Clareira Central

Página 31 de 40 Anterior  1 ... 17 ... 30, 31, 32 ... 35 ... 40  Seguinte

Ir em baixo

Clareira Central - Página 31 Empty Flor-de-Lótus (Crinos) | Mija-na-Wyrm (Crinos) - Matilha Fortaleza de Gaia

Mensagem por NarraDiva em 09.06.18 20:12

A Portadora da Luz Interior e a Roedora de Ossos se mantém em Crinos para poder falar no idioma Garou de modo que todos entendessem. As orientações são dadas por Pantaneiro e Padmatavi segue na direção de Fênix-de-Prata para conversar com ele que retornava após o uivo do líder do Caern. Mija-na-Wyrm mantém-se junto com a matilha.

O Urso caminhava até a Fortaleza de Gaia e falava, na língua dos espíritos:

'- Urso satisfeito. Matilha forte. Matilha vencer.'

O espírito faz um aceno com o focinho para Kiba após as palavras do ex-presas de prata enquanto olhava com curiosidade para os que não conhecia. Seu tamanho ia diminuindo com o passar do tempo, bem como ia diminuindo a energia da Coroa que todos ainda sentiam em menor grau.


Última edição por NarraDiva em 09.06.18 20:22, editado 1 vez(es)
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 36
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 31 Empty Espólio-Cyberpunk | Sangue-Sobre-a-Neve (Lupina) - Matilha Sangue Forte de Luna

Mensagem por NarraDiva em 09.06.18 20:16

Espólio-Cyberpunk volta à forma humana ao passo que Sangue-Sobre-a-Nefe assume a forma lupina. Naurú, que parecia ficar menor conforme os poderes da coroa sentidos por todos ali iam diminuindo, se aproxima da matilha. O totem apenas diz:

'- Naurú orgulho ter Sangue Forte de Luna.'

Fraco, o espírito se desmaterializa e deixa a matilha a sós. O Philodox dos Andarilhos do Asfalto olha para Réquiem e diz:

'- Precisamos seguir...'
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 36
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 31 Empty Cólera-de-Balder (Crinos) - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por NarraDiva em 09.06.18 20:21

O Fenris continua na forma de batalha. Ele e o Elefante seguiam na direção da matilha. O Elefante diminuindo de tamanho conforme os poderes da Coroa iam sendo sentidos em menor grau. Sussurros-Solitários apresenta o totem para o novo Filho de Gaia da sua matilha e Elefante diz:

'- Elefante ver. Verdade-Ancestral lutar com honra, e mostrar força de Olhos da Tempestade. Se Verdade-Ancestral jurar dogma cumprir, Elefante abençoar.'

O espírito olha para cada um e diz:

'- Elefante ter orgulho de Olhos da Tempestade.'
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 36
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 31 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Convidado em 09.06.18 20:23

FORMA ----HISPO------>HOMINÍDEO

Rob vê os últimos vermes mortos. E depois que o ritmo desacelera e sai do tarde de batalha ele percebe o gosto ruim do verme.

*Que merda. Arhg que gosto ruim da Porra. Pior que a buceta Francesa que chupei que cheirava a bacalhau. Preciso de uma bebida urgente*

Então ele ao longe vê seu Alpha curando seus companheiros e em seguida levando o oriental ao totem da matilha.

*Tenho que me apresentar também*

Então Uivo Flamejante muda para humanóide é vai até Sussurros e o Verdade Ancestral. Ao ver o Totem se ajoelha em honra e humildade e pede para seu Alega o apresentar já que o mesmo não fala a língua dos Espíritos.

-Sussuros eu preciso ser apresentado também. Seria uma honra faze-lo mas não sei se o poderoso Elefante me entenderia. - fala com um tom sincero de quem realmente gostaria de se apresentar para seu Totem.


Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 31 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Convidado em 09.06.18 20:33

//Forma atual: Glabro

Com tamanha proximidade do Totem, Siggy se abaixa, apoiando um dos joelhos no chão na frente do Urso. Contudo, permanece em silêncio, pois não falava a língua dos espíritos.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 31 Empty CRINOS | SEITA | FORTALEZA DE GAIA

Mensagem por Convidado em 09.06.18 20:46

Hagen vê as ordens dadas à matilha, primeiro era necessário matar o que restava dos vermes e logo eram finalizados os últimos malditos., ali se formava uma cooperação com a Olhos da Tempestade. Depois vem Pantaneiro parabenizar a Fortaleza de Gaia e Hagen não sorria, estava extremamente sério e fechado.

"E cada vez mais vejo a necessidade de treino, preciso urgentemente aprender esse idioma para depois ter foco total nos treinos em combate."

Hagen estava ferido e sua matilha vêem no intuito de curá-lo, o fenrir faz menção com as mãos de curar Siggy primeiro, cavalheirismo de um homem apenas, já aparentemente não estavam em perigo e Hagen indica para a Galliard ser curada antes.

O espírito Urso se aproxima, Hagen não entendia o que o mesmo falava, mas se coloca à frente para ser devidamente apresentado.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 31 Empty Réquiem - Sangue Forte de Luna - Naurú

Mensagem por Eve Ballmer em 09.06.18 21:11

Forma Atual: Crinos

Angelique via o desenrolar da morte das criaturas da Wyrm com apreensão. Quando percebeu que Equilíbrio da Força tinha deixado os dois vermes para trás para poder atacar o verme mãe, ela ficou preocupada. A ordem do líder do caern era que impedissem que aquelas coisas chegassem ao Coração do Caern e Eliajah tinha deixado dois vermes adentrarem a terra que fazia parte do Caern.

Preocupada, olhava em volta para ver se alguém poderia ajudar tirando aquelas coisas nojentas de dentro da terra e logo elas emergem por causa de um uivo poderoso, misturado com o som do trovão.

*Avô Trovão nos ajuda mais uma vez? Esse espírito merece todo nosso respeito.*

E logo vê que o Caern virava de cabeça para baixo. Nos primeiros segundos ela não se dera conta que tinha sido surpreendida pelo verme emergindo bem abaixo de seus pés e fazendo a Galliard vir ao chão e rolar por alguns centímetros. Quando recobrou seu equilíbrio, ela podia percebeu que o verme já tinha sido destroçado por Olho da Tormenta que se mostrava um Ahroun com poder de combate alto. Equilíbrio da Força tinha destruído o outro verme que derrubara Anda Com Espíritos. O caern estava finalmente salvo, já que os outros vermes que conseguiram escapar tinham sido destruídos por outros garous.

*Mas como essa coisa conseguiu entrar aqui? Por Gaia...ainda bem que conseguimos destruir a criatura.*

E olha em volta procurando os outros membros da Sangue Forte de Luna. Assim que todos os membros se juntam, Naurú se despede e Réquiem ajoelha respeitosamente ao espírito que a abençoava enquanto ele desaparece no ar.

Para Espólio Cyberpunk e os membros da matilha ela responde enquanto se levanta:

-Precisamos. Há julgamentos a serem feitos. Mas digo que, assim como o Naurú, me orgulho de todos os membros da Sangue Forte de Luna. Sangue Sobre a Neve, obrigada por ter me protegido do verme mãe.

Olha cada garou da Sangue Forte nos olhos e suspira fundo.

-Temos alguém ferido que precise de cura?

E se lembrou que Flagelo da Wyrm tinha sido atacado pelos vermes mais cedo, mas não sabia se ele estava ferido. Olhou para Anda Com Espíritos, que carregava o tambor da fúria e começava a pensar em opções para o fetiche, na verdade, para os fetiches.

-Não desejo que os julgamentos sejam feitos aqui na Clareira Central. Vamos seguir para as Grutas e Cavernas do Caern que são mais tranquilos e possuem mais privacidade. Pretendo fazer uma reunião com a matilha toda para acertarmos nossas estratégias a partir de agora.

E não conseguia deixar de sentir orgulho por cada membro dos Filhos de Naurú. Antes de partir da Clareira Central, ela olha na direção da Guardiões da Canção Ancestral, sentindo alívio para o que vê. Esperava alguma palavra de um de seus irmãos de matilha ou mesmo do líder do Caern, para ver se eles tinham alguma tarefa a mais para a Sangue Forte depois daquele monte de vermes destroçados estar maculando o solo do Caern.
Eve Ballmer
Eve Ballmer

Mensagens : 515
Data de inscrição : 25/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 31 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Gabriel Villas Boas em 09.06.18 21:12

Gabriel caminha junto ao Alfa da Olhos da Tempestade, sendo ambos seguidos pelos demais membros da matilha, até ao encontro do Totem, o Elefante, que estava acompanhado de outro garou, um Cria de Fenris, que ainda não o fora apresentado também.

Quando, de fronte para o Elefante, Verdade-Ancestral, ainda em crinos, apoia um dos joelhos no chão, mantendo seu bastão ao seu lado em rije, apoiado no chão. Sussurros-Solitários o apresenta e Totem consente recebe-lo sob sua proteção, se o juramento for feito:

- Eu, Verdade-Ancestral, nascido homem sob a meia-lua, Cliath dos Filhos de Gaia, tenho orgulho em jurar nunca usar nada oriundo dos teus fortes e honoráveis filhos, qualquer que seja o material. Bem como, assumo o dever de caçar aqueles que os cacem ou os ameacem o bem-estar, empregando o meu bastão, em honra ao seu nome.
Gabriel Villas Boas
Gabriel Villas Boas

Mensagens : 264
Data de inscrição : 25/05/2018

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 31 Empty Elefante | Cólera-de-Balder (Crinos) - Matilha Olhos da Tempestade | Uivo-Flamejante

Mensagem por NarraDiva em 09.06.18 22:09

O Elefante olha na direção de Rob e se aproxima dele. O Totem estava satisfeito com o desempenho da matilha e fala com Rob, na língua dos espíritos:

'- Você lutar com honra com Olhos da Tempestade, mas seu destino não aqui ser. Ter destino com Filhos de Naurú e a eles dever se unir.'

O espírito olha para Gabriel, que fazia seu juramento e mesmo sem entender o que ele dizia, sentia a energia do gesto e diz:

'- Elefante aceitar Verdade-Ancestral como filho. E precisar ir, estar se enfraquecendo.'

Gabriel sente a bênção do totem que se desmaterializa diante de todos.
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 36
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 31 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Victor Montenegro em 09.06.18 22:28

Victor fica um pouco impressionado com o que o Elefante dizia e, sabendo que Rob e Gabriel não entendiam a língua dos espíritos diz:

'- Verdade Ancestral, o Elefante lhe aceita como filho. E... Uivo... Ele lhe agradece, mas diz que seu destino não está conosco, mas sim com os Filhos de Naurú.

Victor aperta de forma amigável o ombro do Fianna e diz de forma encorajadora:

'- Somos gratos por sua ajuda hoje. Os filhos do elefante não se esquecerão. Foi bom tê-lo conosco por esses breves momentos, irmão. Mas acho que agora é hora de você partir e se apresentar ao seu totem e à sua nova matilha.
Victor Montenegro
Victor Montenegro

Mensagens : 906
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 31 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Convidado em 09.06.18 22:40

Pórunn compreende os afazerem e compromissos que Ossos-de-Carvalho tinha com sua matilha. Assim como o Fianna, o Fenris também tinha os seus. Ele acena para o colega que se despede. Em seguida volta a se focar na matilha.

Siggy, sua irmã de clã responde que estava bem. Hagen, por outro lado, parecia bem ferido. Havia dado tudo de si, apesar dos dados que o destino lhe rolou não houvessem lhe favorecido.

Apesar de tudo o trabalho estava feito. Pantaneiro parabeniza os esforços da Fortaleza e em seguida o Urso padroeiro da matilha chega.

A grande fera balbucia algo que o Fenris não é capaz de distinguir. Nessa hora todos os Fenris tentam demonstrar algum tipo de respeito. Ira-Desoladora-do-Grande-Fenris não age diferente. Ele se curva assim como sua Skald, em honra ao grande totem.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 31 Empty Pantaneiro ( hominídeo ) - Fortaleza de Gaia / Urso

Mensagem por Convidado em 09.06.18 23:20

Quem se manifesta primeiro após suas palavras era Siggy. Parecia não estar muita satisfeita com tudo aquilo e ao perguntar se poderia levantar primeiro, Pantaneiro apenas pensa sem responder pra não gerar uma treta desnecessária.

"Não tem ninguém impedindo ela de levantar... é só levantar, simples... oxi... Cada coisa... O tal dá muié é um bixo complicado..."

E então ela diz para curar Hagen. E assim faria. Iria ser cavalheiro dando preferência para as damas, mas a Galliard tinha razão. Hagen era a linha de frente, apesar de que a batalha havia chegado ao fim. Sem dramas e sem dizer nada, Pantaneiro se aproxima colocando a mão no ombro de Hagen e diz:

- Isso vai te ajudar, irmão... A dor é passageira.


Dá dois tapinha no ombro do Fenris que parecia estar chateado pelo seu desempenho em combate e depois Sinaliza para Ian se despendido do irmão tribal. O uivo do líder do Caern avisando o fim da batalha para todos. Nota Kiba se aproximar do Urso, se ajeolhar e falar na língua dos espíritos.

"Que que ele deve tá falando..."

Pensa Pantaneiro curioso. Talvez aquilo pudesse ser um pouco de ciúmes, mas nada que atrapalhasse qualquer coisa e que não fizesse o Ahroun querer ser melhor.

"Preciso aprender a falar com os espíritos tamém..."

Padmatavi se vai cumprir o que era pedido. O Urso caminha de volta até a matilha e diz algumas coisas. Com o focinho faz um sinal para Kiba. A curiosidade era bem grande. E aquilo era bacana. Era a primeira vez que Pantaneiro sentia uma união verdadeira na matilha. Se abaixa, se colocando sob um dos joelhos em posição de reverência e respeito ao Totem. Diz para Antonio enquanto isso.

- O que ele diz, Sereno-Trovão?


___________________________
OFF GAME:
Pantaneiro curou 05 níveis de Dano Agravado de Hagen com o Toque da Mãe.


Última edição por Yorick MacAlister em 09.06.18 23:26, editado 2 vez(es)

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 31 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Convidado em 09.06.18 23:21

A batalha termina e a Clareira está novamente livre das criaturas da Wyrm.

Pantaneiro se dirige a Padmatavi e pede para que a matilha seja o instrumento de limpeza do Caern, o que nos ajudaria e ajudaria o Caern.

Antonio se aproxima de Siggy, passa para a forma Glabro e toca na ferida da Galliard, curando-a com o Toque da mãe.

Após ouvir o Alpha, Antonio vê que o Urso se aproxima e ouve as palavras de carinho do grande totem e diz para todos:

"- O grande Urso disse que está orgulhoso de nós, por sermos fortes e termos vencido as batalhas."


Antonio então fala com respeito e humildade para o Urso:

"- Grande Urso que nos protege, obrigado por estar mais uma vez ao nosso lado. Gostaria de pedir humildemente a benção para os 3 novos membros de nossa matilha. Hagen, Pavor-de-jormungandr, ahroun cliath dos Cria-de-fenris; Siggy, Swift-claws-of-sif, galliard cliath dos Cria de fenris; e Porunn, Ira-desoladora-do-grande-fenrir, ahroun cliath dos Cria de fenris: todos nascidos hominídeos."

O Portador em posição de respeito espera a benção do grande Urso.


Off: Uso do dom toque de mãe
5 sucessos, 5 pontos curados


Última edição por Antonio Xavier em 09.06.18 23:35, editado 1 vez(es)

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 31 Empty Pantaneiro ( hominideo ) - Fortaleza de Gaia / Urso

Mensagem por Convidado em 09.06.18 23:32

Escuta as palavras de Antonio e fica muito feliz. Um sorriso orgulhoso contido em sua face se faz aparecer. Aquilo, depois de tudo que já havia passado, depois de ter pensado na própria morto, era um sopro de esperança em que pudesse ser melhor. Aguardava agora para ver se o grande Urso concederia a benção de seus novos irmãos.

Sinaliza para Antonio para que prosseguisse com a apresentação e sorri para o Theurge que demonstrava toda sua capacidade espiritual.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 31 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Convidado em 09.06.18 23:35

Hagen vê o alfa chegando e o curando e assim o Fenrir agradece de forma bem ecônomica, se  sentia bem sem seus ferimentos:

' - Obrigado, alfa.'


Hagen escuta Antonio traduzir o que o urso falara e assim o apresenta. O fenrir se aproxima e se ajoelha ao lado dos seus irmãos Fenris e respeitosamente abaixa a cabeça, fazendo uma prece.

' - Que sua benção faça termos sabedoria em nossos caminhos e Força em nossas garras, peço sua grande força e sua inspiração na batalha.'

Hagen falava de forma baixa, teria que estar muito próximo para se ouvir suas palavras em seu momento pessoal e um pensamento ecoava em sua mente.

"Preciso aprender a me comunicar: com os espíritos e com os humanos..."

OFF:

Ao fazer a prece faço a doação de 1 Pto de Gnose Temporária.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 31 Empty Pantaneiro ( hominideo ) - Fortaleza de Gaia / Urso

Mensagem por Convidado em 10.06.18 1:02

Diante da resposta do Ahroun Fenris, Pantaneiro faz um aceno positivamente de cabeça lhe retribuindo a gratidão. Nota Hagen dizer algumas palavras e por sua posição, deveria ser em honra ao Urso. 

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 31 Empty Legado do Trovão (Crinos) - Guardiões da Canção Ancestral

Mensagem por Luke Constantine em 10.06.18 2:47

* Luke esperava que seus Theurges pudessem de alguma forma expelir aqueles vermes de volta para superfície mas, antes que qualquer um deles sequer tentasse, o som de um estupendo trovão ecoa pela clareira central. Seus instintos o fazem se voltar imediatamente para a origem do som e lá estava Victor. *

"O maior dos filhos da puta, mas um filho da puta que sabe resolver as coisas."

* Pensa em reconhecimento ao feito do Philodox. Os vermes são regurgitados de volta para a clareira e logo suas existencias são encerradas definitivamente por Garous de diversas matilhas. A batalha estava encerrada, Garras-do-Trovão uivava a vitória e Helenna regressa para a matilha em glória. Diz a ela num misto de preocupação e orgulho: *

- Você tá bem? Velho, o que você fez foi.. * tenta encontrar o elogio apropriado mas finaliza a sentença com o termo mais sincero que havia encontrado * - foda.

* Igor aproveita a calmaria para confirmar que o problema estava resolvido e Luke lhe acena positivamente com a cabeça, não tendo nenhum comentário adicional sobre o tema. Sobre os elogios à matilha, fala em seu tom direto mas com satisfação evidente: *

- Vocês lutaram como uma matilha experiente hoje. Glória aos Guardiões da Canção Ancestral!

* Então volta sua atenção para as palavras confusas de Olhos de Gaia e fica pensando no que diabos poderia ter acontecido. *

"Ele fez merda ou o verme que aproveitou a oportunidade?!"

* Sem ter certeza do que realmente havia acontecido seu semblante se torna bem mais sério do que o de instantes atrás, quando elogiava o desempenho coletivo. Black-Hat parecia também em dúvida mas expõe um entendimento de que a conjuração havia sido falha. Sem querer prolongar o assunto e a incerteza, olha para Olhos de Gaia e pergunta em tom direto: *

- É isso mesmo?

* Aguarda a confirmação do lupino e complementa: *

- Se sim, temos que fazer o que é certo e honrado. Também devemos agradecer ao Uirapuru pela intervenção e aproveitar sua presença para apresentar nosso novo irmão. Te peço que transmita ao pássaro de fogo minhas palavras. 

* Dito isso, se apoia em um joelho em reverencia diante do Totem que os abençoava, demonstrando profundo respeito. Então finaliza com as palavras ditas no idioma Garou: *

- Grande Uirapuru, a Guardiões da Canção Ancestral lhe agradece pela honra de lutar ao seu lado. Você é dono de nossa lealdade. Também temos um novo irmão que correrá em nossas fileiras e que gostaria de solicitar sua benção, seu nome é Espirito-Tranquilo, filho do Unicórnio.

* Olha para Espirito-Tranquilo apenas por tempo suficiente para indicar com um gesto de cabeça que ele deveria se adiantar e então apenas mantem sua posição em reverencia ao totem enquanto aguardava que Olhos-de-Gaia replicasse suas palavras caso o totem não as houvesse entendido. *
Luke Constantine
Luke Constantine

Mensagens : 556
Data de inscrição : 28/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 31 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Arauto-da-Morte em 10.06.18 3:18

Forma atual - Crinos

Ainda se mantendo em sua forma de batalha, posto estarem diante de seu totem, o Peregrino vê que toda a matilha se reuniu ao redor do totem o seu peito, tão acostumado a arder em fúria sente, pela primeira vez naquela seita, um calor reconfortante.

*talves esses putos possam prestar..*

Ao escutar as palavras do Elefante, e, consequentemente, a tradução de Victor, sente a necessidade de reparar uma má impressão.

Aproximando-se do Galliard diz sinceramente.

“-Meu velho, perdoe a primeira impressão, não sou a flor mais sorridente do jardim e tava particularmente puto quando você chegou, mas, faço minhas as palavras de nosso Juiz, os filhos do elefante não esquecerão do que fez hoje... e.. para que não fique  nenhuma dívida, vamos marcar de beber duas vezes tudo aquilo que eu neguei nessa assembleia..”

Afastando-se um pouco enquanto Rob recebia as despedidas, continua..

Quanto à você - falando ao filho de Gaia - sou Royce Hadrian, Sombra-da-Coruja, nascido homem em noite sem lua, cliath dos Peregrinos Silencioso, bem vindo à olhos da tempestade.”

Continua a falar, desta vez virando-se para Victor.. 

“-Impressionante velho.. parabéns mais uma vez..”

Por fim, fala à todos seus irmãos de matilha, sujos de muco, sangue, terra e coisas piores...

“-Seguro dizer que todos precisamos de um banho hein..” - termina a fala olhando diretamente para Sussurros-Solitarios.

O momento era para um sem número de coisas mais importantes, mas, o Ragabash se permite um momento de humor, afinal, parecia que só Ian ali preservava o seu.
Arauto-da-Morte
Arauto-da-Morte

Mensagens : 547
Data de inscrição : 18/12/2017
Localização : Belem

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 31 Empty ESPÍRITO TRANQUILO (Crinos) - GUARDIÕES DA CANÇÃO ANCESTRAL | NARRAÇÃO - UIRAPURU

Mensagem por Evan Ballmer em 10.06.18 7:35

Após se manifestar e sem estar com o dom ativado, era agora um garou mais fácil de notar ali. recebendo a primeira manifestação direta vinda de BlackHat o pedindo para esperar quanto a purificar o local e a decisão do Mestre de Rituais do local. O fazendo apenas acenar a cabeça e encolher um pouco de leve. Não era intenção ali atropelar o líder, só queria fazer algo útil.


 "- C-certo..."

 Passa discretamente os olhos sobre Helenna, a analisando e vendo se estaria bem, se estava ferida após aquele combate. Se questiona internamente se seria bom a purificar depois de ter tanto contato com criatura cheia da energia da Wyrm. Mas ali não fala nada ainda. 
 Afinal o alfa começa a falar sobre o bom trabalho da matilha e toda a atenção se foca sobre Olhos-de-Gaia e o corrido.
 O pássaro materializado, totem da matilha, agora menor do que se apresentara no momento do combate, ouvindo o assobio do lupino se aproxima e pousa ao lado deste. O que na visão do albino era um bom sinal, Uirapuru correspondia ao theurge e confiava em ficar ao seu lado. Allen abre um pequeno sorriso com tal visão e pensamento.
Logo o alfa fala sobre fazer a apresentação ao totem, e se apoia num joelho fazendo reverência ao totem. Ato que é instantaneamente copiado pelo albino em sinal de respeito, tanto ao alfa, como superior, quanto ao espirito que se colocava junto deles. 
 Só após receber o gesto de cabeça do alfa indicando para se apresentar ele eleva a cabeça um pouco olhando para o totem, e começa a falar na língua do espíritos.


 "- Alfa agradecer lutar junto ao Totem... Alfa afirmar lealdade de matilha a espírito... Ser Espírito-Tranquilo, impuro, cliath, lua crescente dos Filhos de Gaia, que correr agora junto de matilha... Honrado em presença de espírito pássaro antigo de bela voz... Honrado em poder correr junto desta matilha... Nobre espírito, pedir benção para garou contribuir melhor com matilha, trazer honra a teu nome, Nobre Uirapuru... Espírito-Tranquilo comprometer com dogmas, libertar e alimentar pássaros, seus filhos, e comprometer em não alimentar da carne dos seus também... Espírito-Tranquilo querer percorrer caminho que matilha trilhar..."

   Volta a se dobrar em reverência ao espírito e espera.
Evan Ballmer
Evan Ballmer

Mensagens : 263
Data de inscrição : 24/04/2018

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 31 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Sussurros Solitários em 10.06.18 9:50

Forma atual: Crinos 

O lobo escuta a promessa do filho do unicórnio e quando se preparava para pedir a bênção do Fianna o próprio Elefante revela que o destino dele era em outra matilha e o lobo apenas afirma positivamente com a cabeça e fala a Uivo-flamejante:

“- Obrigado por sua ajuda nesse combate, saiba que tem aliados nessa matilha.”

O lobo então se dirige ao totem na língua dos espíritos:

“- Obrigado poderoso elefante! Honraremos sempre o teu nome!”


O lobo esperava a partida do totem para se reunir com a matilha e obter mais orientações com o líder da Seita.
Sussurros Solitários
Sussurros Solitários

Mensagens : 847
Data de inscrição : 04/07/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 31 Empty Skullhead (Hispo) - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por Diogo'Papo-Reto' Moncorvo em 10.06.18 9:57

O totem abençoa o Filho de Gaia, porém, quando Rob pede para ser abençoado também, o Elefante afirma que o destino dele não estava junto a eles, mas com a matilha de Réquiem. Dito isso, o totem se desmaterializada.

*Carai.*

Estava na hora do Fianna partir.

*Ao menos o mimimi fianna vai diminuir um pouco... é mais fácil trabalhar quando se tem apenas um falastrão no pé do ouvido.*

Aproveitando os momentos, Camillo apenas diz a Rob:

'- Foi um prazer te conhecer e ouvir os teus relatos, mano...'

E se virando para o filho de Gaia, ele diz:

'- ... e vai ser um prazer corre contigo, Verdade Ancestral. Eu sou Camillo Duarte, Skullhead, ou pode me chamar de Caveira, como galera da matilha... Hominídeo Theurge Cliath dos Andarilhos do Asfalto.'

Ele se afasta dando espaço para os outros se apresentarem. Ele escuta a brincadeirinha tirada pelo Ragabash e lembra-se da fatídica cena do banho. Esperava que aquilo não se repetisse tão cedo.

Assim, Skullhead aguarda o término das apresentações e o pronunciamento do Alfa.
Diogo'Papo-Reto' Moncorvo
Diogo'Papo-Reto' Moncorvo

Mensagens : 687
Data de inscrição : 02/07/2017
Idade : 25
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 31 Empty Cólera-de-Balder - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por NarraDiva em 10.06.18 10:42

Com um sorrisão de quem tinha lutado dentro de um verme nojento e matado muitos servos da Wyrm, Siegfried volta à forma hominídea logo após a partida do Elefante e já vai cumprimentar o novato afinal, era um Fenris, mas era educado. E com toda sua educação Fenris dá um tapa que faz com que Gabriel precise dar pelo menos dois passos para frente para não cair no chão e já se apresenta:

'- E aí fera, vai correr com a melhor matilha desse Caern... responsa dobrada heim...' 

Ri, e cumprimenta Gabriel com um aperto de mão que, por sua vez, dá ao Filho de Gaia a dor e a impressão de que todos seus ossos da mão estão se quebrando:

'- Siegfried Jarlsdottir, Cólera-de-Balder, Hominídeo, Cliath Ahroun dos Crias de Fenris. Neto de Golgol Fangs-Firs e filho de Ira-de-Thor. Beta desta matilha e campeão desse Caern.'

Apesar dos excessos físicos, e do excesso de informações na apresentação, o orgulhoso Fenris tinha um olhar que não era de quem estava intimidando o Filho de Gaia. Aquele era o jeitinho carinhoso do Fenris dar as boas vindas ao recém-chegado.
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 36
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 31 Empty Mija-na-Wyrm (Glabro) | Flor-de-Lótus (Glabro) - Matilha Fortaleza de Gaia

Mensagem por NarraDiva em 10.06.18 10:45

O Urso, já bastante enfraquecido aceita a oferenda de Hagen e diz, na língua dos Espíritos:

'- Urso abençoar novos filhos. Novos Filhos dever orgulhar Fortaleza de Gaia.'

Os três sentem a bênção do Urso e o totem se desmaterializa logo quando, já em Glabro, Padmatavi se aproxima. Mija-na-Wyrm também aproveita para mudar de forma. A Portadora da Luz Interior diz:

'- Estamos autorizados a recolher todos os corpos e queimar em frente à fogueira do Boitatá. Precisaremos invocar o Totem e oferecer a queimada a ele nesse processo, eu sou recém-chegada, vocês tem boas relações algum Theurge que pode nos ajudar nisso?'

Antônio não sabia o Rito de Conjuração e por isso não é tratado como opção por Padmatavi.
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 36
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 31 Empty Black-Hat | Fúria-Justa-de-Esteno - Guardiões da Canção Ancestral

Mensagem por NarraDiva em 10.06.18 10:54

'- É... mas a gente precisa conversar sobre prioridades, né Alfa?' - diz meio emburrada Black-Hat, que ainda esperava uma explicação do porquê os dois Ahrouns da matilha haviam deixado a matilha para trás.

Helenna apenas acena com a cabeça ao comentário de Luke. Estava visivelmente esgotada fisicamente e bastante ferida. Uirapuru, por sua vez, ouve os comentários de Luke sobre o novo membro e apenas olha para ele enquanto este jura lealdade e diz:

'- Uirapuru abençoar filho de Gaia. Uirapuru partir. Muita energia gastar. Cordas-Trêmulas cuidado com irmãos tomar. Próxima noite ela começar a manifestar. Irmãos poder se ferir.'

O totem se desmaterializa. Black-Hat olha para Grace e indaga:

'- O que o totem quis dizer com isso.'

E vira-se para Helenna e Luke, comentando:

'- Eu gostaria de saber porque o Alfa da matilha a abandona no meio de um ataque ao Caern. E porque os dois Ahrouns, um deles o alfa, deixam a matilha para trás para correr atrás de Glória quando mais precisamos da presença deles ao nosso lado?'

Helenna olha firme para a Ragabash e diz:

'- Eu estava com Mãe-da-Fúria e ela me convocar quando foi convocada. Segui a orientação de uma Athro e uma das lideranças de minha tribo nessa Seita. Realmente deveria ter ficado com a matilha, mas na hora do chamado e da decisão rápida a ser tomada, segui meu instinto de Guerreira. Peço perdão a vocês.'

Black-Hat volta-se para Luke e dispara:

'- E você, nobre Alfa, quem lhe convocou para que nos abandonasse no meio do ataque?'

Lança um olhar sério para Degan, que, assim como ela, tinha escutado os relatos de Victor na assembleia.
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 36
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 31 Empty Espólio-Cyberpunk | Sangue-Sobre-a-Neve (L) - Matilha Sangue Forte de Luna

Mensagem por NarraDiva em 10.06.18 10:56

Usher concorda. Espólio-Cyberpunk, já na forma hominídea, e Sangue-Sobre-a-Neve na forma de lobo, já estavam prontos para sair, quando a Impura de sentidos hiperaguçados comenta:


'- Matilha Esperar. Fianna da Olhos da Tempestade ser dispensado por Elefante. Ele vir se unir a Filhos de Naurú.'
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 36
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Clareira Central - Página 31 Empty Re: Clareira Central

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 31 de 40 Anterior  1 ... 17 ... 30, 31, 32 ... 35 ... 40  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum