A Umbra Rasa (Penumbra)

Página 36 de 40 Anterior  1 ... 19 ... 35, 36, 37, 38, 39, 40  Seguinte

Ir em baixo

A Umbra Rasa (Penumbra) - Página 36 Empty Glabro | FDG

Mensagem por Convidado em 15.07.18 22:12

Hagen sente a fúria se elevar em seu peito e nota que inflama um pouco o coração de guerreiro do Fenrir. Era hora de parar antes que descambasse para algo pior como um frenesi, na hora que Hagen pensa em gastar sua fúria de alguma forma, sua mão é puxada por Padmatavi e assim sem entender e se deixando levar, o garou dá três passos para frente.


"Mas que diabos..."


Hagen é levado para frente de Pórunn e escuta as palavras da juíza, aquilo deixada o fenrir desgostoso, em escutar palavras como cordialidade. Não iria entrar em um frenesi e muito menos abraçar o garou seria algo que Hagen gostaria de fazer. Pavor-de-Jörmungandr tenta resistir a intimidação de Flor-de-Lótus sem sucesso, e assim é compelido a fazer o que ela ordenava.


"Malditos Portadores..."


Pantaneiro vem ao seu lado e com sua voz irritante aconselha a fazer o que já fora intimado a fazer, Hagen olha para o seu alfa e em seu semblante ficava uma feição de: "É sério mesmo, isso?"

Hagen odiava aquilo, mas era altamente disciplinado e ordem da juíza e do alfa eram pra ser seguidas, Hagen pensa em falar algo em norueguês para dar um recado somente para Pórunn, mas desiste. Apenas abre os braços, sendo complacente e cortês.


"cão, espere a oportunidade, além de perder o seu nome, farei perder seus dentes... ultrapasse meu caminho, vai ter desejado que a morte te levasse sem dores..."


Hagen sorri e era bem cortês.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

A Umbra Rasa (Penumbra) - Página 36 Empty Re: A Umbra Rasa (Penumbra)

Mensagem por Convidado em 16.07.18 7:57

Pórunn não faz qualquer esforço para resistir a decisão da Juíza e quando o momento do abraço chegou, ele correspondeu a "iniciativa" de Hagen. Ele o fez sem levar consigo qualquer pensamento.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

A Umbra Rasa (Penumbra) - Página 36 Empty Bruno Caselli (Crinos) - Aurora Serena / Fortaleza de Gaia

Mensagem por Bruno Caselli em 16.07.18 8:37

Depois das explicações o Theurge via que a matilha começava a tentar pensar no que havia sido dito, mas logo uma ofensa a forma de pensar de Pórunn é feita por Hagen e ai as coisas começam a caminhar por um caminho ruim.
 
Felizmente a Juíza da matilha toma a iniciativa de acalmar a dupla e é acompanhada de Pantaneiro. Por mais que tivessem se afastado alguns passos, a forma crinos lhe permitia ouvir bem o que era conversado, mas sem dúvida preferia não ter escutado.
 
Bruno ajeita os óculos ainda um pouco intimidado pelas palavras da Philodox e tenta não olhar em sua direção para não demonstrar isso. O toque de Aurora Serena lhe traz novamente a realidade e o Theurge responde a gentileza da Galliard com um aceno de cabeça e coloca a pata sobre sua mão em sinal de gratidão.
 
Tentando trazer seus amigos novamente ao assunto o Theurge pigarreia e comenta não diretamente para Hagen, pois ele ainda estava sobre o olhar da Philodox, mas para todos ouvirem:
 
- Apenas para elucidar suas mentes quanto ao que quis dizer quando falei sobre um possível combate com a Pentex. Os Andarilhos do Asfalto já enfrentam a Pentex a tempos... E algumas vezes, mesmo a Weaver lutando para impedir que ela consiga escapar, ela consegue fugir e se manifestar nesse mundo. A Pentex nada mais é que do que a Wyrm se aproveitando da Weaver e isso sim, é uma ofensa a nós.
 
Bruno ajeita os óculos novamente e prossegue:
 
- Ela possui vários ramos de negócios pelo mundo todo. Uns que corrompem mais lentamente, como cigarros e jogos para deturpar a mente dos jovens, até formas de corrupção mais diretas, como empresas que destoem o meio ambiente ou usando animais como cobaias de produtos farmacêuticos. É esse último que acredito ser o caso...


Última edição por Bruno Caselli em 16.07.18 15:53, editado 1 vez(es)
Bruno Caselli
Bruno Caselli

Mensagens : 306
Data de inscrição : 02/07/2018

Voltar ao Topo Ir em baixo

A Umbra Rasa (Penumbra) - Página 36 Empty Re: A Umbra Rasa (Penumbra)

Mensagem por Convidado em 16.07.18 9:32

Vendo os dois poderosos Fenris se abraçarem, Aurora Serena toca de leve na pata de Bruno antes de interromper o contato, caminhando até os dois protagonistas da primeira ceninha entre irmãos que testemunhou junto à nova matilha. Com um gracioso meneio de cabeça para a Philodox, à guisa de autorização para se aproximar, a ruiva aborda os dois rapazes abraçados, abrindo um sorriso luminoso para eles.

Erguendo-se na pontinha dos pés - graças ao ballet - a ruiva primeiro deu um beijo na bochecha de Pórunn e, logo em sequência, beijou o rosto de Hagen, apoiando uma mão no ombro de cada um dos Fenris. Tudo isso enquanto Bruno detalhava melhor seu ponto de vista a acerca da missão.

Exatamente quando o Andarilho do Asfalto terminou de falar, a ruiva se virou para os demais, ainda sorrindo daquele jeito satisfeito ao retomar a forma parcial de Glabro para falar:

- A paz está selada! Percebo que temos muito a debater e esclarecer antes de tomarmos atitudes, mas poderíamos fazer isso em casa, não? A céu aberto assim, na Umbra das grandes cidades, não é exatamente o melhor lugar para debater estratégias. - a Garou tinha um brilho quase fantástico nos olhos, de expectativa e ansiedade - E os bons termos retornaram bem em tempo, porque - eu não sei que arranjos vocês terão que fazer! - mas eu quero um quarto só pra mim!

Aurora Serena riu daquele jeito alegre de menina-mulher e piscou para Flor-de-Lótus, como se fizesse uma piada interna. É claro que esperava dormir no mesmo quarto da outra garota. Sabia bem que não estava nas Terras Altas para reclamar tratamento especial por sua linhagem ilustre. Mas era divertido brincar um pouco com os novos companheiros. Quebrar a tensão dos últimos instantes.

Já tinha visto Fenris brigarem feio por coisa muito mais boba. E já tinha estado tranquilamente na Umbra, quase à passeio, quando o inesperado saltou das sombras. Era melhor que fossem logo todos para casa, juntos como deveria ser, e conversassem em segurança até definirem qual curso de ação deveria ser tomado.

Aurora Serena só pensava em como seria bom poder dormir sob o mesmo teto de sua matilha novamente. Desde que chegara a cidade, pouco tempo atrás, sentia-se deslocada - em grande pela ausência desse contato próximo com os irmãos-de-armas. Lembrando das grandes refeições preparadas em conjunto pela matilha em que nasceu, o sorriso inocente ganhou uma ternura extra. Olhou para todos, um por um, e sentiu que finalmente poderia recomeçar. Um lar com irmãos briguentos ainda assim era um lar.

- Deixei meus tesouros na entrada do cemitério, fora da Umbra. Só tenho que recuperá-los antes de irmos. - ela girou no lugar, encarando Pantaneiro e os outros enquanto se posicionava ao alcance das mãos de Hagen e Pórunn.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

A Umbra Rasa (Penumbra) - Página 36 Empty Re: A Umbra Rasa (Penumbra)

Mensagem por Convidado em 16.07.18 9:35

Antonio Xavier ouve cada um dos.presentes em suas opiniões, afinal era aquela discussão saudável que ele almejava, quando trouxe a informação. Infelizmente, a dupla fenrir destoou do clima necessário e felizmente, mais uma vez, Flor-de-lótus é exemplar em colocá-los onde deveriam estar.

"O toque infantil de tia/mãe foi totalmente metalinguistico. Comportamento pueril recebe repreensão tipicamente destinada às crianças"

Quando Bruno retoma a fala e expõe uma questão farmacêutica, a mente de Antonio se ilumina e ele diz:

"- Bruno, acho que está certo. Deve ser isso. E para acrescentar ao seu pensamento, unindo a algo que você mesmo citou: a Ilha do fundão é um local amplamente utilizado para pesquisas.Talvez, seja o nosso lugar."

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

A Umbra Rasa (Penumbra) - Página 36 Empty Bruno Caselli (Crinos) - Fortaleza de Gaia

Mensagem por Bruno Caselli em 16.07.18 16:05

Bruno ouve a ideia de Aurora Serena e concorda com um aceno de cabeça. Em seguida, Antônio se manifesta citando um dos lugares que poderia ser onde estavam escondendo os ursos. O Theurge sorri para seu irmão de augúrio e concordando com um aceno de cabeça, diz:
 
- Ótimo. É uma pena que não temos um Ragabash para investigar de perto, mas vou conversar com os meus para colher o maior número de informações possíveis. E, na pior das hipóteses, eu pensei em algo que você poderia ajudar Sr Xavier.
 
- Sua relação com a Quimera é boa? A dama de muitas faces é excelente em criar ilusões. Isso poderá ajudar muito a proteger o Véu quando estivermos agindo em campo...
 
Bruno sente que estava se excedendo e que aquilo poderia causar uma impressão errada em Pantaneiro, então, aproveitando a ideia dada por Gwen, ele finaliza:
 
- E concordando com a Srtª O’Dyna, acho que poderíamos ir conhecer o ponto de encontro da matilha. Assim que souber o endereço posso pedir um café da manhã reforçado para toda matilha. Creio que descansados e com a barriga cheia nós funcionaremos muito melhor.
Bruno Caselli
Bruno Caselli

Mensagens : 306
Data de inscrição : 02/07/2018

Voltar ao Topo Ir em baixo

A Umbra Rasa (Penumbra) - Página 36 Empty Re: A Umbra Rasa (Penumbra)

Mensagem por Convidado em 16.07.18 16:45

Hagen recebe o abraço de Pórunn, olha para Pantaneiro e Padmatavi, e se cala. O Fenrir escuta Bruno elucidar pontos sobre a tecelã com a corruptora e assim permanece calado absorvendo conhecimento. Hagen sente a aproximação daquela ruiva que era um convite à quebra da Litania e assim beija a bochecha do Fenrir. Primeiro um abraço e depois um beijo na bochecha, normalmente Hagen não era habituado a amistosidades dessa forma, deveria ser fruto do caern em um mundo novo, de onde vinha, Fenrirs não eram dados a demonstrações de carinho, Hagen pensa quantas vezes sua mãe o beijou, se é que tinha feito isso alguma vez.

Hagen retoma a mão da Galliard para si, e dá um pequeno beijo, em sinal de respeito com a mesma e tende a se afastar um pouco, ainda segurando sua frágil mão. Dando ouvidos ao Bruno e logo em seguida a mesma, que com certa sabedoria, dizia que era melhor discutirem questões em locais que fossem mais reservados, logo Antônio se manifestava e Hagen fala olhando para Gwen.

' - Se precisar, irei com você até o cemitério. '

Hagen sorri e afasta sua mão, logo olhando para seus amigos de matilha, reitera:

' - O que vocês decidirem, eu ajudarei no que for possível. '

Hagen se cala e espera manifestações e principalmente decisão do alfa.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

A Umbra Rasa (Penumbra) - Página 36 Empty Pantaneiro (glabro) - Fortaleza de Gaia

Mensagem por Convidado em 16.07.18 20:41

E como duas crianças, os dois Fenris se abraçavam a contragosto, mas era assim que aprenderiam a se respeitar como irmãos. Pantaneiro sentia-se satisfeito com o modo didático da titia Padmatavi. Havia sido efetivo. Depois da pior parte ter passado, Gwen abraça os dois Fenris e dá um beijo no rosto de cada um. Pantaneiro também queria ganhar um beijo no rosto.

"É só brigar com alguém e fazer as pazes que ganha beijinho? Eu vô descer a porrada em todo mundo então, quem sabe assim eu ganho algo a mais... não, não, não homi! Se controle! É sua irmã! Preciso procurar uma parente urgente... essa seca tá me deixando confuso e descontrolado... foco, Pantaneiro, foco!!..."

Decide focar no que era importante e assim faz. Escuta com atenção as palavras de Bruno, que trazia relatos importantes sobre a Pentex onde tudo levava a crer que os maltratos com o Urso tinham a ver com isso. Escuta também Gwen querendo ir logo pro ponto de encontro a procura de descanso e por hora  não havia mais o que discutirem. Disse na lingua garou então inicialmente para os dois Fenris:

- Xômanos, cêis são irmãos de matilha e de tribo. Cêis tem que ser unidos e parar com essas intriga boba. Vai chegar um momento em que a vida de um vai depender do companheirismo do outro e nesse momento seis vão se arrepende de ficarem com essas briguinha boba.

Dá um tapinha no ombro de cada um dos Fenris e continua.

- É isso ai meu povo. Bruno, junte todas essas informações que nóis tem e vê que que se pode ajudar nóis junto com sua tribo. Os que puderem ajudar o Bruno, ajudem. Repassem essa informação para Luna caso a vejam. Ela é nossa Ragabash e pode ser muito útil também. Façam isso agora porque na próxima oportunidade iremos agir. Informação pra nóis nesse caso é muito importante, serve de reconhecimento, assim como no caso dos operários. Aproveitem esse momento antes de amanhecer o dia. Se tiverem algum afazer pessoal, essa é a hora.

Completou para Bruno.

- Proteger o véu enquanto nóis tiver em missão é muito importante. Seja lá qual for a ideia com a Quimera, se for nos ajudar e quiserem tentar, vale a pena.


Continuou.

- Alguém tem algo mais a acrescentar? Se não tiverem, preciso ir falar com Bardo-Forjador. Ele precisa falar comigo. Gwen, Adryan é um ícone em nossa tribo, caso queira conhece-lo, posso te apresentar à ele.


Aguardava a manifestação de todos.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

A Umbra Rasa (Penumbra) - Página 36 Empty Re: A Umbra Rasa (Penumbra)

Mensagem por Convidado em 16.07.18 20:55

Aurora Serena sorri com cumplicidade para Hagen após a oferta para ir com ela recuperar seus tesouros. Já estavam começando a se comportar como irmãos superprotetores, esses rapazes! Era uma sensação agradável. Deixou-se ficar de mãos dadas com o Fenris pelo tempo que ele julgou ideal. Para ela, aquele era um contato corriqueiro entre membros de uma mesma matilha.

Após as palavras de Pantaneiro, Aurora Serena caminha até o alpha com um sorriso de orelha à orelha. Parecia a imagem da felicidade.

- Seria uma honra, meu righ. Verdadeiramente. Mas agora, antes de deixarmos a Umbra, talvez fosse sábio seguirmos a orientação de Sereno-Trovão? Deixamos para discutir estratégias em casa, abrigados e seguros. Porém, Bruno e eu ainda não fomos apresentados ao Urso. Acredito que seria vital para o sucesso da empreitada adiante, meu righ.

A ruiva acerca-se de Pantaneiro tocando no antebraço do Fianna com as pontinhas delicadas dos dedos, leves como asas de borboletas, enquanto baixava respeitosamente os olhos verde-acinzentados diante de seu líder.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

A Umbra Rasa (Penumbra) - Página 36 Empty Re: A Umbra Rasa (Penumbra)

Mensagem por Convidado em 16.07.18 21:02

Antonio Xavier ouve as palavras dos companheiros e responde Bruno:

"-Tenho boas relações sim, Bruno. Acho que será bastante viável caso seja necessário."

Após Pantaneiro se pronunciar e Gwen fazer referência ao Urso, o Portador fala:

"Bruno, você poderia fazer o ritual para convocar o Urso? Infelizmente, eu só o aprenderei durante a tarde."

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

A Umbra Rasa (Penumbra) - Página 36 Empty Bruno Caselli (Crinos) - Fortaleza de Gaia

Mensagem por Bruno Caselli em 16.07.18 22:31

Bruno ouve Pantaneiro lhe dando permissão para investigar sobre o paradeiro dos ursos e concorda com um aceno de cabeça. Em seguida Antônio diz ter boas relações com o Totem Tribal e aquilo era um alivio.

Diante do pedido de invocação feito pelo irmão de augúrio, Bruno concorda com um aceno de cabeça e diz:

- Seria uma honra.

Ele então olha para Pantaneiro, esperando que ele autorizasse a invocação.
Bruno Caselli
Bruno Caselli

Mensagens : 306
Data de inscrição : 02/07/2018

Voltar ao Topo Ir em baixo

A Umbra Rasa (Penumbra) - Página 36 Empty Re: A Umbra Rasa (Penumbra)

Mensagem por Convidado em 16.07.18 22:45

Hagen escutava tudo atentamente e a fala de Pantaneiro chama a atenção.

Espero que Não esqueça o compromisso que assumira..

' - Pantaneiro, se me permitir, gostaria de acompanhar na conversa com Bardo-Forjador. Precisamos relatar o acontecido nesta noite...

Hagen estava no seu espaço e se mantém resoluto em sua seriedade. Observando os passos dos Theurges em resolverem a apresentação com o Totem Urso.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

A Umbra Rasa (Penumbra) - Página 36 Empty Pantaneiro ( Glabro) - Fortaleza de Gaia

Mensagem por Convidado em 16.07.18 23:43

Pantaneiro escuta tudo. Gwen reforçava a necessidade de serem abençoados pelo Urso e era bom que já cumprisse tal formalidade. Responde inicialmente para Hagen.

- Sem problemas, Hagen. Cê vai junto.


E depois volta sua atenção para Bruno, Antonio e Gwen sobre a questão do Urso para serem abençoados.

- Pode chamar o Urso, Bruno. Só espero que ele venha de bom humor.


Pantaneiro se preocupava, porque seria a terceira vez seguida que convocava o Totem a pedido de algo.


Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

A Umbra Rasa (Penumbra) - Página 36 Empty Bruno Caselli (Crinos) - Fortaleza de Gaia / Narração

Mensagem por Bruno Caselli em 17.07.18 8:47

Bruno concorda com um aceno de cabeça e volta-se para uma área espaçosa e começa a se concentrar. O Theurge começa a recitar um mantra na língua dos espíritos enquanto desenha runas no solo. Por mais que muitas pudessem parecer estranhas aos presentes, algumas delas eram inconfundíveis.
 
“Matilha”, “Gaia”, “Urso” e “Totem”.
 
O ritual se prolongava, pois como Bruno não era um exímio invocador de espíritos da Wyld, preferiu dedicar mais tempo no mantra de harmonização para que o Totem não viesse irritado.
 
Off:
Bruno gastou 1 turno para reduzir a dificuldade do teste de harmonização em 1.
Bruno Caselli
Bruno Caselli

Mensagens : 306
Data de inscrição : 02/07/2018

Voltar ao Topo Ir em baixo

A Umbra Rasa (Penumbra) - Página 36 Empty Urso | Flor-de-Lótus (G) - Aurora-Serena | Sereno-Trovão | Pantaneiro | Ira-Desoladora-de-Fenris | Visão-do-Futuro

Mensagem por NarraDiva em 17.07.18 9:27

Padmatavi ouve o relato de Bruno sobre a Pentex. Já havia escutado falar sobre a empresa, mas sabia pouco sobre isso e agradece por ter um Andarilho do Asfalto com esse tipo de conhecimento na matilha. Flor-de-Lótus não era uma radical anti-weaver, embora todas suas crenças passassem um pouco longe dessa face da tríade. Sua atenção em Bruno é removida pela reação da nova Fianna da matilha que resolve... beijar os brigões. Aquilo incomoda a Portadora da Luz Interior. Era uma intimidade excessiva e sem necessidade.

*Provavelmente as Fiannas querem montar uma fábrica de impuros nesse Caern.* - pensava a Meia-Lua enquanto olhava para a cena que considerava estranha. Diante do comentário sobre o quarto, a Portadora da Luz Interior comenta:

'- Se a matilha não se incomodar, eu pretendia morar em um dos alojamentos do Caern. Queria me harmonizar mais com essa Seita e, após passar muito tempo vagando pela Umbra, sinto que ficar em um Caern seria o melhor para a minha adaptação a essa novidade de voltar a fazer parte de uma Seita.'

Ante o novo comentário de Bruno sobre Luas Novas, Padmatavi se apressa em responder:

'- Temos uma Lua Nova, recém-chegada como você. Não sei onde ela está agora. Seu nome é Mija-na-Wyrm, da tribo dos Roedores de Ossos.'

Pantaneiro fala que precisava falar com Bardo-Forjador e Padmatavi o demove da ideia:

'- Acho importante que o Alfa esteja presente durante a apresentação dos novos membros ao Totem...'

Bruno inicia a conjuração do Totem que, em pouco tempo, se manifesta perguntando na língua dos espíritos e manifestando um humor bom, apesar das sucessivas chamadas:

'- Fortaleza de Gaia precisar de Urso?'
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 36
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

A Umbra Rasa (Penumbra) - Página 36 Empty Bruno Caselli (Crinos) - Fortaleza de Gaia / Urso

Mensagem por Bruno Caselli em 17.07.18 9:42

Bruno sente que seu mantra era respondido e logo o Urso surge diante da Fortaleza de Gaia. O Andarilho do Asfalto faz uma rápida reverencia ao espírito e fala em seu idioma:
 
-Saudações, nobre espírito, me chamo Visão do Futuro, Cliath, Theurge, hominídeo dos Andarilhos do Asfalto. Lhe chamei a pedido de Sereno Trovão.
 
Dito isso, Bruno olha para seu irmão de matilha e espera que ele fizesse as honras.
Bruno Caselli
Bruno Caselli

Mensagens : 306
Data de inscrição : 02/07/2018

Voltar ao Topo Ir em baixo

A Umbra Rasa (Penumbra) - Página 36 Empty Re: A Umbra Rasa (Penumbra)

Mensagem por Convidado em 17.07.18 10:55

O Totem surge após a bem-sucedida conjuração de Bruno e Sereno-trovão se coloca em posição de respeito e se dirige ao Urso:

"- Grande Urso, estamos aqui frente a ti para apresentar dois novos membros de Fortaleza de Gaia. Visão do futuro, theurge cliath dos Andarilhos do Asfalto; e Aurora Serena, galliard cliath dos Fianna: ambos hominídeos. Esperamos, Grande Urso, que eles possam receber sua benção".

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

A Umbra Rasa (Penumbra) - Página 36 Empty Glabro | FDG

Mensagem por Convidado em 17.07.18 11:14

Hagen se ajoelha em respeito ao totem e faz um movimento de saudação, abaixando a cabeça. Se lembra que é o totem pessoal de sua mãe e assim fica em silêncio.

"Que o Urso e Gaia abençoem esta matilha e nos preparem para Guerra. Fenrir, nos abençoe. "

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

A Umbra Rasa (Penumbra) - Página 36 Empty Pantaneiro (glabro) - Fortaleza de Gaia

Mensagem por Convidado em 17.07.18 13:05

- Claro que é importante. Num vou sair antes disso não.

Aquilo era meio óbvio, mas esclareceu para a Juíza ficar mais tranquilo com relação a sua saída. Antes que o Totem aparecesse, completou.

- Mija-na-Wyrm está em missão de reconhecimento em busca de informações pra Aliança da Zona Oeste, mais logo nóis encontra ela. E quanto à morar em um alojamento da Seita, sem problemas nenhum, Padmatavi. Quero que se sinta bem no melhor lugar pro cê.

Sorri para a Juíza e então passa a prestar atenção nas movimentações de Bruno que desenhava coisas no chão até que o Urso aparecia e parecia estar de bom humor.

"Graças à Gaia!..."

Vê Bruno e Antonio falar na língua dos espítitos e diante disso apenas se mantém em posição de reverência ao Totem.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

A Umbra Rasa (Penumbra) - Página 36 Empty Urso | Flor-de-Lótus (G) - Aurora-Serena | Sereno-Trovão | Pantaneiro | Ira-Desoladora-de-Fenris | Visão-do-Futuro

Mensagem por NarraDiva em 17.07.18 13:14

O Urso olha para o Andarilho e para a Fianna... dá alguns passos na direção dos mesmos e começa a cheirá-los. Perde algum tempo cheirando a mais o Andarilho do Asfalto e comenta:

'- Urso abençoar novos filhos e esperar que esses ficar. Matilha precisar ser forte.'


A dupla sente a bênção concedida ao passo que o Urso olha para a matilha e pergunta:


'- Fortaleza de Gaia ainda precisar de Urso?'
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 36
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

A Umbra Rasa (Penumbra) - Página 36 Empty Re: A Umbra Rasa (Penumbra)

Mensagem por Convidado em 17.07.18 14:13

Sereno-trovão ouve as palavras do Urso, que é sempre muito compreensivo e carinhoso com a matilha, e repete para aqueles que não compreendem:

"- Urso abençoar novos filhos e esperar que esses ficar. Matilha precisar ser forte."


Em seguida, fala com grande respeito para o Totem:

"- Grande Urso, agradeço por mim e pelos outros membros. Esperamos poder honra-lo sempre, não há mais nada para tratar de nossa parte. Muito obrigado por sua compreensão e força."

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

A Umbra Rasa (Penumbra) - Página 36 Empty Bruno Caselli (Crinos) - Fortaleza de Gaia / Urso

Mensagem por Bruno Caselli em 17.07.18 15:41

Bruno permanecia abaixado e nota que o Urso gastava certo tempo ao cheira-lo. Provavelmente o espirito não devia estar acostumado a alguém tão ligado à Weaver e por isso a relutância.
 
“Justificável... “
 
Pensa o Andarilho enquanto recebe as bênçãos do espírito. O Theurge sente as patas formigarem com as energias de cura do Totem e o aumento repentino de sua força.
 
Bruno agradece novamente ao Urso com um aceno de cabeça enquanto Antônio tomava a liberdade de despedir-se do poderoso espírito.
Bruno Caselli
Bruno Caselli

Mensagens : 306
Data de inscrição : 02/07/2018

Voltar ao Topo Ir em baixo

A Umbra Rasa (Penumbra) - Página 36 Empty Re: A Umbra Rasa (Penumbra)

Mensagem por Convidado em 17.07.18 18:50

Aurora Serena sente o Urso farejando-a e a sensação era a de estar sendo investigada por uma mãe cuidadosa com um filhote particularmente desgarrado. Respeitando a etiqueta, sua melhor guia no trato com outros, a ruiva manteve os olhos baixos e o semblante tranquilo. Sentia vontade de sorrir e de tentar tocar o Urso, mas conhecia seu lugar. Era um rookie por ali e nenhuma bênção viria para transgressores.

Aguardou pacientemente o longo exame em seu irmão Andarilho, desejando em silêncio que ele fosse aprovado. Não fazia ideia do que acontecia quando um Garou era renegado pelo Totem, mas queria permanecer na ignorância daquele Ocultismo em particular. Ficou satisfeita quando Sereno-Trovão transmitiu as palavras do gentil espírito. Finalmente, estava em casa.

Um formigamento percorreu o corpo da moça, gerando um arrepio nítido de prazer em sua pele. A bênção do Urso. Ainda de olhos baixos, Aurora Serena sorriu discretamente. Era só uma garota, afinal.

Assim que a cerimônia terminasse, seguiria direto para a lápide onde escondeu seu tesouro. E de lá para casa. A ideia de que a Philodox não ficaria com eles a entristeceu só até que se pegou pensando que assim teria mesmo um quarto só para ela. A vida parecia sorrir para a ruiva naquele momento.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

A Umbra Rasa (Penumbra) - Página 36 Empty Re: A Umbra Rasa (Penumbra)

Mensagem por Convidado em 17.07.18 19:55

Pórunn acompanha todos os eventos em silencio. Ele seguiria conforme o plano de rumar para La Casa, com os demais membros da matilha.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

A Umbra Rasa (Penumbra) - Página 36 Empty Re: A Umbra Rasa (Penumbra)

Mensagem por Convidado em 17.07.18 20:32

Hagen observava os dois novos membros serem abençoados e via que o Urso examinava com uma certa atenção o Andarilho. O fenrir permanecia atrás e vendo que Antônio cuidava desse trâmite, o que felicitava o Fenrir, que torcia para que a matilha desse liga. Hagen escuta o que o Urso esperava e assim faz votos com o desejo do espírito.

Hagen vê tudo aquilo e espera.


Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

A Umbra Rasa (Penumbra) - Página 36 Empty Re: A Umbra Rasa (Penumbra)

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 36 de 40 Anterior  1 ... 19 ... 35, 36, 37, 38, 39, 40  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum