Templo da Justiça de Gaia

Página 17 de 19 Anterior  1 ... 10 ... 16, 17, 18, 19  Seguinte

Ir em baixo

Templo da Justiça de Gaia - Página 17 Empty Re: Templo da Justiça de Gaia

Mensagem por Gabriel Villas Boas em 03.08.19 17:34

Gabriel escuta às palavras da Caçadora da Verdade com atenção. O Filho de Gaia estava curioso sobre o fetiche usado pela Senhora das Sombras. Para haver interpelo do Garra Vermelha, a Coleira da Submissão não era apenas humilhante, era um grave lembrete que insubordinações não serão impunes. Ato apropriado e punição a altura do cargo. A Caçadora da Verdade didaticamente explica como atos de estupidez podem – e vão – destruir o projeto da seita. Esse é um recado e uma espada sob a cabeça dos Juízes, os quais Gabriel toma nota. Até que por fim, Miranda dispensa o Andarilho e a Lupina e dá por depois encerrada a reunião.
 
* Não dou um dia para a Poodle Toy Negra esquecer da coleira. Mas qual vai ser o nome da totó? *
 
Reflete o Filho de Gaia, enquanto assiste impassível o trajeto dos dois até a saída do Templo. Gostaria de acompanhar de perto o desenrolar da atuação do Andarilho, no entanto, percebe a aproximação de Victor e o escuta o seu comando:
 
“- Prontamente...”
 
Encaminhando-se até a saída em direção à Clareira Central.
Gabriel Villas Boas
Gabriel Villas Boas

Mensagens : 264
Data de inscrição : 25/05/2018

Voltar ao Topo Ir em baixo

Templo da Justiça de Gaia - Página 17 Empty Re: Templo da Justiça de Gaia

Mensagem por Victor Montenegro em 06.08.19 8:29

Com a reunião finalizada, Victor se aproxima de Sabedoria do Velho Lobo comentando de forma educada.

'- Acredito que no fim eles entenderam o que fazer. Com a saída de Sangue dos Quatro Ventos também informei a eles que não havera desqualificação por ser o último a apresentar o resultado. Apenas não seguirão para a próxima fase se não conseguirem finalizar a contento.'
Victor Montenegro
Victor Montenegro

Mensagens : 906
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio

Voltar ao Topo Ir em baixo

Templo da Justiça de Gaia - Página 17 Empty Sabedoria-do-Velho-Lobo (L) - Sentinela-das-Sombras

Mensagem por NarraDiva em 06.08.19 9:48

O Lupino ainda estava contrariado com a punição dada à Romina. Não que ele não reconhecesse que ela merecia, já era uma Cliath e não podia ser tratada como filhote, mas era pesado para um lobo. Quando Victor o aborda, o Lobo deixa seus pensamentos de lado e comenta:

'- Esperar que sim. Seita precisar de Juízes de verdade.'
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 36
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Templo da Justiça de Gaia - Página 17 Empty Re: Templo da Justiça de Gaia

Mensagem por Sussurros Solitários em 06.08.19 13:31

O Uktene chega com sua matilha e se aproxima do Beta:

“- Chegamos para o julgamento.”
  
O Lobo fica com sua habitual expressão séria. Queria logo resolver aquilo.
Sussurros Solitários
Sussurros Solitários

Mensagens : 847
Data de inscrição : 04/07/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Templo da Justiça de Gaia - Página 17 Empty Re: Templo da Justiça de Gaia

Mensagem por Ossos-de-Carvalho em 06.08.19 14:28

Ian engole a seco ao ouvir que iriam para o seu julgamento. Aquela hora ia chegar mais cedo ou mais tarde e mais uma vez ia enfrentar a consequência de suas ações.

Ele chega junto com a sua matilha com um olhar firme e apenas assente com a cabeça para Victor para demonstrar que estava pronto para aquilo.
Ossos-de-Carvalho
Ossos-de-Carvalho

Mensagens : 306
Data de inscrição : 08/03/2018

Voltar ao Topo Ir em baixo

Templo da Justiça de Gaia - Página 17 Empty Re: Templo da Justiça de Gaia

Mensagem por Arauto-da-Morte em 06.08.19 15:54

Forma atual - Glabro

Caso a caminhada soturna não tivesse feito com que o humor de Hadrian voltasse ao seu estado "normal", entrar no templo da Justiça para testemunhar um julgamento presidido por Sentinela-das-Sombras certamente fazia o truque.

O Ragabash, tão logo chega, espreguiça-se, estala os dedos um nos outro e se acomoda num canto "confortável" do templo enquanto diz à ninguém específico..

"-Bora começar?"
Arauto-da-Morte
Arauto-da-Morte

Mensagens : 547
Data de inscrição : 18/12/2017
Localização : Belem

Voltar ao Topo Ir em baixo

Templo da Justiça de Gaia - Página 17 Empty Re: Templo da Justiça de Gaia

Mensagem por Diogo'Papo-Reto' Moncorvo em 06.08.19 16:46

Forma atual: Hominídeo
Interações: Papo-Reto - Matilha Olhos da Tempestade

Diogo chega com a galera e se aproxima de Victor e de seu companheiro, que estava na forma lupina. Ele escuta o Alfa falar, aproveitando o momento para cumprimentar o desconhecido com um menear de cabeça.

Ele observa os trejeitos casuais do filho da Coruja e olha de canto de olho:

*Esse maluco tá se achando em casa, mané...*

Como, o Roedor não sabia. Talvez ele realmente fosse doente. O ambiente do Templo era mórbido e pesado, como se chicotes fossem descer sobre o seu lombo a qualquer momento. O sentimento de culpa ali parecia ser ampliado.

*Quanto mais rápido o julgamento ocorrer, mais rápido eu me mando desse lugar caidinho...*
Diogo'Papo-Reto' Moncorvo
Diogo'Papo-Reto' Moncorvo

Mensagens : 687
Data de inscrição : 02/07/2017
Idade : 25
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Templo da Justiça de Gaia - Página 17 Empty Re: Templo da Justiça de Gaia

Mensagem por Magdalena em 07.08.19 0:05

Forma atual: Hominidea

Quando chegam, Sussurros Solitários se dirige objetivamente à Sentinela das Sombras que conversava com um Lupino. A Theurge se limita a cumprimentar o mesmo e o juiz de sua matilha com um aceno de cabeça. Falaria apenas se assim fosse preciso, pois o Alfa parecia ter pressa.

Ian parecia tranquilo, na medida do possível, mantendo a dignidade ante o que quer que o tenha levado até ali. Magdalena respeitava este tipo de atitude.
Então, diferente de Hadrian que se acomoda em algum lugar como se estivesse em casa, e de Diogo, que parece desconfiado do lugar até os ossos, a Fenris permanece próximo ao Fianna e passeia olhar pelo local com curiosidade enquanto aguarda o início do julgamento.
Magdalena
Magdalena

Mensagens : 86
Data de inscrição : 24/02/2019
Idade : 36
Localização : Fortaleza

http://blendafurtado.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Templo da Justiça de Gaia - Página 17 Empty Re: Templo da Justiça de Gaia

Mensagem por Gabriel Villas Boas em 07.08.19 11:15

Forma atual: Hominídeo

Assim que chega junto da matilha, Gabriel apenas troca olhares com o Mestre de Desafios, como quem dá por cumprido o seu pedido de trazer a matilha. Como anunciado pelo Uktena, estavam reunidos ali para o julgamento do Fianna e a expressão no rosto do Filho de Gaia era de austeridade, quando se põe a aguardar que Victor se manifeste como juiz da matilha.
Gabriel Villas Boas
Gabriel Villas Boas

Mensagens : 264
Data de inscrição : 25/05/2018

Voltar ao Topo Ir em baixo

Templo da Justiça de Gaia - Página 17 Empty Sabedoria-do-Velho-Lobo (L) | Guardião-Ancestral (H) - Olhos da Tempestade

Mensagem por NarraDiva em 07.08.19 12:12

O Lupino Athro dos Garras Vermelhas conversava com Victor, quando toda a Olhos da Tempestade chega, ignorando sua presença e com direito ao Ragabash querendo acelera o que quer que fosse que os trazia até ali. Há pouco, Romina havia sido punida por sua investida sem convite no Templo da Justiça e pela ausência de respeito da mesma para com Victor. Agora era a matilha de Victor que demonstrava uma educação, peculiar.

O Grande Lobo olha para cada um dos membros da Olhos da Tempestade, volta-se para Victor e diz:

'- Dever começar julgamento por "Subeter-te-ás aos Garou de Posto Elevado˜. Matilha de Mestre do Desafio não saber respeitar.'

Olha mais uma vez para todos e se retira do Templo da Justiça. Decidia ali que não gostava da Olhos da Tempestade. Apenas mais um para a enorme lista. Porém, um Athro Philodox. Alef era o último a chegar, logo que o Lobo saía e indaga:

'- Perdi alguma coisa?'
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 36
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Templo da Justiça de Gaia - Página 17 Empty Re: Templo da Justiça de Gaia

Mensagem por Sussurros Solitários em 07.08.19 14:34

Forma atual: Lupino 

O Lobo não entende a situação e olha confuso para o philodox.
Sussurros Solitários
Sussurros Solitários

Mensagens : 847
Data de inscrição : 04/07/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Templo da Justiça de Gaia - Página 17 Empty Re: Templo da Justiça de Gaia

Mensagem por Victor Montenegro em 07.08.19 18:51

Victor assente afirmativamente às palavras do Velho Lobo, mas antes que pudesse responder qualquer coisa, sua matilha inteira adentra o recinto e, sem qualquer respeito pela conversa que acontecia, o Alfa chega já mencionando o julgamento.

Em seguida o Ragabash se espreguiça e fala um "vamo começar" meio que para ninguém enquanto os outros se aproximam calados... talvez diante do fato de o Alfa não ter pedido licença para interromper a conversa ou mesmo se apresentado ao Garras Vermelhas os demais tivessem permanecido silentes.

* Mas que...*

Diante do ocorrido, Sabedoria do Velho Lobo dá uma dura no Philodox que, aparentemente, devia ensinar também a etiqueta básica que as demais tribos haviam falhado em ensinar.

* Pela puta que me pariu.*

Com a última fala do Athro, sério, Victor apenas assente e, quando esse parte se dirige aos seus. Seu tom era sério, por óbvio, mas não denotava maior agressividade ou a real vontade que o Philodox possuía em dar uma paulada na cabeça dos seus irmãos.

Ele respira fundo e diz:

'- Aquele era Sabedoria do Velho Lobo, Philodox, Athro dos Garra Vermelha. De uma próxima vez, quando alguém estiver conversando com alguém que desconhecem, peçam licença ou aguardem o fim da conversa, caso o contrário cenas como a de agora podem se agravar e prejudicar a imagem da matilha... como acabou de acontecer.'

Vira-se então para Alef e responde de forma breve:

'- Falta de decoro, mas depois tratamos disso.'

Voltando-se ao demais ele prossegue.

'- Me acompanhem.'

E segue na direção de Majestade Soturna demonstrando que gostaria de falar-lhe e aguardando autorização para se aproximar.
Victor Montenegro
Victor Montenegro

Mensagens : 906
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio

Voltar ao Topo Ir em baixo

Templo da Justiça de Gaia - Página 17 Empty Re: Templo da Justiça de Gaia

Mensagem por Ossos-de-Carvalho em 08.08.19 15:48

Ian se afasta um pouco, não havia falado nada até aquele momento, mas entendia o problema ali.. Hadrian parecia que tava na casa da mãe Joana enquanto a matilha já chegava invadindo.

* Já teve a primeira chupada antes de começar a enrabada... *


O Fianna segue Victor e sua matilha em silêncio.
Ossos-de-Carvalho
Ossos-de-Carvalho

Mensagens : 306
Data de inscrição : 08/03/2018

Voltar ao Topo Ir em baixo

Templo da Justiça de Gaia - Página 17 Empty Majestade-Soturna (H) - Olhos da Tempestade

Mensagem por NarraDiva em 08.08.19 17:01

Ao notar que Victor caminhava com sua matilha em sua direção, Miranda dispensa todos que a abordavam e deixa o cenário livre para a chegada da Olhos da Tempestade. A Juíza tinha um olhar inquisidor que, conforme ela olhava para cada um, dava para esse um que cruza seu olhar com ela, a impressão de que ela sabia aquele seu segredo mais obscuro que ninguém jamais conhecia. Miranda era uma Garou de presença e fazia a sua se impor sobre toda a matilha que analisa apenas com um olhar, dizendo apenas:

'- Então essa é a famosa Olhos da Tempestade. A matilha de três dias que já tem três cargos no Baixo Conselho...'

Templo da Justiça de Gaia - Página 17 Giphy
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 36
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Templo da Justiça de Gaia - Página 17 Empty Re: Templo da Justiça de Gaia

Mensagem por Victor Montenegro em 08.08.19 19:14

Com a autorização de Miranda, Victor se aproxima. O olhar da Caçadora da Verdade parecia percrustrar o âmago de cada um dos presentes e sua presença deixava clara sua superioridade aos demais... aquilo nunca era uma experiência agradável.

Sem deixar transparecer seu leve desconforto, o jovem Senhor das Sombras encara miranda enquanto esta inicia sua fala.

* Três?.. Eu, Sussurros-Solitarios e mais quem?.. De opções viáveis temos apenas Alef e Hadrian... com a volta de Isack e os feitos de ambos durante o exílio é provável que a seita tenha optado por reconhecer o Presas de Prata... ou será que o filho da Coruja foi apontado ao novo cargo? Hun..*

Inobstante a leve curiosidade que lhe perpassava, Sentinela-das-Sombras responde ao questionamento da juíza  não demonstrando grande surpresa e já apresentando o caso.

'- Sim, Majestade Soturna. A matilha vem se apresentar à Caçadora da Verdade para relatar a quebra da litania por parte Ossos de Carvalho que, ao enfrentar um T-Rex que invadiu as ruas da cidade, assumiu a forma Crinos e rasgou o véu violando a litania e rompendo o tratado com a Weaver. Dada a repercussão da violação, restou deliberado que o assunto deveria ser levado à Caçadora devendo ser feitas as observações que Falcão Vingador de Caronte e Mão do Rei intercederam pelo Fianna diante da situação e pediram por sua não punição devido aos seus feitos nos ataques da noite e em razão do já comprometimento do véu e da situação extremamente que se formava. Em contrapartida, Temido Como Vulcões pontuou a falha ocorrida e o dever com o rigor, em especial pela demonstração de apoio ao acusado por alguns membros da matilha em momento inoportuno.'

Tendo feito a apresentação do caso, Sentinela-das-Sombras olha para os Galliards da matilha para que estes apresentassem devidamente os membros da Olhos da Tempestade que ali estavam para o prosseguimento formal do julgamento.
Victor Montenegro
Victor Montenegro

Mensagens : 906
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio

Voltar ao Topo Ir em baixo

Templo da Justiça de Gaia - Página 17 Empty Re: Templo da Justiça de Gaia

Mensagem por Diogo'Papo-Reto' Moncorvo em 08.08.19 20:33

Forma atual: Hominídeo
Interações: Papo-Reto - Matilha Olhos da Tempestade | Sabedoria-do-Velho-Lobo | Majestade-Soturna

Diante do silêncio, o lobo responde secamente ao Juiz da matilha antes de partir.

*Eita!*

As coisas pareciam ter esquentado. Obviamente, o lobo havia ficado ofendido com a falta de tato para interromper conversas do Alfa da matilha e o silêncio cerimonial da matilha. O Garras Vermelhas, apresentado por Victor após sua saída, sai revoltado, deixando a matilha para receber o rela de seu Juiz. E com a devida razão.

*Dá pra vacilar não...*

Mesmo a seriedade e impessoalidade das palavras do Philodox, que não transmitiam agressividade nem nada, ganhavam notas asseveradas naquele ambiente. Tudo ali parecia ser dito como uma sentença mórbida.

*Esse lugar não é legal não... bom lembrar disso antes de fazer uma merda grande!*

Era um fato. O Templo da Justiça era um lugar pesado e frio, não era legal como o botequim da esquina com cerveja barata e gente bonita. Não, com certeza não era! Ele tinha a sua função e a fazia com maestria!

Tal qual o olhar da dama gélida.

*Puta que pariu! Essa mulher vai matar nós tudo, mano!*

O olhar do Roedor cruza com o da dama de cabelos grisalhos e seu corpo treme todo. Ele sente seus pensamentos serem tragados de dentro de seu âmago, como se ela o violasse apenas com o azul profundo de seus olhos. Não era uma sensação boa de se ter!

O temor impera, sendo quebrado apenas quando a Caçadora da Verdade fala. E ela tinha informações. Dos três cargos, Diogo já havia tomado conhecimento do de Alef. Quem seriam os outros três? Na sua cabeça, haviam quatro possibilidades e duas apostas muito fortes... mas não havia tempo pra conjecturas. Victor apresenta formalmente a matilha. Ele termina, olhando para o Roedor e o Alef.

*Esse maluco quer o que... não... não...*

O Roedor olha para Alef rapidamente. É, parecia que aquilo sobraria para ele. Sim, ele, que achava que entraria e sairia pianinho dali, ia ter que falar... olhando nos olhos da Senhor das Sombras.

Papo-Reto engole seco.

*Ô vida complicada, esse, viu?*

Como não havia outro meio, Diogo se prontifica, dando um passo para a frente. Ele faz uma reverência a Caçadora da Verdade e inicia as apresentações:

'-Er...'

Era difícil se concentrar, mas com esforço, ele consegue não ser tragado para dentro dos olhos da Anciã.

'- Boa noite, Caçadora da Verdade. Sou Papo-Reto, Galliard Cliath dos Roedores de Ossos, nascido sob as duas patas sob o nome de Diogo Moncorvo e Galliard recém-chegado da matilha Olhos da Tempestade, que aqui se apresenta para o julgamento. Apresento-lhe formalmente os membros aqui presentes.'

Introdução feita. Ótimo! Era menos alguma diante da imensidão que ainda tinha para falar. Ele olha primeiro para o Alfa da matilha e o apresenta:

'-Esse é o nosso Alfa, Sussurros-Solitários, nascido sobre as quatro patas na lua crescente. Theurge, Mestre de Rituais da matilha. Uktena e um Fostern da Seita.'

Logo depois, ele apresenta o Beta, apesar do mesmo já ser conhecido da mesma. Não iria pecar por falta:

'- Esse aqui é Sentinela-das-Sombras, conhecido entre os homens como Victor Montenegro, nascido entre esses. Philodox, Juiz dessa matilha. Filho do Avô Trovão, um Senhor das Sombras e outro Fostern dessa Seita.'

E depois cada membro da matilha:

'- Este é Verdade-Ancestral, nascido entre os homens como Gabriel Villas Boas. Philodox dos Filhos de Gaia' - *esse mudou de posto no meio das reuniões, pelo que escutei* '-...  também Fostern.’

'- Essa é Valkyria-Negra, nascida mulher como Magdalena Dias, Theurge Cliath dos Crias de Fenrir.'

'- Esse é Guardião-Ancestral, nascido nas duas patas como Alef Campbell, Galliard, Fostern dos Presas de Prata.'

‘- Este é o nosso Ragabash, Arauto-da-Morte, nascido entre os homens como Royce Hadrian...' - *essa desgraça é Fostern, não esquece não, carai* '-... Fostern dos Peregrinos Silenciosos.'

'- Apresento-lhe Ossos-de-Carvalho, também nascido entre os homens como Ian McRae, um lua cheia, Ahroun Fostern dos Fiannas.'

Ele faz uma pausa, achava necessário citar mesmo aqueles que ali não estavam, mas que eram da matilha:

‘- Ainda existe um, Caçadora da Verdade, mas que está encarceirado pelo inimigo. Cólera-de-Balder, Cria de Fenrir Ahroun Cliath, nascido nas duas patas como Siegfried Jarlsdottir.’

O sobrenome do Fenrir quase emperra na garganta do Galliard, mas mesmo com o nervosismo ele consegue pronunciá-lo corretamente. Estava feito!
Diogo'Papo-Reto' Moncorvo
Diogo'Papo-Reto' Moncorvo

Mensagens : 687
Data de inscrição : 02/07/2017
Idade : 25
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Templo da Justiça de Gaia - Página 17 Empty Re: Templo da Justiça de Gaia

Mensagem por Ossos-de-Carvalho em 09.08.19 1:25

Ian, junto com a sua matilha vai até Majestade Soturna. A profundidade do olhar dela em sua alma era atordoante e Ian chega a corar de vergonha com o peso de todas as suas culpas.

* Ela sabe...*

O Fianna estava completamente sério, não havia nenhuma expressão de brincadeira ou bom humor que o faziam esquecer de tudo e fingir que estava tudo bem. Naquele momento ele havia tirado a armadura que criou para enganar os outros e a si mesmo.

Enquanto Victor fala a vergonha mais uma vez o atinge, detestava causar aquele transtorno para a sua matilha e quando o Senhor das Sombras fala sobre o apoio da matilha, sente o coração acelerar. Não conseguia ainda entender aquilo, ele olha em volta e vê sua matilha, cada um com mais problemas que o outro mas ainda assim, unidos.

* Eu ainda vou esclarecer isso...

Mas ainda não falava nada, apenas abaixa a cabeça com uma expressão sombria que passava pelo seu rosto. Naquele momento, admirava Victor por conviver e andar nesse tipo de situação constantemente. Aquilo parecia mais difícil que qualquer batalha.
Ossos-de-Carvalho
Ossos-de-Carvalho

Mensagens : 306
Data de inscrição : 08/03/2018

Voltar ao Topo Ir em baixo

Templo da Justiça de Gaia - Página 17 Empty Majestade-Soturna (H) - Sentinela-das-Sombras

Mensagem por NarraDiva em 09.08.19 8:39

A Senhor das Sombras era uma figura intimidadora e depois do relato de Victor e da apresentação do Roedor de Ossos, fala com os membros da matilha:

'- Muito bem... eu quero se apresente nominalmente todos que demonstraram apoio ao Fianna diante de seu crime; quero também a confirmação de que o líder da matilha a liderada no momento do ocorrido, assim como quero a confirmação de que era o Alfa que comandava no momento da transgressão. E se alguém tiver algo a relatar que acrescente ou atenue os relatos do Mestre do Desafio do Caern, que o faça agora. Não temos todo tempo do mundo.'

Confere as horas no relógio, volta-se para Victor e comenta com ele:

'- E você aproveite essa deixa para apresentar o histórico individual de falhas e punições da matilha, bem como para qualificar melhor a apresentação do ponto, não me faça ter que perguntar...'
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 36
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Templo da Justiça de Gaia - Página 17 Empty Re: Templo da Justiça de Gaia

Mensagem por Victor Montenegro em 10.08.19 12:37

Acreditando ser a pessoa adequada a fazê-lo e com o fito de economizar tempo, mantendo-se imparcial e protocolar Sentinela das Sombras responde:

‘-Sussurros Solitários, Verdade Ancestral e Arauto da Morte foram os que demonstraram apoio a Ossos de Carvalho e, no momento do ato, Sussurros Solitários liderava a matilha.’

Seguindo ao segundo questionamento, o meia lua segue com voz impassível, não demonstrando qualquer constrangimento ou viés apologético.

‘-Quanto ao momento da violação do véu, a matilha era liderada por mim. Com o surgimento do tiranossauro passei o comando de batalha a Ossos de Carvalho para que coordenasse a ação, visto ser o ahroun de posto mais elevado e, após o acontecido, retomei o comando.’ 


‘-A transgressão se deu quando Ossos de Carvalho assumiu a forma de batalha para enfrentar o T-Rex que já invadia a rua. No momento da transformação, a aproximadamente 2.30h da manhã, um ônibus do horário noturno passou pela região presenciando toda a cena. O ônibus colidiu e tombou e gritos de horror puderam ser escutados, o que denotou para além de qualquer dúvida a violação do véu.’ 


‘-Quando da violação, uma rede de raios da weaver isolou toda a área e Margrave apareceu anunciando a quebra do pacto, o início da guerra e demandando a cabeça do Fianna. Falcão Vingador de Caronte intercedeu em combate contra a lenda e nós fomos capazes de retornar a criatura ao parque e destruí-la.’

Aquilo era o que cabia relatar dos acontecimentos ocorridos e, agora, começava a parte difícil do trabalho do Philodox.

Victor não estava ali para apresentar uma defesa e tampouco para julgar. Naquele momento, sua função de Philodox não era a de juiz, mas a de relator. Seu juízo de valor era irrelevante. Cabia-lhe apresentar o ocorrido e levantar todas as possíveis violações para que a caçadora da Verdade decidisse o que era ou não aplicável ao caso. Sendo que, como Victor era o Mestre de Desafios, era-lhe vedado, inclusive, qualquer entonação mais favorável.


* É meu ofício...*

‘-Feitos os esclarecimentos de praxe, entendo que a conduta de Ossos de Carvalho deva ser analisada sob os ditames de três leis da Litania. Primeiro: Não Levantarás o Véu; segundo: Respeitarás o Território do Próximo e; terceiro: Não Desempenharás Nenhuma Ação que Cause a Violação de um Caern.’

*Todos os indícios devem ser analisados. Não pode haver sombra de leniencia ou omissão.*

‘- A extensão da violação do véu eu creio estar adstrita ao motorista e a alguns passageiros que presenciaram o dinossauro e o ato da transformação. Em se tratando de acidente com transporte público é seguro afirmar que os passageiros foram encaminhados para alguma unidade de saúde e que terão seus depoimentos colhidos com intuito de mitigar a responsabilidade em possíveis indenizações. Um boletim de ocorrência também deve ser realizado e levado para a central 24h da DP da região para só depois ser digitalizado e remetido à delegacia responsável. Uma ação rápida de um ragabash ou de um andarilho do asfalto podem evitar o alastro dessa exposição assim como, se descobrirmos para que unidade os passageiros foram encaminhados, um acordo espiritual pode ser realizado para turvar a memória dos ali presentes. Essa são ações que podem ser adotadas, com a cientificação da matilha responsável pelo território, para mitigar a exposição e o dano ao véu.'

*Irrelevante*

‘-Inobstante tal fato e o vislumbre de possibilidade de reparação, as consequências da Violação ultrapassam a esfera do próprio verso e do risco de exposição conquanto quebrou o pacto firmado com a tecelã e colocou esta seita e os garous desta cidade em guerra com uma segunda face da tríade, fato que coloca em risco de violação os caerns existentes e os garous que aqui combatem.’

Finalizada a apresentação, passa a relatar as punições que recaiam sobre a matilha.


‘- já quanto ao histórico de falhas e punições individuais, recai sobre mim a punição por abandonar irmão de matilha, a punição dada à tribo dos Senhores das Sombras pela rebelião e a por auxiliar no ritual do Julgamento do Trovão que acabou por ceifar a vida de garous desta seita. Sobre Sussurros Solitários recai punição por haver encontrado uma das Jóias da Coroa de Gaia e ter falhado em comunicar ao conselho assim como por ter perdido dita jóia que foi arrastada pelo Senhor do Abismo, da mesma forma que aconteceu com Cólera de Balder quando este retirou a jóia do poder do Mago, logo antes do ataque a esta seita. Sobre Guardião Ancestral, hoje, mantem-se a punição dada aos Presas de Prata em virtude da Rebelião, tendo sido revogado o ostrassismo por quebra de decoro e desrespeito à um garou de posto mais elevado dado pela antiga caçadora da Verdade no julgamento da Olhos da Tempestade orquestrado por Estrela da Manhã. Sobre Arauto da Morte cinge-se punição por desrespeito ao ritual fúnebre dos Cria de Fenris realizado após a Guerra Civil e sobre Verdade Ancestral punição por atacar de forma desmedida um irmão de matilha, levando-o às portas da Morte, para conseguir derrotar um adversário. Por fim, sobre Ossos de Carvalho, recaem as acusações aqui relatadas não tendo o Fianna sido submetido a julgamentos anteriores.'
Victor Montenegro
Victor Montenegro

Mensagens : 906
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 34
Localização : Rio

Voltar ao Topo Ir em baixo

Templo da Justiça de Gaia - Página 17 Empty Majestade-Soturna (H) - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por NarraDiva em 12.08.19 12:09

Miranda sempre tinha expressões que davam a entender que estava insatisfeita, mas ao fim do relato de Victor, com naturalidade, apenas fala:

'- Bom trabalho, Sentinela-das-Sombras...'

A Senhor das Sombras olha para todos ali e diz, com um pouco de evidente tédio:

'- Alguém vai argumentar sobre os pontos colocados pelo Mestre do Desafio?'
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 36
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Templo da Justiça de Gaia - Página 17 Empty Re: Templo da Justiça de Gaia

Mensagem por Arauto-da-Morte em 12.08.19 14:28

Forma Atual – Glabro

Após a chegada da matilha ao templo, logo eles faziam aquilo que faziam melhor, ofender alguém.

Naquele ponto, a personalidade de Hadrian já havia se recalibrado para o cinza usual.

*Pelo menos esse vai esperar para comer o nosso cu..*


Porém, após as palavras de Victor, Hadrian percebe que talvez, apenas TALVEZ, seus couros não estivessem grossos o suficiente para aquilo..

*Athro.. Garra Vemelha...*


.. mas, qualquer nível de auto-piedade deveria esperar, o Julgamento se iniciaria.

A nova caçadora da verdade possuía um ar de superioridade que o Peregrino jamais havia testemunhado.

*Sem brincadeiras aqui.. Três cargos?*


.. Sem muito tempo para divagar, Royce se põe a ponderar sobre questões mais práticas, pois as acusações corriam como as corredeiras de um rio.

*Seria ela o futuro do putinho? FOCO DEMÔNIO!*


Era difícil ter tantas falhas como matilha listadas ali com a frieza de um cirurgião em frente a todos, mas, cada uma destas parecia lembrar ao Peregrino de feitos correlatos às mesmas..

*O mal menor..*



Existiram vários momentos naquela noite em que Hadrian precisou imprimir sua vontade contra tudo aquilo que seu instinto dizia para fazer, para lançar-se à morte contra o mago, para retornar à luta contra a mulher de branco, quando perseguia o traidor à qualquer custo, mas, todas as vezes, sua fúria e ódio o impeliram, porém, neste singular momento, ele se sentia assustado e portanto apenas sua racionalidade como arma, falar naquele momento fora considerado um feito muito mais impressionante do que os anteriores.

Ele parecia mal acreditar quando seus pés deram um passo a frente e o ar reveberberou em suas cordas vocais.

“-Caçadora-da-Verdade, não irei tomar o tempo de ninguém com bravatas, apenas trazer a baila elementos necessários tanto ao veredito como a majoração da eventual pena.”

Como o objeto que começa a se mover mais facilmente após vencer o atrito estático, o Ragabash começava a se sentir melhor após começar a falar.

“-Primeiro, de fato fomos nós que demonstramos apoio à Ossos-de-Carvalho, tendo sido eu o primeiro a fazê-lo, porém, tal apoio não se deu de maneira à incentivar o erro, mas, apenas a reforçar os mesmos argumentos defendidos por Mão-do-Rei e Falcão-Vingador-de-Caronte”


Uma rápida inspiração era o combustível para que continuasse.

“-Sobre as três acusações que recaem sobre o mesmo, creio serem completamente infundadas a segunda e terceira, acerca da acusação que recai sobre o respeito ao território, a situação em si tornava impossível que fosse solicitada qualquer tipo de autorização para se agir no território de outra matilha, e, qualquer uivo naquele local não só colocaria em risco o véu, como denotaria nossa presença para um inimigo que já havia iniciado um ritual capaz de ceifar a vida de todos os Garous do Rio de Janeiro, ademais, as ações de Ossos-de-Carvalho tiveram o objetivo de garantir a sobrevivência de toda a seita, uma vez que os garou já começavam a morrer ao nosso redor em virtude do ritual.. logo, um Caern em guerra contra a Weaver ainda é um Caern, mas, uma Seita de cadáveres não seria nada! Logo, peço que nenhuma punição seja aplicada em relação a estes dois versos.”

O Sem lua suspira cansado...

“-Quanto ao levantamento do véu, apenas posso reforçar as palavras de Isaack e Tyrion, o véu havia sido inegavelmente rompido pelo T-Rex que avançava às ruas, e, jamais teremos como saber o resultado da batalha caso o mesmo não tivesse assumido a forma de batalha, a violação existiu, mas, peço que sejam sopesados os feitos do mesmo em ter sido a linha de frente da barragem que permitiu a sobrevivência de vários de nossos irmãos durante o ataque desta noite, bem como ter sido a ponta de lança que nos levou através dos inimigos que infestavam o Caern de Cura.”

Sem qualquer traço de emoção na voz ou rosto, o Peregrino dá um leve passo para trás em clara demonstração que havia terminado o que tinha para falar.
Arauto-da-Morte
Arauto-da-Morte

Mensagens : 547
Data de inscrição : 18/12/2017
Localização : Belem

Voltar ao Topo Ir em baixo

Templo da Justiça de Gaia - Página 17 Empty Re: Templo da Justiça de Gaia

Mensagem por Magdalena em 12.08.19 16:22

Forma Atual: Hominidea

O Garras Vermelhas havia ficado puto com a Matilha inteira chegando e aparentemente não ligando para ele alí. Pudera. Ele era de posto mais elevado e lhe devia mais respeito que um cumprimentar de cabeça, mas a forma com que o Alfa o abordou não deixava clara para a Godi qual a relação da Matilha para com o Athro.

Ao ser encarada pelo lobo, sustenta um pouco o olhar com uma postura respeitosa e após suas palavras um assentir de cabeça para mostrar que escutara com atenção.

Aparentemente a relação era de falta de noção do Uktena. E após a saída de Sabedoria do Velho Lobo, o Phillidox explana rapidamente o básico, e acrescenta como isso poderia prejudicar a imagem da Matilha.

*Qual foi a dele em chegar chegando, não sei. Mas se  todos vamos levar rolada por merdas individuais, poderia ter sido mais grave que uma má impressão.*


Acompanhando Victor, Magdalena começa a ficar cada vez mais tensa a medida que vão chegando cada vez mais próximo à caçadora da verdade. O olhar que sustentou para com o Garras Vermelhas não era tão simples de sustentar junto à Caçadora da Verdade. Ao olhar cada um, Magdalena tinha a certeza de que ela SABIA. Do que ao certo, a Theurge não tinha como precisar, mas a postura e atitude de Majestade Soturna não eram de quem sabia um podre... Era de quem poderia escolher dentre todas as merdas que já fizera na vida. Sua voz vinha complementando o olhar de forma simples e direta.

*3 dias, 3 cargos no baixo conselho? Porra... O pivete de fala macia não brincou quando disse que eram eficientes. Mas só sei de 2. Quem será o terceiro?*

Enquanto pensa isso passa o olhar por seus novos irmãos. Nada comenta. Provavelmente saberia disso logo em seguida.

Victor inicia dizendo o que os levou até ali e seguiu-se a apresentação da Matilha pelo Galliard.

*Minha primeira apresentação como membro da Matilha é em um julgamento diretamente com a Caçadora da Verdade. Belo começo... Pelo menos é um ótimo momento de saber até onde cada um é capaz de ir para cumprir um objetivo. *

A medida que o Senhor das Sombras relatava os atos a serem julgados, Magdalena escutava atentamente.

*Ossos de Carvalho foi longe, porra... mas 3 violações? Fora ele ter rasgado o véu de forma incontestável, não entendi muito bem as outras duas.*

Mesmo que tenha sido defendido por Mão-do-Rei e Falcão-Vingador-de-Caronte, ainda assim, o que aconteceu, aconteceu. Victor continua e após o relato do caso de Ian, começa a dar o histórico de punições da Matilha como solicitado por Miranda.

Afora as acusações sobre o Fianna, o Senhor das Sombras filho da puta abandonou irmãos, o Uktena escondeu segredos, o Filho de Gaia rebelde, o Peregrino desrespeitou um ritual fúnebre se sua tribo.

*Eficientes o caralho. Mandaram a preta o para a Matilha que reúne os marginais desse Caern, puta que pariu.*

Com a anuência da Senhor das Sombras, é aberta a palavra. Hadrian toma a palavra e aparentemente as 2 acusações feitas a Ian também não faziam sentido ao Peregrino, que as retrucou, agora de forma muito mais séria e significativa que quando chegaram ao Templo.

Magdalena observa atentamente as posturas e atitudes dos seus. Pode até se conhecer parte da índole das pessoas nos tempos tranquilos, mas se conhece melhor ainda o espírito de alguém quando tudo tende a dar merda.
Magdalena
Magdalena

Mensagens : 86
Data de inscrição : 24/02/2019
Idade : 36
Localização : Fortaleza

http://blendafurtado.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Templo da Justiça de Gaia - Página 17 Empty Re: Templo da Justiça de Gaia

Mensagem por Ossos-de-Carvalho em 13.08.19 2:11

Ian escuta embasbacado ao relato de Victor.

* Mas que porra é essa? Ele quer me fuder? *

Era difícil para o lua-cheia entender aquele protocolo todo, aquele falatório todo. Sabia que eles tinham seus papéis mas não conseguia entender principalmente o modo de funcionamento dos Philodox. O Fianna ficava irado em seu âmago porque parecia que ali era um julgamento onde só havia a acusação..

* Se pegassem o telefone dele, imagino as mensagens que essa acusação troca com os juízes.. *

Mas, felizmente, ainda havia alguma esperança. O Ragabash faz o seu papel e apresenta alguns contra-pontos. Victor, que havia agido como promotor, ao menos tinha algum rival que mostrasse o outro lado. Estava odiando aquilo e se sentia como o Fenris no treinamento a pouco onde outras pessoas decidiam o destino dele.

Se sentia impotente. Mas ali, naquele momento, usa toda a sua força de vontade para calar a boca. Não por ele, mas não queria trazer mais problemas para a sua matilha.
Ossos-de-Carvalho
Ossos-de-Carvalho

Mensagens : 306
Data de inscrição : 08/03/2018

Voltar ao Topo Ir em baixo

Templo da Justiça de Gaia - Página 17 Empty Re: Templo da Justiça de Gaia

Mensagem por Sussurros Solitários em 13.08.19 7:22

Forma  atual: Lupino

Sussurros-Solitários fica desgostoso com a saída do Garra-Vermelha de maneira tão brusca, eles eram um tribo que ele gostaria de ter como aliada e aquilo martela na cabeça do lupino. Porém, antes que ele tenha tempo de pensar mais sobre isso a Caçadora da Verdade se aproxima e detém seu olhar capaz de arrancar os mais profundos segredos de alguém e se tem algo que um Uktena é apegado são a seus segredos, e o lua crescente não seria exceção a regra. 

Apesar do desconforto, o lupino por sua natureza sabia que qualquer sinal de franqueza ou desrespeito seria a sua morte com aquela criatura e se esforça para entrar na linha tênue entre as duas coisas e cumprimente respeitosamente a anciã que fala sobre três cargos na matilha.

*Sei sobre Sentinela-das-Sombras... Quem é o terceiro?*
 
O Julgamento começa e o Mestre de Desafios expõe duramente todas as falhas da matilha. Sussurros-Solitários escuta com atenção se preparando para falar quando for solicitado. Até lá o silêncio seria sua melhor defesa. 

Após um elogio, que não passa despercebido, da Caçadora da Verdade é a vez do Lua Nova defender a matilha. O Lupino não entendia o suficiente ali para saber a efetividade da defesa e se limita apenas em aguardar com atenção a manifestação da juíza.
Sussurros Solitários
Sussurros Solitários

Mensagens : 847
Data de inscrição : 04/07/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Templo da Justiça de Gaia - Página 17 Empty Majestade-Soturna (H) - Matilha Olhos da Tempestade

Mensagem por NarraDiva em 13.08.19 9:57

Miranda ouve o relato do Ragabash com atenção, logo após a primeira frase, corta o mesmo com uma linha rude, demonstrando não ter paciência para o menor dos rodeios, mesmo que este seja uma questão de eduação:

'- Se quer valorar meu tempo, vá direto ao ponto.'

E ele vai. O discurso de Hadrian é escutado com atenção e Miranda, ao final dele, olha para Alef e apenas diz:

'- Menestrel Guardião-Ancestral, procure Falcão-Vingador-de-Caronte e Mão-do-Rei. Relate aos dois o discurso do Ragabash e ordene que venham se colocar a julgamento imediatamente no Templo da Justiça.'

Alef apenas faz um aceno com a cabeça e se retira. Miranda então olha para a matilha e explica:

'- Faremos três julgamentos aqui. Primeiro, o julgamento de Ossos-de-Carvalho por violação do Véu, desrespeito ao território alheio, pela quebra do Pacto da Weaver e por desempenhar uma ação que coloque o Caern em risco. Em seguida, Arauto-da-Morte, Sussurros-Solitários e Verdade-Ancestral juntamente com Mão-do-Rei e Falcão-Vingador-de-Caronte serão julgados por demonstrar apoio a um indivíduo acusado de crimes cuja culpa foi comprovada. Caso Ossos-de-Carvalho seja inocentado, esse segundo julgamento não acontecerá.'

Faz uma pausa e diz:

'- Por fim, Ossos-de-Carvalho voltará a ser julgado por suas decisões na liderança do combate. Sentinela-das-Sombras será julgado por ter dado a liderança ao Fianna e, Sussurros-Solitários por ter dado a liderança à Sentinela-das-Sombras.'

A Senhor das Sombras olha para todos e diz:

'- Alguma dúvida? Ossos-de-Carvalho, tem algo a declarar em sua defesa? Arauto-da-Morte e Sentinela-das-Sombras desejam colocar mais algo para apreciação?' 
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 36
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Templo da Justiça de Gaia - Página 17 Empty Re: Templo da Justiça de Gaia

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 17 de 19 Anterior  1 ... 10 ... 16, 17, 18, 19  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum