você termine todo processo. Alguma dúvida?'


Os Wendigos fazem um círculo em volta do totem de madeira, decorado com longas tiras de couro cru e com o crânio de um caribu
preso no topo, olhando para o norte. Na ponta de cada tira havia um gancho afiado feito de prata. Os Garou que passarão pelo ritual, permitem que os ganchos sejam presos em sua carne. 
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3628
Pontos : 3719
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue-dos-Quatro-Ventos (crinos-glabro) - Rugido-das-Almas-Guerreiras, Fúria-das-Tempestades, Crepúsculo da Wyld

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em 24.08.17 15:21

Depois de ouvir os dizeres de seu Ancião e de Herança Ancestral. Ele podia concordar com os dois, mas o assunto é deixado para a Reunião de Tribo que ocorreria no outro dia e ele assente com a cabeça para seus dois irmãos. 

Em seguida, Tempestade-Glacial, seu colega de campo, lhe informa como o ritual ocorrerá: Com sangue e resistência, como deve ser. Degan concorda e não há dúvidas. Como os ganchos são feitos de prata, a forma de guerra não faria diferença, porque ele sentiria toda a dor do mesmo jeito. Ele informa ao Angalkuq*:

" - Eu farei o ritual em Glabro, se não houver problemas. Não quero que meu peso da forma de guerra rompa as cordas antes da hora."

Sangue-dos-Quatro-Ventos uiva. Sua saudação é um cortês sinal de boas-vindas ao nascedouro Sol e também um pedido de ajuda como em uma prece. 

" - Ó Grande e Poderoso Katanka-Sonnak*, Aquele-que-Cavalga-o-Vento*! Eu canto à sua Coroa! Canto ao Peta-Owihankeshni*, o Fogo-sem-Fim que sua luz traz ao meu povo! Peço por suas bênçãos, iluminado Celestino! Este juiz se prostra diante de sua luz nascente e dá seu sangue e sacrifício por sua honra e glória! Ouça o chamado deste filho do Grande Wendigo, Katanka-Sonnak! Pois o vento que cavalgas é também o vento de nosso patrono! Teus inimigos são nossos inimigos! Ouça minha súplica e que sua Coroa queime aqueles que ousam desafiar o Caminho da Infinita Sabedoria de Gaia! Venha em meu auxílio e traga sua Justiça Celeste sobre os ímpios da Corruptora, que não suportam teu severo olhar sobre eles!"

O pedido de ajuda era uma súplica para que o Celestino lhe ajudasse a enfrentar as dificuldades que estavam por vir: Os lacaios da Serpente-de-Chifres insistiam em desafiar as leis da Mãe ao beberem o sangue dos vivos e fingirem não estar mortos. Sua existência era intolerável para Hélios e seu mero olhar reduzia aquelas criaturas a pó. Os filhos de Hélios certamente possuíam poder semelhante, de trazer o dia onde antes havia noite, fulminando-os com sua terrível visão. Essa era a ajuda que Degan buscava, essa era a justiça que ele queria que Hélios ouvisse: Que o Celestino lhe permitisse poder para levar a justiça a esses seres que maculavam a face de Gaia...

Degan termina seu uivo e muda para a forma glabro. Ele começa a cravar os ganchos em sua pele, respirando fundo, com o pensamento focado em sua tarefa;

Katanka-Sonnak, esteja comigo, não vos falharei! Pai, eu gostaria que pudesse me ver neste momento...



OFF:
Peta-no-Owihankeshni = Termo Sioux para "Fogo-sem-Fim", que é relacionado à luz do sol e à própria existência das coisas. 
Angalkuq = Theurge para os Puros. 
Katanka-Sonnak = Hélios, o Celestino, nos termos dos Puros. Um dos significados para isso é "Windrider", Aquele que Cavalga o Vento.
avatar
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 409
Pontos : 410
Reputação : 1
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Fúria-da-Tempestade | Rugido-das-Almas-Guerreiras | Tempestade-Glacial | Flecha-da-Neve | Herança-Ancestral | Rugido-do-Tupilaq | Presas-do-Inverno - Sangue-dos-Quatro-Ventos

Mensagem por NarraDiva em 24.08.17 21:45

Os Wendigos emitem o uivo e começam a girar em dança ritualística em torno da região onde Deganawida faria a dança do sol. Os primeiros raios de sol começavam a surgir. A cada volta, um nível de dano agravado não passível de absorção pelo gancho de prata. A tira não duraria o suficiente para que Degan morresse ou ganhasse uma cicatriz de batalha, mas o processo seria dolorido à exaustão.


OFF GAME: Degan deve descrever todo processo do ritual no seu próximo post, será a última cena do Wendigo na noite.
avatar
NarraDiva
Admin

Mensagens : 3628
Pontos : 3719
Reputação : 0
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

Ver perfil do usuário http://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sangue-dos-Quatro-Ventos (Glabro) - Wendigos - Dança-do-Sol

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em 25.08.17 3:02

O Juiz observa todos os seus irmãos uivando e começando a se mover em volta do enorme poste que haviam gravado há pouco. 

Este é o momento... Tio... Que bom que pode me ver. Meu pai... Mãe... Morte-no-fim... Vocês já estão comigo.

Os passos de Deganawida até o poste são solenes. Cada passada ele sentia o olhar e os sussurros dos Manitou que começavam a surgir com o raiar de Hélios... 

Seus ouvidos podiam jurar que um sibilar de flauta de madeira estava soando ao fundo... Seriam seus ancestrais que viriam do Mundo-Fantasma para ver seu descendente?

Degan sente seu espírito reverberar ao chegar ao poste. A palpitação de seu coração soava alto como um tambor iroquois* durante um powow*... O jovem toma em suas grandes mãos de glabro um imenso gancho de prata que estava preso por uma das tiras, sentindo a dor da alergia começar a consumi-lo ao primeiro toque... Ele respira fundo. 

Agora.

Sangue-dos-Quatro-Ventos crava o gancho fundo em sua carne bem no centro do peito, na área conhecida como plexo solar, uma região com pouca musculatura. O jovem Wendigo emite um rosnado de dor à medida que o gancho cava sua carne como manteiga... Aquilo doía uma dor fria, que parecia se contrapor ao calor de Hélios... Somente os dispostos a enfrentar o gélido e terrível toque do metal de Luna eram dignos das bênçãos do Sol. 

Mas Degan sabia que o ritual não terminaria na primeira perfuração. 

Por Katanka-Sonnak!

O Wendigo crava o segundo gancho em seu peito, do lado direito. Ele não consegue evitar um segundo rosnado de dor, dessa vez mais baixo que o primeiro. Os sons que Degan percebia começavam a mudar. Ele nota chocalhos, o som do tambor soa mais nítido... As vozes de seus irmãos, no idioma Garou começam a entoar um cântico que ele parecia conhecer... Seriam... Os ancestrais dele falando diretamente a seu espírito? Um momento da glória passada dos  Puros que fazia seu caminho até aquelas terras distantes ao Sul? Ele não saberia dizer. 

Pelo Grande Wendigo!

O terceiro gancho perfurava a carne do jovem Mediwiwin na parte esquerda do peito, pouco abaixo do ombro. Dessa vez nem o próprio Degan pôde perceber se urrava de dor, ela já fazia parte dele. O sangue escorria do dorso do Wendigo aos borbotões. Seu corpo se enfraquecia e cada centímetro de seu ser reagia ao contato do metal de Luna, ordenando-lhe para que parasse... 

Não.

Respondia Deganawida de volta. Ele sorria. Agora a dança poderia começar...

Por Gaia.

Ele inicia a primeira volta em torno do poste consagrado ao Grande Espírito do Sol. O hino entoado por seus irmãos (ou seriam ancestrais?) soavam em sua mente e ecoava no seu espírito. A cada passo, é dever do dançarino do sol tentar forçar seu corpo para que os ganchos de prata cortem sua carne e seu sangue escorra em dor e sacrifício para Hélios. E assim, Degan fazia, mas quem observasse com calma podia ver algo... Diferente em seu peito. Os cortes pareciam formar um desenho próprio...

Ele termina a primeira volta. Seu peito estava totalmente vermelho, e o sangue já lhe escorria para as pernas pela cintura e gotejava o chão. Ao começar a segunda volta, Degan começa a mover deliberadamente os ganchos. Ele puxava os dois ganchos da lateral, e jogava seu corpo à medida que dava seus passos, rosnando de dor à medida que ele sentia o metal se entranhar em sua carne e formar o desenho que queria. 

Degan finaliza a segunda volta e segue para a terceira, continuando a mover os dois ganchos nas laterais de seu peito... Mas dessa vez, o sol já estava brilhando sobre si, embora ele mal sentisse o calor em razão da dor. Era possível ver que um círculo se formava, em meio ao banho de sangue que era seu estado. Os ganchos das laterais estavam mais baixos, próximos ao abdome do Wendigo. 

A quarta volta já era quase um estado de comunhão com o ambiente. O Wendigo ouve com clareza a voz de seus ancestrais, e agora ele identifica os tambores que ouvia como sendo Oneida*. Era como se uma parte do Reino Tribal de Grande Wendigo tivesse sido trazida até ele pela brisa d'Aquele que Cavalga o Vento... Um grande verão se formava diante dele. Era essa a estação derradeira para a guerra. E era essa a oportunidade que ele queria para testemunhar a ira de Katanka-Sonnak sobre seus inimigos...

Finalmente a quinta volta. Nesse estado, um rio vermelho se elevava em toda trilha sacolejante que o jovem Wendigo havia deixado para trás. Seus irmãos se entreolhavam, mas o cântico permanecia elevado e solene... O ritmo da dança de Degan não estava mais tão visível, apesar de existir. Nessa volta, os Manitou de Katanka-Sonnak pareciam seguir o círculo traçado pelo Philodox, como em um rito de procissão solene... O ar ficava pesado... 

Degan dá a sexta e última volta se esforçando muito para não se arrastar, enquanto cambaleava e jogava o corpo para as laterais, forçando as tiras de couro. Os Manitou já se aglomeravam no topo da montanha e o cântico de seus ancestrais completavam um espetáculo digno da glória dos Puros. Hélios já havia nascido, e Degan consegue sentir isso... Os raios do astro-rei lhe ferem um pouco os olhos quando decide olhar para o alto... Extremamente ferido, um ruído se faz ouvir nas montanhas do Caern: 

As tiras de couro se rompem. 

Deganawida cai no chão, esgotado e encharcado pelo próprio sangue. Mesmo assim ele observa os ganchos em seu corpo... 

Eu preciso... Terminar... Hé...lios... Veja...

O glabro puxa para cima o corte em seu plexo solar e, com a outra mão termina de abrir um quarto grande corte na parte de baixo de seu abdome. Um grande ferimento com quatro grandes talhos nas extremidades de um círculo cortado preenchia seu corpo. Seu sacrifício estava completo. Algo que se assemelhava ao glifo de Hélios estava formado em seu corpo... Deganawida esperava que o celestino visse antes que fechasse. 

OFF: Trilha sonora - 


OFF 2 - Degan deu 6 voltas e terminou de se cortar quando ia tomar mais um dano. Tô disposto a gastar Força de Vontade e tudo mais Smile 
O objetivo é que o corte no peito dele forme o glifo de Hélios como mostrado. 
Iroquois = tribo nativo-americana (do qual Degan é parte)
Powow = festividade que reúne membros de muitas tribos nativo-americanas.
Oneida = Tribo nativo-americana, parte dos Iroquois.
Mediwiwin = Philodox para os Puros. 
Katanka-Sonnak = Hélios para os Puros. 
Manitou = Espíritos (bons ou maus).
avatar
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 409
Pontos : 410
Reputação : 1
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 43

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: As Montanhas do Caern

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 19 Anterior  1, 2, 3 ... 10 ... 19  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum