Cemitério - Lar dos Ancestrais

Página 8 de 28 Anterior  1 ... 5 ... 7, 8, 9 ... 18 ... 28  Seguinte

Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 8 Empty Sangue-dos-Quatro-Ventos (crinos) - Cordas-Trêmulas,Asas da Esperança, todos

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em 28.02.18 2:57

Degan recebe o abraço da Fianna e,em seguida, concorda com a cabeça:


" - Você também é uma boa amiga. Conte sempre comigo, somos todos irmãos."

O Wendigo não costumava falar daquela forma, mas era um momento importante que pedia por aquilo. Em seguida, Degan se põe a ouvir a próxima cerimônia, bracos cruzados e olhar atento para as Fúrias Negras.

Tsc, eu temo por Mãe da Fúria... Muitas mortes, pouco tempo, ela pode se entregar ao harano...Ou pior. Conversarei com Helenna sobre isso. Nos, Wendigo, respeitamos a garra das Fúrias e sua devoção à Wyld. Não desejo perder aliados...


Degan uiva, também lamentando pelas filha do Pégaso, desejando poder fazer algo pelo Caern e pela justiça aquelas que se foram.

Logo depois, é a vez do Portador da Luz. Qual não é a surpresa do jovem Philodox quando escuta uma história do Rei Albrecht e de um irmão: Evan Cura-o-Passado. O Wendigo têm boas lembranças das conversas e sabedoria do outro Philodox de sua Tribo, de fato, muita da fé que Degan ainda tinha pela Nação se devia a ele e à matilha do Rei. O contador daquela história também era muito bom. Por alguns momentos o Wendigo se deixa levar completamente, até que balança a cabeça brevemente.

Cura-o-Passado, eu espero que possa estar em histórias tão importantes como você um dia...


Degan respira fundo: mais uma vez o chamado para esquecer as diferenças. Parecia a voz de Morte-no-fim, dizendo-lhe que a Wyrm separava e essa era a maior arma dela...

E os Wendigo certamente sabiam como feridas do passado podiam doer.

Ao final, Degan acompanha os demais no uivo.

Eis que chega Estrela-da-Manhã. O jovem Wendigo parece experimentar sentimentos conflitantes ali. Provavelmente acompanharia Temido-Como-Vulcoes no julgamento dela... Algo que poderia lhe render a morte. Mas, diante do que viu na Umbra, ele se perguntava se ela realmente era culpada... E se seria mesmo uma boa decisao destruir um Garou daquele posto.

Tsc... 

Então ele ouve a história do Ragabash Rastro-Esquecido. A melodia do violoncelo e a voz da Galliard deixavam claro que era uma mestra da Lua Gibosa ali presente. Degan sente pelo Garou e se pergunta como serao as investigações para descobrir todas essas mortes... Havia muito trabalho pela frente... Trabalho que devia ser conduzido justamente para que nenhum daqueles Garou fosse esquecido.

Degan uiva com todos os outros ali, enquanto se pergunta o que aguardava aquele Caern.
Deganawida
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 496
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 44

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 8 Empty Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Convidado em 28.02.18 5:34

Forma - Lupino

O Lupino se aproximando de sua Anciã, no entanto para sob seus próprios pés e assiste completamente atento ao show da Galliard, tinha visto Cordas-Trêmulas tocar algo similar a Estrela-da-Manhã quando cantara sobre a lenda do Uirapuru, porém aquele momento e aquelas pétalas caindo do céu claramente o faziam notar que os espíritos favoreciam-na.

Assim que termina, ele consegue finalmente voltar suas atenções ao que pretendia descobrir, e sem mais delongas se aproxima de Flor-de-Gaia, e com a voz baixa chama sua atenção.

"- Anciã."

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 8 Empty Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Victor Montenegro em 28.02.18 7:04

Ao fim do rito das Furias, Equilibrio-da-Vida, um Portador da Luz e antigo mestre de cerimonias do Caern, toma à frente com a responsabilidade de honrar os Presas de Prata.

O Galliard inicia uma história sobre uma das grandes empreitadas do rei da nação e sua habilidade enquanto trovador era indiscutível.

Por alguns momentos ele é capaz de transportar a todos para dentro da história fazendo-os sentir como parte da saga que ali era contada.

Era um rito diferente dos que haviam ocorrido até ali. Havia tristeza, claro, mas a forma magistral como o portador conduzia a sua narrativa inflamava os coraçoes e as mentes dos presentes com senso de superação e sede de vitória e Victor não era exceção.

Ao fim, borboletas de papel voam sobre os presente e um belo uivo em honra dos caídos é entoado e acompanhado pelo uivo de Sentinela-das-Sombras.

*Que história!*


Quem subia ao palco agora era Estrela-da-Manhã com o dever de honrar rastro esquecido. Victor, até aquela madrugada, não gostava muito da Fianna e era seguro dizer que o desafeto era mutuo. Entretanto, após os acontecimentos daquela manhã algo havia mudado, deixado para trás pelo Philodox... Victor olhava para estrela da manhã, não com compaixão, pois entendia melhor do que muitos a gravidade dos seus erros, mas com serenidade.

Escuta com respeito e de forma solene as palavras da anciã e não deixa de se impressionar com sua voz e com o seu talento, que lhe arrancam um suave sorriso no canto dos lábios. Quando Lana entoa o uivo de despedida, o Philodox respeitosamente a segue.
Victor Montenegro
Victor Montenegro

Mensagens : 906
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 33
Localização : Rio

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 8 Empty Skullhead (Crinos) - Matilha Olhos da Tempestade | Todos

Mensagem por Diogo'Papo-Reto' Moncorvo em 28.02.18 8:34

Ainda havia um filho do Rato para se homenageado e quem seria responsável era a antiga líder de Seita, Estrela-da-Manhã. Ela se coloca diante de todos com um violoncelo em mãos. As palavras são curtas, mas Skullhead podia sentir o peso delas; estavam diante do principal motivo de estarem ali. A favor ou contra, todas as Tribos partiram naquela caçada em virtude de suas ordens.

Agora, ela seria condenada por todas essas mortes.

O Theurge escuta atentamente as palavras da Fianna e lhe acompanha respeitosamente no uivo de homenagem, como todos os outros. A Garou termina o brado com uma canção belíssima, que em sua voz se tornava mais melodiosa. A Anciã era tanlentosa demais, isso ninguém podia duvidar.
Diogo'Papo-Reto' Moncorvo
Diogo'Papo-Reto' Moncorvo

Mensagens : 687
Data de inscrição : 02/07/2017
Idade : 24
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 8 Empty Kiba Valentine (Crinos) - Todos na Cena / Degan / Grace

Mensagem por Kiba Valentine em 28.02.18 10:13

Kiba logo vê que Estrela da Manhã é quem faria o rito de Rastro Esquecido, algo que o Ahroun simplesmente não entende. Ele olha na direção de Uivo Voraz, mas não questiona. Sabia que o Roedor devia ter seus motivos e provavelmente a Fianna devia estar se sentindo culpada demais pelos ocorridos.

O Presa de Prata esperava para ouvir o que ela tinha a dizer e seu coração dói ao ouvir o lamento da Fianna. Ele sabia, no fundo de seu coração, que provavelmente ela não sairia viva do julgamento/punição que lhe aguardava. Aquilo dava certa revolta ao Ahroun que se sentia incapaz de fazer alguma coisa.

“Ela foi controlada... Todos fomos enganados... E agora vai morrer sem ter a chance de limpar sua honra... Que Falcão ilumine a mente dos Juízes e lhes deem um pouco de piedade...”

Kiba se une ao uivo como os demais e em seguida passa a ouvir a melodia do violoncelo que inevitavelmente lhe lembra Grace. O Presa de Prata olha novamente na direção da Fianna e vê que ela e Degan conversavam enquanto a cerimonia continuava. Ele acena em direção a dupla, mas logo volta a se concentrar em Estrela da Manhã.
Kiba Valentine
Kiba Valentine

Mensagens : 529
Data de inscrição : 26/06/2017
Idade : 22

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 8 Empty Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Sussurros Solitários em 28.02.18 10:16

Forma atual: Crinos

O Lupino escuta atenciosamente a história do Portador da Luz Interior, esse era o primeiro garou da tribo que via, mas já ouvira falar de sua sabedoria oriental. A história é contada de maneira brilhante e o garou consegue se sentir imerso nela em todos os momentos, o final com as borboletas de papel é verdadeiramente surpreendente e um dos momentos mais bonitos da cerimônia, o lobo uiva com todos em honra aos filhos do Falcão. 

A Próxima Galliard é ninguém menos que Estrela-da-Manhã, antiga líder do Caern. O momento é tenso para o Lupino que se preocupa com o julgamento eminente da Anciã. Sabia tudo que estava em jogo e acima de tudo acreditava que ela além de ser mais útil viva do que morta, sua vida estava atrelada intimamente a vida espiritual do Caern e sua morte poderia ter repercussões horríveis. Porém, assim que  a Galliard começa sua apresentação, seu enorme talento fica evidente permitindo até mesmo ao insensível lobo alguns minutos de distração enquanto se perde na música. Ao final o lobo uiva pelos Roedores de Ossos Caídos e ora silenciosamente pela vida de Estrela-da-Manhã.
Sussurros Solitários
Sussurros Solitários

Mensagens : 847
Data de inscrição : 04/07/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 8 Empty Língua-Afiada - Todos no Cemitério

Mensagem por NarraDiva em 28.02.18 10:27

Língua-Afiada é quem toma posição para seguir com as cerimônias. A Galliard ainda não possuía um posto elevado mas já ganhava fama por ter sempre um comentário ácido na ponta da língua. Mas seria o momento disso? Seu discurso era aguardado pelos que a conheciam e suas palavras são cheias de convicção:

'- Estamos aqui, agora, para honrar três filhas de Avô Trovão. Não irei comentar como morreram e nem exigir julgamentos, essas tarefas não são para esse cemitério. Eu vou lembrá-las e honrá-las. Uma a uma, para que possam seguir seu caminho e se unir aos nossos ancestrais. Segredos-da-Noite e Oráculo-das-Sombras eram de um campo peculiar de nossa tribo, um campo que tem a coragem de ir onde ninguém tem coragem de ir e conseguir as informações que precisamos para vencer a guerra pela qual vivemos para vencer. Garous que ficaram muito desonradas se eu tecesse aqui mais palavras sobre suas atividades e que eu peço que sejam honradas com um minuto de silêncio e reflexão de todos.'

O minuto de silêncio parecia durar uma eternidade e, a Galliard prossegue em seguida:

'- Ecos-da-Mãe era uma astuta diplomata a serviço da Nação. Era das mais influentes no mundo dos humanos e abria portas para que conseguíssemos avançar em nossos objetivos. Sua perda nos enfraquece no momento em que uma guerra começa. Uma guerra que definirá nosso futuro. Que o legado de Ecos-da-Mãe sirva para nos inspirar no caminho a seguir. Que a dedicação de todas as caídas nos inspirem a dar nosso melhor para esse Caern.'

Sem maiores delongas, a Galliard emite um uivo de lamento pelas que partiram. O uivo é acompanhado pro todos ao passo que os corpos são devidamente enterrados. Restava apenas um cerimonialista, faltavam apenas Uktenas e Wendigos a serem honrados.
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 8 Empty Flor-de-Gaia - Olhos-de-Gaia

Mensagem por NarraDiva em 28.02.18 10:29

Atenta à cerimônia e sem desviar o olhar da mesma, a Anciã apenas diz:

'- Pois não, Olhos-de-Gaia...'

Seu tom era baixo e era nítido que o foco de sua atenção eram as cerimônias.
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 8 Empty Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Arauto-da-Morte em 28.02.18 10:33

Forma Atual - Crinos

O Lua Nova assiste as honrarias aos senhores das sombras se iniciarem com um pouco de apreensão, mais uma vez, era um momento de tensão, haja vista que foram os arquitetos do que ocorrera na noite anterior, limita-se a observar as reações dos Garous alí presentes e respeitar o silêncio, não só durante o minuto requestado, mas durante toda a homenagem, quebrando-o apenas para unir-se ao uivo de lamento.
Arauto-da-Morte
Arauto-da-Morte

Mensagens : 547
Data de inscrição : 18/12/2017
Localização : Belem

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 8 Empty Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Sussurros Solitários em 28.02.18 11:18

Forma atual: Crinos

O Lobo assiste a cerimônia dos Senhores das Sombras, estranha o tal minuto de silêncio pois nunca vira isso em sua vida, mas ao final Uiva em Honra as Filhas do Trovão.
Sussurros Solitários
Sussurros Solitários

Mensagens : 847
Data de inscrição : 04/07/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 8 Empty Skullhead (Crinos) - Matilha Olhos da Tempestade | Todos

Mensagem por Diogo'Papo-Reto' Moncorvo em 28.02.18 11:36

A cerimônia dos filhos do Avô Trovão se inicia. Língua-Afiada  também faz um discurso rápido. Ela inicia apresentando primeiro duas das três irmãs falecidas, convidando a todos a um minuto de silêncio. O Theurge medita nas palavras da Senhora das Sombras nesse momento silencioso.

Ecos-da-Mãe é a última a ser homenageada. A cerimonialista pede um uivo, o qual é acompanhado pelo Theurge mais uma vez.
Diogo'Papo-Reto' Moncorvo
Diogo'Papo-Reto' Moncorvo

Mensagens : 687
Data de inscrição : 02/07/2017
Idade : 24
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 8 Empty Requiem - Olhos da Tempestade - Garous na cerimônia

Mensagem por Eve Ballmer em 28.02.18 11:53

Forma Atual: Crinos

Haveria música na próxima cerimônia e Angelique entende que deveria se aperfeiçoar em alguns instrumentos e quem sabe até se especializar em uns dois ou três. Era sua responsabilidade entreter quando era devido e a Galliard acreditava que instrumentos musicais poderiam fazer com que, independentemente de serem garous ou humanos, se sentissem mais inclinados a se transportarem para o local de seus contos. Assim que a garou comenta sobre a estrela rubra, instintivamente ela ergue seus olhos para o céu, procurando-a. Na verdade ela nem precisa procurá-la, sabia exatamente onde estava. Seus olhos encaram aquela estrela com um misto de sentimentos que variava da tristeza à raiva. Aquele sinal era perigoso para todos e um sinal de que o Apocalipse logo chegará com toda sua força.

Ela uiva junto à seita. O uivo da cerimonialista que regia o rito surpreende a Impura, já que ele começa a se transformar em uma melodia que combinava com a voz que inundava seus ouvidos. Para completar, pétalas começam a cair das árvores e iluminadas por Luna elas pareciam pequenos flocos de neve no meio da floresta do Rio de Janeiro. Internamente sorriu, se lembrando da neve em White Horse.

A cerimônia continua, desta vez com a morte de três garous dos Senhores das Sombras. É impossível não olhar na direção de Legado do Trovão e de Sentinela das Sombras. Garous caídos deixavam todos tristes, mas garous caídos de sua tribo possuíam um peso muito maior e Angelique sabia muito bem disso. Depois do olhar, que não perdura por nem mesmo um minuto, ela retorna sua atenção até onde estava acontecendo o trabalho de sepultamento enquanto continua ouvindo as palavras de outra garou, que liderava o rito no momento. As palavras da cerimonialista não chegavam a ser duras, mas tinham seu toque de aspereza. Angelique quase não respira quando é pedido um minuto de silêncio. Honraria quem quer que fosse que tivesse caído e isso era o mínimo que tinha para fazer, já que não estava no Caern para poder ajudar quem precisasse.

A Impura uiva em honra às caídas dos Senhores das Sombras e mantinha-se atenta ao próximo rito que se iniciaria. Sua carga emocional estava grande demais e começava a lhe dar um pouco de dor de cabeça, não algo que não pudesse suportar, mas era como se um pequeno palito de dente começasse a cutucar sua nuca de leve, sem ferir.
Eve Ballmer
Eve Ballmer

Mensagens : 515
Data de inscrição : 25/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 8 Empty Rugido-das-Almas-Guerreiras - Todos no Cemitério

Mensagem por NarraDiva em 28.02.18 14:35

O último cerimonialista seria um Lupino dos Wendigos. A ele caberia a honrar os mortos dos Uktenas e dos Wendigos. Coração-de-Gelo e Flecha-da-Neve já estavam em suas covas. Invocador-do-Abismo e Voz-de-Gaia cuidavam do corpo da irmã de Thiff enquanto Herança-Ancestral e Rugido-do-Tupilaq cuidavam do corpo de Flecha-da-Neve. Os dois Uktenas pareciam fazer algum tipo de prece ou oração em tom baixo próximos ao corpo o que arrancava olhares de curiosidade dos próprios Wendigos, mas o Lupino não se detém e começa a cerimônia que a ele fora incubida.

'- Triste ser perder mais puros por causa de estrangeiros. Vocês trazer a Wyrm, trazer a Weaver, pisar em nossas terras, destruir nossas florestas e ainda promover guerras que fazer Gaia sangrar. Vocês atacar pra matar porque vocês não honrar Gaia, estrangeiros não enxergar e não entender nada. Sangue manchar solo sagrado. Sangue de Coração-de-Gelo e Flecha-da-Neve. Espíritos se irritar. Gaia se irritar. Uivar para acalmar espíritos, uivar por Coração-de-Gelo e Flecha-da-Neve. Seguir Rugido-das-Almas-Guerreiras.'

Os corpos são devidamente enterrados. Todos os Uktenas e Wendigos imediatamente assumem a forma lupina. Com Rugido-das-Almas-Guerreiras à frente e as duas tribos logo atrás - e os corpos já devidamente enterrados - todos assumem a forma de lobo e seguem apressadamente os puros. 

Like a Star @ heaven Continua nas Montanhas do Caern.
NarraDiva
NarraDiva
Admin

Mensagens : 4789
Data de inscrição : 25/06/2017
Idade : 35
Localização : Моско́вский Кремль

https://7joiasdacoroadegaia.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 8 Empty Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Sussurros Solitários em 28.02.18 14:45

Forma Atual: Lupino

Sussurros-Solitários escuta a palavra do outro Lupino dos Puros e concorda com tudo que ele fala, e juntamente com a sua tribo, volta a forma lupina e correr para as montanhas do Caern.
Sussurros Solitários
Sussurros Solitários

Mensagens : 847
Data de inscrição : 04/07/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 8 Empty Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Arauto-da-Morte em 28.02.18 14:53

Forma Atual - Lupino

O Cerimonialista que assume a responsabilidade de honrar os Wendigo e Uktena demonstra a maneira direta que era inerente aos nascidos sob as quatro patas.

Vendo que toda a seita assume a forma de lobo e segue o caminho iniciado pelos puros, Hadrian rapidamente passa os olhos por seus irmãos de matilha e, assumindo a forma de lobo, começa a seguir na mesma direção lentamente, dando tempo que sua matilha o acompanhe.
Arauto-da-Morte
Arauto-da-Morte

Mensagens : 547
Data de inscrição : 18/12/2017
Localização : Belem

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 8 Empty Skullhead (Crinos > Lupino) - Matilha Olhos da Tempestade | Todos

Mensagem por Diogo'Papo-Reto' Moncorvo em 28.02.18 15:05

A última ver cerimonia seria dedicada aos Puros, sendo responsável por ela um Lupino dos Wendigo. As palavras são duras e criticavam todas as outras Tribos estrangeiras.
Os corpos são sepultados e todos os Puros tomam a forma de lobo e seguem para as Montanhas.

Vendo que era uma ação seguida por toda a Seita e seus irmãos de matilha, Skull-head também toma sua forma de lobo e os segue, rumo aos pontos mais altos daquele solo sagrado.

OFFGAME: Segue nas Montanhas do Caern.
Diogo'Papo-Reto' Moncorvo
Diogo'Papo-Reto' Moncorvo

Mensagens : 687
Data de inscrição : 02/07/2017
Idade : 24
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 8 Empty Requiem - Olhos da Tempestade - Garous na cerimônia

Mensagem por Eve Ballmer em 28.02.18 15:51

Forma Atual: Crinos -> Lupino

Agora era a vez de um Lupino fazer a cerimônia pelos falecidos. Lupinos sempre encantavam Angelique de uma forma que ela não conseguia explicar. Eram como crianças que não conheciam o mundo humano e se impressionavam com coisas simples da vida cotidiana. Isso fazia com que a Impura visse as coisas com outros olhos. Apesar de sua proximidade mediana com seu instinto primitivo, ela pensava de uma forma completamente diferente dos lupinos.

As palavras do lupino eram acusatórios e não tinham como não serem reais. Os humanos e hominídeos tinham uma parcela de culpa gigantesca em toda a guerra que aconteceu, acontecia e ela tinha quase certeza de que até as guerra que irão acontecer no futuro. Mais uma vez ela mantém o silêncio, a dor de cabeça tinha cessado por alguns instantes. E então percebe que os garous presentes mudavam para lupino e o ritualista seguia caminhando, depois de enterrados os corpos falecidos. A Presa de Prata não hesita em mudar para lupino e seguir junto da procissão de lobos para onde quer que fossem. Iria se manter próximo dos membros da Olhos da Tempestade.

OFF: Segue nas Montanhas do Caern
Eve Ballmer
Eve Ballmer

Mensagens : 515
Data de inscrição : 25/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 8 Empty Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Convidado em 28.02.18 16:35

Forma - Lupino

A Anciã lhe responde prontamente, porém as homenagens dos Senhores das Sombras exigiam um rápido silêncio que o impede de prosseguir seu questionamento.

Antes que os Puros comecem sua cerimônia no entanto, Olhos de Gaia comenta com Flor-de-Gaia, também em voz baixa, mudando sua garganta pra poder falar.

"- Quem falou pelos Presas de Prata e Crias de Fenris me surpreendeu, nenhum Galliard deles sobreviveu?"

Então os Puros clamam pelos erros dos outros e então a seita toda começa a peregrinar como uma grande matilha de lobos para as montanhas, ele se mantém perto da Theurge Anciã, esperando uma resposta.

OFF: Segue nas Montanhas do Caern

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 8 Empty Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Victor Montenegro em 28.02.18 19:15

Lingua-Afiada toma a frente para honrar as Senhoras das Sombras caídas. Havia sido uma noite de Grandes perdas para os Senhores, apesar do triunfo final. A Galliard é precisa e sucinta em suas palavras e em seu silencio, fazendo jus honroso à sua tribo.

Victor escuta atentamente as palavras da Irmã, respeitando o silencio quando solicitado e se unindo ao uivo de despedida quando entoado pela lua-gibosa.

Findo o rito dos Senhores, o lupino dos Wendigo toma à frente para a despedida final. Suas palavras eram duras e rancorosas e imbuídas de emoção ao ponto de fazer o Philodox engolir seco.

Quando termina de falar o Galliard e todos os puros assumem a forma lupina e começam a correr. Vendo que os demais garous também os acompanhariam, Victor assume a forma do lobo e corre junto aos presentes.

Continua nas Montanhas do Caern.
Victor Montenegro
Victor Montenegro

Mensagens : 906
Data de inscrição : 28/06/2017
Idade : 33
Localização : Rio

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 8 Empty Grace(Crinos) - Sangue dos Quatro Ventos, Asa Solitári, Todos

Mensagem por Convidado em 28.02.18 21:27

- Conte comigo também - responde ela ao Wendigo, acenando discretamente de volta para Kiba, e torna a assitir as Cerimônias. 

Lamenta particularmente pela perda das Fúrias Negras, e olha com companheirismo para Mãe da Fúria. Uiva alto e dolorosamente, sentindo as mortes delas como se fossem de sua própria Tribo.   

Deixa-se envolver pela narrativa impactante de Equilíbrio da Vida, que honrava os Presas de Prata com uma grande história, e reforçava a necessidade de união entre as Tribos. Coroa sua apreentação com uma magnífica arte oriental, e Grace uiva com esperança, como ele incitara.

A apresentação de Estrela da Manhã ganha os olhares mais admirados da Galliard, Avalia, impressionada, seu magnífico violoncelo, sentindo uma vontade irresistível de tentar tocá-lo, e quando ela começa a cantar, fica embevecida pela beleza de sua voz. Adoraria pensar que, no futuro, ia ter o mesmo talento da Anciã de sua Tribo, na qual, principalmente agora, a jovem Fianna se espelhava. Estrela da Manhã demonstrava a todos porque era a melhor dos Menestreis.
Suas palavras eram necessariamente tristes, mas sua música era sublime, até a Wyld, com suas pétalas de rosas parecia concordar, e tudo isso encanta Grace profundamente.
Uiva vigorosamente em honra a Rastro Esquecido e em louvor a sua irmã, a quem olha com um brilho nos olhos. 

Seu semblante mantém apenas a seriedade protocolar enquanto é feita a Cerimônia pelos Senhores das Sombras, pelo menos Língua-Afiada não faz nenhum comentário impertinente, e até se sentia inclinada a concordar com o que ela fala sober a guerra que começava. Uiva respeitosamente. 

O Cerimonialista Wendigo é curto e grosso, mas não descoberto de razão. Uiva com tristeza e percebendo o que os outros Garous começavam a fazer, imita-os, assumido a forma Lupina e seguindo atás deles para as montanhas.

OFF: Continua nas Montanhas

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 8 Empty Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Convidado em 01.03.18 14:44

ROnaldo assiste tudo passivamente sem expressar alguma reação, não sabia se estava absorto em pensamentos devido as suas ações ou se somente devido a o que acontecia no caern.

Assim acompanhando a todos, se transforma em Lupino e vai acompanhando os garous.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 8 Empty Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Derek Spencer em 01.03.18 21:33

Spybot (crinos) - Todos

O jovem Ragabash acompanhava todas as cerimônias com olhos e ouvidos bem abertos, lhe doía quando a cerimônia pelos Crias acontecia, sabia que tinha entrado numa luta em defesa própria mas vai falar isso para os que perderam um excelente garou. O Andarilho percebe o olhar de seu irmão e o retribui, um olhar dolorido e com tristeza. Acompanha o uivo em despedida aqueles nobres garous.

As cerimônias continuam, Grace representa com magnificência os Fiannas e a dos Filhos de Gaia era realmente tocante, e todas as seguintes igualmente tocantes, era difícil de transformar palavras em emoções mas os Galliards que se apresentaram o fizeram com muita clareza e Spybot admirava aquele Dom dos Garous.

Ao término das despedidas, Derek assume sua forma lupina e segue junto de sua matilha para as Montanhas.
Derek Spencer
Derek Spencer

Mensagens : 313
Data de inscrição : 27/06/2017

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 8 Empty Kiba Valentine (Crinos/Lupino) - Todos na Cena

Mensagem por Kiba Valentine em 01.03.18 22:18

Kiba assistia toda a cerimônia prosseguir sem maiores explanações. Quando todos começam a assumir a forma lupina para seguir os Wendigos ele também o faz, seguindo por ultimo em direção as montanhas.
Kiba Valentine
Kiba Valentine

Mensagens : 529
Data de inscrição : 26/06/2017
Idade : 22

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 8 Empty Sangue-dos-Quatro-Ventos (crinos - lupino) - Asas da Esperança, Todos

Mensagem por Deganawida "Degan" Oneida em 02.03.18 2:26

Degan escuta as palavras de Língua-Afiada. Também não conhecia aqueles Garou, mas acompanha os demais com o uivo para que descansassem em paz. O momento do Caern era complicado e ele sabia da tensão com os Senhores das Sombras, mas não era hora para tecer considerações sobre esse assunto. 

Em seguida, é a vez de seu irmão, Rugido-das-Almas-Guerreiras falar. À primeira vista, o Wendigo parece assentir com todos os comentários do lupino. Degan pode ter aprendido a trabalhar com os estrangeiros e ceder-lhes maior crédito que os demais membros de sua tribo, mas o que Rugido falava era história e era verdade, por mais que doesse aos estrangeiros admitirem aquilo. Sem pensar muito, ele assume a forma lupina e segue junto com os demais.
Deganawida
Deganawida "Degan" Oneida

Mensagens : 496
Data de inscrição : 01/07/2017
Idade : 44

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 8 Empty Kiba Valentine (Hominídeo) - Fortaleza de Gaia

Mensagem por Kiba Valentine em 18.06.18 16:32

Mais rápido do que gostaria, Kiba estava de volta ao cemitério do Caern. O Roedor de Ossos sentia o peso do sono lhe acertando, mas tinha que prestar as últimas homenagens ao Garou que mal conheceu, mas que era membro da matilha.
 
Ele então segue para perto de uma árvore e se senta sobre ela, esperando que Siggy e Hagen cuidassem da cerimônia.
Kiba Valentine
Kiba Valentine

Mensagens : 529
Data de inscrição : 26/06/2017
Idade : 22

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cemitério - Lar dos Ancestrais - Página 8 Empty Re: Cemitério - Lar dos Ancestrais

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 8 de 28 Anterior  1 ... 5 ... 7, 8, 9 ... 18 ... 28  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você pode responder aos tópicos neste fórum